sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Em Pernambuco, provas do concurso para soldado da PM acontecem neste domingo (26)

Os portões de acesso aos prédios, onde serão aplicadas as provas, serão abertos às 7h e fechados às 8h

  (Por: Vinicius de Santana)
Resultado de imagem para Policia Militar de Pernambuco

Acontecem este domingo (26) as provas para o concurso público para o cargo de praça da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), no posto inicial de soldado, que serão aplicadas pela Comissão de Concursos do Instituto de Apoio a Universidade de Pernambuco (Conupe/Iaupe). Concorrem 81.396 candidatos para 500 vagas de ampla concorrência e 368 candidatos para 25 vagas destinadas a deficientes (5%).
O Exame de Habilidades e Conhecimentos, constante da primeira fase da primeira etapa do concurso, constará de prova escrita objetiva contendo 60 questões objetivas de múltipla escolha, realizada em turno único com duração de quatro horas e são de caráter eliminatório e classificatório.
Os portões de acesso aos prédios, onde serão aplicadas as provas, serão abertos às 7h e fechados às 8h. O exame será iniciado às 8h15, terminando às 12h15.
A Comissão esclarece, para evitar transtorno no dia da prova, que os candidatos só terão acesso ao local de prova portando, exclusivamente, caneta esferográfica de tinta preta ou azul, fabricada em material transparente, o Cartão Informativo e documento de identidade original.
O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência mínima de uma hora do horário fixado para o fechamento dos portões. Não será admitido ingresso de candidato aos locais de realização da prova após o horário fixado para o fechamento dos portões. Como medida de segurança, o candidato somente poderá se retirar da sala de aplicação da prova após decorridas três horas do seu início.
Não será permitido o acesso de candidatos aos prédios, ou às salas de aplicação das provas, portando mochilas, bolsas, pochete ou quaisquer tipos de bagagens, armas, capacete, uso de boné, relógio ou óculos escuros, assim como a utilização de quaisquer materiais de consulta ou de quaisquer outros equipamentos eletrônicos, inclusive telefone celular, smartphones, smartwatches, ainda que desligado e sem a respectiva bateria, sob pena de eliminação do concurso.
A comunicação entre os candidatos, utilização de máquinas calculadoras ou similares, livros, anotações, impressos, ou qualquer outro material de consulta, inclusive consulta a códigos e à legislação também não são permitidas.
O gabarito preliminar das provas será divulgado na Internet, no endereço eletrônico www.upenet.com.br, após a conclusão da aplicação das provas. O resultado final das provas objetivas será divulgado no dia 12/09.
Outras informações podem ser obtidas no site do Conupe (www.upenet.com.br) no link Praças da PMPE – 2018, através do e-mail: iaupe.pracapm2018@gmail.com ou dos telefones: (81) 3033-7394 / 7397. Confira em anexo o edital completo e o calendário do certame.
CONCURSO  – Autorizado através da portaria conjunta SAD/SDS no 083/2018, o certame, que visa preencher 500 vagas de praça da PMPE, no posto inicial de soldado, tem validade de dois anos, prorrogável por igual período.
A primeira etapa da seleção, que é composta do exame de habilidades e conhecimentos, exames médicos, exame de aptidão física e avaliação psicológica, será realizada pelo Iaupe. Já a segunda etapa, que consiste no Curso de Formação de Oficiais PM e CBMPE, será realizada pela Secretaria Estadual de Defesa Social (SDS).
Durante o curso de formação, os alunos receberão bolsa-auxílio no valor de R$ 1.100,00. Após conclusão do curso de formação, os nomeados terão remuneração de R$ 2.819,88 mensais.
 (26/08)
Acontecem este domingo (26/08) as provas para o concurso público para o cargo de praça da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), no posto inicial de soldado, que serão aplicadas pela Comissão de Concursos do Instituto de Apoio a Universidade de Pernambuco (Conupe/Iaupe). Concorrem 81.396 candidatos para 500 vagas de ampla concorrência e 368 candidatos para 25 vagas destinadas a deficientes (5%).
O Exame de Habilidades e Conhecimentos, constante da primeira fase da primeira etapa do concurso, constará de prova escrita objetiva contendo 60 questões objetivas de múltipla escolha, realizada em turno único com duração de quatro horas e são de caráter eliminatório e classificatório.
Os portões de acesso aos prédios, onde serão aplicadas as provas, serão abertos às 7h e fechados às 8h. O exame será iniciado às 8h15, terminando às 12h15.
A Comissão esclarece, para evitar transtorno no dia da prova, que os candidatos só terão acesso ao local de prova portando, exclusivamente, caneta esferográfica de tinta preta ou azul, fabricada em material transparente, o Cartão Informativo e documento de identidade original.
O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência mínima de uma hora do horário fixado para o fechamento dos portões. Não será admitido ingresso de candidato aos locais de realização da prova após o horário fixado para o fechamento dos portões. Como medida de segurança, o candidato somente poderá se retirar da sala de aplicação da prova após decorridas três horas do seu início.
NÃO será permitido o acesso de candidatos aos prédios, ou às salas de aplicação das provas, portando mochilas, bolsas, pochete ou quaisquer tipos de bagagens, armas, capacete, uso de boné, relógio ou óculos escuros, assim como a utilização de quaisquer materiais de consulta ou de quaisquer outros equipamentos eletrônicos, inclusive telefone celular, smartphones, smartwatches, ainda que desligado e sem a respectiva bateria, sob pena de ELIMINAÇÃO do concurso.
A comunicação entre os candidatos, utilização de máquinas calculadoras ou similares, livros, anotações, impressos, ou qualquer outro material de consulta, inclusive consulta a códigos e à legislação também NÃO são permitidas.
O gabarito preliminar das provas será divulgado na Internet, no endereço eletrônico www.upenet.com.br, após a conclusão da aplicação das provas. O resultado final das provas objetivas será divulgado no dia 12/09.
Outras informações podem ser obtidas no site do Conupe (www.upenet.com.br) no link Praças da PMPE – 2018, através do e-mail: iaupe.pracapm2018@gmail.com ou dos telefones: (81) 3033-7394 / 7397. Confira em anexo o edital completo e o calendário do certame.
CONCURSO  – Autorizado através da portaria conjunta SAD/SDS no 083/2018, o certame, que visa preencher 500 vagas de praça da PMPE, no posto inicial de soldado, tem validade de dois anos, prorrogável por igual período.
A primeira etapa da seleção, que é composta do exame de habilidades e conhecimentos, exames médicos, exame de aptidão física e avaliação psicológica, será realizada pelo Iaupe. Já a segunda etapa, que consiste no Curso de Formação de Oficiais PM e CBMPE, será realizada pela Secretaria Estadual de Defesa Social (SDS).
Durante o curso de formação, os alunos receberão bolsa-auxílio no valor de R$ 1.100,00. Após conclusão do curso de formação, os nomeados terão remuneração de R$ 2.819,88 mensais.

Blog do BILL NOTICIAS

Lossio dará largada de sua campanha a governador pelo Sertão com grande evento em Petrolina

   (Por:Carlos Britto)
Foto: Raquel Elblaus/arquivo divulgação

Ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (Rede) promoverá neste domingo na cidade um grande evento eleitoral em prol da sua candidatura a governador de Pernambuco.
Batizado de “O Sertão Abraça Julio”, o ato reunirá os apoiadores de Lossio na cidade que ele governou por oito anos e na região onde é uma das principais referências políticas. A concentração será a partir das 10h, no Calçadão Bahia, localizado em frente à Igreja Catedral. O evento será a largada da campanha de Lossio no Sertão.
Com a Caravana 18, o candidato pretende realizar visitas em todas as regiões do Estado. Durante o evento, Lossio apresentará suas propostas de governo, além de interagir com a população, ouvindo as demandas. Também participarão os candidatos a vice-governador, Luciano Bezerra, e ao Senado, Adriana Rocha e Pastor Jairinho – integrantes da chapa majoritária da Rede Sustentabilidade.
De acordo com Lossio, Petrolina é a cidade que primeiro acreditou na sua capacidade administrativa e vivenciou, durante os seus oito anos de gestão, uma mudança significativa em áreas como a educação e saúde. “Petrolina tem sido um parâmetro para as propostas que estamos desenvolvendo para o Estado. Fazer um evento como este na minha cidade do coração, desta vez como candidato ao governo, me incentiva a trabalhar ainda mais, agora também por todo Pernambuco”, afirma.
Movimento
Com a finalidade de ampliar a discussão sobre os problemas enfrentados pelos cidadãos pernambucanos, Lossio criou o Movimento ‘Pernambuco Pode Mais’, que vem ganhando adeptos em todo o Estado. Para participar, os interessados podem enviar dúvidas e sugestões para o WhatsApp, por meio dos números (87) 98104-1818 ou (81) 98104-1818, ou ainda para página do Facebook : Julio Lossio, e do Instagram: @juliolossiooficial.

Blog do BILL NOTICIAS

DIRETOR DO DATAFOLHA: LULA É O CENTRO DA ELEIÇÃO E DETERMINA SEU ANDAMENTO

Reprodução | Ricardo Stuckert

Com base nos resultados das pesquisas do Datafolha, o diretor do instituto, Mauro Paulino, assegura:  “Lula ainda é o centro dessa eleição, o centro das atenções, aquele que determina o andamento, o comportamento dessa eleição”. Para ele, há um "bolo de indignação" na sociedade e esse caldo de cultura "faz com que as pessoas ainda escolham Lula, porque lembram das melhorias que tiveram na vida durante os governos dele”. Ele concedeu entrevista aos jornalistas Eleonora de Lucena e Rodolfo Lucena, do site Tutameia.
Na análise do diretor-geral do Datafolha, “a emoção ainda é o que rege a definição do voto, mais do que o cálculo, a razão. Especialmente no eleitorado de Lula”.
Para ele, “esta eleição vai depender muito do que vai acontecer com o Lula, de como o PT vai trabalhar o fato de Lula não poder participar, e em que momento vai lançar a campanha Haddad e de como vai fazer para que Haddad se torne conhecido, com credibilidade”.
Ele falou sobre a capacidade de transferência de votos de Lula, comparando-a à de Getúlio Vargas, em 1945, que indicou Eurico Dutra como seu candidato cinco dias antes da eleição: “Quando se pergunta quem foi o melhor presidente do Brasil aparece Lula em primeiro e Getúlio em segundo. Getúlio tinha um poder de transferência alto e que deu certo naquele momento. Que é algo que pode se repetir, deve se repetir em algum nível a partir do horário eleitoral gratuito”.
Alguns destaques da entrevista: 
“O medo do desemprego é altíssimo. Temos o pior presidente da história, o congresso com a pior avaliação da história. A corrupção é o pano de fundo que alimenta essa indignação, empatada com saúde. Tudo isso forma um bolo de indignação. Quando a pessoa vai ao supermercado e não consegue encher o carrinho como enchia antes e volta para casa e assiste na TV todo o noticiário, há anos, sobre corrupção, [tudo isso] gera a revolta e a indignação”.
“Lula ainda é o centro dessa eleição, o centro das atenções, aquele que determina o andamento, o comportamento dessa eleição. Existe aí um caldeirão de sentimentos que eu diria que poderia ser resumido numa palavra: indignação contra tudo que está aí, que contempla tanto um lado quanto o outro. É o que há de comum aos eleitores, essa indignação. É dessa indignação, desse caldeirão que vão sair as definições dessa eleição”.
Sobre a campanha eleitoral na TV, ele afirma: “A TV ainda será o meio em que os fatos mais importantes vão se dar ou será por onde as pessoas mais vão se informar. As redes sociais, a internet são o que vai tornar esse alcance maior”.
De acordo com Paulino, 75% dos eleitores têm acesso à internet e 30%, 35% informam-se sobre política por meio das redes sociais. “Bolsonaro pescou nesse aquário com muita competência”, diz, acrescentando: “Aparentemente nesse aquário ele já pescou todos os peixes que podia pescar”.
O largo tempo na TV de Geraldo Alckmin pode ajudá-lo, mas não é garantia de sucesso. “Ele tem o maior tempo, com potencial de crescimento alto por conta do tempo, se bem utilizado. Um tempo mal utilizado e farto pode se tornar uma armadilha também”.(247)


Blog do BILL NOTICIAS

Paulo Câmara: “A candidatura de Lula é uma luta do povo brasileiro”

   (Por: Vinicius de Santana)

Na noite desta quinta-feira, ao participar da inauguração de dois comitês, socialista destacou a importância da união da esquerda e da postulação do líder petista para a volta do desenvolvimento nacional
Candidato à reeleição pela Frente Popular de Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) defendeu, na noite desta quarta-feira (22), o compromisso com a unidade da esquerda em Pernambuco e no Brasil para o fim da crise política vivida nos últimos anos no País. Ao participar da inauguração de dois comitês – primeiro do candidato a deputado estadual João Suassuna (PSB) e em seguida do deputado federal Felipe Carreras (PSB) -, Paulo destacou a necessidade de garantir a candidatura e a vitória do presidente Lula para que o Brasil volte a se desenvolver.
Segundo Paulo Câmara, a postulação de Lula representa o anseio do povo brasileiro e pernambucano, que viu o Estado ser transformado com as parcerias realizadas entre os governos federal e estadual. “Essa luta pela candidatura de Lula não é política. É uma luta de ideais, é uma luta pelo povo brasileiro. O povo não merece passar o que está passando diante de tanta irresponsabilidade, de políticas nocivas, sem compromissos, que olha interesses que não são da população. Quem acompanha o que acontece no Brasil sabe a necessidade de tirar quem está lá e botar quem sempre ajudou o Nordeste, quem sempre ajudou o Brasil”, defendeu o governador o participar da primeira atividade.
O líder socialista, que foi responsável por construir uma das maiores frentes políticas para as eleições 2018 em todo o País, destacou que o compromisso com a candidatura de Lula tem o propósito maior de contribuir com o avanço do Brasil e de Pernambuco, que não pode voltar para trás, como ocorreu nacionalmente. O gestor frisou ainda que continuará trabalhando para manter Pernambuco de pé, com educação de qualidade, investimentos na saúde e segurança pública.
Presente nas atividades, o prefeito Geraldo Julio pontuou que já está muito claro para a população pernambucana que quem está ao lado povo é o time liderado pelo governador Paulo Câmara, destacando que foi o socialista o responsável, entre outras coisas, por ampliar programas sociais como o Chapéu de Palha, além de garantir a educação de Pernambuco em primeiro lugar, com ações como o Ganhe o Mundo, e iniciativas para a ampliação do sistema de abastecimento de água. “Paulo escolheu o compromisso social como marca do seu governo. Temer, junto com o seu palanque, é responsável pelo aumento do gás, a Reforma Trabalhista e a PEC do Teto para acabar com o dinheiro da saúde, educação e segurança”, lembrou.
UNIDADE
Acompanhado da candidata a vice Luciana Santos (PCdoB) e do senador Humberto Costa (PT), Paulo participou ainda da inauguração do comitê do deputado federal Felipe Carreras. No local, a unidade da Frente Popular foi mais uma vez defendida pela chapa majoritária e pelo anfitrião do encontro. “Nosso ritmo é o da esperança, ritmo da união, das forças populares para Pernambuco continuar no rumo certo. Votem em Paulo governador, Humberto Costa senador e Jarbas Vasconcelos senador para Pernambuco continuar nesse ritmo”, cravou Felipe Carreras.
O senador Humberto Costa também destacou a necessidade de unir Pernambuco e o Brasil para seguir com o desenvolvimento para os que mais precisam. “É uma alegria estarmos todos juntos novamente para lutar por um Brasil melhor, para fazer Pernambuco avançar, para fazer a vida do povo melhorar. É por isso que, com apoio de Paulo, do PSB, e de tantas figuras importantes, estamos lutando para eleger Lula presidente do Brasil mais uma vez. É uma luta dura e difícil, mas a gente se convence que se eles não conseguirem impedir a candidatura, Lula se elegerá para fazer o Brasil crescer novamente”, pontuou. (Ascom)

Blog do BILL NOTICIAS

Balanço de terremotos na Indonésia sobe a 555 mortos

Dezenas de milhares de casas foram destruídas e 390 mil pessoas permanecem em abrigos temporários

   Por: AFP
Destruição provocada pelo terremoto na Indonésia
Destruição provocada pelo terremoto na IndonésiaFoto: Fred Dufour/AFP

Os terremotos que sacudiram a ilha de Lombok, na Indonésia, nas últimas semanas deixaram 555 mortos e quase 1.500 feridos, de acordo com um balanço atualizado divulgado pelas autoridades locais. A ilha turística localizada no sul do país, próxima a Bali, sofreu dois terremotos nos dias 29 de julho e 5 de agosto, seguidos de tremores secundários e de um novo terremoto de 6,9 graus em 19 de agosto. 

No total, 555 pessoas morreram, a maioria na zona norte da ilha de Lombok, que fica perto do epicentro da maioria dos terremotos, informou a Agência Nacional de Gestão de Catástrofes. A ilha de Sumbawa também foi muito afetada pelos tremores. 
Dezenas de milhares de casas foram destruídas e 390 mil pessoas permanecem em abrigos temporários. Organizações humanitárias alertaram que os desabrigados sofrem com a falta de alimentos e de água potável. O custo de reconstrução pode chegar a 480 milhões de dólares, segundo as autoridades indonésias. 

A Indonésia, um arquipélago de 17 mil ilhas e ilhotas, está localizada no que é conhecido como o "cinturão de fogo" do Pacífico, uma área de forte atividade sísmica.



Blog do BILL NOTICIAS


Em evento com mais de 6 mil pessoas, Fernando Filho e Antônio Coelho mostram força durante lançamento de suas candidaturas em Petrolina

   (Por: Carlos Britto)

Com a presença do candidato a presidente Geraldo Alckmin (PSDB), o deputado federal Fernando Filho (DEM), que concorre à reeleição, e seu irmão Antônio Coelho (DEM), que disputa pela primeira vez uma vaga à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), tiveram suas candidaturas lançadas na noite de ontem (23). Diante da presença de pelo menos 6 mil pessoas na Casa de Shows Zé Matuto, o evento marcou o início da campanha de ambos no Sertão. A chapa majoritária das oposições, formada pelos candidatos a senador Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM), na disputa pelo Senado e a vice-governador Fred Ferreira prestigiaram o ato político-eleitoral. Fred, inclusive, foi representando o candidato a governador Armando Monteiro Neto (PTB).
Mais de 70 vereadores, prefeitos e ex-prefeitos também marcaram presença no lançamento. O anfitrião, Miguel Coelho (PSB), aproveitou para garantir esforço concentrado à eleição de Fernando Filho, Antônio e da chapa ‘Pernambuco Vai Mudar’. “Hoje mostramos a força do povo petrolinense e a disposição para essa grande luta. Estamos acostumados a grandes desafios, comecei minha campanha para prefeito com menos de 2% e fui eleito. Agora vamos eleger Fernando e Antônio com grande votação e mudar o Estado com Armando, Bruno e Mendonça”, garantiu Miguel.
Fernando Filho ressaltou o caráter simbólico do evento em Petrolina, ressaltando que uma largada com tantos apoios terá importância fundamental para contagiar o resto do Sertão com o clima da mudança. “Aqui não é o momento de falar o que tanto a gente já fez. Essa noite é para injetar ânimo na militância, para que as pessoas possam sair daqui de Petrolina com uma palavra de esperança e multiplicar esse desejo de fazer muito mais por nosso Estado“, disse o deputado federal.
Antônio Coelho, que disputa pela primeira vez uma eleição, reforçou o sentimento de renovação que se espalha entre os pernambucanos. “Uma feliz coincidência é o fato desse mesmo lugar onde lançamos nossa candidatura, Miguel iniciou um novo tempo em Petrolina dois anos atrás. Agora é Pernambuco que quer mudar, é o Brasil que quer mudar. Existe um sentimento muito grande de mudança em nossa terra e caberá a nós liderar esse processo aqui pelo Sertão”, defendeu.
Potencial
Último a falar, o candidato a presidente Geraldo Alckmin destacou Fernando Filho como um dos maiores ministros que passaram pelo governo federal e disse acreditar no potencial de Antônio como uma nova força para Pernambuco. O líder tucano ainda ecoou o discurso da necessidade de mudança para fazer o País voltar a crescer. “O Brasil tem pressa. Mudança, mudança, mudança. Precisamos mudar e trazer investimentos para fazer o Brasil voltar a crescer forte”, resumiu Alckmin. As informações são da assessoria dos candidatos.

Blog do BILL NOTICIAS

TSE ABRE PRAZO DE DEFESA À CANDIDATURA ALCKMIN E NÃO PODERÁ NEGÁ-LO A LULA

   (247)

O Tribunal Superior Eleitoral abriu prazo para que a defesa e acusação de Geraldo Alckmin apresentem suias alegações finais na ação em que o MDB contesta a coligação do tucano. Isso significa que a defesa de Alckmin terá cinco dias para suas últimas considerações e o Ministério Público Eleitoral terá dois dias para manifestações. Por isonomia, o TSE não pode conceder prazos distintos à defesa de Lula. 
Com isso, depois de apresentada a defesa de Lula às impugnações no dia 30, mesmo que o Ministério Publico não use os dois dias a que tem direito para sua manifestação final, mas apenas um, só a partir de 5 de setembro (ou 6, se o MP usar os dois dias de prazo) estaria tudo pronto para a sentença que, em caso de condenação -contrariando a liminar da ONU, tiraria Lula da disputa enquanto a batalha prossefguirá no STF.
Isso assegura que Lula estará no horário eleitoral gratuito no mínimo entre 31 de agosto e até 5 de setembro -ou dia 17, se os prazos processuais regulares forem todos observados, como indicou o colunista Alex Solnik, do 247 (aqui).   


Blog do BILL NOTICIAS

Jogaram fora a lei, e Lula já venceu a eleiçã

Resultado de imagem para lula e mouro


Reinaldo Azevedo – Folha de S.Paulo
Lula, o presidiário, chega ao patamar de 40% dos votos no primeiro turno (39%) e 20% das menções espontâneas. Venceria seus potenciais adversários no segundo turno com mais de 50% dos votos, marca também inédita depois que o PT foi tragado por sua própria história e pelas escolhas que fez. É o que aponta a mais recente pesquisa Datafolha. Em segundo lugar, está Jair Bolsonaro, com 19%. Ele não sabe a diferença entre a dívida pública e uma pistola.
Setores do Ministério Público Federal e do Judiciário resolveram proteger o eleitor de si mesmo e tirar Lula da disputa. Não só isso: atuaram para prendê-lo ao arrepio do que estabelece o Inciso LVII do Artigo 5º da Constituição.
A sentença de Sergio Moro que o condenou entrará para os tais anais, passados o aluvião de estupidez militante e a covardia da OAB, como exemplo do que um juiz não deve fazer. Quanto aos 50 tons de preto do uniforme de combatente, bem, deixo essa questão para os especialistas em bom gosto. Atenho-me ao bom senso. Já temos o resultado prático de toda essa dedicação.
Os “Jovens Turcos” de Banânia (pesquisem a respeito do que se tornou uma metáfora e um conceito) resolveram, já desde a aprovação da Lei da Ficha Limpa —com o apoio do PT e a sanção de Lula, note-se—, que o povo não era competente para fazer suas próprias escolhas.
Com um Lula que ainda nem réu era, falando pelos cotovelos, o PT foi esmagado nas urnas há menos de dois anos. Sem a interferência dos homens de preto, é provável que o partido estivesse experimentando agora o mesmo vexame.
Depois de todos os atalhos e licenças jurídicas para encarcerar o ex-presidente, vejam o que se tem: ele só não será eleito porque os togados do salário sem teto resolveram cassar a vontade dos quase analfabetos de tão pobres e pobres porque quase analfabetos —vai aqui uma deferência a Caetano Veloso, possível leitor…
Se combater o autoritarismo do PT fosse competência moral, eu seria Catão; se intelectual, eu seria Schopenhauer. Não sou, por óbvio, nem uma coisa nem outra. Apego-me, muito estoicamente, a princípios de um Estado liberal, cujo eixo são os direitos individuais e o respeito ao que está democraticamente pactuado.
Não reconheço a nenhum ente a licença da tutela da vida pública, além da Constituição. Mais do que a convicção, a história e a experiência vivida me dizem que a violação do Estado de Direito com o propósito de fazer justiça é ineficaz porque não resolve o problema a que se propunha e é contraproducente porque gera efeitos contrários à pretensão voluntariosa.
Não será diferente desta vez. Contra o que determina o establishment dos homens de negro, a maioria que se dispõe a votar quer como presidente um preso ainda provisório. Qualquer que seja o resultado, a pantera da instabilidade nos espreita.
Uma palestra de Deltan Dallagnol custa R$ 35 mil. Carlos Thompson Flores, presidente do TRF-4, dá palestra no Clube Militar, cujo presidente é Hamilton Mourão, vice na chapa de Bolsonaro. Cármen Lúcia canta, afinada: “Não deixem o samba morrer/ o morro foi feito de samba…” E o sangue escorre do morro que não samba mais.
Existem a Constituição e a “Sharia de Curitiba e Adjacências”. Esta tem prevalecido sobre aquela. E, lá da cadeia, Lula decidiu demonstrar que existe uma lei ainda mais antiga: não ofereça a seu adversário a vantagem moral da vítima.
O PT já venceu a disputa de 2018, qualquer que seja o resultado, como antecipei nesta coluna no dia 17 de fevereiro do ano passado: “Se todos são mesmo iguais, então Lula é melhor.” Bingo!

Blog do BILL NOTICIAS