quarta-feira, 6 de março de 2019

Pelos menos 25 pessoas dizem ter sido furadas com seringas no Carnaval do Grande Recife

De acordo com a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES), todas as vítimas deram entrada 
no Hospital Correia Picanço

  Por: Portal FolhaPE
Pacientes foram furados com seringas durante o Carnaval
Pacientes foram furados com seringas durante o CarnavalFoto: Pixabay


Desde o Sábado de Zé Pereira (2), pelo menos 25 pessoas relataram terem sido furadas com seringas durante o Carnaval, de acordo com a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES). Todos os pacientes deram entrada no Hospital Correia Picanço, no bairro da Tamarineira, na Zona Norte do Recife. 

Segundo a nota divulgada pela secretaria nesta quarta-feira (6), as pessoas atendidas na unidade receberam a medicação utilizada na prevenção ao vírus HIV e foram liberadas após avaliação médica. Os pacientes também foram orientados a retornar ao hospital após 30 dias, para a conclusão do tratamento.
Por meio da nota, a secretaria informou ainda que “segundo os relatos repassados pela maioria das vítimas, as autoridades policiais não chegaram a ser acionadas”. A SES orientou os pacientes a procurarem os órgãos competentes para investigação das ocorrências.

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informa que, desde o último sábado (02.03) de Carnaval, os técnicos que monitoram os registros da saúde por meio do software Ambiente de Monitoramento de Risco (Amber) notificaram, no Hospital Correia Picanço (HCP), no Recife, a entrada de pessoas relatando terem sido furadas por seringas durante a folia de Momo. Até o início da manhã desta quarta-feira (06.03), foram notificadas cerca de 25 ocorrências semelhantes. Todos os pacientes, admitidos na unidade, referência estadual no tratamento de doenças infecto-contagiosas, passaram pela profilaxia pós-exposição (PeP), tratamento padrão usado na prevenção da infecção pelo HIV, e foram liberados após avaliação médica, com a orientação de retorno após 30 dias para conclusão do tratamento. A SES informa, ainda, que, segundo os relatos repassados pela maioria das vítimas, as autoridades policiais não chegaram a ser acionadas. Os pacientes foram orientados a procurar os órgãos competentes para investigação das ocorrências, já que as investidas podem ser tipificadas como crime.

Por fim, a SES destaca que os registros da saúde estão sendo monitorados, 24 horas por dia, no Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS), sala de situação instalada na sede da SES. Uma equipe de gestores acompanha as ações por meio de painéis situacionais, permitindo agilidade na compilação de dados, além de agrupar número de atendimentos e doenças de notificação compulsória. O trabalho funciona conectado às notificações do AMBER, que produz relatórios em tempo real com os dados gerados nos serviços de saúde.




Blog do BILL NOTICIAS

PERSEGUIÇÃO A LULA FAZ ELITE PASSAR O MAIOR VEXAME DE SUA HISTÓRIA

Ricardo Stuckert


Ser brasileiro nos dias atuais significa ser governado por um presidente insano, comprovadamente incapacitado para o cargo, que publica vídeos obscenos nas redes sociais e escandaliza correspondentes de jornais de todo o mundo. 
O carnaval deste ano deixou claro para o Brasil e para o mundo que Jair Bolsonaro não apresenta o decoro exigido para o cargo de Presidente da República, depois que o capitão reformado, alvo de intensas manifestações de repúdio pelos quatro cantos do País, divulgou para mais de três milhões de pessoas pelo Twitter, cena de um homem enfiando o dedo no próprio ânus e sendo urinado por outro homem (leia mais).
O vídeo de conteúdo impróprio feriu as regras do Twitter, foi assistido por crianças, e levou a oposição a questionar até as faculdades mentais de Bolsonaro. "Não podemos descartar a possibilidade de solicitar um teste de sanidade mental", disse o líder do PT, Paulo Pimenta. 
Para o jurista Miguel Reale Júnior, um dos autores do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, afirma que Bolsonaro pode ser enquadrado na lei 1.079 de 1950, que diz que é crime contra a probidade na administração pública"proceder de modo incompatível com a dignidade, a honra e o decoro do cargo" (leia mais).
Jair Bolsonaro, entretanto, só é o presidente que envergonha o Brasil no mundo porque a elite do atraso se uniu para depor ilegalmente a presidente Dilma Rousseff, num impeachment sem comprovação de crime de responsabilidade; prender também ilegalmente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deixou o governo com 87% de aprovação popular, a mais alta da história, com a única finalidade de tira-lo da disputa eleitoral; e de sabotar a candidatura do seu substituto, Fernando Haddad. 
Se com Lula o Brasil era um dos países mais respeitados do mundo, com Bolsonaro o País passa a ser a piada de mau gosto internacional.247


Blog do BILL NOTICIAS

CONGRESSISTAS AMERICANOS COBRAM RESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS NO BRASIL

Jeff Chiu

247
Em carta endereçada do Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, 30 congressistas americanos alertam sobre a ameaça da agenda do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, contra os LGBT, trabalhadores, mulheres e políticos de oposição e se mostram extremamente preocupados com o futuro da democracia no Brasil.
No documento (leia a íntegra aqui), os congressistas afirmam ainda que a democracia brasileira já estava em risco antes mesmo de Bolsonaro tomar posse e que deveria ser preocupante para todos aqueles que se importam com a democracia no Brasil que o atual presidente só foi eleito após a impugnação e a prisão do ex-presidente Lula, que até então era o líder nas pesquisas da eleição presidencial. 
"Estamos profundamente desapontados que - longe de demonstrar a preocupação dos Estados Unidos com os direitos humanos no Brasil - o governo norte-americano tem feito declarações públicas louvando Bolsonaro", lamentam ainda os congressistas.


Blog do BILL NOTICIAS

Bolsonaro diz que não pretendia criticar Carnaval ao publicar vídeo obsceno

'Não houve intenção de criticar o carnaval de forma genérica', diz texto de nota divulgada 
pelo Palácio do Planalto

  Por: Folhapress
Bolsonaro
BolsonaroFoto: Isac Nóbrega/PR


Depois de publicar vídeo polêmico e ser criticado, o presidente Jair Bolsonaro disse por meio de nota que não pretendia criticar o Carnaval de forma genérica. "Não houve intenção de criticar o carnaval de forma genérica, mas sim caracterizar uma distorção clara do espírito momesco, que simboliza a descontração, a ironia, a crítica saudável e a criatividade da nossa maior e mais democrática festa popular", diz texto divulgado nesta quarta-feira (6) pelo Palácio do Planalto.

A nota foi divulgada no início da noite desta quarta após o presidente ter usado sua conta oficial do Twitter na terça (5) para divulgar um vídeo em que um homem aparece dançando sobre um ponto de táxi após introduzir o dedo no próprio ânus. Na sequência, surge outro rapaz que urina na cabeça do que dançava.
O presidente diz que a cena escandalizou o país e que se trata de um crime, sem especificar qual. "É um crime, tipificado na legislação brasileira, que violenta os valores familiares e as tradições culturais do carnaval", diz o texto.

Em sua publicação, Bolsonaro diz ainda que não se sente "confortável em mostrar", mas argumenta que tem "que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conslusões [conclusões]". Inicialmente, a assessoria de imprensa disse que não iria se manifestar sobre o caso por se tratar de conta pessoal de Bolsonaro.

Na manhã de quarta ele voltou à rede enquanto a hashtag "goldenshowerbolsonaro" era um dos assuntos mais comentados na rede social no Brasil. O presidente fez um post indagando "o que é golden shower?". Golden shower é o nome popular -em inglês- para o fetiche de urinar na frente de um parceiro ou sobre ele. Novas críticas vieram de oposicionistas e de apoiadores.

Entre os usuários, alguns criticaram o dirigente por ele ter sido o responsável por compartilhar imagens com conteúdo pornográfico, levando esse tipo de mensagem a chegar a crianças e menores. Bolsonaro se elegeu, entre outras bandeiras, por defender o fim da educação sexual nas escolas. Por meio da bandeira do projeto Escola sem Partido, o presidente diz com frequência que governos de esquerda promoviam a erotização das crianças. 

Confira a íntegra da nota:
"A respeito de publicação realizada na conta pessoal do Presidente da República, em 5 de março, convém esclarecer que:

- No vídeo, postado pelo Sr Presidente da República em sua conta pessoal de uma rede social, há cenas que escandalizaram, não só o próprio Presidente, bem como grande parte da sociedade.

- É um crime, tipificado na legislação brasileira, que violenta os valores familiares e as tradições culturais do carnaval.

- Não houve intenção de criticar o carnaval de forma genérica, mas sim caracterizar uma distorção clara do espírito momesco, que simboliza a descontração, a ironia, a crítica saudável e a criatividade da nossa maior e mais democrática festa popular."



Blog do BILL NOTICIAS

Justiça determina leilão do Grande Hotel de Juazeiro

   Via:Carlos Britto
Grande Hotel de Juazeiro. (Foto: Reprodução)

O Grande Hotel de Juazeiro (BA) deve ir a leilão na próxima segunda-feira (11). As ofertas serão abertas amanhã (7), com lance inicial de R$ 13.684.000,00. (Confira o edital aqui e aqui)
O leilão será presencial e eletrônico, por determinação da 3ª Vara da Justiça Federal em Salvador. As ofertas podem ser feitas no site https://www.brandelleiloes.com.br/lotes/211-01-hotel-de-juazeiro/. O requerimento é da empresa TGF Arquitetos Ltda e a Bahiatursa fez a solicitação.
Localizado na Rua José Petitinga, nº 466, Bairro Santo Antônio, área central de Juazeiro, o hotel tem uma área de 11.983,75m², juntamente com as edificações e benfeitorias existentes, com 54 apartamentos.

Blog do BILL NOTICIAS

Cuidado, tem cédulas falsas na região.Policia prende homem com dinheiro falso em Petrolina

  Via:Vinicius de Santana

A Polícia Militar, sediada  em  Petrolina,  prendeu na madrugada dessa quarta-feira (6) elemento que estava repassando cédulas falsas durante os festejos carnavalesco.
Na investigação,  os policiais  apreenderam oito cédulas de R$ 50,00 falsificadas com o suspeito. O elemento foi conduzido à Polícia Federal de Juazeiro (BA), onde foi autuado em flagrante.


Blog do BILL NOTICIAS

DANIELA MERCURY RESPONDE BOLSONARO: POSSO IR ATÉ BRASÍLIA TE EXPLICAR COMO FUNCIONA A LEI ROUANET


Depois de ser atacada, junto com Caetano Veloso, por Jair Bolsonaro por conta da música 'Proibido o Carnaval', que faz críticas à censura e defende a liberdade de expressão, a cantora Daniel Mercury divulgou um longo comunicado em resposta ao presidente. Nele, a artista pede "respeito" pelo que é e pelo que representa e se propõe a ir até Brasília explicar a ele, com sua esposa, como funciona a Lei Rouanet.
Em uma postagem no Twitter, Bolsonaro se referiu a Daniela Mercury e a Caetano Veloso, que estão entre os maiores artistas brasileiros, como "dois 'famosos'" e disse que, com a música "Proibido o Carnaval", os dois estavam acusando o governo Bolsonaro "de querer acabar com o Carnaval". "A verdade é outra: esse tipo de 'artista' não mais se locupletará da Lei Rouanet", respondeu.
"Mereço respeito pelo que sou, pelo que represento e pelo que faço constantemente pela sociedade brasileira em diversas causas, não apenas na arte. Reitero aqui a minha disposição de conversar com o senhor e com sua equipe sobre a lei Rouanet. Se assim desejar, irei com minha esposa, que é também minha empresária, até Brasília para conversar com o senhor sobre o assunto. Abraços e feliz carnaval", escreve Daniela.247
Leia a íntegra:
"Sr. Presidente, sinto muito que não tenha compreendido a canção 'Proibido o Carnaval', que defende a liberdade de expressão e é claramente contra a censura. Mas acho que isso nem vem ao caso aqui porque percebo que há uma distorção muito grave sobre a lei Rouanet. Parece que ela ainda não foi compreendida. Por isso, me coloco à disposição para explicar como funciona o passo a passo dessa lei. E aproveito para tranquilizá-lo. Usei muito pouco de verba pública de impostos da lei Rouanet em cada projeto que tive aprovado. Para que o senhor entenda, cada desfile de trio sem cordas (sem cobrança de ingresso, de graça para os foliões), custa cerca de 400 mil reais. Em 20 anos, Eu tive apoio (TUDO DENTRO DA LEI) de cerca de um milhão de reais de verba de impostos da lei rouanet. 1 milhão em 20 anos, ressalto!!! Dá cerca de 50 mil reais por ano, se assim dividirmos. Considere, sr. Presidente, que eu comecei o movimento de trios sem cordas, de graça para o público, há 21 anos. Eles custaram, por baixo, cerca de 10 milhões de reais! Se tive cerca de 1 milhão de verba pública nesses 20 anos, isso significa que o restante (9 milhões) paguei ou do MEU BOLSO diretamente ou com o patrocínio de empresas privadas. Em 35 anos de carreira, fiz muitas apresentações de graça no Brasil, bancadas do meu bolso. Essa fake news sobre a lei Rouanet criada na eleição não pode continuar sendo usada para desmerecer o trabalho sofrido e suado dos artistas brasileiros. A arte, além de tudo, tem um valor imensurável e o retorno do nosso trabalho para a sociedade, para o turismo, pra a economia é gigante. Para que compreenda melhor, apenas com 1 ano do sucesso 'O Canto da Cidade' (uma música "famosa" minha), Salvador ganhou 500 mil turistas a mais. Mais um exemplo: eu tenho cerca de 50 milhões de reais de retorno de mídia espontânea em cada carnaval de Salvador. Esse retorno, a partir de minhas apresentações (6 horas por dia cantando e dançando sem parar nem para comer – somadas a mais 5 horas prévias de preparação – e mais 2 horas pós apresentação para recuperação da voz e do corpo – durante 6 dias seguidos) traz uma valorização gigantesca para a imagem da cidade, do Estado e do país. Tudo isso estimula o turismo e turbina a economia. Tenho visto que estimular o turismo é um objetivo do senhor. Não se engane: trabalhamos muito. Quando se ataca a arte de um país, quando se ataca os "artistas" brasileiros, se ataca a alma do povo desse país. Mereço respeito pelo que sou, pelo que represento e pelo que faço constantemente pela sociedade brasileira em diversas causas, não apenas na arte. Reitero aqui a minha disposição de conversar com o senhor e com sua equipe sobre a lei Rouanet. Se assim desejar, irei com minha esposa, que é também minha empresária, até Brasília para conversar com o senhor sobre o assunto. Abraços e feliz carnaval."
Daniela Mercury Verçosa


Blog do BILL NOTICIAS

Turista alemão morre durante voo de São Paulo para Recife

Falecimento ocorreu por volta das 18h20 dessa terça

Por: Portal FolhaPE
Horst Gerard Elsner
  Horst Gerard Elsner
Foto: reprodução 


Um turista alemão de 61 anos morreu durante o voo São Paulo-Recife no início da noite dessa terça-feira (5). O turista Horst Gerard Elsner passou mal e faleceu por volta das 18h20 dentro da aeronave da Latam. Ao pousar no Recife, o corpo foi levado para investigação pela Polícia Federal.

Segundo relatos dos passageiros à PF no Recife, o turista, que viajava ao lado de uma amiga polonesa, começou a passar a mal e foi atendido por uma médica e enfermeiros que se encontravam no avião, porém não resistiu e faleceu. 

Segundo a PF, o corpo do alemão passará por perícia tanatoscópica que apontará a causa da morte. Caso a conclusão seja causas naturais, a investigação será encerrada, mas, se "o motivo tiver conotação criminosa, a PF à frente das investigações em virtude do episódio ter ocorrido à bordo de uma aeronave" segundo explica a Polícia Federal em nota.



Blog do BILL NOTICIAS

CNBB lança Campanha da Fraternidade 2019 em Brasília (DF)nesta quarta(06)

Via:Vinicius de Santana

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) abre oficialmente na quarta-feira de cinzas, 6/3, a Campanha da Fraternidade (CF) 2019 com o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27). O lançamento acontecerá na sede provisória da entidade em Brasília (DF).
Nesta Campanha, a ser desenvolvida mais intensamente no período da Quaresma, a Igreja Católica buscará chamar a atenção dos cristãos para o tema das políticas públicas, ações e programas desenvolvidos pelo Estado para garantir e colocar em prática direitos que são previstos na Constituição Federal e em outras leis. Além disso, a
Nesta CF 2019, a Igreja no Brasil pretende estimular a participação dos cristãos em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais da fraternidade.  O texto-base da campanha, que será distribuído aos jornalistas na abertura, descreve, entre outros tópicos, sobre o ciclo e etapas de uma política pública e faz a distinção entre as políticas de governo e as políticas de Estado, bem como apresenta os canais de participação social, como os conselhos previstos na Constituição Federal de 1988.
Todos os anos, a CNBB apresenta a CF como caminho de conversão quaresmal. É uma atividade ampla de evangelização que pretende ajudar os cristãos e pessoas de boa vontade a vivenciarem a fraternidade em compromissos concretos, provocando, ao mesmo tempo, a renovação da vida da Igreja e a transformação da sociedade, a partir de temas específicos. Em 2019, a Conferência convida todos a percorrer o caminho da participação na formulação, avaliação e controle social das políticas públicas em todos os níveis como forma de melhorar a qualidade dos serviços prestados ao povo brasileiro.


Blog do BILL NOTICIAS

EM PLENO CARNAVAL, BOLSONARO ATACA CAETANO E DANIELA MERCURY



247
 Depois de atacar a Educação, Bolsonaro volta agora suas baterias no Carnaval contra os artistas do país, as artes e a cultura nacional. Num tweet na manhã desta terça-feira de Carnaval (5), ele atacou com violência Caetano Veloso e Daniela Mercury afirmando que eles sequer são artistas e acusou-os falsamente de viveram às custas da Lei Rouanet: "Esse tipo de 'artista' não mais se locupletará da Lei Rouanet". O presidente da República referiu-se a dois dos mais relevantes artistas do país como "dois 'famosos'". É uma retaliação ao videoclipe "Proibido o Carnaval" lançado no início de fevereiro.
No seu tweet, Bolsonaro divulga a gravação de um artista cujo nome é omitido com uma marchinha de ataque aos dois artistas e que começa com o cantor anunciando: "Essa marchinha vai para o nosso querido Caetano Veloso e nossa querida Daniela Mercury... chupa!". O refrão da marchinha é o ataque mentiroso aos dois: "Ê ê ê ê ê, tem gente ficando doida sem a tal Lei Rouanet". 
Dois “famosos” acusam o Governo Jair Bolsonaro de querer acabar com o Carnaval. A verdade é outra: esse tipo de "artista" não mais se locupletará da Lei Rouanet. ASSISTA:
16,6 mil pessoas estão falando sobre isso

O ataque de Bolsonaro é uma retaliação bolsonarista ao videoclipe, "Proibido o Carnaval", que os dois lançaram no início de fevereiro. Numa música que mistura ritmos e cores carnavalescas, o vídeo retrata uma festa repleta de convidados e dançarinos de ambos os sexos. O ritmo é frenético, alegre e o vídeo é sensual. Daniela e Caetano beijam-se, assim como vários dançarinas e dançarinos de todos os sexos, com beijos entre todos.
O vídeo termina com uma homenagem a Jean Wyllys, que desistiu de seu mandato e exilou-se depois de mais de um ano de ameaças de morte dos bolsonaristas: ""Dedico este videoclipe ao meu amigo amado e incansável guerreiro Jean Wyllys. Estamos te esperando de volta: o Carnaval não está proibido! Axé!!!".
A letra de "Proibido o Carnaval" faz uma crítica bem humorada a todo ideário bolsonarista quanto aos direitos civis e à moral social, com uma referência direta à declaração da ministra Damares Alves (da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) para quem meninos deve vestir azul e as meninas, rosa. Cantaram Daniela e Caetano: "Vai de rosa ou vai de azul?".
Leia a letra e veja a seguir o videoclipe de "Proibido o Carnaval":
Está proibido o Carnaval
Nesse país tropical
Está proibido o Carnaval
Nesse país tropical
Tô no meio da rua, tô louca
Tô no meio da rua sem roupa
Tô no meio da rua com água na boca
Vestida de rebeldia, provocando a fantasia
Tô no meio da rua, tô louca (hum)
Tô no meio da rua sem roupa (ah é)
Tô no meio da rua com água na boca
Vestida de fantasia, provocando a rebeldia
Minha alma não tem tampinha
Minha alma não tem roupinha
Minha alma não tem caixinha
Só tem asinha
Minha alma não tem tampinha
Minha alma não tem roupinha
Minha alma não tem caixinha
Minha alma só tem asinha
A mulherada comandando a batucada
O trio elétrico cantava, libertando a multidão
Frevo fervando no Galo da Madrugada
Pernambuco não parava de fazer revolução
Filhos de Gandhi, o afoxé na resistência
O Caboclo era soldado no Brasil da Independência
No crocodilo, Stonewall, estou aqui
No carnaval beijando free
Salvador é a nova Grécia
 
Quilombola, Tupinambá
O corpo é meu, ninguém toca
Vatapá, caruru
Iemanjá lá no sul
Vai de rosa ou vai de azul?
Abra a porta desse armário
Que não tem censura pra me segurar
Abra a porta desse armário
Que alegria cura, venha me beijar
Abra a porta desse armário
Que não tem censura pra me segurar
Abra a porta desse armário
Que alegria cura, venha me beijar
Está proibido o Carnaval
Nesse país tropical
Está proibido o Carnaval
Nesse país tropical
Tô no meio da rua, tô louca (tá louca?)
Tô no meio da rua sem roupa (uau)
Tô no meio da rua com água na boca
Vestida de rebeldia, provocando a fantasia
Minha alma não tem tampinha
Minha alma não tem roupinha
Minha alma não tem caixinha
Minha alma só tem asinha
Minha alma não tem tampinha
Minha alma não tem roupinha
Minha alma não tem caixinha
Minha alma só tem asinha
A liberdade, a Caetanave, a Tropicália
O povo de Maracangalha sai dançando o meu axé
O samba ensina, o samba vence a violência
O samba é a escola de quem ama esse país como ele é
Eu falei: Faraó, e ninguém respondeu
Quem come aqui sou eu, Romeu
Libera a libido
Forró em Caruaru, é?
Vai de rosa ou vai de azul?
Abra a porta desse armário
Que não tem censura pra me segurar
Abra a porta desse armário
Que alegria cura, venha me beijar
Abra a porta desse armário
Que não tem censura pra me segurar
Abra a porta desse armário
Que alegria cura, venha me beijar
Está proibido o Carnaval
Nesse país tropical
Está proibido o Carnaval
Nesse país tropical
Axé, axé, axé, axé, axé (proibido? Tá proibido proibir)
Axé (axé), axé (axé), axé, axé, axé, axé!
Ficou safada



Blog do BILL NOTICIAS

BOLSONARO QUEBRA DECORO E PUBLICA VÍDEO OBSCENO

REUTERS/Adriano Machado

247
Acredite se quiser, mas Jair Bolsonaro postou um vídeo obsceno para seus 3,45 milhões de seguidores no twitter. "Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conslusões", escreveu o presidente do Brasil.
Bolsonaro parece incomodado com o fato de ter virado o grande alvo dos brasileiros neste carnaval e também pelo slogan "Ei, Bolsonaro, VTNC" ser o grande hit da festa. Com o gesto que quebra o decoro presidencial, ele também sinaliza a intenção de se posicionar como um defensor da moral e dos bons costumes, embora seu governo esteja coalhado de escândalos.
Abaixo, o tweet presidencial:
Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conslusões:
37,2 mil pessoas estão falando sobre isso





Blog do BILL NOTICIAS