terça-feira, 12 de setembro de 2017

Aniversário de Petrolina.Bell Marques e Gabriel Diniz animarão a festa dos 122 anos da cidade



Bel Marques e Gabriel Diniz atrações da festa dos 122 anos de Petrolina
O prefeito Miguel Coelho anunciou na noite dessa segunda-feira (11) um pouco da programação especial que a Prefeitura de Petrolina prepara para os 122 anos da capital do São Francisco. Num bate-papo pelo Facebook, o gestor adiantou que no dia 20, véspera do aniversário do município sertanejo, será realizada uma grande festa aberta ao público com shows de Bell Marques, Gabriel Diniz e Claudinho Goes. O evento ocorrerá a partir das 20h, num circuito a ser montado na Avenida Cardoso de Sá, à beira do Rio São Francisco.
A festa vai resgatar o modelo com os artistas em cima de trios elétricos puxando a multidão por um corredor da folia. Serão mais de cinco horas de show num roteiro que inicia próximo ao restaurante Bêra d’Água até a altura da pizzaria Shalon.
Miguel informou que parte da festa será bancada pela cervejaria Itaipava, reduzindo os custos da máquina pública. “A gente tem sempre buscado parcerias, ainda mais enfrentando as dificuldades financeiras que todo mundo sabe. A Itaipava já participou do São João e agora vai dar esse presente para a cidade, pagando parte dos cachês. Isso mostra que nossa preocupação não é apenas em dar uma festa, promover o turismo e a cultura na cidade, mas fazer tudo isso com responsabilidade”, ressaltou Miguel.
O prefeito também adiantou que a cidade terá mais dois dias de programação com shows de pop, rock e gospel, na concha acústica próxima à Prefeitura, contemplando todos os gostos dos petrolinenses e valorizando os artistas da região, já que serão oito atrações locais num total de dez. Além disso, no dia 18, Miguel vai anunciar toda a programação de obras, editais de licitação, reformas, lançamentos de projetos, atrações esportivas que serão desenvolvidas até o final de setembro. “É uma programação extensa e para mostrar que não estamos pensando apenas em festa. Queremos garantir ao povo de Petrolina que a cidade está com muito trabalho e desenvolvimento e o mês de aniversário será um marco para imprimir esse ritmo que todos os petrolinenses exigem”, concluiu Miguel.(Ascom),(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

TEMER DIZ QUE FACÍNORAS ROUBAM A VERDADE. PF DIZ QUE TEMER ROUBOU R$ 31 MI

Agência Brasil | Divulgação-PF

O Palácio do Planalto divulgou nota, nesta terça-feira, em que afirma que “facínoras roubam do país a verdade”, um dia depois de um relatório da Polícia Federal concluir que Michel Temer comanda a quadrilha do PMDB na Câmara dos Deputados e recebeu R$ 31,5 milhões em propinas.
 
Dntro de 48 horas, Temer deverá ser denunciado por Rodrigo Janot por organização criminosa e obstrução judicial.
 
No chamado "quadrilhão" do PMDB, três integrantes já estão presos: Eduardo Cunha, Henrique Alves e Geddel Vieira Lima – este, que era braço direito de Temer, mantinha R$ 51 milhões escondidos num bunker.
 
Abaixo, reportagem da Agência Brasil sobre a nota de Temer:
 
Yara Aquino - Repórter da Agência Brasil
A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República divulgou nota hoje (12) em que afirma que o Estado Democrático de Direito existe para preservar a integridade do cidadão, para coibir a barbárie da punição sem provas e para evitar toda forma de injustiça, mas que nas últimas semanas o Brasil vem assistindo exatamente o contrário.
O texto afirma que “garantias individuais estão sendo violentadas, diuturnamente” e que “chega-se ao ponto de se tentar condenar pessoas sem sequer ouvi-las”, portanto, “sem se concluir investigação”, “sem se apurar a verdade” e “sem verificar a existência de provas reais”.
A nota foi divulgada um dia após a Polícia Federal concluir inquérito em que apresenta indícios de crime por parte do presidente Michel Temer e demais integrantes do chamado “grupo do PMDB da Câmara” e após a prisão do empresário Joesley Batista.

A nota registra que “facínoras roubam do país a verdade” e “bandidos constroem versões 'por ouvir dizer' a lhes assegurar a impunidade ou alcançar um perdão, mesmo que parcial, por seus inúmeros crimes”. Diz ainda que “reputações são destroçadas em conversas embebidas em ações clandestinas”.

O texto divulgado pela Secom afirma que vazamentos apresentam conclusões que transformam em crimes ações que foram respaldas em lei: o sistema de contribuição empresarial a campanhas políticas era perfeitamente legal, fiscalizado e sob instrumentos de controle da Justiça Eleitoral. “Desvios devem ser condenados, mas não se podem criminalizar aquelas ações corretas protegidas pelas garantias constitucionais.”
Abaixo, reportagem sobre o relatório da PF que incrimina Temer:
Ivan Richard Esposito - Repórter de Agência Brasil
Inquérito da Polícia Federal (PF) concluído hoje (11) apresenta indícios da prática de crimes por parte do presidente Michel Temer e demais integrantes do chamado “grupo do PMDB da Câmara”, segundo nota divulgada nesta segunda-feira pela PF. De acordo com as investigações, o grupo seria composto pelos ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria de Governo, Moreira Franco, além dos ex-ministros Geddel Vieira Lima e Henrique Eduardo Alves, e do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha.
De acordo com a PF, a cúpula do PMDB mantinha “estrutura organizacional com o objetivo de obter, direta e indiretamente, vantagens indevidas em órgãos da administração pública direta e indireta”. Ainda segundo o inquérito, que será enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o grupo praticou os crimes de corrupção ativa, passiva, lavagem de dinheiro, fraude em licitação e evasão de divisas.
Outro lado
Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República informou que Temer “não participou e nem participa de nenhuma quadrilha”. “O presidente tampouco fez parte de qualquer estrutura com o objetivo de obter, direta ou indiretamente, vantagens indevidas em órgãos da administração pública. O presidente Temer lamenta que insinuações descabidas, com intuito de tentar denegrir a honra e a imagem pública, sejam vazadas à imprensa antes da devida apreciação pela Justiça”, diz a nota.
A assessoria de imprensa do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, informou que ele só irá se pronunciar “quando e se houver acusação formal contra ele que mereça resposta”
Também por meio da assessoria de imprensa, o ministro Moreira Franco afirmou que jamais participou de qualquer grupo para a prática de ato ilícito. “Repudio a suspeita. Responderei de forma conclusiva quando tiver acesso ao relatório do inquérito. Lamento que tenha que falar sobre o que ainda não conheço. Isto não é democrático”, diz a nota.
Henrique Eduardo Alves divulgou nota em que diz que faz parte do PMDB há mais de 40 anos e não de uma organização criminosa. “A tentativa de criminalizar a atividade política enfraquece a democracia e a sua inocência será provada ao longo do processo”, disse.
Defesas de Geddel e Cunha foram procuradas e não responderam a reportagem até o fechamento desta edição
Presos
Eduardo Cunha, Henrique Eduardo Alves, Geddel Vieira Lima estão presos após investigações da Operação Lava Jato. Cunha está preso em Curitiba, por ordem do juiz Sérgio Moro, desde 19 de outubro de 2016. Em março de 2017 foi condenado a 15 anos e quatro meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas e, em 18 de maio de 2017, teve novo mandado de prisão expedido pela Justiça.
Eduardo Alves foi preso preventivamente no dia 6 de junho de 2017 pela Polícia Federal na Operação Manus, que investigava corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal.
O ex-ministro Geddel Vieira Lima voltou a ser preso, na última sexta-feira (8), em Salvador, três dias após a Polícia Federal encontrar mais de R$ 51 milhões, atribuídos a ele, em um apartamento. Anteriormente, ele havia sido preso preventivamente no dia 3 de julho de 2017, na Operação Greenfield, que investiga desvio de fundos de pensão.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

INDIGNO, TEMER CHAMA POLICIAIS FEDERAIS DE FACÍNORAS, DIZ COSTA PINTO


Por Luis Costa Pinto, em seu Facebook - Que 3a feira esquisita da peste.
"Setembro Negro", será? De novo?
Aos fatos:
1. Gilmar Mendes amanhece repleto de certezas: foi gravado por Joesley, num sábado, quando o encontrou para conversa reservada no IDP (seu curso de Direito em Bsb). Conversa marcada por sua sócia, Dalide, que ligava para a JBS pedindo apoio para os eventos do curso. A JBS apoiou. Mais de R$ 2 milhões em 1 ano e meio. A última contribuição, de R$ 650 mil, foi devolvida antes de ser usada porque já havia estourado o escândalos das gravações com Temer.
2. Eu sempre me referi a Eduardo Cunha (sobrtudo aqui) como "facínora". Ele o é. Não quero deter direitos e reservas sobre a palavra, que é forte. Mas hoje Temer passou a chamar de facínoras... quem? A Polícia Federal? O Ministério Público? Os que mostram o caminho das pedras que darão no oceano de roubos que ele lidera? E isso, posto assim numa nota oficial do Palácio do Planalto, é lido com placidez por todos? Temer e sua assessoria transformam em indignos os aposentos palacianos. Ontem, a assessoria assinou nota dizendo que o chefe "não participa de quadrilha alguma". Minha gente - parafraseando De Gaulle (que se referia à pesca da lagosta, um tema prosaico), pergunto: podemos ser sérios se áulicos do chefe (de quadrilha? Do Executivo?) agem assim?
3. A Polícia Federal, cujo chefe (o ministro da Justiça Torquato Jardim) estava nos jornais ontem em mau humorada entrevista assumindo que mudará sim o comando da instituição, põe em relatório que Temer se beneficiou de R$ 31,5 milhões de verbas de Caixa 2 e um doleiro/operador financeiro de corruptores e corruptos diz que direcionou R$ 20 milhões da Gol (cujos controladores estão fazendo delação) para Temer. E fica nisso mesmo?
4. Em Brasília, um cronista dá um mau passo e escreve uma crônica tosca fazendo odes à misoginia, ao machismo, ao chauvinismo. Uma elegia a uma suposta (?) estagiária-deusa. Um texto no mínimo cafajeste, mas que passou por ilustradores, diagramadores, editores, executivos - ou não? Publicada a crônica, pau no moço. Hoje ele se desculpa num texto ora humilde, ora covarde (ao falar na mãe, na mulher, nas filhas...).
Segue sendo moído como carne de 2a nos açougues da vida - merece? Deu um mau passo, escreveu um textinho chinfrim, expiou seu carma, está sofrendo, seguramente aprendeu lições - é preciso tanta arrogância vingativa contra o rapaz? Será que a alma dele vai expiar toda a calhordice machista, misógina e recalcada de nossa sociedade?(247).
É isso. E só chegamos à hora do almoço de 3a. Calma que vem mais!
Rerere. Abraços,

Blog do BILL NOTICIAS

Presidente da Codevasf participa de vistoria das obras do Eixo Norte do Projeto São Francisco em Pernambuco


O presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Avelino Neiva, acompanhou nessa segunda-feira (11) o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, em vistoria às obras da primeira etapa (1N) do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco – que passa pelos estados do Ceará e de Pernambuco.
A comitiva técnica, da qual também participou o gerente de Operação do PISF na Codevasf, Danielson Araújo, passou por Cabrobó (PE), onde acompanhou os serviços na primeira estação de bombeamento (EBI-1), responsável por impulsionar as águas do rio por 43,9 quilômetros subsequentes até chegar ao reservatório Terra Nova, no mesmo município.
Na sequência, o grupo verificou a chegada da água ao reservatório Tucutu – primeiro do eixo –,  situado sete quilômetros depois da EBI-1. No local, foram abertas as comportas desse açude para que as águas possam avançar até o reservatório Terra Nova, completando 45 quilômetros com água no Eixo Norte.
“A Codevasf tem acompanhado de perto e com entusiasmo a evolução desse grande empreendimento. A empresa será a operadora federal do sistema e tem se preparado para assumir essa responsabilidade de modo determinado e com profissionalismo. Para a população beneficiada o PISF representa segurança e desenvolvimento”, afirma o presidente da Companhia, Avelino Neiva.
Além do presidente da Codevasf, a vistoria contou com a participação de diversas autoridades, entre elas o presidente do Senado, Eunício Oliveira. O presidente da Codevasf esteve acompanhado do chefe da unidade de operação do PISF, Luiz Eduardo Santana Matias Frota, além de técnicos da Companhia que atuam no Escritório de Apoio Técnico de Salgueiro (PE): Carlos Eduardo Có Rodrigues, Gilvando de Carvalho, Salatiel Coutinho Neto e Tadeu Henriques.
Gestão e operação
Após a conclusão das obras do Projeto de Integração do São Francisco (PISF), caberá à Codevasf a operação do sistema implantado pelo Ministério da Integração Nacional.
O decreto presidencial Nº 8.207, publicado no Diário Oficial da União, em 2014, além de ratificar o novo papel da Codevasf, delimita a chamada região de integração, determina a composição do conselho gestor que vai gerir o PISF e aponta as diretrizes das atribuições do conselho.
A Companhia vai receber a infraestrutura implantada pelo Ministério da Integração Nacional ao longo do projeto (canais, estações de bombeamento, equipamentos eletromecânicos etc.) para exercer as atividades de gestão, operação e manutenção das estruturas do sistema.
Projeto São Francisco
Os dois eixos (Norte e Leste) da integração vão garantir o abastecimento de água de 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. O projeto é composto por 477 quilômetros de extensão: o Norte, com 260 quilômetros; e o Leste, com 217. O Eixo Leste está em pré-operação, desde março deste ano, e já tem beneficiado quase um milhão de habitantes em 31 cidades da Paraíba e Pernambuco. 


Águas do Rio São Francisco avançam pelos canais do Eixo Norte
Comportas da Barragem de Tucutu, em Cabrobó, foram abertas para que a água do ‘Velho Chico’ avance até o reservatório Terra Nova. Quase 1.000 profissionais estão trabalhando na conclusão do trecho 1N
Brasília-DF, 11/9/2017 – O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, vistoriou, nesta segunda-feira (11), o andamento das obras da primeira etapa (1N) do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, que passam pelos estados de Pernambuco e do Ceará. Em Cabrobó (PE), o ministro e equipes técnicas acompanharam os serviços na primeira estação de bombeamento (EBI-1), responsável por impulsionar as águas do ‘Velho Chico’ por mais 43,9 quilômetros subsequentes até chegar ao reservatório Terra Nova, no mesmo município. O enchimento das estruturas nesse trajeto deverá ser finalizado em até 15 dias. “Nossa meta é antecipar os prazos. Estamos trabalhando para que a água chegue ao reservatório de Jati até o final de janeiro do próximo ano, garantindo a funcionalidade ao estado do Ceará, já atendendo Pernambuco e seguindo rumo à Paraíba e ao Rio Grande do Norte. A previsão é de que até o final do primeiro semestre de 2018 as águas estejam na última estrutura do Eixo Norte em direção ao estado potiguar”, explicou Helder Barbalho.
Após inspecionar o funcionamento dos equipamentos hidromecânicos e elétricos da estação (EBI-1), o ministro Helder Barbalho acompanhou a chegada da água ao reservatório Tucutu – primeiro do eixo – situado após sete quilômetros da EBI-1. Na ocasião, foram abertas as comportas desse açude para que as águas avancem pelos canais até o reservatório Terra Nova, completando 45 quilômetros com água no Eixo Norte. Ao longo desse trajeto, o ‘Velho Chico’ passará por quatro aquedutos (Logradouro, Saco da Serra, Mari e Terra Nova) do projeto – implantados entre as duas barragens. “Nosso prazo estimado é acionar a segunda estação de bombeamento em cerca de 30 dias”, acrescentou o ministro.
Depois de Tucutu, a comitiva técnica realizou um sobrevoo nos mais de 100 quilômetros da etapa da Meta 1 Norte, para acompanhar de perto os trabalhos das frentes de serviço concentradas em Penaforte, no Ceará. Ao longo de todo esse trecho, quase 1.000 profissionais estão contratados para finalizarem as obras – metade do efetivo previsto para o pico de atividades que será de 2.000 operários até outubro deste ano.
A expectativa é de ampliar os turnos para 24 horas ainda neste mês de setembro para cumprir o cronograma de entrega do Eixo Norte até o início do próximo ano.
Estações de Bombeamento – A EBI-1 tem capacidade de elevar a água a 36 metros – altura similar de um edifício de 12 andares. Também é composta por dois conjuntos de motobomba que, juntos, pesam mais de 200 toneladas, o equivalente a 200 veículos populares.
As Estações de Bombeamento são estruturas responsáveis por elevar a água de um terreno mais baixo para um mais alto. O Eixo Norte possui três estações distribuídas ao longo de 260 quilômetros de extensão – EBI-1, EBI-2 e EBI-3.
Juntas, as três EBs vão impulsionar a água em 181 metros acima do nível do Rio São Francisco – altura que pode ser comparada a um prédio de 58 andares. O Eixo Norte abrange a construção de 15 reservatórios, oito aquedutos, três túneis, canais, além das estações.
Projeto São Francisco – Os dois eixos (Norte e Leste) da integração vão garantir o abastecimento de água de 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. O projeto é composto por 477 quilômetros de extensão: Norte, com 260 quilômetros; e o Leste, com 217.
O Eixo Leste está em pré-operação, desde março deste ano, e já tem beneficiado quase um milhão habitantes em 31 cidades da Paraíba e Pernambuco. (Ascom),(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

Cursos de elaboração de projetos culturais com foco no edital do Funcultura/Fundarpe e Lei Rouanet


A atividade de formação será realizada no município de Petrolina pela Melodia Produções e terá coodernação do produtor cultural Marcone Melo. O evento tem incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura. AS inscrições estão abertas até o dia 28 de setembro, para os Cursos de Elaboração de Projeto Culturais.
Serão ofertados dois cursos; um para elaboração de projetos culturais na área do Artesanato e outro para projetos direcionados à Cadeia Produtiva da Música, ministrados pelo músico e produtor cultural Marcone Melo, entre os dias 02 de outubro a 30 de novembro, no horário das 19h às 22h. A iniciativa conta com o incentivo do Governo de Pernambuco, através da Fundarpe, via aprovação no edital do Funcultura 2015/2016, conta ainda com o apoio da UNIVASF e do IF-SERTÃO – Petrolina, onde será realizado os cursos.
Essa atividade formativa acontecerá em dois módulos; o primeiro será focado nos conceitos básicos sobre produção cultural, teorias, acessibilidade em eventos culturais, leis de incentivo (lei do Funcultura e lei Rouanet), direitos autorais e estudos de casos. O segundo módulo é direcionado a prática da elaboração dos projetos e acontecerá no estilo de uma incubadora, onde cada participante irá trabalhar e desenvolver suas ideias transformando-as em um projeto cultural. Nessa etapa será abordado assuntos como a viabilidade, planejamento, gerenciamento, formatação do orçamento e princípios de prestação de contas do projeto.
O principal objetivo dos cursos é capacitar os artistas e produtores culturais de Petrolina, com conhecimentos e técnicas de elaboração de Projetos culturais, para que possam competir de forma equilibrada, com os artista e produtores da Região Metropolitana do Recife e das outras regiões do Estado, nos editais do Funcultura, assim como na Lei Rouanet.
Os cursos serão gratuitos e têm como público-alvo os artista, produtores culturais e estudantes das respectivas áreas, na faixa etária dos 18 aos 60 anos de idade. As inscrições só podem ser realizadas pela internet, através dos links abaixo:
1 – Para a inscrição no curso de elaboração de projetos na Área do Artesanato: https://goo.gl/Yn3e4Q
2 – Para a inscrição no curso de elaboração de projetos para a Cadeia Produtiva da Música: https://goo.gl/p1MUat (Ascom).

Blog do BILL NOTICIAS

Lula depõe amanhã em Curitiba com esquema de segurança reforçado

Rovena Rosa/Abr
Lula será ouvido no segundo processo a que responde no âmbito da Operação Lava Jato. Ele é acusado pelo Ministério Público Federal de receber vantagens indevidas do Grupo Odebrecht para beneficiar a empreiteira em contratos com a PetrobrasRovena Rosa/Agência Brasil



O esquema de segurança montado para o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que acontece amanhã (13) em Curitiba, será semelhante à estratégia utilizada em maio, quando o petista depôs pela primeira vez ao juiz federal Sérgio Moro. A audiência desta quarta-feira está marcada para as 14h na sede da Justiça Federal do Paraná (JFPR).
"As circunstâncias são muito parecidas. No entanto, o dimensionamento foi menor, por conta da notícia de que nós teremos menos ônibus envolvidos e uma quantidade menor de pessoas. Mas o esquema básico é o mesmo, com um volume menor de policiais", explicou o secretário de Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita.
Para atuar no esquema de segurança, serão destacados cerca de mil policiais militares, além de representantes da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep), Guarda Municipal, Polícias Rodoviária Estadual e Federal, Polícia Federal, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), entre outros órgãos. A expectativa é que 50 ônibus cheguem a Curitiba com cerca de 5 mil manifestantes. 
No depoimento prestado por Lula em maio, a Sesp-PR esperava mais de 60 mil pessoas. Naquela ocasião, o esquema montado envolveu cerca de 1,7 mil policiais militares, além dos agentes dos outros órgãos de segurança.
Assim como no esquema anterior, o trânsito será novamente alterado desde cedo, com bloqueios a partir das 6h da manhã a duas quadras da JFPR. "O bloqueio mais imediato [acontece] a partir do meio-dia, ao redor da Justiça Federal. Ali sim, respeitando o interdito proibitório que já foi decretado pela Justiça. Quem não tiver sido cadastrado, não terá acesso", garantiu Mesquita.
A Sesp-PR também espera que não haja qualquer contato entre os grupos simpatizantes e contrários ao ex-presidente. Para isso, o órgão orienta que os apoiadores de Lula se concentrem na Praça Generoso Marques, no centro de Curitiba, e que aqueles favoráveis à condenação do petista fiquem nas proximidades do Museu Oscar Niemeyer, no Centro Cívico.
A assessoria de imprensa da JFPR informou que terá expediente normal apesar do esquema de segurança e dos bloqueios no trânsito.
O processo
Lula será ouvido no segundo processo a que responde no âmbito da Operação Lava Jato. Ele é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de receber vantagens indevidas do Grupo Odebrecht para beneficiar a empreiteira em contratos com a Petrobras.
Segundo a denúncia do MPF, a Odebrecht comprou um terreno em São Paulo para a construção do Instituto Lula e uma cobertura em São Bernardo do Campo, vizinha ao apartamento onde o ex-presidente mora. Segundo a força-tarefa da Lava Jato, o valor das vantagens indevidas recebidas por Lula se aproxima dos R$ 13 milhões.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

DINO EXPLICA POR QUE A SENTENÇA DE MORO É FRÁGIL E LULA DEVE SER ABSOLVIDO

Resultado de imagem para DINO EXPLICA POR QUE A SENTENÇA DE MORO É FRÁGIL E LULA DEVE SER ABSOLVIDO

Juiz de direito aprovado em primeiro lugar no mesmo concurso prestado por Sergio Moro, o governador do Maranhão, Flávio Dino, explicou por que a sentença contra o ex-presidente Lula no caso triplex é frágil e deve ser anulada.
Segundo ele, como o próprio Moro reconheceu que as eventuais vantagens recebidas por Lula não têm relação com a Petrobras, ele não teria competência para julgá-lo.
Dino afirmou ainda que Moro condenou Lula por uma tese distinta da que foi apresentada pela Ministério Público – o que contraria as leis brasileiras.
Ontem, a defesa de Lula usou argumentos semelhantes para defender a anulação da sentença e a absolvição de Lula.(247).
Confira o vídeo em que Dino explica o caso de forma didática, em sua entrevista à TV 247: 


Blog do BILL NOTICIAS

GILMAR QUER ANULAR PROVAS CONTRA TEMER E AÉCIO

REUTERS/Ueslei Marcelino

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, irá encaminhar para o plenário da corte uma discussão sobre a validade das provas levantadas pela JBS em sua delação premiada.
Isso será feito na sessão de quarta-feira, em que será discutida a suspeição de Rodrigo Janot, segundo informa o colunista Merval Pereira.
As provas que podem ser anuladas incluem o diálogo em que Michel Temer avaliza a compra do silêncio de Eduardo Cunha e Lúcio Funaro, a entrega de uma mala com R$ 500 mil a Rodrigo Rocha Loures e também as entregas de R$ 2 milhões em dinheiro vivo a Fred Pacheco, primo do senador Aécio Neves (PSDB-MG).
A tese de Gilmar é de que a delação teria sido armada pelo procurador-geral Rodrigo Janot.
Juristas, no entanto, avaliam que mesmo que Joesley Batista perca seus benefícios, as provas continuam valendo.
Ontem, a Polícia Federal concluiu que Michel Temer liderou o quadrilhão do PMDB e recebeu R$ 31,5 milhões em propinas.
Abaixo, reportagem da Reuters a esse respeito:
BRASÍLIA (Reuters) - A Polícia Federal concluiu que houve indícios de crimes cometidos pela Cúpula do PMDB, incluindo o presidente Michel Temer e seus ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), no inquérito que investiga o chamado “quadrilhão da Câmara”.
“Integrantes da cúpula do partido supostamente mantinham estrutura organizacional com o objetivo de obter, direta e indiretamente, vantagens indevidas em órgãos da administração pública direta e indireta”, disse a PF em nota.
De acordo com o relatório, o grupo cometeu corrupção ativa, passiva, lavagem de dinheiro, fraude em licitação, evasão de divisas, entre outros crimes.
Estão ainda na lista de investigados o ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso novamente na semana passada no âmbito da operação Cui Bono, depois que 51 milhões atribuídos a ele foram encontrados em um apartamento em Salvador.
A investigação inclui ainda o deputado cassado Eduardo Cunha, preso em Curitiba pela operação Lava jato e o ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves, preso na operação que investiga corrupção na construção da Arena das Dunas, em Natal.
Em nota, a Secretaria de Imprensa da Presidência afirmou que o ”presidente Michel Temer não participou e nem participa de nenhuma quadrilha, como foi publicado pela imprensa, deste 11 de setembro. O Presidente tampouco fez parte de qualquer “estrutura com o objetivo de obter, direta ou indiretamente, vantagens indevidas em órgãos da administração pública”.
O texto ainda afirma que as acusações são “insinuações descabidas”, vazadas para “tentar denegrir a honra e a imagem pública” do presidente antes mesmo de serem apreciadas pela Justiça.
Em outra nota, “o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, informa que só irá se pronunciar quando e se houver acusação formal contra ele que mereça resposta”.
Moreira Franco respondeu à Reuters afirmando que “jamais” participou de qualquer grupo para a prática do ilícito.
“Repudio a suspeita. Responderei de forma conclusiva quando tiver acesso ao relatório do inquérito. Lamento que tenha que falar sobre o que ainda não conheço. Isto não é democrático”, afirmou.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

"Leonardo era obcecado em prejudicar a Casa do Pará", diz delegado

Delegado disse que dono do Ponto do Açaí era uma pessoa violenta e com antecedentes criminais
Dono da Ponto do Açaí
Dono da Ponto do AçaíFoto: Reprodução/Facebook

Mesmo após ter mandado incendiar a Casa do Pará, o empresário Leonardo Emanuel Mendonça Lacerda, que é diretor executivo do Ponto do Açaí, fazia de tudo para prejudicar o estabelecimento concorrente. Segundo o delegado Joel Venâncio, da Diretoria Integrada Metropolitana, Leonardo era obcecado em atrapalhar a Casa do Pará. Os detalhes das prisões foram divulgados, pela Polícia Civil de Pernambuco, durante coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (12).

Leia também
Dono do Ponto do Açaí é preso por incendiar Casa do Pará
[Vídeo] Polícia prende suspeitos de incêndio na Casa do Pará


O delegado disse que Leonardo era uma pessoa violenta e com antecedentes criminais - um processo em aberto por estelionato e um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por ameaça. "Era uma verdadeira obsessão. Mesmo após o incêndio, ele continuava com as investidas e chamava a Vigilância Sanitária, Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano... Ele não tinha limites", revelou o investigador. 

A delegada Beatriz Leite, que presidiu as investigações do incêndio criminoso, informou que a disputa começou porque as unidades do bairro de Boa Viagem ficam lado a lado em uma galeria. "A disputa começou por conta da clientela e porque o espaço era pequeno e as mesas se misturavam. Leonardo não queria que as pessoas comessem na Casa do Pará e sentassem nas mesas do Ponto do Açaí. Já que ele não podia brigar com os clientes, ele descontava nos donos e funcionários do açaí concorrente", comentou a investigadora. 

Beatriz Leite informou que Leonardo era explosivo e que também já havia informado aos donos da Casa do Pará que iria incendiar o estabelecimento deles. "Ele é explosivo e não pode ser contrariado. Quando perde a cabeça pratica agressões e ameaças. Um crime dessa natureza poderia ter consequências ainda maiores", comentou a delegada, que informou que os proprietários da Casa do Pará tiveram um prejuízo de R$ 100 mil.

Além do empresário, foram presos os executores José Plínio Bezerra dos Santos, de 24 anos, e João Victor Medeiros da Silva, conhecido como Lerdo, de 22 anos. O quarto envolvido, que segue foragido, é Romildo Soares da Silva, conhecido como Tancredo, de 32 anos. A delegada informou que todos possuem antecedentes criminais e que Tancredo, como é conhecido, é a "pessoa de confiança" de Leonardo. 

Tancredo já havia sido preso por furto qualificado, porte ilegal de arma e foi absolvido de uma tentativa de homicídio. José Plínio foi preso, em 2012, por roubo e João Victor, pela Lei Maria da Penha. "As imagens do crime foram fundamentais para chegar nos executores. Primeiro, chegamos em Tancredo e depois nos outros dois executores", comentou Leite.

Todos os quatro envolvidos foram indiciados por incêndio criminoso. Os executores - Tancredo, Lerdo e João Victor - também foram indiciados por roubo consumado, já que, na investida, levaram os pertences dos vigias. Leonardo também foi indiciado por coação em curso do processo, já que, após mandar incendiar o estabelecimento concorrente, continuou ameaçando testemunhas. Os presos já foram levados para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. (folhape).

Dono do Ponto do Açaí
Dono do Ponto do AçaíFoto: Divulgação


João Victor, conhecido como Lerdo
João Victor, conhecido como Lerdo Foto: Divulgação/PCPE

José Plínio
José PlínioFoto: Divulgação/PCPE


Tancredo segue foragido
ancredo segue foragidoFoto: Divulgação/PCPE




Blog do BILL NOTICIAS