terça-feira, 26 de março de 2019

Ao celebrar a ditadura, Bolsonaro faz nova ameaça à democracia

  Por Paulo Moreira Leite, do Jornalistas pela Democracia

Nada é tão cômodo como avaliar o futuro politico do governo Bolsonaro pelo conjunto de critérios padronizados no país após a Constituição de 1988.  
A pergunta real envolve o compromisso efetivo do presidente e seu governo em relação a um pacto político que, respeitado à esquerda e à direita, permitiu que o país atravessasse o mais prolongado período de liberdades públicas de sua história -- fato tantas vezes celebrado pela historiografia recente. 
Aprendemos a julgar a saúde de todos os governos constituídos após a democratização em função de um pacote de fatores triviais em democracias consolidadas:  base parlamentar, apoio popular, capacidade de articulação junto a elite e/ou movimentos sociais, o andamento da economia.
A visão dominante é que não há força política capaz de contestar a noção que elevou nossa democracia à condição de valor universal. Essa convicção parece tão impregnada em nosso modo de pensar e agir que, quando o governo Bolsonaro enfrenta os primeiros sinais de dificuldade, muitos analistas acreditam que simplesmente estamos diante das primeiras cenas de um velho filme, tantas vezes assistido de 1985 para cá.
Mesmo quem acredita que Bolsonaro não será capaz de completar os quatro anos de mandato, imagina um processo dentro da mais absoluta normalidade, sem arranhões na Constituicão nem tumultos maiores. Em alguns ambientes a certeza já é tamanha que o debate alcançou a etapa seguinte, alimentando especulações sobre  um eventual governo Mourão. Como se vivêssemos num conto de fada democrático, mesmo a beira do abismo, há quem prefira Mourão. E quem o julgue o vice ainda mais perigoso do que o titular. 
A pergunta do Brasil de 2019 é mais complicada, porém. Consiste em saber de não estamos examinando o presente com olhares do passado, sem conseguir identificar o sentido do enredo e o significado dos diálogos que tecem o futuro.  
Sabemos que a história não se repete. Mas já aprendemos que ideologias e visões de mundo permanecem, alimentando ideias e atitudes ao longo do tempo.
É fácil prever o esgarçamento e mesmo a implosão do bloco de forças que levou Bolsonaro ao Planalto em função de limites e distorções de um projeto político que está longe de atender -- mesmo superficialmente -- as necessidades e anseios da maioria população.
A pergunto que não quer calar é outra: quem é capaz de imaginar Bolsonaro  na disciplinada passividade democrática que marcou José Sarney e sua política de feijão com arroz no final do mandato? É possível acreditar que, na hora do inevitável fracasso sem remédio,  Bolsonaro irá ensaiar a indignação teatral de Collor? Será capaz de assumir a resistência constitucional de Dilma?
Referindo-se aos lugares-comuns que acompanham a crítica a Bolsonaro, como "sem noção", "despreparado", "tosco", é bom lembrar uma observação distanciada do professor Roberto Romano, testemunha militante de 60 anos de luta democrática, sobre o general Costa e Silva, segundo presidente sob a ditadura de 64.
Tratado como um articulador político desprezível e até chamado de "burro" em conversas entre amigos, um ano e cinco meses depois de tomar posse num país no qual germinavam os protestos de 1968, Costa e Silva baixou o AI-5, aprovou medidas que liberavam a tortura de presos políticos e "prendeu todo mundo," lembra Romano. Para evitar ruídos, o Congresso foi fechado e a imprensa foi submetida a censura prévia por dez anos.
A experiência de povos e países ensina que a história não se escreve por antecipação e adora desmentir  profetas apressados -- mas costuma enviar sinais aos olhares atentos.
A formação política de Bolsonaro nada teve de democrática e não é preciso lembrar, aqui, suas sucessivas manifestações de louvor a um regime  que confiscou liberdades, prendeu e torturou. O país conheceu inúmeros quadros do antigo regime -- em especial civis -- que, por convicção ou oportunismo,  refizeram criticamente o percurso político anterior.

Em 30 anos de carreira parlamentar Bolsonaro nunca fez autocrítica. Sempre deixou claro que seguia pensando do mesmo modo, como um tenente politicamente identificado com os bolsões radicais da ditadura, aqueles que cometiam atentados a bomba para tentar paralisar a  democratização. 

Mantem o mesmo padrão de comportamento desde que assumiu o exercício cotidiano da presidência. Não perde a chance de expressar valores que contrariam a democracia e o Estado Democrático de Direito.
Passou a hostilizar Rodrigo Maia, presidente da Câmara, depois que este afirmou suas prerrogativas constitucionais diante de uma investida impertinente de Sérgio Moro. Estimula ataques das redes sociais aos grupos de comunicação -- mesmo conservadores -- depois que estes decidiram investigar crimes ocorridos na zona de sombra localizada entre a famiglia e as milícias que dominam favelas do Rio de Janeiro.  Prestigia o discurso extremista de Olavo de Carvalho e dá livre curso a pregações -- tecnicamente fascistas -- que tentam sufocar as instituições democráticas pela manipulação de redes sociais e atos de violência.
Ao convocar "comemorações devidas " para celebrar o golpe de 31 de março de 64, proibidas há oito anos por decisão de Dilma Rousseff, Bolsonaro assinou um ato inaceitável de revisionismo histórico.
A decisão não só ofende milhares de brasileiros que resistiram a 25 anos de ditadura, inclusive com suas vidas, mas marca um compromisso contra nosso futuro e contra as próximas gerações. Base da ordem legal em vigor, a Constituição de 1988 expressa a união de um país inteiro contra um regime que não deve voltar. Com um olhar histórico  sobre o passado, indispensável para abrir horizontes para o futuro, há uma mensagem em cada artigo, em cada emenda. Nunca mais. Nunca.
Este é o ponto da história, a linha que ninguém tem o direito de atravessar.(247)
Alguma dúvida?


Blog do BILL NOTICIAS

ESQUERDA SELA ALIANÇA POR LULA LIVRE, BRASIL SOBERANO E CONTRA DESTRUIÇÃO DA PREVIDÊNCIA


Num encontro realizado nesta manhã, em Brasília, Fernando Haddad, do PT, Flávio Dino, do PC do B, Ricardo Coutinho, do PSB, e Guilherme Boulos e Sônia Guajajara, do Psol, selaram uma aliança crucial em torno de quatro pilares: a defesa da democracia, atacada por Jair Bolsonaro, de um Brasil soberano, contra a entrega das riquezas nacionais, do Estado de Direito, que tem na liberdade do ex-presidente Lula um capítulo crucial, e também da Previdência Pública, atacada pela capitalização proposta por Paulo Guedes. Leia a íntegra do documento:
Nota à Imprensa
Brasília, 26 de março de 2019
Reunidos nesta manhã em Brasília, realizamos um debate sobre o atual momento nacional, especialmente considerando o rápido e profundo desgaste do Governo Bolsonaro. Destacamos alguns pontos para reflexão de toda a sociedade:
1. Estamos atentos e mobilizados para evitar agudos retrocessos sociais, trazidos por esse projeto de Reforma da Previdência, centrado no regime de capitalização e no corte de direitos dos mais pobres.
2. Do mesmo modo, convidamos para a defesa da soberania nacional. Consideramos que por trás do suposto discurso patriótico do atual governo há, na prática, atitudes marcadamente antinacionais, como vimos na recente visita presidencial aos Estados Unidos.
3. Em face da absurda decisão do Governo Bolsonaro de "comemorar" o Golpe Militar de 1964, no próximo dia 31 de março, manifestamos nossa solidariedade aos torturados e às famílias dos desaparecidos. Sublinhamos a centralidade da questão democrática, que se manifesta na defesa do Estado de Direito, das garantias fundamentais e no repúdio a atos de violência contra populações pobres e exploradas, a exemplo das periferias, dos negros e dos índios. Não aceitamos a criminalização dos movimentos sociais, uma vez que eles são essenciais para uma vivência autenticamente democrática.
Nesse contexto, é urgente assegurar ao ex-presidente Lula seus direitos previstos em lei e tratamento isonômico, não se justificando a manutenção de sua prisão sem condenação transitada em julgado.
Por fim, essa reunião expressa o desejo de ampla unidade do campo democrático para resistir aos retrocessos e oferecer propostas progressistas para o Brasil.(247)
Fernando Haddad
Ex-candidato a presidente da República

Guilherme Boulos
Ex-candidato a presidente da República

Flávio Dino
Governador do Maranhão

Sonia Guajajajra
Ex-candidata a vice-presidente da República

Ricardo Coutinho
Ex-governador da Paraíba



Blog do BILL NOTICIAS

MAL NASCEU, PSL JÁ RACHA E COMPLICA GOVERNO

LUIS MACEDO

Composto por políticos novatos, o PSL tornou-se um dos principais empecilhos à 'articulação' política do governo no Congresso. Sem hierarquia ou orientação definida, os deputados atuam como "ilhas", que se posicionam politicamente através de redes sociais e sem unidade de pensamento — ora contra, ora a favor do executivo. O partido fará uma reunião nesta terça (26) para tentar 'organizar' sua atuação. 
A reportagem do jornal O Globo destaca que "a conversa, dizem integrantes da sigla, deve ser marcada por atritos. A desorganização no partido é agravada pela falta de atenção de seu líder maior. Ao privilegiar o DEM do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, Bolsonaro acabou deixando seus correligionários distantes do poder que, imaginavam, passariam a desfrutar."
E ainda informa: "a falta de cargos importantes e de acesso ao Planalto vem provocando rebeliões que contribuíram para alimentar a crise política envolvendo Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O súbito crescimento da legenda na última eleição acarretou R$ 110 milhões de fundo partidário, uma bancada de 55 deputados e cinco senadores, mas nenhum rumo capaz de unir o PSL."(247)


Blog do BILL NOTICIAS

MPPE recomenda à Compesa garantir carro-pipa para moradores de bairro em Petrolina em caso de desabastecimento

  Via:Carlos Britto

A Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Petrolina recomendou à Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) promover a normalização do abastecimento d’água para os moradores do Bairro Henrique Leite, área central. Na hipótese de haver desabastecimento, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à empresa disponibilizar carros-pipa para distribuir atender a demanda em caráter emergencial.
De acordo com a promotora de Justiça Ana Cláudia de Sena Carvalho, o MPPE instaurou inquérito civil com o objetivo de apurar possíveis irregularidades na prestação de serviço da Compesa, que estariam se refletindo na negação do direito fundamental à água. “É premente a necessidade dos moradores do bairro de ver regularizado o sistema de abastecimento, a fim de atender suficientemente a toda a coletividade”, apontou a promotora de Justiça, no texto da recomendação.
Ainda segundo a recomendação, publicada no Diário Oficial de ontem (25), caso o desabastecimento supere o período de 48 horas, a Associação de Moradores do Henrique Leite fica autorizada a efetuar contato direto com a Compesa. Havendo a comunicação formal de que a falta d’água dure mais de 48 horas, o MPPE recomendou à Compesa enviar carro-pipa ao ponto central de distribuição do bairro, situado na Escola Filantrópica Evangélica, a fim de suprir as demandas básicas dos moradores.


Blog do BILL NOTICIAS

CDL Petrolina alerta para golpe via WhatsApp e ligações telefônicas

   Via:Vinicius de Santana

O comércio do Vale do São Francisco está em alerta com mais uma fraude. Criminosos estão agindo em nossa região se passando por empresários, realizando compras através de ligações e mensagens de texto via aplicativo WhatsApp. A informação é de que diversas pessoas foram vítimas do golpe, especialmente no nosso comércio.
A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Petrolina, preocupada com a situação, orienta a população, sobretudo os comerciantes, para que fiquem atentos ao despachar qualquer mercadoria em nome de terceiros, devendo se certificar sobre a veracidade e a procedência da ligação, principalmente se o pedido vier com solicitação de depósito pelo criminoso.
Outra recomendação que a CDL solicita as vítimas do golpe, é que as mesmas entrem em contato com a Polícia e realize um boletim de ocorrência.

Dica: Como evitar o golpe?

Entre no WhatsApp . Clique em configurações, e depois conta. Irá aparecer verificação em duas etapas. Logo após, clicar em ative e inserir senha de 6 dígitos mais um e-mail pro caso de esquecer a senha. Pronto! Feito isso, mesmo que alguém clone o chip e instale o WhatsApp, não vai ter a senha de 6 dígitos para acessar sua conta.




Blog do BILL NOTICIAS

Se acontecer, greve de caminhoneiros testará poder de negociação do governo

  Por: Luiz Calcagno - Correio Braziliense
Greve da categoria em 2018: neste ano, mobilização parece ser menor. Foto: Nelson Almeida/AFP - 26/5/18
Greve da categoria em 2018: neste ano, mobilização parece ser menor. Foto: Nelson Almeida/AFP - 26/5/18

A capacidade de mobilização dos caminhoneiros para a paralisação marcada para sexta-feira colocará à prova o poder de negociação do governo Bolsonaro. A categoria negocia ações por grupos de WhatsApp e promete parar em diversas regiões do país. Neste momento, porém, não são tão fortes quanto o movimento que sacudiu a gestão Temer em maio de 2018.

“Se a paralisação acontecer, o impacto político dependerá da dimensão. Supondo algo semelhante a maio de 2018, este vai ser o primeiro grande teste do governo fora do Congresso”, opina Thiago Vidal, analista político da Prospectiva.  “Este governo não tem como característica a negociação. Há dúvida se conseguiria conversar com movimentos sociais.”

Cientista político da UnB, Lúcio Rennó concorda: “Se tiver a dimensão do que ocorreu com Temer, pode ter implicações muito graves para este governo, que se mostra pouco preparado e pouco organizado para adentrar em processos difíceis de negociação”.

Caminhoneiros reivindicam, principalmente, o cumprimento do piso mínimo no preço de frete e uma mudança no regime de reajuste do diesel, de diário para mensal.

Uma das principais lideranças do movimento de 2018, Wallace Ladim, o Chorão — já se reuniu com o chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e com a diretoria da Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) para tratar do tema —, é contrário ao movimento atual. Ele acredita que haverá paralisações pontuais, mas que a mobilização não será nacional. “Há insatisfação da categoria. Isso é fato. Por outro lado, nunca tivemos acesso ao governo, e agora, temos”, pondera. A União Nacional dos Caminhoneiros e a Associação Brasileira dos Caminhoneiros também se manifestaram contra.

Líder do grupo mineiro Caminhoneiro Brasileiro, Olívio Henrique Souza acredita que a adesão será maior até sexta-feira. “Durante a campanha, Jair Bolsonaro disse saber dos problemas da categoria. Não estamos pegando o governo de calça curta. Ele chegou a fazer postagens dizendo que se anteciparia a qualquer crise e daria uma resposta para a categoria, o que não está fazendo”, argumenta.

O Ministério da Infraestrutura informou que ouviu lideranças do setor na última sexta-feira. “O ministério apresentou uma minuta de programa (...) com foco em seis eixos: comunicação, regulação, social, desburocratização, fomento e cooperativismo. (...) O programa trará uma melhora ao setor rodoviário de cargas e aos profissionais que atuam no segmento”, diz.




Blog do BILL NOTICIAS

Operação afasta secretário de Infraestrutura de Camaragibe por suspeitas de corrupção

 Por: José Matheus Santos(DP)
90 policiais e dois auditores do TCE fazem parte das diligências. (Foto: Divulgação / PCPE) (90 policiais e dois auditores do TCE fazem parte das diligências. (Foto: Divulgação / PCPE))
90 policiais e dois auditores do TCE fazem parte das diligências. (Foto: Divulgação / PCPE)


O secretário de Infraestrutura e Obras de Camaragibe, Silvano Queiroz, foi afastado do cargo após medida cautelar emitida no âmbito da Operação Harpalo, deflagrada na manhã desta terça-feira (26), pela Polícia Civil. A ação investiga supostos crimes de fraude em licitação, corrupção e lavagem de dinheiro. Um dos alvos de busca e apreensão é a Prefeitura de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife. 

“Tudo ocorria na gestão do atual prefeito Demóstenes Meira. Por enquanto, não conseguimos o afastamento dele do cargo. Ele não foi convocado para ser ouvido ainda, mas provavelmente será chamado a depor”, explicou o delegado Jean Rockfeller, da Polícia Civil de Pernambuco, responsável pela operação. 

Foram expedidos dois mandados de medida protetiva, 11 mandados de busca e apreensão domiciliar, duas suspensões de atividades empresariais e um afastamento cautelar pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). “O mandado de medida protetiva se deu porque o prefeito e o assessor dele não podem se aproximar de testemunhas”, declarou o delegado. Os outros nomes dos alvos dos mandados e do afastamento cautelar não foram divulgados.

 Foram apreendidos computadores, documentos, um carro BMW e outros veículos de luxo. (Foto: Divulgação / PCPE) (Foram apreendidos computadores, documentos, um carro BMW e outros veículos de luxo. (Foto: Divulgação / PCPE))
Foram apreendidos computadores, documentos, um carro BMW e outros veículos de luxo. 
(Foto: Divulgação / PCPE)


Foram apreendidos computadores, documentos, um carro BMW e outros veículos de luxo. Por volta das 8h, agentes da Polícia Civil deixaram o prédio da Prefeitura de Camaragibe. “Posteriormente, poderemos tentar o retorno desses bens para o estado para ressarcir os possíveis desvios feitos pelos investigados”, afirmou o delegado Jean Rockfeller. Além de Camaragibe, estão sendo realizadas ações em São Lourenço da Mata, Jaboatão dos Guararapes, Recife, Gravatá e em Natal (RN). “Pessoas investigadas tinham residências em outras cidades, por isso, são endereços que interessam à operação”, disse Rockfeller. 

As investigações iniciaram em dezembro de 2018. As apreensões foram encaminhadas para a sede do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco), no bairro de Tejipió, na Zona Oeste do Recife. 90 policiais e dois auditores do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) fazem parte das diligências. 

Em nota, a Prefeitura de Camaragibe disse que “todos os processos de licitação têm sido realizados de forma transparente e legal”. Ainda segundo o órgão, a gestão irá aguardar as investigações “para que todas as medidas legais e necessárias sejam tomadas, a fim de que tudo seja esclarecido”. 




Blog do BILL NOTICIAS



PREÇO DO DIESEL PASSARÁ A TER REAJUSTES QUINZENAIS, DIZ PETROBRAS

GIANCARLO SHIBAYAMA

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A diretoria da Petrobras aprovou alteração na periodicidade de reajuste nos preços do diesel, que serão reajustados por períodos não inferiores a 15 dias, informou a estatal nesta terça-feira em comunicado ao mercado.
Este modelo de reajuste fio muito criticado a partir de 2016, com o governo Michel Temer. A política de mudanças no valor do diesel passou a ser guiado pela cotação do barril de petróleo no mercado internacional (em dólar). 
A companhia pontuou que continuará a utilizar mecanismos de proteção, como o hedge com o emprego de derivativos, cujo objetivo é preservar a rentabilidade de suas operações de refino.
“Ficam mantidos os princípios que balizam a prática de preços competitivos, como preço de paridade internacional (PPI), margens para remuneração dos riscos inerentes à operação e nível de participação no mercado”, afirmou a empresa.


Blog do BILL NOTICIAS

Polícia Civil deflagra operação Fênix em Petrolina-PE

  Via:Vinicius de Santana

Em nota enviada ao Blog a Assessoria da Polícia Civil de Pernambuco informa que a Secretaria de Defesa Social do Estado, através da Polícia Civil, no âmbito do Pacto pela Vida, deflagrou na manhã desta terça- feira, 26/03, a 24ª Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada,  “FÊNIX 2”, vinculada à Diretoria Integrada do Interior 2 – DINTER 2, decorrente de investigação realizada pela 25ª Delegacia de Polícia de Homicídios, vinculada à 26ª DESEC – Petrolina-PE, sob a presidência dos Delegados Magno Neves e Gabriel Sapucaia. A investigação iniciou em setembro de 2018, com objetivo de desarticular organização criminosa voltada para a prática dos crimes de:
1) HOMICÍDIO;
2) TRÁFICO;
3) ASSOCIAÇÃO PARA O TRÁFICO
Durante a operação, foram cumpridos 05(cinco) mandados de prisão preventiva e 33 (trinta e três) mandados de busca e apreensão domiciliar,  expedidos pelo Juiz da Segunda Vara Criminal da Comarca de Petrolina-PE. Na execução foram empregados 150 (cento e cinquenta) Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães. A Operação está sendo coordenada pela Diretoria Integrada do Interior – 2 e supervisionada diretamente pela Chefia da Polícia.
As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco – DINTEL. Os detalhes preliminares da referida operação serão divulgados às 10hs, no prédio da 26ª DESEC – Petrolina-PE. (Ascom)


Blog do BILL NOTICIAS

GLOBO MANDA BOLSONARO TRABALHAR E ASSUMIR O MANDATO


"Não se tem notícia de um presidente como Jair Bolsonaro, que tenha demorado tanto tempo para descer do palanque. Vitorioso numa campanha em que se valeu muito das redes sociais, território adequado a mensagens curtas, quase sempre agressivas, e de pouca reflexão, o presidente demonstra dificuldades em mudar o tom e passar a governar, o que implica, numa democracia, negociar", diz editorial do jornal da família Marinho, que também critica os milicianos digitais do bolsonarismo.
"O choque entre Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é fórmula infalível para o fracasso da reforma da Previdência e, consequentemente, de seu governo. Maia, desde a posse, por entender a importância das mudanças, se colocou ao lado do projeto. Porém, ele não pode acumular sua função com a de líder do governo na Casa, tampouco de ministro da Casa Civil, suposto coordenador político do Planalto", aponta o Globo, dando a entender que a única missão de Bolsonaro é mexer na Previdência.
"Bolsonaro diz que cumpriu sua missão ao enviar o projeto para a Câmara, e que agora é com Maia e os deputados. Engana-se. Pode ter ficado bem com suas bases ao patrocinar uma reforma previdenciária para os militares apenas como pretexto para aumentar soldos e benefícios. O melhor que os militares fazem é negociar com o Congresso o aperfeiçoamento do projeto, que, da maneira como está, apenas fortalece a resistência de castas do funcionalismo civil às mudanças. Queira ou não, o presidente será chamado a conversar. E que comece logo", cobram os Marinho. "Em reunião ontem pela amanhã, no Planalto, Bolsonaro contemporizou . Disse que o foco do governo é a reforma da Previdência e que deseja uma relação harmoniosa com o Legislativo. O risco agora são os tuítes."(247)


Blog do BILL NOTICIAS

Dr.Augusto Coelho afirma que recursos da Caixa para Apami ainda estão “em tratativas”

  Via:Carlos Britto

Ao contrário do divulgado por este Blog, os recursos de R$ 2 milhões da Caixa Econômica Federal para o Hospital Dom Tomás ainda não estão garantidos. A informação foi dada pelo próprio diretor-presidente da Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami), Dr.Augusto de Souza Coelho.
No último sábado (23) ele se reuniu com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, o qual veio a Petrolina conhecer o potencial econômico do município e anunciar futuros investimentos. A visita foi articulada pelo senador Fernando Bezerra Coelho. Na ocasião Guimarães aproveitou para conhecer as instalações do Dom Tomás. “Não é bem assim (a liberação dos recursos). Ainda estamos em tratativas”, ressaltou Dr.Augusto.

Blog do BILL NOTICIAS

SAKAMOTO: BOLSONARO QUER CELEBRAR 1964 PORQUE NÃO SABE COMO CONSTRUIR 2019

Dir.: Adriano Machado - Reuters

"É certo que Bolsonaro conseguiria nos levar de volta a 1964 – ou, pior, 1968. Mas ele consegue construir um 2019 que garanta dignidade à população no futuro? Daí, há três questões para refletir", diz o jornalista Leonardo Sakamoto em sua coluna no site UOL.
"Uma pessoa cunhada para a guerra é capaz de negociar pacificamente e resolver conflitos?", pergunta. 
Sakamoto faz outra reflexão. "Ele (Bolsonaro) propositadamente está deixando sua equipe entrar em combustão ou não faz ideia de como equilibrar os diferentes grupos que lhe dão suporte? O escritor e astrólogo Olavo de Carvalho, guru intelectual de Bolsonaro e família, ataca com insultos os ministros de origem militar e, principalmente, o vice, Hamilton Mourão, como parte da disputa interna de poder", afirma.
"O presidente, diante disso, permanece em silêncio e até o celebra em jantar – elevando as suspeitas de que muito do que o escritor diz representa aquilo que o presidente e a ala ideológica de sua equipe creem, mas não podem falar diretamente", acrescenta.
O jornalista questiona se Bolsonaro e "seus aliados ideológicos" realmente creem que a população acha que eles acreditam no que estão defendendo.
"Porque achar que o governo contará com 'pressão popular' para aprovar a Reforma da Previdência, do jeito que foi enviada ao Congresso Nacional, é mais hilário do que a piada do papagaio que foi crucificado por passar muito trote", continua.
"Na hora em que a população mais pobre entender a tungada que vai tomar com mudanças, como as que postergam o acesso ao salário mínimo do benefício para idosos em situação de miséria, dificultam a aposentadoria de trabalhadores rurais e endurecem pensões para viúvas e órfãos pobres, vai ter protesto nas ruas – mas contra o governo", complementa. "O presidente está no volante, mas parece que só quer engatar a ré". (247)
Leia a íntegra no Blog do Sakamoto


Blog do BILL NOTICIAS

Previsão de chuva para Petrolina e Juazeiro seguem por toda a semana



Fonte: G1
De acordo com o Climatempo, tem previsão de chuva durante toda a semana para as cidades vizinhas, as chances vão de 80% à 90%, com “sol e aumento de nuvens pela manhã e pancadas de chuva à tarde e à noite. A temperatura deve variar de 23º à 33º em Petrolina-PE e 21º à 33º em Juazeiro-BA.


Blog do BILL NOTICIAS

PAULO GUEDES FOGE DO DEBATE SOBRE PREVIDÊNCIA

Valter Campanato - Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes (Economia), desistiu de ir ao Congresso Nacional nesta terça-feira (26) para defender a Reforma da Previdência. "É melhor nem vir mesmo. Já tínhamos sugerido isso na semana passada", disse o líder do PP, Arthur Lira (AL) ao jornal Folha de S.Paulo. A desistência acontece em meio a problemas de articulação do governo Jair Bolsonaro com parlamentares, que reclamam de falta de diálogo.
Outras lideranças, como o PSDB e PR, também comemoraram, nos bastidores, o cancelamento da participação de Guedes.
Quem deve substituir o ministro na reunião é o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho.(247)


Blog do BILL NOTICIAS

Avianca Brasil encerra operações no Galeão-RJ, Petrolina-PE e Belém-PA a partir de abril

  Via: Vinicius de Santana
Companhia negocia com fornecedores de leasing sobre entrega de aeronaves

Em mais um passo para manter o trabalho, o compromisso com a sustentabilidade e continuidade de suas operações, em meio a recuperação judicial, a Avianca Brasil informa que a partir de abril encerrá suas bases no Galeão-RJ, em Petrolina-PE e Belém-PA. Sendo assim, a companhia passará a operar 26 aeronaves e 23 destinos já a partir do primeiro dia do próximo mês, deixando de lado todas operações, colaboradores e equipe de manutenção nestes três destinos.
Em nota enviada aos parceiros, a Avianca informa que está honrando o compromisso de transparência com “nossos maiores parceiros” ao informar sobre decisões e mudanças em suas operações, como podemos ver na íntegra a nota abaixo.(mercado&eventos)
Veja a nota da Avianca

Blog do BILL NOTICIAS

Polícia prende dupla com quinze armas que teriam como destino final cidade no norte da Bahia

Via:Carlos Britto
(Foto: Divulgação)

Um esquema de tráfico de armas entre regiões do interior da Bahia foi desarticulado pela Companhia Independente de Policiamento Especializado Semiárido (Cipe-Semiárido), na segunda-feira (25). Quinze armas foram interceptadas com os suspeitos Antônio Jesus dos Santos e Antônio Marcos Pedro dos Santos. Os materiais ilícitos saíram da cidade de Luís Eduardo Magalhães (oeste baiano) com destino final o município de Jacobina (no norte do estado).
Os PMs receberam uma denúncia do transporte dos armamentos e montaram barreiras entre as cidades de Barra e Xique-Xique. Quando a dupla criminosa tentou passar com um carro, foi abordada.
Dentro do automóvel foram apreendidos seis rifles (calibres 44, 38 e 22), sete pistolas (calibres 7.65, 38 e 32), duas espingardas, carregadores, munições, R$ 6 mil em espécie, coldres e celulares. O caso foi registrado na Delegacia Territorial de Xique-Xique.
Flagrante que com certeza vai possibilitar uma sequência de investigações, pois temos indícios das participações destes homens em outras atividades delituosas. A retirada dessas armas evitará crimes contra a vida e o patrimônio“, comemorou o comandante da Cipe-Semiárido, major Carlos Maltez.

Blog do BILL NOTICIAS