segunda-feira, 11 de março de 2019

Sobe para sete o número de mortos em temporal na Grande São Paulo

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o deslizamento de terra deixou três pessoas soterradas; carros foram arrastados pela correnteza e alguns motoristas tiveram que aguardar ajuda nos tetos dos veículos
Por: Agência Brasil e Folhapress
[610] Chuvas em São Paulo
Temporal em São PauloFoto: Reprodução / TV Globo

O temporal que atingiu a grande São Paulo na noite desse domingo (10) e madrugada desta segunda (11) deixou diversas regiões alagadas, bloqueando ruas e avenidas, desabamentos de casas e deslizamentos de terra. Até o momento, são sete mortos.

No desabamento de uma residência em Ribeirão Pires, no ABC, quatro pessoas morreram. Outras duas vítimas foram socorridas. A casa está localizada na rua Caiçara, na altura no número 100, no bairro Estância das Rosas.
A corporação informa também sobre o deslizamento de terra que atingiu uma casa na Rua dos Cravos, em São Rafael, na zona leste da capital, soterrando três pessoas. Uma mulher e duas crianças foram retiradas dos escombros, uma das crianças em estado grave. Todos foram levados para o Posto de Saúde de Sapopemba.

A enxurrada alagou várias vias no bairro de Sacomã, na região sudeste da cidade. De acordo com relatos nas redes sociais, carros foram arrastados pela correnteza e alguns motoristas tiveram que ficar aguardando ajuda nos tetos dos veículos.

Em São Paulo, o rio Tamanduateí transbordou e alagou vários pontos de seu entorno. Duas pessoas não resistiram à força da água e morreram por afogamento na região. Os bombeiros disseram que as vítimas foram levadas pela água em dois pontos distintos da avenida do Estado. Uma quinta vítima também morreu afogada em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo), no bairro Taboão.

Na Rua Caqui, em Embu Mirim, uma casa também desabou. Quatro pessoas foram retiradas dos escombros sem ferimentos. A Via Anchieta está interditada perto da Universidade Bandeirante (Uniban). Os bombeiros, relatam que a Rua Cipriano Barata, no Ipiranga, ficou alagada e um carro foi levado pela correnteza.

Os dados atualizados do Corpo de Bombeiros registram uma total de 34 ocorrências de queda de árvores, 54 desmoronamentos e desabamentos e 601 atendimentos para alagamentos. A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos informou que a circulação de trens na Linha 10 (Turquesa) está interrompida e ainda sem previsão de normalização.

De acordo com Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros de São Paulo, "a prioridade é atender todas as vítimas que estão em locais de difícil acesso e ilhadas dentro de veículos", informou.

O Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo informou que o maior volume de chuva, das 19h do domingo às 7h desta segunda, foi registrado em Jabaquara, 109,5 milímetros, e na Vila Prudente, 103,3mm.

Previsão do tempo
Após o temporal desta madrugada, o céu vai ficar encoberto e com garoa ocasional na Grande São Paulo na manhã desta segunda. Durante a tarde, no entanto, a chuva deverá voltar com força, segundo o CGE. Os termômetros deverão oscilar entre 19ºC e 24ºC nesta segunda.

Na terça (12), a previsão é de sol entre nuvens pela manhã e sensação de tempo abafado. Entre a tarde e o início da noite, áreas de instabilidade poderão se formar e provocar chuva em forma de pancadas fortes, com trovoadas e rajadas de vento. A temperatura máxima atingirá 28ºC.


Temporal em São Paulo
Temporal em São PauloFoto: Reprodução/TV Globo

Temporal em São Paulo
Temporal em São PauloFoto: Reprodução / TV Globo

Temporal em São Paulo
Temporal em São PauloFoto: Reprodução / TV Globo






Blog do BILL NOTICIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário