sexta-feira, 8 de junho de 2018

Santa Maria da Boa Vista comemora 146 anos de emancipação política nesta quinta-feora(07)


A cidade de Santa Maria da Boa Vista, sertão pernambucano, está fazendo nesta quinta (07) 146 anos de emancipação política. A cidade sertaneja rica em história e cultura poderia ter muitos motivos para comemorar, mas vários acontecimentos fizeram com que os boavistanos comemorassem de forma mais tímida este ano.
O Prefeito do município Humberto Mendes, decretou estado de emergência na cidade, devido à falta de chuvas e a paralisação dos caminhoneiros que afetou parte dos serviços que são oferecidos à população. Os eventos artísticos e shows que estavam programados para esta data também foram cancelados pela gestão atual.
Recentemente mais dois acontecimentos trouxeram preocupação a população: a queda do telhado do Ceasa da cidade e a forte crise envolvendo os irrigantes do Projeto Fulgêncio, ambas as situação combinadas com a dificuldade de abastecimento de água no interior, motivaram o gestor a decretar a situação de emergência.
Mas nem todos os eventos foram cancelados, o tradicional desfile cívico das escolas está mantido para acontecer na tarde desta quinta (07), tendo início às 16h. Completam as comemorações a seguinte programação:
05h00 – Alvorada festiva;
07h30 – Hasteamento dos pavilhões em frente a Câmara de Vereadores;
08h30 – Missa em ação de graças na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição;
10h30 – II Pedalada da Emancipação;
13h00 – Reinauguração do bloco cirúrgico do Hospital Municipal  Monsenhor Ângelo Sampaio;
16h00 – Desfile Cívico. (Grande Rio FM)

Blog do BILL NOTICIAS

GLEISI: DOIS MESES DE PRISÃO POLÍTICA DE LULA E O PAÍS MERGULHA NO CAOS

 Rafael Ribeiro

A senadora e presidente do PT Gleisi Hoffmann fez mais um discurso histórico no senado e alertou mais uma vez para o grande risco que implica manter o líder absoluto nas pesquisas para a presidência da república como preso político. Dólar, bolsa, caos social e derretimento de candidatos da situação são diretamente decorrentes da prisão do maior líder político do país, para Gleisi.
As palavras da senadora foram fortes:
“Então, soltem Lula. Se não soltarem o Lula, o caos social vai aumentar. Nós não conseguiremos tirar o país da crise. E eu não falo isso pelo PT, falo isso pelo povo brasileiro. Nós não temos o direito de deixar esse povo sofrendo. Não temos o direito de olhar a situação como está e não fazer nada. Nós do PT estamos lutando muito, lutando muito para tirar o Lula da cadeia, lutando muito!”.
Ela emendou:
“Se o Judiciário tivesse juízo, porque está vendo o problema que nós temos no Brasil hoje, liberaria o Lula imediatamente para fazer a disputa à Presidência da República, sem precisar nos constranger, sem precisar fazer com que Lula tenha que batalhar da prisão a sua candidatura. Liberaria!”
Gleisi ainda afirmou:
“A avaliação que existe do Congresso, a nossa, que é péssima, é a do Judiciário também, péssima. São instituições que não respondem à confiabilidade do povo brasileiro. As pessoas não confiam no Congresso. Não confiam na gente! Coisa vergonhosa, isso! — admitiu Gleisi, que culpou os governistas e os que votaram pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff por tudo que está acontecendo no país.”.
E, em surpreendente performance já viralizada nas redes, a presidente do PT apontou a responsabilidade pelo golpe:
“Vocês foram responsáveis por isso. Não adianta fazer caras e bocas. Cadê o pessoal valente que vinha aqui falar da Dilma, falar do Lula. Pessoal do PSDB que ajudou no golpe? Sumiu! Estamos lutando muito para tirar Lula da cadeia. Estamos sozinhos com o Judiciário que não cumpre o seu papel”.
Ao finalizar sua fala, Gleisi comentou o lançamento da candidatura de Lula amanhã em Minas Gerais. Gleisi disse que a “vaquinha do Lula”, instrumento de coleta de doações de pessoas físicas para financiar as campanhas, já arrecadou R$70 mil só no primeiro dia.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

COM APOIO DE LULA, HADDAD SALTA DE 3% PARA 11%

 Rafael Ribeiro

O IPESPE (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) realizou entre os dias 4 e 6 de junho, a terceira pesquisa encomendada pela XP Investimentos. O levantamento mostrou um salto atípico e surpreendente de Fernando Haddad quando seu nome é associado à figura de Lula. O levantamento ouviu 1.000 entrevistados por telefone. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para cima ou para baixo.
“Em uma simulação que associa seu nome à figura de Lula, Haddad salta para 11% das intenções de voto, 10 pontos atrás de Bolsonaro. Este cenário não havia sido testado nas pesquisas anteriores. O petista tem o mesmo patamar que Marina Silva e supera numericamente Ciro Gomes, apesar de os dois estarem tecnicamente empatados neste cenário. Geraldo Alckmin tem 8% e Álvaro Dias, 6%. Brancos, nulos e indecisos somam 27%.
Em uma simulação considerando a candidatura de Lula, o ex-presidente lidera a disputa com 30% das intenções de voto, 10 pontos à frente de Bolsonaro. Os números dos dois são os mesmos da pesquisa anterior. Na sequência, aparece Marina Silva, com 10% (mesmo patamar de maio) e Alckmin com 7% (1 ponto mais baixo). Ciro Gomes tem 6% neste cenário, enquanto Álvaro Dias tem 5%. Brancos, nulos de indecisos somam 16%.(247).
Leia mais aqui.

Blog do BILL NOTICIAS


Exclusivo: Promotor destaca “aparente incoerência” para justificar recomendação de cancelamento do São João de Petrolina

Promotor Carlan Carlo. (Foto: Alieny Silva/Blog do Carlos Britto)



O Blog entrevistou, com exclusividade, o promotor de justiça do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) em Petrolina, Carlan Carlo da Silva. Ele recomendou ao prefeito Miguel Coelho que não realize gastos com festividades juninas – inclusive o São João -, priorizando o uso das verbas públicas, por conta dos transtornos causados pela paralisação dos caminhoneiros. Na recomendação também constavam restrições de medidas administrativas.
É uma ação estadual do MPPE que visa a manter uma coerência no controle da legalidade do Poder Público”, explicou o promotor. “O fato relevante de o município ter editado emergência de seis meses, nós, atentos a esta situação, editamos também uma recomendação para que fosse observado essa aparente incoerência: de você estar em estado de emergência e fazendo festa”, reforçou.
Além disso, o promotor explicou quais foram os procedimentos tomados após a recomendação. “Nós contornamos o prazo de 48 horas para informações em relação ao município de Petrolina, como pagamento de servidores, a quantidade gasta do dinheiro público na festa, todas essas informações que nós não tínhamos até aquele momento. Nós já editamos nova recomendação para que o município tivesse atento a essa observância obrigatória da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)”, pontuou Carlan Carlo.
Como mostramos ontem (6), a assessoria da prefeitura disse, em nota, que o prefeito Miguel Coelho publicou no Diário Oficial do Município, na terça-feira (5), a revogação do Decreto n° 040/2018, pelo qual declarava situação de emergência em Petrolina no último dia 28 de maio devido à crise dos combustíveis. “Portanto, não caberia à gestão acatar a recomendação”, frisa a nota.
Argumento
Carlan Carlo reconheceu, na entrevista de hoje (7), que, no momento, Petrolina “não tem mais impacto direto dessa greve de caminhoneiro” e que fundamentou o decreto de emergência. “Agora, o município é quem estava afirmando que precisava de seis meses para que voltasse à normalidade. E a gente tem que verificar se essas razões para se instalar um estado de emergência por seis meses persistem ou não”, concluiu o promotor.
Sobre a questão levantada pelo promotor, a prefeitura já havia dito ontem, também na nota, que “desde o início da greve, estabeleceu um plano de contingenciamento e criou um Comitê Gestor, conseguindo diminuir consideravelmente os transtornos causados durante e após a paralisação. Além disso, reforça que os serviços já estão normalizados no município”. Além disso,  a administração municipal reforçou a “grande relevância” da festa  como geradora de receita para a economia local.(C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS

Zika pode prejudicar cérebro muito tempo depois da infecção, diz estudo

Foram usados camundongos para mostrar que a infecção pelo vírus da zika poucos dias após o nascimento reduz permanentemente a força muscular dos animais

Por: Gabriel Alves, da Folhapress
Mosquito Aedes aegypti
Mosquito Aedes aegyptiFoto: Foto/ Divulgação


Dois trabalhos recentemente publicados mostram que o complexo panorama relacionado à zika pode ser ainda mais grave: a infecção pode ser devastadora também se acontecer após o nascimento e não somente no desenvolvimento intrauterino, como já se pensou. Além disso, os danos podem se estender até a vida adulta. Ambas as publicações estão no periódico especializado Science Translational Medicine.

O trabalho de publicação mais recente saiu nesta quarta-feira (6) e é fruto do esforço de uma equipe de cientistas da UFRJ, da Unifesp e do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer, no Rio.

Foram usados camundongos para mostrar que a infecção pelo vírus da zika poucos dias após o nascimento reduz permanentemente a força muscular dos animais, provoca o surgimento de crises epiléticas no curto prazo e aumenta a susceptibilidade a elas no longo prazo.

A memória e a sociabilidade dos bichos também são prejudicadas. "Sabemos que algumas infecções neonatais podem estar associadas a doenças que surgem muitos anos mais tarde, como esquizofrenia e autismo", diz a neurocientista Julia Clarke, da UFRJ, uma das coordenadoras do estudo.

Ela conta que a principal motivação era entender o que se passa com as 90% de crianças infectadas com zika que nascem sem alterações grosseiras, como a redução do tamanho da cabeça ou más-formações nos membros.

Essas complicações mais graves são mais comuns em infecções que acontecem no início da gestação, mas o que Clarke e colegas mostram é que elas podem ser relevantes mesmo quando acontecem no final do período (quando o desenvolvimento cerebral humano é comparável ao momento da infecção dos camundongos no estudo).

Uma mortalidade de 40% afligiu os grupos de camundongos com zika; os sobreviventes tinham menor peso corporal e tamanho do cérebro reduzido. Cem dias depois da infecção, quando os animais já eram adultos, a quantidade de material genético do vírus permanecia elevada no cérebro, denunciando a atividade do patógeno.

A explicação para esse prejuízo neurológico seria uma permanente inflamação provocada pela replicação viral, algo que o organismo do roedor, assim como aparentemente acontece com o humano, tem dificuldade em solucionar.

Para testar a hipótese, os cientistas deram aos camundongos uma droga capaz de bloquear o TNF-alfa, molécula que participa de maneira importante do processo inflamatório.

"Agora que se sabe que a raiz dos danos neurológicos é a neuroinflamação causada pela intensa replicação do vírus no início da infecção, é possível buscar quem seriam os agentes responsáveis no organismo e atacá-los farmacologicamente", diz a virologista da UFRJ Andrea Da Poian, também coordenadora do estudo.

A droga escolhida para tratar os bichos, infliximabe, já é usada para tratar outras doenças inflamatórias, como a doença de Chron, artrite reumatoide e psoríase. O fato de ela já ser aprovada pela Anvisa facilitaria a eventual nova indicação, pulando etapas de estudos, já que aspectos de segurança e toxicidade são bem conhecidos.

Os animais tratados tiveram menor chance de desenvolver as crises epiléticas, mas mantiveram os sintomas motores e comportamentais. Os cientistas propõem que é possível que um tratamento baseado nesse raciocínio possa ajudar a atenuar os efeitos de longo prazo da infecção, mas ainda há muito que se avançar na questão. "É difícil prever o que aqueles infectados ainda bebês podem desenvolver na fase adulta, mas é importante ter em mente que o que aconteceu ainda no útero pode, sim, ter consequências tardias", diz Clarke.

"Está claro que um simples monitoramento da prevalência de microcefalia congênita ao nascer é uma medida insuficiente dos males trazidos pela neuropatologia causada pelo vírus da zika em crianças e adolescentes", escrevem os autores na conclusão do estudo.

Além de Da Poian e Clarke, coordenaram o trabalho Iranaia Assunção-Miranda e Claudia P. Figueiredo, todas da UFRJ.

Macacos
Um outro artigo recente, de pesquisadores da Universidade Emory e de outros centros de pesquisas nos EUA, mostrou, com experimentos em macacos resos (Macaca mulatta), que o vírus da zika é capaz, também em primatas, de provocar prejuízo no desenvolvimento cerebral.

Por meio de estudos histológicos (com fatias finas do órgão) e de ressonância magnética (que permite visualizar a estrutura), os cientistas observaram que o vírus da zika ataca especialmente o cérebro e a medula espinal -essa preferência recebe o nome de neurotropismo.

patógeno reduz a quantidade de massa cinzenta no cérebro e altera a conectividade entre neurônios, prejudicando o funcionamento do órgão. Os cientistas alertam que não há como fazer um paralelo entre o que se passa com os macacos e o que aconteceria com crianças e adolescentes humanos, mas que a tendência é que o desenvolvimento neurológico seja atrasado ou interrompido com a infecção, algo que deve demandar atenção dos serviços de saúde.




Blog do BILL NOTICIAS



LULA: OU APRESENTAM PROVA CONTRA MIM ATÉ AMANHÃ OU SEREI CANDIDATO

Ricardo Stuckert/Eduardo Matysiak

O ex-presidente Lula transmitiu uma mensagem pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT), e pelo ex-governador da Bahia e ex-ministro Jaques Wagner (PT), que o visitaram na prisão, na Polícia Federal em Curitiba, nesta quinta-feira 7.
Ele reafirmou sua candidatura e disse que só não disputará a Presidência se "aqui não estiver" ou se a Justiça apresentar alguma prova contra ele até esta sexta-feira 8, quando será lançada oficialmente sua pré-candidatura em Belo Horizonte. Lula prepara, junto com seus advogados, uma mensagem para ser lida no evento.
"Ele também demonstrou um carinho muito grande pelas pessoas que estão aqui na resistência. Ele sabe o frio que vocês devem estar passando aqui", relatou Wellington Dias. "Os mais pobres estão pagando a conta, isso é o que aumenta o desejo dele de voltar à presidência. Não por vaidade, mas pensando no Brasil e nos brasileiros", completou.
Jaques Wagner disse que Lula está "super determinado" com a candidatura. Questionado sobre conversas com outros candidatos de esquerda, o ex-governador afirmou que elas são "absolutamente normal" e "sempre existirão", mas que o ex-presidente "não abre mão de sua candidatura".
Os dois reforçaram que o nome de Lula será registrado como candidato oficial no dia 15 de agosto. "Não é um registro por registrar, nós acreditamos que, com base na lei, na Constituição, o presidente Lula tem preservados seus direitos políticos. Ele é elegível", declarou Dias.


Blog do BILL NOTICIAS

Homem devolve bilhete da loteria de US$ 1 milhão nos EUA

Kal Patel disse não ter se arrependido de abrir mão de um prêmio de US$ 1 milhão

O ganhador, que preferiu manter o anonimato, comprou três bilhetes em uma loja perto de Lincoln, mas decidiu parar na loja de conveniência de Kal. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
O ganhador, que preferiu manter o anonimato, comprou três bilhetes em uma loja perto de Lincoln, mas decidiu parar na loja de conveniência de Kal. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil


Um comerciante do Kansas devolveu um bilhete premiado de loteria que um cliente havia deixado em sua loja. Ele disse não ter se arrependido de abrir mão de um prêmio de US$ 1 milhão.

Kal Patel, americano de origem indiana cujos pais são donos da loja de conveniência Pit Stop, em Salina, devolveu o bilhete para um cliente de longa data após procurar e segui-lo de carro.

O ganhador, que preferiu manter o anonimato, comprou três bilhetes em uma loja perto de Lincoln, mas decidiu parar na loja de conveniência de Kal, para conferir os números. O balconista checou dois bilhetes e o ganhador acidentalmente deixou o terceiro no balcão, segundo reportagem do Salina Journal.

Quando o balconista conferiu os números do terceiro bilhete e descobriu que ele valia US$ 1 milhão, ligou para Kal Patel. "Ele disse que os seis números (da loteria) haviam aparecido na tela" disse Kal. "Não conseguíamos acreditar."

Kal conhecia o cliente pela descrição do funcionário e sabia em qual área ele vivia. Ele saiu dirigindo pela região vizinha, mas não conseguiu encontrar a casa do homem. Ele retornou à loja e, mais tarde, decidiu fazer uma nova tentativa. Dessa vez, ele viu o homem e seu irmão passando de carro e conseguiu pará-los.

"Eu mostrei a eles o bilhete e disse que eles haviam ganhado", disse. "Eles começaram a tremer e não conseguiam acreditar naquilo."

"Coisas boas voltam para ajudar você, e coisas ruins voltam para perseguir você", disse ele esta semana. "Me senti bem encontrando o bilhete e seu dono", afirmou o comerciante.



Blog do BILL NOTICIAS

Governo diz que vai revogar nova tabela de fretes nesta sexta-feira

e acordo com a assessoria do Ministério dos Transportes, com a decisão, a tabela publicada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) no dia 30 de maio estará valendo até uma nova tabela ser elaborada pela agência

Por: Agência Brasil 
Caminhões
CaminhõesFoto: Tânia Rego / Agência Brasil


governo federal decidiu nesta noite que vai revogar nesta sexta (8) a nova tabela com o preço mínimo do frete para o transporte rodoviário de cargas, publicada em edição extra do Diário Oficial da União no final da tarde desta quinta (7) . 

De acordo com a assessoria do Ministério dos Transportes, com a decisão, a tabela publicada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) no dia 30 de maio estará valendo até uma nova tabela ser elaborada pela agência.

Ainda segundo a assessoria, a decisão foi tomada após reação dos representantes dos caminhoneiros com a publicação do documento nesta quinta-feira. A categoria se reúne com o governo na manhã desta sexta-feira na sede da ANTT em Brasília.

tabela que foi divulgada nesta quinta foi elaborada porque, de acordo com ANTT, a anterior, publicada no dia 30, estava confusa. O documento que será revogado previa valores de frete por quilômetro rodado combinado com o número de eixos dos caminhões e a possibilidade de negociação do frete de retorno entre o contratante de origem e o transportador.

O Ministro do Transporte, Valter Casimiro, disse em coletiva de imprensa, antes da decisão de revogar o documento, que a nova tabela foi acordada com o setor do agronegócio, setor de cargas e combustível e representantes dos caminhoneiros.

A criação de uma tabela de preço mínimo para o frete foi uma das reivindicações dos caminhoneiros durante a paralisação da categoria que durou dez dias e resultou em prejuízos em diversos setores da economia e em desabastecimento de combustíveis, alimentos, entre outros produtos.




Blog do BILL NOTICIAS