quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Reajuste de ministros do Supremo custará R$ 4,1 bilhões a mais no Orçamento

Reajuste para os vencimentos de ministros do Supremo e do procurador-geral da República, aprovado pelo Senado, afetará diretamente o próximo governo, principalmente por causa do efeito cascata que pode aumentar salários de outros servidores

  Por: Correio Braziliense - Correio Braziliense
Eunício Oliveira colocou a "pauta-bomba" para votação na noite de terça-feira: aumento do teto pode afetar também outros funcionários públicos
(foto: Jonas Pereira/Agencia Senado )
Eunício Oliveira colocou a "pauta-bomba" para votação na noite de terça-feira: aumento do teto pode afetar também outros funcionários públicos (foto: Jonas Pereira/Agencia Senado )


Foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press
Foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press


Os salários de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do procurador-geral da República ganharam um aumento de 16,38% ontem. A partir de 1º de janeiro, esses servidores passarão a receber R$ 39,2 mil — atualmente, o valor é de R$ 33,7 mil. O plenário do Senado Federal aprovou, em votação nominal, por 41 votos a 16, o PLC 27/2016, que prevê o reajuste à categoria. A alteração, contudo, tem efeito cascata, eleva o teto do funcionalismo público e pode conceder automaticamente aumento para as carreiras de juízes, procuradores, promotores e parlamentares. A proposta segue para a sanção da Presidência da República e afetará diretamente a gestão de Jair Bolsonaro. 

Parecer da Comissão de Assuntos Legislativos do Senado, feito por técnicos da assessoria legislativa da casa, aponta que o custo extra no orçamento será de R$ 4,1 bilhões por ano. Isso porque a remuneração dos ministros serve de base para o pagamento de outras categorias no serviço público. No Judiciário, o custo extra será de R$ 717,1 milhões, enquanto no Ministério Público a cifra chegará  a R$ 258 milhões. Já no Executivo, o impacto alcançará R$ 400 milhões. E para os estados, os custos podem ser de R$ 2,6 bilhões anuais.

Surpresa
Um dos senadores que votaram contra, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), projeta um valor ainda maior: R$ 6 bilhões por ano. O projeto havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados, mas estava parado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado desde 2016. A “pauta-bomba”, como é conhecida por parlamentares contrários à medida, foi colocada de surpresa pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira. Ele incluiu o PLC 27/2016 e o PLC 28/2016, com previsão de reajuste também ao procurador-geral da República, com ganhos mensais fixados no mesmo patamar definido para os ministros do STF, sem consultar previamente parlamentares e líderes.

Durante a apreciação, Eunício indicou o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) para dar o parecer dos projetos. O senador defendeu o aumento, mas apontou que, com o decurso de mais de dois anos de tramitação, havia a necessidade de adequações para ajustar o texto às condições atuais. Por isso, afirmou ter feito alterações para evitar “a leitura incorreta” de que o aumento poderia ser retroativo ao ano de 2016 — quando a proposição foi apresentada. De acordo com Bezerra, o projeto não trará impacto financeiro, já que o auxílio-moradia pago a juízes e ministros será extinto.
 
Crise
O líder do MDB no Senado, Romero Jucá (RR), e o senador Renan Calheiros (MDB-AL) reconheceram que, em meio à crise financeira na qual o país se encontra, não seria o melhor período para conceder aumento salarial. No entanto, a necessidade de se aprovar o reajuste foi atribuída à boa relação que o Legislativo deve manter com o Judiciário. “Vou votar a favor porque respeito a autonomia do Judiciário e existe o teto de gastos”, disse Jucá, que não conseguiu a reeleição no Congresso.

O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que deu parecer contrário ao projeto na CAE, disse novamente que o aumento seria equivocado para o momento no qual o país vive, por causa do efeito cascata. De acordo com ele, devido à falta de previsão orçamentária, o projeto poderia ser considerado, inclusive, inconstitucional. “As violações são flagrantes no texto e também no mérito, já que esse projeto pode representar a deterioração das contas públicas”, argumentou o senador.

O senador José Reguffe (sem partido-DF) também foi contrário ao reajuste. “Esse aumento dos ministros do STF é um absurdo e um total desrespeito ao contribuinte brasileiro. E ainda vai gerar o aumento do teto constitucional e o efeito cascata. Uma irresponsabilidade total”, concluiu.  A senadora e presidente do PT, Gleisi Hoffmann, disse que o aumento nos salários dos ministros “não tem cabimento e é ofensivo à população que sofre com desemprego e baixa renda”.

O texto aprovado pela Câmara tem datas que já expiraram, prevendo que o primeiro aumento salarial ocorreria em junho de 2016. Questionado por jornalistas, o presidente do Supremo, Dias Toffoli, evitou falar sobre o assunto. Na ocasião em que o aumento foi avaliado, em uma reunião administrativa, a ministra Cármen Lúcia, então presidente da Corte, foi contra a proposta e criticou duramente o reajuste. 

O último aumento de salário concedido aos ministros do STF, que serve de teto para o funcionalismo público em todo o Brasil, ocorreu em janeiro de 2015. O valor final foi fixado em R$ 33.763,00. Na mesma ocasião, foi estipulado um número idêntico para a remuneração do procurador-geral da República e para o subsídio mensal de deputados e senadores.



Blog do BILL NOTICIAS

Escolhidas as 24 músicas para o Festival Edésio Santos da Canção 2018 em Juazeiro-BA

   Via: Vinicius de Santana

A Prefeitura Municipal de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes, divulga as 24 músicas selecionadas para a 21ª edição do Festival Edésio Santos da Canção. A triagem aconteceu nos dias 06 e 07 de novembro, em uma sala da SECULTE em Juazeiro e foi feita pelos músicos João Sereno (poeta, cantor e compositor), Soneca Martins (maestro da Banda Base do FESC) e Marcos Brasil (músico contrabaixista). O FESC acontece de 29 de novembro a 1º de dezembro, no Centro de Cultura João Gilberto.
O Superintendente de Cultura da SECULTE Maurício Dias, conta que foram 78 inscrições e 98 músicas inscritas para o Festival Edésio Santos da Canção este ano. “No período de inscrições, ficamos um pouco surpresos, pois estávamos já no final do prazo e não havia muita procura. Então prorrogamos e acabamos recebendo músicas suficientes para que o festival aconteça”, explica Maurício.
Sobre as músicas escolhidas para o festival, o poeta, cantor e compositor João Sereno acredita que “foi interessante selecionar essas músicas e perceber que mais da metade tem um padrão elevado. Há também músicas bacanas para um festival nacional, divertidas, inteligentes e com temas atuais. Os participantes estão de parabéns por mostrarem seu talento musical e a Prefeitura por investir neles realizando o evento”, afirma João.
Na avaliação do músico e maestro da Banda Base do FESC Soneca Martins, “é preciso mais idéias, mais criatividade na hora de fazer as músicas. Algumas são muito parecidas. Mas, ainda assim, está praticamente no mesmo nível dos festivais anteriores”.
Para o contrabaixista Marcos Brasil, que trabalha com música há 28 anos, a qualidade das músicas chamou a atenção. “Gostei muito das músicas e da sonoridade de muitas delas. Já participei do FESC como músico há alguns anos e acho que a realização do mesmo é um grande incentivo para que as pessoas continuem a produzir música, para que queiram melhorar. Quem não foi classificado, pedimos que não desista”, disse. (Ascom)

Confira abaixo as músicas classificadas:
  1. Mesmo em Desatino – Joyce Guirra (Juazeiro – BA)
  2. Acredito não – Sérgio Murilo/ Ivan Greg (Juazeiro – BA)
  3. Não é a Solução – João Ferreira de Sousa (Juazeiro – BA)
  4. Inteiro – Alan Cleber (Juazeiro – BA)
  5. O Yoga do Rio – Edésio César Vieira Santos (Juazeiro – BA)
  6. Me disse a voz suprema no trovão – Marx Ulianov (Sobradinho – BA)
  7. Joio no Trigo – Guilliard Pereira/ Robertinho Chavez  (Petrolina – PE)
  8. Sobre a saudade – Eugênio Cruz (Petrolina – PE)
  9. Homem Flor – Ryan Bruno Nunes Freire (Petrolina – PE)
  10. Ninguém Solta a Minha Mão – Darlan Cardoso/Hebert Mascarenhas (Campo Formoso – BA)
  11. Festa dos Chacais – Severino Luiz de Araújo (Jaboatão dos Guararapes – PE)
  12. Juazeiro da Bahia – Lucimar Pereira (Palmas- TO)
  13. Tome Tento – Neto Kiriri (Juazeiro – BA)
  14. Não Passarão – Andrezza Santos (Juazeiro – BA)
  15. Conto do Sozinho – Levi Sena (Juazeiro – BA)
  16. Até o Rio Chegar – Martins César/Zebeto Correia (Belo Horizonte – MG)
  17. Na Calma do Opara – Márcio Alexandre Coelho Assis (Juazeiro – BA)
  18. Anzol – Moésio Belfort (Juazeiro – BA)
  19. Era uma Só Vez – Marielle Cajuhy (Juazeiro – BA)
  20. Ponte pro Mar – Fatel (Juazeiro – BA)
  21. 15 pras 7 – Van Lima (Petrolina – PE)
  22. Retrosofia – Allan Carlos (Jaboatão dos Guararapes – PE)
  23. Mulheres de Água e Chão – Dalmo Cardoso Barreto (Campo Formoso – BA)
  24. Suspiro de Amor – Yuka (Juazeiro – BA)



Blog do BILL NOTICIAS

SENADO CONTRARIA BOLSONARO E AUMENTA SALÁRIO DE JUÍZES



247 - O Senado aprovou nesta quarta-feira (7) um aumento de 16,38% no salários dos ministros do STF e do procurador-geral da República. Os magistrados passarão de vencimentos de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. Votaram pelo aumento 41 senadores enquanto 16 foram contrários a medida. Um senador se absteve.
O projeto entrou na pauta na noite anterior em caráter de urgência, depois de estar dois anos parado na Comissão de Assuntos Econômicos da casa. Agora, falta apenas a assinatura do presidente ilegítimo Michel Temer.
Segundo estudos técnicos do Senado, o impacto nas contas públicas causado pelos reajustes pode chegar a R$ 6 bilhões por ano graças ao chamado "efeito-cascata", já que o salário dos ministros é parâmetro para os salários de todo o Judiciário, como juízes, desembargadores e membros do Ministério Público em todas as instâncias.
O último reajuste dos ministros e do Judiciário foi em 2014, quando o teto passou de R$ 29,4 para os atuais R$ 33,7 mil mensais.

Blog do BILL NOTICIAS

PAULO GUEDES QUER ENTREGAR O BANCO DO BRASIL AO BANK OF AMERICA


247 - O futuro ministro da Economia do governo de Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes, prepara um ataque mortal ao Banco do Brasil. O economista deverá propor uma fusão do maior banco público do País com o Bank of America. 

"Guedes acredita que a fusão abriria a porta para o Bank of America atuar no Brasil e assim aumentar a competição no setor bancário, altamente concentrado. Ao mesmo tempo, o Banco do Brasil iria para os EUA e levaria seu expertise para lidar com o público latino", relata o serviço de newsletter do site Poder 360
Segundo o veículo, o primeiro item a ser colocado à disposição da iniciativa privada deve ser a área de "asset management".


Blog do BILL NOTICIAS

Pernambuco pode proibir canudos plásticos em 2022

Projeto de Lei pede que a fabricação, comercialização e distribuição dos utensílios sejam vetadas

   Por: Priscilla Costa, da Folha de Pernambuco
Vidro e papelão são os materiais sustentáveis já utilizados por vários estabelecimentos


Os canudos podem estar com os dias contados nos estabelecimentos comerciais de Pernambuco. Caso aprovado o Projeto de Lei nº 1928/2018 pelo Poder Legislativo, a fabricação, comercialização e distribuição de canudos plásticos estarão proibidos a partir de 2022. 

A medida, de autoria do deputado Everaldo Cabral (PP), assemelha-se a iniciativas já aprovadas em outras cidades, a exemplo do Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte e de Seattle, nos Estados Unidos. No Estado, nem virou lei a proibição dos canudos de plásticos, mas já é possível ver comerciantes adotarem outros tipos de canudos, mais sustentáveis.

Na rua Prudente de Morais, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR), por exemplo, o bar e restaurante “Janela Aberta, Cozinha Vivenda com Amor” dispõe de dois tipos de canudos - os de vidro e os de papelão. Uma das sócias, Aline Nunes, 28 anos, conta que o estímulo veio do exemplo dado pelo Rio de Janeiro. Inclusive, os canudos de vidro são adquiridos lá. Todos vêm com uma escovinha para higienização. 

Leia também:
UE propõe proibição de canudos e plásticos de único uso
União Europeia vai banir canudos plásticos até 2021

“As bebidas são servidas em copos de vidro e, mesmo tendo canudos reutilizáveis, só cedemos quando os clientes pedem. Os de papelão foram uma alternativa encontrada para as crianças”, explica, relembrando que, antes de encontrar esses tipos de canudo à venda, dava desconto de R$ 0,50 para quem não pedisse canudo plástico.

O novo estilo adotado há oito meses pelo restaurante tem dado certo, conta ela. “Os clientes têm aceitado muito bem a ideia, ao mesmo tempo que fazemos a nossa parte em fazê- los refletirem mais sobre os danos que o plástico causa à natureza”, acredita Aline. A higienização, detalha ela, é feita com a escovinha, mas também com água quente para reforçar a esterilização. “Se o restaurante segue esse padrão, não vejo problema. Mas, checaremos in loco os padrões de higiene”, afirma a diretora de Vigilância em Saúde de Olinda, Mariurcha Dantas. 

Essa “pegada ambiental”, no entanto, não se limita a locais que vendem comida. O salão de beleza Espaço Visualle, no bairro do Espinheiro, Zona Norte da Capital, também aderiu à mudança. “Se almoço em um restaurante e lá servem canudos de plástico, sempre procuro conversar sobre o mal que esse tipo de material causa à natureza”, conta Patrícia Rêgo, proprietária do Visualle. 

Vida marinha
A cada ano, oito milhões de toneladas do material vão parar nas águas dos oceanos, levando 100 mil animais marinhos à morte, em média, conforme a ONU.



Blog do BILL NOTICIAS

Bolsonaro articula nova negociação sobre Previdência

Ele pretende ficar no apartamento que ocupou como parlamentar, na região central de Brasília, e fazer reuniões com deputados e senadores.

  Por: Da redação da Folha PE, com Folhapress
Paulo Guedes, que falou em "prensa", foi chamado de "inexperiente" pelo presidente eleito


presidente eleito, Jair Bolsonaro, vai dedicar a manhã desta quinta (08) para negociar eventuais avanços na proposta dereforma da Previdência. Ele pretende ficar no apartamento que ocupou como parlamentar, na região central de Brasília, e fazer reuniões com deputados e senadores. O objetivo é tentar aprovar ainda este ano algumas mudanças.

"Só podemos avançar na área econômica se fizermos essa reforma. Devemos acompanhar a evolução e a longevidade que temos ganhado ao longo do tempo”, disse Bolsonaro.

presidente eleito disse que ficará em Brasília até amanhã para conversar e ouvir propostas. Também informou que deverá retornar à capital na próxima semana.
Ontem, o economista Paulo Guedes, que deverá assumir o superministério da Economia, ressaltou a necessidade de aprovação da reforma da Previdência.
Durante encontro com o presidente Michel Temer, o tema foi tratado. Em cartilha entregue a Bolsonaro, o atual presidente observou que a aprovação da reforma previdenciária é o "grande desafio posto ao futuro do país" e ressaltou que a proposta não saiu da "pauta política do pais".

Na tentativa de criar um legado na área, o presidente tem tentado convencer seu sucessor a votar a proposta na Câmara dos Deputados ainda neste ano. 

Idade mínima

O presidente eleito defendeu a fixação de idade mínima para aposentadoria. Nos últimos dias, ele defendeu, no caso do serviço público, 61 anos para homens e 56 para mulheres. Segundo ele, o esforço é para articular um projeto consensual capaz de ser aprovado pelo Congresso Nacional.

Nas reuniões que manteve ao longo do dia, Bolsonaro reiterou sua preocupação com a reforma da Previdência. No encontro com opresidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, ele disse que está entre suas prioridades. O texto aguarda para ser votado na Câmara e, caso seja aprovado, irá ao Senado.

Prensa

Bolsonaro também comentou, ontem, que a falta de "vivência política" e de "experiência" levou o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, a pedir uma "prensa" no Congresso a fim de que a reforma da Previdência seja aprovada ainda neste ano.

Na última terça-feira, indagado sobre a possibilidade de votação da reforma ainda neste ano, antes de o novo governo assumir, Guedes afirmou: "A bola está com eles. Prensa neles!". Antes, o futuro ministro fez um apelo: "Por favor, classe política, nos ajude a aprovar a [reforma da] Previdência. Previdência, previdência, nos ajude a fazer isso".

Bolsonaro comentou a declaração do auxiliar depois de participar de um café da manhã com o comandante e com oficiais da Aeronáutica, em Brasília. Segundo o presidente eleito, a palavra não é "prensa", mas "convencimento".

"Não tem prensa, né? O que acontece com alguns do meu lado é que não têm a vivência política. Eu, apesar de ter, levo quantas vezes, levo cascudo de vocês? Imagina quem não tem essa experiência? A palavra não é prensa, é convencimento", declarou. Segundo Bolsonaro, nenhum parlamentar em Brasília será movido por "prensa".




Blog do BILL NOTICIAS

Preso no Oeste da Bahia homem que estava foragido há quase 20 anos anos por homicídio praticado em Santa Maria da Boa Vista

   Via:CrlosBritto
Suspeito estava portando um revólver. (Foto: Divulgação)



Um homem de 53 anos, procurado por homicídio, foi preso no final da tarde de ontem (7), em Barreiras, no oeste da Bahia. O suspeito era procurado por um homicídio praticado há quase 20 anos, em Santa Maria da Boa Vista (PE), no Sertão do São Francisco. A prisão aconteceu após levantamento feito pela 7ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) em parceria com a PMBA.
De acordo com a 7ª CIPM, o crime ocorreu no Porto do Barro Alto, às margens do Rio São Francisco, em Santa Maria da Boa Vista, no dia 30/09/1999, quando por volta das 5h um homem, identificado como João de Sá Pereira ancorou seu barco, sendo surpreendido pelo suspeito, juntamente com o irmão do criminoso que hoje já é falecido, onde os dois efetuaram vários disparos de arma de fogo contra a vítima, que morreu no local.
Durante a abordagem ao suspeito, ontem, foi apreendido um revólver calibre .38, municiado. A arma e o preso foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil da cidade de Barreiras, onde ele ficará à disposição da justiça.

Blog do BILL NOTICIAS

BOLSONARO CONFIRMA EXTINÇÃO DO MINISTÉRIO DO TRABALHO


Do Infomoney - O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta quarta-feira (7) que o Ministério do Trabalho será extinto e incorporado a alguma outra pasta.
"O Ministério do Trabalho vai ser incorporado a algum ministério", disse o presidente eleito após almoço com o presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), João Otávio de Noronha. Bolsonaro não deu mais detalhes sobre qual pasta deve incorporar as responsabilidades do atual Ministério do Trabalho.
Bolsonaro ainda falou sobre o número provável de ministérios em seu mandato. "Talvez 17, é um bom número", disse. Vale lembrar que 17 era seu número nas urnas eletrônicas.
Na terça-feira (6), uma reportagem da Folha de S. Paulo informou que a equipe de transição de Bolsonaro estudava o fim do Ministério. Segundo a publicação, uma das alternativas estudadas é associar a área a algum órgão atrelado à Presidência da República.
Com os rumores de mudanças, o Ministério do Trabalhou publicou, ainda na terça-feira, uma nota em que afirma que é a casa dos "anseios da classe trabalhadora e do empresariado moderno" e que é "seguramente capaz de coordenar as forças produtivas no melhor caminho" para o Brasil.
Veja a nota do Ministério do Trabalho, na íntegra, publicada na véspera do anúncio de Bolsonaro:
"O Ministério do Trabalho, criado com o espírito revolucionário de harmonizar as relações entre capital e trabalho em favor do progresso do Brasil, completa 88 anos de existência no próximo dia 26 de novembro e se mantém desde sempre como a casa materna dos maiores anseios da classe trabalhadora e do empresariado moderno, que, unidos, buscam o melhor para todos os brasileiros.
Proteja seu dinheiro das instabilidades: abra uma conta gratuita na XP, a melhor assessoria de investimentos do Brasil
O futuro do trabalho e suas múltiplas e complexas relações precisam de um ambiente institucional adequado para a sua compatibilização produtiva, e o Ministério do Trabalho, que recebeu profundas melhorias nos últimos meses, é seguramente capaz de coordenar as forças produtivas no melhor caminho a ser trilhado pela Nação Brasileira, na efetivação do comando constitucional de buscar o pleno emprego e a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros."
O que o Ministério do Trabalho faz? A pasta informa, em seu site, oito pilares de suas atribuições, são elas:
1 - política e diretrizes para a geração de emprego e renda e de apoio ao trabalhador;
2 - política e diretrizes para a modernização das relações do trabalho;
3 - fiscalização do trabalho, inclusive do trabalho portuário, bem como aplicação das sanções previstas em normas legais ou coletivas;
4 - política salarial;
5 - formação e desenvolvimento profissional;
6 - segurança e saúde no trabalho;
7 - política de imigração laboral; e
8 - cooperativismo e associativismo urbanos.



Blog do BILL NOTICIAS

Em fase de reforma, Biblioteca Cid Carvalho ganhará Arquivo Público e Acervo Nilo Coelho

   Via:Vinicius de Santana


A Biblioteca Municipal de Petrolina está ganhando uma ampla reforma para voltar a atender a população petrolinense. Além de livros para consulta, o espaço batizado de Cid Carvalho voltará às atividades com duas novidades: o Arquivo Público e o Acervo Nilo Coelho.
Entre as modificações na parte física, a prefeitura irá contemplar piso; iluminação adequada para leitura; pintura de todo prédio; conserto da instalação hidrossanitária (água e esgoto) e revisão do telhado que está com goteiras.
“A Biblioteca Municipal Cid Carvalho é um importante equipamento de cultura e educação da nossa cidade. Estamos preparando o prédio para que tenha condições de receber a população com dignidade e conforto. Percebemos que, da maneira que se encontrava o prédio, ele não teria condições de receber o petrolinense”, explica o secretário de Cultura, Turismo e Esportes, Emicio Junior.
A reforma está sendo realizada pela Prefeitura de Petrolina e deve ser concluída em dezembro deste ano, quando voltará a receber a população.
Para não inviabilizar o atendimento ao público, um espaço provisório foi montado no prédio da Diocese de Petrolina, na Rua Antônio Santana Filho, em frente a Catedral, no centro. Os frequentadores podem ter acesso ao acervo de segunda à sexta-feira, das 8h às 21h, aos sábados de 8h às 18h e nos domingos, de 8h às 13h.
Sobre o Arquivo Público e Acervo Nilo Coelho:
O Arquivo Público é um espaço onde ficam armazenados importantes documentos, como a exemplo de jornais antigos, que contam a história do município e são disponibilizados de maneira digital para a população. Já o Acervo Nilo Coelho, contará com peças pessoais, títulos, fotos, livros, quadros e documentos do importante político petrolinense que atuou na política pernambucana entre os anos  de 1947 e 1983. (Ascom)

Blog do BILL NOTICIAS

Eriberto Medeiros assume Governo do Estado


  Por: Redação Folha
Eriberto Medeiros é o atual presidente da Casa
Eriberto Medeiros é o atual presidente da CasaFoto: Arthur Mota/Arquivo Folha


deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Eriberto Medeiros (PP) assume o Governo do Estadodurante o período de ausência do governador Paulo Câmara (PSB) e do seu vice-governador, Raul Henry (MDB) que entram de licença. O socialista tem férias agendadas entre o dia 10 e 20 de novembro e o emedebista entrou de férias, ontem, e segue até o próximo dia 16. 

“A expectativa é a de que possamos desenvolver aquilo que já estiver pré-estabelecido desde a Constituição aos encaminhamentos que estão já no dia a dia do trabalho em relação à Casa e ao Governo do Estado”, comentou o parlamentar, que assume o Governo em um momento em que, nos bastidores, articula-se sobre a próxima presidência da Casa. 

Os mandatos para a mesa diretora da Alepe são bianuais, mas, com o encerramento precoce do mandato anterior - em virtude do falecimento do então presidente, deputado Guilherme Uchoa (PDT), a gestão de Eriberto iniciou no mesmo dia da votação e posse, em 1º de agosto deste ano, e segue até o dia 31 de janeiro de 2019, uma espécie de mandato-tampão. Quando Eriberto foi eleito, o PPtinha a maior bancada da Casa - 14 parlamentares. Agora, o PSB tem mais deputados estaduais eleitos e fortalece o partido na disputa pela indicação de um nome da sigla. No próximo mandato, o PP contará com 10 parlamentares, contra 11 do PSB.



 Blog do BILL NOTICIAS

Polícia pede ajuda da população para prender terceiro suspeito de participação em morte de adolescente em Petrolina

   Via:CarlosBritto
Flaviano Bernardino de Sena, conhecido como "Índio", está foragido. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)


A Polícia Civil (PC) de Petrolina divulgou a foto do terceiro suspeito de participar do brutal assassinato da adolescente Estefany Eduarda Nere de Oliveira, de 13 anos, ocorrido no último dia 15 de outubro no bairro São Gonçalo, zona oeste da cidade.
Flaviano Bernardino de Sena, mais conhecido como ‘Índio’, é tio de Stefany e está foragido. Os outros dois envolvidos no crime – José Henrique Castro dos Santos (casado com uma prima da vítima) e Luiz Antônio Moura, o ‘Pretinho’ – foram presos na quarta-feira (7), como este Blog mostrou.
Quem tiver informações sobre o paradeiro de ‘Índio’, pode entrar em contato com a PC/Delegacia de Homicídios, através do número de WhatsApp: (87) 98877-2241.

Blog do BILL NOTICIAS

Tereza Cristina é anunciada como ministra da Agricultura de Bolsonaro

Pelo Twitter, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) confirmou a primeira mulher em seu futuro governo
   
Foto: Agência Câmara
Foto: Agência Câmara

A deputada Tereza Cristina (DEM/MS) foi anunciada como a futura ministra da Agricultura. Assumirá o cargo no dia 1º de janeiro de 2019. A divulgação foi feita na tarde desta quarta-feira (7) pelo vice-presidente da Frente Parlamentar de Agricultura, Alceu Moreira (MDB/RS), após reunião no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) confirmou a informação pelo Twitter.
Boa noite! Informo a todos a indicação da senhora Tereza Cristina da Costa Dias, Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, ao posto de Ministra da Agricultura.



O grupo de parlamentares ligados ao setor se reuniu com o futuro presidente para sugerir o nome da deputada. Tereza é presidente da frente parlamentar, também conhecida como Bancada do Boi. 
 
Segundo Moreira, depois de "longa e profunda discussão" da frente, Tereza Cristina foi escolhida. "Ela foi consenso da nossa indicação. Feita a sugestão ao senhor presidente eleito. Ele bem de imediato anunciou que ela será a sexta ministra a ser indicada%u201D, afirmou. "A fusão (com o Ministério do Ambiente) não haverá. Teremos o Ministério do Meio Ambiente, mas o detalhe desse processo ficará para a equipe de governo anunciar depois", completou.

Moreira disse que Bolsonaro não disse quem será o novo ministro do Meio Ambiente, mas alertou que a frente parlamentar "homologaria" o nome. "Ele não disse para nós que nós indicaríamos o nome do novo ministro do Meio Ambiente, mas disse que nós homologaríamos esse nome. Foram as palavras dele", afirmou. "Quem homologa não conhece o nome. A homologação vem depois da indicação", acrescentou.  

O governador eleito do Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), também presente no CCBB, defendeu a sugestão da frente. "Sempre respeitei todas as indicações da frente. Ela (Tereza) é um excelente quadro, preparada e competente", afirmou.



Blog do BILL NOTICIAS