sábado, 19 de agosto de 2017

DATENA DETONA CORTE NO SALÁRIO MÍNIMO POR TEMER

Resultado de imagem para DATENA DETONA CORTE NO SALÁRIO MÍNIMO POR TEMER


Revoltado, o jornalista Datena disparou críticas e xingamentos contra a equipe do governo Temer - que ele apoiou durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff - por ter anunciado o corte de R$ 10 no salário mínimo.
"Isso é uma calamidade, um tapa na cara da sociedade", disse o apresentador do programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes. "Vocês deveriam ter um mínimo de vergonha na cara", gritou. "Esses políticos não têm mais limite da vergonha na cara", completou.
"Fiquem mexendo com a boiada, que quando a boiada estourar em cima de vocês eu vou adorar ver um monte de bandido eleito sendo pisoteado pelo povo", disse ainda Datena, que também criticou a reformam da Previdência, enquanto políticos "usam jatinhos" pelo País.(247).
"Vocês deveriam ser executados em praça pública", finalizou. Assista acima.

Blog do BILL NOTICIAS

Van capota e deixa 5 pessoas feridas em Jaboatão

Acidente ocorreu na manhã deste sábado (19), no km 12,6 da BR-232. Motorista se negou a fazer o teste do bafômetro
Van capotou no km 12,6 da BR-232

Uma van capotou e cinco pessoas ficaram feridas na manhã deste sábado (19), na BR-232, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um dos feridos teve um corte na cabeça e foi encaminhado ao Hospital da Restauração (HR), no Derby, área central do Recife. 

Os outros quatro feridos foram para a UPA do Curado, na Zona Oeste da capital. O acidente ocorreu por volta das 5h, no km 12,6 da rodovia, no sentido Recife. Ainda não há informações sobre o que motivou o capotamento do veículo.

Segundo a PRF, o motorista se negou a realizar o teste do bafômetro e foi autuado no local. A multa foi de R$ 2.934,70 relativa à Lei Seca. Como ele não apresentava sinais de embriaguez, não foi encaminhado a uma delegacia da Polícia Civil.(Folhape).



Blog do BILL NOTICIAS

5 dicas para você parar de roer as unha


30% da população mundial têm esse hábito, segundo informações publicadas na revista Iranian Journal Of Medical Sciences
Além disso, a onicofagia – termo técnico para o costume de roer as unhas – pode desencadear problemas psicossociais significativos e impactar de maneira negativa a qualidade de vida desse indivíduo. “A unha e a pele são nossa proteção contra bactérias e doenças externas, quando removemos uma cutícula, por exemplo, automaticamente estamos rompendo a proteção. Dessa forma, ficamos expostos a inúmeros perigos”, alerta Luzia Costa, fundadora da Beryllos, única rede de cuticularia do Brasil.O ato de roer as unhas é recorrente e não está relacionado com a faixa etária de uma pessoa. Os motivos para a prática mudam de acordo com o indivíduo, por exemplo, nervosismo, ansiedade, fome, insegurança, tédio ou até mesmo decepção.
O vício pode provocar ainda graves problemas gastrointestinais como esofagite infecciosa, gastrite, entre outros, até prejudicar a dentição, a musculatura do maxilar e a articulação. Além desses, o ato de levar a mão à boca deixa a pessoa mais exposta a outras bactérias que podem desencadear doenças futuras, H1N1, diarreia, hepatite A, caxumba, rubéola, sarampo, etc.
A prática de roer as unhas é prejudicial para o corpo e mente. É necessário procurar ajuda de profissionais especializados para identificar o motivo da “compulsão” e as consequências. Pensando nisso, Luzia Costa, da Beryllos, lista cinco dicas – que ela sugere para suas clientes – para ajudar a controlar esse hábito corriqueiro.
Identifique os momentos que despertam a mania – Nada melhor do que o autoconhecimento. Saiba identificar o momento exato que desperta a vontade de roer as unhas. Esse é o primeiro passo para saber se o hábito está relacionado a problemas no trabalho, na vida pessoal, e assim por diante.
Roer as unhas é um alerta – Muitas pessoas associam a prática com a ansiedade. Estudos mostram que pode estar relacionado, mas que esse sentimento não é o único que desencadeia essa compulsão. Ansiedade, tédio, estresse, tristeza, tudo isso pode interferir de maneira direta no costume. Procure um médico ou especialista para fazer um acompanhamento.
Mantenha a boca ocupada – Mastigue um chiclete, bala ou algo do gênero, mudar o foco é importante principalmente em momentos de ansiedade ou incertezas. Quando estiver em uma posição difícil, respire fundo e tente controlar suas emoções.
Tenha um kit manicure por perto – Toda vez que você pensar em roer as unhas, tire da bolsa um “kit manicure”, use tesoura, lixas, etc. Com o hábito de lixar ou cortar, amenizamos a ação de roer. Tente manter sua mão longe da boca. Importante: Não compartilhe o seu kit com ninguém, isso pode acarretar em problemas futuros.
Hidrate a mão – Esse truque é ótimo. Mantenha sua mão hidratada, se possível, 24 horas por dia. Quando você sentir vontade de roer a unha vai lembrar que sua mão está com creme e a chance de finalizar a ação será mínima. Além disso, mantenha as unhas feitas, o que aumenta a chance de não levar a mão na boca para não estragar. (Luzia Costa),(C.Geral).

Blg do BILL NOTICIAS