sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Governo de Pernambuco encaminha projero reajuste para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar com correções


O Governo de Pernambuco encaminha, na próxima segunda-feira (06), à Assembleia Legislativa, o projeto de lei estabelecendo o reajuste do soldo da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) e do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE).
O governo afirma em nota que a situação representa um grande esforço financeiro para os cofres estaduais, no maior acordo de valorização funcional da história de Pernambuco, no momento em que o Brasil passa pela maior crise financeira da história, da qual o nosso Estado não está imune.
O reajuste representará um acréscimo de R$ 303 milhões na folha de pagamento de 2017. A proposta estabelece as correções para os meses de Maio de 2017, Abril de 2018 e Dezembro de 2018. Na tabela abaixo, estão os valores atuais e os corrigidos até o final do próximo ano:
 Soldo atualmai/17abr/18dez/18
SOLDADO3.219,883.549,683.724,844.104,88
CABO3.768,804.115,654.184,354.568,80
TERCEIRO SARGENTO4.327,984.698,894.739,045.227,98
SEGUNDO SARGENTO4.909,195.390,635.513,806.009,19
PRIMEIRO SARGENTO5.502,645.865,666.862,906.862,90
SUBTENENTE6.241,176.783,268.145,608.823,00
SEGUNDO TENENTE7.211,179.096,659.230,289.453,00
PRIMEIRO TENENTE8.052,539.633,799.711,4810.052,53
CAPITAO9.529,6110.532,6910.679,2311.829,61
MAJOR11.610,9512.603,9912.670,1614.110,95
TENENTE CORONEL13.760,9514.820,5016.149,0017.149,00
CORONEL16.576,0817.953,0022.365,7723.238,00
Os novos valores são o resultado de muito diálogo,  em 17 reuniões realizadas entre o Governo do Estado e os comandos da PMPE e do CBMPE, que representam a tropa na valorização das duas corporações. Pernambuco será um dos primeiros Estados do Brasil a priorizar a equiparação entre as corporações militares e a Polícia Civil, que será atingida no final de 2018.
O objetivo da proposta encaminhada para apreciação da Assembleia Legislativa visa o incentivo à carreira militar, com uma estruturação que levará à criação de 300 novas vagas de subtenente (200 em 2017 e 100 em 2018) e 18 vagas de coronéis (12 em 2017 e 6 em 2018). O subtenente é o topo da carreira dos graduados e o coronel é o topo da carreira dos oficiais. Essas duas faixas terão um reajuste médio de 25% no soldo.
Nos últimos dois anos, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar receberam um aumento médio de 20% em 2015 e 20% em 2016. A política salarial tem objetivado reduzir a diferença de soldo entre os oficiais e os praças.
O governo afirma ainda que  durante todo esse processo, iniciado em novembro de 2016, as associações militares se negaram a conversar com os comandos militares.

O Governo de Pernambuco continuará atuando para devolver aos comandos militares a disciplina e a hierarquia, necessárias a instituições com uma respeitável folha de serviços prestados ao povo do nosso Estado. Fonte: (Edenevaldo Alves).

Blog do BILL NOTICIAS

Noivo morre em acidente a caminho de loja de convites de casamento em Fortaleza. Vídeo!

Um carro avançou a preferencial e colidiu com o casal que estava em uma moto



Um acidente grave terminou com uma pessoa morta e outra ferida no Bairro Bonsucesso, Fortaleza. O caso trágico aconteceu no cruzamento das ruas Carlos Chagas com Ancelmo Nogueira.
A motocicleta em que trafegava o casal colidiu com um veículo que teria avançado a preferencial. A vítima tinha apenas 23 anos e estava indo com a noiva definir os convites de casamento.(Diario do Sertão).
Blog do BILL NOTICIAS

PROCURADOR DE JUSTIÇA PEDE MORTE DE MARISA 'PARA ABRIR LOGO CHAMPAGNE'

Minas 247 - As demonstrações de ódio contra a ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva partiram também de membros da Justiça. Um deles foi o procurador de Justiça de Minas Gerais Rômulo Paiva Filho. 
Nos últimos dias, com as notícias sobre o quadro da esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o procurador compartilhou uma notícia e escreveu na legenda: “Morre logo, peste! Quero abrir logo o meu champagne!”.
Na última terça-feira (31), o procurador fez outra publicação polêmica, compartilhando outra notícia sobre a saúde de Marisa. “Não foi ela quem mandou os coxinhas enfiarem a panela no c*? Morra em agonia, desgraçada!".
Segundo informações do site Bahia Notícias, em agosto de 2016, na abertura dos jogos olímpicos, Rômulo faz outra publicação que incita o ódio: “Quem vai acender a pira olímpica? Eu sugiro dar um banho de gasolina na Dilma, tacar fogo com a tocha e mandar ela correr em direção à pira. Que tal?”. Nas eleições de 2014, em seu perfil no Facebook, o procurador fez campanha para o então candidato, Aécio Neves. 
Depois da polêmica, o procurador de Justiça apagou os posts.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

PROPINAS TIRAM AÉCIO DE 2018 E O CARIMBAM COMO O NOVO MORALISTA SEM MORAL

Agencia Brasil

Minas 247 – O sonho do senador Aécio Neves (PSDB-MG) de um dia ocupar a presidência da República acabou nesta quinta-feira 2, com a confirmação, feita por dois delatores da Odebrecht, de que ele liderou um gigantesco esquema de corrupção em Minas Gerais, na construção da maior obra do estado: a Cidade Administrativa, que consumiu R$ 2,1 bilhões (leia aqui).
As acusações são gravíssimas. Segundo o ex-presidente da Odebrecht, Benedicto Júnior, foi o próprio Aécio quem determinou às empreiteiras que procurassem Oswaldo Borges da Costa, seu tesoureiro informal, para acertar o pagamento das propinas de 3% nos contratos – o que chegaria a R$ 63 milhões.
Os pagamentos teriam sido operacionalizados por Sergio Neves, ex-superintendente da Odebrecht em Minas.
São acusações tão consistentes que outras empreiteiras que haviam protegido Aécio em seus depoimentos iniciais, como a Andrade Gutierrez e a Camargo Corrêa, foram chamadas a fazer o recall de suas delações. Só Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade, teve de voltar mais de nove vezes à procuradoria-geral da República para não perder o benefício de sua delação.
O passo seguinte virá da procuradoria-geral da República. Nos próximas dias, Rodrigo Janot denunciará Aécio, que é também presidente nacional do PSDB, por corrupção ao Supremo Tribunal Federal e será praticamente impossível arquivar o caso.
Com isso, Aécio, que teve 48,5% dos votos em 2014, mas queimou seu capital político ao se aliar a Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para promover um golpe contra a democracia brasileira que já desempregou 5 milhões de brasileiros apenas nos últimos dois anos, está fora da disputa presidencial de 2018.
Com Aécio fora do páreo, o governador paulista Geraldo Alckmin se fortalece na disputa tucana, mas ninguém sabe ainda a extensão das acusações contra o Santo, que também aparece nas planilhas da Odebrecht.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

EX-PRIMEIRA-DAMA MARISA LETÍCIA MORRE AOS 66 ANOS

Ricardo Stuckert

247 - A ex-primeira-dama Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Lula, morreu no início da note desta sexta-feira 3.
A segunda etapa do protocolo do Hospital Sírio-Libanês confirmou a morte cefálica de Dona Marisa. A notícia foi confirmada pela página do ex-presidente Lula no Facebook:
A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva faleceu nesta sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017, às 18:57.
O velório será neste sábado(4), das 9h às 15 h, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dona Marisa Letícia se conheceram.
Em seguida haverá no Cemitério Jardim da Colina uma cerimônia de cremação reservada à família
Marisa estava internada desde o dia 24 de janeiro no Hospital Sírio Libanês, após ter sofrido um AVC - acidente vascular cerebral hemorrágico. Chegou a passar por um procedimento cirúrgico, por meio de cateter, e os médicos conseguiram estancar o sangramento.
Um exame feito na manhã desta quinta-feira, porém, mostrou que a ex-primeira-dama não tinha mais fluxo sanguíneo no cérebro. Na manhã desta sexta, a família de Lula informou que Marisa passaria hoje por um protocolo de avaliação de morte cerebral. A família já havia autorizado a doação dos órgãos.
Mulher discreta
Agência Brasil - Marisa Letícia Lula da Silva nasceu em São Bernardo do Campo (SP), em 1950, sob o nome de Marisa Letícia Casa. Figura discreta ao lado do marido, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marisa começou a trabalhar aos nove anos, como babá na casa de um sobrinho do pintor Cândido Portinari. Cresceu em uma família de onze irmãos e casou-se aos 19 anos com o taxista Marcos Cláudio da Silva. Três meses depois e grávida do primeiro filho, Marisa viu-se viúva após Marcos Cláudio ser assassinado durante um assalto.
Em 1973 conheceu Lula no Sindicato dos Metalúrgicos. Sete meses após se conhecerem, casaram. Com Lula, teve três filhos. Também compõem a família Marcos, filho do primeiro marido, e a enteada Lurian, filha de outro relacionamento de Lula. Marisa esteve ao lado de Lula durante sua ascensão política, desde os tempos de sindicato, passando pela fundação do PT – que ajudou a criar – até a Presidência da República, em 2003.
Marisa foi condecorada, em 2003, com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Real, concedida pelo rei Haroldo V e a rainha Sônia da Noruega, durante a visita ao Brasil. Também foi condecorada por Portugal com a Ordem da Liberdade, também em 2003, e a Ordem Militar de Cristo, em 2008.
Durante os anos no Palácio da Alvorada, Marisa não encabeçou projetos sociais, função comum às primeiras-damas anteriores, e deixava os holofotes para o marido. Mas durante as corridas presidenciais participava, junto com ele, de comícios, passeatas e outros compromissos de campanha. Em 2011, incentivou Lula a realizar os exames que descobriram um câncer na laringe. Foi Marisa que cortou os cabelos e a barba do marido, antecipando os efeitos da quimioterapia.
Em 2016, a ex-primeira dama viu seu nome envolvido nas investigações da Operação Lava Jato. Tornou-se ré nas investigações após a Justiça acatar a denúncia do Ministério Público Federal contra ela e Lula no caso do triplex no Guarujá (SP). Mesmo aceitando a denúncia, o juiz Sérgio Moro "lamentou" as acusações envolvendo Marisa Letícia. Segundo o juiz, há dúvidas se a esposa de Lula tinha conhecimento dos supostos crimes envolvendo acertos de propina no esquema da Petrobras.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

UNIMED DEMITE MÉDICO QUE SUGERIU MATAR MARISA


247 - O neurocirurgião Richam Faissal Ellakkis, que sugeriu em um grupo de WhatsApp um procedimento para matar a ex-primeira-dama Marisa Letícia, foi demitido nesta sexta-feira 3 pela Unimed. O médico trabalhava no hospital de São Roque, interior de São Paulo.
A direção da Unimed divulgou o seguinte comunicado: "A Unimed São Roque repudia veementemente as declarações dos médicos citados nas reportagens que abordam o vazamento de informações sigilosas durante o diagnóstico da ex-primeira dama Marisa Letícia Lula da Silva".
O comunicado informa ainda que o profissional não fazia parte do quadro de médicos cooperados, mas era "médico terceirizado no hospital próprio da cooperativa, por meio de contrato de prestação de serviços". "As demais medidas relacionadas ao caso estão sendo apuradas pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), conforme o Código de Ética Médica", diz ainda a nota.
Com isso, Ellakkis se torna o segundo médico a ser desligado por agressões relacionadas à morte da esposa do ex-presidente Lula, confirmada na noite desta sexta. Antes, a médica Gabriela Munhoz foi demitida pelo Hospital Sírio Libanês, onde estava internada Dona Marisa, por compartilhar informações sigilosas da paciente também pelo WhatsApp, em um grupo de médicos que estudaram juntos na faculdade.
Richam Ellakkis fez o seguinte comentário em cima das informações divulgadas por Gabriela: "Esses fdp vão embolizar ainda por cima. Tem que romper no procedimento. Daí já abre pupila. E o capeta abraça ela".(247).

Blog do BILL NOTICIAS

SÍRIO DEMITE MÉDICA QUE COMPARTILHOU DADOS SIGILOSOS DE MARISA LETÍCIA


247 - O Hospital Sírio-Libanês demitiu a médica reumatologista Gabriela Munhoz, de 31 anos, que compartilhou com terceiros informações sigilosas do diagnóstico da ex-primeira-dama Marisa Letícia, horas depois de sua internação, há dez dias. A médica enviou mensagens a um grupo de whatsapp de antigos colegas de faculdade, confirmando que dona Marisa estava no pronto-socorro com diagnóstico de Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico de nível 4 na escala Fisher — considerado um dos mais graves — prestes a ser levada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Na noite desta quarta-feira, o hospital informou que Gabriela foi demitida por causa do compartilhamento de informações sigilosas, embora não tenha informado a data em que isso aconteceu.
As informações são de reportagem de Thiago Herdy em O Globo.
"De acordo com o Código de Ética Médica, profissionais de saúde não podem permitir o acesso de terceiros a prontuários de pacientes. A mensagem foi compartilhada no grupo intitulado “MED IX”, numa referência à turma de formandos em Medicina de 2009 na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, e se espalhou em outros grupos de whatsapp. O boletim médico divulgado horas depois pelo hospital faz referência à hemorragia cerebral por ruptura de um aneurisma, mas não dava detalhes técnicos a respeito da gravidade do diagnóstico.
No dia de sua internação, um médico que atua fora do Sírio Libanês foi o primeiro a enviar informações sobre o diagnóstico de dona Marisa no grupo “MED IX”. Pedro Paulo de Souza Filho postou imagens de uma tomografia atribuída a dona Marisa Letícia, acompanhada de detalhes que foram confirmados, em seguida, por Gabriela.
Os dados foram compartilhados por Pedro Paulo a partir de um outro grupo de médicos, intitulado “PS Engenho 3”, e atribuídos ao cardiologista Ademar Poltronieri Filho.
A colegas, Gabriela alegou ter confirmado informações já divulgadas na mídia, em grupo restrito de médicos de sua confiança. Ela lamentou que tenham sido compartilhadas com outros grupos e disse não ter tido contato pessoal com o prontuário. Localizada pelo GLOBO, ela não quis se manifestar.
Em postagem publicada no mesmo grupo, um colega de Gabriela, o médico residente em urologia Michael Hennich, brincou quando ela disse que dona Marisa não tinha sido levada, ainda, para a UTI: “Ainda bem!”. Gabriela respondeu com risadas.
Outro médico do grupo, o neurocirurgião Richam Faissal Ellakkis, também comentou o quadro de dona Marisa.
“Esses fdp vão embolizar ainda por cima”, escreveu, em referência ao procedimento de provocar o fechamento de um vaso sanguíneo para diminuir o fluxo de sangue em determinado local. “Tem que romper no procedimento. Daí já abre pupila. E o capeta abraça ela”, escreveu Ellakkis, que presta serviços no hospital da Unimed São Roque, no interior de São Paulo, e em outras unidades de saúde da capital paulista." (247).

Blog do BILL NOTICIAS

GLOBO, QUE PERSEGUIU LULA E SUA FAMÍLIA, FINGE NÃO VER PROPINAS A AÉCIO


A família Marinho, que controla a Globo, maior grupo de comunicação do País, demonstrou nesta sexta-feira que mantém blindados o PSDB e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que ontem mereceu a capa da Folha de S. Paulo por ter sido delatado por dois executivos da Odebrecht por comandar propinas de 3% nas obras da Cidade Administrativa de Minas Gerais; assim como o Jornal Nacional, o impresso O Globo não dedicou uma única linha ao assunto; postura bem diferente da adotada contra o ex-presidente Lula e sua família que, nos últimos dois anos, foram alvo até de notícias falsas, das quais o jornal foi obrigado a se retratar; seletividade da mídia, em especial do Globo, tem como objetivo provocar um mal maior: a seletividade do Judiciário, com perseguições aos inimigos políticos e proteções aos amigos (247).

Blog do BILL NOTICIAS 

Michel Temer é hostilizado em visita ao hospital onde Marisa Letícia está internada

MANIFESTANTES

Antes de Temer, diversos políticos estiveram no hospital para expressar pesar por Marisa Letícia

O presidente da República, Michel Temer, chegou por volta das 22h40 desta quinta-feira (2/2) ao Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, para prestar condolências por Marisa Letícia Lula da Silva, esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No local, o presidente e sua comitiva foram hostilizados aos gritos de "golpista" e "safado" por um grupo de manifestantes. Segundo o hospital, exame feito nesta manhã mostrou que a ex-primeira-dama não tinha mais fluxo cerebral.


No veículo estavam, além de Temer, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, os senadores Renan Calheiros, Edson Lobão e Cássio Cunha Lima, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o ministro das Relações Exteriores, José Serra, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco; e o ex-presidente do Senado, José Sarney. Eles foram recepcionados pelos médicos Roberto Kalil e Raul Cutait.

Antes de Temer, diversos políticos estiveram no hospital para expressar pesar por Marisa Letícia, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ex-ministro Aloizio Mercadante, e o senador Jorge Viana (PT). “Numa hora dessa a gente sente na pele o quanto que é duro essa vida, o quanto que é difícil. Viemos aqui prestar solidariedade ao [ex] presidente [Lula], chorar junto com ele, sofrer junto com ele”, disse Viana.

Também estiveram com o ex-presidente Lula no decorrer do dia o vereador de São Paulo, Eduardo Suplicy (PT); o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha; o ex-ministro Gilberto Carvalho; os senadores do PT Gleisi Hoffmann (PR), José Pimentel (CE), e Lindberg Farias (RJ); e as deputadas federais Maria do Rosário (PT-RS), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), e o teólogo Leonardo Boff.

Segundo o Hospital Sírio-Libanês, exame feito na manhã de hoje mostrou que Marisa Letícia não tinha mais fluxo cerebral. “Diante do resultado, com autorização da família, foram iniciados procedimentos para doação de órgãos”, diz o último boletim divulgado.(DP).

Blog do BILL NOTICIAS


FHC visita Lula no hospital onde Marisa Letícia está internada

Ex-primeira-dama teve morte cerebral declarada nesta quinta-feira
Mariza Campos, Marisa Letícia, José Alencar, Lula, FHC, Marco Maciel, Ruth Cardoso e Anna Maria Fonseca na posse do petista, em 2002. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil (Mariza Campos, Marisa Letícia, José Alencar, Lula, FHC, Marco Maciel, Ruth Cardoso e Anna Maria Fonseca na posse do petista, em 2002. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
Mariza Campos, Marisa Letícia, José Alencar, Lula, FHC, Marco Maciel, Ruth Cardoso e Anna Maria Fonseca na posse do petista, em 2002. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Fernando Henrique Cardoso visitou na tarde desta quinta-feira o também ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no hospital Sírio-Libanês, onde a ex-primeira-dama Marisa Letícia, de 66 anos, encontra-se internada sem atividade cerebral, em São Paulo. FHC chegou no meio da tarde acompanhado do ex-ministro da Justiça José Gregório.
Quando a ex-mulher de FHC morreu, em junho de 2008, o ex-presidente Lula compareceu ao velório da antropóloga Ruth Cardoso. 

Políticos e ex-ministros acompanham o ex-presidente Lula e sua família no Sírio-Libanês. Estavam no hospital os ex-ministros Guido Mantega, Fernando Haddad, Miguel Jorge e Alexandre Padilha. 
Ex-presidentes se abraçam no hospital Sírio-Libanês. Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula (Ex-presidentes se abraçam no hospital Sírio-Libanês. Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)
Ex-presidentes se abraçam no hospital Sírio-Libanês. Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Durante a manhã, chegaram os senadores petistas Lindbergh Farias Gleisi Hofmann e Humberto Costa. Mais cedo, a ex-presidente Dilma Roussef divulgou nota de pesar. 

Desde que Marisa foi internada, Lula recebeu apoio não apenas de seus aliados. Adversários no campo político também prestaram solidariedade nos últimos dias. O presidente Michel Temer ligou para Lula no primeiro dia de internação de Marisa. 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB-SP), e o senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), também entraram em contato com Lula.
Marisa Letícia está sem aparelhos desde que os médicos detectaram na manhã desta quinta a ausência de atividade cerebral da mulher de Lula.(DP).

Blog do BILL NOTICIAS