sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Gestora da Maroquuinha apela à comunidade para evitar fechamento da escola


Sem título 

Tradicional no município e referência em educação infantil em Petrolina, a Escola Municipal Professora Maroquinha, localizada no bairro Areia Branca, passa por dificuldades a ponto de estar ameaçada de parar de funcionar. A escola também é conhecida pelo trabalho de inclusão de crianças deficientes e pela excelência em educação infantil na cidade, mas vem passando por grandes dificuldades devido a uma divida contraída ano passado, já informada ao secretário municipal de Educação, Heitor Bezerra Leite.
Segunda a gestora da Maroquinha, a professora Silvana Mangabeira, que foi entrevistada nesta quarta-feira (14 de agosto) no programa Conexão Verdade, na rádio A Voz do São Francisco-Emissora Rural, a dívida da escola foi contraída em uma livraria da cidade para suprir algumas necessidades urgentes e emergentes e que foram feitas com o consentimento da secretaria. Ela diz que informou a situação da escola através de ofício ao atual secretário que respondeu dizendo que o educandário infantil gastou mais do que devia e que a unidade teria que se adequar à verba que recebe para a sua manutenção e não o contrário.
Depois da resposta do secretário, a gestora se reuniu com o conselho da escola e foi determinado que toda a verba destinada ao educandário, seria usada para abater a divida contraída numa papelaria e livraria da cidade valor que já ultrapassava os R$ 12 mil.
“Já conseguimos abater R$ 10 mil, restando pouco mais de R$ 2.500,00, mas o problema é que como decidimos não comprar mais fiado até quitar essa conta, fica impossível colocar o nosso desenvolvimento pedagógico em pratica sem ter o mínimo de material na unidade escolar e o que podermos fazer, para evitar que a Escola Maroquinha feche, é apelar para a população para que nos ajude a continuar funcionando”, destacou a professora Silvana.
A gestora revelou que quem quiser pode doar materiais como: resma de papel ofício, papel higiênico, papel dupla face, duplex, produtos de limpeza de modo em geral, entre outros.
“A gente só não fechou ainda porque a gestão, a coordenadora, a secretária, se reúne fazendo cota para comprar o material essencial. Se não for esse apoio da comunidade, Escola Maroquinha poderá fechar”, lamentou Silvana. Quem quiser colaborar com a escola, ela está localizada na Rua Tchecoslováquia esquina com a Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio, na Areia Branca.

Blog do Bill Art´s

Nenhum comentário:

Postar um comentário