sexta-feira, 14 de abril de 2017

Jogador do Petrolina morre afogado na Ilha do Fogo; clube lamenta tragédia

Roberto de Lucas Souza Santos

O jogador de futebol Roberto de Lucas Souza Santos, mais conhecido como Heré Barril, de 23 anos, morreu na tarde desta quinta-feira, 13, vítima de afogamento na Ilha do Fogo, em Petrolina. Heré estava fazendo testes no Petrolina Social Futebol Clube, onde já tinha atuado em 2015, para retornar ao time quando da convocação do técnico Andrade para participar da série A2 do Campeonato Pernambucano. O time lamentou profundamente ocorrido e enviou nota de pesar à imprensa.
Acompanhe:
O Petrolina Social Clube vem por meio desta nota comunicar e lamentar o falecimento do atleta Roberto de Lucas Souza Santos, conhecido como Heré Barril, de 23 anos, que foi encontrado na Ilha do Fogo.
O atleta, que já jogou pela Fera Sertaneja sob o comando do técnico Neco (2015) e foi junto ao treinador para o Timbaúba, voltou para o Vale do São Francisco por causa de sua família e na tentativa de retornar ao elenco do Petrolina.
Atualmente Heré participava do grupo de atletas que passavam pelos treinos de avaliação física e técnica para, se avaliado positivamente, compor futuramente a equipe que será comandada pelo técnico Andrade.
Na manhã desta quinta-feira o jogador participou do treinamento no Estádio Municipal Paulo Coelho em Petrolina e, segundo informações, na volta para casa decidiu fazer uma parada com mais alguns amigos para fazer fotos no Rio São Francisco, onde aconteceu o lamentável desfecho.
O corpo foi encaminhado para o IML e a causa da morte será divulgada posteriormente por meio das investigações que se seguirão.
Sobre o enterro e velório, mais informações serão passadas pelos familiares.
O clube lamenta imensamente a perda irreparável da família do jovem atleta. Que todos que admiravam o Heré Barril encontrem o conforto para amenizar esta dor. (Foto/reprodução) (Britto).
Petrolina Social Clube

Blog do BILL NOTICIAS

Agricultores de Pernambuco preparam demandas para cobrar de Paulo Câmara no 6º Grito da Terra


Agricultores do Sertão de Pernambuco deverão se juntar a outros milhares no Estado, na próxima segunda-feira (17), para o 6º Grito da Terra. O lema do movimento deste ano é ‘Não se ignora um povo que produz a riqueza do seu Estado, do seu País’. O objetivo é cobrar do Governo Paulo Câmara um retorno sobre a pauta de reivindicações da categoria, que foi entregue ao socialista desde o dia 4 de abril. Antes de saírem em caminhada até o Palácio do Campo das Princesas, os manifestantes participarão de uma audiência pública sobre a reforma da Previdência, na Assembleia Legislativa (Alepe).
No documento do Grito da Terra, organizado pela Federação dos Trabalhadores Rurais de Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Pernambuco (Fetape) e um conjunto de movimentos e organizações  sindicais e sociais, estão questões que tratam da Previdência (posicionamento do Governo do Estado); seca; segurança pública; Programa Chapéu de Palha; reestruturação socioprodutiva da Zona da Mata; política de convivência com o Semiárido; agroecologia; secretaria executiva da Agricultura Familiar; regularização fundiária, educação do campo e Cadastro Ambiental Rural.
Os Movimentos e Organizações argumentam que o campo, que produz alimentos e contribui efetivamente com o desenvolvimento do estado, precisa ser tratado com mais atenção pelo Governo.  Para cada um dos temas foram apresentadas demandas que, inclusive em sua maioria, já fizeram parte de outras pautas entregues ao Estado, em anos anteriores, mas não foram atendidas.
Além da Fetape e seus sindicatos filiados participam do Grito, este ano, a Fetaepe (Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Pernambuco), Contag, CUT/PE, CTB, ASA Pernambuco, CPT, Coopagel, Cáritas Regional NEII, Pastoral da Juventude Rural, Assocene, o Instituto Manoel Santos, MST, Serta e Centro Sabiá.
PEC
A expectativa é que, já a partir das 8h, caravanas de dezenas de municípios do estado cheguem à Assembleia Legislativa, para a Audiência Pública.  Além de debaterem o tema, os participantes irão cobrar dos parlamentares estaduais um diálogo com suas bancadas federais, assegurando um posicionamento contrário à PEC 287. Essa proposta do Governo Federal atinge direitos historicamente conquistados pelos trabalhadores rurais. Logo em seguida, eles sairão em caminhada até o Palácio, onde esperam receber respostas de Paulo Câmara à Pauta do Grito da Terra Pernambuco. (Britto).

Blog do BILL NOTICIAS

Serviço postal ficará 7,48% mais caro

O reajuste já foi autorizado pela Fazenda e agora será homologado
 pelo MCTIC para entrar em vigor

Aumento é válido para cartas comerciais e não-comerciais, telegramas e cartões-postais
Aumento é válido para cartas comerciais e não-comerciais, telegramas e cartões-postaisFoto: Arquivo Folha
Enviar cartas pelos Correios deve ficar até 7,48% mais caro. O reajuste foi autorizado pelo Ministério da Fazenda em portaria publicada ontem no Diário Oficial e agora só precisa ser homologado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para entrar em vigor. E isso não deve demorar muito. É que, segundo o MCTIC, a portaria que vai aplicar o aumento “deve sair o mais rápido possível”.
Procurada pela reportagem, a pasta disse ainda que normalmente segue o teto indicado pela Fazenda. E este percentual, segundo os Correios, visa à “recomposição dos custos repassados à estatal, como aumento dos preços dos combustíveis, contratos de aluguel, transportes, vigilância, limpeza e salários dos empregados”. Para isso, o reajuste baseia-se no Índice de Serviços Postais (ISP), indicador aplicado aos serviços e às despesas da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) a partir de índices como a inflação e a alta dos transportes.
O aumento, no entanto, não se aplica aos segmentos de marketing direto e encomendas (PAC e Sedex). É válido para cartas comerciais e não-comerciais, telegramas e cartões-postais, tanto nacionais quanto internacionais. A tarifa mínima das cartas não-comerciais, por exemplo, vai passar de R$ 1,15 para R$ 1,23 caso o reajuste de 7,48% realmente entre em vigor. Já o preço dos telegramas nacionais redigidos pela internet vai passar de R$ 7,07 para R$ 7,60. Só a Carta Social, destinada aos beneficiários do programa Bolsa Família, não vai ficar mais cara. Neste caso, a tarifa permanece em R$ 0,01.
Por nota, os Correios lembraram que o reajuste dos serviços postais é anual. No ano passado, por exemplo, foi de 10,7% e entrou em vigor em junho, uma semana depois de apontado pelo Ministério da Fazenda. Em 2015, a alta de preços foi de 8,89% e entrou em vigor ainda mais rapidamente: apenas quatro dias depois de autorizada pela Fazenda. Naquele ano, a presidência dos Correios explicou que a medida visava amenizar o rombo da estatal, que na época estava em R$ 1,3 bilhão.
Hoje, o déficit é ainda maior, chega perto dos R$ 2 bilhões. Os Correios ainda não informaram quanto de receita deve ser gerado pelo reajuste deste ano, mas preferiram não esperar o aumento para correr atrás do prejuízo. No início do ano, por exemplo, foi aberto um Plano de Demissão Voluntária (PDV) que pretende reduzir em R$ 800 milhões a folha de pagamento anual. A estatal ainda decidiu fechar cerca de 250 agências para cortar custos e lançou um serviço de telefonia móvel para buscar novas fontes de receitas ao longo de 2017. (Folhape).

Blog do BILL NOTICIAS

Quina acumula e próximo prêmio será de R$ 7,5 milhões

Caixa Econômica Federal prevê um prêmio acumulado 
de R$ 2,4 milhões para o próximo o concurso
Loteria da Caixa Econômica Federal
Loteria da Caixa Econômica FederalFoto: André tambucci/fotos públicas

O concurso 4359 da Quina não teve nenhum ganhador. De acordo com a Caixa Econômica Federal, o prêmio acumulado para o próximo concurso deve ser de R$ 7,5 milhões. Os números sorteados nesta quinta-feira (13) em Canela (RS) foram: 11, 15, 28, 57, 58. Confira o rateio:

Quina - 5 números acertados - Não houve acertador
Quadra - 4 números acertados - 118 apostas ganhadoras, R$ 4.654,58
Terno - 3 números acertados - 8407 apostas ganhadoras, R$ 98,24
Duque - 2 números acertados - 196116 apostas ganhadoras, R$ 2,31

LOTOMANIA
O concurso 1753 da Lotomania realizado nesta quinta-feira (13) em Canela (RS) não teve nenhum acertador. A Caixa Econômica Federal prevê um prêmio acumulado de R$ 2,4 milhões para o próximo o concurso. Os números sorteados foram: 03, 06, 10, 25, 26, 33, 40, 43, 45, 49, 51, 65, 71, 72, 75, 79, 83, 84, 93, 99. Confira o rateio:
20 acertos - Não houve acertador
19 acertos - quatro apostas ganhadoras, R$ 43.337,17
18 acertos - 56 apostas ganhadoras, R$ 1.934,69
17 acertos - 645 apostas ganhadoras, R$ 167,97
16 acertos - 4244 apostas ganhadoras, R$ 25,52
15 acertos - 18839 apostas ganhadoras, R$ 5,75
0 acertos - Não houve acertador

TIMEMANIA
O concurso 1018 da Timemania realizado nesta quinta-feira (13) também não teve vencedor na principal faixa de premiação. As dezenas sorteadas foram: 04, 09, 24, 29, 37, 45, 61 . O time do coração foi o Atlético-GO. O prêmio para o próximo concurso deve ser de R$ 11,7 milhões. Veja o rateio:
7 números acertados - Não houve acertador!
6 números acertados - seis apostas ganhadoras, R$ 28.544,06
5 números acertados - 326 apostas ganhadoras, R$ 750,50
4 números acertados - 6192 apostas ganhadoras, R$ 6,00
3 números acertados - 57455 apostas ganhadoras, R$ 2,00
Time do Coração: Atlético-GO - 19063 apostas ganhadoras, R$ 5,00(Folhape).

Blog do BILL NOTICIAS

CAMPOS RECEBEU R$ 5 MI EM PROPINAS, DIZEM DELATORES DA ODEBRECHT

Igo Bione/JC Imagem

O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), falecido em um acidente quando era pré-candidato à Presidência da República em 2014, foi citado por delatores da Odebrecht, no âmbito da Operação Lava Jato, como sendo beneficiário de propinas no valor de R$ 5 milhões.
Segundo os delatores, sendo um deles João Pacífico Ferreira, na época o mais alto executivo da empreiteira na Região Nordeste, o montante correspondia a 3% dos valores que a Odebrecht mantinha junto ao Governo de Pernambuco.
Nesta quarta-feira (11) o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator da Lava Jato na Corte, Edson Fachin, determinou a abertura de investigações contra mais de 100 políticos. Dentre os pernambucanos que serão investigados estão o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), além dos senadores Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) e Humberto Costa (PT-PE) e os deputados federais Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Betinho Gomes (PSDB-PE). O ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho Vado da Farmácia também será investigado.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

DELATORES DIZEM TER PAGO PROPINA DE R$ 1 MI PARA FBC

MARCELLOCASAL-ABR: <p>senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)</p>

As delações premiadas do ex-executivos da Odebreceht João Antônio Pacífico, ex-diretor da empreiteira no Nordeste, de Airel Parente e Alexandre Biselli, entre outros ex-dirigentes da companhia, revelam o pagamento de propinas para o senador e ex-ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e para o ex-governador de Alagoas Teotônio Vilela (PSDB). Os recursos teriam sido originários de fraudes e irregularidades em contratos de obras de combate à seca.
Segundo os delatores, FBC teria recebido R$ 1,05 milhão na forma de doações para sua campanha eleitoral em 2014. Já o senador Renan Calheiros e o filho, Renan Filho (PMDB ), que é o atual governador de Alagoas, teriam recebido R$ 1.329.2112,00 da Odebrecht, enquanto Teotônio teria ficado com o valor de R$ 2.814.000,00. Os pagamentos teriam sido feitos em cima dos contratos das obras de construção do Canal do Sertão, que tem como objetivo levar água para mais de 1 milhão de nordestinos. (EBC).

Blog do BILL NOTICIAS

VÍDEO: A PROPINA DE US$ 40 MILHÕES PARA MICHEL TEMER



Resultado de imagem para Vídeo: a propina de US$ 40 milhões para Michel Temer496


O presidente Michel Temer comandou uma reunião com a Odebrecht na qual foi acertado pagamento de propina de 40 milhões de dólares ao PMDB em 2010, quando era candidato a vice-presidente da República, afirmou um dos delatores da empreiteira em depoimento no âmbito da operação Lava Jato.
Segundo o delator Márcio Faria da Silva, o encontro aconteceu no escritório político de Temer em São Paulo, e o valor se referia a 5 por cento de um contrato da Odebrecht com a Petrobras.
"Totalmente vantagem indevida, porque era um percentual em cima de um contrato", disse Faria no depoimento, quando perguntado se havia ficado claro na reunião que o repasse era relativo a pagamento de propina.
Além de Temer, também participaram da reunião os ex-deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), de acordo com o depoimento do delator, que foi divulgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na quarta-feira após a retirada do sigilo sobre as delações da Odebrecht.
Segundo o delator, a reunião com a presença de Temer foi convocada como uma forma de "confirmação" para um acerto que já havia sido feito anteriormente por um intermediário do PMDB junto à Petrobras. O acordo dizia respeito a um contrato de 825 milhões de dólares para a manutenção de ativos da Petrobras em nove países, que foi vencido pela Odebrecht por meio de fraude no processo licitatório.
"Um dia recebi um email convocando para uma reunião com a cúpula do PMDB em São Paulo... Um contrato dessa magnitude, o que passou na minha cabeça é que o pessoal queria uma confirmação", disse o delator, acrescentando que no encontro com a presença de Temer não se falou em valores, mas houve confirmação do acerto feito anteriormente.
"O Eduardo Cunha tomou a palavra, explicou que estávamos no processo de contratação de um contrato da Petrobras, com o compromisso de que se fosse assinado iria haver uma contribuição muito importante para o partido... Não se falou em valores, mas eu confirmei que honraria os compromissos", afirmou.
Depois da assinatura do contrato, a propina foi paga em espécie no Brasil e em contas no exterior, segundo Faria, e o PMDB concordou durante as negociações em reduzir seu percentual para 4 por cento, permitindo que o PT ficasse com 1 por cento, acrescentou.
Em nota oficial, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República informou que Temer jamais tratou de valores com Márcio Faria e que nunca houve encontro entre eles com a presença do ex-deputado Henrique Eduardo Alves. Reconheceu, no entanto, uma reunião em 2010 na qual Faria foi acompanhado de Eduardo Cunha.
"A conversa, rápida e superficial, não versou sobre valores ou contratos na Petrobras. E isso já foi esclarecido anteriormente, quando da divulgação dessa suposta reunião. O presidente contesta de forma categórica qualquer envolvimento de seu nome em negócios escusos. Nunca atuou em defesa de interesses particulares na Petrobras, nem defendeu pagamento de valores indevidos a terceiros", disse a nota.
Temer também foi citado na delação de Marcelo Odebrecht, ex-presidente da Odebrecht, que classificou como um "shake hands" o jantar no Palácio do Jaburu que teve com o então vice-presidente em maio de 2014, no qual foi acertado uma contribuição no valor de 10 milhões de reais da empreiteira para o PMDB. [nL1N1HK26I]
As declarações de Marcelo Odebrecht e Márcio Faria da Silva fazem parte da íntegra dos vídeos dos depoimentos prestados pelos executivos da Odebrecht divulgados pelo gabinete do ministro Edson Fachin, após a abertura de 76 inquéritos contra autoridades no STF. Apenas dois dos inquéritos tiveram seu sigilo mantido.
Temer não será investigado no momento por esses casos porque, de acordo com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o presidente tem imunidade temporária e não pode ser investigado por fatos anteriores ao mandato.(247)

Blog do BILL NOTICIAS

LULA: TENHO CONSCIÊNCIA DE QUE NÃO VOU SER PRESO


Em entrevista à rádio Metrópole, em Salvador, nesta quinta-feira, o ex-presidente Lula reiterou que não teme ser preso, pelo fato de não haver prova contra ele em nenhuma das acusações que ele sofre no âmbito da Operação Lava Jato. "Eu tenho consciência de que não vou ser preso. Eu não cometi crime, eu quero que os acusadores provem", afirmou Lula.
Ele voltou a criticar os vazamentos dos depoimentos colhidos pela força tarefa da operação. "Nós estamos vivendo uma situação que o vazamento das denúncias acontece de dentro da sala do juiz. Os advogados são os últimos a saber", reclamou.
Como exemplo, Lula pontua que se a Polícia Federal faz uma investigação, antes mesmo que o procurador receba os documentos, a notícia já é veiculada em um jornal. "A Justiça está correta?", questionou, de forma retórica. "Não pode fazer julgamento político das coisas assim. Isso me cansa, isso me deixa chateado, mas isso me dá a consciência de que eu sou a única pessoa que pode enfrentar isso de cabeça erguida".
O ex-presidente acrescenta ainda que, no dia em que provarem um crime contra ele, espera ser julgado "como qualquer pessoa".(247).

Blog do BILL NOTICIAS

DESMORALIZADO, TEMER TENTARÁ ACELERAR DESMONTE DA PREVIDÊNCIA


Acusado de presidir uma reunião em que se acertou uma propina de R$ 126 milhões para o PMDB (leia aqui), Michel Temer fará uma reunião no domingo de Páscoa para tentar acelerar a reforma da Previdência, que, segundo pesquisa CUT/Vox Populi, é rejeitada por 93% dos brasileiros.

Com isso, Temer tenta agradar as forças econômicas que ainda o apoiam e que foram responsáveis pelo golpe de 2016.

Abaixo, reportagem da Agência Brasil:

Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil 
O domingo de Páscoa será de movimentado no Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência da República. Na noite do domingo (16), o presidente Michel Temer vai reunir líderes da base aliada na Câmara, o relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA), o presidente da comissão criada para debater o tema, Carlos Marun (PMDB-MS), e o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em um jantar. A expectativa é que os ministros Antonio Imbassahy, da Secretaria de Governo, e Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência, também participem do encontro.
A pauta será, como tem sido ao longo das últimas semanas, a reforma da Previdência. O governo acredita que a flexibilização de cinco pontos da proposta ajudou a conseguir mais votos favoráveis. Assessores próximos da cúpula do Palácio do Planalto afirmam que o governo espera reverter o quadro em favor do relatório de Arthur Maia.
A reforma da Previdência é considerada por Temer e sua equipe como medida essencial para a recuperação da economia do país. Por isso, nem a lista de inquéritos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), que colocou sob investigação dezenas de parlamentares e oito ministros no âmbito da Operação Lava Jato, diminuirá o ritmo das reuniões e negociações em prol da aprovação da reforma.
Cenário pós-delações
lista de políticos envolvidos nas investigações da Lava Jato foi tema de conversas no Palácio do Planalto e deverá ser também uma das pautas do jantar de domingo. No entanto, circula na cúpula do governo e também entre os líderes da base aliada na Câmara, a impressão de que o recente episódio pode até acelerar a aprovação da reforma da Previdência.
O entendimento é que com a reforma aprovada e o cenário econômico próspero, será mais fácil para os parlamentares lidarem com os efeitos da denúncias de corrupção. A entrega do relatório, segundo Arthur Maia, deverá ocorrer na próxima terça-feira (18), o que torna os próximos dias decisivos para o governo Temer e um teste importante da fidelidade dos parlamentares da base aliada.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

Campanha de vacinação contra gripe deve atingir 54 milhões de pessoas

Brasília - O ministro da Saúde, Ricardo Barros, lança a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (José Cruz/Agência Brasil)
Ministro Ricardo Barros disse que meta da campanha de vacinação contra a gripe é alcançar mais de 90% da população de risco  José Cruz/Agência Brasil

O Ministério da Saúde lançou hoje (13), em Brasília, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. A mobilização começará um pouco mais cedo em relação ao ano passado, tendo início na próxima segunda-feira (17) e se estendendo até o dia 26 de maio.
No período, o Ministério da Saúde estima que 54,2 milhões de pessoas serão vacinadas em todo o país. Uma das metas é atingir 90% da população considerada de risco para complicações por gripe. Este ano, os professores das redes pública e privada foram incluídos entre os alvos prioritários da campanha.
A partir de segunda, os professores poderão se dirigir aos postos de saúde com o documento de identificação, mas nos dias 2 e 3 de maio a vacinação dos docentes ocorrerá nas escolas. A estimativa do Ministério da Educação é de que 2,3 milhões professores devem ser vacinados.
“Os professores sempre solicitaram inclusão no grupo preferencial, pelo fato de terem contatos com dezenas de alunos diariamente e estarem mais expostos à contaminação”, explicou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.
Idosos, trabalhadores de saúde, crianças de seis meses até 5 anos, gestantes, mulheres no período pós-parto, indígenas, população privada de liberdade, inclusive os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, e pessoas com doenças crônicas continuam como público-alvo da vacinação.
O principal objetivo da campanha é reduzir as hospitalizações e a ocorrência de mortes relacionadas à influenza. Segundo o Ministério da Saúde, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de internações por pneumonia e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da gripe.
Desde 2009, quando teve início a epidemia de gripe, a maior incidência foi no ano passado. O Ministério da Saúde lembrou que, em 2016, houve uma antecipação da ocorrência de infecções, a partir de janeiro, e mais de 2.200 pessoas morreram por problemas relacionadas à gripe.
Brasília A coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunizações, Carla Magda Domingues, participa do lançamento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (José Cruz/Agência Brasil)
A coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunizações Carla Magda Domingues afirmou que um dos objetivos da campanha é reduzir a ocorrência de mortes relacionadas à gripeJosé Cruz/Agência Brasil
Mortes têm queda
O primeiro trimestre deste ano registrou número bem menor de casos com 48 casos de óbitos, mas o ministério alerta para a chegada da estação fria e seca e orienta que as pessoas busquem se imunizar o quanto antes para garantir a proteção efetiva.
“Por mais que estejamos numa sazonalidade tranquila, com a ocorrência de poucos casos, é importante que a população não deixe para vacinar no fim da campanha, reduzindo as chances de ficar protegida”, disse Carla Domingues, coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.
A vacina protege contra os três principais tipos de vírus que circularam em 2016 nos países do hemisfério sul. A duração da vacina é de um ano. O ministério ressalta que as reações adversas são leves e que a única contraindicação é para pessoas alérgicas a ovo.
O Dia D de mobilização nacional será no dia 13 de maio, quando 84% das doses já estarão disponíveis na rede pública de saúde. Ao todo, os 65 mil postos de saúde do país receberão 60 milhões de doses, número 11% maior que o distribuído em 2016.
Cuidados podem evitar transmissão do vírus
Além de buscar a imunização, o Ministério da Saúde recomenda à população que adote cuidados simples para evitar a transmissão do vírus. As principais orientações são: lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar, evitar tocar o rosto, não compartilhar objetos de uso pessoal, manter os ambientes bem ventilados e evitar a permanência em locais com aglomeração. (EBC).

Blog do BILL NOTICIAS

ONU alerta para impactos do projeto Escola sem Partido na educação brasileira

escola

Em comunicado publicado hoje (13), relatorias especiais do Alto Comissariado de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) recomendam que o governo brasileiro tome atitudes necessárias para conduzir uma revisão dos projetos de lei (PLs) que tratam do Escola Sem Partido.
Segundo as relatorias, as autoridades brasileiras devem assegurar a conformidade desses projetos com a base dos direitos humanos internacionais e a Constituição Federal de 1988. A legislação protege o direito à opinião, sem interferências, e o direito a buscar, receber e partilhar informações e ideias de todos tipos, independentemente de fronteiras ou meios, o que, segundo o documento, não está claro nos PLs. Os relatores pedem um posicionamento do Brasil em 60 dias, mas a resposta não é obrigatória.
De acordo com o comunicado, por não definir o que é doutrinação política e ideológica, propaganda político-partidária e educação moral, a proposição permite "alegar que um professor está violando as regras pelo fato de autoridades ou pais subjetivamente considerarem a prática como propaganda político-partidária". Além disso, o Escola Sem Partido poderá retirar das salas de aula, "discussões de tópicos considerados controversos ou sensíveis, como discussões de diversidade e direitos da minorias".
O documento é assinado por Koumbou Boly Barry, relatora especial para o direito humano à educação; David Kaye, relator especial para promoção e proteção do direito à liberdade de opinião e expressão; e Ahmed Shaheed, relatora especial para liberdade de religião e de crença.
O Escola Sem Partido é um movimento que alega que as salas de aula no Brasil são usadas como ambiente de doutrinação, onde professores se aproveitam do ofício para repassar aos alunos suas ideias políticas e morais. Para os defensores do projeto, essa prática deve deve ser combatida por meio de legislações específicas. Já existem propostas com esse teor em tramitação no Congresso Nacional e outras já aprovadas em assembleias estaduais.
Por sua vez, aqueles que se posicionam de forma contrária argumentam que já há na legislação vigente mecanismos para evitar abusos. Para eles, uma lei como a proposta pelo Escola Sem Partido servirá para ameaçar e criar um ambiente de insegurança em sala de aula, onde qualquer assunto relacionado aos direitos humanos ou mesmo conteúdos históricos poderão ser classificados como doutrinação.
O posicionamento das relatorias especiais da ONU destaca também o impacto de ideias conservadoras defendidas no Escola Sem Partido na definição da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que define as competências e os objetivos de aprendizagem dos estudantes a cada etapa da vida escolar O Ministério da Educação retirou do texto final da BNCC o termo "orientação sexual". Normas internacionais ratificadas pelo Brasil recomendam esforços para combater a discriminação nos ambientes escolares, inclusive por orientação sexual.
O posicionamento foi publicado após a entrega de documentos que tratam do tema pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação e pelo Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos (IDDH). A relatora especial para o direito à educação, Koumbou Boly Barry, esteve em evento promovido pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação e pela Ação Educativa em abril, recebendo informações sobre o contexto da educação brasileira por meio de movimentos e ativistas da área.
Escola sem partido
O movimento Escola sem Partido foi fundado em 2004 pelo advogado Miguel Nagib. Em 2014, ganhou força quando se transformou em um projeto de lei apresentado na Assembleia Legislativa Estadual do Rio de Janeiro (Alerj). O movimento disponibilizou, então, dois modelos de projetos de lei, estadual e municipal. Em âmbito nacional, projetos semelhantes tramitam tanto na Câmara dos Deputados, quanto no Senado. 
O texto estabelece, entre outras questões, que seja afixado na parede das salas de aula de todas as escolas do país um cartaz com os deveres do professor, entre eles o de não se aproveitar da audiência cativa dos alunos para promover os seus próprios interesses, opiniões, concepções ou preferências ideológicas, religiosas, morais, políticas e partidárias. (EBC).

Blog do BILL NOTICIAS

Administradora alerta para possível golpe de leite condensado no para-brisa

Publicação feita por ela no Facebook relatando fato tem quase 15 mil compartilhamentos
Carro sujo de leite condensado
Carro sujo de leite condensadoFoto: Divulgação

Uma administradora utilizou as redes sociais para denunciar o que acredita ser um novo golpe e deixou a polícia em alerta. A mulher de 34 anos relatou que estava dirigindo quando foi surpreendida com um balde de leite condensado derramado repentinamente no para-brisa do carro que dirigia, na última segunda-feira (10). O caso teria acontecido por volta das 21h, na avenida Visconde de Albuquerque, no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife. Ela acredita que pessoas que estavam em um veículo ao lado do seu jogaram o produto para fazê-la parar o carro e assaltá-la.

A mulher informou que estava sozinha e dirigia, na faixa da direita, um Ford Ka de cor preta e de vidros com película fumê. Ela trafegava a uma velocidade de 40km/h e a ação foi rápida. "Fiquei assustada. Foi uma sensação de que estavam jogando, do veículo do lado, um balde com um monte de lama em cima do meu carro", comentou a mulher, que disse que, na hora, não ativou o limpador.

"Eu já havia ouvido relatos de ações semelhantes e, na hora, fiquei achando que fizeram isso para que eu parasse o carro. Achei que poderiam me assaltar e acabei seguindo em frente. Ultrapassei um sinal amarelo e não acionei o limpador para não dificultar, ainda mais, a minha visão", comentou a administradora, que disse que dirigiu por mais cinco minutos até conseguir parar em um local seguro. "Estava ruim, mas dava para dirigir. Se eu acionasse o limpador, poderia ter sido pior", disse.

Quando parou o veículo, a mulher percebeu que a "lama" se tratava, na verdade, de leite condensado. "Era uma grande quantidade e ficou todo melado, todo gosmento", comentou. Após chegar em casa, a administradora decidiu compartilhar o acontecimento nas redes sociais e o relato repercutiu além do esperado. Até a manhã desta quinta-feira (13), a publicação tinha sido compartilhada por quase 15 mil pessoas. 

"Meu objetivo era divulgar pros meus amigos e não imaginei que tomasse toda essa proporção. Queria alertar para que, em uma situação semelhante, a pessoa mantenha a calma e não ligue o limpador", disse a mulher.

A administradora, no entanto, informou que acabou não procurando uma delegacia porque não sabia o que fazer. "Quis logo chegar em casa e entender toda aquela situação. A ficha foi caindo aos poucos. Apesar do susto, não aconteceu nada comigo. Não é boato e não foi lenda urbana. A gente acha que é brincadeira até que acontece com a gente".

O comissário Helivaldo Sodré, da Delegacia do Cordeiro, informou que tomou conhecimento do fato por meio das redes sociais, mas que, até o momento, a vítima não prestou queixa. Ainda de acordo com o comissário, a delegacia não registrou ocorrências desse tipo, mas garantiu que os policiais estão em alerta. (Folhape).


Blog do BILL NOTICIAS

Chuvas fortes devem continuar nesta sexta em Pernambuco, prevê Apac

Chuvas continuam fortes no Litoral, Grande Recife e também no Brejo da Madre de Deus; sol deve aparecer a partir do sábado (15)

Chuva no Recife
Chuva no RecifeFoto: Léo Motta/Folha de Pernambuco

As intensas chuvas que caíram em grande parte de Pernambuco, na madrugada e manhã desta quinta-feira (13), devem dar uma trégua no feriadão da Semana Santa. De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), a previsão é de que as fortes chuvas continuem ainda nesta sexta-feira (14), mas que o tempo comece a abrir a partir do sábado. 

No Grande Recife, o tempo continua nublado, com possibilidade de pancadas de chuva ao final da tarde, e a temperatura máxima não deve passar dos 31 °C. Nesta sexta-feira (14), a chuva tende a ser moderada a forte durante todo o dia, mas o tempo começa a abrir já a partir do sábado. Segundo a Apac, no sábado (15) e no domingo (16), chuvas leves devem cair apenas no final da madrugada e início da manhã. 

No município de Brejo da Madre de Deus, onde acontece a Paixão de Cristo, a sexta-feira deve ser chuvosa. O sábado permanece nublado com chuva fraca, e o sol deve aparecer no domingo (16).

Para quem pretendia aproveitar a folga para curtir uma praia, as notícias podem ser desanimadoras. O tempo deve ficar nublado, com chuvas fracas durante a sexta nos litorais Sul e Norte, e o sol só deve aparecer com força no meio da manhã do sábado e domingo. (Folhape).



Blog do BILL NOTICIAS

Conselho de Segurança da ONU aprova fim da Missão de Estabilização no Haiti

Minustah será substituída por uma “operação sucessora”, chamada de Missão das Nações Unidas para o Apoio à Justiça no Haiti

Foto de fevereiro de 2016 mostra soldados da Minustah - Missão de Estabilização do Haiti - perto de um protesto da oposição em Porto Príncipe
Foto de fevereiro de 2016 mostra soldados da Minustah - Missão de Estabilização do Haiti - perto de um protesto da oposição em Porto PríncipeFoto: Hector Retamal / AFP

O Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou nesta quinta-feira (13), por unanimidade, o encerramento da Missão de Estabilização no Haiti (Minustah), chefiada pelo Brasil há 13 anos. Segundo a decisão do conselho, a retirada das tropas ocorrerá de forma gradual, a partir de 15 de outubro.
A Minustah será substituída por uma “operação sucessora”, chamada de Missão das Nações Unidas para o Apoio à Justiça no Haiti. Além de fazer o monitoramento, elaborar relatórios e analisar situações relacionadas aos direitos humanos, a nova missão também auxiliará o governo haitiano no reforço das instituições do Estado de Direito.

De acordo com a Agência ONU, a nova missão será composta por até sete unidades policiais, com 980 militares, e 295 oficiais de polícia individuais por um período inicial de seis meses, a partir do dia 16 de outubro. A atual tem pouco mais de 1.000 políciais individuais e 11 unidades policiais.

A nova missão também atuará na proteção dos civis sob ameaça iminente de violência física, dentro das suas capacidades e áreas de implantação, conforme necessário.

Eleição presidencial
No início da semana passada, a chefe da missão atual, Sandra Honoré, disse que o Haiti fez progressos significativos na consolidação da democracia e na manutenção da segurança e da estabilidade com a eleição do presidente Jovenel Moïse, em 7 de fevereiro.

Para, Honoré a eleição marcou o “restabelecimento da ordem constitucional” no país caribenho. Ao Conselho de Segurança da ONU, Sandra Honoré disse que é a hora de “reformular a parceria entre a comunidade internacional, as Nações Unidas e o Haiti, a fim de monitorar preocupações como as questões de direitos humanos e assegurar que os progressos alcançados desde o estabelecimento de 2004 da Minustah sejam duradouros”.

Participação brasileira
Ao longo dos 13 anos no Haiti, o Brasil foi a nação que mais enviou tropas para a Missão de Estabilização, segundo a ONU. De 2004 a fevereiro de 2010, o país manteve um contingente de 1.200 militares, com rotação semestral. E, desde 2004, o comando militar de todas as tropas que compõem a Minustah, provenientes de 19 países, é exercido por generais brasileiros.

Após o terremoto, que atingiu o Haiti em janeiro de 2010, o Brasil passou a manter um contingente maior no país, formado por cerca de 2.200 soldados e oficiais. Desde o início da participação brasileira até hoje, mais de 13 mil militares brasileiros serviram no Haiti. Em agosto de 2016, havia 1.303 brasileiros na missão. (Folhape)

*Com informações da ONU News


Blog do BILL NOTICIAS