domingo, 31 de março de 2019

Carreata e buzinaço: caminhoneiros alertam sobre nova paralisação caso não tenham reivindicações atendidas

   Via:Vinicius de Santana
Resultado de imagem para Carreata e buzinaço: caminhoneiros alertam sobre nova paralisação caso não tenham reivindicações atendidas

Cerca de quarenta caminhoneiros participaram de uma carreata e buzinaço na Linha Verde, em Curitiba, na manhã deste sábado (30). O protesto foi convocado pelo Sindicato dos Transportadores Autônomos do Paraná (Sinditac-PR) e soa como um aviso do descontentamento da categoria com o posicionamento tomado pelo Governo Federal.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não há alterações no fluxo do trânsito na rodovia.
Segundo Vanderlei Calixto, um dos integrantes da mobilização, se a gestão de Jair Bolsonaro não atender as reivindicações dos caminhoneiros, entre elas a fiscalização do cumprimento da tabela de frete mínimo e a redução do custo com óleo diesel, uma nova paralisação nacional pode tomar força até maio.
“Caso ele [Jair Bolsonaro] não nos atenda até 21 de maio, quando completa um ano da paralisação do ano passado, nós vamos fazer uma nova paralisação”, afirma o representante da categoria.
Outra cobrança dos caminhoneiros é a definição de um prazo mínimo para que seja reajustado o preço do combustível.
“Os aumentos do óleo diesel tem massacrado a classe nos últimos dias e meses. Ele tem elevado muito e o frete continua a mesma coisa. A lei 13703, do piso mínimo, não está sendo cumprida. O governo não tem fiscalização efetiva para essa lei e no Brasil sem punição a lei não se cumpre. Estamos fazendo essa manifestação para chamar atenção do governo”, explica Calixto.
Convocação
O presidente do Sinditac, Plínio Dias, divulgou um vídeo na semana passada convocando a categoria para a carreata. Na gravação, ele pede atenção do governo, pede que as leis sejam cumpridas e afasta que o ato tenha posicionamento político. “A gente não é contra o governo. Não é ato político. É ato de sobrevivência de uma categoria. […] 90% da categoria acreditou nesse governo”, garante.
Com informações da CBN C




Blog do BILL NOTICIAS

CAETANO VELOSO PROTESTA CONTRA DITADURA E É OVACIONADO NA ARGENTINA


Revista Fórum - Durante seu show no Lollapalooza Argentina, em Buenos Aires, o cantor e compositor Caetano Veloso, fez manifestação de repúdio às menções a favor da ditadura e do golpe militar de 1964.
Ao final da apresentação, o artista estendeu dois cartazes com os dizeres "Ditadura Nunca Mais". O publicou aplaudiu e gritou palavras de ordem.



Blog do BILL NOTICIAS

PT ANUNCIA MEDIDAS LEGAIS CONTRA BOLSONARO POR VÍDEO QUE CELEBRA DITADURA


O presidente Jair Bolsonaro deverá enfrentar medidas legais pelo fato do Palácio do Planalto ter divulgado pelo WhatsApp um vídeo em que exalta o Golpe Militar de 1964, que completa 55 anos neste domingo, 31. 
O anúncio foi feito pelo deputado Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara. "Nesta segunda-feira tomaremos todas as medidas cabíveis contra a divulgação, por meios oficiais da Presidência da República, de um vídeo apócrifo exaltando um golpe que rasgou a Constituição, fechou o Parlamento e causou a morte e prisões ilegais de milhares de brasileiros", disse Pimenta pelo Twitter.
"Ao divulgar tal vídeo, usando meios institucionais da Presidência, @jairbolsonaro violou o juramento de respeito à Constituição. Os responsáveis por tal medida terão que se explicar perante o Judiciário", acrescentou o líder petista. 
Leia também reportagem agência Reuters sobre o assunto: 
Planalto usa canal oficial para divulgar vídeo em defesa da ditadura militar
BRASÍLIA (Reuters) - O Palácio do Planalto distribuiu neste domingo, através de um dos canais oficiais de WhatsApp da Presidência da República, um vídeo sem assinatura em defesa do golpe de Estado de 1964 e da ditadura militar.
O texto, sem assinatura, usa a mesma justificativa empregada pelo presidente Jair Bolsonaro para defender o golpe, a de que o Brasil "caminhava para o comunismo". No vídeo, com narrativa truncada, o narrador diz aos jovens para pesquisar o que realmente aconteceu e que 1964 era um tempo de "medo e ameaças" vindas do risco de comunismo.
"Foi aí, conclamado por jornais, rádios, TVs e principalmente pelo povo na rua —povo de verdade, pais, mães, igreja— que o Brasil lembrou que possuía o Exército nacional e apelou a ele. Foi só aí que a escuridão graças a Deus foi passando e fez-se a luz", diz o narrador, não identificado, que acrescenta: "O Exército nos salvou, o Exército. Não há como negar".
A Secretaria de Comunicação da Previdência (Secom) confirmou à Reuters que o canal usado, um contato de WhatsApp criado ainda no governo do ex-presidente Michel Temer para distribuir notícias à população, é um número oficial do Planalto. No entanto, afirmou que o vídeo não é uma criação da Secom e a distribuição não foi uma ação oficial.
Perguntada sobre quem controlava atualmente o canal, a Secom não soube informar.
O mesmo vídeo foi publicado na manhã deste domingo pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, junto a uma sequência de outros vídeos em defesa da ditadura militar.
Na semana passada, Bolsonaro instruiu os comandos militares a voltarem a comemorar o 31 de março, dia em que os militares iniciaram o golpe de 1964 que derrubou o presidente João Goulart, iniciando os 21 anos de ditadura no país.
A posição do presidente, um defensor ardoroso do período militar, foi criticada por diversas entidades nacionais e internacionais, incluindo o Ministério Público e o relator especial sobre a promoção da verdade, justiça, reparação e garantias de não-repetição das Nações Unidas, Fabián Salvioli.
Diante das reações negativas, Bolsonaro recuou e afirmou que não se trataria de comemorar, mas de rememorar o 31 de março.247


Blog do BILL NOTICIAS

Remédios ficarão 4,3% mais caros a partir de abril


Foto/Arquivo Notibras
O mês de abril vai começar com os remédios custando em média 4,3% mais caros. O autorização de aumento está publicada em edição extraordinária do Diário Oficial da União, em decisão da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed). “As empresas produtoras de medicamentos poderão ajustar os preços de seus medicamentos em 31 de março de 2019, nos termos desta resolução”, diz o ato.
Diferentemente de anos anteriores, o reajuste em 2019 será linear para todos os tipos de medicamentos. Este ano, o aumento ficará um pouco acima da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). No acumulado de março do ano passado até fevereiro deste ano, esse índice foi de 3,89%.
O Ministério da Saúde explica em nota que o porcentual não é um aumento automático nos preços, mas uma definição de teto permitido de reajuste. Com isso, cada empresa pode optar por aplicar o índice total ou menor.
“Será uma correção igualitária para os três grupos de insumos: os de maior concorrência, concorrência moderada e concentrada”, diz a pasta. De acordo com o ministério, mais de 12 mil apresentações de medicamentos são comercializadas no Brasil.(Notibras)


Blog do BILL NOTICIAS

Vendedora é presa na CEF de Gravatá ao tentar dar golpe com consignado

Mulher de 53 anos tentou retirar mais de R$ 30 mil usando documento falsificado

  Por: Portal FolhaPE
Material apreendido pela PF
Material apreendido pela PFFoto: divulgação/PF

Uma vendedora de cosméticos foi presa em flagrante em Gravatá, no Agreste de Pernambuco, ao tentar dar um golpe de mais de R$ 30 mil através de crédito consignado. Márcia Fernandes Morais, 53 anos, foi presa ao tentar sacar o dinheiro na agência da Caixa Econômica Federal da cidade utilizando documentos falsos de outra mulher.

Segundo a Polícia Federal, que autuou Márcia em flagrante, a intenção dela, segundo disse em depoimento, era fazer uma guia de retirada no valor de R$ 30 mil e depois um saque de R$ 5 mil. Ela havia ido à agência depois de ter feito, num correspondente bancário, um empréstimo consignado no valor de de R$ 38.451,00. Quando funcionários da CEF constataram o documento falsificado, policiais militares foram acionados e fizeram a detenção de Márcia ainda na agência. De lá, ela foi conduzida para a Superintendência da Polícia Federal no Recife. 

Apesar de não possuir antecedentes criminais, a mulher confessou que esse seria seu segundo golpe. O primeiro, de acordo com a PF, foi no ano passado, na agência da Caixa de São José do Egito, no Sertão pernambucano, onde sacou R$ 5 mil e transferiu R$ 20 mil. De acordo com Márcia, ela foi "aliciada" por uma pessoa que teria lhe oferecido cinco mil reais em Fortaleza (CE) - cidade onde mora - para realizar os golpes
A PF informou que vários integrantes "dessa quadrilha interestadual vêm sendo presos tanto pela Polícia Federal como pela Polícia Civil em vários estados". Márcia foi autuada por falsificação, uso de documento falso e falsidade ideológica e, caso condenada, pode pegar até mais de 15 anos de reclusão, além de multa. Após a autuação, ela realizou exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal e foi enviada para a audiência de custódia.




Blog do BILL NOTICIAS

31 de março de 1964? Não esquecer para evitar reprise

  Via:Vinicius de Santana

por Emanuel Andrade
Era 1º de janeiro de 1964. Um anúncio de boas festas da extinta rede de lojas  de eletrodomésticos ‘Rei da Voz’, cumprimentava o consumidor com o seguinte texto: “Lute pela democracia. A democracia é a única forma de governo dos povos livres(…) Os extremismos,a ditadura ou o comunismo trazem consigo sempre  um rastro de ódio, sangue, guerra, prepotência, miséria e sórdida escravidão”. Era um simples comercial. A população brasileira só não sabia se em meio ao texto publicitário/persuasivo, havia previsão de que seria um ano tenso, com um golpe militar a caminho.
Naquela semana,  um comentário na página de editoriais do Jornal do Brasil dizia que “Havia uma espécie de irritação generalizada e mau humor no ar”. Dentro de dois meses – em 31 de março – a temperatura chegava  ao limite máximo. A situação da política interna criava todas as condições para um golpe, incluindo na turbulência o encorajamento do governo dos Estados Unidos, o que para muitos estudiosos do tema,  talvez tenha sido fator decisivo para que ocorresse de fato o golpe. Não deu outra.
Para a história, o conceito de Golpe de Estado no Brasil em 1964 designou o conjunto de eventos ocorridos em 31 de março que culminaram, no dia 1.º de abril, com um ato golpista que encerrou o governo do presidente democraticamente eleito João Goulart – o  Jango. Dali em diante, homens do Exército, não somente agiram na conquista do poder como também começaram a executá-lo diretamente, implantando um regime centralizador, burocrático e autoritário.
A história, para além dos livros,  não conseguiu contabilizar em sua matemática cruel, o número de mortos e desaparecidos,  senão quase meio século depois, graças ao trabalho árduo da Comissão Nacional  da Verdade(CNV).
Março de 2019. Num surto provocativo, não sabemos se por um distúrbio psicológico, o presidente Jair Bolsonaro  determinou em vão as comemorações dos 55 anos do golpe. Foi um soco na opinião pública. Não era para menos o sentimento nefasto de um capitão reformado após carreira conturbada nas Forças Armadas. Ele que já havia tecido elogios de boca recheada ao que de pior aconteceu durante os anos de autoritarismo.
Antes de ser eleito, o presidente havia declarado aos quatro cantos, seu fanatismo incondicional do coronel Carlos Ustra, notório torturador a quem chamou de um herói brasileiro que o fim da vida de cidadãos? É salutar que a sociedade se torne um paredão frente aos absurdos de um político que ocupa o mais alto cargo da nação. E que tudo seja sempre colocado às claras para as novas gerações de um país que viveu a escuridão truculenta arquitetada pelos dos militares ao longo de 21 anos.  Até mesmo entre os militares, o presidente tomou um puxão de orelhas.
Dessa forma, em uma afronta barata, Bolsonaro instiga o patrocínio  da subversão de valores ao convocar a celebração oficial  para um regime que fechou o Congresso, prendeu opositores e o usou a tortura e mortes como métodos de repressão. A história jamais esquecerá esse capítulo sangrento.
Em 2014, depois de dois anos e sete meses de trabalho, a CNV confirmou, em seu relatório final, 434 mortes e desaparecimentos de vítimas da ditadura militar no país. Entre essas pessoas, 210 são desaparecidas. Digamos que o clima bélico armado  de vez em quando pelo presidente assusta. Expor a verdadeira radiografia assustadora do que foi 1964, é por si desgastante. É como entrar numa caverna radioativa.
Ao passo que nossa democracia cambaleia, é importante compreender que no Brasil não há caminho fora da democracia.. A grande maioria da sociedade foca num Brasil livre e descente. porque tortura é para nunca mais. Nem para estar lembrado de brincadeira. []
___________________________________________
Emanuel Andrade – é jornalista, pesquisador e professor da Universidade do Estado da Bahia (Uneb)


Blog do BILL NOTICIAS

Azul é multada em R$ 500 mil por aumento abusivo no preço das passagens aéreas em Petrolina

  Via:Carlos Britto
(Foto: Alexandre Justino/Divulgação)

O Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Prodecon), órgão vinculado à Prefeitura de Petrolina, registrou diversas denúncias de consumidores insatisfeitos com o aumento abusivo no valor das passagens, pela companhia Azul Linhas Aéreas, que presta serviços no Aeroporto Internacional Senador Nilo Coelho. Após apuração, o órgão municipal constatou a prática irregular por parte da instituição e aplicou multa no valor de R$ 500 mil.
O número elevado de reclamações foi observado logo após o anúncio do fim das atividades da companhia aérea Avianca Brasil, na cidade de Petrolina e em outras regiões do país, por motivo de recuperação judicial. Com fundamentação nos artigos 39 e 51 do Código de Defesa do Consumidor e na Lei Nº 12.529/2011, que trata sobre a prevenção e repressão às infrações contra a ordem econômica, o Prodecon de Petrolina atestou a prática abusiva por parte da empresa Azul.
Como este Blog mostrou na última quinta-feira (28), após um levantamento, constatou-se que o valor da tarifa de Petrolina para a capital pernambucana, pela Azul, já atingia inacreditáveis R$ 2.792,44 (com taxas incluídas). Para se ter uma ideia, por esse valor dá para ir a Londres, na Inglaterra. Ou seja: a região vai regredir aos anos 90, quando a extinta Varig Nordeste operava essa linha e cobrava em torno disso.
“Em mais uma fiscalização para assegurar os direitos dos consumidores, o Prodecon foi a campo e identificou que muitos clientes foram prejudicados pela decisão da empresa. O órgão vai continuar atuando para garantir que o Código de Defesa do Consumidor seja respeitado no município”, explica o diretor-presidente do Prodecon, Dhiego Serra.
Prazo
A Azul tem o prazo de 10 dias para apresentar defesa administrativa, a partir da data de entrega do auto de infração, datado de 29 de março de 2019. Fica o espaço aberto para a empresa se pronunciar, caso queira.
Onde denunciar
O cliente que se sentir prejudicado pela prática na cidade deve fazer reclamação junto ao Prodecon que funciona no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho das 8h às 12h. Para formalizar a denúncia, é preciso apresentar cópia de RG, CPF, comprovante de residência, além do bilhete aéreo ou comprovante da compra. Outras informações através do número: 3861-3066.

Blog do BILL NOTICIAS