quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Quem são os desembargadores que estão julgando Lula?

João Gebran Neto é amigo do juiz Sérgio Moro. Victor Laus teve nomeação contestada no STF. Paulsen foi indicado para ocupar vaga de Joaquim Barbosa no Supremo

Gebran Neto, Paulsen e Laus integram turma responsável por julgar processos da Lava Jato
Gebran Neto, Paulsen e Laus integram turma responsável por julgar processos da Lava Jato

Três desembargadores federais terão a tarefa de decidir sobre a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato. A eles, caberá analisar o recurso da defesa e um pedido de aumento da pena feito pelos procuradores.
O relator do caso é o paranaense João Pedro Gebran Neto, de 53 anos. Ele se considera amigo de Sérgio Moro — os dois fizeram mestrado com o mesmo orientador na Universidade Federal do Paraná.
Gebran assumiu como desembargador no TRF4 (Tribunal Federal da 4ª Região), em Porto Alegre em 2013. Juiz federal desde 1993, ele também foi diretor do Foro da Seção Judiciária paranaense entre 2005 e 2007.
Indicado para ocupar a vaga do ministro Joaquim Barbosa no STF, em 2014, o gaúcho Leandro Paulsen é o segundo integrante da turma que vai analisar o caso de Lula. Ele ingressou no TRF4 em 2013 e é o revisor das ações que tramitam na 8ª turma.
Paulsen é formado em direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e doutor pela Universidade de Salamanca. Antes chegar ao TRF4, onde atuou como juiz auxiliar de 2012 a 2013, também foi juiz auxiliar no Supremo, entre 2007 e 2011. 
O terceiro integrante do colegiado é o catarinense Victor Laus. Natural de Joaçaba (SC), formou-se pela Universidade Federal de Santa Catarina. Até 2003, quando ingressou no TRF4, foi procurador da República.
A nomeação dele à Corte chegou a ser contestada no STF pelo então juiz federal Rômulo Pizzolatti — hoje também desembargador federal —, que alegava que a vaga ocupada por Laus era para juízes de carreira e não para membros do Ministério Público.
Segundo o magistrado, na ocasião, o TRF da 4ª Região apressou-se no preenchimento da vaga, vencendo todos obstáculos burocráticos, “em velocidade nunca vista” e nomeou Victor Luiz dos Santos Laus. (R7).



Blog do BILL NOTICIAS


Nenhum comentário:

Postar um comentário