segunda-feira, 26 de março de 2018

Estudantes da Rede Estadual desenvolvem filtro de água da chuva com cascas de sururu

A ideia foi testada na comunidade Ilha de Deus, localizada no Recife

Créditos: Divulgação
Créditos: Divulgação

Fundamental por ser um recurso natural único e essencial à vida de toda humanidade a água é primordial à sobrevivência das pessoas e dos ecossistemas no nosso planeta. Seguindo esse conceito e alertados sobre a possível escassez para as próximas gerações, escolas da Rede Estadual se mobilizam para desenvolver projetos de conscientização e técnicas de reutilização desenvolvidas a partir das disciplinas eletivas. Pensando nisso, estudantes da equipe Lego Bulls, da Escola Técnica Estadual (ETE) Porto Digital, localizada no Recife, desenvolveram um protótipo que filtra água da chuva com cascas de sururu.
A proposta levou os estudantes do 3º ano do Ensino Médio ao primeiro lugar da fase regional do torneio de robótica mundial First Lego League (FLL). A ideia inicial surgiu de um workshop realizado na comunidade da Ilha de Deus, na área central do Recife. O curso intensivo foi em tecnologia para o meio ambiente e os estudantes tiveram que realizar um projeto que ajudasse aos moradores da comunidade. Os habitantes da Ilha de Deus são carentes e, em sua maioria, vivem da pesca do sururu, molusco encontrado nos mangues. O grande acúmulo das cascas de sururu na comunidade, devido às atividades de sustento, despertou uma ideia dos jovens da ETE.
Dessa forma, o grupo concebeu o protótipo de um filtro d’água, totalmente autônomo, que, por meio de sensores e motores robóticos, purifica a água da chuva utilizando as cascas de sururu, amenizando os problemas dos moradores. O filtro é composto basicamente de um sensor que identifica a presença de chuva e controla uma comporta que deixa as primeiras águas, mais sujas, saírem. Outro motor fecha essa comporta e começa o processo de acúmulo de água em um tanque que depois será direcionado para o filtro contendo cascalhos, cascas de sururu, algodão, carvão ativado, e outros materiais que permitem, ao término do processo, a obtenção de água própria para o consumo.
“Nós somos completamente dependentes da água para nossa sobrevivência. Seja para consumo, higienização ou tantas outras formas de utilizações e necessidades. O desafio do projeto da robótica é melhorar a maneira como as pessoas encontram, transportam, utilizam e descartam essa água de forma a conscientizar a humanidade da importância desse recurso, tornando-a responsável pela sua conservação”, destaca o professor de física e supervisor do grupo, Leandro Dantas.(SEE).



Blog do BILL NOTICIAS

Projeto Escola Legal oferece formação para técnicos e educadores de apoio

Evento foi realizado no Cefospe e contou com a participação de 150 profissionais de educação


Créditos: Pedro Menezes
Créditos: Pedro Menezes
Créditos: Pedro Menezes
Créditos: Pedro Menezes

(Secretaria de Educação de Pernambuco)
Promover a cultura de paz, incentivar o bom relacionamento entre toda a comunidade escolar e criar uma rede de atendimento aos estudantes são alguns dos objetivos da formação realizada nesta quinta-feira (22), pela Gerência de Políticas Educacionais de Educação Inclusiva, Direitos Humanos e Cidadania (GEIDH). O evento foi realizado no Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos do Estado de Pernambuco (Cefospe), no Recife, e reuniu educadores de apoio, representantes de Coordenação Geral de Desenvolvimento da Educação (CGDE), técnicos de Direitos Humanos e técnicos de Núcleo de Segurança Escolar de 14 Gerências regionais de Educação (GRE).
Representantes da Patrulha Escolar e do Governo Presente também participaram da formação que tem como pauta a prevenção do uso de drogas na promoção de uma cultura de paz. Cássia Valéria, coordenadora do Projeto Escola Legal, acredita que estabelecer uma relação de parceria com o entorno da escola contribui com essa cultura. “A ideia do projeto Escola Legal é trabalhar em toda a Rede Estadual de Ensino, aliado a parceiros, desenvolvendo projetos e atividades pedagógicas para fortalecer a política da cultura de paz por meio dos jovens protagonistas e comunidade escolar”, contou.
Iara Sales veio de Santa Maria do Cambucá, no Agreste do Estado, para participar do encontro. Ela é da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) João David de Souza, que já realiza algumas ações para manter a boa convivência e prevenir o uso de drogas no ambiente escolar. “Discussões trazem boas ideias e dessa forma a gente encontra meios de envolver os jovens nas atividades. Cada situação citada na reunião abre caminho para uma outra forma de ver o tema”, afirmou.
Alcioneide Oliveira é coordenadora de apoio da Escola Técnica Estadual (ETE) Almirante Soares Dutra, localizada no bairro de Santo Amaro, no Recife. “A troca de experiências vale muito a pena, é um aprendizado riquíssimo. Às vezes a gente passa por uma situação delicada na escola e se questiona por onde deve começar a agir, aqui a gente pode conversar com profissionais que também lidam com estas situações e desse diálogo saem soluções práticas para o nosso dia a dia”, comentou.



Blog do BILL NOTICIAS

HUMBERTO: “O JUIZ DE LULA É O POVO BRASILEIRO”


 O líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), prestou solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado sem provas no processo do triplex no Guarujá (SP) na primeira e na segunda instância jurídica. 
"O único crime desse homem foi fazer do Brasil um país de todos. As elites nunca o perdoaram por isso. E querem sua condenação a todo custo. O juiz de Lula é o povo brasileiro", escreveu o parlamentar em sua conta no Twitter.
O Ministério Público Federal denunciou Lula, em setembro de 2016, alegando que o petista recebeu R$ 3,7 milhões em benefício próprio da empreiteira OAS, entre 2006 e 2012, através de um triplex no Guarujá (SP). Mas o curioso é que o procurador Henrique Pozzobon admitiu não existir "prova cabal" de que o petista é "proprietário no papel" do tripléx. 
Outro detalhe é que a juíza Luciana Correa Torres de Oliveira, da 2ª Vara de Execução e Títulos no Distrito Federal, determinou a penhora dos bens da OAS, numa ação movida por credores. Um dos ativos penhorados é o triplex que a Lava Jato atribuiu ao ex-presidente Lula.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

Publicado Edital de concurso da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros da Paraíba. Inscrições começam nesta segunda(26)


Foi divulgado o edital do concurso da Polícia Militar da Paraíba e Corpo de Bombeiros Militar, no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (23). São mil vagas oferecidas – 900 vagas oferecidas para a PM, sendo 850 para o sexo masculino e 50 vagas para o sexo feminino; e 100 vagas para bombeiros – 90 para sexo masculino e 10 para sexo feminino.
As inscrições serão realizadas exclusivamente pela Internet, no site IBFC, no período de 8h do dia 26 de março até as 23h59 do dia 9 de abril, observado o horário de Brasília. A taxa de inscrição pode ser paga até 10 de abril e custa R$ 70.
As provas previstas são de língua portuguesa, raciocínio lógico, geografia e história da Paraíba, língua estrangeira (inglês ou espanhol), noções básicas de informática e noções de direito e sociologia. A aplicação da prova objetiva está prevista para 29 de abril.
Durante o Curso de Formação de Soldados o candidato aprovado recebe bolsa equivalente a um salário mínimo, acrescida de auxílio alimentação. Após conclusão do curso, o salário base passa a ser R$ 3.202,60 (podendo ainda receber adicional por plantão extra remunerado até o valor de R$ 1.319,76), além de gratificações específicas decorrentes do exercício das funções.
As oportunidades são para cargos de soldado da qualificação de praças combatentes (QPC), da Polícia Militar, e soldado do quadro de praças bombeiro militar combatente. A distribuição das vagas entre os comandos regionais de João Pessoa, Campina Grande e Patos está discriminada no edital.
O processo será composto de cinco etapas: exame intelectual, de caráter eliminatório e classificatório, realizado pela banca organizadora IBFC; e exames psicológico, de saúde, de aptidão física e de avaliação social, todos com caráter eliminatório.
Conforme anunciado previamente pelo comandante-geral da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller Chaves, o concurso público vai contar com a realização de exames toxicológicos. Ainda segundo o comandante, a intenção é de que os policiais aprovados no certame atuem, prioritariamente, em Campina Grande e cidades vizinhas. (Via: G1 PB).

Blog do BILL NOTICIAS

MULHER, NEGRA E LÍDER DAS QUEBRADEIRAS DE COCO É AMEAÇADA DE MORTE


A coordenadora do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), que contacom mais de 350 mil trabalhadores nos estados do Piauí, Maranhão, Pará e Tocantins, a piauiense Francisca da Silva Nascimento, 36 anos, vai ser incluída no Programa de Proteção à Vida do Ministério da Justiça. Ela foi vítima de uma tentativa de homicídio no dia 3 de março, no município de São João do Araial, a 253 km de Teresina.
Neste sábado (17), um protesto cobrou agilidade do Ministério para dar proteção à Francisca e aos moradores das comunidades de São João do Arraial. Mais de 15 instituições, entre associações, federações, sindicatos,instituições não governamentais e comunidades tradicionais participaram da manifestação.
"A gente está querendo fazer essa denúncia, evitar que uma tragédia maior aconteça. Que a justiça seja feita, que se faça alguma coisa. Para que esse ato fortaleça a tomada de providência sobre essefato porque é uma preocupação para as comunidades", ressaltou a coordenadora.
Desde novembro, 300 famílias de 20 comunidades fazem um mutirão para limpeza de um açude nomunicípio de São João do Arraial, para teracesso à água do açude Santa Rosa.

"Eu já perdi as contas do quanto fui ameaçada, mas no dia 3 de março, foi a primeira vez que tentaram me matar. Eu fui abordada por um casal. Estava em uma moto com a minha irmã, quando a mulher me abordou e começou a conversar, o marido dela veio por trás com uma 'faca de cozinha'e tentou me furar. Rapidamente, eu percebi, gritei, e o empurrei. Minha irmã 'arrancou com a moto'e conseguimos sair de lá", lembrou Francisca Nascimento.
"A gente está na retomada de água de um açude que foi arrombado há mais de dez anos. Eles tinham arrombado a represa da água e isso trouxe muitos prejuízos porque ficamos sem água para viver. Cortaram a parede que segurava a água para nós. Secaram o açude para que eles fizessem uma roça, plantar arroz, essas coisas. Estamos sofrendo por água", acrescentou a líder das quebradeira de coco.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

Doença transmitida por Aedes aegypti pode matar os pets

O mosquito pode infectar cachorros com um verme letal. Em humanos, ele transmite dengue, zika, chicungunha e febre amarela

Os sintomas são tosse, diminuição do apetite e cansaço ao praticar atividades físicas. Foto: Flickr/Reprodução

Os sintomas são tosse, diminuição do apetite e cansaço ao praticar atividades físicas. Foto: Flickr/Reprodução
Apesar de pouco conhecida entre os tutores de pets, a dirofilariose é uma doença silenciosa que acomete os cães e tem como agente transmissor os mosquitos, dentre eles o Aedes aegypti, também responsável por transmitir a dengue aos humanos. Ao picar o animal, o mosquito infectado transmite o verme Dirofilaria immitis, parasita que se desenvolve no coração dos cães.

A partir do momento em que o verme se aloja no coração e nos grandes vasos sanguíneos, lesões importantes poderão ocorrer e dependendo da gravidade, levar o animal à morte. Esses parasitas alcançam a corrente circulatória e se alojam nas artérias pulmonares e ventrículo direito do coração, se desenvolvendo e iniciando sua fase reprodutiva, liberando assim, novos parasitas para a circulação, alerta a Comissão de Animais de Companhia do SINDAN – Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para a Saúde Animal.

Quando acometidos, os cães podem apresentar tosse, diminuição do apetite e cansaço ao praticar atividades físicas. É fundamental que os donos levem seus pets ao médico veterinário regularmente porque quanto mais cedo o animal for diagnosticado menor será a gravidade do problema e maiores são as chances de responder positivamente ao tratamento.

A melhor forma de evitar a dirofilariose é por meio da prevenção, que pode ser realizada com a utilização de produtos que auxiliam na repelência dos mosquitos, mantendo-os afastados dos cães e o uso de vermífugos que tenham atuação frente as larvas da dirofilária, matando-as antes que alcancem o coração do pet.



Blog do BILL NOTICIAS

RIO DE JANEIRO VIROU O VIETNÃ DE TEMER, DIZ HUMBERTO

(247)
 A série de insucessos acumulados pela intervenção militar no Rio de Janeiro foi alvo de críticas pesadas do líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PE-PE). Em discurso na tarde desta terça-feira (20), no plenário da Casa, o senador petista afirmou que a inconsequência do Palácio do Planalto em querer fazer política com a segurança pública transformou o Estado no atoleiro pelo qual o governo terminará de ser tragado.
"Temer encontrou no Rio de Janeiro o seu Vietnã. Assim como ocorreu com os Estados Unidos, ele poderá empregar milhares de homens nesse teatro, mas sairá de lá humilhado, diminuindo o papel de nossas Forças Armadas, porque as jogou numa trama política rasa com fim meramente eleitoral", afirmou o líder da Oposição. "É um governo burro para lidar com criminosos inteligentes, que não são o povo pobre das favelas ou as crianças submetidas a revistas vexatórias de suas mochilas em escolas. Mas, sim, os chefes do tráfico de drogas e de armas que, até agora, não foram molestados pelo governo."
Humberto criticou duramente a discriminação pela qual passam as demais unidades federadas, que não estão recebendo os mesmos recursos destinados pelo Governo Federal ao Rio de Janeiro. Nessa segunda-feira, o Planalto anunciou a liberação de R$ 1 bilhão para as operações ligadas à intervenção militar no Estado. "Sem qualquer demérito ao Rio e à grave situação da sua segurança pública, por que os demais Estados e o Distrito Federal não merecem atenção similar do governo para combater a criminalidade em seus territórios?", questionou o parlamentar.
O senador ressaltou que, desde o início das operações, em nada melhorou a situação do Rio, onde todos os dias "há tiroteios e gente assassinada em assaltos, brigas de gangues, morta por balas perdidas, muitas das quais crianças". E lembrou a execução da vereadora do PSol Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ocorrida no centro do Rio, na última quinta-feira. "O presidente da República, que agora é o chefe da segurança pública fluminense, tem dois cadáveres no seu gabinete e nenhuma resposta. Cinco dias depois desses assassinatos bárbaros, não há um preso, não se sabe nada. O crime organizado mostrou que sequer se sente intimidado por essa intervenção."
Para o senador, ao fim do período eleitoral, o Brasil assistirá a uma retirada melancólica das tropas, com uma fragorosa derrota do presidente da República. "O Rio de Janeiro será o Vietnã onde Temer enterrará o pouco que lhe sobrou de vergonha", concluiu.
*Com informações da Assessoria de Imprensa


Blog do BILL NOTICIAS

Ceará 247Voltar para CAPA do 247 26.03.2018 ATAQUES NO CEARÁ PODEM ESTAR ASSOCIADOS A BLOQUEADORES EM PRESÍDIOS

: <p>Ceará</p>

Helena Martins – Repórter da Agência Brasil
Uma retaliação de facções criminosas à possível instalação de bloqueadores de celulares em presídios, proposta que tramita em regime de urgência na Câmara dos Deputados, é a explicação que especialistas têm dado aos ataques contra órgãos públicos, ônibus e torres de telefonia no Ceará. A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) está responsável pelas investigações. Até agora, não foram apresentadas as linhas de investigação.
“A gente está vivendo uma crise sem precedentes. É inegável que as facções se potencializaram no nosso estado e hoje os nossos presídios funcionam como escritórios dos crimes. Quando do anúncio da lei dos bloqueadores, houve uma reação das facções porque elas vão ter seus interesses prejudicados. Era uma reação que a gente já esperava”, diz Valdomiro Barbosa, presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE).
Além do projeto de lei, desde 2013 tramita na Justiça cearense um processo sobre a instalação de bloqueadores. Uma sentença foi expedida, em 2 de março, determinando que o “Estado do Ceará, no prazo de 180 dias, proceda à aquisição e promova a devida instalação de bloqueadores de sinal de celular em todas as unidades prisionais sob sua responsabilidade”.
Histórico
Essa não é a primeira vez em que esse tipo de ataque ocorre. Em 2016, houve ataques a torres de telefonia e um carro cheio de explosivos chegou a ser colocado na rua da Assembleia Legislativa do Ceará depois que os parlamentares aprovaram um projeto de autoria do governo que proibia as operadoras de conceder sinal de radiofrequência nas áreas de unidades prisionais do estado. A lei foi questionada, assim como regras semelhantes de cinco outros estados, no Supremo Tribunal Federal (STF), tendo seus resultados sustados.
“Na época, essa questão foi minimizada, mas já era uma mostra que as facções tinham crescido no estado. Era um recado, mas não se levou muito em consideração porque Fortaleza vivia um momento em que as taxas de homicídio eram muito baixas e o governo, recém-eleito, tinha muito capital político e tentou amenizar a situação. Passados dois anos, nós vemos um retorno dessa mesma demanda por parte das facções, só que com um poder de fogo e uma capilaridade muito maior”, explica Ricardo Moura, jornalista e pesquisador do Laboratório Conflitualidade e Violência (Covio) da Universidade Estadual do Ceará (Uece).
Crise na segurança
Barbosa também destaca o maior poder dessas facções. Ele diz que desde 2015 o Sindasp tem alertado o governo sobre a presença dos grupos em unidades prisionais. “Mas os dois últimos governadores não cuidaram de estruturar o sistema prisional, pois investiram só em policiamento ostensivo”, critica. Ele cita como exemplos os programas Ronda do Quarteirão e o reforço ao Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Ostensivas e Intensivas (RAIO).
Nos presídios, cerne da atuação das facções, segundo o agente penitenciário, o deficit de profissionais desse tipo é de 4 mil pessoas e não houve incrementos nos últimos anos, ao passo que a população carcerária passou de 21 mil presos para 28,5 mil entre 2015 e 2018. Nesse período, o presidente do Sindasp afirma que “todas as grandes unidades prisionais foram separadas por facções, o que favoreceu a organização delas”. Para ele, “o gargalo da crise da segurança pública no estado está no sistema penitenciário”.
Além desse problema, a morosidade da Justiça e o enfraquecimento da polícia judiciária são outros dois elementos que explicam a crise, na opinião do Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol/Ce), Francisco Lucas de Oliveira. “A gente tem uma polícia de investigação praticamente falida. Não existe investimento, temos pouco efetivo e estamos perdendo muitos para outras unidades da federação, pois aqui não há incentivo”, lamenta.
Para ele, a morte de três pessoas que praticaram ato contra a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), na madrugada de sexta (23) para sábado (24), pode ser apontada como motivo. Alvejados em troca de tiros com policiais militares, os suspeitos foram levados a uma unidade hospitalar, mas não resistiram aos ferimentos e vieram a óbito. Dois já foram identificados pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce): Francisco José Raniel Barbosa dos Santos e Davi Lima Pires, ambos de 19 anos.
A crise da segurança pública marca o cotidiano da população cearense, que apenas este ano viu quatro chacinas ocorrerem no estado. “A gente naturaliza uma situação de medo permanente e de uma estratégia de segurança cotidiana para as questões mais banais da vida, como ir para o trabalho ou para o lazer. A gente está se precavendo para gerir o dia a dia nosso. É algo muito terrível do ponto de vista da sociedade”, alerta Ricardo Moura.
A Agência Brasil procurou a Sejus e a SSDPS para obter mais informações sobre as investigações e as respostas das secretarias sobre as críticas feitas pelos especialistas. Até a publicação desta reportagem, não foram enviadas respostas. Até agora, seis pessoas foram presas suspeitas de participação nos incêndios e ataques aos prédios públicos. (247).


Blog do BILL NOTICIAS

Reflita curta e compartilhe






Blog do BILL NOTICIAS

Larápios não respeitam nem o transporte escolar. Em Afrânio elementos sequestram ônibus e fazem o cata de celulares e dinheiro 25 de março de 2018 por vinicius de santana Veja o boletim da Policia Militar confirmado o fato. Por volta das 16h45min do dia 23/03/18, a GT 25302 foi informada via telefone funcional que o micro ônibus escolar com alunos do povoado de Porção a Cachoeira do Roberto, não havia chegado no destino no horário previsto e poderia ter sido assaltado. A equipe policial seguiu a Sítio Gato onde localizou o transporte escolar fora da estrada, dentro da caatinga com vários professores e alunos atemorizados que haviam sido assaltados, porém estavam ilesos. Segundo informação do motorista Fernando, dois indivíduos encapuzados, armados de espingarda e revólver roubaram celulares e dinheiros das vitimas. A equipe policial acompanhou o transporte escolar até a região de Porção, Zona Rural de Afrânio-PE, e de continuo realizou buscas no local e adjacências no intuito de capturar os possíveis assaltantes, mas até o momento não tinham sido localizados. As vítimas foram orientadas a prestarem queixa na DPC de Afrânio. O fato foi registrado a fim de serem tomadas as devidas providênci

História foi compartilhada no Facebook por um fotógrafo de Vila Velha (ES)

Créditos: Reprodução do Facebook
Créditos: Reprodução do Facebook

Um vestido de R$ 1,8 mil foi colocado à venda na Internet depois que a dona dele desistiu de usá-lo em um casamento ao descobrir que o noivo seria fã do deputado federal e pré-candidato à Presidência da República (PSL), Jair Bolsonaro. Pelo menos é isso que conta o fotógrafo de Vila Velha (ES), Ciro Rocha, em sua conta pessoal no Facebook.

Em postagem publicada neste sábado, o fotógrafo anuncia fotos do vestido e conta a seguinte história: de que a mulher, que seria madrinha de um casamento, decidiu boicotar a cerimônia ao descobrir que o noivo seria eleitor de Bolsonaro.

"Miga, sua fina, elegante e sincera. Estou vendendo este lindo vestido de festa da grife Tons, tamanho M. Nunca usado! Ele custou R$ 1.800 e está sendo vendido por R$ 950", disse Ciro Rocha na postagem.

O vestido também está à venda no site OLX, por R$ 900, preço inferior ao anunciado no Facebook, e sem explicitar o motivo. 

Por volta das 9h30 deste domingo, o texto publicado na rede social acumulava comentários, entre defensores e críticos do presidenciável. Característica típica do ambiente virtual, alguns internautas também aproveitaram para ofender o fotógrafo e a dona do vestido.(DP).




Blog do BILL NOTICIAS

Mulher desiste de ser madrinha de casamento ao descobrir que noivo é fã de Bolsonaro

História foi compartilhada no Facebook por um fotógrafo de Vila Velha (ES)

Créditos: Reprodução do Facebook
Créditos: Reprodução do Facebook

Um vestido de R$ 1,8 mil foi colocado à venda na Internet depois que a dona dele desistiu de usá-lo em um casamento ao descobrir que o noivo seria fã do deputado federal e pré-candidato à Presidência da República (PSL), Jair Bolsonaro. Pelo menos é isso que conta o fotógrafo de Vila Velha (ES), Ciro Rocha, em sua conta pessoal no Facebook.

Em postagem publicada neste sábado, o fotógrafo anuncia fotos do vestido e conta a seguinte história: de que a mulher, que seria madrinha de um casamento, decidiu boicotar a cerimônia ao descobrir que o noivo seria eleitor de Bolsonaro.

"Miga, sua fina, elegante e sincera. Estou vendendo este lindo vestido de festa da grife Tons, tamanho M. Nunca usado! Ele custou R$ 1.800 e está sendo vendido por R$ 950", disse Ciro Rocha na postagem.

O vestido também está à venda no site OLX, por R$ 900, preço inferior ao anunciado no Facebook, e sem explicitar o motivo. 

Por volta das 9h30 deste domingo, o texto publicado na rede social acumulava comentários, entre defensores e críticos do presidenciável. Característica típica do ambiente virtual, alguns internautas também aproveitaram para ofender o fotógrafo e a dona do vestido.(DP).




Blog do BILL NOTICIAS

Larápios não respeitam nem o transporte escolar. Em Afrânio elementos sequestram ônibus e fazem o cata de celulares e dinheiro


(C.Geral)
Veja o boletim da Policia Militar confirmado o fato.
Por volta das 16h45min do dia 23/03/18, a GT 25302 foi informada via telefone funcional que o micro ônibus escolar com alunos do povoado de Porção a Cachoeira do Roberto, não havia chegado no destino no horário previsto e poderia ter sido assaltado.
A equipe policial seguiu a Sítio Gato onde localizou o transporte escolar fora da estrada, dentro da caatinga com vários professores e alunos atemorizados que haviam sido assaltados, porém estavam ilesos.
Segundo informação do motorista Fernando, dois indivíduos encapuzados, armados de espingarda e revólver roubaram celulares e dinheiros das vitimas. A equipe policial acompanhou o transporte escolar até a região de Porção, Zona Rural de Afrânio-PE, e de continuo realizou buscas no local e adjacências no intuito de capturar os possíveis assaltantes, mas até o momento não tinham sido localizados.
As vítimas foram orientadas a prestarem queixa na DPC de Afrânio. O fato foi registrado a fim de serem tomadas as devidas providências legais.

Blog do BILL NOTICIAS

BRIAN MIER: "MECANISMO É FRAUDE A SERVIÇO DOS ESTADOS UNIDOS"

Felipe Gonçalves

O site Brazil Wire, editado pelo jornalista Brian Mier, repercutiu a polêmica em torno da série "O Mecanismo", da Netflix, que falsifica fatos históricos e chega até a colocar na boca do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma frase do senador Romero Jucá (PMDB-RR). Como se trata de uma peça de propaganda política, e não de entretenimento, O Mecanismo fez com que muitos assinantes da Netflix cancelassem o serviço.
Na visão de Brian Mier, a série serve a interesses dos Estados Unidos e o diretor José Padilha cumpre o papel de entreguista. "Como Dilma Rousseff observou, 'O Mecanismo' é um programa fraudulento, cheio de mentiras, um verdadeiro produtor de fake news a serviço do capital estrangeiro, que culpa Lula e Dilma pelos piores elementos de corrupção envolvendo arquitetos do golpe de 2016 como Romero Jucá", diz ele.
"O filme 'Tropa do Elite' me marcou na primeira vez desde que me mudei para o Brasil, em 1991, quando que eu vi que um grande percentual da população brasileira nega o conceito de Direitos Humanos, estabelecido pelo ONU em 1948. Por caso de Padilha, o nível de confusão sobre este conceito é tão grande que o Jornal Extra foi obrigado, depois do assassinato de Marielle Franco, a tentar explicar para seus leitores o significado dos direitos humanos", pontua.
Mier apontou ainda conexões entre a Netflix e as petroleiras americanas. "A Netflix é uma companhia controlada pelos grandes grupos de capital financeiro como Capital Group e BlackRock. A BlackRock movimenta mais dinheiro anualmente que o PIB Brasileiro e é o maior acionista nas petroleiras Shell e Chevron, que se beneficiaram com o golpe de 2016, através da privatização do petróleo brasileiro, e o abatimento de impostos de Temer pela MP 795/2017, o chamado MP de Trilhão. Ou seja, quem ganha com um programa de propaganda criado para destruir a reputação do partido PT durante um ano eleitoral são os gringos. O neofascista José Padilha esta fazendo o velho papel de entreguista para os interesses de capital internacional, trabalhando contra os interesses do povo brasileiro, pelo sua própria benefício."
Leia, abaixo, a reportagem do Brazil Wire:
On March 23, Netflix launched a new series called “The Mechanism” about a court case which is still underway, featuring a character based on the Brazil’s leading presidential candidate, Luiz Inacio “Lula” da Silva, during an election year. The series is directed by José Padilha, who’s Narcos program has been criticized for looking at the behavior of American agents in Colombia through rose colored glasses. Billed as a program that is based on real events, it is full of factual discrepancies, most of which take words and actions from corrupt and conservative politicians and businessmen and associate them with the center-left PT party. Not surprisingly, pro-big business presidential candidate Marina Silva is already using the program in attack memes to promote her candidacy. On March 25, an angry Dilma Rousseff issued the following statement accusing the program of character assassination and pointing out various slanderous events placed into the story by Padilha and his team.

by Dilma Rousseff.
José Padilha’s Character Assassination Mechanism
Brazil continues, alive, despite the illusionists, the sellers of hatred and the round the clock coup mongers. Now, the pro-2016 coup narrative gains new colors in a distorted version of history with undertones of our nation’s latent fascism.
Under the guise of telling the story of the Lava Jato investigation in a series “based on real events”, the director José Padilha distorts reality and spreads all sorts of lies to attack me and president Lula.
The series, “The Mechanism” on Netflix, is underhanded and full of lies. The director invents facts. He doesn’t merely reproduce fake news. He has turned himself into a creator of fake news.
The director places the Banestado bank corruption scandal, who’s main witness was Alberto Yousseff, onto an alternative time-line. In a series, “based on real events”, the least one could do is pay attention to the time when things happened. The Banestado scandal did not start in 2003, as it appears in the series, but in 1996 during the Fernando Henrique Cardoso administration.
In my case, the director uses the same character assassination techniques used by the Brazilian press, spreading lies in the TV series, some of which are so blatant that even the big national media companies haven’t had the courage to even hint at them.
Alberto Yousseff never participated in my reelection campaign and never visited my campaign headquarters, as is erroneously portrayed in the very first episode of the series.  The truth is that the he never had any contact with anyone in my campaign.
Padilha’s bad faith is obvious, to the point of creating another fantasy: that I was friends with Paulo Roberto Costa. This is not true. I never had any type of personal friendship with Paulo Roberto. He was fired from Petrobras during my presidency.
On the TV series, the director has the nerve to use the notorious words of Senator Romero Jucá (PMDB-Roraima), about “stopping the bleeding”, uttered during the time of the fraudulent impeachment in an effort to block corruption investigations into the people behind the coup. Juca was caught confessing his wish to make “a big national deal”.  It is appalling that the director puts these words in the mouth of the character based on Lula.
In the real World, Lula never said this. Senator Romero Jucá, one of the leaders of the coup, said this in a conversation with the witness Sérgio Machado, who recorded the entire conversation about the strategic nature of my impeachment.
At the time, Jucá and Machado debated about how they could paralyze the Lava Jato investigations against members of the PMDB party allied with Michel Temer, and what would be gained after the putchists took power when I was removed from the presidency in 2016.
Another lie is the declaration made by the character based on Yousseff that, in 2003, the Minister of Justice was his lawyer. This is a farce. The position was held at the time by Márcio Thomas Bastos. Padilha has made a sneaky attack against the honor of the renowned criminologist, since he is no longer alive to defend himself.
The director does not merely use freedom of artistic expression to recreate an episode of Brazilian history. He lies, distorts and fabricates. This is more than intellectual dishonesty. It is a cowardly submission to a version of the story that fears the truth.
It would be like if a movie about the last moments of John Kennedy inserted a Lee Harvey Oswald character making accusations against the victim. Or a movie where Winston Churchill makes a deal with Adolf Hitler to attack the United States. Or a movie showing Getulio Vargas as a great friend of Carlos Lacerda, supporting the Coup of 1954.
Padilha has made a fictional account of Brazilian history, but he hasn’t informed this to the audience. He declares it as based on real events and, in an underhanded manner, completely makes up passages and distorts the real facts of history to mold a reality his way, for his own pleasure.
I reiterate my respect for free speech and the freedom of artistic expression. Whoever wants to make fiction has all the right in the world to do so. But it is a stretch to say that this is a work of fiction. To the contrary, what is being done is not based on real facts, but on real distortion as a new fake news story.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

PADILHA DEFENDE DIREITO DE MENTIR NA SUA SÉRIE NA NETFLIX E AGRIDE DILMA


O cineasta José Padilha, responsável pela série '' O Mecanismo", da Netflix, que distorce deliberadamente diversos fatos históricos e, portanto, tenta manipular a opinião pública brasileira, defende o direito à mentira. Incapaz de responder às diversas acusações de fraude factual, ele sustenta ser correto atribuir ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma frase do senador Romero Jucá (PMDB-RR), sobre "estancar a sangria", dita justamente para justificar o golpe de 2016;.
“Jucá não é dono dessa expressão", disse Padilha, em reportagem de Flávio Ferreira e Gustavo Fioratti, publicada na Folha de S. Paulo. De acordo com sua lógica, seria portanto justificável atribuir frases de Hitler a judeus perseguidos na Segunda Guerra Mundial.
Mais do que isso, Padillha também agrediu a presidente deposta Dilma Rousseff. “‘O Mecanismo’ é uma obra-comentário. Na abertura de cada capítulo está escrito que os fatos estão dramatizados, se a Dilma soubesse ler, não estaríamos com esse problema”, afirmou.
Em nota, Dilma afirmou que a "má-fé de Padilha é gritante" e a Netflix se tornou alvo de boicote no Brasil, em razão da fraude filmada por Padilha.
Leia, abaixo, a nota da presidente deposta Dilma Rousseff:
O país continua vivo, apesar dos ilusionistas, dos vendedores de ódio e dos golpistas de plantão. Agora, a narrativa pró-Golpe de 2016 ganha novas cores, numa visão distorcida da história, com tons típicos do fascismo latente no país.
A propósito de contar a história da Lava-Jato, numa série “baseada em fatos reais”, o cineasta José Padilha incorre na distorção da realidade e na propagação de mentiras de toda sorte para atacar a mim e ao presidente Lula.
A série “O Mecanismo”, na Netflix, é mentirosa e dissimulada. O diretor inventa fatos. Não reproduz “fake news”. Ele próprio tornou-se um criador de notícias falsas.
O cineasta trata o escândalo do Banestado, cujo doleiro-delator era Alberto Yousseff, numa linha de tempo alternativa. Ora, se a série é “baseada em fatos reais”, no mínimo é preciso se ater ao tempo em que os fatos ocorreram. O caso Banestado não começou em 2003, como está na série, mas em 1996, em pleno governo FHC.
Sobre mim, o diretor de cinema usa as mesmas tintas de parte da imprensa brasileira para praticar assassinato de reputações, vertendo mentiras na série de TV, algumas que nem mesmo parte da grande mídia nacional teve coragem de insinuar.
Youssef jamais teve participação na minha campanha de reeleição, nem esteve na sede do comitê, como destaca a série, logo em seu primeiro capítulo. A verdade é que o doleiro nunca teve contato com qualquer integrante da minha campanha.
A má fé do cineasta é gritante, ao ponto de cometer outra fantasia: a de que eu seria próxima de Paulo Roberto da Costa. Isso não é verdade. Eu nunca tive qualquer tipo de amizade com Paulo Roberto, exonerado da Petrobras no meu governo.
Na série de TV, o cineasta ainda tem o desplante de usar as célebres palavras do senador Romero Jucá (PMDB-RR) sobre “estancar a sangria”, na época do impeachment fraudulento, num esforço para evitar que as investigações chegassem até aos golpistas. Juca confessava ali o desejo de “um grande acordo nacional”. O estarrecedor é que o cineasta atribui tais declarações ao personagem que encarna o presidente Lula.
Reparem. Na vida real, Lula jamais deu tais declarações. O senador Romero Jucá, líder do golpe, afirmou isso numa conversa com o delator Sérgio Machado, que o gravou e a quem esclarecia sobre o caráter estratégico do meu impeachment.
Na ocasião, Jucá e Machado debatiam como paralisar as investigações da Lava Jato contra membros do PMDB e do governo Temer, o que seria obtido pela chegada dos golpistas ao poder, a partir do meu afastamento da Presidência da República, em 2016.
Outra mentira é a declaração do personagem baseado em Youssef de que, em 2003, o então ministro da Justiça era seu advogado. Uma farsa. A pasta era ocupada naquela época por Márcio Thomas Bastos. Padilha faz o ataque à honra do criminalista à sorrelfa. O advogado sequer está vivo hoje para se defender. 
O cineasta não usa a liberdade artística para recriar um episódio da história nacional. Ele mente, distorce e falseia. Isso é mais do que desonestidade intelectual. É próprio de um pusilânime a serviço de uma versão que teme a verdade.
É como se recriassem no cinema os últimos momentos da tragédia de John Kennedy, colocando o assassino, Lee Harvey Oswald, acusando a vítima. Ou Winston Churchill acertando com Adolf Hitler uma aliança para atacar os Estados Unidos. Ou Getúlio Vargas muito amigo de Carlos Lacerda, apoiando o golpe em 1954.
O cineasta faz ficção ao tratar da história do país, mas sem avisar a opinião pública. Declara basear-se em fatos reais e com isso tenta dissimula o que está fazendo, ao inventar passagens e distorcer os fatos reais da história para emoldurar a realidade à sua maneira e ao seu bel prazer.
Reitero meu respeito à liberdade de expressão e à manifestação artística. Há quem queira fazer ficção e tem todo o direito de fazê-lo. Mas é forçoso reconhecer que se trata de ficção. Caso contrário, o que se está fazendo não está baseado em fatos reais, mas em distorções reais, em “fake news” inventadas.
DILMA ROUSSEFF


Blog do BILL NOTICIAS

PT de PE realiza novo ato no Recife ato em Defesa de Lula

O ato será na Praça da Independência, na antiga Pracinha do 
Diario de Pernambuco.

Ato em defesa de Lula (Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)
(Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)

O Partido dos Trabalhadores (PT) e a Central Única dos Trabalhadores (CUT-PE) estão convocando os movimentos sociais, militantes e os pernambucanos de maneira geral para participar de mais uma mobilização em favor do ex-presidente Lula. Batizado de “Ato em Defesa de Lula e da Democracia”, o evento acontecerá a partir das 14 h, na Praça da Independência, a antiga Pracinha do Diario, no Centro do Recife.
 
De acordo com os organizadores, a mobilização é permanente e tem como objetivo disseminar a campanha “Lula Livre” e que sem o líder petista na eleição presidencial de outubro não há democracia e sim um “golpe”. As redes sociais estão sendo utilizadas amplamente para convocar as pessoas a participarem da manifestação. 
 
Segundo o presidente da CUT-PE, Carlos Veras, é preciso uma vigília permanente para defender o direito de Lula ser candidato a presidência do país e também convocar a população para fazer manifestações contrárias a prisão do ex-presidente. A conclusão do julgamento do habeas corpus de Lula está marcado para acontecer no dia 4 de abril pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Não há provas contra ele. Não podemos aceitar que alguém inocente seja condenado por indícios. Os golpistas querem prender Lula porque sabem que se ele for candidato vencerá as eleições”, afirmou.
 
A manifestação em Pernambuco faz parte da orientação nacional do partido para que os diretórios estaduais do PT realizem sistematicamente diversas atividades em todo o país. A ideia é ampliar a mobilização da militância e fazer com que os petistas e simpatizante fiquem de prontidão, em alerta máximo. Além das falas dos dirigentes sindicais e dos movimentos sociais, haverá distribuição de panfletos explicando à população sobre a perseguição a Lula e que implicações políticas a prisão do ex-presidente poderá trazer para o país. 



Blog do BILL NOTICIAS