quarta-feira, 1 de abril de 2020

Vídeo: Maia cobra atitude de Bolsonaro na distribuição da renda básica aos informais

(Foto: Reprodução)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, fez um vídeo cobrando o presidente Jair Bolsonaro sobre a distribuição do auxílio aos trabalhadores informais. (247)
Assista vídeo:



Blog do BILL NOTICIAS

Bolsonaro diz que governo vai gastar R$ 92 bi para manutenção de empregos formais

Bolsonaro também anunciou uma medida provisória que vai repassar R$ 16 bilhões a estados e municípios

                    Por: Folhapress
 Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Jair Bolsonaro e Paulo GuedesFoto: Flickr/ Palacio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou nesta quarta-feira (1) que editará até quinta (2) duas medidas provisórias para manutenção de empregos diante da crise do coronavírus, num total de R$ 92 bilhões de gastos. Uma das MPs (medida provisória), de R$ 58 bilhões, vai trazer a possibilidade de as empresas reduzirem a carga horária e o salário dos trabalhadores durante três meses. Neste período, o governo irá arcar com o valor reduzido.

"[As empresas] podem reduzir jornada de trabalho, 20%, 25%, 30%, que o governo cobre a diferença", disse o ministro Paulo Guedes (Economia). "Nós estamos pagando as empresas para manterem os empregos, que foi a promessa do presidente, lutar pela preservação dos empregos", afirmou o ministro. Outros R$ 34 bilhões serão gastos com crédito para pagamento do restante da folha de pagamento. Outros R$ 6 bilhões virão do sistema bancário.
"A empresa que mantiver emprego, nós não só complementamos o salário como damos um credito para a folha de pagamento", explicou o ministro. "Tanto o programa trabalhista de complementação salarial como o programa de crédito para financiamento da folha estão sendo assegurados." Bolsonaro também anunciou uma terceira medida provisória que vai repassar R$ 16 bilhões a estados e municípios. "É um socorro emergencial que está previsto", disse o presidente em pronunciamento.

Além disso, ele anunciou que sancionaria o projeto que garante auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais e de R$ 1.200 para mães responsáveis pelo sustento da família. A intenção da ajuda é amenizar o impacto da crise do coronavírus sobre a situação financeira da população que perdeu ou teve sua renda reduzida.

O texto foi aprovado pelo Senado na segunda-feira (30), mas ainda não foi sancionado. Além disso, segundo o governo informou no início da semana, a liberação dos recursos depende ainda da aprovação de um crédito extraordinário e da edição de um decreto para regulamentar a medida.

Se não houver vetos, tem direito ao benefício cidadãos maiores de 18 anos que não têm emprego formal; não recebem benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, exceto o Bolsa Família; têm renda mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135); não tenham recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

O "coronavauhcer", como o benefício foi apelidado, também vale para quem exerce atividade na condição de microempreendedor individual (MEI), contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social e para o trabalhador informal, de qualquer natureza, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) ou que cumpra o requisito de renda até 20 de março de 2020.
O recebimento do auxílio emergencial está limitado a dois membros da mesma família. O auxílio substituirá o benefício do Bolsa Família nas situações em que for mais vantajoso.

"Separamos R$ 98 bilhões para atingir 54 milhões de brasileiros, para que tenham recursos nos próximos três meses para enfrentar esta primeira onda", disse Guedes nesta quarta. Segundo Guedes, o governo está gastando com toda a crise do coronavírus, um total de R$ 200 bilhões, o que representa 2,6% do PIB (Produto Interno Bruto).



Blog do BILL NOTICIAS

Governo alemão reforça pedido para que população fique em casa até depois da Páscoa

Angela Merkel
Angela Merkel (Foto: Reuters)

A chefe da maior economia da Europa, a chanceler Angela Merkel reforçou a recomendação de que as pessoas fiquem em casa como forma de enfrentar a pandemia do novo coronavírus.
"Estamos vendo algum efeito pequeno (das medidas), mas estamos longe de onde precisamos estar", disse Merkel a repórteres após uma teleconferência com representantes dos 16 estados alemães. "Sabemos que uma pandemia não leva em conta os feriados", acrescentou, pedindo às pessoas que não viajem durante a Páscoa. A informação é da CNN Brasil.
De acordo com o próprio governo alemão, o país pode encolher até 5,4% neste ano, apesar de pacote de estímulos de mais de 750 bilhões de euros (mais de R$ 4 trilhões).
Mesmo diante desse cenário, a Alemanha decidiu prorrogar as medidas de distanciamento social adotadas no mês passado para frear a disseminação do coronavírus até 19 de abril, depois da Páscoa. (247)

Blog do BILL NOTICIAS

Miguel Coelho admite transformar unidades da AME em mini hospitais para pacientes do novo coronavírus, mas espera não ser necessário

                   Via:Carlos Britto
Foto: Jonas Santos/PMP divulgação

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, reforçou nos meios de comunicação locais, nesta quarta-feira (1), que todas as medidas tomadas para combater o novo coronavírus (Covid-19) até o momento priorizam a saúde da população. Mas admitiu que as ações também têm o objetivo de preparar o município para o pior, caso isso acontece.
Em entrevista ao Programa Carlos Britto, na Rural FM, comentou a possibilidade de transformar unidades da AME em mini hospitais para dar conta de uma possível demanda de infectados. E aproveitou para agradecer à Diocese de Petrolina e a uma clínica da rede particular, por ceder seus espaços para atendimento aos pacientes de Covid-19. “É melhor ter estrutura e não usar, do que precisar dessa estrutura e não ter”, argumentou.
O prefeito frisou que o Governo de Pernambuco mudou o protocolo a partir do início dos casos de transmissão comunitária. Por este motivo só está realizando testes em quem está internado ou com sintomas mais graves. Como sabia que os kits de testes rápidos vindos do governo federal não seriam suficientes, Miguel revelou que sua gestão está adquirindo 20 mil kits para poder isolar os casos em Petrolina. “É natural que quantos mais testes fizermos, mais casos irão aparecer”, destacou.
Ele disse ainda compreender a frustração e a pressão de alguns setores do comércio, mas o momento “é de unir esforços”. O prefeito reforçou, no entanto, que também tem recebido apoio de muitos lojistas e empresários locais quanto aos decretos. Ele também justificou que suas medidas estão em sintonia com os decretos dos governos do Estado e federal. Sobre os idosos, que fazem parte do grupo de risco, o prefeito deixou claro que a orientação é para que fiquem em casa e deixem seus parentes mais jovens fazer as tarefas que necessitarem, ou mesmo contratem o serviço de um preposto – como já vem ocorrendo.
Previsão
Miguel fez questão de ressaltar, em relação às feiras livres, que o Estado não tinha proibido o funcionamento desses espaços. A decisão que tomou em deixar as feiras fechadas por duas semanas, segundo ele, deveu-se ao fato de que esse tempo é o período máximo de incubação do Covid-19, ou seja, quando ele pode mais se propagar. O prefeito apelou ainda para que as pessoas, nesses locais ou em outros onde o funcionamento está liberado, a exemplo das casas lotéricas, respeitem a distância mínima de um metro uma das outras. Perguntando sobre o fim do período crítico da doença, Miguel foi realista. “Vai depender do isolamento social, da ação de cada homem e mulher de Petrolina, e não daqueles que tomam uma atitude egoísta de achar que o coronavírus é só uma gripezinha”, arrematou.

Blog do BILL NOTICIAS

Jovem de 23 anos é a segunda vítima do coronavírus no RN

                Por: Folhapress
Teste de Coronavírus
Teste de CoronavírusFoto: BRUCE BENNETT / GETTY IMAGES NORTH AMERICA via AFP
A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte e a Secretaria de Saúde de Natal confirmaram nesta quarta (1º) a segunda morte por coronavírus no estado, a primeira na capital. O gastrólogo Matheus Aciole tinha 23 anos e morreu nesta terça (31), sete dias após o surgimento dos sintomas e de ter dado entrada em um hospital privado.

Matheus tinha quadro de obesidade, o que pode ter agravado a infecção pelo Sars-CoV-2. A primeira vez que ele buscou um médico foi no dia 24 de março. Ele se manteve isolado até o dia 27, quando procurou novamente o hospital e somente então pode realizar o teste para a Covid-19. A confirmação da infecção pela doença aconteceu na noite de terça, o mesmo dia de sua morte. De acordo com a secretaria, Natal tinha 48 casos confirmados até a noite de terça.



Blog do BILL NOTICIAS

Avião da FAB desembarca no Recife com 9 toneladas de materiais de saúde

                  Por: Diogo Cavalcante
 (Foto: Bruna Costa/Esp.DP)
Foto: Bruna Costa/Esp.DP

Chegou no Recife, na tarde desta quarta-feira (1º), um carregamento de cerca de nove toneladas de equipamentos de proteção individual (EPIs), álcool em gel, medicamentos e testes rápidos para abastecer hospitais e serviços de saúde de Pernambuco, Bahia, Sergipe, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Em terras pernambucanas, ficará aproximadamente 2,4 toneladas desse material. 

O conteúdo foi comprado através licitação emergencial do Ministério da Saúde para reforçar o estoque de cada estado. Em Pernambuco, o conteúdo ficará estocado no Almoxarifado Estadual de Medicamentos, na Muribeca, Jaboatão dos Guararapes. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) ficará responsável por distribuir o material para cada unidade de saúde, de acordo com as necessidades de cada local. 

O material embarcou às 13h35, em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), em Guarulhos, São Paulo, e desembarcou na Base Aérea da capital pernambucana às 17h.

“Se os profissionais de saúde adoecem, logicamente a capacidade de atendimento vai cair drasticamente. A gente precisa desse pessoal bem, porque são eles que vão atender todo mundo”, disse o ministro Henrique Mandetta, no material divulgado pela pasta na última segunda-feira (30).

A reportagem procurou o Ministério da Saúde e a SES para se manifestarem sobre o assunto e aguarda resposta. (DP)





Blog do BILL NOTICIAS

São Paulo tem 28 mortes em um único dia por coronavírus

Equipe médica de hospital em Milão transportando paciente de 18 anos contaminado pelo coronavírus. REUTERS/Flavio Lo Scalzo/Direitos Reservados

De ontem para hoje (1º), o estado de São Paulo registrou 28 mortes relacionadas a coronavírus, maior número de mortes ocorrida em um único dia. Segundo balanço divulgado hoje (1º) pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, o estado tem agora 164 mortes, registrados em 16 municípios.
Entre os 164 pacientes que morreram por coronavírus no estado, 20 deles tinham mais de 90 anos; 50 estavam na faixa entre 80 e 89 anos; 45 deles estavam na faixa entre 70 e 79 anos e 32 deles tinham entre 60 e 69 anos. Houve também 17 pacientes com idade igual ou inferior a 59 anos de idade que morreram no estado por coronavírus mas, segundo a secretaria, todos eles tinham alguma comorbidade. No total, 96 homens e 68 mulheres morreram por complicações relacionadas a coronavírus em todo o estado. Só na capital paulista foram registradas 144 dessas mortes.
São Paulo tem 2.981 casos confirmados de coronavírus, sendo que 2.148 deles foram registrados na capital.
Hoje, em entrevista concedida no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, o secretário de estado de Saúde, José Henrique Germann Ferreira, informou que 201 amostras de morte ocorridas no estado estão sendo investigadas por suspeita de infecção por coronavírus.(Agência Brasil)




Blog do BILL NOTICIAS

Número de óbitos por Covid-19 no Brasil sobe para 240

O número de casos confirmados subiu para 6.836

                   Por: Agência Brasil
 Coletiva realizada pelo Governo
Coletiva realizada pelo GovernoFoto: Reprodução

O número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus no país subiu para 6.836 nesta quarta-feira (1°), de acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde. O número de óbitos por Covid-19 chegou a 240. Na terça-feira (31) o país contabilizava 201 óbitos e 5.717 casos confirmados da doença. O índice de letalidade ficou em 3,5%.

As mortes estão assim distribuídas pelos estados brasileiros: São Paulo (164), Rio de Janeiro (28), Ceará (8), Pernambuco (8), Piauí (4), Rio Grande do Sul (4), Paraná (3), Amazonas (3), Distrito Federal (3), Minas Gerais (3), Bahia (2), Santa Catarina (2), Rio Grande do Norte (2), Alagoas (1), Maranhão (1), Mato Grosso do Sul (1), Goiás (1), Paraíba (1) e Rondônia (1). 



Blog do BILL NOTICIAS

Lula diz que Bolsonaro falha ao não orientar população sobre o que fazer diante da pandemia

O ex-presidente disse ainda que a preocupação que Bolsonaro demonstrou com os pobres é da boca para fora

                     Por: Folhapress
Ex presidente Lula
Ex presidente LulaFoto: Paulo Pinto
O ex-presidente Lula (PT) criticou, nesta quarta-feira (1º), o presidente Jair Bolsonaro por, segundo o petista, não ter dado orientações à população sobre como agir na pandemia do novo coronavírus em seu pronunciamento na noite de terça (31).

"O presidente utiliza não sei quanto tempo na TV e não tem uma orientação para as pessoas", disse Lula em entrevista a veículos e blogs de esquerda. Para o petista, falta "voz de comando" da Presidência nesta crise.

O ex-presidente disse ainda que a preocupação que Bolsonaro demonstrou com os pobres é da boca para fora e cobrou que o presidente faça a verba da União chegar até os trabalhadores para que eles possam cumprir o isolamento social.

"Tentar defender os mais pobres, o camelô, o cara do Uber, do pequeno comércio... Além de estar defendendo esses caras da língua pra fora. As medidas concretas beneficiaram os banqueiros, porque ele liberou R$ 200 bilhões para os banqueiros", disse Lula.

"E para as pessoas pobres que estão precisando dos R$ 600, a gente ouviu o Guedes [ministro da Economia] dizer que só vai ser dia 16 de abril", completou.

O petista também exaltou iniciativas dos parlamentares e da sociedade civil para tecer medidas contra a pandemia. "Há uma preocupação da sociedade em dar resposta àquilo que o governo não consegue fazer. Estamos percebendo que governo não se preparou para uma crise desse dessa magnitude", afirmou.

Lula cobrou que Bolsonaro coordene uma saída à crise com os entes federados e afirmou que "quem está fazendo o trabalho mais sério são os governadores e prefeitos".

"Ele que cumpra com seu papel de ser coordenador e libere o dinheiro logo, porque o povo está precisando do recurso", disse. Segundo o petista, só o Estado forte pode combater o vírus.

Apesar de afirmar que "Bolsonaro é o grande problema que estamos vivendo hoje" e que "o governo neste instante mais atrapalha do que ajuda", Lula evitou fazer defesa explícita de impeachment, seguindo a linha de cautela adotada pelo PT até agora.

O ex-presidente disse que, para defender o impeachment, é preciso crime de responsabilidade e contou que pediu à presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e ao ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão que fizessem um estudo para verificar se Bolsonaro já cometeu crime de responsabilidade.

"Não quero ser irresponsável como eles foram com a Dilma, sem ter crime de responsabilidade. Mas se tiver, temos que pressionar a Câmara", disse.

Ao mesmo tempo, Lula incentivou a saída de Bolsonaro do governo. "Eu estou convencido de que Bolsonaro, ou ele muda, ou ele não tem condição de continuar", pontuou.

"Estou convencido que Bolsonaro não tem estrutura psicológica de continuar governando o Brasil. Ele está preocupado em manter os fanáticos e não em dar resposta concreta", afirmou também ao longo da entrevista.

Lula deu a entender que o manifesto que pede a renúncia de Bolsonaro, assinado por Fernando Haddad (PT), Flávio Dino (PC do B), Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos (PSOL), é um começo para que o "fora, Bolsonaro" passe a ser palavra de ordem no PT.

"Da renúncia para o impeachment, é um pouco. Da renúncia para o 'fora, Bolosnaro', é um pouco. Na hora que tiver manifestação de rua, o 'fora, Bolsonaro' ganha força", disse.

O ex-presidente afirmou que há uma discussão sobre construir o próximo passo após a saída de Bolsonaro, se levaria a um governo do vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) ou se a novas eleições.

Lula ressalvou, contudo, que para traçar esses cenários é preciso força política e que a prioridade agora é combater o vírus, e não travar disputa política ou buscar alterar a correlação de forças do Congresso para viabilizar a saída de Bolsonaro.

"Para tudo isso tem que construir força política. E nesse instante a gente não tem que se preocupar com isso", afirmou.





Blog do BILL NOTICIAS

PREVENÇÃO Ministério da Saúde estuda recomendação do uso de máscaras de TNT

                 Por: Diario de Pernambuco
 (Foto: Isaac Nórega/PR)
Foto: Isaac Nórega/PR

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que o governo federal vem estudando a possibilidade de mudar as recomendações sobre o uso de máscaras no Brasil, em meio à pandemia do novo coronavírus, permitindo que o item seja usado também por pessoas que não apresentem os sintomas da Covid-19.

Atualmente, o país segue a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que indica o uso das máscaras apenas para profissionais da saúde, cuidadores de idosos, mães em fase de amamentação e pessoas diagnosticadas com a doença. 

Segundo afirmou nessa terça-feira (31), o ministro Mandetta prepara um protocolo para produção de máscaras de TNT (Tecido Não Tecido) e seu uso por pessoas que não atuem na área da saúde e que não apresentem os sintomas da doença. O uso desse tipo de máscara vem ganhando força entre países da Europa e dos Estados Unidos como forma de prevenção ao contágio do coronavírus. 

Embora não haja estudos científicos sobre a eficácia do uso das máscaras de TNT para a prevenção da doença, artigos recentes, publicados por especialistas nos jornais The New York Times e The Washington Post, mostram que os países que adotaram essa conduta por conta própria tiveram redução da disseminação da doença.



Blog do BILL NOTICIAS

A CAMPANHA DO GRUPO SOLIDÁRIOS DA QUARENTENA CONTINUA

Foto:WhatsApp


Comunicado

O Grupo SOLIDÁRIOS DA QUARENTENA vem por meio deste,  agradecer a todas as pessoas que vem colaborando para a arrecadação de alimentos, produtos de limpeza e de higiene pessoal para as famílias em isolamento domiciliar em situação de vulnerabilidade social.

Graças a Deus a campanha esta dando certo, pois estamos recebendo muitas doações de pessoas que se sensibilizaram com esta campanha.

Tendo em vista a quantidade de famílias necessitadas que são muitas, resolvemos prorrogar a campanha. Sendo assim, solicitamos toda a ajuda possível das pessoas interessadas a ajudar na realização com esta ação social.

Solicitamos também aos comerciantes de Petrolina, para que possam participar com esta campanha, doando um fardo de alimentos, para que junto com outras doações que vem sendo feitas, possamos preparar mais kits de alimentos e dessa forma poder atender um maior numero de famílias necessitadas.

A campanha continua!
Junte-se a nós nesta ação social e faça também a sua doação. 

Nossa união vai alimentar muita gente e juntos venceremos o Corona Vírus.


A primeira etapa da campanha foi um sucesso.

Foto das doações chegando:

Fotos: WhatsApp 
Fotos: WhatsApp  
Foto dos Kits sendo montados:


                             Fotos: WhatsApp                                                                         Fotos: WhatsApp

Vídeos dos Kits sendo preparados:



SOLIDÁRIOS DA QUARENTENA EM AÇÃO:

Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp
Fotos: WhatsApp

O ponto de coleta esta localizado na Escola Ana Nery, localizada a Rua 01, número 295, Bairro Cohab-VI. – Petrolina.

A referida escola funciona de segunda a sexta das 7:00 as 17:00 hs sem intervalo e as doações devem ser entregues na secretaria da escola.

Maiores informações, ligar para o telefone: 3863 – 4676


Blog do BILL NOTICIAS

SOLIDARIEDADE EM TEMPOS DE PANDEMIA

Erivaldo Oliveira Campanha em prol do nosso amigo Erivaldo Oliveira. Um jovem de apenas 27 anos, e que após dois dias do nascimen...