segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

ARGENTINA VIRA PRAÇA DE GUERRA CONTRA REFORMAS


Agência Brasil - A violência registrada do lado de fora da sede do Congresso da Argentina por enfrentamentos entre grupos de manifestantes e a polícia se agravou nesta segunda-feira (18) durante a sessão que discute a polêmica reforma da Previdência no país proposta pelo governo, enquanto a oposição pede que a sessão seja suspensa.
Segundo o jornal Página 12, por volta das 18h (19h em Brasília) o saldo era de 81 feridos. De acordo com o Ministério da Saúde do país, mais de 60 pessoas foram atendidas em hospitais.
A situação chegou a tal ponto que, apesar da determinação de que a segurança no entorno do Congresso caberia somente à polícia de Buenos Aires, o contingente não foi suficiente e decidiu-se pela intervenção de agentes da Polícia Federal e da Gendarmaria, uma força de natureza militar que responde diretamente ao Executivo nacional.
Antes do início da sessão, às 14h locais (15h em Brasília), manifestantes convocados por organizações sociais e sindicais atiraram pedras e garrafas contra os policiais. Também lançaram rojões e fizera barricadas com as grades que cercam o Palácio Legislativo. Depois disso, a polícia começou a disparar balas de borracha e a usar gás de pimenta.
Os incidentes ocorrem depois que, na quinta-feira passada (14), quando o projeto seria discutido em outra sessão, houve um enfrentamento entre gendarmes e manifestantes que deixou dezenas de feridos e vários detidos.
Sessão tensa
Enquanto a violência aumentava do lado de fora do Congresso, deputados de oposição pediam a suspensão da sessão. "Pedimos que reflitam. É uma situação grave, gravíssima. Tomemos a decisão de suspender esta sessão como forma de evitar a violência na Argentina", disse o deputado opositor Agustín Rossi, da coalizão kirchnerista Frente para a Vitória.
O pedido para suspender a sessão também ganhou o apoio de alguns aliados de Macri, como a deputada governista Elisa Carrió, da coalizão do presidente. Ela, no entanto, fez ressalvas sobre a organização das manifestações contra a reforma da previdência.
"Eu pedi a suspensão da sessão, mas peço que todas essas manifestações e o que está ocorrendo do lado de fora seja observado pelo promotor penal e pelo juiz que está lidando com a conspiração institucional", disse a deputada.
"Estamos fazendo discurso entre nós e lá fora há uma batalha campal", alertou a deputada Cecilia Moreau, do partido Unidos por uma Nova Argentina.
"O que vemos é a resposta repressiva do governo frente a alguns grupos. Estamos vendo agentes sem identificação arrastando pessoas pelas ruas. A responsabilidade é do presidente da nação, Maurício Macri", afirmou o deputado Guillermo Carmona, do partido Frente para a Vitória.
No entanto, o presidente da Câmara, Emílio Monzó, da coalizão Cambiemos, base da administração Macri, decidiu manter a sessão e às 19h (20h em Brasília) o texto começou a ser discutido.
O Cambiemos conseguiu o quórum de pelo menos 130 parlamentares para a sessão, após um um acordo que incluiu o apoio do partido Justicialistas, do bloco radical, e de governadores de 11 províncias, como Missiones, Córdoba, Chaco, Tucumán e Entre Ríos.
Um dos principais pontos do projeto é a mudança da fórmula para calcular os reajustes das aposentadorias. Segundo o governo, a reforma permitirá que os aposentados ganhem mais em 2018. A oposição e os sindicatos discordam do governo, alegando que haverá cortes nos setores mais vulneráveis.
Mudança nas regras
A proposta em votação muda a forma de cálculo do reajuste das aposentadorias. A argumentação é que essa nova fórmula, acrescida de abonos que seriam concedidos em 2018, vai beneficiar os aposentados. A oposição e organizações sindicais discordam e alegam que a fórmula vai trazer perdas salariais frente à evolução da inflação.
A reforma faz parte de um pacto fiscal assinado em novembro por 23 dos 24 governadores da Argentina e Macri. O governo federal repassará recursos às províncias que, em troca, economizarão através de mudanças no sistema previdenciário.
Nesta segunda-feira (18), a Confederação Geral do Trabalho, a maior central operária da Argentina, convocou uma greve geral de 24 horas em todo país. Para que os trabalhadores possam voltar aos seus lares, a paralisação no sistema de transporte começará de forma integral após a meia-noite desta segunda-feira.(247).
Confira vídeo sobre a mobilização em Buenos Aires:




Blog do BILL NOTICIAS

LULA LIDERA ATÉ EM SÃO PAULO. ALCKMIN É O TERCEIRO


O detalhamento da mais recente pesquisa CUT/Vox Populi sobre a corrida presidencial mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera com folga até mesmo no estado de São Paulo, principal reduto do PSDB. 
No plano nacional, em um cenário com cinco postulantes à Presidência, Lula lidera com 45% do voto estimulado, seguido por Bolsonaro (15%), Marina Silva (7%), Alckmin (6%) e Ciro Gomes (3%). Brancos e nulos somam 14%. Não responderam 11% dos entrevistados.
Em São Paulo, no cenário de 10 postulantes, Lula segue na liderança com 28% do voto estimulado. Na sequência, vem Bolsonaro (14%) e Alckmin (9%). Marina Silva e Joaquim Barbosa somam, cada um, 4% das intenções. Ciro Gomes tem 1% e os demais candidatos não chegaram a pontuar. Brancos, nulos e indecisos somam 40%.
No voto espontâneo, em que não é apresentado o nome dos candidatos, Lula também lidera com 28% do votoso eleitores paulistas, seguido por Jair Bolsonaro (com os mesmos 15%) e Alckmin (11%). Marina Silva tem 5% das intenções de voto e Ciro Gomes, 2%. Brancos, nulos e indecisos somam 40%.
No voto espontâneo, Alckmin também figura em terceiro lugar. No Brasil, Lula lidera com 38% das menções, seguido por Bolsonaro (11%), Alckmin e Marina Silva, com 2% cada um deles. Em São Paulo, o petista segue na dianteira com 26%, à frente de Bolsonaro (11%) e do governador paulista (5%). A ex-ministra Marina Silva segue em 2% das intenções.
O Vox Populi consultou, de 9 a 12 de dezembro, 2 mil brasileiros com mais de 16 anos de idade, residentes em 118 municípios de todos os estados e do Distrito Federal, em áreas urbanas e rurais. A margem de erro é de dois pontos percentuais, estimada em um intervalo de confiança de 95%.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

TOLEDO: É EM TORNO DE LULA QUE ORBITA A ATUAL CORRIDA PRESIDENCIAL


O jornalista José Roberto de Toledo, um dos melhores analistas de pesquisas da imprensa brasileira, avaliou nesta segunda-feira, 18, que pesquisas de intenção de voto de diferentes institutos provam que as eleições de 2018 orbitarão em torno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 
Ele analisou a mais recente pesquisa do instituto Datafolha, que dividiu o eleitorado em três grandes grupos, todos com a mesma referência: próLula (38%), antiLula (31%) e pendulares (31%).
"Goste-se ou odeie-se, é em torno de Lula que orbita a atual corrida presidencial. Nisso, ela pouco difere das quatro ou seis últimas disputas eleitorais pela Presidência da República. Lula ainda é o candidato a ser batido (1994, 1998, 2002, 2006), o cabo eleitoral a ser usado ou neutralizado (2010 e 2014)", diz Toledo. 
Segundo o colunista do Estado de S. Paulo, as questões colocadas na pesquisa são as mesmas de pleitos presidenciais anteriores: Lula vai conseguir sustentar sua força eleitoral quando a campanha começar para valer? Ou: Lula é capaz de transferir seu prestígio para quem ele vier a apoiar? Se o crescimento da economia acelerar, quanto poder ele perderá na urna?
"Agora, como no passado, especulações em torno de tais dúvidas são incursões a remo em um mar de incertezas. Mar cada vez mais agitado. O desencanto com a política e a insegurança jurídica disseminados a partir de junho de 2013 avolumaram os vagalhões e acresceram riscos aos que navegam à procura de respostas. Qual será o tamanho da abstenção? Haverá mais votos brancos e nulos?", questiona. (247).


Blog do BILL NOTICIAS

Brena Miranda, Tierry e Mateus Torres animam Réveillon de Juazeiro



A Prefeitura Municipal de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes, confirmou Brena Miranda, Tierry e Mateus Torres como atrações que irão animar a festa de final de ano da cidade. O evento acontece na Orla da Cidade, a partir das 21h, no dia 31 de dezembro.
De acordo com a organização da festa em comemoração ao Ano Novo, as atrações musicais têm som eclético, com músicas diversificadas. O baiano Tierry (fala-se Tiêrrí) é considerado um ‘coringa’ no mercado por compor para vários estilos e já emplacou vários sucessos na voz de grandes nomes da música como Anitta e Wesley Safadão.
“A primeira atração será Brena Miranda, juazeirense que já cantou nas bandas Brega e Vinho e Desejo de Mulher. Depois Tierry faz a festa com seus sucessos como Casado, Namorando, Solteiro, e Mateus Torres, o sucesso do momento na região, finaliza a festa”, comenta o Gestor da SECULTE, Sérgio Fernandes.
Às 00h acontece o tradicional show pirotécnico, com a queima de fogos acontecendo em uma balsa, dentro do rio São Francisco. (Ascom), (C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

Prefeitura de Juazeiro define programação do Réveillon 2018

(Fonte/foto arquivo: Ascom PMJ)

A menos de duas semanas para o encerramento do ano, a Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (Seculte) definiu a programação do seu Réveillon 2018. A juazeirense Brena Miranda, além dos cantores Tierry (pronuncia-se Tiêrrí) e Mateus Torres irão animar a festa. O evento acontecerá na orla da cidade, a partir das 21h, no dia 31 de dezembro.
De acordo com a organização do réveillon, as atrações musicais têm som eclético, com músicas diversificadas. O baiano Tierry é considerado um ‘coringa’ no mercado por compor para vários estilos e já emplacou vários sucessos na voz de grandes nomes da música – como Anitta e Wesley Safadão.
A primeira atração será Brena Miranda, juazeirense que já cantou nas bandas Brega e Vinho e Desejo de Mulher. Depois Tierry faz a festa com seus sucessos como ‘Casado, Namorando, Solteiro’, e Mateus Torres, o sucesso do momento na região, finaliza a festa”, comenta o gestor da Seculte, Sérgio Fernandes. A zero hora do dia 1º de janeiro acontecerá o esperado show pirotécnico, com a queima de fogos acontecendo em uma balsa, dentro do rio São Francisco. (C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS 

Boa notícia. Exército destrói armas de fogo em Pernambuco


O Comando da 7ª Região Militar realizará nesta terça-feira, às 11h00, no 4º Batalhão de Polícia do Exército, uma solenidade para destruição de 1.141 armas de fogo recebidas pelo Poder Judiciário. A atividade, que faz parte da “Operação Vulcão” do Exército Brasileiro, é de responsabilidade da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC) e acontece em todo o território nacional.
O objetivo é atender um acordo de cooperação técnica firmado entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Força Terrestre, no dia 21 de novembro, para intensificar o recebimento de armas de fogo dos Tribunais de Justiça, que sejam consideradas desnecessárias para a continuidade e a instrução dos processos. A destinação dessas armas será a destruição ou doação aos Órgãos de Segurança Pública e Forças Armadas.
As ações serão desencadeadas de forma descentralizada, pelas doze Regiões Militares, em todo o país, e promovem a aproximação entre o CNJ, Ministério da Justiça, Agências Governamentais, Órgãos de Segurança Pública e Exército. Medidas serão tomadas para o alinhamento de técnicas e procedimentos administrativos, com a capacitação de integrantes do Sistema Fiscalização de Produtos Controlados (SisFPC), do Exército e dos órgãos envolvidos nos processos de destruição e doação de armas.
A Operação é a primeira medida tomada pelo Exército, após a assinatura do Acordo, e tem como principal amparo legal o Decreto nº 8.938, de 21 de dezembro de 2016, que altera o regulamento da Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003 (Estatuto do Desarmamento), e dispõe sobre a doação de armas apreendidas aos órgãos de segurança pública e às Forças Armadas.
As medidas resultarão celeridade aos processos de doação e destruição de armas de fogo e munição no país, contribuindo de forma substancial para a segurança, tirando das ruas milhares de armas utilizadas ilegalmente e reforçando os Órgãos de Segurança Pública. (Blog do Jamildo).

Blog do BILL NOTICIAS

Governo do Estado reforça pedido do MPPE por investigação de suposto desvio de dinheiro para vítimas de enchentes, mas pede cautela


Em resposta à denúncia do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) contra os envolvidos num suposto esquema de desvio de mais de R$ 1,1 milhão destinado a socorrer as famílias atingidas pelas enchentes, o Governo do Estado enviou nota à imprensa reforçando que apoia toda investigação a qual tenha como objetivo impedir o mau uso de recursos públicos.
Na nota, o governo assegura “a disposição, a transparência e a determinação em prestar todas as informações solicitadas pelos órgãos de controle – como sempre fez”.
Também é importante relembrar da excepcionalidade que Pernambuco viveu após a enchente de 2010, que afetou de forma dramática a vida de milhares de pernambucanos da Zona da Mata. É fundamental, ainda, ter a devida cautela para não condenar de forma antecipada servidores públicos estaduais sem o necessário processo legal”, encerra a nota. (C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS

BRESSER: ELEITO, LULA AGIRÁ COM PRUDÊNCIA E MODERAÇÃO


Por Luiz Carlos Bresser-Pereira, em seu Facebook - E se Lula for eleito?
Essa é a pergunta que todos fazem.
Seus adversários respondem que será o caos político e o desastre fiscal. Mas não foi isso que aconteceu no seu governo. Seus oito anos transcorreram em perfeita paz, e ele revelou sempre responsabilidade fiscal. Quando expandiu a despesa e o crédito em 2009, fez como todos os demais países atingidos pela Crise Financeira Global de 2008.
Eles também opõem Lula a Bolsonaro, um candidato de extrema direita. Ora, a última coisa que se pode dizer de Lula é que um extremista. Manteve-se fiel a suas origens e à centro-esquerda, mas respeitou a propriedade e os contratos. Fez uma reforma fundamental da previdência pública. Seu erro econômico – deixar que o real se apreciasse muito – foi cometido em conjunto com o sr. Henrique Meirelles, um defensor de ortodoxia liberal.
Hoje saiu no Valor um artigo de Claudio Gonçalves Couto no qual ele critica essa polarização, que ele chama, adequadamente, de "assimétrica". Mas essa é uma estratégia da retórica neoliberal: da mesma forma confunde a centro-esquerda com a extrema-esquerda, identifica o desenvolvimentismo com o estatismo.
Já os defensores de Lula, temem que o Judiciário acabe por lhe tirar o direito de participar das eleições presidenciais de 2018. De fato, isso pode acontecer se o Supremo Tribunal Federal, que certamente terá que resolver o problema em última instância, se subordinar à Justiça de Curitiba ou operação Lava Jato.
Mas eu não creio que isto aconteça, não apenas porque o processo contra Lula não tem a menor base jurídica. Também porque essa operação vem perdendo legitimidade e poder. Ela começou com o apoio dos brasileiros que viram com entusiasmo em sua luta contra a corrupção, que envolveu a condenação e a prisão de grandes empresários, políticos e lobistas.
Mas, aos poucos, foi ficando claro o arbítrio de muitos de seus atos. Principalmente as conduções coercitivas para depor e as prisões preventivas que nada tinham de preventivas: eram apenas uma chantagem para levar a vítima a fazer delação. Ora, é fundamental lutar contra a corrupção, mas não através do desrespeito aos direitos civis ou às liberdades, que são os direitos humanos fundamentais. Uma justiça que usa da injustiça para fazer valer sua vontade não é justa, é arbitrária; não é democrática, é autoritária.
Todos devemos, portanto, lutar em defesa da participação de Lula nas próximas eleições. Nós queremos ver a luta política democrática de volta, a luta entre adversários que se respeitam, não a guerra entre inimigos. Se Lula for eleito, não resolverá todos os problemas do país. Até agora, por exemplo, não compreendeu que uma política macroeconômica responsável no plano cambial é mais importante do que uma política industrial. E esta compreensão é uma condição para que um presidente logre fazer o Brasil retornar ao desenvolvimento econômico, ao invés de ficar para trás, como vem acontecendo há muito. Mas Lula agirá com prudência e moderação, terá a conciliação como um objetivo para que possa governar, e nós sabemos como é grande sua capacidade de liderança.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

Rede anuncia desembarque do Governo


Com vistas na construção de um palanque para a ex-ministra Marina Silva no Estado, a Rede Sustentabilidade vai desembarcar do governo Paulo Câmara (PSB) e lançar candidaturas próprias ao Executivo estadual e Senado. De acordo com o membro da direção nacional e estadual do partido, Roberto Leandro, os cargos ocupados na Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade e na direção da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) serão entregues até o fim do mês. Com a saída, o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (PMDB), cotado para ser o candidato a governador pela legenda, disse que vai intensificar as negociações de filiação.
Apesar de assumir uma posição de independência em relação ao socialista, a sigla, no entanto, vai manter o diálogo com o PSB e Frente Popular. A decisão foi tomada após a conferência estadual da legenda, no último sábado. Na ocasião, também foram eleitos o novo diretório e os porta vozes. Clécio Araújo e Milena Reis vão comandar a Rede pelos próximos dois anos.
Segundo Roberto Leandro, a saída da gestão foi motivada por uma orientação da nacional de ter postulações nos estados. O partido condiciona o apoio a Paulo Câmara à aliança em torno da candidatura de Marina Silva. A Rede tem esperanças de contar com o PSB porque, em 2014, Marina foi a candidata, com a morte do ex-governador Eduardo Campos.
De acordo com Roberto, agora a sigla vai iniciar uma rodada de debates para articular uma plataforma programática com alternativas para a crise política e econômica. Ele também descartou uma composição com o bloco de oposição. “Não está no nosso horizon­te essa aliança com oposição. Acho que está bem claro o campo em que militamos e conversamos”, afirmou, em referência à base do governador Paulo Câmara.
Embora ainda não tenha batido o martelo com relação à filiação, o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, pode disputar o governo pela Rede. A candidatura dele é vista com bons olhos pelo Palácio das Princesas, caso o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), desafeto de Câmara e Lóssio, também se candidate. Isso porque Lóssio pode tirar votos do senador já que eles dividem a mesma base eleitoral. Nos bastidores, Lóssio ensaia uma reaproximação com o Executivo, que passaria pelo apoio à candidatura a deputado do seu filho – Júlio Lóssio Filho.
Procurado, o ex-prefeito afirmou que estava esperando a Rede desembarcar do governo para negociar a filiação. No entanto, isso será decidido mais a frente, disse. “Tenho simpatia pela Rede, contudo é preciso alinhar alguns detalhes”. Enquanto não decide o partido, Lóssio começou a rodar o estado em ritmo de campanha. Outros cotados para a majoritária são o ex-superintendente do Ibama, João Arnaldo Novaes, o ex-deputado Roberto Leandro, o empresário Eugênio Marinho e o cantor gospel Jairinho. (Folha PE).

Blog do BILL NOTICIAS

Preso na Bahia, marido confessa que matou jovem grávida um dia antes do parto


Encontrada morta na manhã desse domingo(17) na cidade de Serrinha-BA, Daiane Reis Mota, de 25 anos, foi assassinada pelo próprio marido, Adilson Prado Lima Júnior, de 25 anos. À polícia, ele confessou ter matado a companheira, grávida de oito meses, com um tiro na nuca. A vítima estava desaparecida desde sábado (16).
O corpo de Daiane foi encontrado por um grupo de ciclistas na localidade de Barra do Vento. Adilson chegou se mobilizar com familiares da vítima realizando buscas para encontrá-la.
Segundo a polícia, Adilson alegou que praticou o crime por estar sendo traído pela mulher. De acordo com informações do Calila Notícias, ele teria descoberto mensagens de outro homem no celular de Daiane, o que estaria gerando crises de ciúme a ponto dele comprar um revólver.
Ao contrário da primeira versão, que indicava que o casal teria ido a uma clínica médica, em depoimento Adilson revelou que os dois iam fazer compras. No trajeto, durante uma discussão, ele ordenou que ela descesse do carro e, em seguida, efetuou o disparo. Daiane deixa um filho, fruto do relacionamento anterior.
Ex-marido – Apontado nas redes sociais como responsável pelo crime, o ex-marido de Daiane,Lucas Carvalho, usou sua conta no Instagram para se defender. Na postagem, afirmou não ter nada a ver com a morte e que há muito tempo não tinha contato com a ex-esposa. (Via:Blog: O Povo com a Notícia).

Blog do BILL NOTICIAS