quarta-feira, 29 de agosto de 2018

IBOPE REVELA QUE LULA PODE LEVAR ELEIÇÃO NO 1º TURNO

Reprodução | Mídia Ninja

247 

Mais do que simplesmente confirmar a disparada do ex-presidente Lula nas pesquisas, o Ibope também trouxe um fato novo: são reais as chances de que Lula vença a disputa no primeiro turno.
No principal cenário, Lula teria 35% contra 40% de todos os adversários somados – o que praticamente configura um empate técnico.
No entanto, o Ibope inclui dois candidatos do PSDB – João Doria e Geraldo Alckmin – e também insere na pesquisa o apresentador global Luciano Huck, projeto de candidato de laboratório da Globo, que ainda não tem partido.
Diante da força de Lula, a estratégia da direita brasileira é instrumentalizar o Poder Judiciário para que Lula seja impedido de concorrer.
No entanto, o governador do Maranhão, Flávio Dino, que também é juiz, explica por que a sentença contra Lula é extremamente frágil.
Leia, abaixo, mais informações sobre a pesquisa Ibope:
247 – Uma nova pesquisa presidencial feita pelo Ibope confirma: se as eleições fossem hoje, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seria novamente eleito presidente da República.
Em qualquer cenário apresentado ao eleitor, Lula fica com o mínimo de 35% e o máximo de 36% das intenções de voto. O o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) aparece em segundo lugar, com 15%, enquanto Marina Silva, da Rede, tem 11%.
Em terceiro lugar; tanto os candidatos tucanos Geraldo Alckmin e João Doria, assim como o apresentador Luciano Huck, nome de laboratório que vem sendo preparado pela Globo, têm percentuais ao redor de 5%. Sem Lula, quem mais se beneficia é Ciro Gomes, que vai a 11%.

Blog do BILL NOTICIAS

PESQUISAS: LULA LÍDER EM 23 ESTADOS; ALCKMIN NA LANTERNA EM 24

Esq.: Stuckert / DIr.: Gleison Miranda - Ascom

Por Fernando Brito, do Tijolaço - O site Poder360 compilou, numa tabela, as pesquisas do Ibope, nos últimos dias, em 25 estados e no Distrito Federal.
Lula vence em 23, numericamente. Em todos os estados do Nordeste passa dos 50% dos votos.
Bolsonaro vence em quatro: DF, RR, SC e Acre.
Geraldo Alckmin só não está na “lanterninha”, sozinho, em três: São Paulo, Sergipe e Santa Catarina, assim mesmo com apenas um ponto sobre Ciro Gomes, que nos dois últimos estados fica com um ponto a menos no “duelo de anões” com o ex-governador paulista: 4 a 3 e 6 a 5, em pontos percentuais, respectivamente.
Abaixo, o quadro publicado pelo site, que ajuda a compreender a monstruosa usurpação que está sendo feita contra “Sua Majestade, o eleitor” e porque as eleições brasileiras estão se tornando um escândalo internacional.
Dispensa qualquer comentário, é apenas o retrato de como está se esbulhando povo de seu país.247

Blog do BILL NOTICIAS



TSE PODE JULGAR NA SEXTA-FEIRA REGISTRO DE LULA


Agência Brasil - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve convocar para a próxima sexta-feira (31) uma sessão extraordinária da Corte para analisar os últimos pedidos de registros de candidaturas para a presidência da República nas eleições de outubro. A motivação é o início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão para o cargo, que começará no dia seguinte.
Na sessão, pode ser julgado o pedido de registro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No entanto, a pauta de julgamentos ainda não foi confirmada.
Lula está preso desde 7 de abril na sede da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, em função de sua condenação a 12 anos e um mês de prisão na ação penal do caso do triplex em Guarujá (SP).
Em tese, o ex-presidente estaria enquadrado no artigo da Lei da Ficha Limpa que impede a candidatura de condenados por órgãos colegiados. No entanto, o pedido de registro e a possível inelegibilidade precisam ser analisados pelo TSE até 17 de setembro.247

Blog do BILL NOTICIAS

IBOPE: DILMA LIDERA PARA O SENADO COM 22%


Pesquisa Ibope divulgada na noite desta quarta-feira (29) mostra que a presidente deposta Dilma Roussefff está liderando a preferência do eleitor para o Senado. 
Segundo o Ibope, Dilma aparece em primeiro com 22%, seguida por Jornalista Carlos Viana (PHS), com 11%; Coronel Lacerda (PPL), com 7%; Professor Túlio Lopes (PCB) tem 7%; Dinis Pinheiro (SD), 6%; Rodrigo Pacheco (DEM), 6%; Bispo Damasceno (PPL), 5%. 
Em seguida aparecem Ana Paula Alves (PCO) com 4%, Vanessa Portugal (PSTU), 4%; Edson André dos Reis (Avante), 3%; Jaime Martins (PROS), 3%; Rodrigo Paiva (Novo), 3%; Duda Salabert (PSOL), 2%; Kaká Menezes (Rede), 2% e Miguel Correa (PT), 2%.
Brancos e nulos para primeira vaga chegam a 26% e para segunda vaga, com 35%. Indecisos somam 52%. O Ibope ouviu 1.204 eleitores de 76 municípios do estado, com 16 anos ou mais e a margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.247

Blog do BILL NOTICIAS

CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS: BRASIL DEVE CUMPRIR DECISÃO DA ONU SOBRE LULA

Stuckert/ONU

O Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) divulgou, nesta quarta-feira (29), uma nota pública aprovada em que reconhece a legitimidade da resolução do Comitê de Direitos Humanos da ONU sobre os direitos políticos do ex-presidente Lula como candidato à Presidência da República.
O conselho é ligado ao Ministério dos Direitos Humanos e tem representantes, além dos da sociedade, do Ministério Público Federal, Conselho Nacional de Justiça (CNJ); órgãos do Poder Executivo (Ministério dos Direitos Humanos, Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Justiça e Polícia Federal); e do Poder Legislativo (Câmara dos Deputados e Senado Federal).
Em trecho da nota, o CNDH diz que a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU é legítima e reafirma o respeito às suas deliberações. Segundo a nota, o Comitê é um órgão de monitoramento do Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos, a quem cabe conferir e interpretar o tratado internacional.
Eles encerram a nota afirmando que acreditam na boa-fé do Estado Brasileiro no cumprimento das obrigações internacionais. “O CNDH entende, assim, que as medidas interinas adotadas pelo Comitê devem ser cumpridas pelo Estado brasileiro, independentemente de seu caráter vinculante, como expressão de sua boa-fé no cumprimento de obrigações internacionalmente assumidas quanto à implementação de direitos humanos no país”.
No dia 17 de agosto, O Comitê de Direitos Humanos da ONU determinou ao Estado Brasileiro que tome todas as medidas necessárias para permitir que Lula seja candidato nas eleições presidenciais de 2018, “incluindo acesso apropriado à imprensa e a membros de seu partido politico”.
Confira aqui a íntegra da nota.
Abaixo, um texto que detalha a composição do Conselho, publicado no site do CNDH:
Com a nova Lei, o CNDH tornou-se mais democrático e ampliou a participação social, com 11 representantes da sociedade civil e 11 do poder público. A representação da sociedade civil é definida em assembleia das próprias entidades. O processo eleitoral se dá por meio da publicação de edital de convocação e realização de encontro nacional, onde são eleitas organizações de abrangência nacional e relevante atuação na defesa dos direitos humanos.
São eleitas nove organizações titulares, para o mandato de dois anos, e duas têm assento permanente: Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais do Ministério Público dos estados e da União (CNPG). As representações buscam assegurar a representatividade de raça e etnia, de gênero e geracional.
A representação do poder público contempla instituições que atuam diretamente com direitos humanos, sendo duas delas instituições autônomas (Defensoria Pública da União e Ministério Público Federal); além do Conselho Nacional de Justiça (CNJ); órgãos do Poder Executivo (Ministério dos Direitos Humanos, Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Justiça e Polícia Federal); e do Poder Legislativo (Câmara dos Deputados e Senado Federal).247

Blog do BILL NOTICIAS

DISCURSO DE BOLSONARO SOBRE DIREITOS HUMANOS É 'UM PERIGO', ALERTA ONU


O jordaniano Zeid Al Hussein, Alto Comissário da ONU para Direitos Humanos, afirmou nesta quarta (29) que discursos como os proferidos pelo candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) são, no curto prazo, "um perigo" para vários grupos da população e para "o país todo" a longo prazo. "O perigo é que isso venha às custas de um certo grupo no curto prazo e, no longo prazo, de todo o país", disse ele em sua última entrevista coletiva antes de deixar o cargo.
Hussein entrega o seu cargo neste final, quando será substituído pela ex-presidente chilena Michele Bachelet. Na entrevista, segundo o jornalista Jamil Chade, ele foi enfático ao dizer que as posições de Bolsonaro são respostas "simplistas" para problemas reais.
"Quando as pessoas estão ansiosas, quando existem incertezas econômicas, globais ou não, por conta da crise nas commodities nos últimos anos, ao dar uma resposta simplista e tocando nas emoções naturais das pessoas - e talvez olhando para uma liderança mais forte, firme - é uma combinação que é bastante poderosa", avaliou.
"Temos de ser mais conscientes de exemplos históricos. Não é para dizer que o progresso humano foi fácil", disse. "Eu confesso que, de muitas maneiras, não entendo o pensamento conservador. Se apenas escutássemos a isso, talvez alguns de nós ainda estivéssemos em cavernas", disparou. "O progresso ocorreu porque estipulamos que todos devem ter direitos iguais", completou.
Bolsonaro, que já defendeu a tortura durante o regime militar, e que tem entre suas propostas armar a população como forma de enfrentar a violência, além de ter um discurso contrário aos direitos humanos e às minorias, já chegou a afirmar que, se eleito, tirará o Brasil do Conselho de Direitos Humanos da ONU. Segundo o candidato de extrema-direita, a instituição "não serve para nada".247

Blog do BILL NOTICIAS

PROCESSO DE LULA MOSTRARÁ SE DEMOCRACIA NO BRASIL É REAL OU APENAS RETÓRICA


Da RBA - Mais do que o caso jurídico envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril na Polícia Federal do Paraná, o programa da TVT Entre Vistas desta semana discute a própria situação da democracia brasileira (vídeo completo abaixo). O entrevistado é o advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula, com participação de duas ativistas em direitos humanos. A recente manifestação do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), pela participação do ex-presidente na eleição de outubro, foi um dos temas centrais. "Se o Estado brasileiro não aceitar, resta o quê? Apenas a vergonha?", quis saber, logo no início, o jornalista e apresentador Juca Kfouri.

"Prefiro ainda acreditar que o Brasil não vai usar as mesmas desculpas da ditadura", respondeu Zanin. Pouco antes, a professora e cientista política Glenda Mezarobba, uma das convidadas do Entre Vistas, havia comentado que o argumento da "soberania", repetidamente usado para o caso Lula-ONU, representa uma falácia. "Não há nenhuma interferência na soberania nacional, nenhuma ingerência", afirmou Glenda. "As ditaduras latino-americanas apelavam muito para esse argumento."
Zanin entende que há tempo para o Brasil cumprir a decisão da ONU, mas Juca insiste: depois de tudo o que fizeram desde o impeachment de Dilma Rousseff em 2016, vão "entregar" tudo na "boca do gol", permitindo que Lula se candidate – e provavelmente vença, como indicam as pesquisas?
"Todo mundo vai ter de assumir a responsabilidade pelo que está acontecendo", responde o advogado. "O Brasil terá uma responsabilidade internacional por isso." A questão, diz ele, é saber se há uma democracia vigente no país ou apenas "um discurso retórico de democracia".
A outra convidada, a advogada Juliana Avanci, manifestou preocupação quanto a possíveis consequências desse caso para o Direito brasileiro e sobre questionamentos do próprio Itamaraty a respeito do cumprimento de uma determinação das Nações Unidas, lembrando que o país é signatário de pactos internacionais. "Ninguém pode ser contra a Operação Lava Jato ou o combate à corrupção", diz Zanin, com a ressalva de que é preciso, em qualquer situação, respeitar o devido processo legal. Não é o que acontece nessa questão. "Como pode a ONU servir de base para condenar, mas não pode ter seus tratados considerados quando são favoráveis à defesa?", pergunta o advogado de Lula.
Desde o começo, acrescenta Zanin, a defesa demonstrou as diversas violações contidas no processo judicial do ex-presidente. Cita exemplos como a condução coercitiva (em março de 2016), a divulgação de conversas telefônicas e até grampos ilegais, o que aconteceu no "principal ramal" do escritório de advocacia que ele integra, "para monitorar e mapear a estratégia de defesa". Tudo foi apresentado ao Judiciário, chegando ao Supremo Tribunal Federal, até se constatar "que não havia possibilidade de o presidente Lula receber um tratamento justo, imparcial e independente" no Brasil.
Juca reage imediatamente à informação sobre o "grampo" sofrido pelo escritório que trabalha para o ex-presidente. "Fôssemos um país mais sério, seria muito para mais que uma indignação."
A opção pela ONU, em vez da Organização dos Estados Americanos (OEA) ocorreu por duas razões, basicamente, explica o advogado: pela celeridade e pela possibilidade de o ex-presidente fazer diretamente sua defesa. No segundo caso, isso só poderia ocorrer após manifestação do Ministério Público.
Situação irreversível
O apresentador quer saber se há como recorrer, neste momento, a um tribunal brasileiro. Zanin lembra que agora se aguarda uma manifestação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre pedidos de impugnação da candidatura de Lula como candidato a presidente pelo PT. Ele observa que a decisão da ONU determina três itens, basicamente: que não se impeça a candidatura, que se permita acesso adequado de Lula à imprensa e também às pessoas de seu partido e da coligação.
Em maio, diz o advogado, o Comitê de Direitos Humanos da ONU já havia dito que o Brasil não poderia criar "nenhuma situação irreversível" ao direito de o ex-presidente ser candidato. A determinação recente, avalia, é um desdobramento daquela manifestação. O colegiado se pronunciou para garantir um direito. "Ainda vamos ter o julgamento final", observa Zanin, prevendo que isso aconteça no início do ano que vem.
Trata-se de um processo "marcado por várias nulidades", ressalta. "Como pode alguém ser condenado pela prática de ato indeterminado?", questiona o advogado, para quem cada vez mais há uma percepção clara, sobretudo no meio jurídico, da existência de várias violações e irregularidades.
Ele dá um exemplo que se tornou inclusive alvo de ironias nas redes sociais. "Nunca vamos esquecer do famoso PowerPoint, que chocou a comunidade jurídica internacional", lembra Zanin, ao citar episódio envolvendo o procurador Delton Dallagnol, que em entrevista coletiva em fevereiro de 2017 "explicava" as relações de Lula com um esquema de corrupção na Petrobras, tratando o ex-presidente como culpado antes mesmo do processo. "Acredito que aos poucos essa percepção (sobre violações no processo) só vai aumentar."
O apresentador do Entre Vistas relata ao falar com Lula para o livro A Verdade Vencerá, o ex-presidente manifestou irritação apenas ao comentar sobre um documento supostamente rasurado, afirmando que haviam entrado meses antes em seu apartamento e levado "até o iPad dos meus netos". E quis saber do advogado sobre uma possível presença de "provas" forjadas pela acusação.
Sem provas
A resposta vem por outra linha. "Tivemos 27 audiências e ouvimos 73 testemunhas", diz Zanin, sobre o caso do triplex. "Nenhuma fez qualquer declaração que pudesse confirmar essa hipótese acusatória (contra Lula)." Diante disso, lembra, foi chamado um co-réu que pudesse fazer um discurso na linha pretendida pela acusação – e é essa declaração que foi base para a condenação. "Se isso não foi algo reprovável, eu não sei também o que é."
Por que algumas perguntas de Zanin teriam irritado o juiz Sérgio Moro?, pergunta ainda Juca. "Tenho a consciência tranquila. Coloquei as questões que estavam sendo desprezadas. Penso que o incômodo muitas vezes decorre dessa situação", comenta o advogado, cuja atuação nesses episódios procurava "escancarar" a falta de preservação do processo legal.
Ao lembrar das notícias veiculadas sobre o estado do famoso apartamento de Guarujá, a advogada Juliana pergunta se a defesa não apresentou nenhuma pedido de perícia do imóvel. Isso foi feito mais de uma vez, conta Zanin. "Todas as solicitações de perícia foram negadas." Para ele, uma prova "cabal" da inocência de Lula está no fato de que o triplex havia sido dado pela empreiteira como garantia à Caixa Econômica Federal. Lula só poderia passar o apartamento em seu nome se pagasse integralmente o valor à Caixa, mas isso só mereceu um parágrafo na sentença, enquanto a delação do co-réu mereceu "uma centena de parágrafos".
Juca pergunta a Glenda se ela leu Kafka, que responde sim e, na sequência, pergunta se Zanin ainda acredita na Justiça. Sem tratar da instituição, ele afirma discordar "da forma como alguns agentes da Justiça estão atuando" nesse caso. "Você não pode substituir provas por uma campanha publicitária ou por depoimentos que são frutos de delação premiada. O resultado jamais será legítimo. Estamos já flertando com o autoritarismo, e isso não é bom para qualquer país, para a democracia."
O advogado torna a falar do lawfare, expressão usada para descrever uma situação em que a lei é usada para perseguir alguém. "Existe hoje uma percepção de que o sistema de justiça pode ser uma ambiente propício para promover perseguição política", afirma Zanin. Para Glenda, ressalvadas as diferenças entre os golpes de 1964 (militar) e de 2016 (parlamentar), é "muito assustador" pensar que o cidadão não tenha todas as garantias de defesa e que o sistema não funciona como deveria.
Para Juca, o advogado do ex-presidente entrará para a história como um Sobral Pinto, jurista brasileiro e notório defensor de direitos humanos. Não como um Gama e Silva, ministro da Justiça e teórico do AI-5. 247

Blog do BILL NOTICIAS


AMERICANAS, DE LEMANN, VENDE CAMISETA PRÓ-BOLSONARO E CONTRA LULA


O site da gigante do varejo Lojas Americanas colocou à venda pelo menos 37 camisetas defendendo as posições de Jair Bolsonaro, candidato de extrema-direita à presidência da República e defensor de ideias como armar a população e matar bandidos. Na mesma página, são comercializadas também 26 modelos de camisetas ofensivas contra o ex-presidente Lula.

Como descreve Laura Castanho em reportagem na CartaCapital, "as peças têm inspiração estética em bandas de rock, como o modelo que imita a camiseta-símbolo do grupo punk Ramones. Em vez do nome dos integrantes da banda, como no modelo original, consta o lema bolsonarista 'Deus acima de todos / Brasil acima de tudo'. A águia americana, por sua vez, foi trocada por uma estrela com a data de proclamação da República".
"Essa modalidade é um pouco mais repetitiva. As estampas consistem em variações do mesmo desenho de uma mão com quatro dedos rodeada por uma tarja de proibido. As legendas variam de 'Xô Lula!' a 'Fora ladrão'", descreve a jornalista. CartaCapital apurou que, no caso das camisetas de Bolsonaro, mais de uma empresa é responsável por fabricar e fornecer as peças. Elas não são produzidas pelas Lojas Americanas, mas revendidas em modelo de marketplace.
À reportagem, a assessoria de imprensa das Americanas emitiu a seguinte nota: "A companhia desautoriza a venda de qualquer material de campanha política. Os produtos foram retirados dos sites e os sellers, suspensos".
A Lojas Americanas é controlada pelo empresário Jorge Paulo Lemann, bilionário mais rico do Brasil, que defendeu o golpe contra Dilma Rousseff em 2016 e incentivou, em 2018, a candidatura - agora falida - de Luciano Huck. Ele chegou a patrocinar movimentos de direita que surgiram naquele ano, como Movimento Brasil Livre (MBL) e Vem Pra Rua, sob o mote da "renovação política". O mais recente foi em junho desse ano.(247)


Blog do BILL NOTICIAS

Presidente Temer manterá o Senador Fernando Bezerra como líder do governo no Senado até fim da eleição


(TERRA)
O presidente Michel Temer afirmou nessas últimas horas, que manterá o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) na liderança do governo no Senado até, pelo menos, o fim do período eleitoral. O senador assume o posto deixado vago na última segunda, 27, pelo senador Romero Jucá (MDB-RR), que saiu sob a alegação de divergências com o governo federal na questão da crise dos refugiados venezuelanos em Roraima.”Já conversei com o senador. Ele continua na primeira vice-liderança e responderá pela liderança do governo quando for necessário. Não é uma coisa que me preocupa neste momento”, afirmou Temer em entrevista à Rádio Jornal de Pernambuco.
“Ele, quando for necessário, responderá pela liderança do governo até quando, mais adiante, quando for necessário, eu possa definir [outro nome] em definitivo”, disse Temer.Na segunda, Jucá entregou o posto porque, de acordo com ele, queria ter uma posição independente em relação ao governo federal para poder criticá-lo e cobrá-lo sobre a crise em Roraima. O senador, que disputa a reeleição, tem defendido que o Palácio do Planalto determine o fechamento provisório das fronteiras, mas Temer já o informou que esta questão é “inegociável”.

Blog do BILL NOTICIAS

TEMER FECHA ACORDO POR REAJUSTE DE 16,38% A MINISTROS DO STF


O Poder Judiciário terá reajuste salarial de 16,38% em 2019. O montante foi aceito por Michel Temer, após acordo com ministro do Supremo Tribunal Federal, em troca do fim do auxílio-moradia para a magistratura federal, no valor de R$ 4,7 mil.
Com isso o salário dos ministros do STF passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O assunto já está em análise pelos técnicos do Ministério do Planejamento, que entregará o Orçamento do próximo ano ao Congresso nesta sexta-feira (31) com a previsão de reajuste.
Como relatam os jornalistas Mariana Carneiro e Julio Wiziack, os ministros do STF Dias Toffoli e Luiz Fux negociaram diretamente com Temer e definiram como o processo será conduzido. Os rendimentos dos ministros do Supremo servem de base para todo o Judiciário.
Assim que o Senado aprovar esse projeto, o auxílio-moradia será colocado em discussão no plenário do STF. Pelo arranjo, tudo isso deve ocorrer depois da eleição.247

Blog do BILL NOTICIAS

Prefeitura de Juazeiro-BA recebe ônibus escolar com acessibilidade para alunos com deficiência

   Por: Vinicius de Santana

Mais uma conquista da Prefeitura de Juazeiro que vai garantir melhorias no transporte escolar da Rede Municipal de Ensino. Nessa terça-feira(28), a Secretaria de Educação e Juventude (SEDUC) recebeu um ônibus moderno e padronizado com acessibilidade e 60 assentos.
O ônibus com plataforma elevatória é adaptado para também atender alunos cadeirantes das escolas municipais. A secretária da SEDUC, Lucinete Alves comemorou a chegada de mais um veículo escolar, resultado da parceria com o Governo Estadual, e informou que esse é o terceiro com plataforma elevatória da rede.
“No total são 20 ônibus para atender os alunos das nossas escolas. Este é o mais moderno que recebemos e com capacidade para mais alunos. Temos outros dois com acessibilidade que fazem rotas no interior do município. É mais um transporte que chega para assegurar a mobilidade e acessibilidade dos nossos alunos, garantindo a ampliação da educação inclusiva com o transporte escolar adaptado”, finalizou Lucinete. (Ascom)

Blog do BILL NOTICIAS

'KIT GAY' MOSTRADO POR BOLSONARO NO JORNAL NACIONAL NUNCA FOI DISTRIBUÍDO

Adriano Machado

O presidenciável Jair Bolsonaro mentiu em rede nacional ao tentar atacar políticas anti-homofobia nas escolas. Na entrevista ao Jornal Nacional da Rede Globo, ele citou o “kit gay” - que não chegou a ser distribuído - e afirmou que um livro sobre sexualidade destinado a adolescentes é distribuído em escolas públicas.
O site da Revista Fórum destaca ainda que Bolsonaro também mentiu no passado sobre distribuição de manuais relativos à sexualidade. Ele chegou a dizer, segundo o site, que estava sendo lançado o livro “Aparelho Sexual e Cia” que, segundo ele, seria distribuído em escolas públicas.247

Blog do BILL NOTICIAS

Bolsonaro é um 'projetinho de Hitlerzinho tropical', diz Ciro

O candidato disse ainda que, com a candidatura de Bolsonaro, tornou-se importante reafirmar a democracia no país e que quer distância de uma parcela dos eleitores que declaram voto no capitão da reforma
   Por: Folhapress
Ciro Gomes (PDT)


O candidato do PDT à sucessão presidencial, Ciro Gomes, afirmou nesta quarta-feira (29) que seu adversário Jair Bolsonaro, do PSL, é mal preparado para administrar o país e o comparou ao ditador alemão Adolf Hitler.

Segundo ele, o capitão reformado faz uma "simplificação grosseira" ao criminalizar movimentos sociais e fala uma "imensa baboseira" ao se referir aos homossexuais.
"Ele é um mistificador, perigoso, fascista. É um projetinho de Hilterzinho tropical e muito mal preparado, porque o Hitler, pelo menos, era um intelectual razoável", disse.

Ciro afirmou que o fim dos subsídios agrícolas, sugerido pelo economista Paulo Guedes, vai acabar com o setor do agronegócio em 12 meses e que Bolsonaro estimula estigmas contra setores da sociedade.

Ele citou, por exemplo, a crítica feita pelo adversário de que o conteúdo contra a homofobia ensinado nas escolas brasileiras pode levar os meninos a brincarem de boneca. "Isso é uma grande baboseira, uma imensa baboseira que vai predispondo o estigma contra pessoas que, só por uma orientação sexual diferente, amam diferente do tradicional. O que nós temos com isso?", questionou.

Leia também:

Ciro afirmou que brincaria normalmente de boneca com seu filho caçula Gael, de dois anos, uma vez que, segundo ele, nenhuma criança vai afirmar a sua orientação sexual por causa de um brinquedo."Tenho um filho de 2 anos e, se ele ficar brincando com a boneca, eu brinco junto. Qual é o problema? Ou alguém acha que alguém vai afirmar a sua orientação sexual por causa de um brinquedo? Isso é de uma ignorância estapafúrdia", disse.

O candidato disse ainda que, com a candidatura de Bolsonaro, tornou-se importante reafirmar a democracia no país e que quer distância de uma parcela dos eleitores que declaram voto no capitão da reforma. "O Brasil tem uma fração da população que vive com uma pedra no coração. São egoístas e estão pouco se lixando com desempregados e com mulheres que foram estupradas. Quantos desses estupros ocorreram porque o cara está escorado em um candidato popular?", questionou.

Ciro participou de encontro promovido, em Brasília, pela Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais do Ensino Superior).


Blog do BILL NOTICIAS


Mutirão oftalmológico da prefeitura tira mais de 1100 pessoas da fila de espera

  (Por:Vinicius de Santana)


Seguindo com o programa ‘Zero Fila’, a prefeitura iniciou nessa terça-feira(28), mais um mutirão da plataforma Petrolina Cuida. Desta vez, os pacientes que estavam há vários anos na fila de espera por consultas oftalmológicas e cirurgias de catarata tiveram a chance de realizar seus procedimentos. O primeiro dia, que atraiu milhares de pessoas, foi de muita ansiedade e satisfação para a população petrolinense. Foram atendidas mais de 1.100 pessoas.
A ação, que tem o objetivo de eliminar todas as demandas reprimidas por consultas, exames e cirurgias de todas as especialidades, vem revolucionando a saúde pública no município. Para o mutirão de oftalmologia, cerca de 150 profissionais estão envolvidos para atender a população. Mais de 10 mil consultas e 4 mil cirurgias de catarata serão feitas nessa primeira etapa.  A estrutura foi montada ao lado do Centro de Convenções e ficará no local até o dia 17 de setembro.
“Nosso primeiro dia foi de muita emoção. Encontrar pacientes que esperavam há mais de seis anos por uma consulta oftalmológica e hoje sair  já com a marcação da cirurgia é maravilhoso. Esse é um momento histórico e uma ação pioneira em Petrolina”, destacou a secretária de Saúde, Magnilde Albuquerque.
Os pacientes encaminhados para a cirurgia de catarata, já terão seu procedimento realizado a partir da quinta-feira (30), quando a prefeitura realizará 400 cirurgias por dia.   Paralelo a isso, as quatro unidades móveis continuam percorrendo os bairros da cidade, ofertando exames de mamografia; ultrassom; raio x e eletrocardiograma. Durante esta semana, elas estão nas comunidades de João de Deus e José e Maria. “Estamos com várias frentes de trabalho para, de fato, eliminar toda a lista de espera por procedimentos”, frisou. (Ascom)

Blog do BILL NOTICIAS

HADDAD FURA BLOQUEIO MIDIÁTICO E SERÁ SABATINADO NA RECORD


O candidato a vice-presidente na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Haddad, será entrevistado pela Record. A emissora fará na próxima semana uma rodada de entrevistas com candidatos a vice as nove principais candidaturas. 
Segundo o colunista Lauro Jardim, Haddad falará por 30 minutos no Jornal da Record News, às 21h. A cada semana serão três entrevistados.
Líder absoluto nas pesquisas, podendo vencer as eleições em primeiro turno, Lula está preso em Curitiba e tem tido sua campanha censurada pela Globo, amparada pelo Tribunal Superior Eleitoral.
O PT não foi autorizado a participar dos debates da Band e da Rede TV!, assim como o Roda Viva sobre saúde pública excluiu Alexandre Padilha, coordenador do tema na chapa petista.(247)

Blog do BILL NOTICIAS

Paulo Câmara bate de frente com Michel Temer

  Por: Blog da Folha 
Paulo Câmara disse que nunca apoiou Temer

Ao ficar sabendo das declarações do presidente da República, Michel Temer (MDB), sobre as boas relações que mantinha oGoverno de Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB), que disputa a reeleição repudiou novamente as afirmações do presidente. Temer lembrou que Paulo Câmara havia liberado secretários de Estado, também deputados federais, para votarem a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2016

"O presidente Temer não tem o nosso apoio e nunca teve em nenhum dos momentos do seu Governo. Pelo contrário: éramos a favor de novas eleições (após o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff). Não aceitamos cargos no governo dele! O PSB não aceitou, a Executiva do partido não aceitou", recordou Câmara. Tanto Paulo Câmara quanto Michel Temer fizeram suas declarações, em diferentes momentos, durante entrevista à emissora de rádio na manhã desta quarta-feira (29). 

Quando se pronunciou, Michel Temer disse que teria mais de oito páginas mostrando suas beneficies ao Estado. Mas, o governador rechaçou os relatos do presidente, pelo contrário, Paulo Câmara reafirmou a sua tese que Temer agiu de maneira discriminatória com a Região Nordeste. . "Toda vez que precisávamos deliberar sobre recursos da União, nós estivemos com os governadores do Nordeste. Nós fomos para cima na questão da Repatriação porque eles não queriam dividir as multas e os juros. Como também formos para cima na efetivação da proposta de venda do Rio São Francisco, mandamos uma Carta no dia 7 de setembro de 2017, assinada por todos os governadores. A prova do "respeito" é que nunca tivemos resposta", recordou.

Depois o socialista explicou os motivos que poderiam ter levado a ventilada “retaliação”. “Nós fomos contra a Reforma Trabalhista, a Reforma da Previdência, a venda da Eletrobras, o Teto de Gastos (públicos). São posições muito claras nossas. E nós fomos discriminados. A (devolução da) autonomia de Suape foi remarcada, e ele não fez porque fomos contra a Reforma Trabalhista", relembrou. 

O caso do deputado federal Fernando Filho (DEM), indicado ao Ministério de Minas e Energia pela bancada socialista na Câmara Federal foi de encontro à decisão partidária. Um fato que já poderia demonstrar certo sectarismo do partido que teve 4 divisões para decidir seus rumos para as eleições de 2018. “Um ministro que saiu do PSB justamente pelo partido não concordar com o trabalho dele. Ele ia ser expulso do PSB e, por isso, saiu", destacou, ressaltando o desserviço prestado pelo parlamentar à frente da pasta. 

Adutora do Agreste - O Portal da Transparência do Governo de Pernambuco, que pode ser consultado por qualquer cidadão, registra, como mostra a imagem abaixo, o fluxo de repasses para as obras da Adutora do Agreste. Como faz questão de mostrar a gestão na imagem abaixo:

Portal da Transparência

Blog do BILL NOTICIAS

SDS finalmente confirma entrega das obras de reforma do IML de Petrolina

   (Por: Carlos Britto)

A Secretaria de Defesa Social (SDS) finalmente confirmou a este Blog que a reforma das obras do Instituto de Medicina Legal (IML) de Petrolina serão entregues na próxima terça-feira (4). A solenidade acontecerá às 10h30, na Avenida Sete de Setembro, s/n°, Bairro Jardim Maravilha, zona oeste.
Iniciadas em junho do ano passado, com previsão de finalização em dezembro do mesmo ano, as obras foram paralisadas, além de enfrentar outros problemas como embargo pelo Ministério do Trabalho, ocorrido em fevereiro. Depois, o prazo foi para ser entregue em junho, não cumprido, se estendendo até agora.
Questionada se as obras serão entregues parcial ou completamente, a SDS garantiu, por meio de nota: “o IML será entregue totalmente“. Após 26 anos de funcionamento, é a primeira vez que o prédio do IML passa por uma grande reforma e ampliação, cujos valores chegam a R$ 2,8 milhões de investimentos em estrutura e equipamentos.

Blog do BILL NOTICIAS