sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Janot deve perder porte de arma e ser impedido de entrar no Supremo

(Foto: Agência Senado)


Depois de revelar seu plano para assassinar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, que conduziu a Lava Jato e ajudou a destruir a democracia e a economia no Brasil, deve perder também o porte de arma e ser proibido de entrar nas dependências da Corte e de se aproximar de qualquer lugar em que Mendes esteja presente.
De acordo com reportagem da jornalista Mônica Bergamo, o pedido para que fossem tomadas providências em relação a Janot foi feito pelo próprio Gilmar Mendes ao também ministro da Corte Alexandre de Moraes, responsável pelo inquérito que apura as ameaças contra o tribunal. 
Em entrevista em que traz trechos de seu novo livro de memórias, que será lançado ainda este mês, Janot revela o plano elaborado por ele em 2017 para assassinar Gilmar Mendes e se suicidar em seguida. Embora na aobra ele tenha evitado citar o nome do alvo, nesta quinta-feira 26 ele confessou de quem se tratava. "Tenho uma dificuldade enorme de pronunciar o nome desta pessoa", admitiu.
Em maio de 2017, Janot pediu a suspeição de Gilmar Mendes nos casos envolvendo o empresário Eike Batista, investigado pela Lava Jato, e que na época era defendido pelo escritório de advocacia que tem entre os sócios Guiomar Feitosa Mendes, mulher de Gilmar Mendes. 
O descontrole, segundo Janot, teria acontecido após Gilmar Mendes citar o nome de sua filha, a advogada Letícia Ladeira Monteira de Barros, que na ocasião representava a empreiteira OAS em um processo junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). "Só não houve o gesto extremo porque, no instante decisivo, a mão invisível do bom senso tocou meu ombro e disse: não", conta Janot. (247)


Blog do BILL NOTICIAS

Multiplicam-se na ONU vozes pedindo fim do bloqueio dos EUA contra Cuba

ONU, Assembleia Geral
ONU, Assembleia Geral (Foto: Prensa Latina)

Prensa Latina - A reivindicação pelo fim do bloqueio dos EUA contra Cuba vêm de todo o mundo, como fica claro nas intervenções durante os debates da Assembléia Geral da ONU.  Nesta quinta-feira, o presidente do Suriname, Ashwin Adhin, disse que seu país desaprova fortemente "o embargo econômico, financeiro e comercial de mais de meio século contra a irmã República de Cuba e seu povo".  
Por sua parte, o presidente da República Democrática de São Tomé e Príncipe, Evaristo do Espírito Santo Carvalho, renovou mais uma vez seu apoio ao povo cubano e exortou a comunidade internacional a fazer maiores esforços para suspender o bloqueio.  
Ele também se referiu à importância de normalizar as relações entre os Estados Unidos e Cuba.  
O presidente de Nauru, Lionel Rouwen Aingimea, agradeceu ao Governo cubano por fortalecer o setor de saúde daquele pequeno Estado da Oceania. 
No entanto, embora uma brigada médica cubana esteja salvando vidas nauruanas, o povo cubano continua sofrendo dificuldades extremas em quase seis décadas de bloqueio econômico, comercial e financeiro, disse ele.  Apelamos aos Estados Unidos para não esquecerem o povo amigo de Cuba, que está sofrendo as consequências dessas sanções, disse o presidente.  
Enquanto isso, o presidente de Dominica, Charles Angelo Savarin, pediu o fim do bloqueio econômico injustificado e contínuo "para liberar o vasto potencial do povo cubano, de modo que ele assuma seu papel adequado no sistema econômico e comercial mundial".   
O vice-presidente de Gâmbia, Isatou Touray, considerou que o cerco americano pertence a uma época passada e pediu ao governo dos Estados Unidos que encerrasse esse mecanismo e abrisse uma oportunidade para relações amistosas e boas relações.  
Este pedido também foi apoiado pelo Ministro das Relações Exteriores da República do Gabão, Alain Claude Bilie By Nze, que destacou como o bloqueio afeta os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e o povo cubano.  
Desde 1992, a Assembléia Geral da ONU aprovou 27 resoluções que exortam o governo dos EUA a encerrar, sem qualquer condicionamento, sua política de bloqueio contra Cuba.


Blog do BILL NOTICIAS

Aragão: Janot deu um tiro no pé e destruiu sua reputação

(Foto: Alessandro Dantas/PT | Reuters)

“Janot tem desequilíbrio psíquico e de caráter.  Ele deu um tiro no pé e destruiu sua reputação”. Esta é a constatação do ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão ao comentar as revelações do ex-procurador da PGR, Rodrigo Janot, que expôs ao Brasil nesta sexta-feira que queria entrar armado no STF e assassinar Gilmar Mendes. Na sequencia, o ex-procurador disse que cometeria suicídio. (Leia mais aqui). 
“Ele já chegou a dizer para Genoino (ex-deputado José Genoino PT-SP), em diversos jantares, que poderia recebê-lo em sua casa pois ‘aqui ninguém te prende’”. Um mês depois de ocupar o cargo (PGR), ele mandou prendê-lo. Isso é uma falha de caráter”, revela. 
Eugênio também constata que “a direita é lisérgica no Brasil é muito maior do que a gente imaginava". "Antes pensava que era o clã Bolsonaro, Damares, Ernesto Araújo. Mas hoje Janot passou a integrar este grupo”, aponta 
O ex-ministro também diz que Janot não deveria ter exposto tal informação do plano de assassinato. “Deveria ter guardado a sete chaves, ou apenas com seu terapeuta. Ele só fez mal a sí mesmo”, considera. 
Eugênio alerta que figuras como Janot possuem livre trânsito para andarem armadas em espaços como STF e PGR. “Isso não pode acontecer, todo mundo tem que nos submeter a detectores e controle de entrada e saída. É uma medida de segurança”, aponta. (247)


Blog do BILL NOTICIAS

Candidato dos bilionários, Luciano Huck já fala em deixar a Globo para disputar presidência

(Foto: Reprodução)

Luciano Huck reuniu-se na segunda da semana passada com um time do PSDB, do DEM e do Cidadania para comunicar sua disposição em concorrer ao cargo de presidente em 2022. As informações são do blogueiro Tales Faria no UOL.
Ao ser questionado se não temia novo veto da Globo à sua candidatura, Huck respondeu que não. De acordo com o apresentador de TV, muito provavelmente a Globo será contra sua permanência nos quadros da emissora assim que anunciar a candidatura. Mas ele disse estar disposto, desta vez, a “enfrentar o desafio”. 
O encontro ocorreu em sua casa do Rio de Janeiro, durante um jantar. Estavam presentes: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o economista Armínio Fraga, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, os ex-ministros Mendonça Filho e Raul Jungmann, o presidente do Cidadania, Roberto Freire, o líder do partido na Câmara, Daniel Coelho (PE), e os empresários Leandro Machado, do movimento Agora!, e Eduardo Mufarej, do RenovaBR. (247)


Blog do BILL NOTICIAS

Rodrigo Janot revela que foi ao STF armado para assassinar Gilmar Mendes

(Foto: STF)


O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot disse nesta quinta-feira, 26, que chegou a ir armado para o Supremo Tribunal Federal (STF) com a intenção de assassinar o ministro Gilmar Mendes. 
“Não ia ser ameaça não. Ia ser assassinato mesmo. Ia matar ele (Gilmar) e depois me suicidar”, afirmou Janot ao jornal O Estado de S. Paulo
Em maio de 2017, Janot pediu o impedimento de Gilmar na análise de um habeas corpus de Eike Batista, com o argumento de que a mulher do ministro, Guiomar Mendes, atuava no escritório Sérgio Bermudes, que advogava para o empresário.
Ao se defender em ofício à então presidente do STF, Gilmar afirmou que a filha de Janot – Letícia Ladeira Monteiro de Barros – advogava para a empreiteira OAS em processo no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Segundo o ministro, a filha do ex-PGR poderia na época “ser credora por honorários advocatícios de pessoas jurídicas envolvidas na Lava Jato”.
“Foi logo depois que eu apresentei a sessão (...) de suspeição dele no caso do Eike. Aí ele inventou uma história que a minha filha advogava na parte penal para uma empresa da Lava Jato. Minha filha nunca advogou na área penal... e aí eu saí do sério”, afirmou o ex-procurador-geral.
Janot disse que foi ao Supremo armado, antes da sessão, e encontrou Gilmar na antessala do cafezinho da Corte. “Ele estava sozinho”, disse. “Mas foi a mão de Deus. Foi a mão de Deus”, repetiu o procurador ao justificar por que não concretizou a intenção. “Cheguei a entrar no Supremo (com essa intenção)”, relatou. “Ele estava na sala, na entrada da sala de sessão. Eu vi, olhei, e aí veio uma ‘mão’ mesmo”.(247)


Blog do BILL NOTICIAS

Saques de até R$ 500 do FGTS para nascidos entre maio e agosto começam nesta sexta(27)

Brasília - Brasileiros aproveitam o sábado para sacar o FGTS inativo durante a segunda etapa do liberação do FGTS nas agências da Caixa Econômica (José Cruz/Agência Brasil)
Terão direito ao saque os nascidos em maio, junho, julho e agosto

A Caixa Econômica Federal começa a liberar na sexta-feira (27) os saques de até R$ 500 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para correntistas do banco nascidos entre maio e agosto. Segundo a Caixa, serão liberados R$ 5 bilhões para cerca de 12 milhões de pessoas.
O dinheiro será depositado automaticamente para quem tem conta poupança individual da Caixa. Para quem tem conta corrente individual, conjunta ou fácil e conta poupança conjunta, o crédito automático ocorrerá apenas se esses correntistas fizeram a autorização até o dia 22 de setembro. A liberação antecipada vale somente para contas abertas na Caixa até o dia 24 de julho deste ano.
As agências da Caixa Econômica Federal terão horário de abertura estendido na sexta-feira para atender aos beneficiários:
As agências que têm horário de abertura às 10h abrirão às 8h;
As agências que têm horário de abertura às 9h abrirão uma hora mais cedo e terão o horário de funcionamento estendido em 1 hora;
As agências que têm horário de abertura às 11h abrirão às 9h;
As agências que têm horário de abertura às 8h permanecem abrindo às 8h e terão horário de funcionamento estendido em 2 horas.
Quem tem conta poupança individual e não quer fazer a retirada do dinheiro tem até o dia 30 de abril de 2020 para informar ao banco que prefere manter o dinheiro no Fundo de Garantia. Nesse caso, mesmo que o crédito tenha sido feito na conta, a Caixa tem até 60 dias para retornar os valores para a conta vinculada de FGTS.
Quem tem conta corrente ou conjunta e decidir autorizar o depósito automático depois do prazo estabelecido pela Caixa receberá o dinheiro até 20 dias após o pedido.
O saque imediato de até R$ 500 não tem relação com o saque-aniversário, que só começa a ser pago em abril de 2020. (Via: Agência Brasil)



Blog do BILL NOTICIAS

Quem vai querer investir num país desse?, questiona Maia sobre plano de Janot matar Gilmar

Maia despreza PSDB e implode aliança golpista
Maia despreza PSDB e implode aliança golpista (Foto: Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comentou nesta sexta-feira, no Rio,  a declaração do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot de que pensou em matar o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) e se suicidar em seguida. Maia participou de um evento na FGV e, no meio de sua fala sobre a importância da segurança jurídica no país para garantir investimentos, citou o caso. A informação é do jornal O Globo. 
- Mas é um país estranho que cada dia é uma novidade. Hoje, descobrimos que o procurador-geral da República queria matar o ministro do Supremo. Então, quem vai querer investir num país desse? Você ia querer investir? - questinou Maia, acrescentando:
- Fico pensando: pelo menos a PF já deve ter tirado o porte de arma dele. Pelo menos isso para a gente ficar um pouco mais tranquilo.(247)


Blog do BILL NOTICIAS

RANKING - Dona de R$ 670 milhões, Xuxa entra para a lista de atrizes mais ricas do mundo

  Por: Uai - Estado de Minas
Instagram/Reprodução
Instagram/Reprodução

Eterna rainha dos baixinhos, Xuxa entrou para a seleta casta das atrizes mais ricas do mundo. No ranking do site Wealthy Gorilla, divulgado nesta quinta-feira (26), a gaúcha de 56 anos aparece em 11º lugar, com fortuna estimada em US$ 160 milhões – o equivalente a R$ 670 milhões.

Composta de 20 nomes, a lista traz no topo as irmãs Mary-Kate e Ashley Olsen. Xuxa está à frente de famosas como Miley Cyrus (12°), Angelina Jolie (13°), Demi Moore (14°), Julia Roberts (18°) e Jennifer Lawrence (19°).

O site traz uma breve descrição da artista, em que recupera parte de sua trajetória. "Xuxa é uma apresentadora, atriz, cantora e modelo de televisão brasileira. Já foi duas vezes vencedora do Latin Grammy Award e também é conhecida pelo título de 'Rainha dos Baixinhos'. O patrimônio líquido de Xuxa Meneghel é estimado em US$ 160 milhões, tornando-a 11ª atriz mais rica do mundo", diz o texto.

Há 36 anos na estrada, Maria da Graça Xuxa Meneghel já lançou 35 álbuns de estúdios, 18 filmes assistidos por 37 milhões de telespectadores. Na TV, comandou programas voltados ao público infantojuvenil como Clube da Criança (1983-86), Paredão da Xuxa (1992), Planeta Xuxa (1997) e TV Xuxa (2005-14). Após mais de três décadas de contrato de exclusividade com a Globo, a loira foi contratada pela Record, onde, atualmente, apresenta o reality Dancing Brasil exibido, às quartas-feiras.

Confira a lista completa
Mary-Kate and Ashley Olsen:  US$ 300 milhões
Mia Wasikowska:  US$ 275 milhões
Paget Brewster:  US$ 245 milhões 
Sasha Alexander:  US$ 215 milhões
Victoria Principal:  US$ 200 milhões 
Jennifer Aniston:  US$ 200 milhões
Julia Louis Dreyfus:  US$ 200 milhões 
Tracey Ullman:  US$ 199,5 milhões 
Cathrine Deneuve:  US$ 185 milhões 
Krysten Ritter: US$ 185 milhões
Xuxa Meneghel: US$ 160 milhões 
Miley Cyrus:  US$ 160 milhões
Angelina Jolie: US$ 160 milhões 
Demi Moore:  US$ 150 milhões 
Jessica Szohr:  US$ 145 milhões
Audrey Tautou:  US$ 145 milhões 
Frances Fisher:  US$ 145 milhões
Julia Roberts:  US$ 140 milhões 
Jennifer Lawrence:  US$ 130 milhões 
Drew Barrymore:  US$ 125 milhões




Blog do BILL NOTICIAS

Vaza Jato derrotou a Lava Jato



O STF foi parte integrante da guerra híbrida, a nova forma de golpe da direita, que promoveu a ruptura da democracia e do Estado de direito no Brasil. Por um lado, foi conivente com o golpe contra a Dilma, com prisão e condenação indevidas do Lula e com a monstruosa operação ilegal no processo eleitoral.
O STF se deixou levar pela gigantesca campanha midiática que promoveu a Lava Jato como a operação que ia acabar com a corrupção no Brasil e que, nessa condição, tinha direito de cometer todo tipo de abuso e de ilegalidade, desrespeitando os procedimentos legais, os direitos dos acusados as normas jurídicas básicas do Estado de direito. Ficou “acovardado” – como bem disse Lula na conversa que ilegalmente foi pinçada e divulgada pela Lava Jato, para incompatibilizar o ex-presidente com o STF. Não se atrevia a colocar limites às barbaras ilegalidades e arbitrariedades cometidas pela Lava Jato. Preferiu assumir um papel de agente na luta contra a corrupção do que julgar tudo o que de tão grave passava no país, do que abrir a Constituição e julgar o que era legal e ilegal no Brasil.
O STF chegou à estupidez de decidir, reiteradas vezes, que o juiz Sergio Moro seria imparcial, isento, para julgar Lula, apesar das decisões absolutamente parciais e viciadas que sempre tomou contra os direitos do ex-presidente, a ponto de condená-lo sem provas, por convicções, de não levar e conta o seu direito universal à presunção de inocência, de condená-lo por fatos indeterminados.
As revelações do The Intercept apenas confirmaram o que sempre se disse – Lula em primeiro lugar – a respeito dos métodos da Lava Jato, da sua atuação como partido político, promovendo a guerra das leis como forma de perseguição politica. Foi a virada determinante no clima político em relação à Lava Jato – além dos comportamentos do próprio Moro, indo para o governo e aderindo ao bolsonarianismo.
A decisão de ontem do STF é reflexo dessa mudança de clima, de enfraquecimento do “acovardamento” do STF. Bastaria ter assumido seu papel fundamental de defesa da Constituição para que o STF tivesse impedido a ruptura da democracia e do Estado de direito. Não foi o que fez e deixou de fazer. Agora o faz, ainda que tarde, tendo sido conivente com as monstruosas regressões que o país vive. Antes tarde do que nunca. Ainda assim, agora vem os que querem minimizar decisão, regulamentá-la de forma a que não seja um direito geral e, sobretudo, a que não valha para Lula.
O presidente do STF, aliado estreito do governo e agente da promoção do papel dos militares nesse governo, rapidamente trata de colocar os juízes diante de uma segunda decisão, testando sua coragem diante da reafirmação da decisão, incluindo o único brasileiro para o qual até aqui não valeu o direito à presunção de inocência – Lula. Não estão então ainda definidas as consequências da decisão. Mas ela já representou a derrota da Lava Lato pela Vaza Jato.
Significa a vitória da verdade sobre a manipulação subterrânea, a vitória do Estado de direito sobre as arbitrariedades, a vitória do direito de defesa sobre as perseguições, a vitória do império da lei sobre o reino da instrumentalização das leis contra os direitos de todos os indivíduos.
Se tornou um marco na luta pela restauração da democracia e do Estado de direito no Brasil, que passa necessariamente pelo STF, pela recuperação da sua coragem e integridade. Pelo reconhecimento das arbitrariedades cometidas contra o Lula, a anulação dos seus processos e a sua liberdade. Pelo processo e condenação dos juízes que cometeram as maiores arbitrariedades da historia jurídica do Brasil e mudaram a historia do pais da forma mais arbitraria possível. Da liquidação do regime de exceção montado no Brasil desde o golpe contra a Dilma, que desejava transformar-se num Estado de exceção, mediante os projetos do Moro de construção de um Estado policial, mediante seu pacote de medidas totalitárias mandado ao Congresso.
Essa decisão é apenas o começo. O STF foi conivente com o golpe de 1964, depois, já tarde, tratou de recuperar sua função de defensor da democracia e do Estado de direito. Foi conivente com o golpe contra a democracia que se deu em três etapas desde 2016 – derrubada da Dilma, prisão do Lula e eleição ilegal -, agora pode estar começando a perder o medo e voltar a assumir seu papel de guardião da democracia e do Estado de direito.
Só a intransigente luta democrática, política, jurídica e de massas pode fazer dessa vitória da Vaza Lata sobre a Lava Jato um marco na restauração da democracia e do Estado de direito no Brasil.(Por:Emir Sader )


Blog do BILL NOTICIAS

CRIME - Mulher corta pênis e testículos do amante em jogo sexual e pega 13 anos de prisão

  Por: AFP - Agence France-Presse
AFP Photo/Telam
AFP Photo/Telam

Uma mulher de 28 anos vai cumprir 13 anos de prisão por cortar parte do pênis e os testículos do amante em Córdoba, na Argentina. A sentença saiu nessa quarta-feira (25), após decisão por unanimidade de um júri popular. No entendimento dos jurados, o ato configura tentativa de assassinato. Brenda Micaela Barattini, que confessou o crime, também deverá pagar US$ 493.665 à vítima - o músico Sergio Fernandez, de 42 anos.

O crime ocorreu em 25 de novembro de 2017. Brenda fez uma espécie de jogo sexual para cometer os ataques: vendou o amante e começou a fazer sexo oral nele. Quando percebeu que o homem estava excitado, amputou-lhe o pênis com uma tesoura de jardinagem. Fernandez foi socorrido por vizinhos, que ouviram seus gritos. 

O músico passou oito dias em coma e alega que ainda tem ataques de pânico ao se relacionar com outras mulheres, pois pensa que todas querem matá-lo durante o ato sexual. 

Vingança
O crime é fruto de uma vingança contra Sérgio, já que ele compartilhou vídeos e fotos de suas relações sexuais com Branda com amigos. “Ele me transformou em um objeto sexual. Violou a minha privacidade e destruiu a minha carreira. Fiquei arruinada”, afirmou a ré perante o juiz.

A severidade da pena surpreendeu Barattini e sua família. Segundo o advogado de defesa, havia expectativa por uma pena mais branda - entre 3 a 10 anos de reclusão. Do lado de fora do fórum, um grupo de militantes manifestou apoio à arquiteta e repúdio contra o promotor do caso. 

Antes que o juiz proferisse a sentença, no entanto, Brenda Barattini demonstrou arrependimento por seus atos: “Eu ferrei minha vida. Nunca na minha vida eu queria matar alguém. Não era minha intenção e peço que seja feita justiça. Sinto muito pelo que fiz. Eu quero continuar com minha vida normal. Eu sinto muito. Eu nunca iria querer matar alguém".




Blog do BILL NOTICIAS

SÍMBOLO Eduardo Bolsonaro faz gesto de arma em frente a monumento pela paz em NY

  Por: FolhaPress - FolhaPress
Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), indicado para a embaixada do Brasil nos EUA, postou na quinta-feira (26) uma foto em seu Twitter fazendo o gesto da "arminha" em frente a um monumento pela paz que fica na sede da ONU, em Nova York.

A escultura do sueco Carl Fredrik Reuterswärd -um revólver cujo cano termina amarrado em um nó- foi feita após o assassinato de John Lennon, morto a tiros em 8 de dezembro de 1980, como uma homenagem ao músico.

A obra, um dos mais conhecidos monumentos ao desarmamento no mundo, encontra-se na ONU desde 1988. O artista faleceu em 2016.

Eduardo estava nos EUA acompanhando a comitiva presidencial que participava da Assembleia Geral da ONU.




Blog do BILL NOTICIAS

Lava Jato deflagra nova fase e mira corrupção no Banco do Brasil

(Foto: Reuters | Divulgação/PF)
No dia em que são divulgadas novas revelações da Vaza Jato, a Operação Lava Jato deflagrou nesta sexta-feira (27) a sua 66ª fase com o objetivo de apurar lavagem de dinheiro, que, segundo o Ministério Público Federal (MPF), foi praticada por doleiros e funcionários do Banco do Brasil. De acordo com o MPF, esta etapa da Lava Jato investiga três gerentes e um ex-gerente do Banco do Brasil que atuaram para facilitar a realização de operações de lavagem de dinheiro entre os anos de 2011 e 2014. As movimentações superaram R$ 200 milhões.
Policiais federais cumprem ordens judiciais nas casas dos funcionários da instituição financeira e em uma agência de câmbio. Não há buscas em agência ou sede do Banco do Brasil. São cumpridos sete mandados de busca e apreensão em São Paulo (SP) e um em Natal (RN). 
De acordo com a PF, os suspeitos atuaram em benefício de empresas que contratavam com a Petrobrás e precisaram de dinheiro em espécie para o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos.(247)




Blog do BILL NOTICIAS

Ritmo de exportação de uva e manga anima produtores de Petrolina

   Via:Cantanavinicius
 A expectativa é de exportar aproximadamente 2.600 toneladas de uva neste semestre.  — Foto: Reprodução / TV Grande Rio

Produtores estão animados com o ritmo de exportações de frutas em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Esse é considerado o melhor semestre para os produtores de uva da região. Se esse movimento for mantido, o Vale do São Francisco pode alcançar a marca recorde de 1 bilhão em exportações em 2020. Em uma fazenda de Petrolina, 300 pessoas trabalham pra dar conta da colheita e cada um colhe em média, 500 kg de uva por dia. São centenas de cachos prontos para cruzar o oceano atlântico, rumo à Inglaterra.
O supervisor agrícola, Marcos Pereira, conta que a expectativa é de exportar aproximadamente 2.600 toneladas. “Esse primeiro semestre todo mundo teve dificuldade e a gente tem um mercado promissor tanto para os Estados Unidos como pra a Europa que são os principais países que a gente tá trabalhando hoje. A expectativa é bastante satisfatória”. Em 2018, problemas climáticos e o surgimento de pragas afetaram as vendas para o exterior. A queda ficou em torno de 16%. O mercado Europeu é o principal comprador. Esse ano a expectativa é de exportar 45 mil toneladas de uva, um aumento de 28%.
A manga, outra fruta que também é muito procurada pelos países importadores, enfrentou os mesmos problemas na safra passada. E também se recuperou. Até o fim do ano as exportações devem ter um crescimento de 42%. “A demanda lá fora vem crescendo bastante porém não suporta tanto volume que vem acontecendo na produção aqui no Vale do São Francisco. Então assim, a gente prevê esse aumento, o mercado tá reagindo porém a gente precisa de um pouco de cautela na produção aqui do vale do são francisco”, conta o gerente executivo, Tássio Lustosa.
Essa cautela se deve à superprodução de manga que influencia no preço externamente. Em 2018, a unidade de manga foi vendida a $ 1,20. Agora a um $1,04. Algumas fazendas estão acompanhando a movimentação no mercado externo pra evitar prejuízos. O engenheiro agrônomo, Emerson Costa, conta avalia também a competitividade. “É você competir com a própria fruta do Brasil e até com outro país que está vendendo lá. Então às vezes você manda um volume alto mas a receita é menor do que o ano anterior. Então temos que aguardar isso aí”, disse.




Blog do BILL NOTICIAS