quinta-feira, 11 de abril de 2019

SAÚDE - Novo equipamento permite cirurgia sem corte nem internamento


A ideia por trás da radiocirurgia é tratar lesões e manter a parte cognitiva do paciente sem danos, segundo Ernesto Roesler. Foto: Mandy Oliver/Esp.DP foto
A ideia por trás da radiocirurgia é tratar lesões e manter a parte cognitiva do paciente sem danos, segundo Ernesto Roesler. Foto: Mandy Oliver/Esp.DP foto


Um tipo de cirurgia que não requer realização de cortes no corpo e pode ser feita em ambulatório, sem necessidade de internamento. Por mais que pareça impossível, essa é uma realidade que a tecnologia já proporcionou à medicina. A radiocirurgia, técnica desenvolvida na década de 1950 pelo médico sueco Lars Leksell, vem evoluindo com a modernização dos equipamentos voltados à área de saúde. Pernambuco está prestes a receber, de forma pioneira na América Latina, o equipamento mais moderno que existe no mundo nessa área, que permitirá o aumento da precisão no uso da radiação a níveis milimétricos e reduzirá os efeitos colaterais.

A radiocirugia é uma técnica que utiliza feixes de radiação em dose única para tratar tumores e malformações arteriovenosas cerebrais. Por meio dela, é possível direcionar os feixes de radiação precisamente ao tumor, chegando a lugares que muitas vezes uma cirurgia convencional não conseguiria atingir. “É um tratamento extremamente preciso e localizado, que pode ser usado como tratamento principal ou adjuvante de casos de metástases, tumores benignos, doenças tumorais do cérebro, tumores de pulmão, fígado, entre outros”, explicou o chefe da radioterapia e coordenador do serviço de oncologia do Real Hospital Português, Ernesto Roesler.

Um tratamento convencional de radioterapia pode durar de duas a oito semanas. Já uma radiocirurgia varia de um a cinco dias. É uma técnica considerada segura, não invasiva, com custo mais baixo, já que não precisa de internação, e recuperação mais rápida para o paciente, de acordo com o neurocirurgião especialista em radioterapia do RHP João Gabriel Gomes. De maneira geral, a radiocirurgia é uma alternativa aos pacientes que, por questões de quadro ou biológicas, terão grandes comprometimentos com uma cirurgia tradicional. 

A técnica, porém, não se aplica a todos os casos, necessita de indicação e avaliação de profissionais habilitados. No caso de tumores cerebrais, por exemplo, a radiocirurgia só deve ser utilizada naqueles tumores que têm, no máximo, 2,8 centímetros de diâmetro. “A ideia por trás da radiocirurgia é tratar lesões e manter a parte cognitiva do paciente sem danos”, afirmou Ernesto Roesler. Ao longo dos últimos três anos, o RHP realizou cerca de 200 radiocirurgias, das quais cerca de 150 delas de questões relacionadas ao sistema nervoso central. 

Nova era
A partir deste ano, o Real Hospital Português entrará numa nova era do uso da radiocirurgia, pela incorporação de novas tecnologias ao tratamento. A primeira delas, cuja equipe começou a ser treinada para utilizar nesta semana, é uma espécie de bobina que é acoplada aos dois novos aparelhos de ressonância magnética da unidade. 

Elas permitem a captura de imagens de alta qualidade capazes de serem fundidas com as imagens da tomografia. Na prática, isso permitirá aos médicos mapear com maior precisão ainda o local exato das lesões e assim direcionar o uso da radiação de forma a preservar os tecidos saudáveis do organismo.

A novidade é a aquisição do equipamento de radioterapia e radiocirurgia Truebeam STX mais moderno que existe no mercado mundial. A plataforma, que possui um sistema integrado guiado por imagem, virá com o sistema de monitoramento de superfície ótica (OSMS), que detecta qualquer movimento nas superfícies e faz a compensação desse movimento, de modo que o feixe de radiação seja direcionado ao local exato dos tumores. 

Da mesma forma, a máquina virá com a tecnologia Hyperarc, uma automatização do processo que evita que os profissionais precisem entrar na sala de realização da radiocirurgia durante o tratamento. (DP)




Blog do BILL NOTICIAS

MAIORIA DA POPULAÇÃO REJEITA PRINCIPAIS PONTOS DE PACOTE DE MORO

Marcello Casal jr/Agência Brasil

A maioria da população brasileira rejeita as principais propostas do governo Bolsonaro para a segurança pública. Pesquisa do Instituto Datafolha aponta que o chamado pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro, não tem apoio do povo brasileiro. É mais uma demonstração de que cresce a oposição ao governo de extrema-direita. 
Uma das principais medidas do pacote - a posse de armas - um dos temas preferidos de Bolsonaro, não conta com apoio da população. Para 64%, a posse de armas deve ser proibida, ao passo que 72% consideram que a sociedade fica ainda mais insegura com as pessoas armadas.
É também elevado o percentual de pessoas (81%) que consideram que a polícia não deve ter liberdade para atirar em suspeitos. Também é majoritário o número de pessoas (79%) para as quais é necessário investigar policiais que matam e para 82% deve ser punido quem atira em uma pessoa por estar muito nervoso.
A pesquisa Datafolha derruba mais uma ilusão da dupla Bolsonaro/Moro. Seu projeto de lei anticrime aumenta ainda mais a sensação de insegurança da sociedade. E mostra o grau de dificuldade política do governo para aprovar seus projetos. Para além da incapacidade de articulação política do governo, eles não contam com o apoio da população.(247)
Veja os dados da pesquisa no jornal Folha de S.Paulo.


Blog do BILL NOTICIAS

Juíza mantém prisão de nove militares do Exército envolvidos na ação que matou músico

O militar que terá liberdade provisória será o soldado Leonardo Delfino – o único que, 
segundo os depoimentos, não atirou

  Por: Portal FolhaPE
O músico Evaldo Rosa, 51, foi morto no último domingo
O músico Evaldo Rosa, 51, foi morto no último domingoFoto: Reprodução / Facebook

Nove entre os dez militares presos na participação da morte de Evaldo da Silva tiveram a prisão temporária convertida em preventiva, nesta quarta-feira. A decisão foi da juíza Mariana Campos, da 1ª auditoria da Justiça Militar. Durante ação do Exército, último domingo (7), foram dados mais de 80 tiros no carro da família de Evaldo em Guadalupe, na Zona Norte.
militar que terá liberdade provisória será o soldado Leonardo Delfino – o único que, segundo os depoimentos, não atirou. Segundo ela, houve descumprimento das regras militares como define o código militar. Nos depoimentos, os nove militares admitiram ter atirado contra o veículo onde estava Evaldo e sua família. 
Outras duas pessoas ficaram feridas na ação: o sogro dele, Sérgio Gonçalves, e um homem que passava e tentou ajudar. Segundo investigadores, "tudo indica" que os militares confundiram o veículos com o de assaltantes.
Já o defensor dos militares defendeu a liberdade de todos os suspeitos. O advogado disse que não há perturbação da ordem e, por isso, não se justifica a prisão.
Permanecerão presos os seguintes militares:
Tenente Ítalo da Silva Nunes Romualdo
Sargento Fábio Henrique Souza Braz da Silva
Soldado Gabriel Honorato
Soldado Matheus Santanna Claudino
Soldado Marlon Conceicao da Silva
Soldado João Lucas Goncalo
Soldado Leonardo Oliveira de Souza
Soldado Gabriel da Silva Barros Lins
Soldado Vitor Borges de Oliveira


Blog do BILL NOTICIAS

STF valida lei que permite emissão de documentos em cartórios

Norma inclui documentos de identificação e de veículos

  Por: Agência Brasil
Documentos de identidade
Documentos de identidadeFoto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Supremo Tribunal Federal (STF) julgou constitucional nesta quarta-feira (10) a lei que permitiu aos cartórios de registro civil a oferta de serviços remunerados como emissão de documentos de identificação e de veículos. Em geral, esse tipo de serviço é prestado em cartórios em cidades pequenas.
Pela decisão, os cartórios precisam de autorização do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e dos tribunais de Justiça dos estados para oferecer novos serviços. A atividade primária dos cartórios de registro civil é a emissão de certidões de nascimento, de casamento e de óbito.
A questão chegou ao Supremo por meio de uma ação do PRB, protocolada em 2017. No mesmo ano, uma medida provisória alterou a Lei de Registros Públicos para garantir que os cartórios do registro civil das pessoas naturais são considerados ofícios da cidadania e podem prestar serviços remunerados, por meio de convênios com órgãos públicos.
O partido sustentou que a norma deveria partir da iniciativa do Poder Judiciário.

Blog do BILL NOTICIAS

CONHECIDA COMO MORO DE SAIAS, SENADORA DO PSL É CASSADA PELO TRE

Agência Senado

247 - A senadora Selma Arruda (PSL-MT) teve seu mandato cassado por unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral (MT) do Mato Grosso nesta quarta-feira (10). Selma teria incorrido em crime de abuso de poder econômico e caixa dois, mas pode recorrer da decisão.
A juíza aposentada é conhecida em seu estado como "Sérgio Moro de Saias", por atuar na penalização de autoridades e servidores públicos acusados de crimes.
Em nota, a senadora disse que vai recorrer da decisão. "A tranquilidade que tenho é com a consciência dos meus atos, a retidão que tive em toda a minha vida e que não seria diferente na minha campanha e trajetória política. Respeito a Justiça e, exatamente por esse motivo, vou recorrer às instâncias superiores"


Blog do BILL NOTICIAS

WEINTRAUB AGRIDE ELEITORES E DIZ QUE QUEM SABE LER E ESCREVER NÃO VOTA NO PT


247 - Em sua primeira entrevista, o ministro da Educação ataca os eleitores do Partido dos Trabalhadores: "Uma pessoa que sabe ler e escrever e tem acesso à internet não vota no PT", diz Weintraub, para quem o partido é um "inimigo" que deve ser impedido de voltar. As opiniões do novo ministro são reveladoras de que o obscurantismo vai continuar sendo o principal ingrediente da ação do MEC durante o governo Bolsonaro.
Em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, o novo ministro explicita seu alinhamento com a direita: "O presidente Jair Bolsonaro é uma bandeira. Atrás dessa bandeira, há vários grupos: monarquistas, militares, evangélicos, liberais e olavistas".
Ataca o PT e o comunismo. Ressalvando que não é "caçador de comunista", afirma que quer a "redenção dele", "confrontar com força, mas ideologicamente, verbalmente". Para ele o PT é "movimento totalitarista obscurantista [que] busca destruir a história".
Weintraub diz que ficará vigilante a "tudo que sair" do Ministério, como livros didáticos, e estará atento a "sabotagens".
Sobre a pasta, o novo ministro diz que Bolsonaro pediu "para entregar resultado, gestão".


Blog do BILL NOTICIAS

HUMORISTA Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão por ofensas a deputada

  Por: Correio Braziliense
foto: Breno Fortes/CB/D.A Press (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
foto: Breno Fortes/CB/D.A Press

O apresentador Danilo Gentili foi condenado nesta quarta-feira (10) a seis meses e 28 dias de prisão, em regime semiaberto, pelo crime de injúria contra a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). A sentença foi assinada pela juíza Maria Isabel do Prado, da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo. O humorista poderá recorrer em liberdade.

O caso pelo qual Danilo foi condenado aconteceu em 22 de março de 2016. Na ocasião, ele publicou um vídeo rasgando e esfregando nas partes íntimas uma correspondência oficial enviada por Maria do Rosário. De acordo com a juíza, ficou provado que Danilo ofendeu "a dignidade ou o decoro" da deputada, "atribuindo-lhe a alcunha de 'puta', bem como expôs, em tom de deboche, a imagem dos servidores públicos federais e seu respectivo órgão, ou seja, a Câmara dos Deputados".

A magistrada rechaça ainda a alegação da defesa de que não houve intenção de ofender a deputada, por se tratar de uma peça humorística. "Se a intenção do acusado não fosse a de ofender, achincalhar, humilhar, ao ser notificado pela Câmara dos Deputados, a qual lhe pediu apenas que retirasse a ofensa de sua conta do Twitter, o acusado poderia simplesmente ter discordado ou ter buscado a orientação jurídica de advogados para acionar pelo que entendesse ser seu direito", sustenta.

Após a decisão, Danilo publicou uma mensagem em suas redes sociais, ironizando a condenação: "Quem vai me levar cigarro?".





Blog do BILL NOTICIAS

Polícia prende homem que vendeu arma de fogo para atiradores de Suzano

Suspeito tem 47 anos e teria comercializado 
um revólver calibre 38
  Por: Folhapress 
Alunos da Escola Estadual Raul Brasil
Alunos da Escola Estadual Raul BrasilFoto: UESLEI MARCELINO/Agência Brasil

Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta quarta-feira (10) um homem, de 47 anos, apontado como responsável pela venda da arma de fogo e munições aos dois atiradores que invadiram, no último dia 13, em uma escola em Suzano, em São Paulo. No ataque cinco estudantes, duas funcionárias do colégio e um empresário foram mortos. Os dois atiradores também morreram.
Segundo as investigações policiais, o homem vendeu um revólver calibre 38, com a numeração raspada, para o adolescente, de 17 anos, que comandou o ataque à Escola Estadual Professor Raul Brasil, no qual morreram oito pessoas e 11 ficaram feridas.
Há um mês os policiais investigam o crime. Os aparelhos celulares dos envolvidos no tiroteio foram rastreados e analisados. A partir dessas investigações, a Polícia Civil chegou ao principal suspeito de ter negociado a venda da arma.
O ataque à escola chocou o país. No começo da manhã, Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, foram à locadora de Jorge Antonio Moraes, de 51 anos. Lá, eles atiraram contra Jorge, que era tio de Guilherme, e deixaram o local em um carro Chevrolet Onix branco roubado e seguiram para o colégio.
Com base nos primeiros depoimentos, a polícia acredita que os dois atiradores partiram para o ataque com um intervalo mínimo entre ambos. Quando eles se deparam no Centro de Línguas, no colégio, com a porta fechada e perceberam que estavam encurralados pelos policiais da força tática teriam se desesperado.
Pelas investigações, Taucci matou Luiz Henrique, depois atirou contra si.

Blog do BILL NOTICIAS