domingo, 28 de outubro de 2018

Jair Bolsonaro é eleito presidente da República

Vencedor terá que governar com um Congresso com partidos debilitados pelos escândalos e dominado pelos lobbies conservadores do agronegócio, das igrejas evangélicas e dos defensores do porte de armas

  Por: Com AFP 
Jair Bolsonaro (PSL) é eleito
Jair Bolsonaro (PSL) é eleitoFoto: Arte: Folha de Pernambuco

Jair Bolsonaro (PSL) foi eleito presidente da República. O resultado foi confirmado às 19h deste domingo (28). A apuração ainda não foi finalizada, mas aponta para 55,7% de votos para Bolsonaro contra 44,3% para Fernando Haddad (PT).

Jair Bolsonaro (PSL), capitão do Exército na reserva, 63 anos, deputado desde 1991, conseguiu capitalizar a decepção e a raiva de uma população abalada por anos de recessão e estagnação, assim como cansada com os escândalos de corrupção. Bolsonaro é um grande defensor da ditadura (1964-85) e admirador declarado de um dos principais torturadores do regime

Fernando Haddad (PT), professor e ex-prefeito de São Paulo, 55 anos, foi designado candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) em substituição a seu líder histórico, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), que cumpre desde abril uma pena de 12 anos prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

No primeiro turno, em 7 de outubro, Bolsonaro recebeu 46% dos votos e Haddad 29%. As últimas pesquisas, divulgadas na noite de sábado (27), mostraram o candidato do Partido Social Liberal (PSL) com vantagem de oito a 10 pontos. Mesmo assim, Bolsonaro pediu a seus seguidores para não baixarem a guarda. 

Haddad 
encurtou a distância de seu adversário nos últimos dias (em meados de outubro Bolsonaro tinha 18 pontos de vantagem sobre ele), depois que o adversário ameaçou seus rivais de esquerda: "Ou vão pra fora ou vão para a cadeia. Esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria", disse.

Raiva crescimento de Haddad aconteceu com o apoio de milhões de brasileiros beneficiados pelas políticas de inclusão social de seu padrinho político. Mas esta identificação também trouxe consigo o seu índice de rejeição, já que, para outros milhões de eleitores, Lula PT são sinônimos de esquemas financeiros turvos para permanecer no poder. É uma rejeição comparável apenas à do próprio Bolsonaro, que ao longo de seus 27 anos no Congresso ganhou conhecimento mais por suas declarações misóginas, racistas e homofóbicas.

O estado de saúde do candidato do PSLesfaqueado no abdômen por um ex-filiado do PSOL no dia 6 de setembro, o privou de participar de atos públicos, apesar da ativa presença nas redes sociais, sua arma favorita, sem participar de nenhum debate com seu adversário. Bolsonaro fez campanha com propostas como liberar o porte de armas para combater a insegurança galopante ou travar uma guerra sem trégua contra a corrupção.

No começo do mês, uma pesquisa do Datafolha mostrou que 88% dos brasileiros se sentem inseguros no país; 79% trises com a situação do país; 78% desanimados; 68% com raiva, e 62% com medo do futuro. 

Consolidada a vitória, o guru econômico de BolsonaroPaulo Guedes, tentará lançar um programa de privatizações para reduzir a dívida e reativar a economia, que vem de dois anos de recessão e mais dois de crescimento fraco.

O vencedor terá que governar com um Congresso com partidos debilitados pelos escândalos e dominado pelos lobbies conservadores do agronegócio, das igrejas evangélicas e dos defensores do porte de armas. O candidato eleito substituirá em 1º de janeiro de 2019 Michel Temer, o presidente mais impopular desde o retorno da democracia.



Blog do BILL NOTICIAS

Apoiadores de Bolsonaro fazem festa em frente à casa do candidato

De vez em quando, um grupo interrompe o fluxo na avenida para fazer flexões de braço, em séries de 17, o número do candidato


  Por: Folhapress
Militantes fazem ato em defesa de Bolsonaro em frente à casa dele
Militantes fazem ato em defesa de Bolsonaro em frente à casa deleFoto: Tânia Regô/Agência Brasil

Com muitas bandeiras camisas do Brasilapoiadores de Jair Bolsonaro (PSL) se aglomeram em frente à casa do candidato, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Em clima de festa, o movimento já atrai vendedores ambulantes de cerveja, que se juntam às barraquinhas com camisas de Bolsonaro, comuns no local durante a semana.

"Se depender de mim, ele já ganhou, porque eu fiz a minha parte. Passei dois meses panfletando por ele", disse o aposentado Ananias de Souza, 72, que chegou ao local por volta das 10h e pretende ficar até sair o resultado.
De vez em quando, um grupo interrompe o fluxo na avenida para fazer flexões de braço, em séries de 17, o número do candidato. No início da tarde, um veículo carregando no teto um caixão simulando a morte do PT foi festejado pelos presentes aos gritos de "a nossa bandeira jamais será vermelha".

Por segurança, foram instaladas grades para evitar o trânsito de pedestres na calçada onde fica a casa de Bolsonaro. Homens do Grupamento Tático Móvel do Batalhão de Polícia de Choque da Polícia Militar ajudam no policiamento da área. A aglomeração vem aumentando no decorrer do dia e, às 17h, o trecho da avenida em frente à casa de Bolsonaro será fechado ao tráfego de veículos.



Blog do BILL NOTICIAS

Resultados da apuração para presidente no 2º turno só a partir das 19 horas

   Por:Vinicius
Resultado de imagem para bolsonaro e haddad

Apuração e os resultados das eleições de 2018 para presidente só às 19 horas. Aguardem!





Blog do BILL NOTICIAS

HADDAD: MORTE DE JOVEM É INADMISSÍVEL E EXIGE APURAÇÃO E PUNIÇÃO RÁPIDA

Ricardo Stuckert / Facebook

247 - O candidato da frente democrática, Fernando Haddad (PT), se manifestou sobre a morte do jovem Charlione Lessa Albuquerque, de 23 anos, vítima de um homem que atirou contra uma carreata a favor de Haddad que acontecia em Pacajus, na Grande Fortaleza. De acordo com testemunhas que estavam presentes na carreata, o autor dos disparos gritou o nome de Bolsonaro antes do crime.
"É inadmissível o assassinato de um jovem, Charlione Lessa Albuquerque, que participava de carreata da minha campanha em Pacajus. Ele estava no carro com a mãe celebrando a democracia e acabou morto. É preciso apuração e punição rápida. À família, toda minha solidariedade", postou Haddad no Twitter. O jovem trabalhava como servente de pedreiro e era filho de uma secretária da CUT.
Leia abaixo nota divulgada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo do Vestuário (2015-2019), ligado à CUT:
Vítima é filho da Secretária Nacional da Mulher Trabalhadora da CNTRV/CUT
Nota oficial
É com profundo pesar e indignação que informamos o assassinato de Charlione Lessa Albuquerque, de 23 anos, filho de Maria Regina Lessa, Secretária da Mulher Trabalhadora da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Vestuário da CUT, CNTRV, ocorrido no início da noite deste sábado, 27, na cidade de Pacajus, interior do Ceará, durante uma carreta em apoio a Fernando Haddad.
O jovem, que trabalhava como servente de pedreiro, participava ao lado de sua mãe da carreata, que seguia em clima pacífico e descontraído. Segundo testemunhos, um seguidor do candidato Jair Bolsonaro (PSL) desembarcou de um carro e disparou vários tiros contra a manifestação. Após os disparos, o assassino bradou orgulhoso o nome de Bolsonoro.
A CNTRV exige das autoridades cearenses e nacionais a rápida prisão do assassino e demais participantes do crime e espera explicações do candidato do PSL à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro, cujos seguidores agem de forma extremamente violenta, impulsionados por seu discurso de ódio e intolerância contra opositores.
Na oportunidade, expressamos, nesse triste momento de dor e perda, a total solidariedade do conjunto de dirigentes e militantes do ramo vestuário da CUT com a companheira Regina Lessa. Seguimos combatendo o fascismo, o ódio e a intolerância com as armas da democracia. O Brasil não é um país intolerante e não podemos permitir que uma candidatura irresponsável, como a de Bolsonaro, transforme nossa terra pacífica num campo de guerra.
São Paulo, 27 de outubro de 2018.
Francisca Trajano dos Santos - Presidenta

Blog do BILL  NOTICIAS

NÚMEROS DA APURAÇÃO COMEÇAM A SAIR 19 HORAS E NORDESTE DEVE DECIDIR


247 - O resultado da apuração das eleições presidenciais começam a ser divulgados às 19h (hora de Brasília); às 17h35, 8,23% das urnas já estavam apuradas, mas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mantém  os resultados em sigilo. Pesquisa boca de urna do Ibope será divulgada às 19h mas não deverá indicar um vencedor fora da margem de erro, o que indica que a apuração terá o mesmo caráter épico da de 2014, decidida apenas no final, com a apuração dos resultados do Nordeste.
O sociólogo Marcos Coimbra, diretor do Instituto Vox Populi, que realizou a pesquisa deste sábado (27) com o 247, afirmou em entrevista à TV 247 no programa Giro das 11 que o cenário da apuração deve ser mesmo similiar ao de 2014, com Bolsonaro à frente com as apurações do Sul e Sudeste, que acontecem com velocidade bem superior à do Nordeste que, segundo Coimbra, "pode decidir a eleição novamente".
Na pesquisa Vox/247 divulgada na tarde ontem,  Haddad e Bolsonaro aparecerem empatados em 43% das intenções de voto. 9% declararam votar em branco ou nulo. Entre aqueles que não souberam ou não responderam o índice foi de 5 pontos percentuais.

Blog do BILL NOTICIAS

HADDAD: VITÓRIA NÃO SERÁ MINHA NEM DO PT, MAS DA ESPERANÇA E DA LIBERDADE

Ricardo Stuckert

247 - O candidato da frente democrática, Fernando Haddad (PT), disse neste sábado 27, véspera da eleição, que se tiver a honra de vencer, a vitória não será dele ou do PT, mas da nação, e representará a esperança e a liberdade.
"Se eu tiver a honra de receber esse crédito desses brasileiros, a minha atitude será, em primeiro lugar, reconhecer a natureza dessa vitória, que não é de uma pessoa ou de um partido, mas de um projeto de nação. É um voto na esperança, na democracia e na liberdade", disse Haddad.
"Viver com medo não dá. Temos que viver com paz. Estou recebendo apoio de muitos políticos, inclusive de antipetistas, que entenderam que a saída democrática é mais importante, independente se vão fazer oposição ou posição ao governo", declarou ainda.
Haddad participou hoje de uma caminhada da paz em Heliópolis, periferia da zona sul de São Paulo. Trechos dos discursos foram postados em sua conta no Twitter.

Blog do BILL NOTICIAS

VOX 247: HADDAD EMPATA, TEM 50% E DISPUTA SERÁ VOTO A VOTO


247 - Pesquisa Vox 247 realizada neste sábado 27 aponta empate entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), apontando para uma virada real neste domingo 28, data da votação do segundo turno.
Nos votos totais, as intenções de voto são de exatamente a 43% a 43%. Ninguém/Brancos/Nulos são 9% e "não sabe" ou "não respondeu", 5%.
Nos votos válidos, os percentuais são de exatamente 50% a 50%.
Os votos espontâneos para presidente, quando os eleitores citam o nome do candidato espontaneamente, são de 51% a 49% para Bolsonaro.
Esta pesquisa foi registrada junto à Justiça Eleitoral no dia 21 de outubro, sob o número BR-09614/2018. Foram entrevistados 2.000 eleitores de 16 anos ou mais, em 121 municípios. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, estimada em um intervalo de confiança de 95%.
A pesquisa Vox 247 foi a segunda encomendada pela Editora 247 ao instituto Vox Populi financiada totalmente por eleitores, membros da comunidade 247, assinantes solidários ou não do portal e da TV 247. Para isso, foi aberta uma campanha de financiamento coletivo no site Catarse, ainda aberta.
A pesquisa Vox 247 do dia 6 de outubro, véspera da votação do primeiro turno, foi a que mais se aproximou do resultado das urnas no primeiro turno das eleições de 2018, em comparação às dos outros dois institutos de pesquisa mais tradicionais do país, o Ibope e o Datafolha.


Blog do BILL NOTICIAS

FELIPE NETO, MAIOR YOUTUBER DO BRASIL, ABRE SEU VOTO EM FERNANDO HADDAD


247 – Com 26,7 milhões de inscritos em seu canal no Youtube, que é um dos maiores do mundo, o comunicador Felipe Neto acaba de declarar seu voto em Fernando Haddad, engrossando a luta contra o fascismo. "Eu estava neutro no 2º turno pelo meu ódio ao PT. Td mudou qnd Bozo falou, AGORA, q vai varrer os opositores para fora do país ou pra cadeia. Em 16 anos de PT eu fui roubado, mas nunca ameaçado. Autoritarismo nunca mais! Irei de Haddad sem orgulho algum, mas pela Democracia", diz ele.
Neste sábado, Haddad também ganhou outros apoios de peso, como de Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF, e do jornalista Marcelo Tas, um dos maiores influenciadores digitais. Confira, abaixo, o tweet de Felipe Neto, e veja também os links com os apoios de Joaquim Barbosa e Marcelo Tas.
Eu estava neutro no 2º turno pelo meu ódio ao PT.

Td mudou qnd Bozo falou, AGORA, q vai varrer os opositores para fora do país ou pra cadeia.

Em 16 anos de PT eu fui roubado, mas nunca ameaçado. Autoritarismo nunca mais!

Irei de Haddad sem orgulho algum, mas pela Democracia.

Num segundo tuíte, Felipe Neto rebateu algumas acusações comuns contra o PT, lembrando sempre do partido de Bolsonaro:
"Mas o PT apoia o Maduro"
E o Bolsonaro faz declarações de amor ao Pinochet.

"O PT é corrupto"
Na verdade o partido do Bolsonaro e suas coligações são os q possuem mais políticos cassados no Brasil.

Num cenário onde só há péssimas escolhas, devemos ir na menos pior. E é Haddad.


Blog do BILL NOTICIAS

TSUNAMI HADDAD-MANU AVANÇA E GANHA APOIO DE MARCELO ADNET


247 – A virada na eleição presidencial continua a todo vapor. Agora, quem anuncia seu apoio a Fernando Haddad é o ator Marcelo Adnet, um dos maiores comediantes do País. "Respeito quem pensa diferente. Mas Haddad é a única via: mais educado, qualificado e principalmente, democrático. Não ameaçou seus opositores e convive com diferenças no palanque", disse ele. 
Só hoje já abriram seu voto em favor da democracia e contra o fascismo nomes como Joaquim Barbosa, Rodrigo Janot, Felipe Neto, Marcelo Tas e Alceu Valença, entre muitos outros.
Confira, abaixo, a sequência de tweets de Adnet:
Desde criancinha sou apaixonado por eleições. Minhas primeiras imitações foram de políticos e acompanho horário eleitoral e debates desde 89. Nunca fui de apoiar um candidato ou, menos ainda, um partido. Mas sempre fui um ser político: debatendo ideias aqui e no meu trabalho.
Desde criancinha sou apaixonado por eleições. Minhas primeiras imitações foram de políticos e acompanho horário eleitoral e debates desde 89. Nunca fui de apoiar um candidato ou, menos ainda, um partido. Mas sempre fui um ser político: debatendo ideias aqui e no meu trabalho.
Hoje é diferente. Pedir a volta da tortura, relativizar a ditadura e a escravidão, ameaçar as minorias, fazer apologia da violência e da guerra civil, prometer "varrer" ou "metralhar" os opositores é a coisa mais horrível e hedionda que já ouvi em 30 anos de política.
Hoje é diferente. Pedir a volta da tortura, relativizar a ditadura e a escravidão, ameaçar as minorias, fazer apologia da violência e da guerra civil, prometer "varrer" ou "metralhar" os opositores é a coisa mais horrível e hedionda que já ouvi em 30 anos de política.
Respeito quem pensa diferente. Mas Haddad é a única via: mais educado, qualificado e principalmente, democrático. Não ameaçou seus opositores e convive com diferenças no palanque. Pelo Brasil, pelo amor, pela minha vida e de tantos e tantas, é @Haddad_Fernando e @ManuelaDavila


Blog do BILL NOTICIAS