segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Mensagem especial do Blog BILL NOTICIAS, para todos os amigos leitores, seguidores e seus familiares


Imagem: internet

Imagem: internet

Hoje dia 31 de dezembro de 2018, o Blog do BILL NOTICIAS, vem em público agradecer a todos os familiares, amigos leitores e seguidores que nos acompanharam durante todo esse ano.
   
O meu MUITO OBRIGADO a todos vocês pela confiança no Blog.
Desejo que no seu coração renasçam a esperança, a fé e a paz.

Que vocês possam entrar em 2019 com muita saúde, paz amor e felicidade, na companhia de familiares e amigos.

Que Deus conceda a vocês e toda sua família, tudo de bom e que tenham um novo ano abençoado.

Feliz Ano Novo!!!

São os cordiais votos do Blog do BILL NOTICIAS.


domingo, 30 de dezembro de 2018

Reservatório de Três Marias atingiu maior nível desde de junho de 2013 e tem vazão elevada

    Via:Vinicius de santana


Um grave acidente deixou cinco pessoas mortas na madrugada deste sábado (29/12), na BR-020, próximo a cidade de Formosa, no estado do Goiás. As informações são do CGNotícas.
As cinco vítimas, três homens adultos e duas crianças, estavam em um Palio, vinha da cidade de Sonora, em Mato Grosso do Sul, e tinha como destino o estado do Piauí. O veículo colidiu frontalmente com um ônibus da Transbrasil fazia o trajeto São Raimundo Nonato (PI) para São Paulo (SP). Ninguém ficou ferido no coletivo.
Quatro das vítimas são da cidade de Monsenhor Hipólito e uma de Francisco Santos e vinham passar as férias de fim de ano ao lado de familiares em suas cidades natais.
As vítimas de Monsenhor Hipólito foram identificadas como “Cleidiomar” e o seu filho, “Edimilson de Agapito” e sua filha. A vítima de Francisco Santos ainda não foi identificada.


Blog do BILL NOTICIAS

Tragédia Humana! Homem faz ex-mulher refém, tenta esfaquear PM e é morto a tiros na Bahia



Um homem que fez a ex-mulher de refém morreu após tentar esfaquear um policial militar que tentava negociar a liberação da vítima, em Ilhéus, cidade no sul da Bahia. o Caso ocorreu na noite de quinta-feira (27), na casa da vítima. Conforme a polícia, o suspeito não aceitava o fim do relacionamento.
De acordo com a polícia, Juraci Vieira Souza Oliveira foi até a casa da ex-companheira, identificada como Eliana Santos Oliveira, no bairro Nossa Senhora da Vitória, zona sul da cidade, por volta das 19h, quando a encontrou com o atual companheiro dela, Patrick Luís da Hora Sá.
Com uma faca, o suspeito ameaçou matar a ex-mulher e deois de matar. Patrick tentou intervir e foi atingido ferido por Juraci, mas, logo depois, conseguiu sair do apartamento e chamou a polícia.
De acordo com a PM, ao chegar no local, quando os policiais chegaram no local o homem permanecia com a ex-mulher em refém.
Durante as negociações, a vítima conseguir correr para um dos cômodos do apartamento, mas Juraci foi atrás. Foi quando os policiais conseguiram entrar no imóvel.
Ao perceber a aproximação dos militares, o suspeito, segundo a PM, tentou esfaquear um dos policiais e acabou baleado. Ele morreu no apartamento. O corpo dele foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus.
A ex-mulher de Juaraci, que teve um mal-estar após a ação, e o compnaheiro dela, que acabou ferido pelo suspeito, foram levados para o Hospital Costa do Cacau. Não há detalhes sobre o estado de saúde deles.
Por G1 BA

Blog do BILL NOTICIAS

Casal sofre graves lesões após carro colidir contra caminhão na BR-428, em Petrolina

Foto: reprodução


Um acidente automobilístico na manhã de ontem (29), na BR-428 – imediações  do povoado de Nova Descoberta, zona rural de Petrolina -, deixou um casal gravemente ferido. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma das vítimas é Rinaldi Pereira da Costa Moura. O veículo conduzido por ele acabou colidindo lateralmente contra um caminhão, que vinha em sentido contrário.
Informações da PRF dão conta de que Rinaldi teria cochilado ao volante. No carro também estavam a esposa, Maria Socorro Ferreira da Silva, e a filha do casal (um bebê). A família tinha saído de Jacobina (BA) com destino ao Ceará. Os três foram encaminhados ao Hospital Universitário (HU). A unidade médica não tem autorização para divulgar o estado de saúde das vítimas.
Já o caminhoneiro, identificado por Francisco Vaz Tenório, sofreu apenas ferimentos leves e foi liberado. Com informações do G1-Petrolina.

Blog do BILL NOTICIAS

Registro de arma sobe 280%; Bolsonaro promete decreto para facilitar posse

A lei prevê regras para a concessão da posse, caracterizada pela possibilidade de permanência da arma na casa do proprietário ou no estabelecimento comercial
  Por: AE
Imagem: Mauro Pimentel/AFP
Imagem: Mauro Pimentel/AFP


O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse neste sábado, 29, que pretende “garantir”, por decreto, a posse de arma de fogo para cidadãos sem antecedentes criminais, além de tornar o registro do equipamento definitivo. Especialistas questionam a mudança por decreto sem aval do Congresso, uma vez que afetaria o Estatuto do Desarmamento, lei de 2003. 

Na prática, todo cidadão pode pedir a posse à Polícia Federal, se cumpridos alguns requisitos, como ficha criminal limpa e exames de aptidão. O total de registros tem crescido: o salto foi de 280% de 2009 a 2017, chegando a 33 mil licenças no País.

Ao anunciar a medida no Twitter, Bolsonaro não detalhou o decreto que está em planejamento. Duas horas após a publicação, ele voltou à rede social para dizer que “a expansão temporal será de intermediação do Executivo, entretanto outras formas de aperfeiçoamento dependem também do Congresso Nacional, cabendo o envolvimento de todos os interessados”. Já tramitam no Congresso projetos que tentam revogar o estatuto.

A lei prevê regras para a concessão da posse, caracterizada pela possibilidade de permanência da arma na casa do proprietário ou no estabelecimento comercial. O candidato deve se submeter a exames de aptidão psicológica e capacidade técnica, além de apresentar a razão da efetiva necessidade, “expondo fatos e circunstâncias que justifiquem”, explica a PF. Defensores da liberação de armas reclamam da subjetividade desses critérios. 

Ao jornal O Estado de São Paulo, o futuro ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno Ribeiro, disse que o decreto deverá manter as exigências legais, como não ter antecedentes, fazer exame de vista e seguir as regras de registro. “A posse será facultada para quem se submeter às exigências, será mais fácil ter a posse, para o cidadão de bem, que nas regras de hoje”, disse. “É lógico que ninguém vai vender arma na esquina.” 

A decisão de Bolsonaro de manter a facilitação para posse de arma foi tomada após conversa com o futuro ministro da Justiça e Segurança, Sérgio Moro. O argumento do futuro governo é garantir a legítima defesa aos cidadãos. Segundo dados obtidos pela Lei de Acesso à Informação, em 2009 a quantidade de registros era de 8.679. Até o ano anterior, ainda vigorava o prazo, previsto pelo Estatuto, de registro de quem já tinha armas irregularmente. O número subiu ano a ano, até atingir pico de 36,8 mil licenças em 2015. 

Também preocupa especialistas o número crescente de registros concedidos pelo Exército a atiradores esportivos. Mudanças nas normas de obtenção e transporte dos equipamentos atraíram milhares de interessados em obter arma e que encontravam dificuldade de obter a liberação via PF. 

Para o diretor executivo do Instituto Sou da Paz, Ivan Marques, esse fenômeno está ligado à onda de descrença da população, com a escalada da violência urbana. “Em situações estáveis, onde o Estado funciona, as pessoas não veem necessidade de ter arma, até porque ela contribui para que a violência aumente”, diz. “É um mito que a arma de fogo é um bom instrumento de defesa.” O risco, para especialistas, é que a facilitação da posse eleve ainda a circulação de armas ilegais.

Expectativa

Despachante e instrutor de armamento há quatro anos, Guilherme Dias diz que a demanda aumentou nos últimos meses, após a eleição. “Muita gente acha que, por ele (Bolsonaro) ter ganhado e ser atirador, vai conceder porte.” Ele conta que hoje atende de sete a oito pedidos de registro por mês. Em 2015, esse número não passava de três.

Pelo serviço, que inclui todos os trâmites exigidos - como valor da arma, treinamento, exames e taxas-, ele cobra cerca de R$ 6 mil a R$ 8 mil. Segundo ele, desde 2017 o interesse tem crescido após a permissão do porte de arma para atiradores esportivos do local de treino até a residência. 

“Este ano aumentou muito (a procura), está movimentado mesmo”, concorda o instrutor e advogado, Mario Viggiani Neto. Para ele, uma mudança na lei deve manter a exigência de provas de capacitação psicológica e de manuseio da arma. “Quem nunca pegou arma não adianta fazer a prova, que não passa. Tem de ter o básico, saber as regras de segurança, como se usa, como se municia. É como uma autoescola.”

O vigilante Danilo Alves, de 28 anos, obteve a posse legal em 2015. “O motivo foi a insegurança pública que a gente vive nesse País. Sempre tive receio de sofrer alguma invasão residencial. Uma arma traz um conforto psicológico.”

Especialistas em Direito Constitucional ouvidos pelo jornal O Estado de São Paulo afirmaram que a proposta do presidente eleito, Jair Bolsonaro, de alterar o Estatuto do Desarmamento por decreto pode trazer insegurança jurídica e sofrer questionamentos no Supremo Tribunal Federal (STF).

Professor titular da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), André Ramos Tavares afirma que para estabelecer o registro definitivo da posse de arma de fogo, por exemplo, seria preciso aprovar um projeto de lei ou editar uma medida provisória. 

“A lei diz que o registro deve ser renovado periodicamente. Para torná-lo definitivo, é preciso alterar a lei e isso não pode ser feito por decreto. Ele pode dar prazo maior do que os cinco anos que vigoram hoje, mas não tornar definitivo por decreto. Isso traria uma insegurança jurídica para quem tem posse porque a lei continuaria em vigor”.

A advogada constitucionalista Vera Chemim ressalta que qualquer modificação para facilitar a posse de arma também precisa passar por aprovação no Congresso Nacional. “A lei impõe uma série de requisitos para quem quer ter posse de arma, como certidão negativa de antecedentes criminais e comprovação de capacidade técnica. Para alterar esses dispositivos, é preciso passar pelo Legislativo. Um decreto atropelaria o processo democrático”

Ao anunciar a medida no Twitter, Bolsonaro não detalhou o decreto que está em planejamento. Duas horas após a publicação, ele voltou à rede social para dizer que “a expansão temporal será de intermediação do Executivo, entretanto outras formas de aperfeiçoamento dependem também do Congresso Nacional, cabendo o envolvimento de todos os interessados”. Já tramitam no Congresso projetos que tentam revogar o estatuto.

A lei prevê regras para a concessão da posse, caracterizada pela possibilidade de permanência da arma na casa do proprietário ou no estabelecimento comercial. O candidato deve se submeter a exames de aptidão psicológica e capacidade técnica, além de apresentar a razão da efetiva necessidade, “expondo fatos e circunstâncias que justifiquem”, explica a PF. Defensores da liberação de armas reclamam da subjetividade desses critérios. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

fonte: Estadão Conteudo


Blog do BILL NOTICIAS

Agente Penitenciário de Juazeiro morre em acidente de moto na entrada do N.9 em Petrolina

   Via:Vinicius de Santana


Na manhã deste domingo(30), registrado um acidente com vítima fatal na entrada do N-09, Projeto Senador Nilo Coelho em Petrolina.  O condutor  pilotava uma Moto Yamaha e colidiu com um micro ônibus de transporte coletivo.
O piloto da moto chamado André, era Agente Penitenciário de Juazeiro BA, e  veio a óbito no local. Ele também foi militar do 72 BI Motorizado e morava no Residencial Vivendas em Petrolina PE, conhecido popularmente como Andrezão.
O corpo está sendo velado no SAF da Avenida 7 de Setembro,  Bairro José e Maria.


Blog do BILL NOTICIAS

Homem agride idoso guardador de carros no bairro do Pina

O agressor de 35 anos, identificado como Bruno Nunes Elihima, ainda não foi localizado. Foi instaurado inquérito para apurar o caso e a polícia segue com 
as buscas para encontrá-lo

   Por: Folha de Pernambuco
Agressor de 35 anos, identificado como Bruno Alves, está foragido.
Agressor de 35 anos, identificado como Bruno Alves, está foragido.Foto: Reprodução/Internet


guardador de carros William José de Souza62 anos, morador de Brasília Teimosa, foi violentamente agredido na manhã deste sábado (29), na Rua Amazonas, no bairro do Pina, Zona Sul do Recife, por um homem musculoso identificado pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) como Bruno Nunes Elihima, de 35 anos. A agressão, ocorrida por volta das 10h17, foi registrada por câmeras de segurança.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima teve muitos ferimentos no rosto, perdeu os dentes e chegou a ser encaminhada para a UPA da Imbiribeira, mas, devido à gravidade das lesões, seguiu para o Hospital da Restauração. O guardador de carros recebeu alta no início da tarde deste domingo (30).

Ainda segundo a PCPE, o agredido informou que não sabe o motivo do ataque e apenas conhece o agressor de vista, por passar por aquela região. O agressor ainda não foi localizado. Foi instaurado inquérito para apurar o caso, e a polícia segue com as buscas para encontrá-lo. Ele responderá pelo crime de lesão corporal grave. A população pode ajudar denunciando através dos telefones 3184.3328 (Delegacia de Boa Viagem) e 3184.7146.

Através do vídeo da agressão, que circulou pelas redes sociais e gerou revolta de vários internautas, Bruno Nunes foi identificado. Inclusive, através de post nas redes sociais, a empresa onde o homem trabalha informou que demitiu Bruno Nunes Elihima devido à violência.

A reportagem tentou entrar em contato com Bruno Nunes através do chat do Facebook, mas aparentemente ele excluiu a conta da rede social.

Bruno Alves foi identificado nas redes sociais. Empresa em que trabalha anunciou demissão.
Bruno Alves foi identificado nas redes sociais. Empresa em que trabalha anunciou demissão. - Crédito: Reprodução/Facebook e Instagram




Blog do BILL NOTICIAS

sábado, 29 de dezembro de 2018

IF Sertão-PE divulga processo seletivo simplificado para contratação de professores substitutos


O Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) lançou, nessa segunda-feira(26), o edital nº 26/2018, referente à contratação de Professores Substitutos por meio de seleção simplificada. As inscrições serão realizadas entre os dias 2 e 13 de janeiro de 2019. São 13 vagas disponíveis, distribuídas entre os campi Petrolina Zona Rural, Floresta, Salgueiro, Ouricuri e Serra Talhada. A remuneração varia de acordo com a titulação do candidato, podendo chegar a R$ R$ 3.552,08.
O tempo de duração do contrato é específico para cada vaga, e pode ser consultado no edital. Há oportunidades disponíveis para as áreas de Administração, Engenharia Civil, Aquicultura, Filosofia, Física, Língua Portuguesa, Tecnologia em Alimentos, Arquitetura, Biologia, Química e História. Para se inscrever, o candidato deve preencher a ficha de inscrição disponível no endereço eletrônico concurso.ifsertao-pe.edu.br/copese, pagar a taxa, no valor de R$ 60, e entregar presencialmente a documentação necessária (constante no edital) no setor de Gestão de Pessoas do campus escolhido.
O Processo Seletivo constará das modalidades de Provas de Desempenho Didático, que serão realizadas nos dias 5 e 6 de fevereiro, no campus da vaga desejada, e avaliação dos Títulos, o dia 7 de fevereiro. O resultado parcial está previsto para o dia 8 de fevereiro. Informações mais detalhadas, como requisitos para inscrição, isenção de taxa de inscrição, quadro de vagas, cronograma e endereço dos campi deverão ser consultadas no edital que rege a seleção. (Ascom)


Blog do BILL NOTICIAS

Cálculo da aposentadoria muda a partir de segunda-feira

Cálculo da aposentadoria muda a partir de segunda-feira

cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição vai mudar a partir de segunda-feira (31), quando será acionada uma regra implementada por lei em 2015. A regra exige um ano a mais para homens e mulheres se aposentarem. A atual fórmula, conhecida como 85/95, vai aumentar um ponto e se tornar 86/96.
Quem quiser se aposentar pela regra atual – e já cumpre os requisitos – têm até domingo (30) para fazer a solicitação.
Pela fórmula 85/95, a soma da idade e do tempo de contribuição deve ser de 85 anos para mulheres e 95 para homens. O tempo de trabalho das mulheres deve ser de 30 anos e o dos homens, de 35 anos. Isso significa, por exemplo, que uma mulher que tenha trabalhado por 30 anos, precisa ter pelo menos 55 anos para se aposentar.
A partir do dia 31, para se aposentar com o tempo mínimo de contribuição, ela deverá ter 56 anos. A mesma soma precisará alcançar 86 e 96. A fórmula será aumentada gradualmente até 2026.
Aqueles que já cumprem as regras podem solicitar a aposentadoria pelo telefone 135, que funciona das 7h às 22h, no horário de Brasília. Pelo telefone, o pedido pode ser feito somente até sábado. Pelo site do INSS.o pedido pode ser feito até domingo (30).
A atual regra é fixada pela Lei 13.183/2015. Nos próximos anos, a soma voltará a aumentar, sempre em um ano. A partir de 31 de dezembro de 2020, passará a ser 87/97; de 31 de dezembro de 2022, 88/98; de 31 de dezembro de 2024, 89/99; e, em 31 de dezembro de 2026 chegará à soma final de 90/100.
Defensor da fórmula, o professor da Universidade de Brasília e assessor do Conselho Federal de Economia, Roberto Piscitelli, diz que o cálculo ajuda a reduzir desigualdades. “Ele combina dois indicadores [tempo de contribuição e idade mínima] que, às vezes, quando considerados isoladamente dificultam a vida do trabalhador. A fórmula ajuda a compensar a situação daqueles que começaram a trabalhar muito cedo, o que sempre foi fator de injustiça do ponto de vista do tempo para aposentadoria”, explicou.
Além de se aposentar pela regra 85/95, os trabalhadores podem atualmente se aposentar apenas por tempo mínimo de contribuição: 35 anos para os homens e 30 anos para as mulheres, independente da idade. Nesses casos, no entanto, poderá ser aplicado o chamado fator previdenciário que, na prática, reduz o valor da aposentadoria de quem se aposenta cedo. Com informações da Agência Brasil.

Blog do BILL NOTICIAS

Governo de Pernambuco nomea mil novos professores na região do Sertão do Médio São Francisco


Mil novos professores foram nomeados para  rede estadual de ensino nessa quinta-feira (27). Classificados no último concurso público para professor, realizado e homologado em 2016, os novos docentes atuarão nas áreas de Educação Básica, Especial e Profissional em escolas de todas as regiões do Estado.
O governador Paulo Câmara assinou o ato de nomeação no Palácio do Campo das Princesas, área central do Recife. Com este ato, o Estado passa a somar mais de 4.600 nomeações de professores para a rede estadual nos últimos quatro anos.
De acordo com a Secretaria Estadual de Educação (SEE), com essas nomeações a Educação Básica ganhará o reforço de 897 docentes; outros 75 vão compor o quadro da Educação Especial e 28 serão destinados à Educação Profissional. Desse total, 375 atuarão nas escolas da Região Metropolitana do Recife (RMR), 143 na Zona da Mata, 197 no Agreste e 285 no Sertão.
“Todas as regiões vão receber novos professores, e isso é fundamental para a educação de qualidade que queremos. Para que a gente possa mostrar ao Brasil que é possível fazer educação de qualidade no serviço público e que chegue a todos, como nossas escolas de tempo integral, como nossas escolas técnicas, com nossas escolas regulares e como os nossos programas inovadores, Ganhe o Mundo e Pernambuco no Campus, que fazem de Pernambuco um grande destaque”, destacou o governador Paulo Câmara.
O certame de 2016 previa inicialmente a nomeação de 3.000 novos professores, conforme edital divulgado. Nos últimos quatro anos nomeou o Estado nomeou, de uma única vez 3.670 docentes. Somadas com as convocações de hoje são 4.670 nomeações para a Rede Estadual de Ensino. “Todas essas nomeações de hoje são convocações acima das vagas oficiais, ou seja, não tínhamos mais nenhuma obrigação legal, porque todas as vagas oficiais do concurso de 2016 já haviam sido contempladas desde 2017″, explicou o secretário de Educação, Fred Amâncio.

Balanço dos últimos quatro anos

Pernambuco – 4.670 docentes nomeados

Rede de Educação Básica – 4.038 docentes nomeados
Educação Especial – 315 docentes nomeados
Educação Profissional – 317 docentes nomeados

Nomeações por região

Região Metropolitana do Recife – 1.829 docentes nomeados
Interior do Estado – 2.841 docentes nomeados
Atualmente, a Rede Estadual de Pernambuco conta com 1.060 escolas e 580 mil estudantes. (Jc Online)

Blog do BILL NOTICIAS

Bolsonaro pretende aumentar validade da CNH de 5 para 10 anos

No início do ano, o governo revogou uma resolução que obrigava os motoristas a fazer curso teórico de dez horas

  Via:Folhape/ab
Presidente eleito Jair Bolsonaro
Presidente eleito Jair BolsonaroFoto: Valter Campanato/Agência Brasil


O presidente eleito, Jair Bolsonaro, declarou nesta sexta-feira (28), através do Twitter, que pretende aumentar o prazo de validade da carteira nacional de habilitação no Brasil. Ele considera estender o prazo de validade dos atuais 5 para 10 anos.

“Informo que faremos gestões no sentido de passar para 10 anos a validade da carteira nacional de habilitação”, disse Bolsonaro que parabenizou o governo do Rio de Janeiro que anunciou a extinção da vistoria anual de veículos.
No início do ano, o governo revogou uma resolução do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) que obrigava os motoristas a fazer curso teórico de dez horas e uma prova para renovar a carteira de habilitação. A exigência mantida é a realização de um exame médico.

A atribuição sobre as regras de trânsito passará, a partir de janeiro de 2019, para as mãos de Gustavo Canuto, que será o titular doMinistério do Desenvolvimento Regional. A pasta incorporará as atribuições das Cidades e Integração Nacional – dois ministérios que foram suprimidos pelo presidente eleito.

A quatro dias para o novo governo assumir, Bolsonaro tem indicado prioridades das 22 pastas que integrarão sua gestão. As orientações atingem vão desde ajustes de gastos a medidas pontuais para cada área.



Blog do BILL NOTICIAS

Paulo Câmara preparado para enfrentar o segundo round

Reeleito, governador Paulo Câmara terá oportunidade de aprofundar experiências que deram certo e de colocar em prática o que não pôde realizar

  Por: Marcelo Montanini/folhape
Paulo Câmara (PSB) e Luciana Santos (PCdoB) tomarão posse na Alepé no dia 1º de janeiro
Paulo Câmara (PSB) e Luciana Santos (PCdoB) tomarão posse na Alepé no dia 1º de janeiroFoto: Andréa Rego Barros/Divulgação



A partir de 1º de janeiro de 2019, o governador Paulo Câmara (PSB) seguirá à frente do Palácio do Campo das Princesas por mais quatro anos com a missão de fazer um governo diferente do da primeira gestão, com o seu perfil. Em meio à crise nacional, o governador não conseguiu entregar algumas obras - como o próprio admite -, mas realizou ajustes fiscais que evitaram colapso na administração estadual, como ocorreu em outros estados brasileiros. Mas, apesar dos altos e baixos dos últimos quatro anos, a reeleição no primeiro turno foi um termômetro do governo, com as ressalvas da conjuntura, e do próximo quadriênio. 

A cientista política Priscila Lapa, da Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (Facho), destaca que, na primeira gestão, Câmara preferiu não inovar e seguiu a cartilha do ex-governador Eduardo Campos, morto em 2014, em termos de equipe e políticas públicas. “Ele (Paulo) não deu o tom de Paulo Câmara e pagou o preço de pegar um ciclo de recessão. Agora, vai tentar dar mais o tom pessoal ao governo”, avalia. 

Citando a crise, o governador ressalta que fez o dever de casa no primeiro mandato, ao realizar os ajustes necessários para se adaptar à realidade econômica e poder ter perspectivas de melhora para os próximos quatro anos. “O foco agora é melhorar os serviços, já que nos primeiros quatro anos muita obra não pudemos concluir porque a crise não deixou, muitos empregos foram perdidos, os serviços tiveram uma demanda e uma procura muito grande. Então, a gente tem que atender essa expectativa de melhorar os serviços”, avalia Câmara.

Primeira gestão
Ao assumir o mandato em 2015 - após a gestão bem avaliada do padrinho político Eduardo Campos, Câmara realizou dois planos de contingenciamentos de gastos. Com arrecadação abaixo das expectativas, o governo elaborou um plano de redução de R$ 320 milhões em fevereiro e outro de R$ 600 milhões em outubro, gerando economia de R$ 920 milhões no custeio da máquina pública. 

O líder do governo na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado Isaltino Nascimento (PSB), analisa que o legado da primeira gestão foi ter antevisto a crise e ter realizado um modelo de gestão austero para manter os serviços. “Modelo de gestão de austeridade que conseguiu manter secretarias e órgãos funcionando e fez algumas entregas. Isso, inclusive, balizou os quatro anos e fez com ele fosse reeleito”, destaca.

Ainda assim, em 2015, Pernambuco teve o pior Produto Interno Bruto (PIB), a soma total das riquezas produzidas no Estado, da era Câmara, com queda de 4,2% em relação ao ano anterior, segundo o Condepe/Fidem. A partir disso, houve uma trajetória de crescimento ao longo dos anos: uma queda de 2,9% em 2016 e crescimento de 1,6% em 2017 e de 2,2% no terceiro trimestre de 2018. A Agência projeta finalizar o ano com crescimento de 2,1% a 2,5%.

O economista Luiz Maia, da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), avalia que a primeira gestão do governo Paulo Câmara sofreu, como ocorreu nos demais estados, com os impactos da profunda recessão nacional. “Com a queda dos investimentos, a severa restrição orçamentária e um louvável e bem sucedido esforço de ajuste fiscal, a agenda econômica do Estado teve que trabalhar com um cenário muito desfavorável. Se, por um lado, esforços pelo adensamento de novas cadeias produtivas não tenham sido abandonados, seus resultados ficaram abaixo do que se esperava há quatro anos”, analisa.

Sob a gestão Câmara, a educação pública pernambucana alcançou a melhor posição no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), em 2016. Área que se tornou a principal bandeira do socialista. Outro campo em que o governo estadual avançou foi o de recursos hídricos, com a conclusão da barragem de Serro Azul e da Adutora de Pirangi. A de Moxotó em pré-operação e as de Alto do Capibaribe, Serro Azul e Agreste, a principal delas, ainda estão em andamento.

“(O governo) avançou na política em relação ao abastecimento de água, com adutoras e barragens”, pontua Silvio Costa Filho (PRB), líder da oposição na Assembleia Legislativa, que está se despendido com destino à Câmara dos Deputados.

segurança pública, que nos primeiros anos foi um calo, voltou a apresentar bons índices. Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), o Pacto Pela Vida atingiu 4.479 homicídios em 2016 e 5.426 em 2017, mas aos poucos tem apresentado melhoras. Entre janeiro e novembro deste ano, houve 3.862 homicídios, índice semelhante ao de 2015 (3.890), primeiro ano de gestão. O que antes era visto com críticas, tornou-se outra bandeira governista.

Despedindo-se da vice-governadoria de Pernambuco para assumir o mandato de deputado federal, Raul Henry (MDB) reitera que Câmara enfrentou cenário adverso por causa da crise, mas que vem conseguindo bons resultados. “Ele (Paulo Câmara) com esforço, espírito público e senso de responsabilidade conseguiu manter o Estado de pé. Conseguiu índices impressionantes, um deles e mais impressionante é o da violência, pois Pernambuco há 12 meses reduz os crimes letais e contra o patrimônio”. 

Críticas 
Apesar dos avanços e do equilíbrio nas contas, aliados criticam a falta de comunicação com a sociedade. “Acho que o governo se comunicou pouco com a população para mostrar o esforço que vinha fazendo, esforço para manter o Estado de pé e para melhorar esse conjunto de politicas públicas”, pondera Raul Henry. O líder do governo na Alepe seguiu a mesma linha. “A comunicação executada pelo (governo do) Estado não conseguiu divulgar para a sociedade as entregas de ações e as dificuldades que o Estado vivenciou pelo boicote de Temer”, concorda Nascimento.

Entre as críticas da oposição está a perda interlocução com o governo Michel Temer e a falta de ousadia de Câmara para solucionar problemas na administração. O líder da oposição na Assembleia Legislativa critica a perda de interlocução com o governo Michel Temer. “Faltou proatividade na interlocução para captação de investimentos para Pernambuco”, reclama Costa Filho. Esta, inclusive, foi uma crítica de muitos oposicionistas, que atribuíram a questões eleitorais.

A potencial líder da oposição na Alepe na próxima legislatura, deputada estadual Priscila Krause (DEM) pondera que o gestor não atendeu as expectativas dos desafios que Pernambuco precisa. A parlamentar, todavia, aguarda com atenção os resultados da reforma administrativa, enviada pelo Executivo e aprovada pela Assembleia na última quinta-feira. 

Reforma administrativa
Inspirada no modelo deixado por Eduardo Campos, Câmara manteve as 22 pastas, além de Procuradoria Geral do Estado e a Casa Militar com status de secretarias. Houve, no entanto, a fusão de algumas estruturas. Estima-se que 46 cargos comissionados e 700 funções gratificadas foram extintas. “A reforma não trouxe economia para o Estado”, destaca Priscila Krause. Questionado sobre a economia gerada pela reformulação, o Palácio do Campo das Princesas diz que não trabalha com perspectiva de valor, mas de eficiência da máquina

Com a reformulação, o governo estadual sinalizou à sociedade que poderá dar atenção especial às áreas de recursos hídricos, com a pasta de Infraestrutura e Recursos Hídricos, e ao social, com a de Política de Prevenção às Drogas. “Paulo não só tem melhorado os índices na segurança como direcionou claramente, com a reforma, que, em vez de combater a violência pelo efeito, vai combater pela causa”, defendeu a vice-governadora eleita Luciana Santos (PCdoB). Acrescentando que a questão dos recursos hídricos já é uma marca importante do governo que foi consolidada com a pasta.

Luciana Santos, inclusive, é a primeira vice-governadora mulher eleita na história de Pernambuco. Além de auxiliar Câmara no aconselhamento e na ausência dele do Estado, ela pretende dar mais transversalidade nas políticas para as mulheres. “Vamos discutir projetos e tentar alinhar nossas visões”, diz.

Desafios
Os especialistas entrevistados pela Folha de Pernambuco elegeram o desemprego e a segurança pública como os principais desafios de gestão. “O desemprego muito elevado e a violência são, provavelmente, os aspectos mais preocupantes das condições de partida da segunda gestão. Com um cenário nacional relativamente mais favorável - ainda que desafiador sob a ótica da articulação com Brasília - é provável que o governo tenha melhores condições de favorecer a aceleração da economia em 2019”, prevê o economista Luiz Maia.

A cientista política adverte que a questão da segurança vai continuar demandando nos próximos anos, assim como o desenvolvimento econômico do Estado, mas ela frisa que Câmara pode ter um grande desafio político. “Ele precisa recompor a base política”, diz Priscila Lapa, em referência às costuras para a campanha eleitoral passada que culminaram no rompimento com os irmãos Ferreira (PSC e PR), PSL e outros partidos menores. 

Sobre os desafios, o governador foi direto: melhorar os serviços públicos. “Somos sabedores que não dá pra fazer grandes obras, mas dá pra melhorar a vida do povo em todas as áreas e é isso que a gente vai focar: melhorar a vida das pessoas, seja nas cidades, seja na zona rural, nos serviços básicos. E buscar, com todas as áreas de governo, gerar empregos”, antevê Câmara.



Blog do BILL NOTICIAS