segunda-feira, 4 de março de 2019

Meio ambiente na folia

Empresa pernambucana fará coleta de 
óleo de cozinha usado

  Por: Vanessa Lins/folhape
Haverá pontos de recolhimento do produto em pontos de Carnaval
Haverá pontos de recolhimento do produto em pontos de CarnavalFoto: Divulgação

Pelo quinto ano consecutivo, a ASA Indústria e Comércio vai recolher óleo de cozinha usado durante o Carnaval. O agente, altamente poluente e nocivo para o meio ambiente, é o alvo do programa “Mundo Limpo Vida Melhor”, que instala coletores de óleo na Arena Gastronômica no Carnaval do Recife Antigo, nos eventos Carvalheira na Ladeira e no Camarote Olinda

Numa parceria com a prefeitura da cidade histórica, o Mundo Limpo também vai receber óleo de cozinha utilizado pelas barracas de rua de Olinda. Enquanto a maioria de nós se preocupa apenas com o lixo deixado nas ruas pelos foliões, a ação atua em outro viés e traz números impressionantes: já reciclou 7,5 milhões de litros do resíduo, ajudando a preservar cerca de 150 bilhões de litros de água. 

Para se ter uma ideia, de acordo com o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), um litro de óleo pode contaminar até 20 mil litros de água. O óleo reciclado é utilizado na fabricação do sabão em barra. A empresa ainda reverte recursos financeiros, proporcional ao volume do produto coletado, para a Fundação Alice Figueira de apoio ao Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP).

REPAGINADA 1
Nez Bistrô, de Marcelo Valença e Mônica Tenório, está com carta de vinhos nova que contou com a curadoria de Rafaela Barros, da Zahil Norte e Nordeste. Segundo Mônica, são 17 novos rótulos de seis países e sete produtores. A empresária destaca ainda a presença de dois ótimos produtores nacionais: Cave Geisse, no Sul do País, do chileno Mario Geisse, e Guaspari, nome de destaque da vitivinicultura paulistana. 

REPAGINADA 2

Quem também renovou as taças foi o restaurante do Clube Alemão. Quem assina o serviço é o sommelier Tiago Emery, que selecionou 35 vinhos de Portugal, Espanha, Itália, França, Chile, Argentina e Brasil. 

HOMENAGEM
Festival de hambúrguer do Boteco Steak Bistrô homenageia o Carnaval pernambucano. São três sandubas temáticos: Voltei, Recife!, Madeira do Rosarinho e Galo da Madrugada. O restaurante fica no Shopping Recife. 

GORDICE
Os fãs da marca argentina Havanna podem separar o espaço para a sobremesa. A empresa lançou barras de chocolate branco com cookies e raspas de limão siciliano. As barrinhas também vêm nos sabores chocolate ao leite e chocolate meio amargo. Todas são ainda recheadas com doce de leite.

A GENTE BEBE MAIS

O Carnaval amplia em mais de 40% o faturamento da categoria de cerveja, segundo pesquisa da Kantar Worldpanel. De acordo com o mestre cervejeiro Luciano Fialho, diretor da Dimer & Fialho Consulting, a folia é uma chance das empresas locais firmarem suas marcas e se aproximar do consumidor com ações de relacionamento e experiência. 

FUNCIONA, SIM 
O ótimo italiano La Pecora Nera funciona no sábado de Carnaval durante o jantar e domingo para almoço. Volta na Quarta de Cinzas, para almoço e jantar. Fica na Praça de Casa Forte. 

*É editora do caderno Sabores e, até março, escreve semanalmente neste espaço





Blog do BILL NOTICIAS

LULA SAIU MAIOR. SEUS ALGOZES, MENORES AINDA

Ricardo Stuckert

Por Gilvandro Filho, para o Jornalistas pela Democracia - A liberação de Lula para comparecer aos funerais do neto Artur, falecido semana passada vítima de meningite meningocócica, deve significar um novo capítulo na luta pela libertação do ex-presidente. Foram muitos os fatos estranhos e condições absurdas impostos pela Justiça. A impressão que fica é de que, mesmo apanhando tanto, Lula sai desse doloroso episódio mais forte, no seu espírito e na alma do povo. Lula Livre é hoje um grito ainda mais forte e mais presente.
Tudo o que foi feito contra Lula foi respondido por ele com uma dignidade e uma coragem tão grandes que batem na cara dos seus algozes. Um tapa firme e sem luva de pelica. Para doer, como doeu. Mas, Lula deu o que tinha e que ainda não conseguiram tirar dele, que é, justamente, essa resistência incomum de um homem igualmente incomum. Um homem que cresce na mesma proporção da sordidez e da desumanidade dos que o querem aniquilar política e fisicamente.
A grandeza de Lula, e isto ficou demonstrado nesses dias, é inversamente proporcional à pequenez dos que não o querem vivo, mas não têm coragem de matá-lo; e que por isso tentam situações que provoquem e ampliem a sua dor e, pela constância, provoquem a sua morte. A dor maior tem sido deles, a trama tem sido em vão.
Da parte das autoridades parecia uma competição para ver quem cometia a arbitrariedade maior ou qual era o despropósito mais gritante. A começar pelo aparato armado desproporcional para escoltar e intimidar um senhor de 73 anos, desarmado e só, além de justificadamente abatido por uma tragédia (mais uma) pessoal. A desculpa de que a Polícia Federal sabia de um plano do PT para sequestrar Lula é ridícula. Seria risível, mas o nível do deboche é tamanho que não tem graça e ultrapassa os limites do absurdo.
Nesse aparato militar, um fato grave e que, não se tenha dúvida, será abafado pela PF e pelo governo. Como justificar a presença, na escolta de Lula, de um guarda pessoal do presidente da República? O agente Danilo Campetti, aquele do distintivo da Swatt de Miami pregado na farda, é quase que da família. Vem zelando pela segurança de Jair Bolsonaro desde a campanha eleitoral. Fanático pelo então candidato e pelo hoje presidente, orna sua rede social com palavras de ordem afetivamente favoráveis ao "mito" e odiosamente contrárias a Lula e ao PT.
(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)
Tudo é muito nebuloso no "Caso Campetti". A começar pela sua eficiência, que deve ser muito grande a ponto de Bolsonaro e família quererem sempre ele por perto. Nesse caso, fica meio estranho que ele tenha "falhado" justamente da facada contra o patrão, episódio mais grave e emblemático da campanha eleitoral, por muitos tido como o grande empurrão para a vitória de Bolsonaro. Fotos da época mostram Campetti ao lado do seu "protegido", bem na hora do atentado.
Ainda em relação à logística que levou Lula ao velório do neto, em São Paulo, e o devolveu de volta à carceragem da PF, em Curitiba, outra armação que, desta vez, não deu certo. Os bolsonautas tentarem plantar uma fakenews infame, com uma foto de Lula com a mão estendida e sem ter retorno do piloto do helicóptero. A imagem era acompanhada de uma carta, falsa, do piloto onde ele "justificava" por que não apertara a mão de um "condenado". A imagem era apenas um frame do filme onde Lula, na verdade, aperta a mão do piloto que foi profissional e afável com o ex-presidente.
Lula foi proibido de ser fotografado e filmado (algo impossível, como ficou patente, pois imagens e vídeos foi o que não faltou, claro), além de ser impedido de falar com as pessoas no percurso do velório. Uma das "regras" esdrúxulas impostas pela juíza Carolina Lebbos que o liberou para a viagem. Em São Paulo, Lula foi saudado pelas pessoas e, contrito, acenou de volta. Foi o bastante para um delegado dizer que ele "não devia ter feito aquilo". A resposta do ex-presidente foi moralmente inquestionável: "Você sabe que eu devia fazer".
O dia inteiro, a baixaria correu solta, nas redes sociais. Mas, fato mais baixo veio mesmo foi da família Bolsonaro, na triste figura do filho do meio do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Arreganhando os dentes e mostrando que educação doméstica não é mesmo uma de suas características, ele aproveitou o episódio para destilar seu ódio contra Lula, acusando o ex-presidente, um "larápio", de querer posar "de coitado" com a morte do neto. Nenhuma novidade no discurso insano de um dos "garotos' que têm manchado de lama o governo no qual têm a certeza de que mandam. E eles têm razão, pelo visto.
Toda essa misturada de horrores, mais impropérios, mais truculências jurídicas, mais canalhices, tudo foi encarado por Lula com as armas de que ele dispõe: seu olhar, sua fibra, seu destemor. A sua postura de estadista privado de seus direitos por uma justiça que julga e condena sem provas um inimigo político; o mesmo segmento judiciário que o retirou de uma campanha eleitoral da qual ele era favorito absoluto, provocando a vitória de um candidato de extrema-direita que leva o País a um caminho que ninguém sabe onde vai dar.
Tudo isto foi mostrado a todo o País e pelo mundo afora. E Lula sai com um saldo de ganhos e solidariedade muito maior que o de perdas e baixarias sofridas. Sai como realmente é: forte e com apoio popular. Um homem raro, cuja cabeça vão tentar por muito tempo e em muitas outras oportunidades. Não será fácil. Com Lula, não.


Blog do BILL NOTICIAS

AGENTE DA PF COM BRASÃO DA SWAT QUE CONDUZIU LULA É BOLSONARISTA

Reprodução | Ricardo Stuckert

247
Danilo Campetti, o policial federal com brasão da SWAT que conduziu Lula no velório do neto, em São Bernardo do Campo, é o mesmo que estampa com orgulho em sua página no Facebook "TchauPT, agora é com o Mito". Pergunta: alguém com este perfil é adequado para proteger a vida de alguém sob custódia do Estado? O policial ainda debocha: "O mesmo PF que fez a escolta do Lula, fez a segurança do Bolsonaro nas eleições. VEJAM A DIFERENÇA".




Blog do BILL NOTICIAS


MACRI ADMITE AUMENTO DE POBREZA E ELEVA 'BOLSA FAMÍLIA'

Ricardo Mazalan


247
Segundo O Estado de S. Paulo, o presidente da Argentina, Mauricio Macri, anunciou nesta sexta-feira (1) aumento de 46% no benefício social por filho, o equivalente ao Bolsa Família. "Lamentavelmente, a pobreza aumentou aos níveis de antes". Macri lembrou que, quando quando chegou ao poder, em 2015, a pobreza iniciou "tendência de baixa" durante dois anos, mas voltou a subir em razão da crise econômica.
Governo neoliberal adepto das medidas de austeridade, com Macri "a atividade econômica caiu 2,6% em 2018, a inflação chegou a 47,6%, a indústria desabou em 5% e a pobreza chegou aos 27,3% da população no primeiro semestre de 2018", conta a reportagem.
O presidente argentino deve tentar a reeleição no pleito deste ano, mas sua gestão é desaprovada por 64% da população, segundo o instituto de pesquisa Poliarquía. "No entanto, ninguém sabe se a maior rival de Macri nas pesquisas, a ex-presidente e senadora Cristina Kirchner, apresentará seu candidatura. Ela enfrenta mais de dez casos na justiça por suspeitas de corrupção", diz o Estado.


Blog do BILL NOTICIAS

Moro sofre dissabores no comando da Justiça

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro

BRASÍLIA – Desde que trocou a toga pelo cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Jair Bolsonaro, Sérgio Moro vem contabilizando dissabores. O último foi a demissão da cientista política Ilona Szabó de um cargo de suplente no Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. Numa queda de braço em que é difícil dizer se o adversário é real ou apenas um robô, Moro perdeu. Bolsonaro optou por atender a parte de seus seguidores nas redes sociais e tirou de Moro a autonomia de indicar até mesmo uma suplente na sua pasta.

© DIDA SAMPAIO/ESTADÃO O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro
Os amigos dizem que Moro se achava preparado para enfrentar Brasília depois de ter tocado a Operação Lava Jato, que prendeu políticos do alto escalão e empresários do primeiro time, mas já teria entendido que o jogo da política é bem diferente.
Apesar disso, quem convive com o ministro diz que ele não sairia do governo por causa do episódio envolvendo Ilona Szabó. Mas ninguém garante que teria o mesmo comportamento se a interferência chegar a cargos do primeiro escalão do ministério. Moro não aceitaria, por exemplo, uma ordem para demitir um de seus secretários.
‘Superministro’. Quando aceitou a vaga no governo, Moro recebeu de Bolsonaro a garantia de que teria autonomia para atuar e ganhou o título de “superministro”. “Eu não vou interferir em absolutamente nada que venha a ocorrer dentro da Justiça no tocante a esse combate à corrupção. Mesmo que viesse a mexer com alguém da minha família no futuro. Não importa. Eu disse a ele. É liberdade total para trabalhar pelo Brasil”, sustentou o então presidente eleito em novembro.
Bolsonaro atendeu também ao pedido de Moro para que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) saísse da alçada do Ministério da Fazenda para ficar subordinado à Justiça. Foi o órgão que descobriu movimentações atípicas nas contas do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho mais velho do presidente, e do seu ex-assessor Fabrício Queiroz. Quando Bolsonaro garantiu autonomia a Moro, ainda na transição, esses fatos não eram públicos.
As descobertas do Coaf tiraram protagonismo do filho do presidente, que reduziu o ritmo de postagens nas redes sociais. Na madrugada de desta sexta-feira, 1.º, porém, Flávio postou uma crítica à nomeação de Ilona. “Meu ponto de vista é como essa Ilana (sic) Szabó aceita fazer parte do governo Bolsonaro. É muita cara de pau junto com uma vontade louca de sabotar, só pode”, escreveu às 2h14.
Entre políticos em Brasília, há a versão de que os Bolsonaros creditariam ao grupo de seguidores de Moro os vazamentos de relatórios do Coaf que atingiram Flávio em cheio. Neste sentido, o tuíte do senador foi lido como uma indireta ao ministro da Justiça. Também seriam um troco a demissão da cientista política escolhida pelo ministro para a vaga de suplente e a decisão de priorizar no Congresso a votação da reforma da Previdência e de alterar o pacote anticorrupção – principal medida do Ministério da Justiça, inclusive tirando do texto principal a criminalização do caixa 2. Esse ponto, revelado pelo Estado, deixou Moro numa saia-justa ao ter de mudar de posição sobre a gravidade da prática.
“Caixa 2 não é corrupção. Existe o crime de corrupção e o crime de caixa 2. Os dois crimes são graves”, disse o agora ministro. Em agosto de 2016, o juiz Moro havia dado outra versão: “Muitas vezes (caixa 2) é visto como um ilícito menor, mas é trapaça numa eleição”.
Moro deve passar o feriado do carnaval em Curitiba. Amigos dizem que ele deve aproveitar o tempo livre para digerir os últimos acontecimentos. O ministro tem no governo o respaldo dos militares. O general Eduardo Villas Bôas, ex-comandante do Exército, é um de seus fiadores. Para o núcleo militar, os dois pilares do governo Bolsonaro seria a credibilidade de Moro e de Paulo Guedes, ministro da Economia. Moro não pensa em deixar o governo. Mas, se um dia optar por esse caminho, apostam seus interlocutores mais diretos, vai ganhar dinheiro como advogado ou dando aulas em universidades. Seu projeto, contudo, é aprovar projetos para combate ao crime organizado.
Supremo. Os reveses de Moro não serão restritos ao Executivo. Aliados do ministro já anteveem votos contrários do partido de Bolsonaro, o PSL, ao seu pacote anticrime no Congresso. Como o Estado mostrou, o PSL compartilha do movimento para que o texto seja votado em conjunto com um projeto que torna mais rigorosa a punição para abuso de autoridade.
O Supremo Tribunal Federal também vai julgar logo o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que aponta suspeição de Moro para julgar o petista no caso do triplex, baseado na sua ida para o governo.(ESTADÃO)


Blog do BILL NOTICIAS

PT IRÁ À CORREGEDORIA DA PF CONTRA AGENTE QUE ESCOLTOU LULA


247
O PT deverá ingressar com representação na Corregedoria da Polícia Federal contra o policial federal Danilo Campetti, que escoltou o ex-presidente Lula durante o velório do menino Arthur Araújo Lula da Silva, utilizando um distintivo da polícia de Miami/S.W.A.T (a divisão de armas e táticas especiais da polícia norte-americana) em seu colete à prova de balas.
O anúncio foi feito pela presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann. Danilo Campetti atuou na equipe que protegeu o então candidato do PSL Jair Bolsonaro e por diversas vezes postou em redes sociais mensagens de apoio ao Bolsonaro, a quem se referia como “capitão” e usava a hashtag “#mito” (leia mais).
"O problema não é o mesmo policial que fez a escolta do Lula ter feito a segurança do Bolsonaro nas eleições. O grave é o engajamento político do policial pró-Bolsonaro. É caso de corregedoria. Vamos tomar providências. E pedir explicações do porque ostentar o símbolo da polícia americana", escreveu ela no Twitter, prometendo apurar o ato.
O agente Danilo Campetti  atua em uma divisão tática da Polícia Federal (PF) e fez cursos de especialização nos Estados Unidos, de onde teria recebido o distintivo.


Blog do BILL NOTICIAS

Homem é detido após quebrar porta da UPA 24h de Petrolina com marreta; unidade envia nota de repúdio

   Via:Carlos Britto
Foto: Ascom UPA/divulgação

Um homem que acompanhava um paciente até a Unidade de Pronto Atendimento de Petrolina (UPA 24h) foi preso após praticar um ato de vandalismo no local. Segundo informações da assessoria da unidade médica, ele quebrou a porta da entrada de emergência com uma marreta.
O acusado foi autuado em flagrante e conduzido à delegacia, onde ficou detido após o testemunho de um profissional da UPA 24h,  que presenciou o fato.
Em, nota a direção lamentou o ocorrido, manifestando seu repúdio:
A direção da UPA 24h de Petrolina condena veementemente o ato e vem a público repudiar tal conduta, que atinge o patrimônio público e atenta contra a integridade física dos funcionários, pacientes e demais acompanhantes. Esta Unidade presta um serviço de excelência à população de Petrolina e região, e tem seu serviço considerado bom/excelente por 75% dos seus usuários.  Os profissionais que estão de plantão neste carnaval deixaram suas famílias, o descanso e a diversão para cuidar da saúde das pessoas que precisam e, portanto, merecem no mínimo respeito. Atentar contra o patrimônio público de uma instituição de saúde é crime, eticamente condenável e humanamente desonesto. A UPA 24h é do povo e para o povo. E cabe a cada cidadão zelar por este serviço de saúde.
UPA 24h/Direção

Blog do BILL NOTICIAS

Agentes da Vara da Infância e Juventude fiscalizam venda ilegal de bebidas alcoólicas para menores no Carnaval de Petrolina

   Via:Carlos Britto
Agentes da Vara da Infância e Juventude de Petrolina. (Foto: Divulgação)


O Carnaval de Petrolina começou na noite de ontem (2) atraindo grande público, inclusive muitos menores de idade. Por conta disso, agentes da Vara da Infância e Juventude da Comarca da cidade estão fiscalizando a venda ilegal de bebidas alcoólicas para essa faixa de público.
Vale lembrar que em 2015 foi inserido o artigo 243 no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por meio da Lei 13.106, tornando crime a venda de bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes. A pena é a detenção de 2 a 4 anos, mais multa de R$ 3 mil a R$ 10 mil e decisão administrativa de fechar o estabelecimento.

Blog do BILL NOTICIAS

Veja o tamanho da Jiboia capturada no Projeto Bebedouro neste sábado(02)

                                                    Via:Vinicius de Santana
 

Moradores capturaram na manhã desse sábado(02), no Projeto Bebedouro, uma cobra Jiboia gigante. Ela foi vista próximo a uma lagoa e os moradores conseguiram prende-la. Foi solicitado da Univasf e do Exercito ajuda para encaminha-la a uma das unidades.
Neste domingo(03) pela manhã, o Corpo de Bombeiros foi solicitado e compareceu ao projeto para recolher a cobra e destina-la a uma das entidades que lidam com a serpente.
As Jiboias (espécie Boa constrictor, Linnaeus 1758) são répteis da Ordem Squamata e estão incluídas na família Boidae, conhecida por ser a família das serpentes constritoras, e existem cerca de onze subespécies descritas na literatura. No Brasil são encontradas apenas duas subespécies de jiboia: a Boa constrictor constrictor e a Boa constrictor amaralis e são encontradas nos biomas: Floresta Amazônica, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica. O nome popular Jiboia originou-se do Tupi-guarani, yi´mboya, e estas serpentes podem chegar a quatro metros de comprimento, porém é comum crescerem em média até dois metros. Elas possuem o corpo cilíndrico e ligeiramente comprimido nas laterais, evidenciando uma forte musculatura constritora.
A comunidade agradece o empenho do Corpo de Bombeiros, porque o IBAMA  e o CEMAFAUNA só podiam recolher na  5a.feira, o Exército recebia mas alguém  tinha que deixar no local.


Blog do BILL NOTICIAS

Mega-Sena: Ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 80 milhões



Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.130 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (2) em Videira (SC). Veja as dezenas sorteadas: 13 – 16 – 36 – 53 – 54 – 55.
A quina teve 101 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 42.283,94. Outras 7.900 apostas acertaram a quadra; cada uma receberá R$ 772,27.


Blog do BILL NOTICIAS