sexta-feira, 1 de maio de 2020

Globo interrompe censura e destaca participação de Lula no 1º de Maio



O ato virtual das centrais sindicais por ocasião do 1º de Maio, Dia do Trabalho, obrigou o Jornal Nacional a interromper a censura e destacar os discursos dos ex-presidentes Lula e Dilma.
Durante o evento, que foi transmitido nas redes sociais, o tom das mensagens foi de união para enfrentar a pandemia do coronavírus e de crítica ao governo Jair Bolsonaro. 
O fato é considerado inédito pois a emissora tem ignorado os fatos quando o assunto é Lula. O ex-presidente chegou a cobrar do Jornal Nacional a veiculação de sua absolvição na farsa apresentada pelo ex-PGR Rodrigo Janot contra ele e a ex-presidente Dilma Rousseff. "Lula absolvido. Lula Livre. Cai a farsa do "quadrilhão", que Dallagnol usou de base do Power Point e Moro nas farsas judiciais contra Lula. Vai ter quantos minutos no @jornalnacional ?", cobrou o ex-presidente pelo Twitter
No últimos dias, em meio à crise do governo Bolsonaro, os ex-presidentes continuaram a ser excluídos da edição da Globo, enquanto o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi ouvido em três destas ocasiões e o ex-presidente José Sarney em uma.
Nas redes sociais, o fato repercutiu entre os internautas.

Blog do BILL NOTICIAS

MPF interdita loja da Havan por descumprir quarentena

(Foto: Reprodução)

Uma unidade da loja Havan em Rio Branco foi interditada nesta sexta-feira (1º de Maio) pela Vigilância Sanitária da capital do Acre por descumprimento das medidas de quarentena devido à pandemia do novo coronavírus.
A loja, de propriedade do empresário bolsonarista Luciano Hang, foi fechada por solicitação do MPF (Ministério Público Federal), que recebeu denúncias de que a loja estava quebrando o isolamento determinado pelo governo do estado.
O MPF apurou que a Havan chegou a anunciar em redes sociais que estaria aberta neste feriado e que os consumidores deveriam aproveitar a data para fazer as compras do Dia das Mães.
De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, a Vigilância Sanitária foi ao local com agentes e interditou a loja. Três cartazes com a palavra “interditado” foram fixadas na porta do estabelecimento.
Não é a primeira vez que unidades da Havan desrespeitam a quarentena e estimulam que a população saia para compras em meio à pandemia. A Polícia Militar fechou uma loja em Porto Belo, no Litoral Norte de Santa Catarina, por descumprir do decreto estadual que determinou quarentena no estado. (247)

Blog do BILL NOTICIAS

União por democracia, saúde e ‘fora Bolsonaro’ dominam o 1º de Maio

(Foto: Reprodução/RBA)

Vitor Nuzzi, da RBA - O inédito 1º de Maio virtual, transmitido de forma ininterrupta durante quase seis horas nesta sexta-feira, reuniu adversários políticos, líderes sindicais e artistas, com discursos menos e mais explícitos contra o governo e em defesa do isolamento social durante a pandemia. Houve manifestações pelo impeachment e pela renúncia de Jair Bolsonaro e projeções sobre o cenário brasileiro pós-pandemia. Terminou às 17h15 com vários artistas cantando O Sal da Terra, de Beto Guedes. O verso “Vamos precisar de todo mundo” foi o mote do evento, em dia também dedicado a angariar solidariedade às vítimas diretas e indiretas do coronavírus.
A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) disse que Bolsonaro “avilta a cadeira de presidente da República”, Ciro Gomes (PDT) falou em novo projeto de desenvolvimento (“Que possamos ser capazes de organizar a nossa luta e reconquistar os nossos direitos”) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) – uma participação que causou incômodo – afirmou que é preciso união para defender a democracia e a liberdade. “O grande indutor do desenvolvimento é o investimento público”, acrescentou o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).
Antes do início da transmissão do evento, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já havia se pronunciado falando em solidariedade às vítimas da pandemia e de quem está tentando salvar vidas. “A história nos ensina que grandes tragédias costumam ser parceiras de grandes transformações”, afirmou. A presidenta do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), disse que “nunca ficou tão evidente para a sociedade a importância do trabalho humano, da força humana para a geração de riqueza”. “Não é o mercado que faz a economia girar”, emendou.
Pelos partidos, também participaram a ex-deputada Manuela D’Ávila e a presidenta do PCdoB, Luciana Santos, os presidentes do PDT, Carlos Lupi, e do PV, José Luiz Penna, a ex-candidata Marina Silva (Rede) e os deputados Alessandro Molon (PSB-RJ), Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (SD-SP), e Valdevan Noventa (PSC-SE). A presença de Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, não se confirmou.
Quase no final, a esperada “atração internacional”, o cantor inglês Roger Waters, saudou os trabalhadores nestes “tempos conturbados” e cantou We Shall Overcome (Venceremos, em tradução livre). São os sindicatos, os trabalhadores e as pessoas comuns que vão salvar o mundo, afirmou.
Pouco antes, o ator norte-americano Danny Glover havia dito que o Brasil teve recentemente interrompido um processo de transformação social, iniciado por Lula. E finalizou com o bordão “A luta continua” em português.
Os presidentes da CUT, Sérgio Nobre – o último a falar –, e da Força Sindical, Miguel Torres, defenderam a renúncia do presidente da República. “Bolsonaro não tem condições de governar o Brasil, não tem estatura pra ser presidente do Brasil”, disse Sérgio, para quem ele não renunciará por não ter “grandeza”. “O fora Bolsonaro precisa ser mais de uma palavra de ordem”, afirmou.
“O senhor Bolsonaro é um criador de intensas crises políticas e não tem condições de governar e tirar o país desta crise. O melhor caminho é a renúncia”, disse Miguel, pouco antes. Ele lembrou que as centrais têm procurado as instituições e os representantes dos poderes para discutir soluções “que garantam a saúde, a renda, o emprego e os direitos”, enquanto o presidente, com suas ações, expõe a sociedade ao risco de morte.
Para o presidente da CTB, a pandemia agravou uma crise que já existia e terá impacto severo na economia brasileira e mundial. Ele também criticou Bolsonaro: “Afronta a Constituição, agride o STF e o Congresso Nacional. Nestas condições, a luta em defesa da democracia ganha centralidade”.
Mais comedido, o presidente da UGT, Ricardo Patah, disse que o governo “não consegue dar respostas às necessidades efetivas das pequenas e micros empresas e, principalmente, dos milhões de trabalhadores”. E o presidente da CSB, Antonio Neto, afirmou que o “gabinete do ódio” ataca a “jovem” democracia brasileira.
“Enquanto durar esse governo, continuaremos a sofrer com a doença do desemprego, da desindustrialização e dos juros escorchantes do cartel bancário”, disse Neto. Também pediram o fim do governo o presidente da CGTB, Ubiraci Dantas de Oliveira, o Bira, e o secretário-geral da Intersindical, Edson Carneiro, o Índio. As falas das entidades incluiu ainda os presidentes da Nova Central, José Calixto, e da Pública, José Gozze.
A programação incluiu uma diversidade de artistas, cantores, intérpretes, depoimentos de desempregados, moradores de rua, trabalhadores que convivem com a pandemia e representantes de entidades. Como o Movimentos dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, a Marcha Mundial das Mulheres, a Associação Brasileira de Imprensa e a Ordem dos Advogados do Brasil, além da Organização Internacional do Trabalho. “Hoje, mais do que nunca, precisamos fazer o diálogo social”, afirmou o diretor da OIT no Brasil, Martin Hahn.
Candidato do PT à Presidência em 2018, Fernando Haddad disse que a tarefa agora, é resistir e “recompor o campo progressista, não apenas impedir o que está sendo feito, mas, revigorado, passar à linha ofensiva”. Candidata a vice na chapa, a ex-deputada Manuela lembrou que há tempo se denuncia os impactos negativos da precarização do trabalho. “Este momento deixa clara a necessidade de reconstrução de um Estado de bem-estar social.” Além disso, acrescentou, “temos de sistematicamente denunciar e apurar o conjunto de crimes de Jair Bolsonaro”. Segundo ela, o país precisa “se livrar” do presidente para retomar o desenvolvimento.

Blog do BILL NOTICIAS

POLÍCIA: PF prende estelionatários que tentavam sacar auxílio emergencial

Os homens portavam 108 cartões do programa Bolsa Família de diversas titularidades. Para os beneficiários do programa, as parcelas do auxílio emergencial 
são automáticas
                Por: Agência Brasil
Polícia Federal
Polícia FederalFoto: Divulgação
A Polícia Federal anunciou a prisão em flagrante de uma dupla de estelionatários que tentavam realizar saques indevidos com cartões do Bolsa Família. Segundo a PF, a dupla teria teria retirado com sucesso cerca de R$ 96 mil de contas que receberam parcelas do auxílio emergencial. O crédito é fornecido pelo governo para a população de baixa renda como forma de minimizar danos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus.

Os homens portavam 108 cartões do programa Bolsa Família de diversas titularidades. Para os beneficiários do programa, as parcelas do auxílio emergencial são automáticas, sem necessidade de cadastros adicionais.

O crime aconteceu na cidade de São Luís (MA), na madrugada desta quinta-feira (30), na agência da Caixa Econômica Federal localizada na praça João Lisboa, no centro.



Blog do BILL NOTICIAS

Enfermeiros pedem melhores condições de trabalho e são agredidos por fascistas que apoiam Bolsonaro (vídeo)

(Foto: Reprodução)
Revista Fórum - Enfermeiros com máscaras de proteção e segurando cruzes faziam manifestação em Brasília, nesta sexta-feira (1º), quando foram atacadas por Bolsonarista.
O sujeito atacou as mulheres e gritava: “Não põe o dedo pra mim”. Veja o vídeo abaixo:
Leia mais na Fórum.
O deputado federal Rogério Correia comentou o caso: "em pleno 1º de maio , trabalhadores da saúde agredidos ao reivindicarem melhores condições para combater a pandemia do coronavírus. O fascismo é o horror. O bolsonarismo é o fascismo no Brasil. O Fora Bolsonaro é uma necessidade e não apenas uma palavra de ordem". 

Blog do BILL NOTICIAS

Moro presta depoimento ao STF neste sábado sobre intervenção de Bolsonaro na PF

Sérgio Moro e Jair Bolsonaro
Sérgio Moro e Jair Bolsonaro (Foto: Anderson Riedel/PR | Marcos Corrêa/PR)


O ex-ministro da Justiça Sergio Moro prestará depoimento ao Supremo Tribunal Federal neste sábado (2), em Curitiba, no inquérito que apura as acusações feitas por ele de que Jair Bolsonaro tentou interferir no trabalho da PF.
Segundo a jornalista Bela Megale, do Globo, Moro será ouvido entre o fim da manhã e o início da tarde, na Superintendência da Polícia Federal, por dois delegados do grupo que investiga inquéritos que correm no STF, e procuradores da equipe de Augusto Aras, procurador-geral da República que solicitou a abertura da investigação.
Moro pediu demissão há uma semana depois de Jair Bolsonaro intervir na autonomia da PF ao exonerar Maurício Valeixo do comando do órgão.
Em entrevista à revista Veja, Sérgio Moro voltou a criticar Jair Bolsonaro. O ex-juiz da Lava Jato disse que  não vai admitir ser chamado de mentiroso e que apresentará à Justiça, assim que for instado a fazê-lo, as provas que mostram Jair Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal. (247)

Blog do BILL NOTICIAS

Pela 5ª vez consecutiva, PE é considerado o estado mais transparente durante pandemia

                    Por: Diario de Pernambuco
 (Foto: AFP)
Foto: AFP

O Governo de Pernambuco foi considerado, pela quinta vez consecutiva, como o mais transparente na divulgação de informações sobre o enfrentamento à Covid-19. A informação é de acordo com a nova rodada da pesquisa feita semanalmente pela seccional brasileira da Open Knowledge International (OKBR). A organização não-governamental presente em 66 países, com atuação nas áreas de transparência das gestões e abertura de dados públicos. A OKBR coloca Pernambuco no topo da lista, com 98 pontos, no patamar de “alto nível”.

A gestão estadual afirma que a posição conquistada por Pernambuco “se deve à absoluta transparência quanto aos índices de adoecimento, mortalidade e cura, ocupação de leitos, testagem e investimentos, bem como pela divulgação detalhada de cada ação implementada pelo Governo do Estado no combate à pandemia do novo coronavírus”. O governo, por meio de nota, reforçou que “todos os dias, boletins de saúde são liberados e ficam acessíveis à população no site www.pecontracoronavirus.pe.gov.br”. 

No levantamento, Pernambuco aparece empatado com Rondônia, que cresceu de desempenho, seguidos de Ceará e Espírito Santo. Segundo o Governo do Estado, a pesquisa da OKBR é baseada em uma série de micro dados divulgados pelas gestões estuais sobre os casos da doença. Fernanda Campagnucci, diretora-executiva da OKBR, afirmou que apenas Amapá, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e Rondônia têm cumprido à risca a publicação. "Quanto mais detalhados e fáceis de reutilizar, maior o valor dos dados disponibilizados, e mais recompensados tornam-se os esforços empreendidos para coleta e publicação", acrescentou Camille Moura, coordenadora de Pesquisa da OKBR. A pesquisa pode ser acessada em: https://transparenciacovid19.ok.org.br/





Blog do BILL NOTICIAS

Secretário do Trabalho Alberes Lopes anuncia mais 3.960 vagas em cursos gratuitos na modalidade EaD

               Via: Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação
As inscrições começam no dia 30 de abril e seguem até o dia 07 de maio.

O secretário Estadual do Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq), Alberes Lopes, anunciou, na tarde desta quarta-feira (29), a abertura de mais 3.960 vagas para 14 cursos profissionalizantes, no formato de Educação à Distância (EaD), com até 240 horas-aulas. A intenção é oferecer oportunidades de qualificação aos trabalhadores e jovens, que neste período de isolamento social em decorrência do novo coronavírus, desejam aumentar as suas chances de ingressarem no mercado de trabalho.

As inscrições começam hoje (30) e terminam na próxima quinta-feira (07). Cumprida a carga horária dos cursos, os participantes terão a emissão de certificado.

As 3.000 vagas fazem parte do programa da Seteq, Novos Talentos (EaD), em parceria com a Secretaria de Educação e Esporte de Pernambuco (SEE). A plataforma oferece cursos de aperfeiçoamento, que estão em destaque no Estado, e são eles: Edição e Processamento de Imagens; Informática Básica; Técnicas de Vendas, e Técnicas de Atendimento ao Público. As inscrições acontecem entre os dias 30 de abril e 7 de maio e podem ser feitas através do site: www.seteq.pe.gov.br, clicando no botão em destaque NOVOS TALENTOS EaD, ou pelo site https://ead.seteq.pe.gov.br/.

Já as 960 vagas são para os cursos em Formação Inicial e Continuada na modalidade à distância, uma parceria entre a Seteq, o Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), em conjunto com a Secretaria de Turismo de Pernambuco (SETUR/PE). São eles: Agente de Informações Turísticas, Assistente Administrativo, Assistente de Recursos Humanos, Assistente Financeiro, Auxiliar de Cozinha, Balconista de farmácia, Cuidador de Idoso, Higienista de Serviços de Saúde, Operador de Caixa e Recepcionista. As inscrições, para estes cursos, acontecem entre os dias 1 e 7 de maio, pelo site: http://selecoes.dead.ifpe.edu.br. O resultado está previsto para ser publicado no dia 11 de maio. Para saber mais sobre o processo seletivo, como vagas, cronograma completo, procedimentos da seleção e demais informações, acesse o edital:


“Quando abrimos as vagas anteriormente, as 8 mil vagas, foram preenchidas rapidamente. Ficamos muito felizes pelo sucesso obtido com as primeiras turmas, principalmente em poder contribuir no aperfeiçoamento profissional dessas pessoas. Agora, temos a oportunidade de divulgar mais uma grande parceria conquistada. A modalidade EaD chega num período importante para o trabalhador no momento de isolamento social, e quando toda essa situação passar, as pessoas terão mais oportunidades para atuarem no mercado de trabalho. E esse é o nosso grande objetivo”, ressaltou o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes.

Texto: Patriny Aragão/ Seteq
Arte: Renata Lins/ Seteq

Confira os 14 cursos oferecidos:

Novos Talentos EaD
Edição e processamento de imagens / 60 horas- aulas/ Idade: 18 anos/  750 vagas
Técnicas de Vendas / 80 horas-aulas / Idade: 18 anos / 750 vagas
Informática Básica / 60 horas-aulas / Idade: 18 anos/ 750 vagas
Técnicas de Atendimento ao Público / 80 horas-aulas/ Idade: 18 anos/ 750 vagas


Formação Inicial e Continuada

Higienista de Serviços de Saúde / 240 horas-aulas / Ensino Fundamental Anos Iniciais (1º a 5º) - Completo - Idade: 18 anos/ 80 vagas

Assistente Administrativo / 160 horas-aulas / Ensino Fundamental Anos Finais (6º a 9º) - Completo - Idade: 18 anos/ 80 vagas

Operador de Caixa / 160 horas-aulas/  Ensino Fundamental Anos Finais (6º a 9º) - Completo - Idade: 18 anos/ 120 vagas

Auxiliar de Cozinha / 220 horas-aulas/  Ensino Fundamental Anos Finais(6º a 9º) - Incompleto - Idade: 16 anos/ 120 vagas

Agente de Informações Turísticas / 200 horas-aulas/ Ensino Fundamental Anos Finais  (6º a 9º) - Completo - Idade: 18 anos/ 80 vagas

Assistente Financeiro / 160 horas-aulas / Ensino Fundamental Anos Finais (6º a 9º) - Completo -Idade: 18 anos/ 80 vagas

Assistente de Recursos Humanos / 160 horas-aulas/ Ensino Fundamental Anos Finais (6º a 9º) - Completo - Idade: 18 anos/ 80 vagas

Recepcionista / 160 horas-aulas/ Ensino Fundamental Anos Finais (6º a 9º) - Incompleto - Idade: 18 anos/ 120 vagas

Cuidador de Idoso / 160 horas-aulas/  Ensino Fundamental Anos Finais (6º a 9º) - Completo - Idade: 18 anos/ 120 vagas

Balconista de Farmácia / 240 horas-aulas/ Ensino Fundamental Anos Finais - (6º a 9º) - Completo - Idade: 16 anos/ 80 vagas

Para esclarecer quaisquer dúvidas acessem os e-mails:
Novos Talentos EaD:  ead@seteq.pe.gov.br
Formação Inicial e Continuada: selecao.discentes.fic2020@ead.ifpe.edu.br.



Blog do BILL NOTICIAS

PGR pede ao Itamaraty que recue da decisão de expulsar diplomatas venezuelanos do Brasil

Augusto Aras, Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo
Augusto Aras, Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo (Foto: ABr)

O procurador-geral da República, Augusto Aras, por meio de ofício enviado nesta sexta-feira (1) ao Itamaraty, pede que seja suspensa a decisão de expulsar diplomatas venezuelanos do Brasil.
Na última terça-feira (28), o Ministério de Relações Exteriores do Brasil comunicou que os 34 funcionários diplomáticos venezuelanos devem abandonar suas sedes e regressar à Venezuela no máximo até o dia 2 de maio.
A PGR afirma que a decisão pode contrariar tratados e convenções internacionais por conta da situação dos serviços de saúde na Venezuela em meio à pandemia do coronavírus.
O ofício também ressalta o risco de contágio ao qual os diplomatas estariam submetidos ao viajarem à Venezuela. 
Em comunicado oficial publicado nesta quinta-feira (30), o governo Maduro afirmou que “o pessoal diplomático e consular da Venezuela no Brasil não abandonará suas funções sob subterfúgios fora da lei internacional”. (247)

Blog do BILL NOTICIAS

China está salvando economia brasileira de queda ainda pior em 2020, diz Guedes

(Foto: ABR | Reuters)

(Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira que estimativas iniciais apontavam que a economia brasileira iria encolher 6% como consequência da crise da pandemia no novo coronavírus, mas que, como o país não está sofrendo um choque externo, graças ao aumento das exportações para a China, expectativa agora é de uma retração de cerca de 4% neste ano.
“O Brasil ia cair 6%, sendo 2% o choque externo e 4% por desativação interna, e na verdade esses 2% de externo não estão acontecendo”, afirmou Guedes em audiência virtual da comissão mista da Câmara e do Senado que acompanha a crise do Covid-19, frisando que a estimativa é precária por não se saber a extensão ou profundidade da crise da saúde.
Segundo Guedes, a elevação das exportações para a China, da ordem de 25%, estão compensando a redução de mais de 30% das vendas externas para os Estados Unidos e Argentina, preservando o país de um choque externo.
“Como a China é hoje mais do que a soma de Estados Unidos, Argentina e União Europeia, as exportações brasileiras estão inalteradas. Subiram bastante em agronegócio, caíram um pouco em manufaturados, mas o impacto externo, como eu previa, puramente do ponto de vista de choque externo, não está tendo grandes consequências por enquanto”, disse Guedes.
O ministro disse que a “maldição” de ser uma economia excluída das cadeias de produção globais acabou sendo uma “benção” no cenário atual.

Blog do BILL NOTICIAS

CORONA NA EUROPA: Na Europa, governos pagam para salvar empregos

                      Por: FolhaPress
Há exemplos em países como Espanha, França e Reino Unido. (Foto: Vladimir Zivojinovic / AFP)
Há exemplos em países como Espanha, França e Reino Unido. (Foto: Vladimir Zivojinovic / AFP)

No começo da tarde, eles começam a chegar ao centro de apoio social da comuna de Saint-Josse-ten-Noode, em Bruxelas. Eram 200, há 15 dias; são mais que o dobro duas semanas depois. Todas as terças, 500 pessoas vêm buscar uma cesta de comida montada para durar uma semana. O serviço de emergência foi criado com a ajuda do Banco Alimentar, para atender ao número crescente de moradores cujo emprego ou a renda desapareceram na crise provocada pelo coronavírus. 

A pouco mais de um quilômetro de distância, na Comissão Europeia, o Poder Executivo da UE trabalha nos detalhes finais de um esquema de € 100 bilhões (R$ 600 bilhões) para tentar salvar empregos. O dinheiro financiaria programas nacionais em que o Estado banca uma parte do salário de trabalhadores que tenham ficado sem atividade durante a crise, em troca de que a empresa reduza sua carga horária, mas não o demita. Os programas se provaram necessários: pedidos para segurar 10,1 milhões de vagas foram feitos do começo de março até 26 de abril na Alemanha. Mas não foram suficientes: 373 mil funcionários de empresas alemãs foram dispensados neste mês, elevando para 2,64 milhões o número de desempregados, uma taxa de 5% em abril.

Os dados do departamento de trabalho alemão mostram que a pressão da pandemia sobre o mercado de trabalho está sendo muito maior que a da crise financeira de 2008, quando o esquema foi criado. Em todo o ano de 2009, o governo alemão recebeu pedidos de subsídio para as vagas de 3,3 milhões de trabalhadores, cerca de um terço dos recebidos nos últimos 50 dias. O Instituto de Pesquisa do Emprego alemão prevê que até 1 milhão de empregados percam suas vagas nos próximos meses. Parte deve ser recuperada quando a economia se reanimar, mas a estimativa é que a pandemia retire do mercado até 520 mil postos de trabalho neste ano.

A situação deve ficar ainda mais grave em países que adotaram confinamentos mais rígidos e dependem mais do turismo para sua retomada, como Espanha, Itália, França. Nas cinco maiores economias da Europa (as quatro já citadas mais o Reino Unido), calcula-se que até um quinto da força de trabalho (ou 30 milhões de funcionários) tenha se inscrito nos programas conhecidos como Kurzabeit (nome dado pela Alemanha, pioneira no esquema, e que significa licença de curto prazo).  Os governos nacionais montaram seus próprios fundos enquanto esperam pela ajuda da União Europeia, mas empresas e analistas temem que eles não durem o suficiente para aplacar os danos da crise. No Reino Unido, 185 mil empresas pediram ajuda estatal para segurar 1,3 milhão de vagas no primeiro dia de operação do esquema, na segunda-feira (20). O plano foi previsto até o fim de junho, e empresas aéreas e do setor de turismo acreditam que não haverá receita suficiente para manter suas vagas depois disso. Outro limitador é que o esquema de licença pode ser inviável para pequenas empresas. Nesta semana, o governo britânico anunciou uma linha especial de crédito para esse segmento, com garantia total do Estado.

Na Espanha, o esquema evitou 4 milhões de demissões, segundo o governo, e empresários negociam com uma prorrogação (o prazo inicial era maio) e uma redução das exigências para obter a ajuda. Mas em março foram dispensados 285,6 mil trabalhadores, levando o número de desempregados a 3,31 milhões, de acordo com o instituto nacional de estatística. Os números do serviço de seguridade, responsável pelo pagamento do seguro-desemprego, são ainda mais altos: falam em 800 mil pessoas demitidas em março. Pelos dados do instituto de estatística, a taxa de desemprego na Espanha está em 14,4% no primeiro trimestre deste ano, segundo o instituto nacional de estatística, mas chega a 33% entre os menores de 25 anos.

Na França, são mais de 10 milhões de licenças parciais. O esquema francês, considerado o mais generoso da Europa, está sendo usado por 60% das empresas do país (820 mil companhias).
No setor de construção e no de hotelaria e restaurantes, 9 em cada 10 trabalhadores estão com seus vencimentos a cargo do Estado.




Blog do BILL NOTICIAS

Celso de Mello pede que Moro seja ouvido "pelo meio mais rápido possível"

(Foto: Nelson Jr./SCO/STF)

O ministro do STF Celso de Mello pediu que o ex-ministro Sergio Moro seja ouvido pela Polícia Federal "pelo meio mais rápido possível". 
A declaração consta em ofício assinado por Celso de Mello que autoriza que os procuradores João Paulo Lordelo Guimarães Tavares, Antonio Morimoto e Hebert Reis Mesquita, elencados pela PGR, acompanhem o depoimento de Moro.
O ministro Celso de Mello deu prazo de cinco dias para que a oitiva seja realizada.
No inquérito autorizado pelo STF, o procurador-geral da República, Augusto Aras, irá investigar as denúncias feitas por Moro de crimes supostamente cometidos por Jair Bolsonaro: falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça, corrupção passiva privilegiada, denunciação caluniosa e crime contra a honra. (247)

Blog do BILL NOTICIAS

Dilma no 1º de Maio: "Fora, Bolsonaro. Viva os trabalhadores do Brasil!"

Ex-presidente Dilma Rouseff
Ex-presidente Dilma Rouseff (Foto: Ricardo Stuckert)

Em vídeo, a ex-presidente Dilma Rousseff saudou os trabalhadores brasileiros neste 1º de Maio. Ela afirmou que a luta por dias melhores para todos se intensifica neste momento e pediu: "Fora, Bolsonaro.
"Precisamos de unidade para construir um país que garanta o futuro melhor a nossos filhos e netos, reduzindo as desigualdades seculares e impondo a vida humana como o mais precioso direito de todos", disse.
Sobre Jair Bolsonaro, a ex-presidente falou:  "Se o presidente despreza a vida, e dá de ombros, dizendo “E daí?”, nossa busca determinada por mudanças mostrará a ele que o povo brasileiro vai impor sua vontade e retomar o caminho da justiça social e do desenvolvimento do país. Não nos resta outro caminho agora que não gritar, fortemente e de maneira corajosa: Fora, Bolsonaro. Viva os trabalhadores do Brasil! Viva as forças populares do país!". (347)


Blog do BILL NOTICIAS

CAMADA DE OZÔNIO: Buraco na camada de ozônio do Ártico de tamanho recorde desaparece

Segundo a Copernicus Atmosphere Monitoring Service, da Comissão Europeia, o sumiço não tem a ver com as quarentenas.  (Foto: Copernicus)
Segundo a Copernicus Atmosphere Monitoring Service, da Comissão Europeia, o sumiço não tem a ver com as quarentenas. (Foto: Copernicus)

Um buraco na camada de ozônio de tamanho recorde no hemisfério Norte desapareceu, segundo informações do Copernicus Atmosphere Monitoring Service, da Comissão Europeia. Em seu perfil no Twitter, o órgão explicou aos seguidores que o sumiço não tem nada a ver com as quarentenas impostas para conter a pandemia de coronavírus. "Basicamente, o buraco foi causado por um forte vórtex polar e sumiu porque o vórtex também sumiu", disse.

O aparecimento dos buracos está relacionado a temperaturas muito baixas e à formação de nuvens estratosféricas polares. Com o posterior aparecimento do sol, há reações químicas que provocam o buraco, que havia atingido um tamanho recorde neste ano no Ártico. Fenômeno semelhante e de tamanha magnitude só havia ocorrido na primavera de 2011.

Na Antártida, esses buracos são mais comuns durante a primavera e são causados principalmente por atividades humanas. O buraco na camada de ozônio da Antártida ocorre anualmente pelo menos nos últimos 35 anos. O de 2019 foi um dos menores registrados nesse período. No Ártico, pela maior proximidade com massa de terra e montanhas, o vórtex polar é menos intenso e as temperaturas não tão baixas. No entanto, as temperaturas no começo de 2020 foram tão baixas que foi possível a formação das nuvens estratosféricas polares, o que resultou em uma grande perda de ozônio na região. (DP)



Blog do BILL NOTICIAS

EDUCAÇÃO: IFPE abre inscrições para cursos gratuitos de formação à distância

São oferecidas 960 vagas; inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 7 de maio

                  Por: Folha de Pernambuco
São mais de 900 vagas em cursos à distância oferecidas pelo IFPE
São mais de 900 vagas em cursos à distância oferecidas pelo IFPEFoto: Arquivo/Folha de Pernambuco

O Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) abriu inscrições para Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), e podem ser feitas gratuitamente até a próxima terça-feira (7) neste link, que leva ao edital. O processo foi lançado pela Diretoria de Educação a Distância (DEaD).
Os cursos ofertados, escolhidos por meio de articulação com a Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco (SETEQ/PE) e Secretaria de Turismo de Pernambuco (SETUR/PE), são: Agente de Informações Turísticas, Assistente Administrativo, Assistente de Recursos Humanos, Assistente Financeiro, Auxiliar de Cozinha, Balconista de farmácia, Cuidador de Idoso, Higienista de Serviços de Saúde, Operador de Caixa e Recepcionista.
As 960 vagas serão preenchidas conforme a ordem de inscrição e o resultado preliminar está previsto para ser divulgado no dia 11 de maio. Outras dúvidas podem ser esclarecidas no email: selecao.discentes.fic2020@ead.ifpe.edu.br



Blog do BILL NOTICIAS

SOLIDARIEDADE EM TEMPOS DE PANDEMIA

Erivaldo Oliveira Campanha em prol do nosso amigo Erivaldo Oliveira. Um jovem de apenas 27 anos, e que após dois dias do nascimen...