quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Mudanças no governo Paulo Câmara condicionadas ao Palácio do Planalto

   Por: Marcelo Montanini
Governador Paulo Câmara
Governador Paulo CâmaraFoto: Divulgação/PSB


As costuras para o redesenho do secretariado do governador Paulo Câmara (PSB) estão sendo feitas à espreita da configuração ministerial do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Os anúncios de fusões e extinções de ministérios podem atrapalhar a ideia de alinhamento por partidos entre ocupantes das pastas estaduais e federais analisada pelo Palácio do Campo das Princesas. Diante disso, Câmara decidiu aguardar a definição do novo cenário para montar a nova equipe.

Na esteira da indefinição, o deputado federal eleito João Campos (PSB) admitiu a possibilidade de assumir alguma pasta por missão partidária. Visando ao projeto Prefeitura do Recife, em 2020, há uma discussão interna no PSB sobre o que seria melhor para o filho do ex-governador Eduardo Campos, morto em 2014. A situação está sendo discutida, mas a definição será obtida adiante. 

Nos bastidores, avaliou-se a ocupação das secretarias de Cidades ou de Turismo. Mas, se o Ministério das Cidades for de fato extinto como prenunciou o deputado federal eleito Luciano Bivar (PSL), a pasta estadual perderia o peso. A leitura no Palácio do Campo das Princesas é que não adiant

A situação da deputada estadual eleita Gleide Ângelo (PSB), que foi aventada nos bastidores na secretaria da Mulher, segue inconclusa. O partido também vislumbra que Gleide dispute a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes. A oposição ao prefeito Anderson Ferreira (PR) saiu enfraquecida das urnas e ela é vista como alguém que pode desempenhar essa função. Contudo, há também uma ala que defende que ela deve assumir o mandato na Assembleia Legislativa.

Os espaços do PT, do PP e demais partidos na gestão também ficarão em “banho-maria”. As definições só devem ocorrer quando Câmara retornar das férias no final de novembro. Mas o anúncio oficial só será realizado em meados de dezembro. Nos bastidores, comenta-se que o desejo do governador era realizar alterações pontuais no secretariado, mas a configuração da Esplanada dos Ministérios poderá influenciar nisso.

Contudo, os secretários da Fazenda, Marcelo Barros, e da Casa Civil, André Campos, e o chefe de gabinete, José Neto, devem ser mantidos no Palácio das Princesas. 



Blog do BILL NOTICIAS

Acidente automobilísitco envolve veículo do BIEsp próximo à Jutaí em Pernambuco

   Via:ViniciusdeSantana

Por volta das 05:30 desta quinta-feira(01) um acidente automobilístico envolvendo efetivo do Batalhão Integrado Especializado(BIEsp) deixou 4 policiais feridos.
O veículo estava próximo à Fazenda Tanque Ferro (área de treinamento do EB) em Jutaí, seguindo em direção à Ouricuri, quando por motivo desconhecido o condutor perdeu o controle e veio a capotar o veículo.
Os quatro policiais envolvidos foram encaminhados à uma unidade de saúde em Petrolina, onde o motorista teve alta com apenas escoriações nas mãos, os outros três, que sofreram maiores impactos, passaram por alguns exames.  Aguardem novas informações.

Blog do BILL NOTICIAS

Moro aceita convite de Bolsonaro para comandar o Ministério da Justiça

O juiz federal Sérgio Moro aceitou nesta quinta-feira (1º) o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para chefiar o Ministério da Justiça e Segurança Pública.
Os dois estiveram reunidos nesta manhã, no Rio de Janeiro. Moro chegou na casa de Bolsonaro, na Barra da Tijuca, um pouco antes das 9h. Ele veio de Curitiba em voo de carreira e sem seguranças.
Após o encontro, Moro divulgou nota dizendo que aceitou “honrado” o convite. Moro disse, ainda, que aceitava o cargo com “certo pesar” pois terá que abandonar a carreira de juiz após 22 anos de magistratura.
“No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito a Constituição, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão”, escreveu Moro.
“Na prática, significa consolidar os avancos contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior”, concluiu.
Segundo o juiz, a Operação Lava Jato seguirá em Curitiba “com os valorosos juízes locais”. Ele disse que desde já vai se afastar de novas audiências.
Moro é o quinto ministro anunciado pelo governo Bolsonaro. Outros quatro já foram anunciados: Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Paulo Guedes(Economia), general Augusto Heleno (Defesa) e Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia).
O presidente Jair Bolsonaro confirmou, por meio do Twitter, que o juiz federal Sérgio Moro aceitou seu convite para o Ministério da Justiça e Segurança Pública.
“Sua agenda anti-corrupção, anti-crime organizado, bem como respeito à Constituição e às leis será o nosso norte!”, afirmou Bolsonaro
Durante voo de Curitiba para o Rio de Janeiro, Sergio Moro afirmou à reportagem da TV Globo que não havia nada definido e que aceitar o convite para assumir o ministério dependia de agenda anticorrupção e anticrime organizado para o país.
“Se houver a possibilidade de uma implementação dessa agenda, convergência de ideias, como isso ser feito, então há uma possibilidade. Mas como disse, é tudo muito prematuro”, afirmou Moro.
Nota divulgada pelo juiz Sérgio Moro
Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justica e da Seguranca Publica na proxima gestao. Apos reuniao pessoal na qual foram discutidas politicas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a pespectiva de implementar uma forte agenda anticorrupcao e anticrime organizado, com respeito a Constituicao, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisao. Na pratica, significa consolidar os avancos contra o crime e a corrupcao dos ultimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operacao Lava Jato seguira em Curitiba com os valorosos juizes locais. De todo modo, para evitar controversias desnecessarias, devo desde logo afastar-me de novas audiencias. Na proxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes.
Curitiba, 01 de novembro de 2018.
Sergio Fernando Moro

Blog do BILL NOTICIAS

Bandidos provocam autoridades e explodem mais uma agência bancária em Pernambuco


Uma agência da Caixa Econômica Federal foi alvo de uma explosão na madrugada desta quinta-feira (1º) em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata de Pernambuco. Segundo informações da Polícia Militar, quatro homens armados chegaram por volta das 3h45 em duas caminhonetes ao estabelecimento localizado na Avenida Mariana Amália, no Centro.
De acordo com a PM, os suspeitos explodiram dois caixas eletrônicos, que deixou a parte interna da agência parcialmente destruída. A polícia informou que não houve troca de tiros. Toda a ação durou cerca de cinco minutos.
Ainda não se sabe a quantidade em dinheiro que foi levada e nem a de suspeitos que participaram da ação. A PM informou que os homens que participaram da ação fugiram em uma das caminhonetes em direção ao distrito de Natuba.
Na fuga, foram colocados vários grampos na via de barro. Duas viaturas da Polícia Militar tiveram os pneus furados. Nenhum suspeito foi preso, até o momento.
O Instituto de Criminalística (IC) foi chamado para realizar a perícia no local. A Polícia Federal está indo até o local. (Jc Online)

Blog do BILL NOTICIAS

Prefeitos do Agreste e Sertão buscam apoio do senador FBC em Brasília para agilizar demandas


Cinco prefeitos do Agreste e do Sertão pernambucanos foram recebidos na manhã de ontem (31/10), em Brasília, pelo senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Durante as audiências, no gabinete do Senado, Erivaldo Oliveira (PSD), Tiago Nunes (MDB), Joãozinho Tenório (PSDB), Edson Vieira (PSDB) e Hilário da Silva (PSD) receberam o apoio do senador em ações que vão beneficiar os municípios de Serrita, Agrestina, São Joaquim do Monte, Santa Cruz do Capibaribe e Brejo da Madre de Deus, respectivamente.
Além da intermediação de Fernando Bezerra junto a diferentes órgãos do governo federal para dar mais celeridade a ações e programas executados nestas cidades, os prefeitos solicitaram a atuação do senador na liberação de recursos previstos em emendas parlamentares.
As principais demandas dos gestores foram nas áreas de saúde, educação e infraestrutura urbana e hídrica. “Estaremos sempre à disposição para ajudarmos os prefeitos a garantirem mais qualidade de vida, emprego e dignidade aos pernambucanos”, destacou FBC.

Blog do BILL NOTICIAS

SE MORO ACEITAR MINISTÉRIO, JUÍZA GABRIELA HARDT ASSUME LAVA-JATO



247 
Mesmo bombardeado por duras críticas de seus pares, o juiz Sérgio Moro sinaliza que vai aceitar o ministério de Bolsonaro. Caso realmente aceite, os processos da Lava-Jato passarão a ser conduzidos pela juíza substituta Gabriela Hardt. Ela assumiria provisoriamente a 13ª Vara Federal de Curitiba, uma vez que, segundo a Lei da Magistratura, Moro fica proibido de exercer qualquer cargo na administração pública. Se assumir o posto, caberá a Hardt interrogar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no próximo dia 14, no processo referente ao sítio de Atibaia.
A reportagem do jornal O Globo destaca que "Gabriela Hardt também poderia assumir o processo que envolve a compra de um prédio para o Instituto Lula e de uma cobertura vizinha ao apartamento do ex-presidente em São Bernardo do Campo, pela Odebrecht. A defesa de Lula tem até meia-noite de hoje para apresentar as alegações finais e, a partir de então, a ação pode ser julgada".
A matéria especula que "na prática, a Lava-Jato pode estar perto do fim em Curitiba. A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) já havia retirado das mãos de Moro novas investigações, como as menções a Lula e ao ex-ministro Guido Mantega por delatores da JBS. O presidente do STF, Dias Toffoli, também suspendeu uma ação penal na 13ª Vara Federal contra Mantega, sob argumento de que os supostos repasses da Odebrecht devem ser analisados pela Justiça Eleitoral".

Blog do BILL NOTICIAS

Bancada do PT na Alepe “vê com bons olhos” criação do Departamento de Combate ao Crime Organizado

   Via:Carlos Britto
Foto: Divulgação



A bancada do PT na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), por meio do deputado estadual Odacy Amorim e deputada Teresa Leitão, decidiu se manifestar sobre o polêmico projeto de lei, de autoria do Governo do Estado, extinguindo a chamada ‘delegacia anticorrupção’. Numa nota enviada à imprensa, a bancada acredita que a criação do Departamento de Combate ao Crime Organizado (Dacro), proposta pelo governador Paulo Câmara (PSB), cumprirá sua missão:
Os deputados estaduais do PT de Pernambuco expressam sua opinião sobre a polêmica da votação do PL 2066/2018, que incorpora a Delegacia  de Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp) ao novo Departamento de Combate ao Crime Organizado (Dacro):
  1. Os deputados do PT de Pernambuco têm atuação firme em defesa da cidadania, do direito, da justiça, da educação e da segurança, e vêm exercendo seus mandatos com rigor e atenção aos bens públicos;
  2. A bancada do PT analisou os termos do PL 2066/2018 desde sua chegada à Assembleia Legislativa e, assim como especialistas de fora do governo e outros deputados, viu com bons olhos a criação do Departamento de Combate ao Crime Organizado (Dacro), sendo a ele incorporada a Delegacia de Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp);
  3. Como membro da Comissão de Constituição Legislação e Justiça, a deputada estadual Teresa Leitão (PT) votou favorável às emendas da deputada Priscila Krause (DEM) ao projeto. As duas emendas, basicamente, organizavam melhor a incorporação da Decasp ao Dacro;
  4. Posteriormente à derrubada das emendas, por maioria ampla dos deputados da base do governo e da oposição, a bancada do PT votou favorável ao Projeto de Lei da criação da Dacro;
  5. Os deputados do PT concordavam e atuaram para adiar a votação do projeto e convocar uma audiência pública sobre o tema. Mas, como é de conhecimento público, a urgência do projeto foi mantida, o que sem dúvida impediu a realização de audiências públicas e maiores esclarecimentos sobre o projeto;
  6. O PT apoia o combate à corrupção e acredita que este é possível por meio da criação do Departamento de Combate ao Crime Organizado (Dacro), que dará continuidade a todas as investigações em curso;
  7. Alegra-nos, da bancada do PT, que uma centena de questionamentos nos sejam dirigidos, legitimamente, tanto por eleitores, por militantes de esquerda e de direita, provando que sob os deputados do Partido dos Trabalhadores a exigência na atuação é constante, o que nos faz mais responsáveis para acompanhar os próximos passos da implantação do Departamento, inclusive fazendo com que as atribuições da Decasp sejam preservadas e ampliadas. Lembrando que a luta contra a corrupção não é personalizada, ela é uma luta da sociedade que conta com o nosso irrestrito apoio.
Odacy Amorim/Líder do PT na Alepe 
Teresa Leitão/Presidenta da Comissão de Educação e Cultura da Alepe

Blog do BILL NOTICIAS

Missa na Catedral de Petrolina marca três anos sem Osvaldo Coelho. É nesta quinta(01)


Dona Ana Maria Cruz Coelho (esposa) e filhos Patrícia Coelho, Guilherme Coelho, Josinha Coelho, Ana Maria Coelho, Ana Carolina Coelho e Ana Amélia Coelho Lemos, convidam parentes e amigos para missa de três anos do falecimento do eterno deputado federal, Osvaldo Coelho, que erá realizada nesta quinta feira  (01), às 17h na Igreja Catedral de Petrolina.
Coelho faleceu após sofrer um infarto, no dia 1º de novembro de 2015, em sua residência no Recife. Defensor aguerrido da melhoria de vida e desenvolvimento das regiões através da irrigação e educação o político pernambucano dedicou seus 84 anos à vida pública, independente de exercer ou não um mandato. Esse comprometimento é reconhecido pelos colegas de parlamento, que o admiravam pela defesa constante do Semiárido. Foi o responsável pela consolidação dos perímetros irrigados de Petrolina e pela implantação do Instituto Federal do Sertão e da Universidade Federal do Vale do São Francisco. “Espero que as pessoas lembrem de mim como aquele que fez de tudo para fortalecer os mais fracos”, dizia Coelho quando questionado sobre o poto mais forte do seu legado.
Ao comemorar seu último aniversário, Osvaldo falava sobre sua trajetória. Ele reconhecia o sacrifício feito por sua família em abrir mão da sua companhia e identificava na esposa, Anamaria Coelho o esteio necessário para que pudesse travar suas batalhas em prol dos menos desfavorecidos. O Braço Forte do Sertão, como era conhecido entre os colegas, pregava na no Congresso Nacional  o tratamento desigual às regiões desiguais, com maior destinação de recursos para Norte e Nordeste do país para que estes alcançassem melhores índices de desenvolvimento socioeconômico que as demais áreas do país.
A celebração desta quinta-feira (01) será, não apenas o momento de familiares, amigos e admiradores rezarem pela alma de Osvaldo Coelho, mas também homenagear esse exemplo de hombridade e retidão, tão necessária na política. A todos que comparecerem a família desde já agradece. (Grande Rio FM)

Blog do BILL NOTICIAS

MOURÃO REVELA QUE MORO FOI CONVIDADO DURANTE A CAMPANHA E PT REAGE


247 - O caso da provável nomeação de Sergio Moro como ministro da Justiça ganha nova dimensão com a notícia de que o convite foi feito por Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral. A revelação foi feita pelo general Hamilton Mourão, vice-presidente eleito, em entrevista aos jornais Valor Econômico (aqui) e Folha de S. Paulo: "Isso (o convite) já faz tempo, durante a campanha foi feito um contato", disse Mourão nesta quarta-feira, ao falar sobre o convite a Moro, detalhando que o contato foi feito por Paulo Guedes a pedido de Bolsonaro. Em 1 de outubro, menos de uma semana antes do primeiro turno, Moro quebrou o sigilo da delação premiada de Antonio Palocci e ordenou sua divulgação para a imprensa com o objetivo de prejudicar a campanha do PT (aqui).
Moro está no Rio de Janeiro desde as 7h30 desta quinta-feira (1) para reuinir-se com Bolsonaro e definir sua ida ao Mnistério da Justiça. O convite de Bolsonaro e a reação entusiasmada de Moro está causando estupefação no meio jurídico, na política e até na imprensa conservadora que sempre apoiou a Lava Jato, agravado agora com a revelação de que houve uma trama durante a campanha eleitoral.
O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta, reagiu à entrevista de Mourão no começo da manhã: É de uma gravidade espantosa a revelação de Mourão. É prova testemunhal da relação criminosa e perversa entre a Lava Jato e Bolsonaro. Quando Moro vazou a delação de Palocci, já sabia que se Jair Bolsonaro fosse eleito ele seria ministro".
Veja a sequencia de tweets de Pimenta sobre o caso:
General Mourão confessou q Sérgio Moro durante a campanha já sabia q seria convidado p/ ser ministro se @jairbolsonaro fosse eleito. Ele revelou detalhes desta relação sórdida entre o verdugo do principal candidato e o eleito. Moro atuou na campanha como cabo eleitoral

É de uma gravidade espantosa a revelação de Mourão. É prova testemunhal da relação criminosa e perversa entre a Lava Jato e Bolsonaro. Quando Moro vazou a delação de Palocci, já sabia que se @jairbolsonaro fosse eleito ele seria ministro.

Não menos grave é a informação de que o procurador Carlos Fernando, um dos Golden Boys da Lava Jato, não só fará parte de uma eventual equipe de Moro, como durante a campanha já sabia havia sido contatado e informado desta possibilidade caso @jairbolsonaro fosse eleito
Agora fica mais fácil de entender a implacável perseguição da Lava Jato contra @LulaOficial, o desespero de Moro para q o Habeas Corpus para soltar Lula ñ fosse cumprido, e a decisão para q Lula permanecesse isolado durante a campanha, sem nenhum contato com a imprensa
O ex-ministro da Justiça no governo Dilma, Eugênio Aragão, falou sobre o caso ao Brasil de Fato: "Isso apenas confirma tudo o que a gente disse até hoje, de que verdade ele não era juiz. Ele estava atrás de uma vantagem pessoal para sua carreira, cultivando a sua vaidade e, na verdade, chegou onde ele conseguiu chegar".
Segue a reportagem:
A opinião é compartilhada por Cláudia Maria Barbosa, professora de direito constitucional da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Mas ela alerta que, após empossado no cargo político, os abusos de Moro não terão o mesmo tratamento que tiveram na magistratura.
"A ocupação, pelo juiz, do Ministério da Justiça, escancara a politização indevida do Judiciário, e isso já é um sinal para que a população e a própria imprensa esteja atenta. Por outro lado, o Ministério da Justiça não é o Judiciário. Então, as garantias de imunidade que, enquanto juiz, o Sérgio Moro teve quando cometeu excessos e abusos, ele não teria dentro do Ministério da Justiça, afinal é um cargo de livre nomeação, mas também de livre destituição".
Aragão relembra os vários casos controversos em que o juiz Moro extrapolou suas atribuições para "perseguir" Lula e seus familiares.
"Do ponto de vista ético, é algo lamentável. Do ponto de vista da história do senhor Moro, na verdade, isso prova apenas que o crime compensa. O que ele tem feito ao longo do processo da Lava Jato em relação ao Lula e sua família foi criminoso. Abriu sigilos que foram quebrados de forma ilegal, fora do período autorizado, deu publicidade a conversas particulares entre Dona Marisa e seu filho. Moro foi tudo menos um juiz. Ele foi mais um carrasco do que um juiz. Depois, aquele episódio em que ele protagonizou uma disputa com o desembargador Favretto, saindo de suas férias, despachando sem qualquer competência e determinando a Polícia Federal a não cumprir uma decisão de um desembargador. Por fim, também, no que diz respeito a este desafio, Moro não está no tamanho dele. Ele é uma pessoa pequena, que prova apenas a pequenez do governo ao qual ele irá servir".
O ex-ministro afirma que o aceitamento de Moro ao cargo pode servir como mais um argumento de suspeição do juiz Moro para julgar os processos relacionados ao ex-presidente Lula. Mas pondera que a decisão final caberá às cortes superiores, que até o momento não têm assumido sua responsabilidade.
"Aqui, mais uma vez, nós teríamos uma arguição de suspeição do Sérgio Moro. Já foram interpostas várias arguições de suspeição. Todas elas flagrantes, por opiniões que ele deu publicamente, pela forma como ele procedeu. Podemos até arguir, mas resta saber se o Judiciário vai assumir a sua responsabilidade. Infelizmente, até agora, não fez".Por:247


Blog do BILL NOTICIAS

Em Pernambuco, Adagro começa nesta quinta(01) segunda etapa da campanha contra a febre aftosa

Resultado de imagem para campanha contra a febre aftosa


Começa no dia 1° de novembro a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, realizada pela Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro). Nessa fase só devem ser vacinados os rebanhos de bovinos e bubalinos com até 2 anos. Os produtores devem adquirir a vacina em farmácias veterinárias, transportar em um isopor com gelo e aplicar no animal seguindo a dose indicada. O ideal é 5ml por cada animal e é recomendável trocar a agulha a cada 10 aplicações.
O local de aplicação é “tábua do pescoço” e deve ser realizada nas horas mais frias do dia para evitar que os animais se estressem. “Depois de realizar a vacina o produtor tem até 15 dias para declarar a vacinação. Apesar de a imunização só ser obrigatória para os animais mais jovens, o produtor deve declarar todo o rebanho nos escritórios da Adagro”, explica o presidente da Adagro, Paulo Roberto Lima.
Mais de 500 mil animais devem ser imunizados nesta etapa. Pernambuco possui atualmente mais de 1,7 milhões de bovinos. Produtores que não vacinarem pagarão multa no valor de R$ 60,00 por animal não imunizado. Quem não fizer a atualização cadastral do rebanho fica impedido de retirar a Guia de Trânsito Animal e obter as declarações da Adagro, além de pagar multa de R$ 300,00 por propriedade. (PENotícias)

Blog do BILL NOTICIAS