sexta-feira, 30 de junho de 2017

Marília Arraes reforça tese de candidatura do PT ao Governo de PE, descarta aliança com PSB e critica Paulo Câmara: “Não inspira confiança”


A vereadora do Recife, Marília Arraes (PT), começou nesta quinta-feira (29) em Petrolina uma intensa agenda que inclui também outras cidades do Sertão pernambucano, a exemplo de Afrânio, Dormentes e Orocó (no São Francisco), até este sábado (1°/07). Possível ‘cara nova’ na disputa pelo Palácio do Campo das Princesas nas eleições 2018, ela disse a este Blog que já vem percorrendo todas as regiões do Estado há algum tempo, mas não exatamente com essa intenção. O principal objetivo, garante, é mobilizar a população acerca das mudanças na Previdência e na legislação trabalhista, propostas pelo Governo Temer, as quais considera muito mais “desmontes” do que reformas.
Temos tentado conscientizar as pessoas para que vão às ruas e evitem que nossos parlamentares votem no que está acontecendo, ou mandem seu recado de que em 2018 haverá uma consequência desse posicionamento”, afirmou.
Convidada pela companheira de partido, vereadora Cristina Costa, a petista participou em Petrolina de uma coletiva de imprensa e se reuniu com lideranças locais, ainda na manhã de hoje. Já nesta sexta (30), Marília fará parte da greve geral contra Temer, coordenada pela Frente Brasil Popular, cuja concentração será a Praça do Bambuzinho, na Avenida Souza Filho, Centro da cidade.
Prima de um ex-governador (Eduardo Campos) e neta de outro (Miguel Arraes), Marília deixou claro que o debate para 2018 passa obrigatoriamente por um projeto de partido, e não pessoal. “A mídia tentou fazer as pessoas acreditarem que quem tinha inventado a corrupção foi o PT. E eu vim para o partido nesse momento, que foi o mais difícil, porque tinha confiança de que isso era passageiro. Eu sabia que isso só servia a interesses de quem estava insatisfeito com o projeto de Brasil que o PT vinha implementando, que era incluir as pessoas no mercado de consumo, colocar o pobre e o negro nas universidades, diminuir as desigualdades regionais, e o Sertão de Pernambuco é testemunha disso”, ponderou.
Candidatura própria
Reforçando sua tese, a vereadora assegurou que por enquanto o único nome de consenso para 2018 é do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, cotado para disputar novamente a Presidência da República. No campo estadual, Marília também fecha questão com um nome da legenda para concorrer ao Governo do Estado. Perguntada se estaria pronta para esse desafio, ela justificou que a partir do momento que deixou uma “zona de conforto” no seu antigo partido, o PSB, para embarcar no PT, em seu momento mais delicado, mostra estar disposta.
Mas a vereadora apontou outras lideranças importantes que também reúnem condições para essa missão. “Temos Humberto Costa, João Paulo, Bruno Ribeiro, que é o presidente do partido e que ontem, inclusive, defendeu a candidatura própria; temos o presidente da CUT, Carlos Veras, a deputada Teresa Leitão…enfim, tem muita gente que pode encabeçar esse projeto, defendendo o projeto do PT e com chances reais de ganhar a eleição”, avaliou.
Aliança improvável
Ao contrário do que disse recentemente o governador e vice-presidente nacional Paulo Câmara, em sua última visita a Petrolina, há dez dias, de que o PSB está “aberto ao diálogo”, Marília considerou “muito improvável” uma reaproximação do PT com os socialistas. “E as vozes isoladas que defendem, que são pouquíssimas, sofreriam uma forte resistência dentro do partido”, ressaltou.
Ela chegou a admitir que, caso isso acontecesse, seria o caso de se sentir traída. “Não somente eu, e não porque vim do PSB, mas todas as pessoas filiadas ou não ao PT, que vão para as ruas lutar contra as reformas, que lutam contra o desgoverno que está Pernambuco e que militam em defesa de Lula, se sentiriam traídas. E nós não ficaríamos caladas. Isso não vai acontecer, é uma hipótese muito remota”, declarou.
Sobre Paulo Câmara, aliás, a petista não poupou críticas. Segundo ela, o gestor “não aparece e nem inspira confiança” dos pernambucanos. “Nas grandes crises que o Estado sofre, ele não coloca a cara para tranquilizar a população. É um governador que parece estar esperando quem dê as ordens para ele cumprir, quando na verdade ele teria que deveria assumir o comando político e da gestão do Estado”, completou. A vereadora ainda participa, nesta noite, da missa de um ano de morte da ex-deputada estadual e principal líder do partido no Sertão, Isabel Cristina.(Via:C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS

Lucas Ramos faz avaliação positiva de trabalhos da Comissão de Administração Pública da Alepe no semestre


O primeiro semestre fechou com um saldo positivo para a Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Essa, pelo menos, foi a avaliação feita ao Blog pelo deputado estadual Lucas Ramos (PSB).
Presidindo a comissão, o parlamentar citou os quase 300 projetos de lei colocados em pauta nos últimos cinco meses, o que resulta em uma média de 13 textos passando por análise a cada semana. O colegiado participou de 18 reuniões ordinárias e de uma convocação extraordinária.
“Conseguimos imprimir um ritmo intenso de trabalho, abrindo espaço para o estudo de projetos importantes para Pernambuco e estimulando o debate dentro da competência da comissão”, destacou Lucas. A comissão a qual está à frente é uma das mais importantes da Alepe e responsável pela análise de temas relativos a obras públicas, estrutura do Executivo, previdência e assistência social dos servidores.
Passaram pela comissão 295 projetos de lei no primeiro semestre, entre eles, o reajuste dos policiais militares, a transformação da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE) em Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e a criação de duas companhias independentes de policiamento. Ainda foram apreciados pelos membros da comissão 24 projetos relativos ao biênio 2015/2016 e colocados em pauta por iniciativa do deputado Lucas Ramos.
Também passaram pelo crivo do colegiado os projetos de lei enviados pelo Executivo para criação do Fundo Especial de Amparo aos Municípios Atingidos pelas Chuvas (Famac) e para autorização da concessão de auxílio-moradia às famílias afetadas pelas enchentes em municípios da Mata Sul e do Agreste. “Tratamos destes temas com celeridade para que os moradores desalojados ou desabrigados pudessem, o mais rápido possível, ter de volta seus lares e retomar a rotina”, comenta Lucas.
Empenho
A Comissão de Administração Pública realizou no mês de maio audiência pública conjunta com as Comissões de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Saúde e Assistência Social e de Agricultura, Pecuária e Política Rural para discutir projeto de lei que propõe a regulamentação das feiras orgânicas no Estado. A reunião contou com a presença de membros da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco e de representantes de movimentos sociais ligados à causa da agroecologia. “No segundo semestre, permaneceremos empenhados em manter o ritmo de trabalho sem perder o critério nas análises e debates dos projetos“, antecipou. (Foto/ Assessoria parlamentar divulgação),(Via:C.Britto).


Blog do BILL NOTICIAS

Comitê e ANA discutem modelo de gestão dos reservatórios



Texto: Delane Barros
A Agência Nacional de Águas (ANA) reuniu em sua sede, em Brasília (DF), os integrantes do grupo técnico criado por resolução da agência federal para discutir as regras de operação dos reservatórios instalados na bacia do rio São Francisco. O encontro, realizado nesta quinta-feira (29 de junho) e transmitido por videoconferência para os estados da bacia, teve como objetivo debater a formatação de uma versão atualizada da resolução que trata da operação dos reservatórios, com a contribuição de vários membros participantes do GT, a exemplo de instituições de ensino e dos governos estaduais.
A criação do Grupo de Trabalho do São Francisco (GTSF) atende a uma antiga demanda apresentada pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF). O vice-presidente do colegiado, no exercício da presidência, Maciel Oliveira, representou a instituição no escritório do Comitê, em Maceió (AL). Ele garantiu junto à ANA uma reunião entre o grupo técnico do CBHSF e a agência federal para conhecer os termos que subsidiaram a composição do documento que irá nortear a gestão dos reservatórios.
Oliveira ressaltou que algumas propostas apresentadas pelo Comitê estão sendo atendidas pela ANA, o que considerou como bastante alvissareiro. Como exemplo, ele citou a definição de um hidrograma ambiental. “Trata-se de um estudo que aponta para uma vazão ecológica para atender os usos múltiplos, especialmente para garantir a reprodução dos peixes”, citou o presidente em exercício do CBHSF. O hidrograma ambiental vai definir uma vazão suficiente para inundar as lagoas marginais ao longo do rio, principalmente no Baixo São Francisco, condição necessária para a reprodução no ambiente lacustre.
A minuta de resolução já está disponível para avaliação pelos órgãos gestores estaduais e pelo próprio Comitê. A data para o encontro das equipes técnicas da ANA e do CBHSF ainda será definida, mas deverá ocorrer em Brasília, no decorrer do mês de julho.(Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF),(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

Greve terá passeata e bloqueio em estradas em Pernambuco

Nove categorias devem aderir à mobilização geral contra reformas do Governo Temer. Metrô e bancos estão entre os que param
Maior ato unificado de centrais sindicais está previsto para as 15h, na Praça do?Derby, no Recife
Maior ato unificado de centrais sindicais está previsto para as 15h, na Praça do?Derby, no RecifeFoto: Anderson Stevens
Sindicatos de nove categorias de trabalhadores no Estado confirmaram que cruzarão os braços por 24 horas nesta sexta-feira (30) em adesão a uma mobilização nacional contra as reformas trabalhista e previdenciá­­ria propostas pelo Governo Fede­­­ral. Nessa lista estão bancários, metroviários, professores das redes estadual e municipal do Recife, metalúrgicos, policiais civis e funcionários dos Correios, do Detran e da Previdência.

Outras 13 classes não devem parar, mas envia­­rão representantes aos atos públicos programados. O maior deles, o “Arraial da Greve Geral”, ocorrerá às 15h, na Praça do Derby, no Recife. Também estão previstas interdições em estradas em pontos não divulgados.

Os bloqueios devem ser promovi­­dos pela Federação dos Trabalha­­dores Rurais (Fetape). As ações ao longo do dia ainda terão a participação da CUT, da Intersindical, da CSP Conlutas, da Força Sindical e das frentes Brasil Popular e Povo sem Medo. A ideia é repetir os efeitos do ato de 28 de abril. “Vamos ocupar as ruas”, garantiu o presidente da CUT-PE, Carlos Veras, acrescentando que, após a concentração no Derby, será feita uma caminhada pelo Centro do Recife.

Os serviços das nove categorias que cruzarão os braços deixarão de funcionar total ou parcialmente. Nas delegacias da Polícia Civil, serão suspensas as ouvidas, a confec­­ção de boletins de ocorrência, as colhidas de depoimentos, investigações de rua e intimações. Serão mantidos o registro de flagrantes e o funcionamento do IML. Já os bancários farão piquetes na frente de agências. Só os caixas eletrônicos estarão dis­­­poníveis. Nas unida­­des do INSS, do Detran e dos Correios, não haverá expediente. 

Metrô
A CBTU anunciou que garantirá, hoje, a operação da Linha Centro do metrô do Recife (ramais Jaboatão e Camaragibe) só nos horários de pico - das 5h às 9h e das 16h às 20h.

 As composições serão pilotadas por supervisores, já que os demais funcionários resolveram aderir à greve de 24 horas. A Linha Sul (Cajueiro Seco) e o VLT não devem funcionar em nenhum horário do dia.
Quem vai parar hoje :
 Metroviários (parcialmente)
 Bancários
 Metalúrgicos
 Policiais civis (parcialmente)
 Funcionários do Detran
 Funcionários dos Correios
 Funcionários da Previdência
 Professores (rede estadual)
 Professores (rede do Recife)
Das 5h às 9h e das 16h às 20h haverá trens na Linha Centro do metrô (ramais Jaboatão e Camaragibe)
Das 9h às 16h e após as 20h não haverá trens na Linha Centro.
As alternativas são os ônibus dos seguintes terminais integrados:

 Camaragibe
 TIP
 Jaboatão
 Cavaleiro
 Barro
 Afogados
 Joana Bezerra

A Linha Sul e o VLT não operam 

A opção é recorrer às linhas de ônibus:

 TI Tancredo Neves (C. B Vista)
 TI Tancredo Neves (Príncipe)
 TI Tancredo Neves (Imip)
 TI Aeroporto/TI Joana Bezerra
 TI Cajueiro Seco (Rua do Sol) (Via:Folhape).

Blog do BILL NOTICIAS

Secretaria de Saúde de Petrolina divulga cronograma da unidade móvel do interior para o mês de julho

unidade-movel1

Em julho a Unidade Móvel de Atendimento Médico da Secretaria de Saúde de Petrolina vai atender 12 localidades no interior do município. O cronograma foi divulgado nesta quarta-feira (28). O objetivo é garantir o acesso aos serviços de saúde às comunidades que residem nas áreas mais distantes da cidade.
Além do atendimento médico, são oferecidos serviços de aferição de pressão arterial, teste de glicemia, entrega de medicamentos, solicitação de exames e de consultas especializadas, caso necessário. O serviço começa a funcionar às 12h. Para ser atendido não é preciso agendamento.

DATA
LOCALIDADES
04
TERRA DA LIBERDADE
05
CRISTÁLIA
06
ASS. NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
LINDOLFO SILVA
11
CHAPADA DO ALEGRE
12
SERROTE PELADO
13
SANTO ANTÔNIO
18
CABACEIRA
19
BOA VISTA
20
MALHADINHA
25
SÍTIO ROMÃO
26
BAIXA DO LAJEDO
27
POÇO DA CRUZ

Departamento Nacional de Produção Mineral interdita garimpo de ametistas em Sento Sé-BA


O garimpo de ametistas na serra da Quixaba, em Sento-Sé, foi oficialmente interditado na manhã desta quinta-feira, 29, pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). O anúncio foi feito na sede da superintendência baiana do órgão, em Sussuarana. A medida não tem efeitos práticos imediatos, já que o ato não implica na retirada dos cerca de três mil garimpeiros do local.
A interdição foi determinada após a segunda vistoria de técnicos do DNPM ao local, entre os dias 16 e 19 deste mês. Há o entendimento de que houve usurpação de um bem da União, já que a área é federal, e de que a proximidade entre os serviços de extração e a profundidade de alguns cortes oferecem riscos de colapso ou desabamento para os garimpeiros. No último dia 14, três trabalhadores foram feridos após desmoronamento da mina onde estavam. Um deles sofreu uma fratura na perna.
Regularização
O superintendente do DNPM na Bahia, Raimundo Sobreira, ressaltou que o órgão continuará envolvido nos processos de regularização da área, por uma questão “social”. “Nosso objetivo é regulamentar, mas antes disso temos que passar por essa fase de interdição, para salvar vidas. Há ali riscos de todos os tamanhos”. O gestor emendou, porém, que evacuar a área é algo “forte e impossível” no momento, diante da quantidade de pessoas que vivem hoje no local. A estimativa da prefeitura de Sento Sé é de que oito mil pessoas migraram para a cidade, o que representou um aumento de 20% na população.
O próximo passo, diz Sobreira, é marcar uma reunião com órgãos como o Ministério Público Federal para que decidam coletivamente pela necessidade ou não de ações mais incisivas. Ainda não há data de quando esse encontro ocorreria. O que já está agendado é uma nova vistoria ao garimpo de Sento Sé pelos técnicos do DNPM no próximo dia 10 de julho.
Para que a regularização da área ocorra, os garimpeiros deverão criar uma cooperativa. É essa cooperativa quem poderá requerer ao DNPM a Permissão de Lavra Garimpeira (PLG). A outorga está condicionada à prévia licença do órgão ambiental competente e ao atendimento à exigências de segurança, como o uso de equipamentos de proteção.Fonte: A Tarde),(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

RENAN RECONHECE: O GOLPE CONTRA DILMA FOI UM ERRO

Arthur Monteiro

Depois de renunciar à  liderança do PMDB na quarta-feira, chamando Temer de covarde e apontando a influência de Eduardo Cunha em seu governo, o senador Renan Calheiros reconheceu que o impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff foi um erro pelo qual o país está pagando caro.
–  É claro que foi um erro. A ideia de que todos os problemas se resolveriam com o afastamento dela foi uma estratégia do Eduardo Cunha para governar sob as costas do Michel.  Quando ela entregou a coordenação política ao Temer, eu tentei mostrar que aquela era uma aliança temerária.   Todos os problemas se agravaram e agora a crise política está chegando a uma situação-limite, está cobrando uma saída, seja com a antecipação de eleições, como defendeu o Fernando Henrique, seja com a adoção do parlamentarismo. Agora que me liberei do desconforto da liderança espero poder contribuir mais neste sentido.   
Renan votou a favor do impeachment mas tenta mitigar sua participação no “erro” que foi o golpe lembrando ter sido  ele o articulador da  solução que preservou os direitos políticos da ex-presidente. Esta indulgência, entretanto, não alterou a natureza do golpe nem evitou suas consequências.
Outro apoiador do golpe que deu o braço a torcer foi o prefeito de São Paulo, João Dória, ao dizer nesta sexta-feira em Brasília que a situação pós-impeachment  “é triste”.
Embora evitando mencionar as graves acusações que pesam contra Temer e a possibilidade de seu afastamento do cargo, Dória faz uma autocrítica dissimulada:
– É óbvio que eu não esperava também que, depois de Lula e depois de Dilma, tivéssemos essas circunstâncias que hoje temos. É triste. Reconheço que é triste.
É triste mas os tucanos continuam integrando o governo e dando apoio a Temer.
A Renan, deve-se reconhecer a capacidade que sempre teve de saltar de barcos furados na primeira hora, credenciando-se a participar da nova configuração de poder.  Ele repete agora, com Temer, o mesmo caminho que seguiu em relação a Collor de Mello, com o qual rompeu ainda antes do impeachment.
No discurso e nas entrevistas que deu após renunciar à liderança do PMDB, um dos argumentos que ele mais repisou foi o de que Eduardo Cunha continua dando as cartas no governo de Temer.   Ninguém da equipe palaciana desmentiu sua afirmação de que, na semana passada, a ministra-chefe da AGU, Grace Fernandes,  esteve para ser  demitida e substituída por  Gustavo Rocha,  secretário de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, ligado a Eduardo Cunha, para atender a uma exigência dele, vinda lá do presídio de Curitiba.  “Temer acabou recuando na última hora”, assegura Renan.
Ele evita fazer prognósticos sobre a votação, pela Câmara, do pedido de licença do STF para que Temer seja julgado por corrupção passiva, insistindo na busca de uma solução pactuada.
– O entorno do atual presidente apodreceu, tal como em 1954 com Getúlio.  Quando isso acontece,  o tecido institucional se fragiliza muito. Não se pode perder tempo. Getúlio resistiu a tirar uma licença do cargo, como lhe pediam os militares. Quando ele finalmente se dispôs a aceitar esta imposição, os militares não queriam mais e tivemos aquele desfecho trágico. Não sei quanto tempo ainda vai durar o atual governo mas as forças políticas responsáveis precisam dialogar em busca de uma saída.   A crise está chegando a seu limite.
Nada indica, entretanto, que alguma pactuação poderá acontecer antes da votação do pedido de licença pela Câmara, possivelmente em agosto. (247).

Blog do BILL NOTICIAS

Recife em alerta contra a raiva após morte de dona de petshop

Medidas incluem vacinação em massa de animais e captura de morcegos

A paciente  chegou no HUOC em estado crítico e morreu após quatro dias de internação
A paciente chegou no HUOC em estado crítico e morreu após quatro dias de internaçãoFoto: Arthur de Souza
Cerca de 30 bairros da área central do Recife estão sendo monitorados depois do caso suspeito de raiva humana registrado na Cidade. A área foi definida a partir do local onde um gato de rua mordeu a dona do pet shop Artevestepet, Adriana Vicente da Silva, de 35 anos, no bairro da Soledade. As ações de bloqueio englobam um raio de cinco quilômetros e consistem na vacinação de cães e gatos domésticos e de rua neste perímetro, além da captura de morcegos. Tutores de animais e moradores estão sendo orientados sobre o que fazer em caso de acidentes com animais. Até a quinta-feira (29), foram visitados 4.972 imóveis e cerca de 150 animais foram imunizados contra a raiva. 

Adriana, que estava internada no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HOUC) desde a segunda-feira em estado gravíssimo, morreu na noite de ontem. O Serviço de Verificação de Óbito (SVO) deverá confirmar a infecção pelo vírus. A última morte no Estado foi em 2006, de uma pessoa mordida por cachorro. Depois disso, em 2008, o jovem Marciano Menezes da Silva, de 24 anos, que é morador de Floresta, no Sertão, também foi contaminado após a mordida de um morcego, mas conseguiu sobreviver à doença, num registro raro na saúde mundial. Parentes da nova vítima contaram que ela foi mordida há dois meses, mas não tomou medidas profiláticas. 

Leia mais:PCR vacina gatos e cães em área onde mulher pode ter contraído raiva
Morre mulher internada com suspeita de raiva humana no RecifeMulher com suspeita de raiva humana é internada no Hospital Oswaldo CruzVeja como o vírus da raiva se propaga e seus sintomasPernambucano foi o primeiro caso de cura de raiva humana no BrasilOutra mulher pode ter sido mordida por gato; Prefeitura do Recife mapeia área


“Uma mulher foi ao pet shop e a chamou pra resgatar o gato, mas essa mulher já tinha sido mordida também e não falou nada”, disse o irmão de Adriana, Carlos Ericksson. O animal já apresentava sinais de adoecimento e ambas acreditavam que ele estava envenenado. Segundo ele, esta segunda pessoa chegou a visitar a empresária no hospital e estaria sendo procurada pelas autoridades de saúde para iniciar um tratamento. 

A dona do pet shop, de acordo com os familiares, apenas lavou o local da lesão - a mama direita - com água e sabão e tomou remédios para dor, mas não buscou posto de saúde para tomar a vacina nem o soro antirrábico. O gato teria morrido horas depois do ataque. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a vítima apresentou sintomas no último dia 18, sendo internada no Hospital Agamenon Magalhães no dia 24. Com o agravamento do quadro foi transferida para o HUOC.

A médica intensivista Ana Flávia Campos, que cuidou da empresária, lamentou o caso. “Precisamos alertar sobre imprudência. Ela foi mordida por um animal que estava doente e que sabidamente transmite raiva, mas não foi feita a profilaxia. Toda a situação poderia ter sido evitada”, avaliou. 

A médica explicou que o tempo médio de incubação da raiva pode variar de um a três meses, mas há relatos de casos em seis meses. Como os sintomas iniciais são inespecíficos, podem ser confundidos com outras doenças. Depois acontece distúrbios comportamentais, agressividade, rebaixamento do nível de consciência, convulsões e coma. A intensivista contou que Adriana chegou muito mais grave que o último paciente, Marciano. Outro fato curioso é que os relatos de sobrevivência foram de ataques de morcego. 

Todos os mamíferos são susceptíveis à raiva. A veterinária da UFRPE Karina Melo comentou que saguis e morcegos são animais que funcionam como reservatórios naturais do vírus. Os bichos domésticos, a exemplo de cães e gatos, são considerados hospedeiros definitivos. Neles, a transmissão acontece também pela saliva de outros animais contaminados e os leva a morte. (Via:Folhape).



Blog do BILL NOTICIAS


E TEMER CONSEGUIU TRANSFORMAR O G20 EM G19...


Nos próximos dias 7 e 8 de julho, em Hamburgo, na Alemanha, os líderes das 20 nações mais ricas do mundo deveriam se reunir para discutir os rumos da economia global.
Deveriam. Isso porque desde que o Brasil foi alvo de um golpe parlamentar, que colocou Michel Temer no poder, o G20 se converteu em G19. Embora o Brasil esteja formalmente convidado a participar do encontro, ele ficará de fora por um triste motivo. Nenhum chefe de estado pretende posar ao lado de um personagem como Temer, que acaba de ser denunciado por corrupção. Pega mal.
Temer cancelou sua participação alegando a necessidade de se dedicar à agenda interna, ou seja, à própria sobrevivência. Além disso, depois dos vexames na Rússia e na Noruega, onde chegou a ser cobrado pela epidemia de corrupção que o atinge, ele se deu conta de que sua presença em eventos públicos não causa problemas apenas no Brasil, mas também fora.
O mais triste é lembrar que, com Lula e Dilma, o Brasil conseguiu esvaziar as reuniões do G7, o antigo clube das sete nações mais ricas do mundo, e fazer com que os grandes debates econômicos envolvessem também os países emergentes, reunidos no G20. Com Temer, no entanto, o Brasil se tornou um pária internacional. O G20 virou G19 e até os BRICs se converteram em RICs. Não por acaso, os brasileiros nunca sentiram tanta vergonha do próprio Pais como nos dias atuais.
Leia, abaixo, reportagem da Reuters:
Por Lisandra Paraguassu e Ricardo Brito
BRASÍLIA (Reuters) - Em meio à crise política causada pela denúncia oferecida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o presidente Michel Temer desistiu de comparecer à cúpula do G20 na próxima semana, informou o Palácio do Planalto.
Parte da equipe de governo defendia a viagem, sob a argumentação de que a presença de Temer seria importante para não passar a ideia de que o país estava sem liderança. A agenda interna, no entanto, falou mais alto.
De acordo com uma fonte, havia o temor de que a ausência de Temer no Brasil no momento em que o governo tenta votar a reforma trabalhista --possivelmente o último projeto importante que o governo que conseguirá aprovar nos próximos meses-- poderia causar mais problemas para a articulação política e pôr em risco a votação.
Além disso, nas próximas semanas o governo terá que se organizar para tentar derrubar a denúncia contra Temer na Câmara dos Deputados. Apesar de precisar garantir apenas que os favoráveis à denúncia não somem 342 dos 513 deputados, o Planalto teme a defecção nas bases.
Temer chegou a discutir a viabilidade da viagem com o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, nesta quarta-feira, mas tomou a decisão no início da noite.
O presidente teria uma extensa agenda de viagens internacionais nos próximos meses. Uma segunda viagem, esta à Colômbia, no dia 11 de julho, já havia sido cancelada.
A participação na cúpula do Mercosul, no final de julho, na Argentina, ainda está prevista. Uma fonte palaciana disse à Reuters que Temer pode cancelar até mesmo a participação na reunião do bloco. (247).

Blog do BILL NOTICIAS

TEMER PROPÕE TIRAR RECURSOS DA EDUCAÇÃO PARA VOLTAR A EMITIR PASSAPORTES

Marcelo Camargo/ABr

Para normalizar a emissão de passaportes, interrompida por falta de verbas pela Polícia Federal, o governo de Michel Temer propôs transferir para o serviço R$ 102, 3 milhões de dotação orçamentária do Ministério da Educação. 
O projeto, elaborado pelo Ministério do Planejamento, foi enviado ao Congresso nesta quinta-feira. A proposta gerou desconforto na Comissão de Orçamento do Congresso, que pediu a indicação de outra fonte de receita.
De acordo com a proposta, o governo retiraria orçamento destinado à capacitação e formação inicial e continuada para educação básica, de programas de alfabetização de jovens e adultos, de ações de graduação, pesquisa e extensão e de iniciativas de valorização da diversidade e promoção de direitos humanos.
O presidente da comissão, senador Dário Berger (PMDB-SC) pediu ao ministro do Planejamento a indicação de outra fonte. Segundo ele, o governo concordou em trocar a fonte de receita, retirando a dotação de convênios com organismos internacionais.
Este valor de R$ 102,3 milhões é o apontado pela Polícia Federal para normalizar o serviço de emissão de passaportes até o final do ano. (247).

Blog do BILL NOTICIAS

Greve Geral: Bancos, metrô e Correios param; ônibus vão circular

Oito categorias já anunciaram adesão à mobilização 
contra reformas do Governo Federal
No Recife, greve geral terá como ponto alto um ato unificado de centrais sindicais e movimentos sociais às 15h, no Derby. Detalhes foram divulgados ontem em entrevista coletiva
No Recife, greve geral terá como ponto alto um ato unificado de centrais sindicais e movimentos sociais às 15h, no Derby. Detalhes foram divulgados ontem em entrevista coletivaFoto: Ed Machado
Assim como no último dia 28 de abril, várias categorias de trabalhadores pretendem cruzar os braços por 24 horas, nesta sexta-feira (30), numa greve nacional contra as reformas trabalhista e da Previdência e o projeto das terceirizações, todas propostas pelo Governo Federal. Na quarta (28), os detalhes do ato foram divulgados em entrevista coletiva com a participação de 12 entidades, entre centrais sindicais e movimentos sociais. Entre os que devem parar, estão os bancários e metroviários, além dos professores das redes estadual e municipal do Recife.

O movimento terá como ponto alto a concentração no bairro do Derby, área central da Capital, às 15h. Lá, haverá o “Arraial da Greve Geral”. “Vários atos públicos estão sendo planejados, com ocupações nas rua. É uma mobilização em defesa dos direitos da classe trabalhadora”, explicou o presidente da Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE), Carlos Veras.

Ainda participaram representantes da CSP-Conlutas, da União Geral dos Trabalhadores (UGT), da Força Sindical, da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), da Intersindical e das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Ao longo desta semana, algumas categorias anunciaram a adesão ao movimento nacional. Os metroviários, que não participaram do ato do dia 28 de abril, resolveram parar desta vez.

Nesta quinta (29), a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou que a Linha Centro do Metrô do Recife funcionará das 5h às 9h e das 16h às 20h, horários de pico do sistema, durante a mobilização nacional. Essa linha transporta mais da metade dos 350 mil passageiros. A Linha Diesel (VLT) não terá operação.

Os rodoviários do Grande Recife, em assembleia nesta quinta-feira (29), decidiram não aderir à paralisação geral, mas optaram por iniciar uma greve a partir da próxima semana.
Leia também:
Greve geral pelo olhar dos leitores do FolhaPECentrais sindicais divergem e desistem de greve geral no dia 30

Paralisação
Nos bancos, só funcionarão os caixas eletrônicos. De acordo com o Sindicato dos Bancários, a categoria não vai trabalhar amanhã e promoverá piquetes em frente às agências de maior movimento. Os policiais civis também pretendem aderir ao movimento, mantendo operação padrão em unidades policiais e no Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife.

Também não deve haver atendimento nas unidades do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE), já que os servidores da autarquia também vão cruzar os braços por 24 horas. 

Também se juntarão às categorias paralisadas os funcionários dos Correios, que interromperão as atividades às 22h desta quinta e ficarão parados por toda a sexta-feira. Já os professores da rede estadual de ensino de Pernambuco pretendem aproveitar o dia de greve geral para discutir o reajuste salarial da classe.

Os docentes das escolas públicas da Prefeitura do Recife também não devem trabalhar nesta sexta-feira. A lista ainda os funcionários federais da Previdência Social. (Via:Folhape).

Blog do BILL NOTICIAS