quinta-feira, 21 de março de 2019

Lençóis com suspeita de contaminação hospitalar eram vendidos em Jaboatão

Procon e Vigilância Sanitária da cidade apreenderam o material. Se confirmada a contaminação, loja pode levar multa de até R$ 3 milhões.
 Por: Paulo Trigueiro
Procon fiscaliza loja
Procon fiscaliza lojaFoto: Prefeitura de Jaboatão

Lençóis com suspeita de contaminação hospitalar estavam sendo vendidos em um comércio de grande porte no bairro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes. Equipes do Procon e da Vigilância Sanitária da cidade recolheram o estoque depois que uma cliente denunciou o caso. Venda de lixo hospitalar é extremamente raro e deve ser confirmado ou rejeitado pelo Instituto de Criminalística (IC).

“Ela comprou e percebeu, no lençol, um esparadrapo com a palavra ‘contaminado’ escrita. Fez a denúncia e fomos até o local, onde encontramos outros 20 lençóis de solteiro com as mesmas características. Estavam com manchas amareladas e outras vermelhas”, narrou o coordenador de Fiscalização do Procon do Jaboatão, Erik Gondim. Numa análise primitiva, as equipes acreditam estar diante de lençóis que foram sujos com iodo sangue
A suspeita só será confirmada, contudo, após análise realizada pelo IC. “Encaminhamos os materiais apreendidos para a Delegacia do Consumidor, eles abrem um inquérito policial e pedem a análise. Caso seja comprovado que o material é de hospital, traçarão sua origem. A empresa que vendia pode ser multada em R$ 3 milhões, o valor máximo previsto no Código de Defesa do Consumidor.”


Blog do BILL NOTICIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário