sexta-feira, 19 de abril de 2013

Professor agredido: estudantes fazem manifesto pedindo paz e segurança. Pai agressor sai de escola vaiado

Manifesto dos alunos em Ouricuri
Manifesto dos alunos em Ouricuri
Centenas de estudantes de várias escolas de Ouricuri fizeram, na manhã desta quinta-feira (18), um protesto clamando por paz nas escolas e na sociedade em geral. Ao lado dos professores, os jovens caminharam pelas principais vias do centro da cidade.
A manifestação foi motivada após o professor Francisco Gean Sales Nobre, da Escola de Referência Fernando Bezerra, ter sido agredido fisicamente com um soco no rosto por um pai de uma aluna, dentro da própria instituição de ensino, na tarde da última terça-feira (16). O pai havia ido reclamar da forma de ensino do professor.
Após o fim da manifestação, os alunos retornaram para a escola, quando foram surpreendidos com a informação que o pai agressor, o senhor Francisco da Costa estava no local conversando com o diretor Jonas Lima. Todos os alunos ficaram exaltados. Na saída dele do local, houve muitas vais e gritos de protesto. Francisco da Costa saiu da escola sob escolta de professores.
De acordo com Jonas, ele foi à instituição para pedir um momento de conversa com os alunos, o que era impossível tendo em vista a revolta dos mesmos. Ainda segundo o diretor, Francisco sempre foi um pai presente na escola, e nunca imaginou que ele fosse capaz de fazer o que fez.
Jonas também pediu para que a sociedade descentralizasse das escolas a culpa da violência de alguns jovens. Segundo ele, a educação começa em casa. Eu chamo a atenção da sociedade para que reveja esse conceito. “A educação primeiro acontece em casa, e a escola complementa”, completou o diretor.

Pai agressor sai vaiado da escola
Pai agressor sai vaiado da escola

Nenhum comentário:

Postar um comentário