domingo, 5 de abril de 2020

Mandetta manda vídeo para live de cantores defendendo isolamento

                         Por: Diario de Pernambuco
 (Foto: Reprodução/Youtube.)
Foto: Reprodução/Youtube.

O ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, mandou um vídeo que foi veiculado, neste sábado (4), durante duas transmissões ao vivo no Instagram. No vídeo, Mandetta parabenizou os artistas que estão fazendo lives na internet para entreter o público durante o período de enfrentamento ao novo coronavírus e defendeu o distanciamento social.


A publicação foi transmitida na live do cantor de forró Xand Avião e da dupla sertaneja Jorge e Mateus. "É importante que a música chegue, mas que a gente não aglutine, que a gente não coloque as pessoas no mesmo lugar. [...] O show não pode parar, mas a aglutinação tem que parar. A gente tem que agora proteger um ao outro e o sistema de saúde se preparar para, no momento certo, a gente se abraçar".

No momento em que o ministro falou, a live de Xand era acompanhada por cerca de 500 mil pessoas. Já a live de Jorge e Mateus chegou a ser vista simultaneamente por 3 milhões de usuários. Ele apareceu em um vídeo gravado, e disse ainda que as pessoas precisam se proteger e que o sistema de saúde precisa se preparar, "para que no momento certo, a gente possa se abraçar".




Blog do BILL NOTICIAS

AÇÃO - Covid-19: Governo de PE fornece material técnico para produção de itens de proteção no Polo Têxtil do Agreste

                       Por: Diario de Pernambuco
 (Foto: Marlon Diego/SDEC)
Foto: Marlon Diego/SDEC


Em meio à pandemia do novo coronavírus, o Governo de Pernambuco propôs uma alternativa para movimentar a produção do polo de confecções do Agreste. Além de produzir, o Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções em Pernambuco (NTCPE) passou a fornecer um caderno técnico com protótipos de equipamentos de proteção, como batas e máscaras.

A ação tem como princípio utilizar a base industrial já estabelecida na região, além de usar matéria-prima existente. Para a realização, cerca de 50 empresas já cumprem o protocolo e estão habilitadas.

Os produtos não têm os requisitos para atender os profissionais da saúde, mas estão aptos para a população em geral. Além de servir, também, para serviços essenciais fora da área médica, como segurança pública, de coleta de lixo e outras atividades que seguem em funcionamento.

O caderno técnico para produção de batas e máscaras pode ser solicitado aos gestores do NTCPE e também está disponível para download no site da instituição (https://www.ntcpe.org.br/). 

De acordo com Wamberto Barbosa, presidente do NTCPE, a medida é mais uma maneira de se reinventar diante da crise causada pelo coronavírus. "Estudamos um modelo de produção que tivesse uma demanda que sustentasse a atividade e os empregos, mas que também permitisse aderência massiva do setor produtivo de confecções”, destacou.

Barbosa ainda reiterou que o NTCPE irá buscar canais de venda para movimentar a produção proposta.

Números
O setor têxtil do Agreste movimenta quase R$ 6 bilhões por ano, além de ocupar cerca de 250 mil pessoas, entre empregos formais e informais em todo o Estado. 

Atualmente, mais de 225 milhões de peças são produzidas no ano. 





Blog do BILL NOTICIAS

PROTESTO Grupo ignora pandemia, ataca Doria e pede reabertura do comércio em SP

Cerca de 200 simpatizantes do presidente Jair Bolsonaro protestaram neste domingo (5), na Avenida Paulista, na capital paulista

                       Por: Folhapress
Grupo no protesto realizado neste domingo (5), em São Paulo
Grupo no protesto realizado neste domingo (5), em São PauloFoto: Ettore Chiereguini/Futura Press/Folhapress


Um grupo de cerca de 200 simpatizantes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) protestou em São Paulo neste domingo (5) contra as medidas de isolamento adotadas para evitar a disseminação do novo coronavírus.

Aglomerado, o grupo primeiro protestou na avenida Paulista, em frente à sede da Fiesp (federação das indústrias de São Paulo), entidade aliada a Bolsonaro.

Depois, seguiu para se manifestar diante da Assembleia Legislativa, onde gritou palavras de ordem contra o isolamento e o governador João Doria (PSDB), adversário político do presidente. O tucano decretou quarentena no estado e chegou a pedir para que a população não seguisse as recomendações do presidente sobre a pandemia.
Os manifestantes fecharam algumas das faixas da avenida diante da Assembleia. "Governador, queremos trabalhar", gritavam, enquanto caixas de som tocavam o hino nacional. Na maior bandeira da manifestação, estava escrito "Doria vergonha de São Paulo, desgraça do Brasil, impeachment já".

A Polícia Militar, que acompanhou o protesto, fechou os dois lados da avenida Pedro Álvares Cabral na altura do prédio do Legislativo.

Entre os manifestantes, havia idosos, considerados parte dos grupos de risco da Covid-19, e pessoas com máscaras de proteção cirúrgicas e caseiras. Vários deles usavam bandeiras do Brasil e roupas das cores verde e amarelo, como a da seleção de futebol.

Medidas mais abrangentes de distanciamento social e restrição de circulação de pessoas têm sido criticadas por Bolsonaro durante a pandemia. O governo chegou a produzir uma campanha batizada de "O Brasil não pode parar", contrária a medidas de confinamento adotadas no país.

O presidente tem se mantido na contramão do que dizem especialistas e líderes mundiais, incluindo o americano e aliado Donald Trump, e também do discurso de um bloco que inclui os ministros Luiz Henrique Mandetta (Saúde) e Sergio Moro (Justiça).

Na semana passada, Bolsonaro reconheceu que ainda não tem apoio popular suficiente para determinar uma reabertura da atividade comercial no país. Em entrevista à rádio Jovem Pan, ele disse que poderia tomar uma decisão sobre o tema.

"Para abrir comércio, eu posso abrir em uma canetada. Enquanto o Supremo e o Legislativo não suspenderem os efeitos do meu decreto, o comércio vai ser aberto. É assim que funciona, na base da lei."

Neste domingo, porém, ele admitiu a aliados que não tem poderes para determinar a reabertura do comércio.

Enquanto isso, a aprovação da condução da crise do novo coronavírus pelo Ministério da Saúde disparou e já é mais do que o dobro da registrada por Bolsonaro. Governadores e prefeitos também têm avaliação superior à do presidente.

É o que revelou pesquisa do Datafolha feita de quarta (1º) até esta sexta (3). O levantamento ouviu 1.511 pessoas por telefone, para evitar contato pessoal, e tem margem de erro de três pontos percentuais para mais ou menos.

Na rodada anterior, feita de 18 a 20 de março, a pasta conduzida por Luiz Henrique Mandetta tinha uma aprovação de 55%. Agora, o número saltou para 76%, enquanto a reprovação caiu de 12% para 5%. Foi de 31% para 18% o número daqueles que veem um trabalho regular da Saúde.

Já o presidente viu sua reprovação na emergência sanitária subir de 33% para 39%, crescimento no limite da margem de erro. A aprovação segue estável (33% ante 35%), assim como a avaliação regular (26% para 25%).

Nessa duas semanas entre as pesquisas, Bolsonaro antagonizou-se com Mandetta em diversas ocasiões. Contrariando a recomendação internacional seguida pelo ministro, insistiu que o isolamento social não é medida salutar para conter o contágio do Sars-CoV-2.

Chegou a fazer pronunciamento em rede nacional na semana passada para fazer a defesa da abertura do comércio e foi pessoalmente visitar ambulantes no entorno de Brasília. Após uma tentativa de enquadramento por parte da ala militar do governo, modulou seu discurso e fez nova fala, na terça (31), mais ponderada.






Blog do BILL NOTICIAS

Sobe o nível dos mares. Com velocidade cada vez maior




Por: Equipe Oásis
O nível dos mares aumenta em todo o planeta. Este é um fato agora consolidado cuja evolução é seguida com apreensão, já que terá efeitos devastadores para a vida de milhões de pessoas que moram em regiões costeiras. Um relatório do Virginia Institute of Marine Science, porém, revela um dado ainda mais inquietante relativo ao litoral dos Estados Unidos: não apenas o nível dos mares nessas regiões continua a subir, mas acelera ano após ano, num ritmo tal que, ao redor do ano 2050, as águas costeiras norte-americanas estarão 80 centímetros mais altas do quanto estão hoje. Pior: estarão 2,5 metros mais altas ao redor do ano 2100.
Rockport, no Texas, inundada pelo mar

Rockport e outras cidadezinhas costeiras no litoral do Texas, Estados Unidos, alagadas.
Os números do aumento
O relatório do Virginia Institute é baseado em dados coletados por 32 estações de aferição climática distribuídas ao longo dos dois litorais dos Estados Unidos, do Maine à Louisiana no lado atlântico e da Califórnia ao Alasca no lado do Pacífico. Os dados aferidos trazem muito desconforto: 27 dessas estações registraram um aumento no nível do mar, e para 25 delas o aumento em 2019 foi mais rápido do que nos anos precedentes. Os piores dados foram os obtidos pela estação de Rockport: no ritmo atual de crescimento, as águas dessa cidade portuária do Texas estarão, já em 2050, 82 centímetros mais altas do que eram em 1992, e a cifra pode aumentar mais ainda se a aceleração continuar.
Camp Ellis, Maine, EUA

Toda a orla marinha de Camp Ellis, no Maine, arrasada pela subida das águas do Atlântico.
Os autores do estudo também fazem referência a um relatório do NOAA de 2017 no qual se informa que, em caso de um ulterior aumento das emissões de gases de efeito estufa, o nível do mar poderá subir a mais de 2,5 metros no decorrer de um século. “a aceleração que estamos verificando em tantas estações de aferição climática sugere que se cumprirão as previsões mais pessimistas daquele relatório”, considera Molly Mitchell, uma das autoras do estudo.

Praia de Icaraí, no Ceará, destruída pela maré

Destruição na Praia de Icaraí, Ceará


E o mar avança também no Brasil
O avanço do mar é um fenômeno registrado no litoral dos 17 Estados brasileiros banhados pelo oceano Atlântico. Levantamentos recentes apontam que, além de avançar em uma velocidade acima do normal em alguns locais, o mar também está recuando em parte significativa do litoral, o que vem mudando o mapa litorâneo. Especialistas preveem alterações ainda maiores nos próximos anos.
O estudo “Erosão e progradação do litoral Brasileiro”, do Ministério do Meio Ambiente, é apontado como um atlas do litoral e mostra que o Estados enfrentam situações bem distintas, causadas não só pela ação natural do tempo, mas principalmente pelas interferências do homem com a mudança do curso dos rios e das construções à beira-mar.
Se historicamente o avanço do mar era considerado normal e inofensivo aos seres humanos, as construções litorâneas fizeram o assunto passar a ser visto como “fator de risco, implicando em questões econômicas e sociais.” A situação é apontada como mais preocupante nas regiões Norte e Nordeste. A pesquisa aponta que “a falta de informações dificulta a tomada de decisões devido à falta de elementos para distinguir se o que ocorre é uma tendência natural, ou um ciclo no qual uma situação de desequilíbrio volta espontaneamente à normalidade.”
Praça de são Marcos, em Veneza, inundada pelas águas do mar

Praça de São Marcos, em Veneza, alagada pela subida das águas do mar.
Paraíba em situação alarmante
Situações graves em todos os Estados costeiros brasileiros foram analisados por pesquisadores e apontam para situações diferentes. A Paraíba é apontada pelo estudo como em situação “alarmante”. Segundo os dados, 42% do litoral registra erosão (avanço do mar) – o dobro das praias classificadas como “em equilíbrio”. Já 33% do litoral tem progradação (recuo) do oceano. Metade da costa, onde mora um milhão de pessoas, está ameaçada pelo avanço do mar. A Ponta do Seixas (ponto mais ao leste do país) corre o risco de ser engolida pela água nas próximas décadas e desaparecer do mapa, dizem especialistas. A situação também é preocupante no Pará, onde a mudança na costa “é um dos fenômenos mais impressionantes entre os processos costeiros, que acabou transformando-se em um problema emergencial.” Dados analisados mostram que mais de 70% do litoral apresentou tendência de erosão nas últimas décadas.
Alagoas está em alta vulnerabilidade
Em Alagoas, a erosão causa “graves problemas ambientais”, e o Estado é classificado como de “alta vulnerabilidade”, por conta de sua geografia propícia ao avanço do mar, somada a interferências humanas. “A erosão marinha é mais evidenciada nos setores norte e central, sendo estes os mais ocupados e urbanizados do litoral alagoano”, aponta o texto. Em agosto, vários pontos da orla de Maceió foram danificados por uma das maiores ressacas do mar, que destruiu barracas em praias turísticas, como a da Sereia, no litoral norte.
Ainda no Nordeste, a erosão marinha é um problema verificado em 33% das praias de Pernambuco. No Estado, obras como a construção dos portos e barragens de contenção para evitar alagamentos em Recife causaram o desequilíbrio ambiental. A construção de prédios em área de mangue também contribuiu para os sérios problemas, especialmente na região metropolitana de Recife, onde são registradas as maiores erosões.
O mar invadindo estrada na costa leste dos Estados Unidos

Estrada destruída na Costa Leste dos Estados Unidos
Em Santa Catarina, o estudo também aponta que “pode-se constatar evidências erosivas na maioria das praias estudadas.” Fatores ambientais – como ondas, correntes e ventos – e o crescimento das construções em áreas impróprias seriam os principais responsáveis pelo avanço do mar que diminuem a faixa de areia. As praias de Armação, Barra da Lagoa, Canavieiras e Ingleses são consideradas as mais afetadas
A Bahia, que possui o maior litoral brasileiro, com mais de mil quilômetros de costa, apresenta situação mais “confortável”, com 26% do litoral com avanço do mar, 6% de recuo e 8% estabilizado por obras de engenharia. O índice está considerado dentro de um padrão da média nacional.(247).
Vídeo: O avanço do mar – FAPESP


Blog do BILL NOTICIAS

Governo de SP projeta 220 mil casos de coronavírus e pede R$ 500 mi de ajuda ao Banco Mundial

(Foto: Reuters)

O governo de São Paulo projeta cerca de 220 mil casos do novo coronavírus e está preparando empréstimo de US$ 100 milhões (mais de 500 milhões de reais) ao Banco Mundial para combater a doença, segundo informações divulgadas pelo jornal Terra.
O dinheiro será utilizado para a instalação de pelo menos 500 novos leitos de UTI, comprar testes de diagnóstico da Covid-19 e desenvolver tecnologia de telemedicina e de aplicativos para dispositivo móveis.
De acordo com a Secretaria de Saúde estadual, ao menos R$ 1,2 bilhões extras serão necessários para enfrentar o surto do vírus em São Paulo. Por isso, o coordenador de Serviços da Saúde de São Paulo, Ricardo Tardelli, afirma ser “muito significativo” o financiamento do Banco Mundial.
Além disso, o valor pode ser usado também para ressarcir gastos já feitos para conter e remediar a gripe. O prazo previsto para extinção do empréstimo é de 35 anos. A contrapartida para o governo é de US$ 25 milhões, ou seja, no total, o projeto é de cerca de US$ 125 milhões (mais de R$ 625 milhões).
O Estado de São Paulo é o epicentro do pandemia de coronavírus no Brasil, com mais de 4.500 casos e 260 mortos. A região também registra cerca de 48% das hospitalizações por Síndrome Aguda Respiratória Grave (SARG) do País.
De acordo com o governo, 40 mil pacientes necessitarão usar leitos durante a pandemia, e outros 11 mil necessitarão de UTI. São Paulo tem 15 mil leitos de UTI públicos e privados, sendo 7,2 mil leitos dedicados ao SUS. (247)

Blog do BILL NOTICIAS

Juninho Pernambucano: fascistas querem cassar, mas o PT é eterno

Juninho Pernambucano: só no voto vamos recuperar o rumo
Juninho Pernambucano: só no voto vamos recuperar o rumo 
(Foto: Divulgação - Globo)

Ex-jogador da Seleção Brasileira, o meio-campista Juninho Pernambucano denunciou em seu Twitter que os fascistas querem a cassação do PT. No sábado, 4, o vice-procurador-geral eleitoral Renato Brill de Goés deu parecer favorável a um processo que pede a extinção do registro do Partido dos Trabalhadores.
O jogador pernambucano, porém, afirmou que o partido “é eterno”, maior que as cinco maiores do torcidas do Brasil. Veja. (247)
Os dirigentes do partido já se pronunciaram sobre o processo de cassação. Em nota, o PT afirmou que o pedido é “ultrajante” e o ex-presidente Lula disse que é uma ação realizada por ditaduras.

Blog do BILL NOTICIAS

Governo usará dados de operadoras de telecomunicação para monitorar circulação de pessoas

A parceria, que deve durar o período da calamidade pública da covid-19, tem como objetivo identificar aglomerações durante período de isolamento social

                     Por: Agência Brasil
Operadoras de telecomunicações
Operadoras de telecomunicaçõesFoto: Marcelo Camargo/Agência Brasil


As operadoras de telecomunicação repassarão informações sobre a circulação de pessoas para que o governo faça avaliações e desenvolva estratégias de prevenção e combate à epidemia do novo coronavírus. A parceria vai durar o período da calamidade pública da covid-19 e envolve as empresas Vivo, Claro, Oi, Tim e Algar.

De acordo com o sindicato das empresas do setor (Sinditelebrasil), serão repassados dados agregados e anonimizados da circulação dos seus clientes. Os dados permitirão visualizar “manchas de calor” da concentração de pessoas em localidades de todo o país, auxiliando o governo a localizar onde estão ocorrendo aglomerações.

Quando uma pessoa liga um celular, o aparelho se conecta a uma antena, chamada no linguajar técnico de Estação Rádio-Base (ERB). Segundo o presidente executivo do Sinditelebrasil, Marcos Ferrari, a informação repassada ao governo será de quando e onde ocorreram essas conexões entre usuário e redes das operadoras.

“O que nós estamos disponibilizando para o governo é este dado estatístico agregado. Não vamos falar em número de linha nem em nome da pessoa. Em tal dia estavam conectadas tantas linhas em tal antena. Isso é um mapa. Olha por cima do país e enxerga como se dá a concentração de pessoas, deslocamento delas por meio deste mecanismo estatístico”, disse Ferrari.

Os dados serão consolidados no fim do dia e repassados a um servidor da empresa estadunidense Microsoft, de onde poderão ser acessados pelo governo. Assim, o “mapa” mostrará a situação sempre do dia anterior. As cinco operadoras possuem uma grande base de dados, somando 214 milhões de chips (embora vários clientes tenham mais de um chip).

“A forma como o governo vai usar esse dado pode ser de diversas maneiras. A gente não vai interferir nisso, pois é uma decisão do governo. Pode ser uma universidade que pode fazer esse uso dos dados, ou empresa terceirizada que lide com inteligência artificial. Para isso governo está botando a governança dele para aplicar de maneira eficiente estes dados”, comenta o executivo do Sinditelebrasil. Ele acrescenta que os princípios de proteção previstos na Lei Geral de Proteção de Dados e do Marco Civil da Internet serão respeitados.

Transparência

Na avaliação do conselheiro do Laboratório de Políticas Públicas e Internet da Universidade de Brasília (Lapin) Thiago Moraes, é importante que o governo se certifique que os dados disponibilizados na “nuvem” da Microsoft não sejam usados para outras finalidades. Mesmo não estando em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados, ele defende que seus princípios e diretrizes sejam respeitados.

“O Art. 6º atenta para que o tratamento seja limitado ao mínimo necessário, e se evite o uso excessivo dos dados. Isto significa, entre outras coisas, que uma vez superada a crise, os dados coletados devem ser eliminados. É importante também que tão logo uma política pública seja definida, sua finalidade seja transparecida à população [o princípio da transparência previsto no art. 6º]”, destaca o pesquisador.

A Lei Geral de Proteção de Dados instituiu as normas para coleta e tratamento de dados. Aprovada em 2018, ela entraria em vigor em agosto, mas o Senado adiou o início da vigência para o início do ano que vem. Contudo, o Marco Civil da Internet (Lei 12.965 de 2014) também prevê a garantia da privacidade dos dados dos internautas.

Para a coordenadora do Coletivo Intervozes Marina Pita, a falta de uma legislação cria um vácuo preocupante e seria importante ter mais informações sobre como os dados da grande maioria da população serão tratados.

“Princípios como proporcionalidade, necessidade e finalidade, incluindo o descarte após atingida a finalidade, por exemplo, estão sendo observados? Deveria haver mais detalhes inclusive em relação aos procedimentos de anonimização e agregação utilizados porque há vários exemplos de reidentificação de dados anonimizados. Um sistema como esse não pode perdurar e deveria haver formas de auditar e fiscalizar o seu uso”, defende.

A Agência Brasil entrou em contato com os ministérios da Saúde (MS) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e aguarda retorno.





Blog do BILL NOTICIAS

Desafiada por Osmar Terra, Gabriela Prioli comprova que ex-ministro está desinformado

(Foto: Montagem da Fórum)


Fórum - A advogada Gabriela Prioli, ex-comentarista do quadro Debate, da CNN, destruiu as argumentações do deputado federal Osmar Terra (MDB), ex-ministro da Cidadania que pleiteia a pasta da Saúde no governo Jair Bolsonaro, defendendo teorias de que o isolamento social não “achata” a curva de propagação do coronavírus.
Após gravar um vídeo acusando Terra de “desinformação” por compartilhar teses contra o isolamento social, Gabriela foi desafiada pelo deputado a explicar “para nós mortais” onde estaria errado, citando que tirou dados de um artigo do jornal The New York Times.
“Posso explicar: o artigo do NYT, que o senhor menciona agora, mas não mencionou antes, diz que ‘o número de novos casos parece estar diminuindo, provavelmente devido aos esforços rigorosos de bloqueio do país’. O contrário do que o senhor sugere na postagem”, tuitou a advogada, iniciando uma série de tuítes.
Veja a íntegra na Fórum. 

Blog do BILL NOTICIAS

ENTENDA Veja como saber se você está registrado no Cadastro Único

                            Por: Correio Braziliense
 (Foto: Reprodução do Ministério da Cidadania)

Foto: Reprodução do Ministério da Cidadania

As pessoas que estão registradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único) fazem parte do grupo que serão beneficiados com o auxílio emergencial de R$ 600, aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro por causa da epidemia do coronavírus.
É possível saber se está inscrito no Cadastro Único pelo site aplicacoes.mds.gov.br/sagi/consulta_cidadao/ do Ministério da Cidadania. Nesta quinta-feira (2/4), o site aparece em manuntenção. O Correio procurou a pasta e aguarda um retorno de quando a página voltará ao ar. 
A consulta também é possível pelo aplicativo Meu CadÚnico, disponível para versão Android ou IOS. Outra opção é o contato telefônico, no número 0800 707 2003. O Serviço é gratuito, mas a ligação deve ser realizada por meio de um telefone fixo. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e no fim de semana e feriados nacionais, das 10h às 16h durante o calendário de pagamento do Bolsa Família.

Por todos esses meios, para ter a informação de cadastro é preciso informar dados pessoais: nome completo, data de nascimento, nome da mãe e estado.

E se eu não estiver no Cadastro Único?
Não será necessário estar no Cadastro Único para receber o auxílio emergencial do Governo Federal. Quem não estiver cadastrado poderá fazer uma autodeclaração por sistema digital que ainda está sendo desenvolvido.

Apesar de a lei já estar sancionada, ainda não há data marcada para o governo começar a realizar o pagamento. O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quinta-feira (2/4), que as ações do governo para o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 estão "a todo vapor" e que o pagamento já deve começar na semana que vem.

Perguntas e respostas sobre o auxílio
Quem tem direito ao benefício?
1. Trabalhadores que cumpram uma das condições:
a) Ser microempreendedor individual (MEI)
b) Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS)
c) Ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único – quem não estiver cadastrado poderá fazer uma autodeclaração por sistema digital que está sendo desenvolvido pelo governo
d) Ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020
2. Ter mais de 18 anos
3. Família com renda mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135)
4. Não ter tido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de R$ 28.559,70


Quantas pessoas podem ser beneficiadas por família?
No máximo duas pessoas por família podem receber o auxílio emergencial de R$ 600. As mulheres chefes de família monoparental têm direito a receber o benefício em dobro, ou seja, R$ 1.200.
Quando posso sacar o benefício?
Após a sanção presidencial nesta quarta-feira (1.04), o Governo Federal vai publicar um decreto para regulamentar o funcionamento do benefício e enviar uma Medida Provisória de crédito extraordinário ao Congresso Nacional para o pagamento do auxílio.

Onde posso sacar o benefício?
Conforme a lei aprovada, quando estiver regulamentado, o benefício será repassado pelos bancos públicos federais: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BASA (Banco da Amazônia) e BNB (Banco do Nordeste).

Como deve proceder quem não tem Cadastro Único no governo federal?
A pessoa que se encaixa no perfil para receber o auxílio emergencial e não estiver no Cadastro Único poderá fazer uma autodeclaração pela internet em uma solução tecnológica que será divulgada em breve pelo governo.

Sou beneficiário do Bolsa Família. Posso receber o auxílio emergencial?
Sim, caso o auxílio emergencial seja mais vantajoso que o valor recebido no Programa Bolsa Família. Como os integrantes do Bolsa Família já estão no Cadastro Único, não será necessário pedir a alteração do benefício.

Fonte: Ministério do Desenvolvimento





Blog do BILL NOTICIAS

PANDEMIA - Epicentro nos EUA, Nova York registra 594 mortes por coronavírus em 24h

                   Por: AFP
 (Foto: Angela Weiss / AFP)
Foto: Angela Weiss / AFP


Epicentro da pandemia de coronavírus nos Estados Unidos, o estado de Nova York registrou 594 novas mortes em 24 horas, elevando o total de óbitos para 4.159, informou o governador Andrew Cuomo neste domingo (5).

O número de falecimentos diários foi inferior aos 630 registrados na véspera, mas "ainda é muito cedo" para tirar conclusões, ressaltou o governador democrata em entrevista coletiva. À espera de uma redução do número de infecções, o sistema de saúde do estado "está em situação de estresse por falta de equipamentos e profissionais", assinalou Cuomo.

O presidente americano, Donald Tump, anunciou ontem o envio de mil médicos e enfermeiros militares a Nova York para ajudar a tratar o alto número de pacientes com coronavírus.

A chegada dos 325 primeiros membros estava prevista para hoje. Eles seguirão para hospitais públicos da cidade de Nova York, onde a situação é mais difícil, segundo Cuomo.



Blog do BILL NOTICIAS

Papa inicia Semana Santa com celebração sem presença de fiéis

Dentro da Basílica de São Pedro, Francisco pediu coragem para enfrentar a pandemia do novo coronavírus

                          Por: RTP
Papa Francisco celebrou Domingo de Ramos sem fiéis
Papa Francisco celebrou Domingo de Ramos sem fiéisFoto: Alberto Pizzoli/AFP
O papa Francisco iniciou neste domingo (5) os ritos da Semana Santa com a celebração litúrgica de um Domingo de Ramos especial, dentro da Basílica de São Pedro e não na Praça do Vaticano, como é usual.

"O drama que estamos passando obriga-nos a levar a sério o que conta, a não nos perdermos em coisas insignificantes". Porque a vida é medida a partir do amor. Em casa, nesses dias sagrados, vamos apresentar-nos diante de Jesus crucificado, que é a medida do amor que Deus tem por nós", disse Francisco durante a homilia.

Apenas um pequeno grupo de religiosos acompanhou o papa, que respeitava a distância de segurança em todos os momentos, e a liturgia foi realizada no altar da cadeira, na Basílica de São Pedro. Será uma Páscoa diferente, em que Francisco celebrará sem os fiéis e aqueles que quiserem participar terão de fazê-lo de casa, por meio da comunicação social ou das redes sociais.

O aparecimento do novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19 e que na Itália já causou mais de 15 mil mortes, forçou o Vaticano a adotar medidas preventivas para evitar o contágio e, em março, a fechar temporariamente a praça e a basílica.

Em 27 de março, Jorge Bergoglio deu uma bênção histórica "Urbi et Orbi" - para a cidade e para o mundo - de uma Praça de São Pedro no Vaticano totalmente vazia de fiéis. A imagem foi repetida neste Domingo de Ramos.

Naquele dia, a imagem da Virgem Salus Populi Romani, que geralmente é mantida na Basílica de Santa María la Mayor, e o Cristo crucificado da Igreja de San Marcello foram levadas ao Vaticano, e ambas foram colocadas hoje no altar, pois já se tornaram o símbolo da oração do papa pela erradicação da pandemia.

O interior da basílica também foi decorado com algumas oliveiras e palmeiras. Na homilia, o papa pediu às pessoas que evitem sentir-se solitárias e se apeguem à fé nesses tempos difíceis.

"Quando nos sentimos entre uma rocha e um lugar difícil, quando nos encontramos num impasse, sem luz e sem escapatória, quando parece que nem mesmo Deus responde, lembremos que não estamos sozinhos", afirmou.

"Hoje, no drama da pandemia, diante de tantas certezas que desmoronam, diante de tantas expectativas traídas, com o sentimento de abandono que oprime os nossos corações, Jesus diz a cada um: `Coragem, abra seu coração ao meu amor. Você sentirá o conforto de Deus, que o sustenta ", acrescentou.

Francisco pediu aos fiéis de todo o mundo que entrem em contato com quem sofre, "quem está sozinho e necessitado", e enviou uma mensagem aos mais jovens: "Olhem para os verdadeiros heróis que vêm à luz hoje em dia. Eles não são os que têm fama, dinheiro e sucesso, mas são os que se dão para servir aos outros".

Este ano será uma Páscoa diferente. A missa do Crisma na quinta-feira santa (9), na qual são abençoados os óleos sagrados que servirão durante todo o ano para distribuir os sacramentos, foi cancelada. Francisco celebrará a missa da quinta-feira santa, mas não a tradicional lavagem dos pés que costumava fazer em abrigos de migrantes ou em prisões.

Também haverá uma missa na sexta-feira santa, como no dia anterior, dentro da basílica, mas a Via Sacra será comemorada na Praça de São Pedro e não no Coliseu, onde é realizada desde 1964. Também não haverá fiéis na Vigília da Páscoa, no sábado (11), nem na Missa da Páscoa, no domingo, sendo que após a celebração Francisco dará a bênção "Urbi et Orbi".






Blog do BILL NOTICIAS

SOLIDARIEDADE EM TEMPOS DE PANDEMIA

Erivaldo Oliveira Campanha em prol do nosso amigo Erivaldo Oliveira. Um jovem de apenas 27 anos, e que após dois dias do nascimen...