terça-feira, 22 de outubro de 2019

LULA - Lula aguarda STF e já faz plano de caravanas pelo país caso deixe a prisão neste ano

A expectativa pela liberdade ocorre no momento em que o STF (Supremo Tribunal Federal) inicia o julgamento sobre a constitucionalidade da prisão de condenados em segunda instância
  Por: Thais Arbex (Folhapress) 
Luiz Inácio Lula da Silva
Luiz Inácio Lula da SilvaFoto: Fernando Pozzebom/Agência Brasil

ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem dito a aliados que, na hipótese de deixar a prisão em breve, pretende rodar o Brasil e assumir o papel do que tem chamado de "fio condutor da pacificação nacional".

A expectativa pela liberdade ocorre no momento em que o STF (Supremo Tribunal Federal) inicia o julgamento sobre a constitucionalidade da prisão de condenados em segunda instância, e a Segunda Turma da corte se prepara para retomar a discussão sobre a alegada suspeição do ex-juiz Sergio Moro, que pode levar à anulação da condenação do petista no caso do tríplex de Guarujá.

Em conversas recentes na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, Lula tem adotado o discurso de que é preciso trabalhar pela unidade nacional e dar um basta ao clima de beligerância que se acentuou no país desde a eleição de 2018.

"Lula em liberdade é um agente político importante e vai ter, obviamente, um papel relevante não só para o PT mas também para o Brasil", disse a presidente da sigla, deputada Gleisi Hoffmann (PR).

"O povo brasileiro tem confiança no Lula -principalmente o povo pobre- e isso dá a ele condições de ter uma atuação política de enfrentamento mais sistemático a tudo que está acontecendo e à destruição a que o país está sendo submetido", afirmou.

Embora Lula possa ser beneficiado ao final do julgamento no STF das ações que discutem se é constitucional prender condenados antes de esgotados todos os recursos, o ex-presidente aposta que o Supremo vai referendar a tese de falta de imparcialidade de Moro, hoje ministro da Justiça, na condução do processo do tríplex. Nesse caso, a sentença pode ser anulada e o caso voltaria aos estágios iniciais.

Com isso, Lula sairia da cadeia e também teria de volta os seus direitos políticos, cassados após a condenação em segunda instância, enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

Nesse cenário, dizem aliados do petista, está a eleição presidencial de 2022. A avaliação é a de que, hoje, só Lula tem força para derrotar Bolsonaro e a direita na disputa ao Planalto.

Mas uma eventual candidatura de Lula em 2022 só ocorreria se até lá o petista não tiver nenhuma condenação em segunda instância -barreira criada pela Lei de Ficha Limpa. O caso do sítio de Atibaia, por exemplo, no qual o petista já foi condenado em primeira instância, deve ser julgado nos próximos meses pelo TRF (Tribunal Regional Federal).

Segundo pessoas próximas a Lula, a expectativa eleitoral também pesa no discurso de que não troca sua dignidade por sua liberdade, além do argumento de que se trata, na visão do petista, de um processo ilegítimo conduzido por um juiz supostamente parcial.

Na sexta (18), a defesa do petista disse à Justiça que Lula não aceita o pedido de progressão para o regime semiaberto, feito pela Procuradoria.

O caso está nas mãos da juíza Carolina Lebbos, responsável pela execução penal do ex-presidente. Lula abre mão do semiaberto porque não quer ficar imobilizado em uma cidade, como Curitiba, ter de voltar à PF todas as noites para dormir e ainda usar tornozeleira eletrônica, por exemplo.

Os petistas mais pragmáticos afirmam que, caso Lula deixe a prisão mas não consiga aval para andar pelo Brasil, o novo abrigo -possivelmente seu apartamento em São Bernardo do Campo- será transformado em uma espécie de "centro de peregrinação".

A ideia, porém, é rejeitada por Lula, que tem dito que não planeja transformar sua casa em uma nova prisão.

Segundo aliados, o petista almeja percorrer o país em condição de liberdade plena para poder ter legitimidade de questionar as ações do governo Bolsonaro e se apresentar como líder de um movimento capaz de fazer frente "à destruição que está aí".

"O povo está num sofrimento imenso. E quem andava o Brasil? Quem pisava no chão que o povo pisa? Hoje não temos uma liderança que faça isso. Quem sempre fez isso foi Lula -antes de ser presidente, durante o mandato e depois", disse Gleisi.

Em caravana, Lula pretende disseminar a ideia de que ele e o PT têm um projeto capaz, nas palavras dos petistas, de "salvar" o Brasil.

O discurso será amparado em um plano elaborado pelo PT. Chamada de "Plano Emergencial de Emprego e Renda", a proposta apresenta nove diretrizes que prometem gerar 7 milhões de empregos a curto e médio prazo.

"O brasileiro sente a crise econômica na pele e no bolso. A pobreza voltou a assombrar, e o Brasil está voltando ao mapa da fome. Gás, gasolina e álcool cada vez mais caros e o desemprego batendo recorde.

Enquanto o povo paga a conta da crise, o governo corta investimento em educação, em saúde e acaba com a sua aposentadoria. Tira dos mais pobres para entregar aos mais ricos", diz o plano.

A fala direcionada aos mais pobres, avaliam petistas, está atrelada à trajetória de Lula e tem potencial de reposicioná-lo no cenário político, após uma eventual saída da prisão.

O aumento da desigualdade no Brasil em 2018, apontado pelo IBGE, corrobora o discurso que Lula pretende levar em uma eventual andança pelo país, avaliam petistas.

A pesquisa divulgada na quarta-feira (16) mostrou que, de toda a renda do país, 40% estão concentrados nas mãos de 10% da população, e que a renda dos mais pobres caiu mais de 3% e a dos mais ricos aumentou mais de 8%.

Na avaliação interna do PT, os dados atuais dão mais respaldo ao discurso de que na época do petista era diferente.

As caravanas de Lula pelo país ainda não são discutidas de forma oficial pelo PT, mas os dirigentes admitem que há a expectativa de que ele possa começar a percorrer o Brasil o quanto antes e seja peça fundamental para as eleições municipais de 2020.

Por enquanto, Lula já fez alguns pedidos aos correligionários. Assim que sair da prisão, ele quer um ato no acampamento montado pela militância na frente da PF e depois vai visitar os ex-tesoureiros do PT João Vaccari Neto e Delúbio Soares, que dão expediente na sede da CUT do Paraná. Só depois ele iria para São Paulo, ser recebido com festa.




Blog do BILL NOTICIAS

Motorista de pernambuco atropela e mata jovem de 20 anos no Sertão da PB

  Via:Santanavinicius

Na manhã deste último sábado dia (19), Noeli de Sousa Silva, de 20 anos, seguia para o trabalho em sua moto Biz em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba. A comerciária e estudante não chegou ao destino. Ela foi atingida em cheio quando atravessava a BR-230 em plena faixa de pedestre por uma carro de cor branca em alta velocidade. A jovem teve o corpo arremessado por cerca de 50 metros, com morte imediata.
Segundo informações, o carro era dirigido pelo universitário Germano Jorge Marino de Souza, natural de Ouricuri, no Sertão pernambucano, e que cursa farmácia em Cajazeiras. Ele apresentou-se na na Companhia de Polícia e Trânsito (CPTran), mas recusou-se a fazer o teste de bafômetro.
O enterro de Noeli ocorreu sob forte comoção, no cemitério Coração de Maria, na manhã de domingo (20). Sua morte trágica gerou muitos comentários nas redes sociais.


Blog do BILL NOTICIAS

Desastre - Petróleo cru submerso dificulta monitoramento da Marinha


Em cinco dias, foram retiradas 257 toneladas de petróleo cru nas praias pernambucanas (Foto: Leandro de Santana/Esp. DP.)
Em cinco dias, foram retiradas 257 toneladas de petróleo cru nas praias pernambucanas (Foto: Leandro de Santana/Esp. DP.)

O petróleo cru no litoral do Nordeste vai continuar sendo problema por um bom tempo. Por mais que exista o monitoramento constante por parte da Marinha do Brasil e do Governo de Pernambuco, o trabalho fica mais difícil de ser feito quando se admite a possibilidade de existir placas com o material submersas. Na Praia do Paiva, que fica no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife, voluntários que participaram do mutirão de limpeza tomaram um susto quando encerraram os trabalhos. Ao entrarem na água para se banhar, pisaram em óleo submerso, que não tinha sido detectado até então. 

“Essa poluição é um incidente que foge dos padrões. Infelizmente, não conseguimos visualizar uma mancha antes que toque a costa. Como esse óleo vem flutuando submerso, não há tanta facilidade”, admite o comandante Alvaristo Nagem Dair Júnior, coordenador do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA) da Marinha para o desastre, montado em Salvador. Como o trabalho é na base da “tentativa e erro”, a colaboração da população é essencial. Caso alguém sinta ou detecte petróleo submerso no mar, deve informar à Marinha no telefone 185.

Saiba mais



“Temos monitoramento tanto com helicóptero quanto com um equipamento aéreo cedido pela Petrobras (chamado de Poseidon). Em situações de sorte, conseguimos detectar uma mancha e mandar para o local embarcações para verificarem se realmente é petróleo cru. Mas às vezes o material detectado é apenas lixo”, acrescenta. Até o momento, somente nas águas de Pernambuco que a Marinha conseguiu capturar mancha de petróleo em alto mar.

"Às vezes o material detectado é apenas lixo", diz o comandante Alvaristo Nagem Dair Júnior, coordenador do Grupo de Acompanhamento e Avaliação da Marinha (Foto: Divulgação/Ascom MDR)
"Às vezes o material detectado é apenas lixo", diz o comandante Alvaristo Nagem Dair Júnior, coordenador do Grupo de Acompanhamento e Avaliação da Marinha (Foto: Divulgação/Ascom MDR)


Até essa segunda-feira (21), o órgão naval afirmava ter removido mais de 900 toneladas de petróleo cru no litoral do Nordeste. A expectativa do comandante Dair é que diminua a quantidade de aparições posteriormente. “De fato não sabemos quanto de óleo foi derramado na água, mas é uma tendência que estamos observando. Alguns locais voltaram a aparecer, mas são situações pontuais, que nos levam a crer - e torcer - para que essa incidência diminua”, pontua.

Raio-x de PE
De acordo com o Governo de Pernambuco, desde 17 de outubro, já foram foram recolhidas 257 toneladas de óleo nas praias do estado - sendo 186 delas entre o domingo (20) e a segunda. A maior preocupação do executivo estadual segue sendo no trabalho voluntário feito sem o Equipamento de Proteção Individual (EPI) o e a falta de boias de contenção. Os dois quilômetros de barreiras colocados em estuários de rios foram fruto de doações dos portos do Recife e de Suape. 

“Oficiamos novamente o Ministério do Meio Ambiente, pedindo boias e EPIs, que já estão começando a faltar no mercado pernambucano. Parte dos EPIs que distribuímos às Defesas Civis municipais, que repassam aos voluntários, são oriundos da solidariedade de empresários pernambucanos”, aponta o secretário estadual de Meio Ambiente, José Bertotti.

A boia de contenção colocou PE e a União em posições conflitantes. Enquanto o estado defende o uso do equipamento, o Ibama não vê eficiência nele. “Não vamos entrar em uma briga técnica com o Ibama, mas as bóias são importantes. Em Maracaípe, no domingo de manhã toda a praia amanheceu com óleo, menos o pontal que tinha recebido boia. Então, consideramos que ela é eficaz e deve ser colocada”, defende.

Voluntários e agentes públicos se uniram para limpar Praia do Paiva nessa segunda-feira (21) (Foto: Leandro de Santana/Esp. DP.)
Voluntários e agentes públicos se uniram para limpar Praia do Paiva nessa segunda-feira (21) (Foto: Leandro de Santana/Esp. DP.)

A mancha que afeta Pernambuco desde 17 de outubro já atingiu as cidades de São José da Coroa Grande, Barreiros, Tamandaré, Rio Formoso, Sirinhaém, Ipojuca e o Cabo. Estão envolvidos nos trabalhos de limpeza 400 pessoas, de diversas pastas estaduais, como a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), Bombeiros e Defesas Civis estadual e municipais.

“Até o fim do domingo, disponibilizamos 1.716 botas, 7.040 luvas, 16.123 máscaras, 3.300 sacos plásticos comuns, 4.500 sacos de ráfia, mais resistentes, e 1.000 mantas absorventes, que são postas em alto mar quando se localiza uma manta”, enumera Bertotti.

Para esta terça-feira (22), ainda era dúvida a vinda dos ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva. Até o fechamento desta reportagem, nem mesmo o Governo de Pernambuco tinha recebido a confirmação efetiva da vinda deles para cá.(DP)




Blog do BILL NOTICIAS


Evo Morales é reeleito presidente da Bolívia no primeiro turno

Evo Morales
Evo Morales (Foto: Reuters)


Revista Fórum - O presidente da Bolívia, Evo Morales, conseguiu superar a diferença de 10 pontos percentuais necessárias para garantir a vitória em  primeiro turno. Com 95,25% dos votos apurados, Evo aparece com 46,86% contra os 36,73% do liberal Carlos Mesa. Com esses números, Morales tem 10,13% de vantagem (o equivalente a 700 mil votos), e garante a vitória direta.
Mais informações em instantes. 
Leia reportagem anterior, da Reuters, sobre o assunto.
LA PAZ (Reuters) - O conselho eleitoral da Bolívia atualizou sua contagem preliminar de votos das eleições presidenciais na noite desta segunda-feira, depois de uma pausa de quase 24 horas desencadear protestos e pedidos de observadores internacionais e governos estrangeiros para que ela fosse retomada para garantir a transparência.
Com 95% dos votos apurados, o presidente Evo Morales tinha pouco mais de 46% e seu principal rival, Carlos Mesa, 37%, mostrando Morales ampliando sua liderança, mas ainda sem a vantagem de 10 pontos necessária para evitar um segundo turno com Mesa em dezembro, mostraram dados do site do Conselho Supremo Eleitoral.




Blog do BILL NOTICIAS

Mais de 6 mil alunos da rede municipal de Petrolina estão fazendo provas do Saeb. Ação vai até sexta(25)

As provas serão aplicadas a partir desta segunda-feira para alunos dos 5º e 9º anos
  Via:Santanavinicius

Depois de meses de preparação e expectativa, a partir dessa segunda-feira (21), a rede municipal de Petrolina iniciou a aplicação das provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB). A atividade em nível nacional, que abrange as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, será realizada no município de 21 a 25 de outubro, e serve como base para o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Em Petrolina, 6.364 alunos dos 5º e 9º anos da rede municipal irão participar.
Realizada a cada dois anos envolvendo todas as redes públicas do Brasil, a avaliação tem a proposta de extrair a nota de proficiência, ou seja, o conhecimento que o estudante apresenta nas duas disciplinas. Todos os estudantes do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental; da 1ª a 3ª série do Ensino Médio, e da 4ª série da Educação Profissional devem participar da avaliação.
A secretária executiva de Ensino, Rosane Costa, ressalta a importância da presença dos alunos nos dias das provas e do apoio de todos para alcançar bons resultados. “Contamos com o apoio das famílias nesse momento garantindo a presença dos nossos alunos durante toda semana. Com objetivo claro de garantir os direitos de aprendizagens dos estudantes, as equipes escolares desenvolveram um projeto pedagógico com muita qualidade, assim, os resultados positivos nas avaliações externas são consequências. A equipe técnica da Secretaria e nossas escolas são compostas por equipes extraordinárias, temos absoluta confiança que os números mostrarão a evolução, cada vez mais perto da educação pública de excelência, projeto do Prefeito Miguel Coelho compartilhado por toda nossa comunidade educativa”, afirma.
Petrolina alcançou um ótimo resultado na última edição, realizada em 2017. O município superou as metas previstas para o ano, em todos os níveis da educação Fundamental, determinadas pelo Ministério da Educação, e obteve o maior índice entre as cidades de Pernambuco com mais de 100 mil habitantes. Conseguiu nota 5.8, nos anos iniciais, ultrapassando a projeção que era de 5.0, sendo superior também à média de Pernambuco (4.8), do Nordeste (4.9) e do Brasil (5.6), Com a nota, a cidade se mantém com a pontuação maior do que a projetada para o ano de 2021 (5.6) e eleva os índices obtidos em 2015 (5.6).
Nos anos finais, Petrolina também se destaca com a maior nota entre as cidades pernambucanas com mais de 100 mil habitantes. Com 4.9, a cidade supera a meta projetada para o ano e ficou à frente de cidades como Caruaru, Olinda, Jaboatão e Recife.(Ascom)

Blog do BILL NOTICIAS