segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Lula abre roteiro de viagens pelo Nordeste e irá celebrar liberdade no Recife

O ex-presidente participará do Festival Lula Livre, no próximo domingo, na capital pernambucana, abrindo um roteiro de viagens pelo Brasil para celebrar junto ao povo sua libertação depois de 580 dias em Curitiba
Ex-presidente Lula é levado nos braços do povo em São Bernardo
Ex-presidente Lula é levado nos braços do povo em São Bernardo (Foto: Ricardo Stuckert)


"A direção do PT prepara a primeira viagem de Lula para o Nordeste. Será no próximo dia 17, para Recife, onde o ex-presidente deve participar do Festival Lula Livre. O show com artistas como Odair José e Marcelo Jeneci já estava programado antes de o petista deixar a prisão", informa a coluna Painel.
"A expectativa, agora, é a de que o evento seja transformado em um ato de comemoração pela liberdade do ex-presidente e que ele aproveite o palco para agradecer e falar ao povo nordestino", diz ainda a jornalista Daniela Lima. No sábado, Lula bateu duro no governo Bolsonaro. Saiba mais:
SÃO BERNARDO DO CAMPO/SÃO PAULO (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez neste sábado um discurso muito mais duro do que na véspera e com vários ataques ao presidente Jair Bolsonaro, afirmando, entre outros pontos, que Bolsonaro precisa governar para os 210 milhões de brasileiros e não apenas para os “milicianos do Rio de Janeiro”.
Em ato em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, seu berço político, Lula também fez um apelo para que os militantes de esquerda compareçam às ruas para lutar contra o que chamou de destruição do país e afirmou que é preciso seguir o exemplo do que está acontecendo no Chile, onde têm ocorrido manifestações, muitas vezes violentas e também duramente reprimidas pelas forças de segurança, contra políticas do governo.
“Veja, esse cidadão foi eleito. Democraticamente nós aceitamos o resultado da eleição”, disse Lula a uma plateia de apoiadores e aliados em São Bernardo do Campo. “Mas ele foi eleito para governar para o povo brasileiro e não para governar para os milicianos do Rio de Janeiro”, disparou.
O petista então fez menção às investigações do assassinato da vereadora no Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL) e lembrou o caso em que o porteiro de um condomínio, em que Bolsonaro e um acusado de matar Marielle têm casa, disse que o outro acusado do crime entrou no local autorizado pelo “seu Jair” —Bolsonaro no dia dessa suposta autorização estava em Brasília.
Lula também afirmou em sua fala que Bolsonaro “deve” sua eleição ao ministro da Justiça, Serio Moro, que o condenou como juiz, e àqueles que também atuaram no processo do tríplex do Guarujá (SP), no qual já foi condenado em três instâncias e pelo qual ficou preso por 580 dias, até a sexta-feira, na sede da Polícia Federal em Curitiba.
“Ele (Bolsonaro) deve (a eleição) ao Moro, ele deve aos juizes que me julgaram e ele deve à campanha de fake news que fizeram contra o companheiro Haddad e contra a esquerda neste país”, disse em referência ao candidato derrotado do PT na eleição do ano passado, Fernando Haddad, que estava ao seu lado no carro de som de onde discursou.
O petista aproveitou ainda para fazer, mais uma vez, duros ataques a Moro, a quem chamou de “canalha” e “mentiroso”, e ao coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, a quem acusou de ter formado uma “quadrilha” para “roubar” dinheiro da Petrobras.
Lula também centrou artilharia na política econômica da gestão Bolsonaro e no ministro da Economia, Paulo Guedes, a quem classificou de “destruidor de empregos” e “destruidor de empresas públicas”. Afirmou ainda que o presidente da República, que é capitão do Exército na reserva, nunca trabalhou e se alistou no serviço militar justamente para não ter de trabalhar e para se aposentar cedo.
“Ele arrumou um jeito de não trabalhar, foi fazer o serviço militar... esse cidadão, que nunca trabalhou, esse cidadão que diz que não é político... nunca fez um discurso que prestasse, ele só fazia ofender as mulheres, ofender os negros, ofender os LGBTs”, disse.
“Esse país é de 210 milhões de habitantes e a gente não pode permitir que os milicianos acabem com esse país que nós construímos.”
Já no final de seu discurso, Lula fez um apelo para que a militância de esquerda vá às ruas lutar contra as políticas da gestão Bolsonaro, citando o caso chileno como exemplo a ser seguido.
“Eu estou disposto a andar esse país... Estamos vendo o que está acontecendo no Chile. O Chile é o modelo de país que o Guedes quer”, disse.
“Se a gente souber trabalhar direitinho, em 2022 a chamada esquerda que o Bolsonaro tanto tem medo vai derrotar a utradireita... A gente tem que seguir o exemplo do povo do Chile, do povo da Bolívia, e resistir”, acrescentou, afirmando que o presidente boliviano, Evo Morales, tem enfrentado a rejeição em aceitar o resultado da eleição que o reelegeu, pela direita na Bolívia, outro país latino-americano palco de protestos.
Durante seu discurso, o ex-presidente disse que ainda fará um “pronunciamento à nação” nos próximos dias.

BOLSONARO SE REÚNE COM MILITARES

Depois de ter mantido silêncio sobre a soltura de Lula —beneficiado por mudança de entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prisão após condenação em segunda instância, mas que segue inelegível pela Lei da Ficha Limpa e é réu em vários outros processos—, Bolsonaro usou sua conta no Twitter na manhã deste sábado para, sem citar o petista nominalmente, chamá-lo de canalha.
“Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros. Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa, se torna num bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos. Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”, escreveu.
Mais tarde, em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília, Bolsonaro referiu-se a Lula como “presidiário” e disse que não contemporizaria com o petista.
“A grande maioria do povo brasileiro é honesto e trabalhador, e nós não vamos dar espaço nem contemporizar com presidiário. Ele está solto, mas continua com todos os crimes dele nas costas”, disse.
O Palácio do Planalto informou que não iria comentar o discurso de Lula.
Poucas horas antes de Lula discursar, Bolsonaro teve um encontro neste sábado com ministros de seu governo que são generais da reserva —Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Fernando Azevedo e Silva (Defesa), e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo)— e os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, segundo agenda divulgada pela Secretaria de Imprensa da Presidência.
Em suas redes sociais, publicou ainda um vídeo em que participa de um almoço em homenagem ao aniversário do ex-comandante do Exército general Eduardo Villas Boas.
Em sua conta no Twitter, Moro disse, também sem citar Lula nominalmente, que não responderia aos ataques feitos pelo petista.
“Aos que me pedem respostas a ofensas, esclareço: não respondo a criminosos, presos ou soltos. Algumas pessoas só merecem ser ignoradas”, disse.
Como o Planalto, a força-tarefa da Lava Jato disse que não iria comentar o discurso do ex-presidente.(247)


Blog do BILL NOTICIAS

Lula vai liderar entendimentos por alianças na esquerda

O ex-presidente Lula já estát em plena ação política depois que deixou a prisão em Curitiba no último sábado (8). Ele vai tomar a frente dos entendimentos com outros partidos de esquerda visando fechar coalizões eleitorais para as municipais de 2020


Fora da prisão, Lula começará a organizar a participação do PT  nas eleições municipais. Os petistas vão reforçar a necessidade de fazer concessões na cabeça das chapas por uma frente ampla de esquerda, informa a coluna do Estadão. 
Na prática, Lula coordenará o esforço de unidade, depois de voltar a conversar com todas as alas do partido. Em um primeiro momento, o plano é ter candidatos nas principais cidades para preencher os espaços na TV e em discursos com a imagem do ex-presidente.
O ex-presidente está disposto a apoiar o PCdoB em Porto Alegre, onde os comunistas lançam a candidatura de Manuela D'Ávila. Em Belo Horizonte, o PT pode apoiar Áurea Carolina (PSOL). 
É possível também o apoio do PT a Marcelo Freixo (PSOL), no Rio de Janeiro. (247)


Blog do BILL NOTICIAS

Evo Morales denuncia tentativa de prisão ilegal e invasão de sua casa


Evo Morales
Evo Morales (Foto: Reuters)

Horas depois de renunciar à presidência da Bolívia, Evo Morales, que foi eleito para o quarto mandato, denunciou na noite deste domingo 10 ser alvo de um "mandado de prisão ilegal" e disse que sua casa foi invadida por grupos violentos.
"Eu denuncio ao mundo e ao povo boliviano que um policial anunciou publicamente que ele foi instruído a executar um mandado de prisão ilegal contra mim; da mesma forma, grupos violentos assaltaram minha casa. O golpe destrói o estado de direito", postou Evo Morales no Twitter às 22h30.
Em um claro golpe, as Forças Armadas do país forçaram Evo a deixar o cargo e perseguem o político, que deixou a sede do governo, em La Paz, e está foragido em El Chapare. Há milhões de bolivianos nas ruas. As principais televisões do país foram tomadas.
O chanceler mexicano, Marcelo Ebrard, ofereceu asilo no país ao líder boliviano. De acordo com o ministro, 20 membros do executivo e legislativo boliviano já foram recebidos na embaixada mexicana em La Paz. 




Blog do BILL NOTICIAS

Lula condena o golpe de estado contra Evo Morales na Bolívia

"É lamentável que a América Latina tenha uma elite econômica que não saiba conviver com a democracia e com a inclusão social dos mais pobres", diz o ex-presidente
Lula no Sindicato do Metalúrgicos do ABC


O ex-presidente Lula, que foi libertado na última sexta-feira depois de 580 dias como preso político, lamentou o golpe de estado que provocou a renúncia de Evo Morales, presidente da Bolívia, neste domingo. Confira seu post: (247)





Blog do BILL NOTICIAS

POLÍCIA - Adolescente venezuelano é morto a tiros em Igarassu

Dois adultos que estavam com o jovem ficaram feridos. Polícia investiga o caso.
  Por: Portal FolhaPE
Rua Rui Barbosa Albuquerque, em Igarassu, onde ocorreu o crime
Rua Rui Barbosa Albuquerque, em Igarassu, onde ocorreu o crimeFoto: Reprodução/Google Street View

Um adolescente venezuelano de 15 anos foi morto a tiros na tarde desse domingo (10), no Centro de Igarassu, Região Metropolitana do Recife. De acordo com informações preliminares da Polícia Civil de Pernambuco, um homem não identificado teria chegado no local procurando por um outro e, como não achou, efetuou diversos disparos de arma de fogo em várias direções.

Um dos tiros então atingiu o jovem, que morreu no local. Além da morte do adolescente, outros dois venezuelanos, de 25 e 32 anos, ficaram feridos e foram socorridos. O crime ocorreu por volta das 12h30, na rua Rui Barbosa Albuquerque. 

Poucas horas após o crime, durante a noite, a polícia prendeu Jonnas Jefferson de Menezes Lima, de 25 anos. Segundo a corporação, ele teria dirigido o carro usado no homicídio e deu fuga ao autor do crime. O suspeito será encaminhado à audiência de custódia nesta segunda-feira (11), onde ficará à disposição do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

O caso foi registrado pela Força-Tarefa de Homicídios da Região Metropolitana Norte. A polícia instaurou inquérito para apurar o crime, sob a responsabilidade do delegado Sylvio Romero. O corpo do adolescente foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) do Recife.



Blog do BILL NOTICIAS

RESERVAS - Irã anuncia descoberta de grande campo de petróleo

  Por: Agência Brasil
 (Televisão Nacional Iraniana)
Televisão Nacional Iraniana


O presidente do Irã, Hassan Rouhani, anunciou a descoberta de um grande campo de petróleo que poderá ampliar as reservas conhecidas do país em cerca de 30%.

Rouhani disse, nesse domingo (10), que engenheiros iranianos descobriram um grande campo com 53 bilhões de barris de petróleo. Acrescentou que o campo de petróleo na província sudoeste do país, Khuzestan, cobre uma área de 2.400 quilômetros quadrados.

A BP, gigante britânico do setor de petróleo, declarou que até o fim de 2018 o Irã ocupava o quarto lugar no mundo em reservas de petróleo, com total estimado de 155,6 bilhões de barris.

Se a dimensão na nova reserva de petróleo vier a ser comprovada, o volume elevaria a posição do país para logo depois da Venezuela e Arábia Saudita.

O anúncio surgiu no momento em que o Irã luta para vender seu petróleo no exterior, em meio às sanções impostas pelos Estados Unidos.

O país, aparentemente, está fazendo um apelo à comunidade internacional no sentido de reconfirmar sua importância como fornecedor de petróleo, numa tentativa de disseminar ressentimentos contra os Estados Unidos.




Blog do BILL NOTICIAS

Apostar na loteria fica mais caro; mega-sena vai custar R$ 4,50

Resultado de imagem para Apostar na loteria fica mais caro; mega-sena vai custar R$ 4,50


Os preços das apostas de oito modalidades lotéricas ficaram mais caros a partir de hoje (10). Segundo a Caixa Econômica Federal, o reajuste foi feito, após quatro anos sem elevação dos preços.
Os novos valores foram autorizados pela Portaria nº 8.061 do Ministério da Economia, publicada no Diário Oficial da União no último dia 31 de outubro. O reajuste valerá para os sorteios que serão realizados a partir desta segunda-feira (11). Os novos preços serão os mesmos em todos os canais de apostas, conforme tabela:
Modalidade Lotérica    Preço Anterior    Novo Preço   
Mega-Sena                        R$ 3,50                R$ 4,50    
Lotofacil                              R$ 2,00               R$ 2,50    
Quina                                  R$ 1,50               R$ 2,00     
Lotomania                           R$ 1,50               R$ 2,50     
Dupla Sena                         R$ 2,00               R$ 2,50     
Timemania                          R$ 2,00               R$ 3,00     
Loteca                                R$ 2,00                R$ 3,00   
Segundo a Caixa, as mudanças contribuirão para o aumento dos prêmios ofertados aos apostadores. “Também será incrementado o repasse social de recursos às áreas definidas na lei, como Educação, Esporte, Segurança, Seguridade, Cultura e Saúde, entre outras”, diz o banco.
Como apostar
As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em qualquer lotérica do país e também no portal Loterias Online. Clientes com acesso ao Internet Banking Caixa podem fazer apostas na Mega-Sena pelo computador pessoal, tablet ou smartphone. Para isso, é preciso ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos. As apostas pelo Internet Banking podem ser feitas das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteios, quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.
Para jogar pela internet, no Portal Loterias Online, o apostador precisa ser maior de 18 anos e efetuar um pequeno cadastro. O cliente escolhe seus palpites, insere no carrinho e paga todas as suas apostas de uma só vez, utilizando o cartão de crédito. O valor mínimo da compra no Portal (que pode conter apostas de todas as modalidades disponíveis no site) é de R$ 30,00 e máximo de R$ 500,00 por dia. Também pelo portal, os apostadores podem optar pelos combos de apostas, que podem ser de apenas uma modalidade ou de várias modalidades. Na seleção do combo, o cliente pode escolher entre visualizar os números selecionados em cada aposta ou o formato Surpresinha, no qual o sistema escolhe aleatoriamente os números da aposta.
Para usuários do sistema iOS, o aplicativo Loterias Caixa já está disponível na Apple Store. As modalidades que estão disponíveis para apostas são: Mega-Sena, Lotofácil, Quina, Lotomania, Timemania, Dupla Sena, Loteca, Lotogol e Dia de Sorte. As apostas podem ser feitas todos os dias e a qualquer hora, durante o período de captação de cada concurso. Em breve, diz a Caixa, ficará disponível o aplicativo na loja Google Play, para os sistema Androide.
Bolão
Para as modalidades Mega-Sena, Dia de Sorte, Lotofácil, Quina, Dupla Sena e Loteca, há a possibilidade de fazer bolão. Basta formar um grupo, escolher os números da aposta, marcar a quantidade de cotas e registrar em qualquer uma das lotéricas do país. Ao ser registrada no sistema, a aposta gera um recibo de cota para cada participante que, em caso de premiação, poderá resgatar a sua parte do prêmio individualmente.
O apostador também pode adquirir cotas de bolões organizados pelas lotéricas. É preciso solicitar ao atendente a quantidade de cotas que deseja e guardar o recibo para conferir a aposta no dia do sorteio. Nesse caso, poderá pagar uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota, a critério da lotérica. Com o reajuste, as cotas mínimas e máximas dos bolões também serão adequadas, de acordo com cada modalidade. (Via: Agência Brasil)



Blog do BILL NOTICIAS

MUNDO Bolsonaro defende voto impresso, e esquerda fala em golpe de Estado na Bolívia

'A lição que fica para nós é a necessidade, em nome da democracia e transparência, contagem de votos que possam ser auditados', escreveu o presidente Jair Bolsonaro

  Por: Folhapress 
Bolívia
BolíviaFoto: Aizar RALDES / AFP

O anúncio da renúncia de Evo Morales da Presidência da Bolívia gerou repercussões entre políticos e personalidades no Brasil. Presidente desde 2006, Evo foi dado como vitorioso para um quarto mandato após eleições que tiveram os resultados contestados e foram auditadas pela OEA (Organização dos Estados Americanos). A organização pediu a anulação do pleito.
Apesar de ser contra a Constituição, Evo conseguiu concorrer após uma manobra jurídica. Nas eleições de outubro, um segundo turno entre ele e o ex-presidente Carlos Mesa chegou a ser anunciado num método de contagem, mas outro apontou a vitória do indígena, o que gerou uma onda de protestos.
Veja abaixo como reagiram políticos e personalidades brasileiras nas redes sociais.
"A lição que fica para nós é a necessidade, em nome da democracia e transparência, contagem de votos que possam ser auditados."
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
"O que ocorre na Bolívia tem nome: Golpe de Estado!"
Randolfe Rodrigues, senador (REDE-AP)
"Vai tarde!"
Marco Feliciano, deputado federal (PODE-SP)
"Triste notícia para toda América Latina."
Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde durante o governo de Dilma Rousseff (PT)
"Ao renunciar, Evo Morales culpa a oposição, coloca os protestos dos bolivianos como algo manipulado, ignora sua rejeição perante o povo e seus apoiadores falam em "golpe". Te lembra alguém?"
Fernando Holiday, vereador em São Paulo (DEM)
"A direita reacionária demonstra mais uma vez que está disposta às últimas consequências para tomar o poder na América Latina."
Luciana Genro, deputada estadual no Rio Grande do Sul (PSOL)
"Evo não quer derramamento de sangue."
José de Abreu, ator



Blog do BILL NOTICIAS