sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Facebook anuncia vazamento de fotos de até 6,8 milhões de usuários


Em comunicado, Tomer Bar, diretor de engenharia do Facebook afirma que o problema esteve no ar entre 13 e 25 de setembro deste ano.
A falha foi corrigida, segundo a empresa. No entanto, nesse intervalo de 12 dias, aplicativos de terceiros que funcionam no site tiveram acesso “mais amplo que o normal” às fotos, ainda segundo o Facebook.
Via de regra, os desenvolvedores desses apps que se comunicam com a rede social têm acesso apenas a fotos postadas como públicas nos perfis.
Com a falha, no entanto, o Facebook diz ter concedido acesso também a fotos publicadas no sistema de stories (aquelas que se apagam após 24h) e, inclusive, a imagens que nem chegaram a circular na rede –por exemplo, quando um usuário prepara o conteúdo, mas desiste antes de apertar o botão de compartilhar.
“Acreditamos que isso pode ter afetado 6,8 milhões de usuários e até 1.500 aplicativos de 876 desenvolvedores diferentes”, afirmou a rede social. Segundo relatórios da empresa, o Facebook possui mais de 2 bilhões de usuários ativos por mês, 127 milhões deles no Brasil.
A plataforma lamentou o ocorrido e afirmou que no começo da próxima semana irá disponibilizar uma ferramenta para que os desenvolvedores possam analisar quem foi afetado pelo problema e que irá trabalhar para que as fotos sejam deletadas.
Os usuários potencialmente afetados por esse vazamento deverão receber um alerta na rede social nos próximos dias.
PROBLEMA RECENTE
Em setembro, o Facebook anunciou que invasores roubaram os chamados “tokens de acesso” de 50 milhões de contas. Como medida de segurança, na época, 90 milhões de contas foram deslogadas -ou seja, pessoas que entravam no site de modo automático (sem incluir a senha), foi desconectado.
Com esses tokens de acesso, informações que ficam armazenadas no computador e permitem esse acesso sem digitar as credenciais, hackers têm total controle sobre as contas -podem ver mensagens e álbuns privados, por exemplo. Com informações da Folhapress. (Notícias ao Minuto)

Blog do BILL NOTICIAS

Homem é assassinado próximo a posto de combustíveis na Orla de Petrolina

  Via:Carlos Britto
(Foto: Ilustração)


Um assassinato foi registrado em Petrolina, na madrugada de hoje (14). De acordo com informações, o crime aconteceu na orla. A vítima seria um homem em situação de rua, que ficava no semáforo ao lado de um posto de combustíveis, na Avenida Cardoso de Sá.
Golpeado com arma branca (supostamente faca), a vítima veio a óbito no local. O suposto autor do crime teria sido preso, mas o Blog não conseguiu confirmar essa informação junto à Polícia Civil.

Blog do BILL NOTICIAS

‘Mais Médicos’ afeta os postos de saúde de Pernambuco


A conhecida metáfora do cobertor curto, que quando protege os pés deixa a cabeça para fora, aplica-se com perfeição ao cenário do atendimento em saúde para os municípios. Muitos médicosestão encerrando os contratos com as prefeituras atraídos pelos salários mais altos oferecidos pelo Programa Mais Médicos. Essa migração já resultou na rescisão de vínculo de 197 profissionais apenas em Pernambuco, abrindo uma lacuna nas redes municipais, que já enfrentam históricas deficiências.
O programa Mais Médicos contava em Pernambuco com 437 vagas destinadas aos profissionais cubanos, que foram embora após o país caribenho anunciar o rompimento do contrato, em virtude das declarações do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que criticou o acordo de cooperação, a forma de execução e o governo cubano. O Ministério da Saúde então abriu chamada para o cadastramento de médicos brasileiros. “Muitos médicosdaqui estão aderindo ao programa agora pelos salários mais atraentes. Eles recebem em média R$ 11 mil, sem descontos, porque trata-se de uma bolsa. Então, estão dando prioridade aoprograma, deixando os postos nas prefeituras. Não há como competir”, afirmou o secretário administrativo do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco (Cosems-PE), Arthur Belarmino Amorim, titular da pasta na cidade de Afogados da Ingazeira, Sertão do Pajeú.
O prazo para o cadastramento de novos profissionais para o Mais Médicos acaba hoje. Segundo o assessor da presidência do Cosems, Paulo Dantas, o último levantamento apontava para 313 pedidos de cadastro. “Na quarta-feira contávamos com 143 requisições já homologadas”, disse Dantas. Ele revelou que a diretoria do Cosems irá se reunir na próxima semana, para avaliar quantas vagas ficaram abertas e quais os caminhos para as secretarias municipais de saúde. “É uma situação difícil, porque tanto as prefeituras quanto as populações vão sofrer com tantas ausências”, afirma.O último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde indicou que o programa recebeu 36.490 inscrições. Destas, 8.411 já escolheram a cidade onde pretendem atuar. Ainda estão abertas 106 vagas em 29 localidades para as próximas etapas da convocação, a maior parte delas (86 vagas), no Estado do Amazonas. Também restaram 20 vagas no Amapá e no Pará. Do total de vagas não preenchidas, 63 estão em distritos sanitários especiais indígenas. Somente no Dsei Alto Solimões, ainda há 22 vagas; no Alto Rio Negro, sobraram 11 vagas. Ambos ficam no estado do Amazonas.
Na próxima segunda-feira será feito um novo balanço das vagas disponíveis, incluindo a soma das desistências verificadas até dia 14 e as vagas para as quais não houve inscritos. Nos dias 18 e 19, os médicos com registro no País terão mais uma chance para escolher vagas nos municípios que ainda estiverem disponíveis. Por meio da assessoria de imprensa, o Ministério da Saúde também informou que, caso haja muitas desistências e as vagas não sejam preenchidas, serão feitas novas chamadas até que se complete o quadro de vagas do programa(Folha PE)

Blog do BILL NOTICIAS

GLOBO REFORÇA GUERRA CONTRA FAMÍLIA BOLSONARO


247
O Grupo Globo decidiu partir para cima da família Bolsonaro e estampou logo cedo a manchete que denuncia fraudes em depósitos na conta bancária de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro. A operação de cerco aos Bolsonaro começou na terça-feira, conforme apontou matéria do 247, em que todos os veículos do Grupo de Mídia destacaram o escândalo rastreado pelo Coaf. Os depósitos mensais, repetidos e de valores idênticos, feitos em dinheiro vivo, somaram R$ 55 mil, de acordo com a reportagem do jornal O Globo.
Segundo a reportagem, "a conta bancária de Fabrício Queiroz , ex-assessor do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), recebeu depósitos mensais de valores idênticos ou semelhantes feitos sempre nas mesmas agências bancárias e em dinheiro vivo, mostra um cruzamento de dados do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) feito pelo GLOBO. Somadas, as operações repetidas chegam a R$ 55,5 mil entre janeiro e dezembro de 2016."
A matéria acrescenta que "o relatório do Coaf apontou movimentações suspeitas feitas por servidores e ex-servidores da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) . Por si só, não configuram um ilícito. Porém, a documentação foi anexada pela força-tarefa da Lava-Jato do Rio na ação da Operação Furna da Onça, que prendeu sete deputados estaduais em novembro."
O Coaf tipifica a movimentação financeira dos assessores listados como "atípica". O órgão afirma que "foi identificada a realização de operações fracionadas em espécie". Dentre as operações, estão 59 repasses em dinheiro vivo a Queiroz, que totalizam R$ 216 mil.
Ainda segundo o Coaf, o valor que mais se repete é bastante específico: em 7 meses a conta recebeu depósitos de R$ 1.771 realizados na agência 0532 do Banco Itaú, na Rua Jardim Botânico. Os depósitos  foram feitos sempre no mesmo dia ou dias depois do pagamento de servidores da Alerj.

Blog do BILL NOTICIAS

Cirurgia de Bolsonaro é marcada para 28 de janeiro

A confirmação veio nesta quinta (13), logo após Bolsonaro passar por consulta médica de rotina 
no Hospital Albert Einstein
  Por: Folhapress
Presidente eleito, Jair Bolsonaro


A cirurgia de fechamento da colostomia a que o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), se submeterá foi agendada para o dia 28 de janeiro, segundo o cirurgião Antônio Macedo, que o acompanha.

A confirmação veio nesta quinta (13), logo após Bolsonaro passar por consulta médica de rotina no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Inicialmente, o procedimento tinha sido planejado para a última quarta (12), mas foi adiado no mês passado após exames detectarem uma inflamação no peritônio (membrana que recobre as paredes do abdômen e a superfície dos órgãos digestivos) e um processo de aderência entre as alças intestinais.

O fechamento da colostomia -ou reconstrução do trânsito intestinal- consiste em abrir novamente o abdome e religar as alças do intestino grosso para que o trânsito intestinal volte ao normal e o paciente deixe de usar a bolsa coletora de fezes.
Segundo Macedo, a expectativa é que, após a cirurgia, Bolsonaro fique no hospital de cinco a sete dias, até que o intestino começar a funcionar (em geral, após dois ou três dias) e que ele possa se alimentar normalmente.

Outra alternativa, segundo o médico, é manter o presidente eleito em São Paulo por mais cinco dias até a retirada dos pontos cirúrgicos, o que deve ocorrer entre o 10º e 12º dia após a operação. Ao todo, a previsão é que o tempo de recuperação mínimo seja de 15 dias.

Segundo Macedo, os riscos envolvidos são os inerentes a toda cirurgia, mas muito menores em relação à operação realizada em 12 de setembro, quando Bolsonaro apresentava peritonite grave, com grande contaminação e obstrução intestinal. "Mas sempre existem riscos em qualquer tipo de cirurgia", diz Macedo.

Entre as complicações mais frequentes estão infecções, hérnias, fístulas (abertura da emenda e extravasamento de conteúdo fecal para fora ou para dentro da cavidade abdominal) e obstruções (fechamento da área da emenda causando dificuldade da passagem do conteúdo fecal).

Pelo fato de o presidente eleito já ter sido submetido a duas cirurgias anteriores, não será possível fazer o procedimento por meio de técnicas menos invasivas, como a videolaparoscopia ou a robótica.

Bolsonoro se submeteu à primeira cirurgia em 6 de setembro, data em que foi esfaqueado, e sofreu três perfurações no intestino delgado e uma no intestino grosso.

Foi feita uma colostomia para isolar as áreas lesionadas da passagem de fezes, diminuindo, assim, o risco de infecções. O intestino foi completamente separado para que uma das pontas ficasse exteriorizada até a pele para a saída de fezes na bolsa coletora.

Em 12 de setembro, ele passou por uma segunda cirurgia de emergência para corrigir uma obstrução intestinal causada por aderência das alças intestinais.



Blog do BILL NOTICIAS

Dilma é submetida a cirurgia no coração em São Paulo

De acordo com a assessoria de Dilma e com o médico Roberto Kalil, que acompanha a ex-presidente

  Por: Folhapress
Dilma Rousseff foi submetida com sucesso a um cateterismo


A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foi internada na última terça-feira (11) no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para um cateterismo cardíaco seguido de uma angioplastia.

De acordo com a assessoria de Dilma e com o médico Roberto Kalil, que acompanha a ex-presidente, o exame já estava programado.

O cateterismo cardíaco verifica o funcionamento do coração e a presença de eventuais entupimentos nas artérias.
Após o exame, a ex-presidente foi submetida a uma angioplastia-cirurgia feita para desentupir artérias-, realizada com sucesso.

Dilma teve alta na manhã desta quinta-feira (13) e já seguiu para sua casa, em Porto Alegre.



Blog do BILL NOTICIAS

O BRASIL ESTÁ SOB AMEAÇA, DIZ BRESSER EM LANÇAMENTO DE MANIFESTO


Gabriel Valery, da Rede Brasil Atual - Há 50 anos, o regime ditatorial civil-militar, que alcançara o poder por meio de um golpe quatro anos antes, em 1964, dava seu passo mais sombrio com o Ato Institucional Número Cinco, o AI-5. Naquele 13 de dezembro, a força da ditadura fechou o Congresso, cassou parlamentares, demitiu funcionários públicos, suspendeu habeas corpus e quaisquer garantias constitucionais. O resultado foi a institucionalização da tortura e da censura no país.
A data foi lembrada com um grande ato na Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco, em São Paulo. Lideranças, artistas, intelectuais e ministros de todos os governos após a redemocratização assinaram o Manifesto em Defesa da Democracia. O que era para ser uma noite de respeito e memória acabou se tornando em um ato de resistência. Isso porque aqueles que usaram do microfone, foram unânimes em alertar para os perigos que rondam novamente o Brasil.
Perigos que ascenderam com a extrema-direita e resultaram na eleição de Jair Bolsonaro que, abertamente, defende a ditadura e a tortura. "Estamos aqui porque sentimos que o Brasil está sob ameaça", declarou o economista Luiz Carlos Bresser-Pereira, que foi ministro durante os governos de José Sarney e Fernando Henrique Cardoso. "Brasileiros estão sob ameaça. A democracia está sob ameaça. Os direitos humanos, o meio ambiente, as mulheres, os homossexuais, os negros. Toda a nação está sob ameaça", completou.
"Estamos vendo isso claramente e contra isso nos levantamos. Estamos firmes, juntos, em favor da democracia e da nação", disse. Para o economista, o país chega a este ponto como parte de uma conjuntura internacional. "Há 40 anos, o mundo deu a virada do neoliberalismo. Uma ideologia absolutamente violenta, antissocial e autoritária que pretendeu reformar o mundo a partir da ideia de competição. Ignoraram a solidariedade, o trabalho comum e o auxílio mútuo. Aqui vimos, de repente, o ódio."
Neste ponto, Bresser-Pereira se alinha com o discurso de união, que comandou o evento. Com iniciativas como essa, cresce a ideia da formação de uma aliança democrática formada por indivíduos com diferentes ideologias, mas que não desejam perder a liberdade e seus direitos civis, sociais, políticos e ambientais. O professor de ciência política da USP André Singer falou sobre o tema. "Acho que este é um passo de unidade", disse.
"Essa é a primeira grande resposta depois dessa difícil eleição que ameaça a democracia. Esse é o primeiro passo de uma luta que será longa. Devemos juntar todos os que são a favor da democracia sem pedir atestado para ninguém, acolhendo com toda a generosidade. Essa será a única forma de construir uma nova maioria que vai garantir a permanência da democracia no Brasil e os avanços sociais que tanto precisamos", completou.
Para o ex-chanceler Celso Amorim, a unidade é a resposta necessária para o momento histórico. "Temos pela frente um desafio complexo. A frente ampla é a saída. Não será fácil, há sutilezas. Os adversários ganharam as eleições. Entre outras coisas, perdemos o discurso racional na direita e na esquerda. Isso foi trocado por pinçadas emocionais que apelam para o medo e o ódio. A luta é para retomar a racionalidade."
O terror
O ato foi comandado pela jornalista Eleonora de Lucena, que abriu a noite classificando o AI-5 como "um regime de terror de Estado". Sobre esse terror, falou a também jornalista Rose Nogueira, que foi presa política após o aprofundamento da ditadura, ou o golpe dentro do golpe, como alguns comentavam. "Fico grata de estar aqui hoje. Quem passou por prisão política se questionou se chegaria até aqui", disse.

"No dia 13 de dezembro de 1968, eu era uma jovem repórter na Folha da Tarde. No dia eu preparava uma matéria sobre o significado deste dia para os católicos. É o dia de Santa Luzia, dia dos olhos, dia da luz. Fiquei sabendo do ato e fui para a redação. Lá, tinha uma mesa nova com um homem de cabeça baixa. O dia foi de desespero, era o censor. A partir dali, começamos com as receitas de bolo. Passamos anos com censura prévia", disse.
O pior, entretanto, viria um ano depois. "Em 1969 fui presa junto de outros companheiros do jornal. Eu tinha um bebê de um mês. Digo para quem pede por ditadura ou diz que a tortura não existiu, que eu carrego uma sequela perpétua. Depois daquilo nunca mais pude ter filhos. Me deram uma injeção para que eu parasse de dar leite, porque isso atrapalhava o desejo de um tarado torturador. Conto isso para que não se repita. Espero que nunca mais ninguém sofra com nada disso no Brasil", disse.
Ao concluir, Rose deixou o alerta de que "a resistência à tirania é um direito do homem. Vamos exercer em um tempo próximo". E foi sobre a luta que falou também Ivo Herzog, filho do jornalista Vladimir Herzog, assassinado pela ditadura. "Meu pai morre em 1975. Quando aconteceu o AI-5, meu pai estava para voltar da Europa, ele trabalhava na BBC. Amigos disseram para que não voltasse, que era perigoso. Ele disse, então, que era mais um motivo para ele estar aqui."
Marcas
Para a psicanalista Maria Rita Kehl, que trabalhou na Comissão da Verdade, a ditadura foi um assunto não resolvido, que agora assombra novamente o Brasil. "Fomos o único país a aceitar a anistia para os dois lados. Foi um gol de mão que a sociedade fez, como o fim da escravidão sem reparação. O Brasil sempre ajeita as coisas. Entendo que as pessoas aceitaram esse acordo, mas tivemos consequências muito graves."

A consequência foi, para a psicanalista, "a crença de que, durante a ditadura, haviam dois lados em luta e que ambos cometeram crimes. Não eram dois lados em uma luta dessa maneira simples. Era um lado que era o Estado, que deveria proteger o cidadão, mesmo sob custódia, respeitando os seus direitos. Do outro, pessoas lutando contra um regime ilegítimo e autoritário. Em termos de vítimas, houve mortes causadas por militantes, mas não chega aos pés dos crimes de lesa humanidade cometidos pelo Estado", concluiu.
Na seara das marcas da ditadura, a secretária de Direitos Humanos da CUT, Jandira Uehara, confirma a teoria de que "o Brasil tem uma trajetória marcada pela violência e pelo autoritarismo. O AI-5 foi a maior agressão cometida pelo regime militar. Até hoje esse ato contamina. Até hoje, o sistema de Justiça e de segurança pública é baseado na lógica da eliminação dos inimigos escolhidos. Não por acaso, as academias militares seguem a mesma doutrina da ditadura. Não por acaso, a cultura do extermínio levou ao assassinato de ativistas como Marielle, Mestre Môa, entre tantas outras vidas ceifadas. Não por acaso o exército foi convocado para reprimir manifestações contra antirreformas do Temer. Não por acaso Lula é um preso político."
A presidenta da UNE, Marianna Dias, também lembrou da prisão do ex-presidente Lula e inseriu no mesmo contexto. "O AI-5 matou, torturou, jovens. Principalmente artistas, jornalistas e, 50 anos depois, vimos a prisão política de Lula. Presenciamos a UNE ser processada pelo presidente eleito por crime eleitoral por faixas contra o fascismo. Vemos invasões de universidades públicas pela Justiça Eleitoral proibindo assembleias e faixas. Vemos a promessa do futuro presidente de exterminar os vermelhos, de perseguir militantes. Vemos ele dizer que a tortura é cabível. Precisamos refletir que a ditadura não tem receita pronta nem data de inauguração. Ela vai acontecendo. Nós precisamos selar um pacto geracional pela memória dos que morreram pela libertação do nosso país."
O risco de regimes totalitários, que "vão acontecendo", também motivaram o discurso da jornalista Marina Person. "Estar aqui, mais de 30 anos depois das diretas, reafirmando a necessidade que temos de não perder a liberdade que foi duramente conquistada... é um pouco de espanto... reafirmando valores que achei que nunca mais precisaria lutar. Depois dessa eleição muito penosa, depois do resultado, nossa única mensagem é essa", concluiu.


Blog do BILL NOTICIAS

Advogado de suspeito de apagar imagens do Caso Beatriz diz que cliente não vai se entregar e explica motivos

   Via:Carlos Britto

Imagem divulgada pela Polícia Civil de Pernambuco que mostra suspeito no Colégio Auxiliadora. (Foto: Divulgação)

O advogado Wank Medrado, que faz a defesa de Allinson Henrique de Carvalho Cunha, suspeito de ter apagado imagens de câmeras de segurança do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, confirmou a este Blog que seu cliente não vai se entregar à polícia, mesmo após o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decretar a sua prisão preventiva.
Wank explicou que entrou com um recurso e, “por enquanto, ele [Allinson] vai aguardar o julgamento“. A apreciação desse recurso, segundo Wank, só deverá acontecer em 2019, “talvez depois do Carnaval“.
A reportagem questionou como ficaria a situação de Allinson, caso a polícia chegue até ele com o mandado de prisão em mãos, ou se essa eventual detenção seria arbitrária. Sobre isso, o advogado respondeu que “a prisão não é arbitrária porque há uma ordem do tribunal“.
Questionamos, também, como ficará a situação do suspeito, uma vez que a delegada Polyana Neri, responsável pelas investigações do Caso Beatriz, já disse que ele está na condição de “foragido“. Wank Medrado respondeu que “essa expressão [foragido] foi cunhada pela imprensa” e que “o STF permite a impugnação da decisão que decretou a prisão, sem a necessidade de se entregar para ser preso“.
Decreto de prisão
O TJPE decretou a prisão do Allinson Henrique na quarta-feira (12), reformando a decisão da juíza de primeiro grau de Petrolina, Elayne Brandão, que havia negado a prisão em julho deste ano. Allinson nega a acusação de ter apagado imagens do sistema de videomonitoramento do dia do assassinato de Beatriz Angélica Mota, ocorrido em 10 de dezembro de 2015.

Blog do BILL NOTICIAS

Milicianos mataram Marielle por causa de terras, diz general

Mídia Ninja

247
O general Richard Nunes, secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, afirma que milicianos mataram Marielle Franco. Segundo o general, a vereadora do Psol foi executada porque estaria "atrapalhando" os negócios ligados à grilagem de terras na zona oeste do Rio. O crime estaria sendo planejado desde 2017 e - o general fez questão de frisar - "muito antes de o governo federal decretar intervenção militar no Rio".
reportagem do jornal O Estado de S. Paulo entrevistou o secretário da Segurança Pública do Rio. Veja os principais trechos:
" (...) Sou do Rio e acompanhei a evolução do quadro da Segurança no Estado. Segundo, porque comandei a força de pacificação na Maré (ocupação militar de complexo de favelas, zona norte do Rio, de abril 2014 a junho de 2015), vendo de perto no nível tático, na ponta da linha, o que estava acontecendo no Estado e, depois, como comandante da Eceme (Escola de Comando e Estado-Maior do Exército) era um tema de estudo nosso. Não me surpreendeu, mas o fato de não me surpreender não significa que eu não tenha me deparado com ações que eu não imagina."
(...)
"O regime de recuperação fiscal estabelecido em setembro de 2017 nos causou embaraço de todas ordem. Tanto que a verba federal alocada aqui teve de ser administrada por uma estrutura que não existia, que nós tivemos que criar. Ai foi uma luta contra o tempo. Em uma intervenção de curta duração, tivemos de montar esse processo ao mesmo tempo em que montávamos a estrutura para fazer as licitações. No âmbito da secretaria, colocamos em funcionamento o Fised, o Fundo Estadual de Segurança Pública e e Desenvolvimento Social. Ele é uma dádiva. São 5% dos royalties do petróleo. Neste ano, já superamos R$ 300 milhões e no próximo nossa expectativa é superar R$ 400 milhões.
O secretário ainda falou sobre as condições gerais da segurança do Rio: "o índice de indisponibilidade era de 50%. Metade da frota sem condições de rodar e as últimas aquisições datando dos grandes eventos, coisa de cinco anos. A crise econômica que se abateu sobre o Rio provocou dois efeitos graves: o atraso de pagamento de salário e o Estado deixar de honrar contratos, como o de manutenção. Os carros iam enguiçado e sendo encostados. Tinha batalhão com menos de dez viaturas para rodar. O policiamento virou a pé com consequências gravíssimas para os indicadores de criminalidade. Não tínhamos ostensividade. Mesmo que tivesse policial não tinha viatura para transportá-lo."


Blog do BILL NOTICIAS

Solenidade marca entrega de lancha à Agência Fluvial de Juazeiro

   Via: Carlos Britto
(Foto: Divulgação)


Representantes da Marinha do Brasil realizaram, ontem (12), a entrega de uma lancha à Agência Fluvial de Juazeiro (BA). O objetivo é contribuir com a fiscalização do tráfego aquaviário, a segurança de banhistas e a prevenção contra poluição hídrica na região. A entrega foi feita por representantes da Capitania Fluvial do São Francisco (CFSF) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), por meio da Administração Hidroviária do São Francisco (AHSFRA).
Essa cessão é fruto do bom relacionamento existente entre a Capitania Fluvial do São Francisco e a Administração Hidroviária do São Francisco, que fomentam por meio de ações proativas voltadas para a prestação de serviços de excelência, atingir com êxito e plenitude o cumprimento das missões institucionais de cada órgão“, explicou a Marinha. “Essa lancha é uma grande aquisição que fortalece a capacidade operativa da Agência Fluvial de Juazeiro, no cumprimento de Inspeções Navais e Patrulhamentos, especialmente no Lago de Sobradinho e regiões adjacentes”, completou a instituição.

Blog do BILL NOTICIAS

Ministro do Trabalho em exercício é suspenso após operação da PF

Servidores, sindicatos e escritórios de advocacia 
são alvo de mandado

  Por: Agência Brasil
Ministro do Trabalho, Ricardo Leite teve cargo suspenso e está impedido de acessar Ministério pelo STF
Ministro do Trabalho, Ricardo Leite teve cargo suspenso e está impedido de acessar Ministério pelo STFFoto: Reprodução/Facebook da Mídia Ninja
Policiais federais estão desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (13) cumprindo mandados de busca e apreensão na quinta fase da Operação Espúrio. O alvo são endereços de servidores do Ministério do Trabalho, sindicatos e escritórios de advocacia. Entre os investigados, está o ministro substituto da pasta, Ricardo Santos Silva Leite, por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, teve o cargo suspenso e está impedido de ter acesso ao ministério.
De acordo com Fachin, além da suspensão dos cargos e proibição de frequentar o ministério, os investigados não podem manter contato com outros envolvidos ou servidores do órgão. As ações da 5ª fase da Operação Espúrio, autorizadas pelo ministro do STF a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Fachin determinou também o bloqueio de R$ 29 milhões, que, segundo as investigações, “seriam provenientes de restituição irregular de contribuição sindical”. Os valores bloqueados são referentes a 14 pessoas físicas e cinco pessoas jurídicas.
“Uma das frentes de atuação da organização criminosa envolveu a revisão de portaria do Ministério do Trabalho que fixa o procedimento a ser adotado para recolhimento da restituição. Estima-se que prejuízo aos cofres públicos ultrapassem os R$ 12 milhões”, diz o Ministério Público Federal (MPF).

De acordo com o MPF, parte dos valores descontados dos trabalhadores ficava com os integrantes do esquema criminoso. “Para viabilizar os repasses, o grupo registrava confederações de sindicatos de um estado em outro.”

A suspeita é que a organização criminosa tenha operado também no âmbito da Secretaria de Relações do Trabalho do ministério, em conjunto com as superintendências regionais de Brasília e de Goiânia.

As investigações apuram influências nos trabalhos de atualização da Portaria 3397/1978, para que fossem incluídos critérios que beneficiassem entidades sindicais, a fim de facilitar a restituição fraudulenta das contribuições sindicais.

Segundo o MPF, além de atuar em procedimentos já em curso, o grupo criminoso trabalhava arregimentando sindicatos interessados no recebimento fraudulento das restituições. Os suspeitos poderão responder pelos crimes de organização criminosa, contra a administração pública, e de lavagem de dinheiro.

Operação Espúrio

O esquema criminoso, começou a ser investigado há pouco mais de um ano e é alvo das quatro fases anteriores da operação, resultando em uma denúncia por organização criminosa. De acordo com o MPF, parte do processo foi desmembrada e enviada à Justiça Federal, em Brasília, que "tornou réu 20 denunciados que não têm prerrogativa de foro por função".

O Ministério do Trabalho informou, por meio da assessoria de imprensa, que o ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, que cumpria uma agenda no exterior, está retornando a Brasília. A assessoria disse ainda que, até o fim da tarde, o ministério deverá divulgar uma nota sobre a operação da Polícia Federal.



Blog do BILL NOTICIAS

Grave acidente automobilístico entre motocicleta e carreta deixa um morto na BR 407, em Juazeiro-BA

  Via:Vinicius de Santana

Por volta de 16:50 dessa quinta-feira(13) um acidente automobilístico com vítima fatal ocorreu na BR-407 no km 10 em Juazeiro BA.
Segundo informações o fato ocorreu próximo Posto de Combustível Juazeiro, uma motocicleta ” cinquentinha” colidiu com um veículo de carga na via de rolamento quando tentava uma ultrapassagem pela direita. O piloto foi identificado como Alex Sandro Da Silva Alves, 32 anos, natural de Senhor do Bonfim BA. A vítima teve seu corpo esmagado pelas rodas da carreta.
A PRF controlou o fluxo de veículos, o Departamento de Perícia Técnica foi acionado. Prepostos do IML procederam com a remoção do corpo para o setor de necropsias da unidade. Ainda não se tem informações sobre a idenditade da vítima, aguardem novas informações.

Blog do BILL NOTICIAS

Controladoria-Geral da União(CGU). Juazeiro ultrapassa Salvador e atinge status de Município Transparente

   Via:Vinicius de Santana


De acordo com a publicação da Escala Brasil Transparente da CGU – Ministério da Transparência e Controladoria da União, em avaliação dos portais da transparência realizada entre 14 de julho e 14 de novembro de 2018, o município de Juazeiro atingiu a nota 8,22 e está avaliado como município transparente. A nota de Juazeiro superou municípios como Salvador (8,04) e Feira de Santana (6,00).
“Esse é um dos compromissos que assumimos para exercer o cargo de gestor público e trabalhar com transparência em todos os processos que envolvem a administração municipal. Vamos continuar realizando as ações que estão melhorando a vida dos juazeirenses, sempre transparentes na execução das obras e na aplicação dos recursos”, comemorou o prefeito Paulo Bomfim.
Essa avaliação é fruto de um trabalho diário de alimentação de dados das despesas, receitas, licitações, RH e atendimento ao Serviço de Informação ao Cidadão, realizados pela Prefeitura de Juazeiro.
Confira o  link para mais informações e conferência dos resultados:  http://www.transparencia.gov.br/brasiltransparente 
(Ascom)

Blog do BILL NOTICIAS