sexta-feira, 14 de junho de 2019

Explosões de raiva aumentam o risco de câncer

Foto: Alexander Khudoteply/AFP

As explosões de raiva recorrentes não comprometem apenas a relação com amigos e parentes. A saúde do idoso que se irrita com facilidade também corre perigo. Segundo um estudo da Universidade Concórdia, no Canadá, as reações de fúria aumentam as inflamações no corpo. Nessa condição, a pessoa fica mais vulnerável ao surgimento de doenças crônicas, como câncer, artrite e complicações cardíacas.
Para chegar à conclusão, os pesquisadores acompanharam 226 homens e mulheres com idade entre 59 e 93 anos. Durante uma semana, os participantes responderam a questionários sobre o quanto estavam zangados ou tristes e tiveram amostras de sangue coletadas.
A análise dos dados revelou que a raiva pode fazer mais mal à saúde dos idosos do que a tristeza. “Nosso estudo mostrou que a raiva pode levar ao desenvolvimento de doenças crônicas, enquanto que a tristeza não”, frisa Meaghan A. Barlow, autora principal do estudo, publicado na revista científica Psychology and Aging.
Os cientistas concluíram também que idosos mais velhos são os principais prejudicados. A equipe canadense dividiu os participantes em duas faixas etárias: com 59 a 79 anos e com mais de 80. Ao analisar as amostras de sangue, descobriram níveis maiores de inflamação nos voluntários do segundo grupo.

Controle

Meaghan A. Barlow levanta uma hipótese para explicar a diferença. “Os idosos mais jovens podem usar essa raiva como combustível para superar os desafios da vida. Ela se torna problemática para quem chega aos 80 anos porque é quando muitos experimentam situações irreversíveis, quando perdas e alguns dos prazeres da vida estão fora de alcance”, explica.
Segundo os autores do estudo, os resultados servem de alerta para a importância de idosos buscarem alternativas que os ajude a manter as emoções equilibradas. A equipe canadense sugere psicoterapia e atividades educativas como auxílios para a redução da raiva e a busca pelo autoconhecimento. “Entender melhor quais emoções negativas são prejudiciais, não prejudiciais ou mesmo benéficas para as pessoas mais velhas pode ajudá-las a lidar com as perdas de maneira saudável e a deixar sua raiva”, diz Barlow. (Correio Braziliense)



Blog do BILL NOTICIAS

JUSTIÇA DETERMINA E BOLSONARO PUBLICA PEDIDO DE DESCULPAS A MARIA DO ROSÁRIO


247 - Cumprindo determinação judicial, o presidente Jair Bolsonaro publicou nota de retratação em suas redes sociais onde pede desculpas à deputada Maria do Rosário (PT-RS) por ter dito que ela "não merecia ser estuprada". Além da retratação pública, o presidente foi condenado a pagar R$ 10 mil por danos morais.
A indenização se refere ao episódio em que Bolsonaro, em 2014, disse que Maria do Rosário "não merecia ser estuprada" porque ele a considera "muito feia" e ela não faz o "tipo" dele.
"Em razão de determinação judicial, venho pedir desculpas publicamente pelas minhas falas passadas dirigidas à deputada federal Maria do Rosário Nunes", diz um trecho da nota anexada em postagem nas redes sociais.
Bolsonaro diz que ele teria sido "injustamente ofendido pela congressista", que o chamou de "estuprador". "Retruquei afirmando que ela não merecia ser estuprada".
O texto ainda diz que Bolsonaro tem "integral e irrestrito respeito às mulheres" e disse que uma demonstração disso foi, em sua posse, deixar a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, discursar antes dele.
"Já no dia da minha posse como Presidente da República, o protagonismo foi feminino, tento a Primeira Dama discursado antes mesmo do Presidente, com a naturalidade que tratamos essas questões em nossas vidas", afirma.




Blog do BILL NOTICIAS

ATÉ VEJA ABANDONA MORO E O VÊ 'DESMORONANDO'


Resultado de imagem para ATÉ VEJA ABANDONA MORO E O VÊ 'DESMORONANDO'

O ministro Sergio Moro perdeu, nesta sexta-feira, um apoio importante: o da revista Veja, que foi uma peça importante na guerra de propaganda contra o ex-presidente Lula, durante a Operação Lava Jato. A capa da edição desta semana diz que ele 'desmoronou' e sinaliza que praticamente toda a imprensa do Brasil e do mundo, à exceção da Globo, já considera incômoda a sua presença no governo. Veja também o vê como criminoso e diz que seus diálogos contêm claras transgressões à lei.

Ontem, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, disse que Moro cometeu crime e disse que a sentença contra Lula será anulada. “O chefe da Lava Jato não era ninguém mais, ninguém menos do que Moro. O Dallagnol, está provado, é um bobinho. É um bobinho. Quem operava a Lava Jato era o Moro”, disse Gilmar. “Eu acho, por exemplo, que, na condenação do Lula, eles anularam a condenação”.
"Mendes viu até a prática de um crime nas conversas vazadas. 'Um diz que, para levar uma pessoa para depor, eles iriam simular uma denúncia anônima. Aí o Moro diz: ‘Formaliza isso’. Isso é crime', avaliou Mendes, referindo-se a um trecho das mensagens em que Dallagnol escreveu que faria uma intimação oficial com base em notícia apócrifa, diante da negativa de uma fonte do MPF de falar", aponta. “Simular uma denúncia não é só uma falta ética, isso é crime.” (247)




Blog do BILL NOTICIAS

Utilidade pública: Idoso de 72 anos está desaparecido há dois dias do Jardim Maravilha e família aguarda notícias

         Via:Carlos Britto
Foto: divulgação

Familiares de um idoso de 72 anos estão desesperadamente à sua procura desde a última quarta-feira (12), quando desapareceu do bairro Jardim Maravilha, zona oeste de Petrolina, por volta das 7h.
Foi divulgado pelas redes sociais apenas o primeiro nome do idoso, que se chama Cecílio e é gago. Quem puder ajudar repassando informações sobre o paradeiro dele, pode entrar em contato imediatamente pelo número (87) 9 8809-6906 (falar com Graça).

Blog do BILL NOTICIAS

Rede FTC divulga Processo Seletivo para Docentes

Resultado de imagem para processo seletivo

A Faculdade de Tecnologia e Ciências ( FTC ), campi Juazeiro e Petrolina, publica Edital para seleção de Docentes.  Foram disponibilizadas 22 vagas, além de cadastro de reserva para professor (a) assistente, professor (a) adjunto e professor (a) associado.
Para a unidade de Juazeiro, são 11 oportunidades para os cursos de Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição e Farmácia. Em Petrolina, são 11 vagas para as graduações: Arquitetura e Urbanismo, Engenharias Elétrica e Civil, Direito e Psicologia.
As inscrições foram abertas nesta quarta-feira (12) e serão encerradas no dia 24 de junho e devem ser realizadas através do preenchimento da Ficha de Inscrição e envio dos documentos exigidos no Edital nº 04/2019.2 para o email: selecaoftc2019@gmail.com.
O candidato passará pelas seguintes etapas: inscrição, triagem curricular, prova didática e entrevista e ocorrerá conforme cronograma de eventos indicada no Edital. A previsão para contratação dos aprovados, seguirá a ordem das demandas de turmas apresentadas por seus respectivos Colegiados.
A prova didática e a entrevista estão programadas para acontecer no período de 01 a 10 de julho. A divulgação da lista dos aprovados e contato com os candidatos ocorrerá dia 11 de julho. Mais informações sobre o certame, conteúdo programático, carga horária, disciplinas e formação exigida estão descritas no Edital.(Ascom)


Blog do BILL NOTICIAS

Site divulga novos diálogos que reforçam colaboração entre Moro e Deltan

Nas mensagens, Deltan dá detalhes da delação da Odebrecht, cobra ativismo de Moro e recomenda que o juiz tenha cuidado com segurança
  Por: FolhaPress 
Moro e Deltan
Moro e DeltanFoto: Valter Campanato e José Cruz/Agência Brasil

Novos diálogos divulgados nessa quarta-feira (12) pelo site The Intercept Brasil reforçam a tese de que houve colaboração entre o então juiz federal Sergio Moro (hoje ministro da Justiça) e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato.

A publicação inclui novos trechos de conversas já divulgadas no domingo (9). Nas mensagens, Deltan dá detalhes da delação da Odebrecht, cobra ativismo de Moro e recomenda que o juiz tenha cuidado com segurança. Segundo a legislação, é papel do juiz se manter imparcial diante da acusação e da defesa. Juízes que estão de alguma forma comprometidos com uma das partes devem se considerar suspeitos e, portanto, impedidos de julgar a ação. Quando isso acontece, o caso é enviado para outro magistrado.
Segundo a publicação, em conversa de 16 de outubro de 2015, os dois discutem o caso que investigava desvios na refinaria de Pasadena, nos EUA. A compra da refinaria americana causou prejuízo bilionário à Petrobras. Moro comunica que pretende abrir o sigilo dos depoimentos de "FB" (possivelmente se referia ao lobista Fernando Baiano, que virou delator) e pergunta se Deltan tem alguma objeção.

O procurador, por sua vez, pede que Moro mantenha o caso de Pasadena sob sigilo, pois a divulgação poderia atrapalhar futuros mandados de busca e apreensão -e até mesmo de prisão- que a força-tarefa planejava solicitar ao juiz. Moro, por sua vez, diz que já deixou o processo à disposição das partes envolvidas e que "os deletados [delatados] já sabem que são delarados [delatados] há tempo" (sic). Os dois, então, combinam um encontro, que também incluiria representantes da Polícia Federal, para tratar de novas fases da operação. Em outro episódio, desta vez em 13 março de 2016, Deltan faz uma série de elogios a Sergio Moro.

"Você hoje não é mais apenas um juiz, mas um grande líder brasileiro (ainda que isso não tenha sido buscado). Seus sinais conduzirão multidões, inclusive para reformas de que o Brasil precisa, nos sistemas político e de justiça criminal. Sei que vê isso como uma grande responsabilidade e fico contente porque todos conhecemos sua competência, equilíbrio e dedicação", diz o procurador.

Em seguida, Deltan pede que Moro "assuma mais" a campanha pela aprovação das 10 medidas de combate à corrupção. O projeto de lei, idealizado pelo Ministério Público Federal, estava parado no Congresso. Nesta semana, em ocasião do vazamento das conversas, a proposta voltou a tramitar no Senado. "A sociedade quer mudanças, quer um novo caminho, e espera líderes sérios e reconhecidos que apontem o caminho. Você é o cara. Não é por nós nem pelo caso (embora afete diretamente os resultados do caso), mas pela sociedade e pelo futuro do país", diz o procurador a Moro.

Dias antes, em 21 de fevereiro, o procurador pediu que Moro redobrasse a cautela. No diálogo, Deltan dá a entender que haveria uma transação de dinheiro ilícito a uma pessoa que poderia ser advogado de José Rainha, ex-líder do MST. "Tem muito fanático que não teria muito a perder e poderia querer se tornar herói", afirma Deltan. Moro não chega a responder diretamente ao conselho, mas sugere trocar a ordem de fases da Lava Jato "diante dos últimos desdobramentos". No dia seguinte, foi deflagrada a 23ª fase da Lava Jato, a Operação Acarajé, que prendeu o marqueteiro do PT João Santana. Santana chegou a ser um conselheiro da então presidente Dilma Rousseff.

Dilma já sofria ameaça de impeachment no Congresso, mas ainda mantinha apoio parlamentar. Ao mesmo tempo, as equipes de Curitiba também investigavam o ex-presidente Lula, que seria alvo naquela época da 24ª fase da Lava Jato, nomeada Aletheia. A inversão sugerida por Moro provavelmente se refere a essa etapa, que acabaria promovendo a condução coercitiva de Lula. Moro foi o juiz responsável pela Lava Jato em Curitiba. Ele deixou a função ao aceitar o convite do presidente, em novembro, após a eleição. O site The Intercept Brasil informou que obteve o material de uma fonte anônima, que pediu sigilo. O pacote inclui mensagens privadas e de grupos da força-tarefa no aplicativo Telegram, de 2015 a 2018.

O ministro afirmou que não viu nada "de mais" nas mensagens e que não houve nenhuma orientação ao Ministério Público. Na próxima quarta (19), por iniciativa própria, ele prestará esclarecimentos ao Senado, Casa considerada menos hostil que a Câmara. Com isso, Moro busca se antecipar à aprovação de requerimentos para convocá-lo e tenta esfriar o clima para a criação de uma CPI sobre o caso. Desde que mensagens que o conteúdo foi publicado, Bolsonaro ainda não comentou o caso. Na terça-feira (11), por exemplo, ele encerrou abruptamente uma entrevista quando foi questionado sobre o tema.

COLABORAÇÕES
Para advogados e professores, a maneira como o atual ministro da Justiça e o procurador reagiram à divulgação das conversas, sem contestar o teor das afirmações e defendendo o comportamento adotado na época, aponta que o conteúdo é fidedigno e que ele pode servir de base para reverter decisões da Lava Jato, por exemplo, contra o ex-presidente Lula. Por esse raciocínio, o fato de o material ter sido provavelmente obtido por meio de um crime faz com que ele não tenha como ser utilizado para acusar um suspeito, mas possa servir para absolver um acusado.

Segundo a legislação, é papel do juiz se manter imparcial diante da acusação e da defesa. Juízes que estão de alguma forma comprometidos com uma das partes devem se considerar suspeitos e, portanto, impedidos de julgar a ação. Quando isso acontece, o caso é enviado para outro magistrado. Aconselhar uma das partes é, segundo o Código Penal, um dos critérios que define a suspeição do juiz, e pode levar à anulação de sentenças.

RESUMO DOS DIÁLOGOS EM 3 PONTOS
1. Troca de colaborações entre o então juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato;

2. Dúvidas de Deltan a respeito da solidez das provas que sustentaram a primeira denúncia apresentada contra o ex-presidente Lula;

3. Conversas em um grupo em que procuradores comentam a solicitação feita pelo jornal Folha de S.Paulo para entrevistar Lula na cadeia.





Blog do BILL NOTICIAS

CHUVA Camaragibe decreta estado de emergência após tragédia com cinco mortes

 Por: Diario de Pernambuco
Foto: Paulo Paiva/DP Foto.
Foto: Paulo Paiva/DP Foto.

A Defesa Civil de Camaragibe decretou estado de emergência após a confirmação de, ao menos, cinco mortes no desabamento de barreira ocorrido ontem após as fortes chuvas que atingiram todo o estado de Pernambuco. O Corpo de Bombeiros continua as buscas no local da tragédia, na 2ª Travessa Bom Jesus, no centro do município.

O corpo de Edilene Maria da Conceição, de 30 anos, foi encontrado abraçado ao corpo da filha mais nova, Beatriz Maria, de 11 meses. Os corpos dos outros filhos dela, Kauan Ricardo da Silva, de 8 anos e Maria Bianca, 3 anos, também foram achados pelo Corpo de Bombeiros nesta manhã.

O pai de duas meninas, as mais novas, Linderson Albuquerque de Melo, está desesperado. Ele passou a madrugada nas buscas. Tem o corpo todo sujo de lama. Tem a sandália de uma das crianças pendurada no pescoço, em um cordão prateado. Estava separado de Edilene há dois meses. Na hora do acidente estava do lado de fora de casa. Contou ter ajudado a salvar a vida de Larissa Lafaiete, resgatada ontem.

Foto: Paulo Paiva/DP Foto.
Foto: Paulo Paiva/DP Foto.



Neste momento, uma equipe de 22 bombeiros e um cão farejador continuam as buscas por outras duas vítimas no local da tragédia. Ainda estão desaparecidas duas crianças, Italo Wendel de Souza 14 e Lucas Ricardo da Silva 6.

De acordo com a Defesa Civil de Camaragibe, a cada 100 casas, 82 estão localizadas em área de risco. O secretário Roberto Ferraz disse que a situação de emergência irá agilizar o repasse de dinheiro por parte dos governos Federal e Estadual para os serviços nos morros. De acordo com ele, as equipes da prefeitura estão orientando os moradores a saírem das áreas de risco e disponibilizaram escolas municipais para abrigar as famílias. O Clube Guarany, no bairro da Vila da Fábrica, também está recebendo os desabrigados.

Foto: Paulo Paiva/DP Foto.

Ontem, logo após o desabamento, no final da manhã, as equipes de salvamento já tinham localizado o corpo de um homem e resgatado a mulher dele, que estava ferida. As vítimas moravam em quatro casas que foram destruídas pela lama. A Prefeitura de Camaragibe informou por meio de nota que o acidente aconteceu em uma zona de risco e que o local vinha sendo acompanhado pelas equipes da Defesa Civil.



Blog do BILL NOTICIAS

Bolsonaro demite general Santos Cruz, e outro militar assume Secretaria de Governo

Desde que chegou ao Planalto, em janeiro, o ministro se envolveu em uma crise com os filhos do presidente, além de um embate com o guru Olavo de Carvalho
  Por: Thaís Arbex e Daniel Carvalho/Folhapress
General Carlos Alberto dos Santos Cruz
General Carlos Alberto dos Santos CruzFoto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz foi demitido nesta quinta-feira (13) da Secretaria de Governo da Presidência da República pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).
A informação, antecipada pela Folha de S.Paulo, foi confirmada pelo porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros. O porta-voz também confirmou que Santos Cruz será substituído pelo general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, que é comandante militar do Sudeste.
Questionado sobre os motivos da saída do ministro, o general disse que Santos Cruz esclarecerá a razão pela qual ele está deixando o governo.
Santos Cruz foi avisado de sua demissão em reunião com o presidente e com o ministro Augusto Heleno, chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), que ocorreu 12h20 no Palácio do Planalto, pouco antes de Bolsonaro decolar para Belém para uma agenda de governo.
Um integrante do Palácio do Planalto usou a expressão 'freio de arrumação' para explicar a demissão.
Santos Cruz é o terceiro ministro a cair na gestão Bolsonaro, após as quedas de Gustavo Bebianno (Secretaria Geral), por causa da crise dos laranjas, e Ricardo Vélez Rodríguez (Educação), pelas falhas de gestão na pasta.
Desde que chegou ao Planalto, em janeiro, o ministro se envolveu em seguidas crises com os filhos do presidente, além de um embate com o escritor Olavo de Carvalho, guru de Bolsonaro. A comunicação de governo era um dos pontos de embate. ​
O incômodo da cúpula militar do governo com Olavo de Carvalho cresceu à medida que se avolumaram os ataques do escritor reverenciado pelo presidente e pelo grupo ideológico que o cerca.
O ministro general reagiu às ofensas de Olavo aos militares que hoje trabalham no Palácio do Planalto, em especial o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB).
"Eu nunca me interessei pelas ideias desse sr. Olavo de Carvalho", disse Santos Cruz à Folha de S.Paulo. Nem a forma nem o conteúdo agradam a ele", afirmou. "Por suas últimas colocações na mídia, com linguajar chulo, com palavrões, inconsequente, o desequilíbrio fica evidente", criticou o ministro, em março.
Integram ainda a ala militar do Planalto os generais Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, o porta-voz, Otávio Rêgo Barros, e o chefe da Secretaria-Geral, Floriano Peixoto. ​
Outro desgaste ocorreu em torno das disputas dentro do governo sobre regulamentação de veículos de imprensa -a Secom (Secretaria de Comunicação Social) está subordinada à pasta de Santos Cruz.
Santos Cruz concedeu entrevista no início de abril à rádio Jovem Pan na qual comentou sobre a necessidade de evitar distorções nas redes sociais.
Ele afirmou ainda que a influência das mídias sociais é benéfica, mas também pode "tumultuar". Para ele, é necessário ter cuidado com a sua utilização, evitando ataques e o seu uso como "arma de discórdia".
Bolsonaro reagiu. Em mensagem publicada em sua conta oficial no Twitter, ele escreveu que recomenda "um estágio na Coreia do Norte ou em Cuba" para quem defender uma espécie de controle do conteúdo divulgado.
O escritor Olavo de Carvalho, um dos gurus do presidente, foi explícito ao endereçar as críticas. "Controlar a internet, Santos Cruz? Controlar a sua boca, seu merda", escreveu.
A comunicação do Palácio do Planalto tem sido palco desde o início do governo de uma disputa entre o núcleo militar e os chamados "olavistas", seguidores do escritor.
Um mês antes, Santos Cruz desautorizou pedido feita pela Secom para que as empresas estatais enviassem para avaliação prévia propagandas de perfil mercadológico.
O gesto foi interpretado por assessores palacianos como a primeira crise entre o militar e o empresário Fábio Wajngarten, que assumiu recentemente a Secom na tentativa de melhorar a comunicação do governo.
Na manhã desta quinta-feira, Santos Cruz esteve na CTFC (comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle). Foi convocado para explicar a divulgação, em 31 de março, de um vídeo que enaltecia o golpe militar.
O ministro atribuiu a divulgação ao descuido de um funcionário.
Após a comissão, sua assessoria informou aos jornalistas que ele não teria muito tempo para falar, pois havia sido chamado pelo presidente ao Palácio do Planalto.
Respondeu a apenas quatro perguntas, a maioria sobre a crise envolvendo o ministro Sergio Moro (Justiça), mas limitou-se a condenar a invasão das conversas do ex-juiz da Lava Jato.



Blog do BILL NOTICIAS

GLEISI: GENERAL HELENO EXPÕE ÓDIO A LULA E AMEAÇA INSTITUIÇÕES


A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, rebateu nesta sexta-feira, 14, as críticas do general Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) que, de maneira desequilibrada,  atacou e defendeu "prisão perpétua" para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 
"O deplorável ataque de truculência do general Augusto Heleno diante de jornalistas, esta manhã (14/06), expõe cruamente seu ódio contra o presidente Lula e tudo o que ele representa para o sofrido povo brasileiro. É um ódio patológico que transborda no momento em que vem sendo confirmada, para o Brasil e o mundo, a verdade sobre a farsa judicial que levou Lula à prisão injusta e ilegal", disse Gleisi em nota divulgada pelo PT. 
Para Gleisi, ao exigir "prisão perpétua" para Lula, o general mostrou desprezo pela Constituição do Brasil, que não prevê tal pena para ninguém. "Sua fala constitui clara ameaça ao Supremo Tribunal Federal, que está prestes a julgar a suspeição do ex-juiz Sergio Moro na ação em que condenou o ex-presidente, em conluio ilegal com a Força-Tarefa da Lava Jato", afirma. 
Leia, abaixo, a nota de Gleisi Hoffmann na íntegra:
O deplorável ataque de truculência do general Augusto Heleno diante de jornalistas, esta manhã (14/06), expõe cruamente seu ódio contra o presidente Lula e tudo o que ele representa para o sofrido povo brasileiro. É um ódio patológico que transborda no momento em que vem sendo confirmada, para o Brasil e o mundo, a verdade sobre a farsa judicial que levou Lula à prisão injusta e ilegal.
Ao exigir "prisão perpétua" para Lula, o general mostrou desprezo pela Constituição do Brasil, que não prevê tal pena para ninguém. Sua fala constitui clara ameaça ao Supremo Tribunal Federal, que está prestes a julgar a suspeição do ex-juiz Sergio Moro na ação em que condenou o ex-presidente, em conluio ilegal com a Força-Tarefa da Lava Jato.
O general Heleno repete, com murros na mesa, o mesmo tipo de pressão exercida contra o STF pelo então comandante do Exército, em maio de 2019, no julgamento do habeas corpus do ex-presidente. Lula Livre é o maior pesadelo para quem serve a um governo lesa-pátria, que entrega as riquezas do país a interesses estrangeiros, trai a soberania e ataca os direitos do povo.
Como disse Lula em entrevista divulgada na véspera, "quem serve a um governo que bate continência para a bandeira de outro país não merece ser general". Diante da verdade exposta de forma tão clara, o general Heleno reagiu com preocupante desequilíbrio, desrespeitando e ofendendo aquele que foi seu comandante supremo durante oito anos.
Mais que uma transgressão dos códigos de disciplina militar, foi uma agressão à democracia, que exige nosso repúdio. O Brasil não merece ser governado pela truculência, pelo autoritarismo e por meio de ameaças às instituições. (247)
Lula Livre!
Gleisi Hoffmann
Presidenta Nacional do Partido dos Trabalhadores




Blog do BILL NOTICIAS

Grave acidente automobilístico envolvendo animal na BR-116 em Salgueiro-PE


Um veículo modelo Ford EcoSport com 3 pessoas, sofreu um acidente no KM-47 da BR-116 na altura na comunidade Caldeirão município de Salgueiro, no início da tarde desta quinta-feira (13).
Os ocupantes do veículo vinham da cidade de Cubatão SP com destino a Flores, Sertão de Pernambuco, na referida localidade foram surpreendidos com uma vaca na pista, não dando tempo desviar do animal, os mesmos não sofreram ferimentos, porém o animal morreu no local.
A PRF e a PM prestaram toda a assistência e os cuidados necessários, tão logo quando foram acionadas.
A PRF ressalta ao criadores de animais, que os mantenha dentro de suas propriedades, para evitar esse tipo de acidente. E aos motoristas uma atenção redobrada ao trafegar por esses trechos onde a incidência dessas ocorrências são constantes. (Didi Galvão)


Blog do BILL NOTICIAS

CHUVA - Equipes de salvamento localizam mais vítimas em Camaragibe

Foto: cortesia/Corpo de Bombeiros
Foto: cortesia/Corpo de Bombeiros

As buscas pelas vítimas do desabamento de barreira em Camaragibe continuaram durante a madrugada e os bombeiros localizaram mais quatro corpos, sendo o de três crianças (3 anos, 8 anos e outra com apenas 11 meses), além do corpo de uma mulher, com 30 anos. Neste momento, as buscas por outras vítimas continuam no local da tragédia, na 2ª Travessa Bom Jesus, no centro do município. Ainda estão desaparecidas duas crianças, com 14 anos e outra com 6 anos.

Ontem, logo após o desabamento, no final da manhã, as equipes de salvamento já tinham localizado o corpo de um homem e resgatado a mulher dele, que estava ferida. As vítimas moravam em quatro casas que foram destruídas pela lama. A Prefeitura de Camaragibe informou por meio de nota que o acidente aconteceu em uma zona de risco e que o local vinha sendo acompanhado pelas equipes da Defesa Civil.

Também ontem, em Jaboatão dos Guararapes, uma adolescente com 17 anos morreu em um desmoronamento de uma casa. Três irmãos mais novos da jovem ficaram feridos. Segundo a Defesa Civil do município, o imóvel estava interditado.




Blog do BILL NOTICIAS

Agência Brasil - O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14) que vai recorrer da decisão que absolveu Adélio Bispo de Oliveira, autor do ataque a faca que sofreu durante a campanha eleitoral, em Juiz de Fora (MG), em setembro do ano passado. “Estou tomando as providências jurídicas do que posso fazer para recorrer. Normalmente o MP [Ministério Público] pode recorrer também, vou entrar em contato com o meu advogado”, disse Bolsonaro ao deixar o Palácio da Alvorada, nesta tarde. O juiz Bruno Savino, da 3ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora, considerou Adélio inimputável por transtorno mental, ou seja, de acordo com as leis penais, não pode ser responsabilizado criminalmente por seus atos. De acordo com laudos periciais oficiais, Adélio é portador de transtorno delirante persistente. Bolsonaro disse ainda que tem convicção de que Adélio foi contratado para o assassinar e que, se preciso, vai pagar para que seja feita uma nova avaliação psicológica no acusado. “Eu tenho a causa pessoal, eu tenho que me defender. E custa caro isso aí, um outro lado custa caro. Vou tomar providências”, ressaltou. “É um crime contra um candidato a presidente da República que atualmente tem mandato e devemos ir às últimas consequências." O magistrado decidiu também que Adélio Bispo deveria ficar internado em um manicômio judiciário por tempo indeterminado. No entanto, diante da periculosidade do acusado, ele permanecerá no presídio federal de Campo Grande, onde está preso desde o atentado. De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público Federal, o acusado colocou em risco o regime democrático ao tentar interferir no resultado das eleições e planejou o ataque com antecedência de modo a excluir Bolsonaro da disputa. A defesa de Adélio afirma que ele agiu sozinho e que o ataque foi apenas “fruto de uma mente atormentada e possivelmente desequilibrada” por conta de um problema mental.

Reprodução

Agência Brasil - O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14) que vai recorrer da decisão que absolveu Adélio Bispo de Oliveira, autor do ataque a faca que sofreu durante a campanha eleitoral, em Juiz de Fora (MG), em setembro do ano passado. “Estou tomando as providências jurídicas do que posso fazer para recorrer. Normalmente o MP [Ministério Público] pode recorrer também, vou entrar em contato com o meu advogado”, disse Bolsonaro ao deixar o Palácio da Alvorada, nesta tarde.
O juiz Bruno Savino, da 3ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora, considerou Adélio inimputável por transtorno mental, ou seja, de acordo com as leis penais, não pode ser responsabilizado criminalmente por seus atos. De acordo com laudos periciais oficiais, Adélio é portador de transtorno delirante persistente.
Bolsonaro disse ainda que tem convicção de que Adélio foi contratado para o assassinar e que, se preciso, vai pagar para que seja feita uma nova avaliação psicológica no acusado. “Eu tenho a causa pessoal, eu tenho que me defender. E custa caro isso aí, um outro lado custa caro. Vou tomar providências”, ressaltou. “É um crime contra um candidato a presidente da República que atualmente tem mandato e devemos ir às últimas consequências."
O magistrado decidiu também que Adélio Bispo deveria ficar internado em um manicômio judiciário por tempo indeterminado. No entanto, diante da periculosidade do acusado, ele permanecerá no presídio federal de Campo Grande, onde está preso desde o atentado.
De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público Federal, o acusado colocou em risco o regime democrático ao tentar interferir no resultado das eleições e planejou o ataque com antecedência de modo a excluir Bolsonaro da disputa.
A defesa de Adélio afirma que ele agiu sozinho e que o ataque foi apenas “fruto de uma mente atormentada e possivelmente desequilibrada” por conta de um problema mental.



Blog do BILL NOTICIAS

Mais de 45 milhões cruzam os braços na Greve Geral

Resultado de imagem para MAIS DE 45 MILHÕES CRUZAM OS BRAÇOS NA GREVE GERAL


Balanço da Central Única dos Trabalhadores (CUT) indica que que 45 milhões de trabalhadores participaram de atos ou paralisações até o início da tarde na Greve Geral desta sexa-feira (14J). Até as 13 horas, mais de 300 cidades de todos os estados haviam registrado protestos.
Segundo boletim parcial das centrais sindicais e de movimentos populares, dezenas de cidades amanheceram com o transporte público total ou parcialmente parado – como São Paulo, Maringá (PR), Aracaju (SE), Florianópolis (SC), Brasília (DF), Volta Redonda (RJ), Sorocaba (SP), Feira de Santana (BA), Piracicaba (SP), Campo Grande (MS), Curitiba (PR e Salvador (BA).
Das 27 capitais, 19 tiveram o sistema de ônibus afetado pela mobilização. Outras oito não tiveram interrupção no transporte coletivo por ônibus, mas registraram bloqueios de ruas ou estradas por manifestantes, ou tiveram paralisação parcial no metrô.
Passeata em Florianópolis, Santa Catarina, no amanhecer desta sexta-feira (14). (Foto: Divulgação)
Também estão parados trabalhadores de portos como o de Pecém no Ceará; refinarias, como Recap em Mauá e Abreu e Lima em Pernambuco; indústria metalúrgica, como Volks e Mercedes em São Bernardo; energia; bancários em São Paulo e no ABC; pessoal da Saúde; Eletricitários; Correios no Rio e São Paulo; e universidades como UFRJ, UFSC, UFAL, UFBA e UFCG; segundo os primeiros balanços.
Além das paralisações, o dia de Greve Geral está sendo marcado por dezenas de atos em todo país, organizados por movimentos populalres como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Movimento dos Atingidos por Barreiras (MAB) e Marcha Mundial das Mulheres, com interdições de rodovias e avenidas.
Passeata em Florianópolis, Santa Catarina, no amanhecer desta sexta-feira (14). (Foto: Divulgação)
Na cidade de São Paulo, ocorreram bloqueios na avenida 23 de Maio, no elevado João Goulart, na USP e em Sapopemba, entre outros pontos. No estado foram registrados atos em São Bernardo, Diadema, Campinas, Bauru, Itapeva, Sorocaba, Vinhedo, Taubaté e Presidente Prudente.
Houve bloqueios ainda em Santa Catarina (Florianópolis e Chapecó), Alagoas (Maceió), Paraná (Araucária, Francisco Beltrão, Cascavel e Pato Branco), Pará (Belém e Eldorado doas Carajás), Pernambuco (em várias rodovias do entorno de Recife e outros pontos do estado, como Aliança, Jaboatão, Gravatá, Pesqueira e Caruaru), em Minas Gerais (Ouro Preto, Juiz de Fora, Congonhas e BH), Rio de Janeiro (Capital, Niterói e Campos dos Goytacazes), Sergipe (Aracaju e Monte Alegre), Rio Grande do Norte (Natal, Extremoz e João Câmara); em vários pontos na Paraíba; na Bahia (Barreiras, Catités, Santo Antonio de Jesus, Salvador); no Maranhão (São Luís), no Rio Grande do Sul (Porto Alegre e Eldorado do Sul), em Rondônia (Jaru), em Goiás (Goiânia) e em muitos outros locais.


Blog do BILL NOTICIAS

ADÉLIO BISPO É INOCENTADO POR JUIZ E FICARÁ INTERNADO POR TEMPO INDETERMINADO

RICARDO MORAES


O juiz federal Bruno Salvino inocentou Adélio Bispo de Oliveira, o autor da suposta facada contra o então candidato Jair Bolsonaro (PSL) durante campanha eleitoral em Minas Gerais, em setembro do ano passado.
Para o magistrado, em razão de ele ter sido considerado inimputável, Adélio ficará internado por tempo indeterminado e será submetido a perícia médica em três anos.
A decisão é tomada um dia depois de o ex-presidente Lula ter questionado, em entrevista à TVT, a veracidade do ataque. "Aquela facada... pra mim tem alguma coisa muito estranha. Uma facada que não aparece sangue em nenhum momento, uma facada em que o cara que dá a facada é protegido pelo segurança do Bolsonaro... eu conheço segurança de palanque... (se é comigo) eu teria que pular em cima do segurança", disse Lula.(247)



Blog do BILL NOTICIAS