segunda-feira, 5 de março de 2018

IPSOS: REJEIÇÃO A MORO DISPARA E SUA APROVAÇÃO JÁ É MENOR DO QUE A DE LULA

Reuters | Ricardo Stuckert

A nova pesquisa Ipsos do Estado de S.Paulo mostra que ao brasileiro rejeita cada vez mais o juiz Sérgio Moro. 
O magistrado de Curitiba já é reprovado por 51% da população, enquanto é aprovado por 39%. Ou seja: um saldo negativo de 12 pontos percentuais 
Enquanto isso, o ex-presidente Lula vê sua rejeição cair, enquanto seu índice de aprovação segue em crescimento e já é maior do que o do próprio Sérgio Moro. Lula tem 42% de aprovação, contra 56% de rejeição.
A rejeição a Michel Temer atingiu 93%. Enquanto isso, Marina Silva, que apoio a condenação de Lula pelo TRF-4, agora tem rejeição de 62% dos brasileiros.
A presidente do STF, Carmen Lucia,  também viu sua rejeição explodir, chegando a para 49%. (247).







Blog do BILL NOTICIAS

Prefeitura de Petrolina não terá expediente nesta terça-feira (06)

Resultado de imagem para Data Magna do Estado

Em virtude do feriado da Data Magna do Estado, comemorado nesta terça-feira (06), a Prefeitura de Petrolina informa que não haverá expediente nos órgãos públicos municipais neste dia.
Serão mantidos os atendimentos considerados imprescindíveis à comunidade, como saúde, segurança e serviços de limpeza pública. O expediente voltará ao normal nos órgãos municipais na quarta-feira (07).
Haverá aula normal nas escolas municipais nesta segunda-feira (05).(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

FOLHA OMITIU MELHOR TRECHO DA FALA DE LULA

Ricardo Stuckert

Um dos trechos da entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Folha, que não circulou na versão impressa, explica justamente porque ele pode vir a receber o Prêmio Nobel da Paz, por ter feito uma revolução pacífica no Brasil. "Se você imaginar a ascensão social das pessoas mais humildes, você vai perceber que nós fizemos uma revolução, que muitas revoluções armadas não conseguiram dar o padrão de vida pro povo, que nós conseguimos e fizemos em apenas oito anos. Isso chama-se política", disse Lula. "Conciliação é quando você pode fazer mais e não faz, quando você tem vontade de fazer mais e não faz". Indicação ao Nobel será feita pelo argentino Adolfo Perez Esquivel, justamente pelo ascensão social promovida por Lula.
Confira, abaixo, o trecho mais relevante da fala de Lula:
Lula: Eu não acho que eu fiz um governo reformista.
Jornalista: Reformista fraco, na definição do seu…
Lula: Se você achar que você tirar 36 milhões da miséria absoluta, se você achar que levar 40 milhões de pessoas a um padrão de consumo e de vida de classe média baixa, se você achar que colocar luz elétrica para 15 milhões de pessoas que moravam em baixo das linhas de transmissão, se você achar que em oito anos eu disponibilizei 47 milhões de hectares para assentamento de pequenos produtores, se você tiver noção que 47 milhões mais dois milhões, que é o que a Dilma fez, dá 51 milhões, é 51% de tudo que foi feito em 500 anos de história nesse país, se você imaginar que nós conseguimos colocar em prática uma transposição, que já era pra estar inaugurada em 2013 e está atrasada até hoje, que Dom Pedro tentou fazer no tempo que ele era imperador, se você imaginar a ascensão social das pessoas mais humildes, você vai perceber que nós fizemos uma revolução, que muitas revoluções armadas não conseguiram dar o padrão de vida pro povo, que nós conseguimos e fizemos em apenas oito anos. Isso chama-se política.
Jornalista: é mais do que reformismo…
Lula: Isso chama-se a arte da democracia. Tem gente que fala, ah mas o Lula fez um governo de conciliação. Depende do que você entende por conciliação. Veja, se eu tivesse força suficiente, se eu tivesse a força que teve o PMDB na Constituinte, 23 governadores e 306 constituintes, e eu não fizesse o que estivesse no meu programa, eu fosse ceder aos menores, eu teria conciliado. Mas eu, eleito presidente da República, com dez senadores, 91 um deputados, num colégio de 513 deputados, fazer o que eu fiz? Conciliação é quando você pode fazer mais e não faz, quando você tem vontade de fazer mais e não faz. Mas eu acho que eu fiz o que nenhum cientista político acreditava que eu pudesse fazer…até porque eles, “eles” outra vez…
Jornalista: as forças ocultas…
Lula: Eles acreditavam no meu fracasso…ô gente, eu digo isso…
Jornalista: O senhor fala ele…eu queria…
Lula: Eles…e você toma cuidado para não ficar sendo confundida com “eles”. Você sabe o que acontece? Eu dizia antes da campanha, cada vez que eu conversava com o Fernando Henrique Cardoso, ou cada vez que alguém conversava com ele, as pessoas vinham aqui falar pra mim: “ô Lula, o Fernando Henrique Cardoso, ele tá torcendo por você”, parecia impossível imaginar, o Serra era candidato. Mas porque que era possível?
Jornalista: Pra ele poder voltar depois.
Lula: Não tô dizendo que era, mas porque que a tese tem força? É porque na cabeça de um intelectual, na cabeça de alguém muito estudado, ou seja, ele imaginava o seguinte “se o Serra for eleito, ele vai querer governar oito anos e então tchau tchau. Se o Lula for eleito, coitadinho…ele é operário, ele só tem o diploma primário, ele não fala espanhol, ele não fala francês, ele não fala inglês…não vai dar certo…então ele vai ficar coitadinho, não vai dar certo, quando eu voltar, quando ele tiver terminando o mandato, eu vou voltar nos braços do povo”, era essa a ideia…Acontece que ele não sabia que eu tinha na minha cabeça uma obsessão “eu não posso errar” e porque que eu não podia errar? Eu tinha na cabeça o modelo do Walesa na Polônia, e  o Walesa quando foi candidato à reeleição, ele teve apenas 0,5% dos votos. E eu falava “se eu fracassar, nunca mais um torneiro mecânico chegará à Presidência da República”.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

Enxurrada invade trecho da BR-235, entre Remanso e Campo Alegre de Lourdes

(foto/reprodução WhatsApp)
   

  (C.Britto)

Uma enxurrada invadiu a BR-235, entre os municípios de Remanso e Campo Alegre de Lourdes, no norte da Bahia. Segundo informações, o trecho que ficou coberto pela água fica na área onde o asfalto está seno aplicado.
O fato aconteceu ontem (3), mas segundo informações, os veículos já estão passando pelo local neste domingo (4). Mas as previsões meteorológicas apontam para mais chuvas na região até o próximo final de semana. 

Blog do BILL NOTICIAS

Coisas da Internet: Imagens da segunda para curtir e compartilhar

A imagem pode conter: texto e atividades ao ar livre










Blog do BILL NOTICIAS

IF Sertão-PE prorroga inscrições para seleção de profissionais técnicos especializados em Libras

Foram prorrogadas esta semana as inscrições do processo seletivo do IF Sertão-PE para contratação temporária de profissionais técnicos especializados em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Agora os interessados podem se inscrever até o dia 8 de março através deste site. A taxa de cadastro continua custando R$ 20,00 e deve ser paga em qualquer agência bancária até o dia 9 de março, por meio de GRU (Guia de Recolhimento da União).
Também foram adiadas outras datas do cronograma, como a divulgação das inscrições deferidas, o resultado da análise curricular e a prova prática. Candidatos portadores de deficiência, que desejem concorrer às vagas reservadas, devem entregar até o dia 5 de março o laudo médico original ou cópia autenticada em cartório competente, emitido nos últimos 12 meses anteriores à inscrição.
Os contratados irão trabalhar por 40 horas semanais com salário básico de R$ 4.180,66, podendo ser complementado com auxílio-transporte, auxílio-alimentação e auxílio pré-escolar.(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

PARTICIPAÇÃO DA INDÚSTRIA NO PIB RECUA A NÍVEIS DE 1950


Dados divulgados na quinta-feira pelo IBGE mostram que a participação da indústria no Produto Interno Bruto (PIB) caiu para 11,8%, a menor desde os anos 1950. No início da década, esse percentual era de 15% e, nos anos 1980, chegou a superar a casa dos 20%. 

As consequências, no entanto, dividem especialistas. Parte dos economistas que acompanham o tema afirma que o Brasil passa por um processo de desindustrialização precoce, com consequências nocivas à inovação e à produtividade. Para outros analistas, a perda de espaço das fábricas é um processo natural de mudança do perfil, em que o setor de serviços tende a ganhar cada vez mais protagonismo.
Historicamente, os países que se desenvolvem passam por processos de industrialização, enriquecem e, aos poucos, reduzem a participação do setor na economia. O ponto dos críticos é que o Brasil teria passado por esse processo cedo demais. Segundo dados do Banco Mundial de 2015, os últimos disponíveis para todos os países, o peso da indústria brasileira no PIB, estimado em 11,8% naquele ano, estava abaixo da média mundial, de 16,5%. Por diferenças metodológicas, os números diferem um pouco dos dados do IBGE, que, naquele ano, registrou 12,2%. O indicador brasileiro, no entanto, também estava abaixo do estimado em países vizinhos, como México, Peru e Argentina.
Rafael Cagnin, economista do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), acrescenta que o país não tem características que justifiquem essa queda.
- Nossa renda per capita não é de país desenvolvido. O Brasil está para trás na robotização, não tem um grande fenômeno de outsourcing (terceirização de processos da indústria para o exterior). Foram as condições macroeconômicas e sistêmicas que fizeram com que a indústria perdesse espaço, como câmbio desfavorável e custo de capital elevado.
As informações são de reportagem de Marcello Corrêa em O Globo.

Blog do BILL NOTICIAS