segunda-feira, 22 de julho de 2019

CIÊNCIA - Índia lança missão lunar Chandrayaan-2


Por: AFP - Agence France-PresseHá onze anos a Índia iniciou a sua primeira missão lunar, colocando uma sonda em órbita ao redor da Lua. O projeto Chandrayaan-2 é a segunda tarefa lunar dos indianos. Foto: Arun Sankar/AFP.

Há onze anos a Índia iniciou a sua primeira missão lunar, colocando uma sonda em órbita ao redor da Lua. O projeto Chandrayaan-2 é a segunda tarefa lunar dos indianos. Foto: Arun Sankar/AFP.


A Índia lançou, nesta segunda-feira, sua missão lunar Chandrayaan-2, destinada a pousar em 6 de setembro um aparelho no satélite natural da Terra.

Um foguete GSLV-MkIII, o lançador mais poderoso da agência espacial indiana ISRO, decolou às 14H43 (06H13 de Brasília) da plataforma de lançamento de Sriharikota, no sudoeste da Índia, constataram jornalistas da AFP presentes no local.

Após cerca de 20 minutos, os cientistas da ISRO aplaudiram e se abraçaram.

"Estou extremamente satisfeito em anunciar que o GSLV-MkIII colocou com sucesso Chandrayaan-2 em sua órbita definida", declarou Kailasavadivoo Sivan, presidente da ISRO.

"Este é o começo de uma viagem histórica para a Índia", acrescentou.

O objetivo da expedição é pousar um robô móvel perto do polo sul da Lua, a cerca de 384 mil quilômetros da Terra, bem como colocar uma sonda na órbita lunar.

Se a missão for bem-sucedida, a Índia se tornará a quarta nação a pousar com sucesso um dispositivo no solo lunar, depois da União Soviética, dos Estados Unidos e da China.

Uma sonda israelense fracassou em seu pouso em abril.

Chandrayaan-2 ("Carruagem lunar" em Hindi) devia inicialmente ser lançada em 15 de julho, mas as autoridades pararam a contagem regressiva 56 minutos e 24 segundos antes da decolagem, por causa de um "problema técnico" que a ISRO não detalhou oficialmente.

De acordo com a imprensa local, tratou-se de um vazamento em um cilindro de hélio do motor criogênico do estágio superior do foguete.

Nova Delhi gastou US$ 140 milhões na Chandrayaan-2 - muito menos do que outras grandes agências espaciais para missões desse tipo - que pesa um total de 3,8 toneladas.

Ambição e sobriedade 
Como o lançador não é poderoso o suficiente para alcançar diretamente a Lua, a missão deve ganhar impulso usando a força da gravidade.

Chandrayaan-2 vai girar em torno da Terra por quase três semanas, aumentando gradualmente sua órbita para alcançar a órbita lunar.

Neste ponto, vai gradualmente se aproximar de forma circular do satélite.

A Lua tem sido relativamente negligenciada pelos humanos desde o final do programa americano Apollo nos anos 1970, com as grandes agências espaciais preferindo estudar e explorar o sistema solar.

Mas o satélite da Terra voltou a ser alvo das atenções nos últimos anos.

O governo dos Estados Unidos pediu à Nasa que envie astronautas de volta à Lua até 2024. Este retorno é visto como um passo vital na preparação de voos tripulados para destinos mais distantes, em primeiro plano o planeta Marte.

O projeto Chandrayaan-2 é a segunda missão lunar da Índia, que colocou uma sonda em órbita ao redor da Lua durante a missão Chandrayaan-1 onze anos atrás.

O programa espacial indiano tem se destacado nos últimos anos, combinando ambição e sobriedade orçamentária, com custos operacionais bem abaixo dos de outros países.

A ISRO planeja enviar uma tripulação de três astronautas ao espaço até 2022, que seria seu primeiro voo tripulado. Seus cientistas também estão trabalhando no desenvolvimento de sua própria estação espacial, prevista para a próxima década.





Blog do BILL NOTICIAS

MANIFESTAÇÃO - Caminhoneiros encerram mobilização na BR-101, em Jaboatão dos Guararapes

Foto: Reprodução/PRF (Foto: Reprodução/PRF)
Foto: Reprodução/PRF

Um grupo de aproximadamente 10 caminhoneiros protestou na BR-101, na altura da fábrica da Vitarella, em Jaboatão dos Guararapes, na manhã desta segunda-feira. Segundo a PRF, não houve registro de interdição da rodovia. Desde o fim de semana circulava pelas redes sociais um vídeo onde os caminhoneiros ameaçava paralisar as atividades a partir da meia-noite desta segunda-feira (22).

Em Campina Grande, na Paraíba, o trânsito de caminhões com cargas não perecíveis está bloqueado nas margens da BR-230. O acesso de carros de passeios, motos e caminhões carregados com cargas vivas e alimentos perecíveis acontece normalmente.

O protesto da categoria é contra a nova tabela de fretes divulgada na quinta-feira (18) pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Os valores regulamentados pela Agência estariam abaixo do esperado pela categoria. 


O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou, nesta segunda-feira (22), que será suspensa a resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) com as regras para cálculo do piso do frete rodoviário. (DP)




Blog do BILL NOTICIAS

LA MINERVE - Submarino desaparecido há 50 anos é encontrado na França

  Por: AE
Foto: STF/AFP
Foto: STF/AFP

O submarino francês "La Minerve", que desapareceu em 1968 com 52 tripulantes a bordo, foi encontrado na costa de Toulon, no sudeste da França, anunciou nesta segunda-feira, 22, a ministra do Exército, Florence Parly.

"Acabamos de encontrar 'La Minerve'. É um sucesso, um alívio e uma proeza técnica. Meus pensamentos estão com as famílias, que esperaram tanto tempo por este momento", escreveu Parly no Twitter. 

A embarcação está a 2.400 metros de profundidade e foi localizada durante uma campanha iniciada graças aos recentes avanços tecnológicos em exploração submarina, em particular com a utilização de novos sonares e drones, explicou Parly em comunicado.

A ministra, que disse unir-se à "emoção" das famílias pela notícia, manifestou ainda sua esperança de que isto lhes ajude em seu luto. Além disso, anunciou que será organizada uma cerimônia de homenagem com elas no mar em memória dos 52 militares falecidos.

O submarino foi localizado pelo navio americano "Seabed Constructor" a 45 quilômetros da cidade de Toulon e a 2.370 metros de profundidade.

O submarino militar "La Minverve" desapareceu em 27 de janeiro de 1968 a cerca de 30 quilômetros de Toulon sem deixar vestígios. Embora as autoridades tenham iniciado imediatamente uma operação de resgate, incluindo uma comandada pelo célebre comandante Jacques Cousteau a bordo de seu minissubmarino, não puderam localizar o aparelho.

Nas últimas décadas, várias teorias foram citadas para explicar o desaparecimento, como danos nas duas barras de popa, uma colisão com um navio, a explosão de um míssil ou um torpedo ou um acidente no tubo de ventilação.

Em 2018, no 50º aniversário de desaparecimento do aparelho, as famílias das vítimas lançaram um apelo para a retomada das buscas, com esperanças de que os avanços técnicos permitissem localizar a embarcação.

As operações de busca foram retomadas no começo deste ano. Os especialistas trabalharam para definir a área onde era mais provável que os restos de "La Minerve" pudessem estar. Além disso, uma série de dados da época foram revisados com os conhecimentos científicos atuais.

Submarino argentino

O Seabed Construtor, propriedade da empresa americana Ocean Infinity, foi o mesmo que permitiu localizar em novembro do ano passado o submarino argentino ARA San Juan, que afundou no Atlântico com seus 44 tripulantes em 15 de novembro de 2017. 




Blog do BILL NOTICIAS

DESCOBERTA - Pacientes com câncer de mama invasivo têm novo tratamento no Brasil

  Por: AE
A novidade é considerada pela comunidade científica o maior avanço em 15 anos para essas pacientes. Foto: Divulgação.
A novidade é considerada pela comunidade científica o maior avanço em 15 anos para essas pacientes. Foto: Divulgação.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) acaba de aprovar um novo tratamento para pacientes com câncer de mama do tipo HER2-positivo em estágio inicial que apresentam doença residual invasiva mesmo depois de ter passado por terapia medicamentosa prévia à cirurgia. 

O medicamento injetável chamado T-DM1, produzido pela Roche, reduziu em 50% o risco de recorrência do câncer ou morte nessas pacientes, de acordo com os dados do estudo Katherine, publicados em dezembro no New England Journal of Medicine e que embasaram a decisão da agência regulatória brasileira. 

A novidade é considerada pela comunidade científica o maior avanço em 15 anos para essas pacientes.

Ao contrário da quimioterapia convencional administrada de forma sistêmica e que pode agir em todas as células do organismo, a quimioterapia do T-DM1 é liberada seletivamente no interior das células cancerígenas. 

A precisão desse mecanismo de ação permite que as pacientes apresentem menos efeitos colaterais, como a queda de cabelo, em comparação com a quimioterapia tradicional. No estudo Katherine, em três anos, 88,3% das pacientes tratadas não tiveram retorno do câncer de mama ou morte comparados a 77% tratadas com a terapia padrão anterior.

"Esta é a primeira terapia anti-HER2 aprovada especificamente para essas pacientes, que possuem maior risco de recorrência do tumor. Os resultados são promissores e colocam o T-DM1 como o novo padrão de tratamento para esses casos. É a principal mudança na prática clínica em face da doença HER2 superexpressa desde o lançamento do trastuzumabe no contexto adjuvante (após a cirurgia), há quase 15 anos", ressalta o oncologista clínico Max Mano, do Hospital Sírio-Libanês, que participou do estudo.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 60 mil novos casos de tumores de mama são diagnosticados ao ano no Brasil. O tipo HER2-positivo é uma forma particularmente agressiva da doença, quando não tratada adequadamente, e afeta em torno de 15% a 20% das pacientes.




Blog do BILL NOTICIAS

MANIFESTAÇÃO - Grupo de caminhoneiros param na BR-101 nesta manhã, segundo a PRF

   Por: Danielle Santana - DP
Foto: Reprodução/PRF (Foto: Reprodução/PRF)
Foto: Reprodução/PRF

Um grupo de aproximadamente 10 caminhoneiros protesta na BR-101, na altura da fábrica da Vitarella, em Jaboatão dos Guararapes. Segundo a PRF, até o momento não há registro de interdição da rodovia. Desde o fim de semana circulava pelas redes sociais um vídeo onde os caminhoneiros ameaçava paralisar as atividades a partir da meia-noite desta segunda-feira (22).

Uma mobilização também foi registrada pela PRF no quilômetro 68 da BR 104, em Caruaru. Nesse local, o protesto foi dos condures de veículos de transporte alternativo.

Em Campina Grande, na Paraíba, o trânsito de caminhões com cargas não perecíveis está bloqueado nas margens da BR-230. O acesso de carros de passeios, motos e caminhões carregados com cargas vivas e alimentos perecíveis acontece normalmente.

O protesto da categoria é contra a nova tabela de fretes divulgada na quinta-feira (18) pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Os valores regulamentados pela Agência estariam abaixo do esperado pela categoria. 


O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou, nesta segunda-feira (22), que será suspensa a resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) com as regras para cálculo do piso do frete rodoviário. 





Blog do BILL NOTICIAS

DECLARAÇÃO - Bolsonaro diz que não há constrangimento em visitar a Bahia

  Por: Agência Brasil
Isac Nóbrega/PR
Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro disse, neste domingo (21), que não existe constrangimento em sua visita à Bahia, marcada para esta semana, após criticar alguns governadores do Nordeste. Em conversa com os jornalistas, na porta do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que o Nordeste é “sua terra”.

“Bahia é Brasil, não tem problema”, disse. Está programada uma visita à cidade baiana de Vitória da Conquista, na próxima terça-feira (23/7), para inaugurar o Aeroporto Glauber Rocha.  "Nordeste é Brasil, é minha terra. Eu ando em qualquer lugar do território brasileiro”, completou.

Questionado se deixaria de ir ao Maranhão, Bolsonaro disse que não deixaria de ir se tivesse algum evento marcado no estado. “Se tiver um evento [no Maranhão] eu vou, por que não?”.




Blog do BILL NOTICIAS

CAMINHONEIROS - Após ameaça de greve, caminhoneiros terão reunião com ministro da Infraestrutura

De acordo com Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), encontro para discutir a tabela de fretes deve ocorrer durante esta semana

  Por: Da redação com FolhaPress
Ministro da Infraestrutura Tarcisio Gomes de Freitas
Ministro da Infraestrutura Tarcisio Gomes de FreitasFoto: Wilson Dias/Agência Brasil


Desde sexta-feira (19), quase 2 mil caminhoneiros se reuniram em ao menos 15 grupos de Whatsapp para discutir a possibilidade de uma nova paralisação das estradas nesta segunda (22). O motivo seria a nova tabela de fretes divulgada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, informou à Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) que se reunirá com a categoria durante esta semana - sem especificar o dia.

Um dos líderes dos caminhoneiros, Wanderlei Alvez, o Dedeco, que ganhou notoriedade na grande paralisação de 2018, disse à Folha de S.Paulo que falou com o ministro Tarcísio Freitas por telefone e que recebeu dele uma confirmação de que a tabela seria suspensa devido à reação dos caminhoneiros. Dedeco afirma que não faz parte dos grupos de Whatsapp que estão ameaçando o novo protesto.

Em vídeo circulado pelo WhatsApp, que teria sido gravado no último sábado, um grupo de caminhoneiros posicionados em frente à fábrica da Vitarella, na BR-101, em Jaboatão dos Guararapes, criticava a nova tabela de preços do frete rodoviário divulgada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). “Se tava ruim, ficou pior. A partir da 0h de amanhã [domingo] para segunda-feira, Pernambuco tá parado. Conto com o apoio de todos vocês dos 26 estados e do Distrito Federal”, afirma um dos caminhoneiros, identificado como Marcone, que seria uma das lideranças do movimento em Brasília.

Durante o último fim de semana, um vídeo circulou pelo WhatsApp falando em protestos e paralisação para uma nova greve de caminhoneiros, que seria deflagada a partir da 0h da próxima segunda (22). Neste domingo, uma equipe da Folha de Pernambuco foi até o local e não encontrou nenhuma manifestação. Duas funcionárias que trabalhavam na fábrica confirmaram ter visto mensagens sobre a mobilização, mas disseram que até aquele momento não tinham presenciado nenhum protesto.

O presidente do Sintracape, Wilton Valença Nery, afirmou que a mobilização convocada pelo WhatsApp vem de um grupo minoritário. “Entendemos a situação econômica do país e estamos negociando com o governo federal. Isso é de um grupo pequeno que tem contato com alguns caminhoneiros lá de Brasília. Não vamos participar de nenhum movimento [de paralisação]”, informou.






Blog do BILL NOTICIAS

SAÚDE - Número de pacientes com hepatite cresce 20% em 10 anos no Brasil

A informação é do Boletim Epidemiológico de Hepatites Virais 2019, divulgado nesta segunda-feira (22)

  Por: Agência Brasil
Teste de hepatites
Teste de hepatitesFoto: Divulgação

O número de pacientes notificados com casos de hepatites viraisno Brasil aumentou 20% de 2008 a 2018, de acordo com o Boletim Epidemiológico de Hepatites Virais 2019, divulgado nesta segunda-feira (22) pelo Ministério da Saúde. Em 2008, foram registrados 35.370 casos. Dez anos depois, esse número saltou para 42.383. Apesar do aumento, o levantamento apontou queda de 9% no total de mortes, saindo de 2.402 em 2007 para 2.184 em 2017.

A hepatite é a inflamação do fígado. Ela pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. 

De acordo com o Ministério da Saúde, são doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas, mas quando estes aparecem, podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem, ainda, os vírus D e E, esse último mais frequente na África e na Ásia.

Tipo de hepatite
De 2000 a 2017, foram identificados no Brasil, segundo o boletim, 70.671 óbitos por causas básicas e associadas às hepatites virais dos tipos A, B, C e D. Desses, 1,6% foi associado à hepatite viral A; 21,3% à hepatite B; 76% à hepatite C e 1,1% à hepatite D.

O boletim mostra que o tipo C da doença, além de ser o mais letal, é o mais prevalente. Ao todo, 26.167 casos foram notificados em 2018. A doença é transmitida por sangue contaminado, sexo desprotegido e compartilhamento de objetos cortantes.

O maior número de pessoas com hepatite C se concentra em pessoas acima dos 40 anos. A hepatite C nem sempre apresenta sintomas. Por isso, o Ministério da Saúde estima que, atualmente, mais de 500 mil pessoas convivam com o vírus C da hepatite e ainda não sabem.

Foram notificados ainda 2.149 casos de hepatite A no Brasil. A transmissão mais comum desse tipo da doença é pela água e alimentos contaminados. O tratamento geralmente evolui para cura.

Também foram registrados 13.992 casos de hepatite B, que pode ser transmitida pelo contato com sangue contaminado, sexo desprotegido, compartilhamento de objetos cortantes e de uso pessoal e pode também ser transmitida de mãe para filho.

Já a hepatite D foi registrada em 145 pacientes. A infecção ocorre quando a pessoa já contraiu o vírus tipo B. Os sintomas da hepatite D são silenciosos e a doença é combatida por meio da vacina contra a hepatite B que também protege contra a D.

Combate
Nas vésperas do Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, dia 28 de julho, o Ministério da Saúde alerta para a importância do diagnóstico e tratamento da doença.

“Estamos garantindo prevenção, por meio de vacinas, e diagnóstico, com oferta de testes, além de tratamento medicamentoso. É muito importante que as pessoas acima de 40 anos procurem a unidade de saúde mais próxima para realizar testagem e se imunizar contra a hepatite B e que os pais vacinem as crianças contra hepatite A. Assim, conseguiremos tratar ainda mais pessoas e eliminar a sombra da hepatite do Brasil”, diz, em nota, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Em 2018, o Ministério da Saúde distribuiu 25 milhões de testes de hepatite B e C. Para 2019, com o fortalecimento das ações de diagnóstico e ampliação do tratamento, a expectativa é que esse número seja superado.

Além dos testes, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece vacina contra a hepatite A para menores de 5 anos e grupos de risco. Disponibiliza também vacina contra a hepatite B para todas as faixas etárias. Esta vacina também protege contra a hepatite D.

Eliminação da hepatite C

O Brasil tem como meta eliminar a hepatite C até 2030. Para isso, nos últimos três anos, foram disponibilizados pelo SUS 100 mil tratamentos para hepatite C. Neste ano, foram entregues 24 mil tratamentos para a doença. Até o início de agosto, de acordo com o Ministério da Saúde, serão entregues outros 5 mil tratamentos.

Em 2019, o Ministério da Saúde adquiriu 42.947 tratamentos sofosbuvir/ledipasvir e sofosbuvir/velpatasvir. Outros 7 mil tratamentos estão em processo de aquisição.

De acordo com a pasta, todas as pessoas diagnosticadas com hepatite C têm a garantia de acesso ao tratamento, independente do dano no fígado, assegurando universalização do acesso previsto desde março de 2018. Essa ação, segundo o ministério, coloca o Brasil como protagonista mundial no combate a hepatite C.







Blog do BILL NOTICIAS

Juiz afirma que é legal divulgação de fala do delator que foi coagido a incriminar Lula no caso Atibaia

(Foto: Lula sítio Atibaia)

A denúncia do delator da Odebrecht, Carlos Paschoal, que afirmou ter sido coagido por procuradores a fazer um relato sobre o sítio de Atibaia, com a finalidade de incriminar o ex-presidente, está rendendo constrangimento e dores de cabeça ao Ministério Público.  
A jornalista Mônica Bergamo informa em sua coluna no jornal Folha de S.Paulo, que na semana passada o procurador Silvio Marques, do MP de SP, pediu que o juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública informasse quem teve acesso ao depoimento de Carlos Paschoal.   
Segundo Marques, o vazamento era ilegal, argumentando que o depoimento era sigiloso.   
Mas o juiz Fausto Seabra respondeu afirmando que o procurador está errado, pois o processo é público e qualquer um pode acessá-lo.  A imprensa conseguiu cópias do depoimento do delator no próprio cartório da 3ª Vara.


Blog do BILL NOTICIAS

VIOLÊNCIA - Mulher é perseguida e atropelada pelo ex-marido na Avenida Norte

  Por: Diario de Pernambuco
Foto: Divulgação (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

Uma tentativa de feminicídio ocorreu na noite deste domingo (21), na Avenida Norte, no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife. A garçonete Flávia Maria Pereira da Silva, de 26 anos, estava na garupa de um mototaxista, quando foi atropelada por um carro dirigido pelo ex-companheiro.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações iniciais indicam que Flávia estava voltado para casa, por volta das 20h30, quando o ex-marido dela iniciou a perseguição até atingir a moto em que ela estava. O suspeito chegou a apontar uma arma para o mototaxista, que avançou tentando fugir. 

Os dois haviam se separado há seis meses. Segundo relato da vítima, já havia uma medida protetiva contra ele. Ela sofreu ferimentos na cabeça e passa por exames no setor de neurologia do Hospital da Restauração, para onde foi socorrida. Já o motociclista foi levado para um hospital particular e quebrou o braço com o impacto da batida.

A Polícia Civil está investigando o caso como tentativa de feminicídio e ouviu relatos de Flávia Pereira. O suspeito fugiu do local após provocar a colisão e está sendo procurado pela polícia.




Blog do BILL NOTICIAS

CLIMA Apac e Defesa Civil mantém alerta de chuvas para todo o estado

  Por: Diario de Pernambuco
Foto: Peu Ricardo/DP Foto. (Foto: Peu Ricardo/DP Foto.)
Foto: Peu Ricardo/DP Foto.


A Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC) emitiu um alerta para a possibilidade de continuidade de chuvas moderadas a fortes no Recife. A previsão é válida para as próximas 24 horas. Neste domingo (22), a Apac emitiu comunicado alertando sobre os riscos para os moradores de áreas ribeirinhas da Mata Sul pernambucana. Nesta segunda (22), deve continuar chovendo naquela e em outras regiões do estado. 

A Defesa Civil do Recife mantém um plantão permanente, podendo ser acionada pelo telefone 0800.081.3400. A ligação é gratuita e o atendimento 24h. A orientação é que, em caso de necessidade, moradores de locais de risco procurem abrigos seguros.

A previsão para esta segunda-feira (22) é de tempo parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva em toda a região no período da tarde e noite com intensidade moderada a forte. Na Região Metropolitana do Recife (RMR) é de 29°C a 22°C.

Na Zona da Mata do estado, o tempo também fica nublado e há previsão de pancadas de chuva em toda a região no período da tarde e noite com intensidade moderada a forte. A variação térmica é de 28°C a 20°C.

No Agreste, as temperaturas caem para 16°C, onde também deve chover de forma isolada e moderada.

A chuva também deve cair durante o dia de hoje no Sertão pernambucano, onde os termômetros marcam de 28°C a 17°C.




Blog do BILL NOTICIAS

domingo, 21 de julho de 2019

Em PE, caminhoneiros ameaçam parar nesta segunda

  Por: Diario de Pernambuco
Suposta paralisação seria a partir das 5h desta segunda (22) - Arquivo/Agência Brasil
Suposta paralisação seria a partir das 5h desta segunda (22) - Arquivo/Agência Brasil

Circulam em grupos de Whatsapp de caminhoneiros supostos áudios do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, dizendo que vai tentar suspender a tabela do frete divulgada na quinta-feira (18) pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Desde sexta (19), inúmeros caminhoneiros se reuniram em grupos diversos de Whatsapp para discutir a possibilidade de uma nova paralisação das estradas nesta segunda (22). 

A parada seria uma reação à resolução da ANTT, que estipulou preços mínimos do frete rodoviário com valores abaixo do esperado pela categoria. Um dos áudios atribuídos a Tarcísio de Freitas mostra o ministro dizendo a uma das lideranças que quer "resolver a situação" e admitindo erro.

"Oi, Cesar, boa noite, obrigado pelas palavras. A gente está querendo resolver a situação. Saiu a tabela e ela desagradou a categoria. A gente tem o nosso limite. A gente erra também. Nós somos humanos. A gente está admitindo isso com muita humildade e estamos dispostos aí a conversar com a categoria. Então a gente vai tentar tirar aí, suspender a vigência dessa tabela por enquanto, até que a gente possa construir com a categoria soluções, procurar construir o consenso, o diálogo. Então nós vamos voltar a dialogar. E eu devo... então, vou tentar tirar essa tabela do ar aí entre segunda e terça-feira para que a gente converse num ambiente de mais tranquilidade", diz a voz no áudio.

Pelo conteúdo, não é possível identificar quem é o interlocutor do ministro. A assessoria de imprensa do Ministério da Infraestrutura não nega que o áudio seja de Tarcísio, mas disse que não pode atestar a veracidade. O ministro não foi localizado, segundo a assessoria.

Um dos líderes da categoria, Wanderlei Alvez, o Dedeco, que ganhou notoriedade na paralisação de maio de 2018, disse à Folha de S. Paulo que falou com o ministro por telefone e que recebeu dele uma confirmação de que a tabela seria suspensa devido à reação dos caminhoneiros. O líder afirma que não faz parte dos grupos de Whatsapp que estão ameaçando o novo protesto. Dedeco disse que ouviu do ministro a promessa de que a resolução será suspensa em Diário Oficial na terça (23). 

Em Pernambuco
Nesse fim de semana, viralizou nas redes sociais um vídeo de uma suposta assembleia de caminhoneiros, ameaçando parar as atividades a partir da meia-noite desta segunda. Nenhum dos sindicatos que representam a classe, consultados pelo Diario, admitem responsabilidade sobre a atitude. Tanto o Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas (Sintac-Caminhoneiros), de Caruaru, quanto o Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas da Zona da Mata de Pernambuco (Sintrac Zmp), limitam-se a dizer que irão apoiar o caminhoneiro, não a paralisação.

O líder dessa paralisação, que aparece no vídeo se pronunciando, é Marconi França, de 45 anos. Ele comenta que o movimento é dissociado de sindicatos e que a parada deve acontecer a partir das 5h, na BR-101 Sul, em Jaboatão, nas proximidades da fábrica da Vitarella, mesmo local onde foi feita a gravação. “Nós vamos reinvidicar o piso mínimo vigente. As empresas transportadoras não estão respeitando. O governo prometeu que, em 20 de julho, ia lançar uma tabela justa para todos e que o Ciot (Código Identificador da Operação de Transporte) seria obrigatório de fato. Quando foi no dia 19, lançaram uma tabela nojenta, que não nos atende. Se a gente for trabalhar em cima dela, vamos morrer de fome”, exclama.

Segundo Marconi, a paralisação será por tempo indeterminado: “se o governo nos atender, a gente para. Senão, continua”. Somente seriam dispensados o tráfego de cargas vivas (animais) e o de produtos médicos/hospitalares.






Blog do BILL NOTICIAS

VALE DO RIBEIRA '- Terra' de Bolsonaro convive com a fome

  Por: Estadão Conteúdo - Estadão Conteúdo
Vale do Ribeira, onde Bolsonaro passou a infância e a juventude, é uma das regiões mais pobres de São Paulo. Foto: Gilberto Marques / Governo de SP
Vale do Ribeira, onde Bolsonaro passou a infância e a juventude, é uma das regiões mais pobres de São Paulo. Foto: Gilberto Marques / Governo de SP

A dona de casa Maria da Silva Oliveira serviu macarrão branco, sem molho ou mistura, de almoço ontem para a família, repetindo o "cardápio" da noite anterior. São oito pessoas acomodadas em um imóvel de três cômodos em Registro, considerada a "capital" do Vale do Ribeira, em São Paulo. "Fome, todo mundo passa aqui, filho. A gente se vira com o básico, arroz, feijão, de vez em quando um ovo ou uma salsicha", afirma ela, que se mantém com renda mensal de R$ 900.

O caso de "Maria Preta", como é chamada na cidade, está longe de ser isolado e exemplifica dados divulgados por organismos internacionais que mostram a estagnação do combate à fome do Brasil. Também contraria a afirmação feita, na sexta-feira (19), pelo presidente Jair Bolsonaro de que falar em fome no País é uma "grande mentira". 

Na casa de Ivone Guedes, também moradora de Registro, a situação era parecida. Para o almoço de sábado, ela contava com três ovos para sete pessoas, e não havia planos para o jantar. "Vou fazer mexido e repartir, tem arroz e feijão. A janta? Talvez meu irmão traga umas bananas." Ela conta ter trocado a zona rural pela cidade atrás de um emprego fixo, o que não conseguiu. "Fome? É o que mais tem por aqui. O estômago ronca, mas fazer o quê? Quando tem arroz e feijão, o básico do básico, a gente fica contente."

O Vale do Ribeira, onde Bolsonaro passou a infância e a juventude, é uma das regiões mais pobres de São Paulo, junto com o sudoeste do Estado. Dos 23 municípios que integram o Vale do Ribeira, três deles estão entre os 15 piores em termos de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)- Itariri, Sete Barras e Barra do Turvo.

A região também tem, proporcionalmente, a maior população assistida pelo Bolsa Família no Estado. Em 2015, último dado disponível, eram 30,4 mil famílias nos 23 municípios inscritas no programa. Só em Eldorado, 1.282 famílias (ou um terço da população) recebiam ajuda federal para sua subsistência.

FAO

A declaração de Bolsonaro foi dada durante café da manhã com jornalistas estrangeiros no Palácio do Alvorada. "Falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira. Passa-se mal, não come bem. Aí, eu concordo. Agora, passar fome, não. Você não vê gente pobre pelas ruas com físico esquelético como a gente vê em alguns outros países por aí pelo mundo", disse ele. Mais tarde, diante da repercussão da fala, ele mudou o tom. "Olha, o brasileiro come mal. Alguns passam fome. Agora, é inaceitável num país tão rico como o nosso, com terras agricultáveis e água em abundância."

Dados divulgados em setembro do ano passado pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e um grupo de agências da ONU mostram que o combate à fome no Brasil se estagnou, apesar de o País ter saído do chamado mapa da fome em 2014. Segundo a entidade, em 2017 existiam 5,2 milhões de brasileiros passando fome (mais do que os 4,8 milhões de habitantes da Irlanda), uma mudança marginal em comparação aos números que vinham sendo apresentados nos últimos anos. Em 2014, por exemplo, o total era de 5,1 milhões.

Levantamento feito pelo Estado no Datasus, portal de dados do próprio Ministério da Saúde, mostra ainda que entre 2008 e 2017 (último dado disponível) cerca de 6 mil pessoas morreram por ano no País por complicações decorrentes da desnutrição. Os dados incluem óbitos relacionados aos quadros de desnutrição proteico-calórica leve, moderada e grave e a condições mais raras, porém ainda existentes no Brasil - como a desnutrição provocada pela ingestão inadequada de proteínas.

Eldorado

A cidade de Eldorado, de onde Jair Bolsonaro saiu aos 18 anos para seguir a carreira militar, está em 607.º lugar no IDH entre os 645 municípios paulistas. É lá que mora a família de Tarcineia Lima Moais. A renda vem do Bolsa Família (R$ 150) e de pensão de R$ 998 de um dos filhos que tem deficiência mental. Ela conta que consegue fazer três refeições diárias até, no máximo, a terceira semana do mês. "Nos últimos sete, às vezes até dez dias, depois que a compra do mês acaba, é só arroz com feijão, e olha lá. Tem dia que a gente fica sem nada e precisa correr no barracão de banana para pedir alguma fruta e enganar a fome", afirma ela.

Na cidade onde a família de Bolsonaro tem lojas de roupas e material de construção, uma lotérica e um centro comercial, além de vários imóveis, não é preciso andar muito para encontrar outra família em situação de miséria. "As fraldas (geriátricas) acabaram e não tenho dinheiro para comprar. Tive de fazer uma escolha e preferi comprar comida", disse Judite Alves de Oliveira, de 66 anos. Com o agravamento da artrose, ela passou a viver numa cadeira de rodas. A doença que a consumiu garante sua sobrevivência: um auxílio-doença de R$ 998. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.




Blog do BILL NOTICIAS