segunda-feira, 13 de abril de 2020

Vídeo: nova leva de médicos cubanos chega à Itália sob aplausos

Segunda leva de médicos cubanos chegam à Itália (Turim)
Segunda leva de médicos cubanos chegam à Itália (Turim) (Foto: Reprodução)

Expulsos por Jair Bolsonaro do Brasil, onde atuavam no programa Mais Médicos, profissionais cubanos chegaram sob aplausos nesta segunda-feira 13 à cidade de Turim, na Itália, para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus.
É a segunda leva de médicos cubanos a chegar na Itália, desta vez composta por 21 médicos e 16 enfermeiros, além de um coordenador de logística. Em 22 de março, a primeira equipe também chegou sob aplausos dos italianos, como aconteceu hoje.
Leia mais sobre a transferência médicos na nota da embaixada de Cuba. Assista à chegada dos profissionais cubanos a Turim: (247)



Blog do BILL NOTICIAS

Coronavírus: 81% apoiam isolamento e 18% conhecem alguém infectado, aponta pesquisa



247 - Levantamento realizado pela Revista Fórum em parceria com a Offerwise, divulgada nesta segunda-feira, 13, mostra que 81% dos entrevistados se dizem a favor do isolamento social para enfrentar a pandemia do coronavírus. Apenas 13% se dizem contra e 5% não sabem.
Segundo o levantamento, 43% dizem estar cumprindo completamente a quarentena e apenas 15% afirmam não ter alterado a rotina de trabalho no período. Outros 18% disseram trabalhar bem menos do que antes, 16% estavam desempregados e 3% ficaram desempregados durante a pandemia.
A pesquisa, realizada com 956 entrevistas entre 8 e 11 de abril, mostra ainda que 18% dos entrevistados disseram conhecer alguém próximo – amigo ou parente.
Leia mais sobre a pesquisa na Revista Fórum. 

Blog do BILL NOTICIAS

Doze capitais estão em nível de emergência por aumento de casos de coronavírus

                       Por: FolhaPress
 (Foto: AFP)
Foto: AFP

Doze capitais já possuem taxas de incidência de casos do novo coronavírus, padrão que considera o volume de casos pela população, em patamar que indica uma situação de emergência.
O Ministério da Saúde adota essa classificação quando os índices ficam 50% acima da média nacional, hoje de 111 casos para 1 milhão de habitantes, o que indica um alerta devido ao aumento de casos da Covid-19.
Os dados foram informados nesta segunda-feira (13) pelo ministério.
"Dividimos essa incidência em três partes, como um sinal de trânsito. Em vermelho, é um alerta, pare, interrompa", explica o secretário de vigilância em saúde, Wanderson Oliveira, em referência a medidas de distanciamento social e redução de circulação recomendadas nestes casos.
Entre as cidades, a pior situação é de Fortaleza, que registra 573 casos a cada 1 milhão de habitantes. Em seguida, está São Paulo, com 518 casos na mesma proporção, e Manaus, com 482.
Também entram na lista as cidades de Macapá, Florianópolis, Recife, São Luís, Rio de Janeiro, Vitória, Porto Alegre, Brasília e Boa Vista.
"Significa que temos que aumentar a atenção esses lugares", afirma Oliveira.
Nos últimos dias, o aumento acelerado de casos fez o Ministério da Saúde enviar uma carga de 60 respiradores para Fortaleza, Manaus e Macapá.
A escolha das cidades ocorreu com base em dados do volume de casos para a população e também da estrutura disponível na rede de saúde para atendimento, informou a pasta.
Nesta segunda, em novas medidas de reforço, a pasta anunciou o envio de membros da Força Nacional do SUS, composta por profissionais de saúde com experiência para atuar em situações de emergência, a Manaus. A equipe será composta por enfermeiros e sete médicos.
Em outra frente, a ideia é enviar recursos para instalar 350 leitos extras no hospital Delphina Aziz, referência no atendimento de casos do coronavírus na cidade, e adotar medidas para reabrir um hospital privado que estava fechado.
O secretário de vigilância em saúde, Wanderson Oliveira, disse não ser possível afirmar que todas as regiões terão impacto semelhante ao ocorrido em Manaus.
Ele fez um apelo para que gestores locais tentem modelar recomendações de distanciamento social de acordo com a estrutura disponível.
Neste sentido, a pasta trouxe um comparativo de medidas de distanciamento social em quatro capitais com dados de incidência e ocupação de leitos.
Entre os exemplos, está Recife, que tem índice acima de 50% da taxa nacional e 90 a 95% da capacidade instalada. Neste caso, há necessidade de distanciamento social ampliado, quando a recomendação de evitar a circulação vale para toda a população.
Já em Curitiba, onde a incidência ainda não está em nível de emergência, mas de alerta, e 58% dos leitos de UTI estão ocupados, a recomendação é de distanciamento seletivo, focado sobretudo em grupos mais vulneráveis, como idosos e pessoas com doenças crônicas.
Situação diferente, no entanto, é vista em Campo Grande, cidade que, embora esteja abaixo da taxa de incidência nacional, tem a maioria dos leitos da rede pública hoje ocupados. Ou seja, caso haja aumento de casos do novo coronavírus, haveria pouco espaço para atendimento –daí a necessidade de manter medidas de isolamento.
"Campo Grande está com 98% de ocupação e não tem leitos opcionais. Significa que tem leitos muito próximo do limite", disse Oliveira. "Ela necessita de um distanciamento social ampliado por conta desses dados."
"Manaus, Fortaleza, mas não podemos baixar a guarda, tem vários lugares que ainda não conseguiram implementar leitos suplementares", completou.
A região metropolitana de São Luís é outra que gera preocupação. Segundo o secretário-executivo da pasta, João Gabbardo dos Reis, a ocupação de leitos já se aproxima do limite. A ideia é que sejam enviados dez leitos extras.
Até o momento, o novo coronavírus já consumiu ao menos R$ 12 bilhões de recursos do Sistema Único de Saúde no país.
"Isso é o que o Ministério da Saúde já empenhou, transferiu para estados e municípios e recursos que nós estamos fazendo aquisições para transferência para todos os estados", disse o secretário-executivo, em entrevista coletiva.
Gabbardo informou que parte expressiva desse montante se refere aos valores repassados para estados e municípios, em torno de R$ 5 bilhões. O secretário-executivo rebateu críticas a respeito dos critérios usados pelo Ministério da Saúde para dividir os recursos.
Alguns municípios e estados mais atingidos, de acordo com o secretário-executivo, reclamam do fato de que mesmo localidades em estágio inicial do surto ou sem casos confirmados, também recebam os repasses.
"Nossa intenção foi repassar recursos para todos, para que todos, mesmo ainda não tendo casos, possam estar com a sua situação financeira equilibrada e em condições de fazer as aquisições dos insumos necessários", disse. "Quem não tem ainda pacientes confirmados, na semana que vem pode ter, daqui duas semanas vai ter", completou. 


Blog do BILL NOTICIAS

Em Petrolina-PE, Secretaria Municipal de Saúde confirma sexto caso do novo coronavírus. É o segundo do dia

                   Via:Santanavinicius


A Secretaria Municipal de Saúde  e Petrolina,  confirmou nesta tarde tarde(13), mais um caso positivo do novo coronavírus (Covid-19) na cidade, após resultado de exame. É o  sexto caso e trata-se de uma mulher de 30 anos, que teve contato com o segundo caso confirmado também hoje em Petrolina.
A Secretaria tomou as providencias cabíveis, promovendo  o  isolamento domiciliar, sendo monitorada por uma equipe de saúde da rede municipal. As pessoas que tiveram contato com esta mulher também estão em isolamento domiciliar e sendo acompanhadas.
Dos seis casos confirmados da Covid-19 em Petrolina, um já está recuperado. Três pacientes estão internados em hospitais das redes pública e privada, sendo acompanhados e monitorados. Os familiares desses pacientes também são acompanhados pela equipe de saúde da rede municipal. Aguardem novas informações.

Blog do BILL NOTICIAS

Nota divulgada pela ABC alerta contra o uso precipitado da cloroquina

                   Por: Thais Umbelino 

                   Por: Correio Braziliense
 (Foto: Gerard Julien/AFP
)
Foto: Gerard Julien/AFP


A busca pela cura da doença causada pelo novo coronavírus segue sem novidades. Apesar de, ao longo da semana passada, a cloroquina aparecer no centro de discussões como possível tratamento da doença, a eficácia do remédio não está comprovada. Para prestar esclarecimentos sobre o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no combate à Covid-19, a Academia Brasileira de Ciências (ABC) e a Academia Nacional de Medicina (ANM) publicaram nota conjuta nesse domingo (12), com posicionamento sobre o uso da substância.

O texto que começou a circular nas redes sociais é verídico e alerta para "o uso precipitado de um medicamento baseado apenas em resultados preliminares pode trazer consequências graves e irreparáveis". A carta, assinada pelos presidentes das duas entidades, foi divulgada na íntegra no site oficial da ABC.

O texto também menciona que não há comprovação científica de benefício no uso de cloroquina e reforça os relatos de efeitos colaterais potencialmente significativos, restringindo o uso.

"A ABC e a ANM alertam que o uso indiscriminado da CQ e HCQ, no atual momento, não está apoiado em achados científicos robustos e publicados nas melhores revistas cientificas mundiais. Assim, enquanto não estiverem disponíveis os resultados dos estudos clínicos que estão sendo conduzidos em todo o mundo com esses dois medicamentos, testando número adequado de pacientes, de acordo com as melhores práticas cientificas, seus usos no tratamento de pacientes portadores da Covid-19 devem ser restritos a recomendações de especialistas com consentimento do paciente ou de sua família e cuidadoso acompanhamento médico".



Blog do BILL NOTICIAS

Covid-19: Pernambuco soma 1.154 casos e mais de 100 mortes, entre elas a de um bebê de 7 meses

Números foram divulgados no fim da manhã 
desta segunda-feira

                   Por: Portal FolhaPE
 André Longo, Secretário Estadual de Saúde
André Longo, Secretário Estadual de SaúdeFoto: Divulgação.
Pernambuco contabiliza mais de 100 mortes e mais de 1.150 casos do novo coronavírus. Em boletim divulgado no fim da manhã desta segunda-feira (13), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) anunciou que, nas últimas 24 horas, foram registrados 194 casos e mais 17 óbitos - entre eles, o de um bebê de sete meses. Com esses números, o Estado soma atualmente 1.154 infecções confirmadas e 102 mortes por Covid-19.

Do total de 1.154 infecções confirmadas em Pernambuco, 708 estão em isolamento domiciliar e 287 internados, sendo 55 em UTI e 232 em leitos de enfermaria. O boletim aponta 57 pacientes já recuperados da doença.

Residente no Recife, o bebê de 7 meses tinha síndrome de Down, hipertensão pulmonar e cardiopatia congênita, corrigida no último mês de fevereiro. Segundo a SES-PE, a família contou que, no último dia 4, o menino apresentou febre, tosse e cansaço e, no dia seguinte, foi encaminhado ao Imip, no bairro dos Coelhos, onde passou passou por coleta do material biológico. Três dias depois, foi transferido para o Hospital Correia Picanço, onde foi para a UTI. Nesse mesmo dia, o resultado do exame deu positivo para a Covid-19 e, no dia seguinte, o bebê foi entubado. Segundo a secretaria, durante o tratamento, foram utilizados antibióticos, como azitromicina, e hidroxicoloroquina. Porém o bebê teve choque séptico e faleceu nesse Domingo de Páscoa.
As outras vítimas fatais foram sete mulheres e nove homens entre 38 e 92 anos, todas elas com doenças pré-existentes, como diabetes e hipertensão arterial. Essas pessoas faleceram, segundo a SES-PE, entre os 4 e 12 deste mês e moravam em diferentes municípios: Recife, Paudalho, São José da Coroa Grande, Olinda, Paulista, Jaboatão dos Guararapes, Lagoa dos Gatos e Pombos.

Os novos óbitos confirmados foram:
1 - Mulher, 76 anos, residente de São José da Coroa Grande. Óbito em 09.04. Tinha hipertensão e diabetes.

2 - Homem, 69 anos, residente de Paudalho. Óbito em 10.04. Tinha diabetes e
insuficiência periférica.

3 - Homem, 7 meses, residente do Recife. Óbito em 12.04. Tinha síndrome de
Down, cardiopatia congênita e hipertensão pulmonar.

4 - Homem, de 56 anos, residente do Recife. Óbito em 10.04. Tinha hipertensão e diabetes.

5 - Mulher, 85 anos, residente do Recife. Óbito em 11.04. Tinha hipertensão, diabetes e cardiopatia.

6 - Homem, 41 anos, residente de Olinda. Óbito em 12.04. Tinha leucemia.

7 - Homem, 38 anos, residente do Recife. Óbito em 12.04. Era obeso.

8 - Mulher, 59 anos, residente de Paulista. Óbito em 11.04. Tinha diabetes, doença cardiovascular crônica, doença neurológica crônica.

9 - Homem, 86 anos, residente de Jaboatão dos Guararapes. Óbito em 11.04. Tinha asma e doença neurológica crônica (Alzheimer).

10 - Homem, 63 anos, residente de Lagoa dos Gatos. Óbito em 11.04. Tinha diabetes e era tabagista.

11 - Homem, 38 anos, residente do Recife. Óbito em 04.04. Era obeso.

12 - Homem, 73 anos, residente de Pombos. Óbito em 10.04. Tinha doença
cardiovascular crônica, insuficiência renal, hipertensão, epilepsia controlada e
era ex-tabagista.

13 - Homem, 49 anos, residente de Paulista. Óbito em 11.04. Tinha hipertensão e obesidade.

14 - Mulher, 68 anos, residente do Recife. Óbito em 09.04. Tinha diabetes e doença renal crônica.

15 - Mulher, 92 anos, residente do Recife. Óbito em 10.04. Tinha hipertensão.

16 - Mulher, 80 anos, residente do Recife. Tinha 09.04. Tinha hipertensão.

17 - Mulher, 70 anos, residente do Recife. Óbito em 12.04. Tinha diabetes e hipertensão.




Blog do BILL NOTICIAS

Petrolina iniciará testes rápidos para diagnóstico do novo coronavírus

                   Via:Carlos Britto
Foto: Jonas Santos/PMP divulgação

Petrolina será a primeira cidade do Sertão pernambucano a aplicar testes rápidos para diagnóstico do novo coronavírus (Covid-19). O primeiro lote dos 20 mil kits comprados pela gestão municipal chegou nesta segunda-feira (13), na sede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O material é aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e terá importância estratégica para ampliar os diagnósticos e monitoramento da transmissão da doença em Petrolina.
De acordo com a assessoria, a primeira remessa contém 2.500 testes rápidos e começa a ser utilizada nesta semana. A testagem será direcionada para grupos de maior risco de contaminação. Dentro desse perfil estão os profissionais de saúde com algum sintoma da doença, como tosse ou febre, e que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. Esses testes também serão aplicados em pacientes com sintomas leves já identificados pela SMS e outros casos em monitoramento na cidade. Para evitar falsos resultados negativos, o procedimento ainda será realizado a partir do 10° dia de sintomas de cada paciente, já que a precisão do teste aumenta com o decorrer do tempo.
O método de testagem é rápido e prático, similar a um teste de glicemia. O paciente tem o sangue coletado com uma picada no dedo. Após 10 minutos, o resultado já fica pronto. Caso o teste indique positivo, o paciente será imediatamente orientado para isolamento e acompanhamento médico. Esse mesmo diagnóstico será encaminhado para uma contraprova na Secretaria Estadual de Saúde.
A expectativa é de que novos lotes de testes cheguem a Petrolina ainda este mês. As entregas sofreram atraso por conta da intensa procura pelos kits em todo o mundo. “A testagem vem sendo feita exclusivamente pelo Governo do Estado, porém, numa quantidade muito pequena, priorizando os casos graves porque existem poucos kits disponíveis. Diante dessa situação, optamos por fazer um grande investimento na compra desses kits importados. Primeiro, vamos testar os profissionais da saúde, os pacientes suspeitos e em monitoramento. À medida que novos kits chegarem, nossa ideia é massificar os testes em Petrolina para termos um cenário mais próximo da realidade e, assim, podermos orientar a população com mais precisão“, explica o prefeito Miguel Coelho.
Boletim
No boletim atualizado nesta segunda-feira, a SMS confirmou os seis casos com resultados positivos para Covid-19, sendo um dos pacientes já recuperado. Três casos são investigados e outros 17 foram descartados. Nenhuma morte foi registrada. Quanto aos dados relacionados à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), o boletim aponta que três casos são investigados e 28 foram descartados. Confirmados somam nove casos, além de um óbito. A pasta continua monitorando todos os casos suspeitos e confirmados dessas doenças.

Blog do BILL NOTICIAS

Número de casos confirmados de coronavírus excede 2 milhões no mundo

Pacientes curados por coronavírus foram infectados pela segunda vez
Pacientes curados por coronavírus foram infectados pela segunda vez (Foto: Reuters)

Sputnik - O número de casos do novo coronavírus no mundo excedeu os dois milhões de casos confirmados até o momento, informou o levantamento diário da Universidade Johns Hopkins, localizada na cidade de Baltimore, no estado americano de Maryland.
Na noite desta segunda-feira (13), o número de casos confirmados da COVID-19 em todo o planeta aumentou para 2.019.320, de acordo com o Centro de Recursos Coronavírus da universidade norte-americana.
O levantamento inclui ainda um total de 119.483 mortes e 448.655 pessoas recuperadas.
No momento, os países mais afetados pela pandemia são Estados Unidos, Espanha, Itália, França e Alemanha, indica o centro universitário.
Desde 11 de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica a COVID-19, detectada na cidade chinesa de Wuhan, capital da província de Hubei, como uma pandemia no final de 2019.

Blog do BILL NOTICIAS

Caixa paga auxílio emergencial para informais do CadÚnico e inscritos por aplicativo

O novo lote do auxílio começará a ser pago 
nesta terça-feira (14)
                Por: Folhapress
Caixa Econômica Federal
Caixa Econômica FederalFoto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O governo começará a pagar nesta terça (14) um novo lote do auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores que ficaram sem renda devido à quarentena de combate à pandemia do novo coronavírus. Além dessa, serão pagas mais duas parcelas do benefício. Entram neste lote pessoas que estavam no CadÚnico (Cadastro Único) e não tinham conta nos bancos públicos, como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

Para esses trabalhadores, o pagamento ocorrerá em contas digitais abertas na Caixa. O valor poderá ser transferido sem custo para contas de quaisquer bancos indicadas pelos beneficiários. A partir desta terça (14), também ocorrerão os pagamentos para aqueles que se cadastraram pelo aplicativo Auxílio Emergencial da Caixa ou pelo site auxilio.caixa.gov.br e que foram considerados elegíveis ao benefício. Para esse grupo de beneficiários, o depósito também poderá ser realizado nas contas em bancos privados das quais eles são titulares e que foram indicadas na ocasião da solicitação pelo aplicativo ou pelo site.

Nesta segunda (13), o governo dá início ao pagamento para mães responsáveis pelo sustento da família, que, neste caso, receberão o auxílio emergencial em parcelas de R$ 1.200. Para ser contemplada, é preciso se encaixar nos critérios definidos na lei que criou o auxílio emergencial do coronavírus. Inicialmente, a previsão era pagar essas beneficiárias também a partir de terça, mas a Caixa informou que, entre segunda e terça-feira, será feito o pagamento para as mulheres do CadÚnico que têm poupança na Caixa e conta no Banco do Brasil.

Pode haver direito a um auxílio de R$ 1.800 (o equivalente a três cotas), se a família for composta por mulher sem cônjuge ou companheiro, com pelo menos uma pessoa menor de 18 anos e com a existência de componente na família que atenda aos critérios de elegibilidade do benefício. O primeiro lote de pagamentos do auxílio emergencial, liberado no dia 9 de abril, incluiu apenas participantes do CadÚnico com conta na Caixa e no Banco do Brasil. Quem é do CadÚnico e quer verificar se teve o crédito liberado ou não pode ligar para o telefone 111.

O processamento dos dados pelo governo também precisa ter sido concluído para o pagamento ser liberado. É necessário um prazo de três dias úteis após a validação dos dados pelo governo federal. Para saber quando ocorreu a validação dos dados, o trabalhador deve acompanhar o aplicativo em que se cadastrou.

Para os trabalhadores que fazem parte do cadastro do governo, a Dataprev faz a avaliação automática para verificar se há direito ou não ao auxílio emergencial, sem a necessidade de fazer um novo cadastro. Por isso, quando o CPF é fornecido no site ou no aplicativo, o sistema informa se a pessoa faz parte do CadÚnico. Para os trabalhadores do CadÚnico que não têm conta poupança na Caixa ou não são clientes do Banco do Brasil, vai ser aberta uma conta poupança digital. O trabalhador terá, então, que instalar o aplicativo Caixa Tem para movimentar os recursos.

Segundo a Caixa, quem tiver a conta digital poderá pagar boletos, contas de água, luz e telefone, além de fazer transferências entre contas de outros bancos, inclusive para uma conta em nome de outra pessoa. Serão permitidas três transferências para outros bancos de graça por mês, durante três meses.





Blog do BILL NOTICIAS

Receita explica como pedir regularização de CPF por e-mail

Entre as orientações está a de que o cidadão acesse novamente o aplicativo da Caixa, em diferentes períodos do dia, buscando seu cadastramento

              Por: Agência Brasil
Receita Federal
Receita FederalFoto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O e-mail corporativo começou a funcionar no dia 19 de março para evitar que os contribuintes saíssem de casa durante a pandemia da Covid-19. A procura pelo serviço aumentou nos últimos dias por conta do cadastro para o Auxílio Emergencial oferecido pelo governo federal em decorrência da crise causada pela situação de emergência.

Um dos requisitos para o recebimento do benefício é a regularidade cadastral no CPF. Após a regularização na Receita Federal, o usuário deve aguardar a atualização do CPF na base de dados do aplicativo da Caixa Econômica Federal.

Orientações
Para o contribuinte que ainda estiver com problemas relativos ao CPF no cadastro do Auxílio Emergencial, a Receita Federal orienta que, preliminarmente, o cidadão acesse novamente o aplicativo da Caixa, em diferentes períodos do dia, buscando seu cadastramento, pois a habilitação pode não ser possível na primeira tentativa.

Persistindo a impossibilidade na habilitação por pendência no CPF no aplicativo da Caixa, verifique se o seu CPF encontra-se na situação "Regular" por meio da consulta no site da Receita Federal na Internet.

Se o CPF estiver regular, qualquer restrição apresentada pelo aplicativo Caixa - Auxílio Emergencial não deve estar relacionada a uma pendência com a Receita Federal.

A Receita diz ainda que é importante que o cidadão verifique, no ato do preenchimento do aplicativo Caixa - Auxílio Emergencial, se o seu nome, o de sua mãe e sua data de nascimento coincidem com os dados constantes na base da Receita Federal.

Caso o cidadão confirme que tenha a necessidade de regularizar dados do CPF, isso poderá ser feito gratuitamente pelo site da Receita Federal na Internet pelas seguintes opções:

- preferencialmente pelo formulário eletrônico "Alteração de Dados Cadastrais no CPF";

- Pelo chat RFB.

Para os casos em que não for possível regularizar pelo site, o atendimento poderá ser efetuado via e-mail corporativo da Receita Federal ou presencialmente em uma das unidades da Receita.

No caso do e-mail corporativo, o cidadão deve enviar a mensagem com o pedido de regularização com documentos anexados (a lista está no site da Receita).

Jurisdição por estado e respectivos e-mails corporativos:


1ª Região Fiscal (DF, GO, MT, MS e TO) - atendimentorfb.01@rfb.gov.br

2ª Região Fiscal (AC, AM, AP, PA, RO e RR) - atendimentorfb.02@rfb.gov.br

3ª Região Fiscal (CE, MA e PI) - atendimentorfb.03@rfb.gov.br

4ª Região Fiscal (AL, PB, PE e RN) - atendimentorfb.04@rfb.gov.br

5ª Região Fiscal (BA e SE) - atendimentorfb.05@rfb.gov.br

6ª Região Fiscal (MG) - atendimentorfb.06@rfb.gov.br

7ª Região Fiscal (ES e RJ) - atendimentorfb.07@rfb.gov.br

8ª Região Fiscal (SP) - atendimentorfb.08@rfb.gov.br

9ª Região Fiscal (PR e SC) - atendimentorfb.09@rfb.gov.br

10ª Região Fiscal (RS) - atendimentorfb.10@rfb.gov.br




Blog do BILL NOTICIAS

PANDEMIA OMS diz que vacina é necessária para romper propagação do coronavírus

                 Por: AFP/Por: Diario de Pernambuco
 (Foto: Ludovic Marin/AFP)
Foto: Ludovic Marin/AFP


A Organização Mundial de Saúde (OMS) estimou nesta segunda-feira (13) que é necessária uma vacina "segura e eficaz" para interromper totalmente a propagação do novo coronavírus. Quase 2 milhões de pessoas foram infectadas e mais de 110 mil perderam a vida em decorrência da doença.  

"A era da globalização significa que o risco de que se reintroduza e ressurja a Covid-19 pode continuar. Ao final, a produção e a distribuição de uma vacina segura e eficaz serão necessárias para interromper totalmente a propagação", ressaltou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A pandemia deverá atingir a marca de 2 milhões de casos confirmados no mundo entre esta segunda (13) e, mais provavelmente, terça (14), se mantida a velocidade de crescimento dos últimos dias.

Até as 7h de hoje, 1,854 milhão de pessoas no mundo haviam sido infectadas com o vírus, de acordo com os dados compilados pela universidade americana Johns Hopkins. Em média, nos últimos cinco dias, foram confirmados 85.000 novos casos de covid-19 a cada dia.

O crescimento do número de mortes segue o mesmo padrão. Demorou cerca de três meses para o mundo chegar a 50.000 mortes por Covid-19, e apenas 10 dias para esse número dobrar. Ja são 114.000 mortes confirmadas no mundo.




Blog do BILL NOTICIAS

SOLIDARIEDADE EM TEMPOS DE PANDEMIA

Erivaldo Oliveira Campanha em prol do nosso amigo Erivaldo Oliveira. Um jovem de apenas 27 anos, e que após dois dias do nascimen...