terça-feira, 6 de junho de 2017

Após condenação, Lírio Parisotto, acusado de agredir Luiza Brunet, chama modelo de "Patranheira"

                                         O caso veio a publico em maio de 2016, quando Luiza divulgou as agressões e publicou imagens do olho lesionado
Por: Bruno Brandão em  06/06/17 às 09H19, atualizado em 06/06/17 às 09H50
Luiza também comemorou a decisão da Justiça: "A todos, minha imensa gratidão"
Luiza também comemorou a decisão da Justiça: "A todos, minha imensa gratidão"
O empresário Lírio Parisotto acusado de agredir a ex-namorada e modelo Luiza Brunet foi condenado a um ano de serviços comunitários. Ele também deverá ficar sob vigilância da Justiça por dois anos. Na época, Luiza acusou o empresário de tê-a agredida em Nova York, resultando em quatro costelas quebradas, além de uma lesão no olho. Após a decisão, Lírio resolveu se manifestar e publicou uma nota no Instagram pessoal, veja: 

“Relembrado velhas verdades: 
Prometi que usaria este canal para esclarecer um episódio desagradável da minha vida, à meus seguidores, aqui esta:
Fui vítima de três acusações:
1) agressão num barco em viagem, na verdade eu que fui agredido a acusação não prosperou, muita cara de pau, muito obrigado Promotor Gaya;
2) lesão num dedo, considerada grave, acabei de ser absolvido, história sem nexo algum, mentiras de duas Patranheiras, muito obrigado Dra Juíza Elaine Cavalcante;
3) sobrou a suposta lesão em NY, foi considerada leve, ou seja a menor possível, mas ainda assim não condiz com os fatos, fui condenado a um ano de serviços comunitários, irei recorrer tenho certeza que a verdade prevalecerá. Aliás fazer serviço comunitário seria um prazer, já faço muita ajuda comunitária. Não vou me delongar no assunto, quem tiver interesse está tudo escrito nas datas deste triste episódio aqui neste canal, só conferir, nada mudei. Atentem para o financeiro. Portanto, muita paz e companheirismo, só assim o amor sobreviverá e vencerá. Adoro vcs, obrigado pela força.” (Folhape).

Blog do BILL NOTICIAS


INFARTO, ANGINA. DOENÇAS CORONARIANAS AINDA SÃO UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS DE MORTE



 (photo: )
Para o doutor Jérôme Caudron, da Sociedade francesa de Radiologia, o scanner e a imagem por ressonância magnética são os mais adequados mais detectar e monitorar o desenvolvimento de doenças coronarianas. Elas constituem hoje um dos principais fatores de morbidade e de mortalidade nos países do Ocidente.

Dieta adequada e exercícios físicos, as chaves para a prevenção do infarto e da angina. Na foto alimentos que fazem parte da  melhor dieta.
Dieta adequada e exercícios físicos, as chaves para a prevenção do infarto e da angina. Na foto alimentos que fazem parte da  melhor dieta.

Por: Jérome Caudron – Le Figaro Santé

As doenças coronarianas (ou coronaropatias) permanecem hoje uma das principais causas de morbidade e de mortalidade nos países ocidentais. Ela é favorecida pela presença de fatores de risco cardiovasculares como a hipertensão arterial, o diabetes, o fumo, o colesterol ou os históricos familiares. Todos esses fatores de risco vão levar ao surgimento de «placas de ateroma» ou «aterosclerose», isto é, no depósito de várias substâncias (lipídeos, tecido fibroso, cálcio…) na parede da artéria coronária. Esses depósitos gerarão esquematicamente dois tipos de complicações: uma complicação aguda, o infarto do miocárdio, e uma complicação crônica, a dor torácica ou angina do peito.

O infarto do miocárdio permanece uma complicação grave onerada por uma mortalidade significativa na fase aguda, apesar da melhoria constante de seu tratamento. O infarto acontece após o rompimento de uma placa aterosclerótica que gerará uma oclusão aguda da artéria coronária e privará o músculo miocárdico subjacente do fornecimento de sangue que ele precisa: é a morte das células miocárdicas.
A angina do peito - angina pectoris - é mais uma complicação da doença coronariana que sobrevem na sequência de uma constrição crônica do calibre da artéria, chamada de estenose. A estenose provoca uma diminuição do fluxo sanguíneo ao músculo do miocárdio. Em repouso, o fluxo coronário é muitas vezes suficiente ao passo que com esforço, o fluxo se torna insuficiente e é então que aparecem os sintomas, geralmente uma dor no peito que pode irradiar para a mandíbula e o braço esquerdo. Detectar precocemente a doença coronariana é primordial para poder estabelecer um tratamento adequado que evitará o rompimento de placas ateroscleróticas e sua progressão.
Uma taxa de complicações extremamente baixa
A imagiologia cardíaca não invasiva tem passado ao longo dos últimos dez anos por um desenvolvimento fulgurante que deve muito às melhorias tecnológicas das máquinas do tipo scanner de raio X (tomodensitometria, TDM) e imagem por ressonância magnética (IRM).
O scanner das artérias coronárias ou tomografia computadorizada das artérias coronárias é atualmente utilizado na rotina para a detecção de doença coronária em pacientes sintomáticos com poucos ou sem fatores de risco cardiovascular. O exame dura cerca de quinze minutos, incluindo a instalação, e permite a visualização exaustiva do sistema arterial coronariano. O scanner das artérias coronarianas é naturalmente muito menos invasivo que a coronariografia, pois requer somente a colocação de uma punção venosa e a injeção de um meio de contraste enquanto esta última requer uma punção arterial e a utilização de sondas intra-arteriais para injetar o meio de contraste diretamente nas artérias. A taxa de complicação relatada na literatura, do scanner das artérias coronárias é extremamente baixa.
Tabaco: inimigo mortal do coração, das artérias e dos pulmões.
Tabaco: inimigo mortal do coração, das artérias e dos pulmões.

O scanner cardíaco permite não somente detectar estenoses coronárias, mas analisar com precisão a parede da artéria ao avaliar especialmente o risco de ruptura. Além do resultado positivo do scanner cardíaco, é principalmente um resultado negativo que interessará o médico, uma vez que o scanner cardíaco normal do coração é sinônimo de uma probabilidade muito fraca de evento cardiovascular (infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca…) em médio e longo prazo. O scanner cardíaco se destina especialmente aos pacientes sem histórico, tendo dores torácicas e que têm poucos fatores de risco. Um resultado normal tranquilizará a todos, tanto o paciente como o médico.
A imagem por ressonância magnética, um exame essencial.
A imagem por ressonância magnética tornou-se um método essencial para a avaliação da doença coronariana. Ao contrário do scanner das artérias coronárias, a principal vantagem da imagem por ressonância magnética não é visualizar diretamente as artérias coronárias, embora isso possa ser possível nos próximos anos. A imagem por ressonância magnética se tornou sobretudo um exame essencial para detectar as repercussões da doença coronária, seja de modo agudo pela avaliação da cicatriz do infarto do miocárdio causado por ruptura de placa, ou de modo crônico, ao avaliar o impacto das estenoses sob a perfusão do músculo cardíaco.
Controles regulares da pressão arterial são fundamentais para a prevenção das doenças coronarianas.
Controles regulares da pressão arterial são fundamentais para a prevenção das doenças coronarianas.
A imagem por ressonância magnética cardíaca dura de 30 a 40 minutos nos centros especializados, incluindo a instalação. A imagem por ressonância magnética foi o exame de referência em 2015 para a avaliação funcional e estrutural do coração. O principal limite atual é sua disponibilidade que, por falta de equipamentos, limita ainda sua propagação em alguns centros. Os próximos anos ainda devem confirmar seu papel central na estratégia diagnóstica da doença coronariana. 
Assim, os novos métodos de imagem não invasiva, TDM e RM, são adaptados a cada situação para a detecção da doença coronoriana e suas complicações. Sua divulgação cada vez mais importante em centros de imagem já beneficia um grande número de pacientes. (Saúde247).


Blog do BILL NOTICIAS



O EU PESSOAL É MUTÁVEL. A PERSONALIDADE SE TRANSFORMA COM OS ANOS



 (photo: )

Aos 77 anos seremos muito diferentes de quando tínhamos 14. E não apenas por causa do envelhecimento físico, mas sobretudo pelos traços do caráter, que com o tempo passam por vários processos revolucionários e costumam mudar radicalmente.

Por: Le Figaro Santé

Se, aos 77 anos, você encontrar um velho colega do ginásio, terá dificuldade para reconhece-lo. E não apenas pelas rugas e os cabelos brancos: os nossos traços de personalidade mudam radicalmente da adolescência à terceira idade, a ponto de ser muito difícil individuar uma constância ao longo da vida.
Esta tese é defendida pelo mais longo estudo feito até agora, que analisou a personalidade de centenas de participantes ao longo de 63 anos. Assim como as células do nosso corpo são constantemente substituídas, afirmam os pesquisadores, o mesmo acontece com o caráter, que muda radicalmente em um período de tempo tão longo.
A descoberta parece contradizer estudos precedentes, que tinham observado uma  certa constância na personalidade de cada um de nós, desde que testada sobre períodos mais breves, por exemplo da infância à meia idade, ou da meia idade à velhice.
A biologia da personalidade
A primeira parte: O estudo partiu de uma investigação levada a efeito em 1950 com uma amostragem de 1208 escoceses com idade ao redor de 14 anos. Os seus professores, na ocasião, foram convidados a avaliar a personalidade dos alunos a partir de seis parâmetros: segurança de si mesmo, constância, estabilidade do humor, retidão de caráter, originalidade e desejo de aprender. Todos juntos, esses traços contribuíram para a elaboração de uma pontuação, definida em termos de “confiabilidade”.
Você se reconhece? Após pouco mais de 60 anos, os pesquisadores conseguiram reencontrar 635 dos participantes originais, e 174 aceitaram repetir o teste. Desta vez, foram parentes e amigos que avaliaram suas personalidades com as mesmas regras, porém não foi encontrada nenhuma coerência ou constância temporal nem para os elementos isolados do teste, nem para aquele geral da confiabilidade. Em outras palavras, teria sido muito difícil reconhecer cada um dos voluntários simplesmente lendo os seus dados após 63 anos.
A descoberta, que a alguns fará sorrir – por exemplo, se a pessoa era um adolescente inquieto e agressivo, mostrando-se agora um idoso calmo e ponderado – coloca na realidade um problema filosófico de primeiro grau: se é mesmo possível confiar em uma noção estável do eu pessoal. (Saúde247).


Blog do BILL NOTICIAS




CUT/VOX POPULI: LULA TEM MAIS DE 50% E BATE TODOS OS CANDIDATOS

Ricardo Stuckert

Pesquisa realizada pelo instituto Vox Populi e encomendada e divulgada pela CUT nesta terça-feira 6 aponta que o ex-presidente Lula venceria qualquer candidato, entre Geraldo Alckmin (PSDB), João Doria (PSDB), Marina Silva (Rede) e Aécio Neves, caso as eleições presidenciais fossem hoje.
O desempenho do senador afastado Aécio Neves, alvo de diversos inquéritos na Lava Jato e flagrado em áudios na delação premiada da JBS, revela que ele foi liquidado politicamente, ao apresentar 0% das intenções de voto.
A pesquisa, feita entre 2 e 4 de junho, aponta ainda que o governo Michel Temer, aprovado por apenas 3% dos brasileiros, é considerado culpado pelo desemprego que atinge mais de 14,5 milhões de trabalhadores e pela recessão que atinge especialmente a classe trabalhadora e os mais pobres.
Confira abaixo os detalhes dos números no texto divulgado pela CUT. E aqui a íntegra da pesquisa.
Lula bate todos os candidatos, aponta pesquisa CUT/VOX
Aécio tem 0% de intenção de votos e os tucanos FHC e Alckmin patinam em 1%

Pesquisa feita pela CUT/Vox Populi entre os dias 2 e 4 de junho mostra que o ex-presidente Lula continua imbatível e bateria todos os candidatos a presidente em 2018. Já o senador Aécio Neves (PSDB-MG) que, inconformado por ter sido derrotado por Dilma Rousseff (PT-RS) nas eleições de 2014, liderou um golpe contra o Brasil e os brasileiros em parceria com o então vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP), ambos denunciados por corrupção, está politicamente liquidado, aparece com 0% de intenção de voto.
Já o governo do golpista Temer, aprovado por apenas 3% dos brasileiros, é considerado culpado pelo desemprego que atinge mais de 14,5 milhões de trabalhadores e pela recessão que atinge especialmente a classe trabalhadora e os mais pobres.
Para 52% dos entrevistados pela CUT/Vox Populi, a vida piorou com Temer na presidência; 38% dizem que nada mudou e apenas 9%, que melhorou. A renda dos trabalhadores também sofreu um baque com Temer. 56% dizem que a renda diminuiu, 39% que não mudou, 4% que aumentou e 1% não soube ou não quis responder.
Lula tem mais de 50% das intenções de votos
A solução para a maioria dos brasileiros é Lula. Se a eleição fosse hoje, Lula venceria o segundo turno do pleito com 52% das intenções de votos se o candidato tucano fosse Geraldo Alckmin (PSDB-SP), que ficaria em segundo lugar, com 11% dos votos. Se o PSDB resolver apostar no discurso do novo ou da gestão marqueteira, Lula teria 51% dos votos no segundo turno e o prefeito João Doria, 13%. Lula também ganharia de Marina Silva (Rede) por 50% a 15%. Contra Marina Silva (Rede), Lula teria 50% e ela 15%. Se o candidato for o Aécio, Lula sobe para 53% e Aécio teria 5%.
Intenção de voto espontânea
Lula também é imbatível nas consultas espontâneas sobre intenções de voto, quando o entrevistador não mostra nenhum nome na cartela.
O levantamento CUT/Vox Populi, aponta que 40% dos brasileiros votariam em Lula se a eleição fosse hoje - em abril o percentual era de 36%. Em segundo lugar, bem distante, vem Jair Bolsonaro (PSC) com 8% das intenções de voto – tinha 6% em abril. Já Marina Silva (Rede) e o juiz Sérgio Moro empatam em 2%.
Embolados em 5º lugar, com apenas 1% das intenções de voto aparecem Ciro Gomes (PDT), Joaquim Barbosa (sem partido), João Doria (PSDB), Fernando Henrique (PSDB) e Geraldo Alckmin (PSDB). Aécio Neves (PSDB) tem desidratou e surge com 0% de intenção de voto – em abril, antes da divulgação do grampo da JBS que envolve o senador em crime de pedido de propina, ele ainda tinha 3% das intenções de voto.
Se o candidato do PSDB for Alckmin ou Doria, Lula sobe para 45%. No cenário com Alckmin, o governador de São Paulo empata com Ciro em 4%, Bolsonaro sobe para 13% e Marina cai para 8%. Se a disputa for entre Lula e Doria, Bolsonaro cai para 12%, Marina sobe para 9%, Ciro para 5% e Doria atinge apenas 4% das intenções de voto.
Lula é igualmente o preferido por idade, escolaridade, renda e gênero.
Tem 48% das intenções de votos entre os jovens, 44% entre os adultos e o mesmo percentual (44%) entre os maduros. Quanto a escolaridade, 55% dos eleitores com ensino fundamental votam Lula, 40% ensino médio e 29% ensino superior. Quando separados por renda, o cenário se repete: votam em Lula 58% dos que ganham até 2 salários mínimo, 41% dos que ganham entre 2 e 5 mínimos e 27% dos que ganham mais de 5 salários mínimos.
A pesquisa CUT/Vox foi realizada em 118 municípios do Brasil de todos os Estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior. Foram entrevistadas 2000 pessoas com mais de 16 anos.
A margem de erro é de 2,2 %, estimada em um intervalo de confiança de 95%.
Assessoria de Imprensa
CUT Nacional (247).


Blog do BILL NOTICIAS

Governo cria Parque Nacional e amplia três UCs (Unidades de Conservação)

MarcaICMBio


O presidente da República, Michel Temer, assinou nessa segunda-feira, 5 de junho, durante a solenidade de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, no Palácio do Planalto, decreto criando mais uma unidade de conservação (UC) – o Parque Nacional (Parna) dos Campos Ferruginosos, no Pará – e ampliando outras três – o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, a Reserva Biológica (Rebio) União, no estado do Rio de Janeiro, e a Estação Ecológica (Esec) do Taim, no litoral do Rio Grande do Sul.
Desse modo, o Brasil ganha 282 mil hectares de áreas protegidas pelo governo federal, num total de 79,4 milhões de hectares, o equivalente a quase 10% do território nacional. Levando em conta o novo parque, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) passa a administrar, a partir de agora, 328 unidades de conservação distribuídas por todos os grandes biomas brasileiros – Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pantanal Matogrossense, Pampa e zona costeiro-marinha.
No seu discurso, para uma plateia formada por representantes do Executivo e Legislativo federais, gestores da área ambiental, integrantes de comunidades do Cerrado e convidados de instituições da sociedade civil, o presidente disse que o País “está no caminho da sustentabilidade”. Ele afirmou que “preservar o meio ambiente não é só uma conquista de hoje, do presente, mas também uma garantia de qualidade de vida para nossos filhos e netos”.
Antes, o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, traçou um quadro das realizações do ministério neste um ano de governo. Ele citou, entre outras coisas, a criação em agosto do ano passado do Refúgio de Vida Silvestre (RVS) de Alcatrazes, no litoral de São Paulo, iniciativa que contou com a contribuição decisiva do ICMBio, responsável pela elaboração da proposta. Nesse pouco tempo de funcionamento, a unidade já conta, inclusive, com plano de manejo, elaborado em tempo recorde.
O presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, que também participou do evento, disse, depois, que o acréscimo de 282 mil hectares é uma vitória não só do governo, mas de toda a sociedade que passa a contar com os serviços ambientais e demais benefícios proporcionados pelas unidades de conservação. “Estamos avançando cada vez mais na gestão das UCs, dos nossos centros especializados, enfim, na conservação, proteção e uso sustentável de um meio ambiente equilibrado, direito de todos os cidadãos”.
Chapada dos Veadeiros
O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, no nordeste de Goiás, foi ampliado de 65 mil hectares para 240 mil hectares, ou seja, quase quatro vezes o seu tamanho atual. O parque ficará, assim, com duas áreas descontínuas, cortadas pela BR 239 – uma maior, de 222 mil hectares, que engloba a atual poligonal, por onde passa o rio Preto; e outra menor, de 18 mil hectares, que inclui a região do rio dos Macacos. A ampliação consolida, definitivamente, o título de Patrimônio Mundial concedido à unidade de conservação (UC) em 2001 pela Unesco.
Além de Alto Paraíso, Cavalcante e Colinas do Sul, que já eram abrangidos pelo parque, os novos limites vão incluir partes dos municípios de Teresina de Goiás, Nova Roma e São João da Aliança, formando com outras áreas protegidas da região – APA estadual do Pouso Alto e 22 reservas particulares do patrimônio natural (RPPNs) – e mais o território quilombola Kalunga um vasto mosaico de UCs.
O parque nacional é refúgio de espécies ameaçadas de extinção ou endêmicas (só existem no local), como o cervo-do-Pantanal, lobo-guará, pato-mergulhão e a onça pintada, maior mamífero carnívoro da América do Sul.
Integrante da zona mais importante (a zona núcleo) da Reserva da Biosfera do Cerrado e do corredor ecológico Paranã-Pirineus, a unidade abriga ecossistemas importantes ou singulares, típico de cerrado de altitude, com grande variedade de vegetação, como campos rupestres, matas de galerias, matas ciliares, palmeirais, campos limpos, campos sujos.
Com a ampliação, as ações de conservação serão mais efetivas, principalmente tratando-se dos grandes mamíferos, que necessitam de mais espaço para sobreviver. No caso da flora, outras fitofisionomias do cerrado passarão a ser incorporadas à UC, como é o caso das matas secas ( formação vegetal altamente ameaçada).
A ampliação do parque trará ganhos, também, para as atividades econômicas da região, em especial o ecoturismo. Em 2015, a unidade, que fica a cerca de 250 quilômetros de Brasília, recebeu quase 60 mil visitantes. Esse número deve crescer ainda mais com os novos atrativos que serão anexados, entre eles, as cachoeiras do rio dos Macacos. Isso significa mais possibilidades de negócio nas áreas de hospedagem, alimentação e comércio de artesanato e bijuterias.
Rebio União
A Reserva Biológica (Rebio) União, unidade de conservação (UC) localizada entre os municípios de Rio das Ostras, Casimiro de Abreu e Macaé, no estado do Rio de Janeiro, terá a área ampliada em 6 mil hectares, passando dos atuais 2,5 mil hectares para 8,6 mil hectares.
A relevância da ampliação tem relação direta com os objetivos de criação da reserva em 1998: assegurar a proteção e recuperação de remanescentes da Mata Atlântica da região de baixadas litorâneas fluminenses e salvar da extinção um de seus moradores mais ilustres, o mico-leão-dourado, espécie endêmica (exclusiva) do local e considerada o símbolo da conservação da natureza do Brasil.
Na época, as populações locais da espécie enfrentavam sério risco de extinção. Por meio de projeto internacional, elas foram fortalecidas com a reintrodução de indivíduos oriundos de populações em cativeiro de 140 zoológicos de várias partes do mundo. Atualmente, a espécie dá mostras de recuperação na natureza com diferentes graus de viabilidade genética, um dos indicadores da significativa melhora no estado de conservação.
Hoje, a Reserva Biológica União integra o Mosaico de Unidades de Conservação do Mico-Leão-Dourado. O mosaico tem mais de 170 mil hectares e abrange, além da Rebio União, outras duas UCs federais (a APA da Bacia do São João/Mico-Leão-Dourado e a Rebio de Poço das Antas), uma UC Estadual e quatro RPPNs.
A Reserva Biológica União está incluída, também, na Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. É a segunda maior área, de domínio público, de Mata Atlântica da região de ocorrência do mico-leão-dourado após a Reserva Biológica de Poço das Antas.
Ao ampliar a reserva, o governo brasileiro reitera o compromisso internacional de conservação do mico-leão-dourado, em particular, e da biodiversidade brasileira como um todo, já que a região da reserva também é área de ocorrência de 36 espécies de mamíferos, como o bugio e a lontra, 36 de anfíbios e 17 de aves, além de outras espécies ameaçadas de extinção, como a preguiça-de-coleira e a jaguatirica.
Estação Ecológica do Taim
A Estação Ecológica (Esec) do Taim recebeu mais 22 mil hectares, ampliando a sua área dos atuais 10,7 mil hectares para 32,7 mil hectares. A unidade de conservação (UC) fica entre os municípios de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar, no Rio Grande do Sul, e foi incluída este ano na lista dos 16 sítios Ramsar do Brasíl, áreas úmidas de importância internacional.
A Esec abriga boa parte da riqueza biológica da planície costeira gaúcha, com campos sulinos naturais, grande extensões de banhados, matas de restinga, lagoas, canais e campos de dunas costeiras de altitude, abrigando espécies raras, endêmicas e ameaçadas de extinção, da flora e fauna, com destaque especial para a avifauna. A região faz fronteira com o Uruguai e abriga ainda sítios históricos e arqueológicos.
A fauna é especialmente rica e diversificada, incluindo espécies em risco de extinção, como o gato-do-mato-grande, o gavião cinza, o rato arborícola, entre outras. A flora possui espécies raras, endêmicas (exclusivas do local), ameaçadas e imunes ao corte, como o butiá, a corticeira, além de inúmeras plantas epífitas (vivem sobre outras plantas sem retirar nutrientes), rupestres e de campos secos e brejosos.
A região é considerada fundamental para aves migratórias, tanto oriundas do Hemisfério Norte – batuíras e tesourinhas –, quanto da Patagônia, Chile e Argentina – batuíra-de-duplo-colar, cisne-do-pescoço-preto, marrecão e flamingo. É lá que elas nidificam (fazem o ninho) e procriam antes de partir para outros lugares.
A área que será agregada à Estação Ecológica do Taim abriga mananciais de abastecimento d´água de toda a região de produção de arroz do extremo sul do país, da pecuária local e da pesca de águas interiores.
Por outro lado, possui rara beleza cênica, facilidade de observação de fauna em pontos estratégicos, potencial para a realização de pesquisas científicas e educação ambiental, atividades que tem tudo para alavancar os projetos de desenvolvimento sustentável na região.
A delimitação da área ampliada foi feita com base em critérios ambientais e socioeconômicos. Assim, os cultivos agrícolas estabelecidos de forma regulamentar, em quase sua totalidade, as moradias e as propriedades menores ficaram de fora da nova poligonal.
Já a grande maioria das propriedades rurais inseridas na UC são áreas de banhado, lagoas, canais, áreas úmidas e campo alagável, áreas de preservação permanente (APPs) e reservas legais (RLs) não utilizadas para agricultura e pastagens, porém, de importância extremamente alta para a conservação da biodiversidade local.
Campos Ferruginosos
A mais nova unidade de conservação da natureza federal, o Parque Nacional dos Campos Ferruginosos, no Pará, tem área total de 79.029 hectares, abrangendo os municípios de Canaã de Carajás (82,9%) e Parauapebas (17,1%). O parque fica bem ao lado Floresta Nacional de Carajás, região conhecida por conter umas das maiores reservas minerais do planeta.
A área do parque é coberta por florestas e, principalmente, por savanas conhecidas como vegetação de canga ou campos rupestres ferruginosos, tipo raro de ecossistema associado aos afloramentos rochosos ricos em ferro. Abrigam espécies da fauna e flora endêmicas (só existentes no local) e ameaçadas de extinção, além de ambientes aquáticos e cavernas.
A preocupação do Instituto Chico Mendes, a partir de agora, é dotar a unidade de toda a estrutura necessária para garantir a conservação desses singulares ecossistemas em sintonia com as atividades de visitação, recreação na natureza e turismo ecológico, próprias dos parques nacionais. Para isso, contará com o apoio da mineradora Vale conforme Licença de Instalação (LI) 947 do Ibama e termo de compromisso assinado entre a empresa e o ICMBio (Convocação Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

LAVA JATO PRENDE MAIS UM PARCEIRO DE TEMER: HENRIQUE ALVES


RIO DE JANEIRO/BRASÍLIA (Reuters) - A Polícia Federal prendeu na manhã desta terça-feira o ex-ministro do Turismo e ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves (PMDB) em operação deflagrada para investigar desvios de 77 milhões de reais na construção do estádio de Natal para a Copa do Mundo de 2014.
A investigação, desdobramento da operação Lava Jato, descobriu suspeita de solicitação e o efetivo recebimento de vantagens indevidas por dois ex-parlamentares cujas atuações políticas favoreceriam duas grandes construtoras envolvidas na construção do estádio, de acordo com comunicado da PF, que não identificou os suspeitos.
Uma fonte da Polícia Federal disse à Reuters que um dos alvos é Henrique Eduardo Alves, que já foi preso nesta manhã, e o outro é o também ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB), que já está preso pela Lava Jato mas é alvo de novo mandado de prisão.
A PF informou em nota oficial que cumpre no total cinco mandados de prisão preventiva, seis mandados de condução coercitiva e 22 mandados de busca e apreensão nos estados do Rio Grande do Norte e Paraná como parte da operação.
"A partir das delações premiadas em inquéritos que tramitam no STF (Supremo Tribunal Federal), e por meio de afastamento de sigilos fiscal, bancário e telefônico dos envolvidos, foram identificados diversos valores recebidos como doação eleitoral oficial, entre os anos de 2012 e 2014, que na verdade consistiram em pagamento de propina", disse a Polícia Federal, acrescentando que os investigados responderão pelos crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro.
Henrique Eduardo Alves, que era aliado próximo ao presidente Michel Temer, foi ministro do Turismo da ex-presidente Dilma Rousseff e voltou a ocupar o cargo no governo Temer, mas pediu demissão do posto em meio à citação de seu nome por um delator da Lava Jato.
Ao lado de Cunha, ele se tornou réu na Justiça Federal do Distrito Federal em outubro do ano passado por suspeitas de irregularidades envolvendo a Caixa Econômica Federal. Recentemente, Henrique Eduardo Alves voltou a ter seu nome citado na delação de executivos da JBS.
A operação desta terça-feira, deflagrada pela PF em conjunto com o Ministério Público Federal e a Receita Federal, recebeu o nome Manus, em referência, segundo a PF, a provérbio latino "Manus Manum Fricat, Et Manus Manus Lavat", que significa "uma mão esfrega a outra, uma mão lava a outra".
No mês passado, a Polícia Federal prendeu dois ex-governadores do Distrito Federal e um ex-vice-governador que era assessor especial de Temer em operação para investigar suspeita de desvio de recursos das obras do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, para a Copa do Mundo, com superfaturamento de até 900 milhões de reais.
Os dois estádios estão entre sete arenas do Mundial sob suspeita de irregularidades com base em delações de executivos de empreiteiras investigadas na operação Lava Jato. Além deles, também são investigadas as obras na Arena Corinthians, em São Paulo; na Arena Pernambuco, em Recife; na Arena Castelão, em Fortaleza; na Arena Amazônia, em Manaus; e no Maracanã, no Rio de Janeiro. (247).
(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro, e Lisandra Paraguassu, em Brasília) 

Blog do BILL NOTICIAS

TEMER NÃO TERÁ A AJUDA DE MORO PARA ANULAR AS PERGUNTAS DA PF


A corda aperta cada vez mais o pescoço de Michel Temer; o conspirador está cercado por todos os lados. Será difícil a ele, e também ao seu bando, resistir no cargo para se livrar da prisão.
Avançou no STF a investigação de Temer pelos vários crimes revelados: [1] obstrução de justiça, [2] corrupção, [3] prevaricação e organização criminosa.
No STF Edson Fachin aceitou a denúncia de Rodrigo Janot e autorizou a PF a colher depoimento de Temer sobre o conteúdo da conversa noturna e clandestina que manteve com o dono da JBS, Joesley Batista, no Palácio do Jaburu, a residência oficial.
Diga-se de passagem, Temer é a primeira autoridade máxima do Brasil a ser flagrada roubando e, por isso, submetida a tal vexame investigativo. Uma vergonha mundial.
Nunca antes, em toda a história do país – desde os os monarcas no período do Império, passando pelos ditadores e presidentes, em todo o período republicano – um agrupamento político exibiu tais traços de banditismo como o “governo de ladrões” [“cleptocracia”, em grego] de Michel Temer.
A PF preparou 84 perguntas para Temer. Desta vez, contudo, ele não poderá contar com a ajuda do juiz Sérgio Moro que, assim como Gilmar Mendes, é o melhor amigo-juiz que ele poderia ter.
Como o melhor advogado de defesa do Temer, por exemplo, em novembro de 2016 Sérgio Moro livrou Temer de responder 21 perguntas incômodas das 41 que Eduardo Cunha questionava-o sobre João Henriques e José Yunes, dois personagens centrais dos esquemas de propinas da camarilha.
Com exceção da renúncia do Temer, um gesto que teria efeitos instantâneos e benéficos para o país, todos os demais caminhos para o afastamento do usurpador demandarão ritos e tempos enormes, incompatíveis com a urgência requerida para o Brasil sair do caos no qual os golpistas o meteram.
Caso Temer relute em renunciar, é necessário um consenso nacional para pôr fim a esta verdadeira excrescência que empurra cada vez mais o Brasil para o precipício.
O PSDB, que foi agente ativo do golpe, segue sendo a principal fonte de sustentação do Temer, e será cobrado com juros por esta que já é a maior tragédia da história brasileira.
A única saída capaz de estabilizar o país é Fora Temer e Eleições Gerais Já. (247).

Blog do BILL NOTICIAS

Ministério da Integração Nacional define trajeto da interligação das bacias dos Rios Tocantins e São Francisco

interligacao-sao-francisco-4

Mais um passo foi dado, nessa segunda-feira (05), em direção à interligação das bacias dos rios Tocantins e São Francisco. O ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, acompanhado de sua equipe técnica, apresentaram ao deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE) o Projeto de Viabilidade de Revitalização do Rio São Francisco, elaborado pela empresa EngeSoft Engenharia nos parâmetros do Projeto de Lei nº 6569/88, de autoria do deputado socialista.
interligacao-sao-francisco (3)

“Estou confiante que, após a aprovação deste Projeto de Lei que dormia há 20 anos na Câmara dos Deputados; com a apresentação deste Projeto de Engenharia; com os recursos alocados no Orçamento Geral da União, no valor de R$ 600 milhões, e, ainda, o estado de emergência porque passa o Rio São Francisco (Sobradinho, o maior lago artificial do mundo, com apenas 20% de sua capacidade), não tem mais como esperar. Agora, resta-nos ouvir atenciosamente os ambientalistas; bem como, aguardar os estudos ambientais recomendados pelo ministro Hélder Barbalho ao Ministério do Meio Ambiente, para começar as obras”, celebrou Patriota. (Convocação Geral).


Blog do BILL NOTICIAS

Inscrições para o Prouni do 2º semestre já estão abertas

tela-do-prouni

(G1)
Inscrições para a edição do segundo semestre de 2017 do Programa Universidade para Todos (Prouni) já estão abertas no http://siteprouni.mec.gov.br. Para se inscrever é necessário ter o número de inscrição no Enem e senha. O prazo termina nesta sexta-feira (9)
São oferecidas 147.492 bolsas, sendo 67.603 integrais e 79.889 parciais em instituições particulares de ensino superior. A seleção é feita a partir do desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), levando em conta critérios socioeconômicos da família do estudante.
No ano passado, na edição do meio do ano, foram oferecidas oferecidas 125.442 bolsas, sendo 57.092 integrais e 68.350 parciais ofertadas em 22.967 cursos de 901 instituições de ensino superior.
Para disputar uma bolsa parcial ou integral é necessário ter média de 450 pontos de nota mínima no Enem, ter sido aluno de escola pública ou bolsista na particular, e obedecer a alguns critérios socioeconômicos.
A bolsa integral é destinada aos estudantes que possuem renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Já o teto da bolsa parcial, de 50% do valor da mensalidade, é de até três salários mínimos.

Calendário do Prouni 2017.2

Veja abaixo das datas:
  • Inscrições: 6 a 9 de junho
  • Resultado da primeira chamada: 12 de junho
  • Comprovação de informações: 12 a 19 de junho
  • Resultado da segunda chamada: 26 de junho
  • Comprovação de informações: 26 a 30 de junho
  • Prazo para manifestar interesse em participar da lista de espera:7 a 10 de julho
(Convocação Geral).



Blog do BILL NOTICIAS

Ex-ministro Henrique Eduardo Alves é preso em operação da PF

Batizada de Manus, a operação investiga corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal

Henrique Eduardo Alves
Henrique Eduardo AlvesFoto: Divulgação


O ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves foi preso na manhã desta terça-feira (6) em um desdobramento da Operação Lava Jato. Batizada de Manus, a operação investiga corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal. Segundo a PF, o sobrepreço chega a R$ 77 milhões.

“A partir das delações premiadas em inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal, e por meio de afastamento de sigilos fiscal, bancário e telefônico dos envolvidos, foram identificados diversos valores recebidos como doação eleitoral oficial, entre os anos de 2012 e 2014, que, na verdade, consistiram em pagamento de propina. Identificou-se também que os valores supostamente doados para a campanha eleitoral em 2014 de um dos investigados foram desviados em benefício pessoal”, diz a nota da PF. (247).

Leia maisPF investiga desvios de recursos em obras de estádio da Copa em Natal



Blog do BILL NOTICIAS







BRASIL COMEÇA A SE LIVRAR DE TEMER NESTA TERÇA

Beto Barata/PR

O pesadelo Michel Temer pode começar a terminar na noite desta terça-feira, com o início do julgamento no Tribunal Superior Eleitoral, em que o relator Herman Benjamin deve propor a sua cassação.

Com isso, pode chegar ao fim o capítulo mais vergonhoso da história do Brasil, que foi o golpe dos políticos corruptos contra uma presidente legítima e honesta, chamada Dilma Rousseff.
Aprovado por apenas 3% dos brasileiros (confira aqui a mais recente pesquisa), Temer conquistou o poder por meio de uma articulação do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), o derrotado nas eleições presidenciais de 2014 que se tornou investigado por corrupção e que entrou com a ação no TSE "só para encher o saco", e pelo seu parceiro e ex-deputado Eduardo Cunha, hoje condenado a mais de 15 anos de prisão.
Como resultado da articulação golpista, a economia afundou, o Brasil perdeu toda a credibilidade internacional e a destruição de empregos foi a maior de todos os tempos.
Nos últimos dias, atingido por escândalos, Temer perdeu o apoio até de forças que apoiaram o golpe, como Globo e Folha, e seu destino está nas mãos da Justiça, não apenas a eleitoral.
No domingo, em editoriais, Globo e Folha defenderam a cassação de Temer (leia aqui e aqui). Empresários, como o bilionário Guilherme Paulus, afirmaram que ele se tornou um problema para a economia e pregaram sua renúncia (leia aqui). Nove de seus ministros são investigados e, mesmo que escape no TSE, Temer será o primeiro ocupante da presidência da República investigado por corrupção, organização criminosa e obstrução judicial.
Nesta terça, termina também o prazo para que ele responda as 84 questões formuladas pela Polícia Federal no inquérito sobre as delações da JBS. Hoje, a única preocupação do governo brasileiro é promover a defesa de quem conquistou o poder de forma ilegítima. No Brasil pós-golpe, tanto a Ordem dos Advogados do Brasil como o Conselho Federal de Economia defendem a saída de Temer. (247).

Blog do BILL NOTICIAS