quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Irmão ajuda irmão! Veja o apelo dessa mãe em busca de solidariedade para o filho

16142770_1230719646981869_349897465850817698_n
Este é Pedro Rodrigues Medrado, ele é de Petrolina-PE, tem 16 aninhos e está em uma cama a mais ou menos um ano, vítima de uma bactéria contraída em uma piscina

Dona Maria José da Silva Santos é mãe de Pedro Rodrigues. Ele tem 16 anos e está a quase um ano prostrado em uma cama por conta de uma bactéria. Sua mãe, está fazendo um apelo aos homens e mulheres de bom coração, que possam ajuda-la na difícil missão de cuidar do filho, já que não tem as condições financeiras necessárias.
Acompanhe o apelo, e veja o que você pode ajudar. O blog agradece o gesto de amor ao próximo. (por vinicius de santana).
PRIMEIRAMENTE BOA NOITE A TODOS!
Eu peço que por favor, vocês compartilhem isso!

Este é Pedro Rodrigues Medrado, ele é de Petrolina-PE, tem 16 aninhos e está em uma cama a mais ou menos um ano, vítima de uma bactéria contraída em uma piscina. A doença paralisou todo o seu corpo deixando-o com severas sequelas. Pedro faz uso de uma alimentação muito especial que custa algo em torno de R$ 2,500.00 por mês, sua família não tem condições de arcar com essa e outras despesas. Hoje está faltando quase tudo!
Se você estiver disposto a ajudar esse irmão, é só ligar (74) 988081737 que o voluntário João Guilherme GP vai  até você buscar tudo aquilo que o seu coração estiver disposto a doar. ” As mãos que ajudam valem mais que a boca que ora” Madre Tereza de Calcutá.
Se você quiser ajudar financeiramente é só depositar ou transferir na conta
Caixa Econômica: Agência 0812 Op 013 Conta poupança 89127-0, em nome de MARIA JOSÉ DA SILVA SANTOS, Mãe de Pedro.
Celular de Dona Maria José 087-98803-1477
Ele mora na Rua:12 N°641
Mandacaru – Petrolina-PE


Em solidariedade ao assunto, o Blog do BILL NOTICIAS, reforça o apelo para que muitas outras pessoas não só daqui de Petrolina-PE, mas também da nossa vizinha cidade de Juazeiro-BA, e de toda a Região do Vale do São Francisco, venha a dar sua parcela de contribuição no sentido de poder ajudar com qualquer quantia, e Dona Maria possa assim continuar mantendo a alimentação do seu filho, Pedro Rodrigues Medrado.

Blog do BILL NOTICIAS

Legado da Copa: trens bilionários atrasam, sucateiam ou nem saíram do papel

Diogo Moreira/Frame/Estadão Conteúdo
Obra do monotrilho do Metrô, em São Paulo, na Avenida Roberto Marinho: conclusão só em 2019.
Obra do monotrilho do Metrô, em São Paulo, na Avenida Roberto Marinho: conclusão só em 2019.

Quando foram anunciados por prefeituras, governos estaduais e governo federal, os trens urbanos que seriam parte do chamado legado da Copa tinham cara de solução para parte dos problemas de mobilidade urbana. Ao todo, foram planejados VLTs ou monotrilhos em cinco das 12 cidades-sede do Mundial da Fifa. Todos deveriam estar funcionando antes de a bola rolar em junho de 2014 mas, passados dois anos e meio após o final da Copa, nenhum deles ficou pronto.
O único VLT moderno que opera atualmente no Brasil é o do Rio de Janeiro, planejado para a Olimpíada de 2016 e que foi entregue a tempo dos jogos. Os projetos em Manaus, São Paulo, Fortaleza, Cuiabá e Brasília estão com as obras travadas, atrasadas, canceladas ou mesmo nunca saíram do papel. Vítimas de falta de planejamento e dinheiro, ações judiciais, erros de projeto, denúncias de desvio de verbas e problemas nas desapropriações e licitações, os trens prometidos para a Copa malogram e apenas um deve sair ainda este ano, o de Fortaleza.
Somados, os orçamentos dos cinco trens urbanos chegam a pelo menos R$ 6,5 bilhões. Confira abaixo:

SP suspende mais da metade de obra e o resto, só em 2019

Divulgação
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), visita as obras da Linha 17-Ouro durante a campanha eleitoral de 2014: nada pronto até hoje.

Manaus cancela monotrilho e anuncia corredores de ônibus

Divulgação
Projeto do monotrilho de Manaus jamais foi além da maquete virtual. E nem irá.

O capítulo mais recente dessa novela aconteceu no dia 6 de janeiro: o ministro das Cidades, Bruno Araújo, assinou um decreto enterrando de vez o projeto do monotrilho de Manaus, que nunca saiu do papel e era previsto para estar rodando no final de 2013. O decreto cancelou qualquer possibilidade da ideia contar com linhas de crédito especiais do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), o que na prática inviabiliza o projeto estimado em R$ 1,3 bilhão.
Já em 2012 o governo do Amazonas jogou a toalha e avisou que a obra não sairia a tempo da Copa, mas falou em entregá-la primeiro em 2015, e depois em 2020. Porém, no ano seguinte, em 2013, a Justiça cancelou a licitação depois que um estudo da CGU (Controladoria Geral da União) mostrou que a obra era inviável. Logo depois da Copa, ainda em 2014, governo do Estado e prefeitura assumiam que o trem podia não mais sair, e falavam em um sistema de VLT ou BRT para substituí-lo.
Sete anos depois do anúncio do monotrilho o novo Plano de Mobilidade, apresentado pelo governador Arthur Virgílio (PSDB) no ano passado, prevê a construção de corredores de ônibus como solução para o transporte coletivo na capital amazonense. O plano segue em análise sem previsão para início das obras. Procurado pela reportagem, o governo do Amazonas não respondeu.

Governo do Ceará diz que entrega VLT de Fortaleza neste ano

Gabriel Fialho/Portal da Copa
Trens foram comprados pelo governo cearense em 2011, mas só devem entrar em operação este ano.
Um trabalho simples do ponto de vista da engenharia que virou uma tarefa difícil. É assim que define a Secretaria de Infraestrutura do governo do Ceará a implantação do VLT de Fortaleza, outra das obras de mobilidade urbana previstas para a Copa do Mundo que não ficou pronta até hoje. O projeto era de uma linha de VLT ligando o terminal Intermodal do Bairro de Parangaba à região portuária e hoteleira do Mucuripe, passando pela rodoviária e pelo aeroporto. A entrega era prevista para junho de 2013.
Nada saiu como o esperado. O governador do Estado rompeu em junho de 2014 o contrato com o Consórcio CPE-VLT Fortaleza, responsável pela execução da obra. A decisão foi anunciada após sucessivas notificações de atraso feitas pela Secretaria de Infraestrutura às empresas. Em maio do mesmo ano, a pasta estadual tinha admitido que a obra não ficaria pronta até a Copa do Mundo. Duas outras licitações foram abertas e fracassaram, uma por questões técnicas e a outras porque não apareceram empresas interessadas.
Atualmente, após a realização de três novas licitações e divisão do projeto em trechos, a obra foi retomada em meados de 2015, está cerca de 60% executada e deve ter os primeiros trechos entregues neste semestre. De um total previsto de R$ 284,6 milhões, o projeto consumiu R$ 120 milhões até este início de ano. De acordo com a secretaria de Infraestrutura o VLT, quando finalmente estiver funcionando, vai atender 90 mil passageiros por dia.

VLT de Cuiabá será retomado, mas sem prazo para sair

Aiuri Rebello/UOL
Canteiros do VLT cortam a capital mato-grossense: obra parada há mais de dois anos não tem prazo para terminar.
Em junho de 2011, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso aprovou a construção de uma linha de VLT, de custo então previsto de mais de R$ 1 bilhão, na capital Cuiabá. A obra foi incluída no plano de mobilidade urbana da cidade para a Copa do Mundo de 2014, contrariando a opinião unânime de técnicos em engenharia, que eram favoráveis à construção de um sistema de corredores de ônibus na cidade (por metade do preço da linha do VLT), que era o que estava incluído no plano original para a Copa na cidade.
Em meio a denúncias de corrupção e problemas de execução nas obras, o sistema de transporte não ficou pronto a tempo do Mundial de futebol. Até hoje, a capital de Mato Grosso é cortada por linhas inacabadas do VLT, cuja construção alcançou a marca de 33% de conclusão, está parada desde o final de 2014 e já consumiu cerca de R$ 1 bilhão dos cofres estaduais.
Agora, o governo de Pedro Taques (PSDB) informa que chegou a um acordo com o consórcio construtor e espera a homologação do termo na Justiça para reiniciar as obras. Quando isso acontecer os trabalhos devem levar pelo menos mais dois anos, informa a secretaria de Infraestrutura e Logística do MT. O governo não confirma o valor, mas quando a obra foi paralisada pela Justiça o consórcio responsável dizia que precisava de mais R$ 1,2 bilhão para terminar o serviço.

VLT em Brasília teve parte aproveitada em viaduto e segue indefinido

Lula Marques/Folhapress
A obra na capital federal está parada e com situação indefinida desde 2012.
O VLT de Brasília foi o primeiro dos trens urbanos previstos para a Copa do Mundo de 2014 que teve a inauguração a tempo do mundial de futebol da Fifa cancelada, em setembro de 2012. O sistema deveria ligar o aeroporto ao terminal de ônibus da Asa Sul e custaria R$ 276 milhões.
O processo licitatório realizado pelo Governo do Distrito Federal foi concluído em 2010. No início do ano seguinte, já havia liminar na Justiça paralisando os trabalhos. Em abril de 2011, a Justiça determinou a anulação do contrato da obra e a realização de uma nova licitação. É que houve fraude no processo, que teria sido feito, de acordo com a Justiça, para beneficiar empresas ligadas a José Gaspar de Souza, então presidente do Metrô do DF.
Com as obras largadas pelo caminho, o governo do DF anunciou que redesenharia o projeto, retomaria as obras no ano passado (o que não aconteceu) e entregaria o VLT em 2018. Em dezembro de 2015, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) e o então ministro das Cidades, Gilberto Kassab (hoje ministro da pasta de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), assinaram acordo para realizar estudos e projetos para ressuscitar o projeto, mas nada foi anunciado até agora.
Procurado pela reportagem para explicar a quantas anda este imbróglio, o governo do DF não respondeu. Enquanto isso estruturas elevadas, construídas inicialmente para o VLT, foram aproveitadas na construção de um viaduto na capital federal.(Por: Aiuri Rebello Do UOL, em São Paulo).
Blog do BILL NOTICIAS

Marisa Letícia passa por novo procedimento após sofrer AVC

Marisa Letícia sofreu um acidente vascular cerebral
Marisa Letícia sofreu um acidente vascular cerebral

Internada desde a terça-feira (24), a ex-primeira-dama Marisa Letícia, de 66 anos, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi submetida a nova avaliação para controle de sangramento cerebral, de acordo com boletim médico do Hospital Sírio Libanês. 

O boletim foi divulgado às 9h30 desta quarta-feira (25). "A paciente Marisa Letícia Lula da Silva segue internada sob cuidados intensivos no Hospital Sírio-Libanês. Nas últimas horas, foi submetida a nova avaliação tomográfica de crânio para controle de sangramento cerebral. Após avaliação das equipes médicas foi realizada a passagem de um cateter ventricular para monitoração da pressão intracraniana", afirma o boletim, divulgado na página do hospital.

Marisa Letícia deu entrada por volta das 15h da terça no hospital, em São Paulo, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC).(Blog da Folha).


Blog do BILL NOTICIAS

Homem mata companheira na frente do filho e é linchado pela população, em Jaboatão

Crime aconteceu na manhã desta quarta-feira, na 2ª Travessa da Muribeca, no bairro de Guararapes
Revólver
RevólverFoto: Divulgação

Um homem de 21 anos foi linchado na manhã desta quarta-feira (25) após matar a companheira na frente do filho. O crime aconteceu na 2ª Travessa da Muribeca, no bairro de Guararapes, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. Liliane Franciele Bezerra de Assis, de 16 anos, estava cortando as unhas, sentada na cama, quando foi surpreendida e baleada na cabeça por um disparo de grosso calibre.

O suspeito, Gerbesson de Souza Soares, de 21 anos foi linchado pela população quando tentava fugir. O corpo dele foi encontrado nas terras do Sítio de Seu Zé, a 500 metros de onde Liliane foi morta. Ele apresentava um ferimento de pequeno calibre e fraturas pelo corpo, além de traumatismo craniano. 

A principal hipótese é que o crime tenha motivação passional. Policiais militares do 6º batalhão foram acionados. A perita do Instituto de Criminalística (IC) Vanja Coelho foi encaminhada ao local. O caso será investigado pelo delegado Felipe Monteiro, da Divisão de Homicídios Metropolitana Sul. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML), no Recife. (Por: portal FolhaPE).

Blog do BILL NOTICIAS