domingo, 29 de abril de 2018

DAMOUS SOBRE ATENTADO: GLOBO E LAVA JATO TÊM RESPONSABILIDADE NISSO


O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) responsabilizou discursos promovidos pela Globo, pela Lava Jato e por Jair Bolsonaro para a promoção do ódio contra o PT e a esquerda, que culminou em atos como o da madrugada deste sábado 28, quando tiros foram disparados contra o acampamento em defesa de Lula em Curitiba, deixando duas pessoas feridas.

O deputado lembra ter lido notícia de que os autores do ataque, quem ele chama de "bandidos, fascínoras e terroristas", gritavam "Bolsonaro" no momento em que atiraram. "Eu até acredito que o Bolsonaro não tenha mandado fazer isso, mas ele inspira isso", comenta. "Aliás, isso dá mostra de como vai ser a eleição em 2018 com a presença de Bolsonaro polarizando o processo eleitoral".
"Sem sombra de dúvida, todo o sistema midiático brasileiro, a começar pelas organizações Globo, tem responsabilidade nisso, em episódios passados e em episódios futuros, porque também criaram esse clima de ódio e intolerância que se consolidou no golpe de 2016. E a própria operação Lava Jato, uma operação fora da lei, fascista, e que também incita o ódio, a intolerância, o desrespeito às leis e à Constituição da República", criticou também.
A Lava Jato, para o parlamentar, "se transformou num Estado dentro do Estado, num tribunal à parte. Ou seja, ela se transformou num tribunal de exceção que põe de joelhos até o Supremo Tribunal Federal". "Eu espero que o STF tenha finalmente percebido isso e comece a enquadrar essa turma de foras da lei", afirma.
Damous conta que, em Curitiba, teve "prerrogativas desrespeitadas em duas esferas, na esfera advocatícia e na esfera parlamentar". "Eu sou advogado do presidente Lula, sou constituído nos autos do processo de execução penal", destaca, lembrando ainda que a juíza Carolina Lebbos também impediu que uma comissão de deputados entrasse nas dependências da Superintendência da Polícia Federal.
Sobre a magistrada, ele faz uma previsão: "Ninguém vai se lembrar dela dentro de seis meses, o Lula vai ser lembrado eternamente no Brasil. Ela vai entrar para o lixo da história". "Acho que ela é despreparada tecnicamente e faz parte do grupo de foras da lei da Lava Jato", prossegue na crítica.
Damous se diz otimista sobre o Primeiro de Maio, que para ele será "histórico", se concentrando na "República nazifascista de Curitiba".
"Vai ser importante, pode marcar uma virada nessa conjuntura", acredita.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

CÓLICAS, NÁUSEA, DIARREIA. O QUE ACONTECE NO CORPO FEMININO DURANTE A MENSTRUAÇÃO

  Lé Figaro
 (photo: )

As prostaglandinas, que ajudam o útero a expulsar o sangue menstrual, são responsáveis por dores e distúrbios digestivos durante as menstruações. Tais distúrbios têm o nome técnico de “dismenorreias primárias”. Como enfrentá-las?



Por: Aurélie Franc - Le Figaro Santé

Poucas mulheres desconhecem os espasmos, ou cólicas, sentidos nos primeiros dias das suas regras mensais. Mais da metade das mulheres os experimentaram, segundo um estudo canadense. E, muitas vezes, a essas dores é preciso acrescentar os distúrbios digestivos: vômitos (3%), náuseas (14%), diarreias (28%) e, nos casos mais severos, febre que pode ser alta.
“Tais distúrbios estão ligados às prostaglandinas, hormônios produzidos em grande quantidade no momento da menstruação”, explica o médico Teddy Linet, chefe do serviço de ginecologia obstétrica do Centro Hospitalar Loire Vendée Océan, na França. “As dismenorreias acontecem durante as regras e nada têm a ver com a síndrome pré-menstrual. Esta última surge antes das regras e acarreta um inchaço dos seios  e às vezes do baixo ventre, etc”.
Dores e distúrbios digestivos
Secretados pelo endométrio (a camada superior da mucosa uterina), as prostaglandinas facilitam as contrações – elas são, por sinal, utilizadas para desencadear certos processos de parto. Graças a elas, o corpo expulsa o sangue. Às vezes o útero se contrai demasiadamente rápido, como se fosse um músculo. Tais contrações repetidas e com intervalos muito curtos bloqueiam o fornecimento de oxigênio a essas áreas, e é esta a origem dessas dores. Em algumas mulheres as dores se irradiam até as costas ou as coxas.
Mas as prostaglandinas não se limitam à região do útero. Levadas pelo sangue, elas podem se localizar na área digestiva, acelerando o trabalho do intestino. A consequência disso são os problemas de trânsito intestinal, tais como as diarreias.
Suspeita de endometriose
Tais desarranjos, quando se apresentam com fraca intensidade, são quase sempre benignos. Surgem geralmente desde as primeiras menstruações, e desaparecem passada a adolescência. Mas certas situações devem servir de sinal de alerta: as dores que se intensificam, as que aparecem na idade adulta (dismenorreias secundárias), as que duram muitos dias, as que não são aliviados por medicamentos, ou são acompanhados por outros sintomas (febre não-habitual, corrimentos vaginais, etc). Elas podem nesses casos ter uma causa subjacente, tal como a endometriose ou uma infecção uterina.
“Para tratar as dismenorreias, podemos começar colocando uma bolsa de água quente sobre o ventre. A sensação de calor ajudar a relaxar os músculos, diz Teddy Linet. Esse médico não aconselha o uso de Spasfon, “pouco eficaz”. Em revanche, os anti-inflamatórios não esteroides (desde que não haja contraindicação), tais como o ibuprofeno, vendidos sem necessidade de receita nas farmácias, são mais úteis. A pílula anticoncepcional pode igualmente ser utilizada, na medida em que ela provoca a diminuição do sangue expulso, e atenua as dores. Teddy Linet resume a questão: Finalmente, com a pílula, pedimos ao útero para que trabalhe menos”.
Nota da Redação:
Endometriose, o que é?:
Endometriose é uma condição na qual o endométrio, mucosa que reveste a parede interna do útero, cresce em outras regiões do corpo. Essa formação de tecido ectópico normalmente ocorre na região pélvica, fora do útero, nos ovários, no intestino, no reto, na bexiga e no peritônio, delicada membrana que reveste a pélvis. Entretanto, esse tecido também pode crescer em outras partes do corpo.
A endometriose é um problema comum. Às vezes, ela pode ocorrer em gerações seguidas de uma mesma família. Embora, normalmente, a endometriose seja diagnosticada entre 25 e 35 anos, a doença provavelmente começa já alguns meses após o início da primeira menstruação.
Endometriose x Infertilidade
A endometriose e a infertilidade estão associadas em 50% dos casos, ou seja, 50% das mulheres com endometriose têm infertilidade e 50% do casos de infertilidade feminina podem ter a endometriose como uma das principais causas.
O principal fator de infertilidade causado pela endometriose é o tubário, ou seja, as tubas uterinas ficam danificadas. Isso porque o processo inflamatório crônico da doença leva à formação de aderências do peritônio com outros órgãos pélvicos, o que pode resultar na obstrução das tubas uterinas e na redução da sua mobilidade. Isso dificulta ou até mesmo impede o transporte do óvulo e espermatozoides, e consequentemente a fecundação.
A presença de endometriomas (cistos de endometriose) nos ovários também pode comprometer a fertilidade. Outra hipótese em estudo é que a endometriose cause alterações inflamatórias e imunológicas no útero e endométrio que atrapalham a implantação do embrião.(Saúde247).


Blog do BILL NOTICIAS


FIFA REPREENDE TRUMP APÓS AMEAÇAS A QUEM NÃO VOTASSE PELA COPA DE 2026 NOS EUA

Leah Millis - Reuters

Agência Sputnik - Pegou mal a afirmação de Trump no Twitter de que poderia retirar o apoio nas Nações Unidas a países que votassem contra a proposta americana de sediar a Copa de 2026. O direito de organizar o torneio vem sendo disputado pela proposta conjunta dos EUA, Canadá e México e pela sede única no Marrocos, que conta com o apoio de países europeus.
O tweet do presidente dos EUA foi publicado na última quinta-feira. Na mensagem, Trump parece direcionar uma ameaça velada aos países que decidirem apoiar a candidatura marroquina.
"Os EUA prepararam uma proposta forte com o Canadá e México para a Copa do Mundo de 2026. Seria uma pena se os países que sempre apoiamos fossem fazer lobby contra a proposta dos EUA. Por que devemos apoiar esses países quando eles não nos apoiam (inclusive nas Nações Unidas)?", afirmou.
A declaração pegou mal e valeu uma bronca nas entrelinhas dada pela própria FIFA, que escolhe a sede de 2026 no dia 13 de junho, em Moscou.
"Não podemos comentar declarações específicas relacionadas ao processo de licitação", disse a federação em um comunicado reproduzido pelo periódico britânico The Guardian. "Podemos apenas nos referir aos regulamentos da Fifa para a seleção do local para a competição final da Copa do Mundo FIFA 2026 e, em particular, para as regras de conduta da licitação incorporadas a ela".
As regras de conduta advertem explicitamente contra atividades de governos do país licitante que "possam afetar adversamente a integridade da escolha e criar uma influência indevida no Processo de Licitação". É notório, porém, que o histórico de desrespeito ao regulamento é extenso. Só para citar um exemplo: o Qatar conseguiu o direito de sediar o torneio de 2022 depois que o então presidente francês, Nicolas Sarkozy orientou o então presidente da UEFA, Michel Platini a votar pela candidatura qatariana. Na ocasião, todas as confederações europeias votaram pelo reino.
A candidatura marroquina se recusou a comentar o tweet de Donald Trump, mas é provável que os comentários considerados desrespeitosos feitos pelo presidente devem repercutir na decisão. O Marrocos espera cooptar boa parte dos votos das nações africanas após comentários do presidente dos EUA classificando-as como "países de merda". O país também deve contar com o apoio de países do Oriente Médio, da Rússia e da França.
A seu favor, a candidatura em conjunto dos EUA, Canadá e México conta com a vantagem de possuir infraestrutura quase pronta, além de dividir responsabilidades em um torneio que, pela primeira vez na história, terá 48 seleções participantes.


Blog do BILL NOTICIAS

JUCA KFOURI: NEM A COPA DO MUNDO VAI FAZER COM QUE PAREM DE FALAR DE LULA


 O programa “Ferréz em Construção” recebeu na última quinta-feira 26 o jornalista e escritor Juca Kfouri, que discorreu sobre temas relacionados a esporte, política e sociedade brasileira. Em sua opinião, a País atravessa um período de exceção e a prisão do ex-presidente Lula ilustra as arbitrariedades jurídicas cometidas. “Nem a Copa do Mundo vai fazer com que parem de falar de Lula”, projeta.

Questionado pelo escritor Ferréz sobre as arbitrariedades da prisão, Juca avalia o cárcere do ex-presidente com um projeto parte do golpe de Estado. “Cumpre um ciclo que começa no golpe do impeachment, comandando pelo senhor Eduardo Cunha (PMDB-RJ), culminando com objetivo final, que é impedir Lula de ser candidato em 2018, por isso sua condenação estratégica. Eu acredito que nem mesmo a Copa do Mundo vai fazer com que parem de falar de Lula, pois, apesar do esforço, está difícil tirá-lo da pauta”, ressalta.  
Juca Kifouri considera que há o início de uma consciência coletiva em questionar a legalidade da prisão de Lula. “Veja o Exemplo de Sérgio Cabral, centenas de ternos, relógios e sapatos de grife, pegaram o Lula, o que mostram? Um pedalinho, um triplex naquele estado que foi apresentado. As pessoas começam a cair em si, todo mundo sabe o quanto a justiça brasileira é lenta e o processo de Lula caminhou a jato”, observa. 
Ele dá sequência às criticas ao Judiciário brasileiro. “O processo do ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB-MG) já dura décadas e ele nunca foi preso. Veja o Senador Aécio Neves (PSDB-MG) e Michel Temer (PMDB-SP) soltos”, condena Kfouri.
Futebol não é circo
Juca Kfouri, que agradece ao pai pela herança corintiana, relata como foi seu ingresso na faculdade de Ciências Sociais da USP. “Eu queria provar que futebol não era alienante. Aqui no Brasil dois dos fenômenos nacionais mais arraigados do povo brasileiro, que é o futebol e carnaval, foram tratados durante anos como circo e anestesia. Minha visão é oposta, acredito que o futebol é um agente mobilizador”, afirma.  
Questionado sobre a demonização das torcidas organizadas, ele explica que a violência entre torcedores não difere do que é visto na sociedade. “O Brasil mata 60 mil pessoas por ano. Um País que tem um Supremo Tribunal Federal que nós temos, não podemos imaginar que no futebol seria muito diferente”, avalia.
Ele desconstrói o falso estigma criado contra as torcidas organizadas. “Pesquisam apontam que apenas 7% dos torcedores são violentos, mas o medo real dessas pessoas é o da organização. Por exemplo, a torcida do Corinthians estava recentemente nos estádios denunciando o escândalo de corrupção da merenda escolar envolvendo o deputado Fernando Capez (PSDB-SP)”, aponta.
O legado negativo
O jornalista é categórico ao analisar o processo da realização da Copa do Mundo e Olimpíada no Brasil. “Esse foi um dos equívocos graves dos governos do PT. Tá tudo sucateado, grandes estádios viraram elefantes brancos, até o Maracanã conseguiram sucatear. O legado das arenas é a elitização do futebol, branquearam os estádios, isso é o neoliberalismo atuando no esporte”, critica.
Questionado sobre a conjuntura atual, o jornalista alerta sobre o momento dramático que o País vive. “Com todos os problemas dos governos anteriores, ao menos havia a contenção do capitalismo agressivo no Brasil. Agora fazem uma távola rasa dos direitos que foram duramente conquistados pela sociedade brasileira”, observa.
A Constituição está sendo rasgada 
Na semana passada, viralizou nas redes sociais um vídeo no qual Juca Kfouri se emociona com a fala do jurista Pedro Serrano sobre Lula, durante uma entrevista ao programa apresentado pelo jornalista na TVT, "Entre Vistas".
Ele relembra a fala do jurista, ressaltando a importância da luta em defesa da democracia. “Pedro Serrano disse que a nossa principal preocupação no momento é a defesa da constituição, a sociedade brasileira precisa reagir contra esses ataques. A prisão de Lula é um absurdo, é típico de uma ditadura”, conclui. (247).


Blog do BILL NOTICIAS

LUCIANA SANTOS: TENTAM AFASTAR LULA DAS URNAS, MAS O POVO É SOBERANO


A deputada federal e presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos (PE), considera que, independente das forças golpistas afastarem Lula das urnas este ano, a vontade do povo de votar no ex-presidente é soberana. As declarações foram feitas em entrevista concedida na última terça-feira (17) à TV 247.

Luciana destaca que o golpe de Estado interrompeu um ciclo nacional e popular de desenvolvimento. “Lula é o principal símbolo desse legado, era necessário tirá-lo do páreo, por isso a necessidade da resistência do popular”, avalia.
“O conluio de forças que promoveu o golpe de Estado e agora tenta afastar Lula das urnas não consegue vencer uma eleição sequer através da via democrática e se depara com a soberania popular exigindo Lula como candidato a presidente”, denuncia Luciana.
Nesta semana, completam-se dois anos da votação do impeachment da presidenta Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. Luciana destaca que algumas decisões políticas poderiam ter contornado a situação.
“Em 2015, o PCdoB já alarmava que um golpe estava sedo armado e isso foi ignorado por muitas forças políticas", disse. Algumas alas do PT, disse, foi uma delas. "Nas eleições da Câmara de 2015, o PT poderia ter lançado mão da candidatura de Arlindo Chinaglia (PT-SP), dividindo e dialogando com as candidaturas de centro. O que aconteceu foi o oposto e Eduardo Cunha foi eleito presidente da Câmara’’, relembra.
A deputada destaca que a área econômica do governo Dilma também foi determinante no processo que culminou no impeachment. "O plano Brasil Maior, praticado pelo ex-ministro da Fazenda, Joaquim Levy, foi uma desoneração gigantesca de 50 bilhões. Tinha que ser daquele tamanho? Certamente que não".
A parlamentar salienta a importância da unidade do campo progressista na disputa presidencial. “Eu pressuponho que o PT lançará candidatura própria, mas em algum momento, teremos que fazer algum tipo de concessão. Se todo o campo puder se juntar no segundo turno, seria ótimo”, avalia.
Questionada sobre um eventual diálogo do PCdoB com a candidatura de Ciro Gomes (PDT), Luciana afirma que o partido sempre estará aberto para construções. “Nunca fomos um empecilho no que diz respeito o caminho de projeto de nação”, aponta. 
A deputada destaca o sucesso da pré-candidatura de deputada Manuela d'Ávila à Presidência da República. “Toda a campanha está superando nossas expectativa. Manuela já aparece com 3% das intenções de voto, sem recursos financeiros, mas com muito sapato e saliva da militância. É uma candidatura em ascensão”, conclui. (247).


Blog do BILL NOTICIAS

PRIMA DE CAMPOS: PSB QUER SURFAR NA POPULARIDADE DE LULA NO NORDESTE

Divulgação

Potencial candidata do PT ao governo de Pernambuco, a vereadora do Recife Marília Arraes, prima do ex-governador Eduardo Campos, acredita na vitória contra o PSB se chegar ao segundo turno. 

"Estão tentando constantemente desconstruir a nossa candidatura, pois tem chances reais de ganhar a eleição e terá o apoio de Lula, aconteça o que acontecer. Então o interesse deles é surfar na popularidade de Lula, se aproveitar da influência dele e retirar nossa candidatura que é competitiva. E eles sabem, que a gente indo com eles para segundo turno ganha a eleição", disse Marília nesta segunda-feira (23) durante o debate da Rádio Jornal.
A parlamentar avalia que seria uma desmoralização para o PT formar aliança com PSB. "Não podemos decepcionar a base e a militância, essas pessoas não podem ser decepcionadas. Então vamos conversar e não acredito que o PT vai tomar essa decisão, o que aconteceria era uma desmoralização e enfim, continuamos defendendo posição de candidatura própria. A decisão é em conjunto e coletivamente, mas a posição de Marília é de não subir no palanque do PSB", disse.
As relações entre a vereadora e o PSB ficaram estremecidas em 2014, quando a parlamentar integrava a sigla, mas não teve apoio para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados.
As duas legendas vinham em processo de afastamento no estado e no Brasil desde 2012, quando o PSB, presidido nacionalmente pelo então governador de Pernambuco, Eduardo Campos, lançou candidaturas próprias em cidades onde o PT tinha candidato, como Recife, Fortaleza e Belo Horizonte (ganhou nas três). As postulações eram parte de um projeto de Campos de conseguir o máximo de apoio possível no País para a candidatura presidencial, que seria lançada dois anos depois.
Depois, o PSB votou a favor do impeachment da então presidente Dilma Rousseff, em 2016, e atualmente se mostra contrário ao governo Michel Temer, o mais impopular desde a redemocratização. (247).


Blog do BILL NOTICIAS

SILVIO COSTA: ‘FHC TEM INVEJA DE LULA PORQUE LULA TEM CHEIRO DE POVO’

Zeca Ribeiro:

O deputado federal Silvio Costa (Avante-PE) afirmou que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) tem "ciúme" e "inveja" do também ex-presidente Luiz Inácio Lula Silva "tem cheiro de povo".

"E ele (FHC) tem cheiro dessa elite imbecil de São Paulo, que assaltou o País por 500 anos e que olhava para o Nordeste com nojo", disse o parlamentar.
Mesmo sendo vítima de intensa perseguição judicial, o ex-presidente Lula assegurava a primeira colocação em todas as pesquisas eleitorais, antes de se entregar à Polícia Federal em São Paulo, no dia 7 deste mês.
Outra levantamento, feito pelo Ibope para a Bandnews e divulgado nesta semana, aponta que, mesmo encarcerado, o "cacique" do PT, com 22%, lidera a preferência no estado de São Paulo, maior colégio eleitoral do País. O presidenciável Jair Bolsonaro (PSC) aparece em segundo, com 14% e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) aparece em terceiro, com 12%.
A ex-senadora Marina Silva (Rede) tem 9%, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa (PSB), 8%, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) aparece com 3%. O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) tem 2%.
Com 1% aparecem o dono da Riachuelo Flávio Rocha (PRB), o presidenciável do Psol, Guilherme Boulos, a do PCdoB, Manuela D'Ávila, o do Partido Novo, João Amoedo, Michel Temer (MDB) e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
O Ibope ouviu 1.008 eleitores entre os dias 20 e 23 de abril. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.
A pesquisa foi registrada com no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) sob o protocolo Nº SP-02654/2018, e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo Nº BR-00314/2018. (247).


Blog do BILL NOTICIAS

DELEGADO DENUNCIADO PELO MPCE TENTA O SUICÍDIO


O delegado afastado do 34° Distrito Policial, Romério Moreira de Almeida foi hospitalizado na manhã de hoje. Informações extra-oficiais apontam que ele tentou o suicídio, com dois tiros, um na cabeça e outro no tórax.

Ele foi socorrido pelo SAMU ainda consciente e encaminhado ao hospital Gastroclínica e posteriormente transferido para o IJF, onde está na UTI. O caso vai ser apurado pela Polícia Civil.
O delegado foi alvo da Operação "Renault 34", deflagrada pelo Ministério Público do Ceará, que investigava a atuação de bandidos ligados a facções criminosas no Ceará desde 2017 e o suposto envolvimento de Romério com os bandidos.
Ontem, o juiz da 8ª Vara Criminal de Fortaleza, Henrique Granja, autorizou o cumprimento de mandados de busca de apreensão na casa do delegado e determinou o afastamento dele das funções por 60 dias, por suspeita de corrupção passiva.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

TIJOLAÇO: COM SILÊNCIO CÚMPLICE DA MÍDIA, TIROS QUEREM ACERTAR LULA

Esq.: Stuckert / Dir.: Divulgação-Frente Povo Sem Medo

Por Fernando Brito, do Tijolaço - Os jornais, que pouco espaço deram ao atentado contra os manifestantes pró-Lula, registram a ação da Prefeitura de Curitiba – regida pelo asqueroso sr. Rafael Grecca (aquele que dizia vomitar com cheiro de pobre – para reforçar a manifestação da Polícia Federal para que se transfira Lula de Curitiba para algum outro lugar, preferencialmente ermo e distante. Os tiros disparado contra os manifestantes – os títulos dizem que o atacado foi “o acampamento”, claro, para reduzir o impacto do crime – estão sendo descaradamente usados para “provar” que se deve retirar Lula de um centro urbano para impedir que seu cárcere seja ponto de convergência da indignação com sua prisão.

O acampamento está num terreno privado, sem atrapalhar a via pública, com um acesso que se dá, basicamente, por uma rua que poderia ser controlada por duas simples guarnições policiais. É claro que isso, de cara, tornaria impossível que qualquer atacante estivesse seguro de poder atirar e fugir, porque o som dos disparos bastaria para que as duas pontas da via fossem bloqueadas.
Mas, em lugar disso, a solução seria transferir Lula para algum lugar que impusesse mais dificuldades aos manifestantes a seu favor. Ou que colocasse os pistoleiros que vão da tiros ao abrigo de áreas vazias, escuras e sem as câmaras que registraram o facínora disparando contra pessoas que dormiam em barracas.
A questão que a mídia não investiga é a de quem fez este atentado tinha conhecimento (ou informação) para saber que sairia dali sem ser incomodado.


Blog do BILL NOTICIAS

MARCELO RUBENS PAIVA: ENQUANTO ACAMPAMENTO LEVA TIROS, UM PSICOPATA DEFENDE PORTE DE ARMA

Dir.: em cima (Frente Povo Sem Medo/Divulgação) / Dir.: Fabio Pozzebom - ABR

O escritor e dramaturgo Marcelo Rubens Paiva repercutiu os tiros contra o Acampamento Marisa Letícia, que aconteceu na madrugada deste sábado (28) em Curitiba (PR), ferindo duas pessoas.

"Bala em líderes ambientalistas, em indígenas, na vereadora negra, na comitiva do Lula, no acampamento... Enquanto do outro lado um psicopata defende mandar bala, homenageia torturador e faz lobby de armar a população. Passou do limite", escreveu Paiva no Twitter.
Ao falar em psicopata, o escritor fez referência ao presidenciável do PSL, deputado federal Jair Bolsonaro (RJ), que defende porte de arma e pena de morte e, durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff, em abril de 2016, fez uma homenagem ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, primeiro militar reconhecido pela Justiça brasileira como torturador na ditadura.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

Ataque a tiros contra acampamento pró-Lula em Curitiba deixa dois feridos, diz PT

Partido informa que mais de 20 tiros foram efetuados contra os militantes, que fazem uma vigília em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Blusa com sangue de ferido no acampamento Marisa Letícia  (Reprodução/Facebook/Frente Brasil Popular )
Blusa com sangue de ferido no acampamento Marisa Letícia


Um ataque a tiros contra o acampamento Marisa Letícia, no bairro Santa Cândida, em Curitiba (PR), deixou duas pessoas feridas na madrugada deste sábado (28) segundo informou a direção nacional do PT. No Twitter, a presidente nacional da legenda, senadora Gleisi Hoffmann (PR), informou que Jeferson Lima de Menezes, de São Paulo, foi baleado no pescoço e corre risco de morrer. A Secretaria de Segurança Pública do Paraná confirmou que uma mulher foi ferida no ombro, sem gravidade, por estilhaços de um tiro que atingiu um banheiro químico.

Conforme a Secretaria, os disparos foram feitos por uma pessoa a pé. Peritos da Polícia Cientifica do Paraná, policiais militares e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, estiveram no local e recolheram cápsulas de pistola 9 mm. Foi aberto um inquérito para apurar o caso.

O PT informa que mais de 20 tiros foram efetuados contra os militantes, que fazem uma vigília em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "As pessoas que atacaram esse acampamento passaram várias vezes na frente gritando de forma contrária [ao PT]. A situação de intolerância e violência no País está muito grave, não podemos aceitar isso", disse a senadora em um vídeo publicado na página de Lula no Facebook.

A pré-candidata do PCdoB à Presidência, Manuela D'Ávila, também se manifestou no Twitter sobre o episódio, que chamou de "consequência do ódio semeado nas redes e da total ausência de esclarecimento sobre o episódio similar com a caravana de Lula". Ela também fez críticas a outro pré-candidato, Jair Bolsonaro (PSL), que simulou tiros contra um boneco do ex-presidente, preso e condenado pela Operação Lava Jato.

A Avenida Mascarenha de Morais, no bairro Santa Cândida, foi fechada por manifestantes. Eles atearam fogo em pneus, mas a via já foi liberada.(Por: AE).



Blog do BILL NOTICIAS

GIL REAFIRMA: LULA É PRESO POLÍTICO


Novo apresentador do "Amigos, Sons e Palavras", programa do Canal Brasil onde fará entrevistas com diversas personalidades e também irá cantar e tocar, Gilberto Gil reafirma o posicionamento que fez recentemente a respeito de Lula, de que o ex-presidente é um preso político.
"Lula é um político que foi preso por força de um inquérito, que se tornou um processo e que o levou à condenação. E, ao mesmo tempo, é um preso político por uma série de aspectos propriamente políticos envolvidos nas formas com que os atos foram feitos para encaminhar essa condenação. Lula é um político preso e um preso político", disse em entrevista ao Estadão.
Lembrado pelo jornalista de que ele próprio havia sido um preso político, durante a ditadura, Gil declarou: "Sim, por isso estou falando com conhecimento. Lula está lá por professar as ideias que professa, por ser quem é, por contrariar uma série de propósitos e expectativas assentadas na vida política do País".(247).


Blog do BILL NOTICIAS

Dormentes já tem posto avançado do Detran e a comunidade começa a usufruir dos serviços

Deputado Federal, Fernando Monteiro fala na solenidade de entrega do 
Posto avançado do Detran em Dormentes-PE

A Prefeita Josimara Cavalcanti acompanhada dos visitantes, corta a fita simbólica de inauguração do Posto avançado do Detran em Dorrmentes-PE

Em Dormentes-PE, a Prefeita  Josimara Cavalcanti entregou nessa sexta-feira(27) a população da cidade e região o posto avançado do Detran que já  começou atender aos usuários.
Depois de receber o sinal verde do órgão através do governo do estado, Josimara não perdeu tempo e avançou com os técnicos do Detran-PE nas obras físicas e estruturadoras da unidade.
A direção do Detran depois de tudo  pronto,  autorizou o funcionamento dos trabalhos  em Dormentes.
Nessa sexta-feira(27) em solenidade que contou com a presença dos Deputados Lucas Ramos(Estadual) e Fernando Montero(Federal), além de representantes do Detran-PE, do Prefeito de Afrânio, Rafael de Peron, foi entregue o posto avançado de Dormentes que vai funcionar a contento, atendendo inclusive algumas cidades mais próximas, como Afrânio, Santa Filomena e Santa Cruz da Venerada.
Prefeita Josimara Cavalcanti descerra a placa comemorativa do Posto avançado do Detram-PE ao lado de Corrinha esposa de Geomarco Coelho, dos Deputados Lucas Ramos e Fernando Monteiro.
Em sua fala de agradecimento, Josimara enalteceu o empenho de todos, inclusive dos deputados presentes e colocou o equipamento à  disposição dos moradores da cidade e da região. Aproveitou também para registrar e agradecer ao Governador Paulo Câmara e o Deputado Fernando Monteiro, pelo caminhão Baú que o município foi contemplado.
O Deputado Estadual Lucas Ramos se referiu a grande ação da Prefeita e se colocou a disposição do município para ir  buscar mais outras ações para a cidade.
Já o Deputado Federal Fernando Monteiro, falou da inauguração  do posto avançado do Detran em Dormentes e fez referencias importantes em relação ao trabalho que a Prefeita Josimara Cavalcanti tem desenvolvido no município, que segundo ele,  Josinara está trabalhando e muito em Dormentes,  para deixar a cidade cada vez  mais arrumada.(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

LULA SE DIZ PERPLEXO COM O FATO DE MORO DECIDIR DESACATAR O STF

Lula Marques/Agência PT | Paulo Pinto/Agência PT

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escreveu à senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), sobre a decisão tomada por Sergio Moro de não enviar os casos do sítio de Atibaia (SP) e do Instituto Lula para a Justiça de São Paulo. “Fiquei perplexo ao saber que o Moro e o Ministério Público não vão cumprir a determinação do STF”, escreveu Lula. “Que país é esse em que uma instância inferior desacata a superior, em que um juiz de primeira instância desacata os ministros da suprema corte?”, questionou.

A decisão da segunda turma do Supremo Tribunal Federal indicou que Moro não é o juiz natural para casos ocorridos em São Paulo e sem conexão com a Petrobras – o que ocorre também no caso do próprio triplex.

Leia, abaixo, reportagem da Reuters sobre o atentado fascista em Curitiba contra militantes pró-democracia:
(Reuters) - Um acampamento de apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba foi alvo de tiros e uma pessoa ficou gravemente ferida, segundo informações do PT.
A presidente do partido, senadora Gleisi Hoffmann, disse que foram feitos mais de 20 disparos, sendo que um sindicalista de São Paulo levou um tiro no pescoço e “corre risco de morte”.
A Secretaria de Segurança Pública do Paraná divulgou nota confirmando que, “segundo as primeiras informações, um indivíduo a pé efetuou disparos de arma de fogo contra o acampamento de manifestantes simpatizantes ao ex-presidente Lula” e que “uma pessoa foi ferida e levada para o hospital”.
“Peritos da Polícia Cientifica do Paraná, policiais militares e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, estiveram no local. Foram recolhidas cápsulas de pistola 9 mm. Foi aberto um inquérito para apurar o caso”, afirma a nota da secretaria.
Em nota, o PT informou que, além da pessoa baleada, uma outra ficou ferida atingida por estilhaços.
Gleisi criticou, em vídeo divulgado na internet, o que chamou de grave situação de violência e intolerância no país.
“Nós não podemos aceitar isso. Isso vem num rastro de violência que os movimentos sociais, os movimentos de esquerda têm sido vítimas desde que o golpe do impeachment aconteceu no país”, disse a senadora.
“Essa intolerância vai levar o Brasil a uma situação lamentável... ela é resultado desse processo construído de perseguição contra o presidente Lula, contra o PT, contra os movimentos de esquerda”, acrescentou.
Para Gleisi, a Lava Jato, o juiz Sérgio Moro e a grande mídia “têm respondabilidade objetiva nisso”.
O ex-presidente Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde 7 de abril, cumprindo pena de 12 anos e 1 mês por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP).
O petista, que lidera as pesquisas de intenção voto para a Presidência da República, nega ter cometido qualquer crime ou irregularidade e diz ser alvo de perseguição política para impedi-lo de ser candidato novamente ao Planalto.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

Balas do atentado são de uso restrito do Exército, da PF e de policiais


   (Por: Mario Lopes)


As armas que mataram Marielle e atiraram contra acampamento Marisa Letícia, ferindo duas pessoas, uma delas gravemente, o sindicalista Jeferson Lima de Menezes, são ambas pistolas 9 mm. Como se sabe disso? Porque foram encontrados cartuchos (cápsulas) deste tipo de arma tanto ao redor do carro onde estava Marielle no Rio como do lugar de onde partiram os disparos em Curitiba.
O fato é grave, é gravíssimo.
Pois as pistolas de 9mm são armas de uso restrito no Brasil. Apenas o Exército e a Polícia Federal usam têm autorização para uso destas armas em serviço. Além deles, a partir de agosto de 2017, por decisão do Exército, PMs e policiais civis, entre outros agentes, passaram a ter o direito de adquiri-las para uso pessoal. 
O Comando Exército lançou em 24 de agosto de 2017 quatro portarias (966, 967, 968 e 969) estabelecendo quem pode usar tais armas. Diz o texto do Comando Logístico da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército que divulgou a decisão: “O Comando do Exército Brasileiro assinou, no dia 08 de agosto de 2017, as Portarias 966, 967, 968 e 969, que autorizam a aquisição de até 2 (duas) armas de fogo de porte de uso restrito, no calibre 9mm, na indústria nacional, para uso particular por agentes operacionais da Agência Brasileira de Inteligência, policial rodoviário federal, policial ferroviário federal, policial civil, policial e bombeiro militar dos Estados e do Distrito Federal, agentes das polícias legislativas do Congresso Nacional, da Carreira de Auditoria da Receita Federal e Analistas Tributários diretamente envolvidos no combate e na repressão aos crimes de contrabando e descaminho.”
Em outras palavras: é conhecido e delimitado o universo de pessoas aptas a usarem as armas 9mm. E são todas elas policiais, militares ou agentes de segurança do Estado.
Está claro?
Marielle foi morta há 45 dias. O atentado contra o acampamento ocorreu há um dia, mas já há até vídeos com a imagem do autor dos disparos. 
Mas ninguém foi preso. E as autoridades do golpe e das forças de seguranças recusam-se a investigar e passam o tempo a lançar insinuações e acusações contra as vítimas e as forças de esquerda.
Mas está claro de onde partiram os tiros que mataram Marielle no Rio e atingiram os que estão ao lado de Lula em Curitiba.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

Mais dois assassinatos em Dormentes-PE. População assustada com onda de violência no município


Na noite de sábado dia (28), por volta das 21:30, dois homens foram assassinadas na zona rural de Dormentes, no Sertão do Pernambuco.
De acordo com a PM, o duplo homicídio aconteceu na localidade conhecida como Baixa da Boa Vista, próximo da Vila Nova. No local, foram encontrados dois corpos, identificados como sendo MARCOS AURÉLIO DE SOUZA OLIVEIRA, de 25 anos, e JAMISON GUIMARÃES BARBOZA, de 20 anos. Eles apresentavam várias perfurações de arma de fogo e estavam amarrados. Os corpos foram recolhidos pelo IML e a Polícia investiga o caso.(O Povo com a Noticia).

Blog do BILL NOTICIAS

DESEMBARGADOR AFIRMA QUE DECISÃO DE MORO ‘ATENTA CONTRA O JUDICIÁRIO’

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região Ney Bello afirmou neste sábado (28) que Sérgio Moro 'instou às autoridades públicas' a 'descumprir ordem judicial' ao dar decisão divergente com a proferida pelo juiz convocado da Corte Leão Aparecido Alves e manter a extradição de Raul Schmidt, alvo da Operação Lava Jato preso em Portugal. Aparecido Alves, convocado pelo TRF-1, concedeu habeas corpus (HC) a Schmidt nesta sexta-feira, 27, para barrar a extradição ao Brasil. Pouco tempo depois, no mesmo dia, Moro manteve o processo e criticou Leão nos autos. O Superior Tribunal de Justiça já havia negado liminar em HC a Schmidt para impedir sua extradição.

"O que é intolerável é o desconhecimento dos princípios constitucionais do processo e das normas processuais penais que regem estes conflitos, sob o frágil argumento moral de autoridade, e em desrespeito ao direito objetivo. A instigação ao descumprimento de ordem judicial emitida por um juiz autoriza toda a sociedade a descumprir ordens judiciais de quaisquer instâncias, substituindo a normalidade das decisões judiciais pelo equívoco das pretensões individuais", afirmou Ney Bello, presidente da 3ª Turma do TRF-1, sobre o despacho de Moro. Os relatos foram publicados no blog do Fausto Macedo.
Alvo da Lava Jato, Schmidt é investigado pelo pagamento de propinas aos ex-diretores da Petrobrás Nestor Cerveró, Renato de Souza Duque e Jorge Luiz Zelada, envolvidos no esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa instalado na Petrobrás entre 2004 e 2014. Schmidt estava foragido desde 2015, quando foi para Portugal, pelo benefício da dupla nacionalidade. Detido em março de 2016, ele fez acordo com a Justiça portuguesa para responder o processo de extradição em liberdade. Foi preso no último dia 13, quando o Judiciário português rejeitou seus últimos recursos e determinou sua extradição para o Brasil.
Em sua decisão, Leão Aparecido Alves lembrou que a ordem de execução da extradição do português está suspensa até 2 de maio, por ordem do Tribunal Europeu de Direitos Humanos (TEDH). "No presente caso, a fundamentação fática e jurídica exposta pelo impetrante demanda o exame de questão somente de direito", anotou Leão. "Os fundamentos expostos pelo impetrante são razoáveis. Não há dúvidas de que a condição de português nato impede que o Brasil formule promessa de reciprocidade em se tratando de brasileiro nato."
Moro afirmou que 'questões relativas à extradição estão submetidas a este Juízo e, por conseguinte, em grau de recurso ao Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) e ao Superior Tribunal de Justiça'. "O Tribunal Regional Federal da 1.ª Região, apesar de todo o respeito que lhe cabe, não tem jurisdição sobre o assunto", adverte Moro. "Cogito a possibilidade de que a defesa de Raul Schmidti Fellipe Júnior tenha ocultado fatos relevantes ao relator do habeas corpus no Tribunal Regional Federal a 1.ª Região", disse.
Os advogados Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, e Diogo Malan, que defendem Raul Schmidt, afirmou que "o habeas corpus impetrado pelos signatários em favor de Raul Schmidt se insurge contra ato do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica (DRCI) do Ministério da Justiça, que mesmo após receber prova da cidadania portuguesa originária de Raul Schmidt manteve (falsa) promessa de reciprocidade (ou seja, de extradição de cidadãos brasileiros natos) – expressamente proibida pela Constituição da República (artigo 5º, LI) – a Portugal".
"A questão jurídica examinada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (legalidade da promessa de reciprocidade feita pelo DRCI ao Governo português), portanto, não é de competência da 13ª Vara Federal da Seção Judiciária do Paraná, a qual não tem jurisdição universal", disse.
De acordo com a defesa, "a decisão concessiva de liminar proferida pelo ilustre Relator Leão Aparecido Alves é muito bem fundamentada e juridicamente irrepreensível. Trata-se decisão de Tribunal Regional Federal, portanto hierarquicamente superior à 13ª Vara Federal da Seção Judiciária do Paraná, que não tem competência para revoga-la e muito menos para determinar ao DRCI o seu descumprimento".
"Quem ocultou fatos relevantes (ilegalidade da extradição de Raul Schmidt por impossibilidade de reciprocidade; estado de coisas inconstitucional do sistema carcerário brasileiro etc.) do Governo português e do Tribunal Europeu de Direitos Humanos decerto não foi a Defesa, que se porta com lealdade e respeito ao Poder Judiciário". (247).


Blog do BILL NOTICIAS