segunda-feira, 4 de junho de 2018

TELEGRAMA DOS EUA RELATA CORRUPÇÃO NA DITADURA MILITAR

Divulgação

A Embaixada dos Estados Unidos no Brasil enviou, em 1984, um documento para o Departamento de Estado em Washington apontando que a corrupção como uma prática inerente da política e da economia do País.
O telegrama traça um quadro da decadência do governo Figueiredo. "No nível nacional existem muitos escândalos que lançam nuvens sobre o governo Figueiredo", diz o informe. "Entre muitos oficiais, dos mais baixos aos mais altos, há uma forte crença que os últimos 20 anos no poder corromperam os militares, especialmente o alto comando, e que agora é hora de deixar a política e suas intempéries e voltar a ser soldado", afirma o documento.
O telegrama, obtido pelo jornal O Globo, faz parte de um lote de 694 documentos enviados pelo governo do então presidente Barack Obama ao de Dilma Rousseff. Foram três remessas, entre 2014 e 2015, para a Comissão da Verdade, que examinou abusos de direitos humanos durante a ditadura militar no Brasil.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

ONU INICIOU ANÁLISE DE VIOLAÇÕES DE DIREITOS DE LULA


 (247)

A Organização das Nações Unidas (ONU) iniciou no último dia 22 de maio a análise formal da denúncia de violações dos direitos humanos cometidos pelo estado brasileiro contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no caso do triplex do Guarujá, pelo qual Lula foi condenado a 9 anos de prisão pelo juiz Sérgio Moro.
A primeira queixa de Lula foi apresentada ao Comitê em julho de 2016 pelo advogado Geoffrey Robertson e trata da parcialidade de Sérgio Moro na condução do processo. 
Vídeo divulgado pela assessoria do ex-presidente lembra que o Brasil aceitou a jurisdição da ONU para julgar casos de violação dos direitos humanos fundamentais, inclusive a manutenção dos direitos políticos de Lula, garantindo que ele ex-presidente, que lidera as intenções de voto para as eleições de 2018, vote e seja votado.




Blog do BILL NOTICIAS

MANUELA PODE DESISTIR PELA ‘UNIDADE’, MAS COBRA OUTROS CANDIDATOS

Ricardo Stuckert

A pré-candidata do PCdoB, Manuela d'Ávila, admite a possibilidade de desistir de sua candidatura já no primeiro turno em nome de uma união de partidos de esquerda. Seu gesto está condicionado a decisões de PT, que tem Lula como candidato, do PDT, de Ciro Gomes, e do PSOL, de Guilherme Boulos.
"Nós já fizemos o gesto. Se eu não for candidata, os outros três se entendem para nós estarmos unidos? A unidade da esquerda representa isto: nós estaremos todos unidos em uma única candidatura? Os outros três têm essa disposição? Eu não sou óbice", disse a deputada estadual, em entrevista ao Estadão/Broadcast.
Ela acrescentou que o PCdoB não abrirá mão da candidatura própria se os outros partidos não aceitarem fazer o mesmo. Depois de participar de um fórum sobre reforma tributária nesta segunda-feira, ela comentou também que conversa com Ciro assim como conversa com outros presidenciáveis de esquerda.
Em sua avaliação, é inadequada a "troca de farpas" entre os pré-candidatos da esquerda. "Os problemas do País são infinitamente maiores do que as nossas diferenças." Apesar do gesto, Manuela acredita, no entanto, que "provavelmente" PCdoB, PT, PDT e PSOL continuarão sendo oponentes na disputa.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

FREI BETTO VISITA LULA NA PRISÃO

Esq.: Eduardo Matysiak / Dir.: Stuckert

O Frei Betto levou nesta segunda-feira (4) uma mensagem de paz ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba (PR), onde se encontra preso desde o último dia 7 quando se entregou à Polícia Federal.
Várias personalidades já visitaram o ex-presidente, dentre elas o escritor e teólogo Leonardo Boff. “Lula me disse que, se não morreu aos 5 anos de fome, desde lá sua vida é resistir. Me disse que sua vocação na vida é lutar para que haja mais vida e que o sentido da vida é viver bem”, afirmou o estudioso à imprensa no começo do mês passado.
Lula foi condenado sem provas no processo do triplex em Guarujá (SP), depois de ter sido acusado pelo Ministério Público Federal de ter recebido o apartamento como propina da empreiteira OAS. Mas em janeiro deste ano, antes do julgamento no Tribunal Regional Federal (TRF4), sediado em Porto Alegre, a Justiça do Distrito Federal determinou a penhora dos bens da construtora, dentre eles o imóvel que a Operação Lava Jato atribuiu a Lula. 
Mesmo preso, o principal nome do PT é líder isolado nas pesquisas eleitorais. Levantamento do Instituto MDA para a Confederação Nacional dos Transporte, divulgado no mês passado, o ex-presidente alcança 32,4% dos votos, seguido pelo presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro (16,7%), da Rede, Marina Silva (7,6%), do PDT, Ciro Gomes (5,4%), e do PSDB, Geraldo Alckmin (4,0%).
Na sequência aparecem Álvaro Dias, do Podemos (2,5%), Fernando Collor, do PTC (0,9%), Michel Temer, do MDB (0,9%), Guilherme Boulos, do Psol (0,5%), Manuela D´Ávila, do PCdoB (0,5%), João Amoêdo, do Partido Novo (0,4%), Flávio Rocha, do PRB (0,4%), Henrique Meirelles, do MDB (0,3%), Rodrigo Maia, do DEM (0,2%), Paulo Rabello de Castro, do PSC (0,1%), Branco/Nulo 18,0%, Indecisos 8,7%.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

ODEBRECHT PAGOU PROPINA DE R$ 23 MILHÕES A SERRA APÓS RECEBER INDENIZAÇÃO

ANDRES STAPFF/REUTERS | Eliana Rodrigues/GovSP | REUTERS/Mariana Bazo

Documento confidencial da Dersa mostra que a estatal paulista responsável pelas rodovias pagou R$ 191,6 milhões à Odebrecht, por meio de um acordo de 2009 que foi fraudado.
A informação está no inquérito que investiga o pagamento de propina ao então governador, José Serra (PSDB). O montante equivale hoje a R$ 463,8 milhões e, segundo a delação da Odebrecht, a Dersa só aceitou pagá-lo após a empreiteira acertar uma propina de R$ 23,3 milhões a Serra, hoje senador.
Como relata reportagem de Mario César Carvalho, na Folha de S. Paulo, a fraude teria ocorrido dentro da estatal, de acordo com um perito contratado para analisar o processo judicial e o acordo com um braço da Odebrecht para rodovias, a CBPO.
Duas obras viraram motivo de disputa entre a Dersa e a CBPO: a duplicação da rodovia Dom Pedro 1º e a construção da Carvalho Pinto, que foram contratadas em 1988 e 1990, respectivamente, no governo de Orestes Quércia.
Em janeiro de 2001, a CBPO ingressou com uma ação contra a Dersa na qual cobrava R$ 93,7 milhões na época (R$ 321 milhões hoje).
A CBPO perdeu em primeira instância, recorreu e o Tribunal de Justiça concluiu que os expurgos do Plano Real não feriam a lei, mas a Dersa deixou de aplicar correção monetária nos pagamentos que atrasara. A Dersa tentou reverter o resultado do julgamento no Superior Tribunal de Justiça em 2008, mas perdeu.
O ex-executivo da Odebrecht Pedro Novis contou em delação que foi logo após essa derrota que o então presidente do PSDB, o ex-senador Sérgio Guerra (1947-2014), pediu R$ 30 milhões, a quem atendeu a pedido de Serra. O destino do dinheiro seria a campanha presidencial de Serra de 2010, na qual perderia para Dilma Rousseff (PT). A Odebrecht topou contribuir com R$ 23,3 milhões, ainda segundo Novis, desde que a Dersa acertasse as dívidas que já se arrastavam por cerca de 20 anos.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

GOVERNO USARÁ TODO O PODER DE POLÍCIA PARA GARANTIR DESCONTO NO DIESEL, DIZ MINISTRO

Antônio Cruz/Agência Brasil

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen, afirmou nesta segunda-feira (4) que o governo federal utilizará todo o poder de polícia que detém para garantir que o óleo diesel tenha desconto de R$ 0,46 nos postos de gasolina. 
De acordo com ele, a BR Distribuidora adotou a redução do preço em todo o seu estoque de combustíveis, "independentemente de quanto tenha custado", mas o Palácio do Planalto anunciou fiscalização para coibir a cobrança de preços abusivos nas bombas porque desconto pode não ter chegado a alguns pontos de venda.
"Sobre os R$ 0,46, a BR Distribuidora se antecipou e fez um desconto de todo o seu estoque, independentemente de quanto ele tenha custado. E o governo federal, neste momento, está se reajustando para a fiscalização disso. Todo o poder de polícia será posto em um esforço de garantir a redução", disse.
Segundo o ministro, o governo federal não tem mais o que fazer para garantir a adoção do preço reduzido, pois a situação já foi repassada para as distribuidoras de combustíveis. "O gás está normalizado em todo o país nas distribuidoras. Ainda é possível que existam pontos em que [ele] não chegou à revenda, onde as pessoas compram. Mas está normalizado. Não há mais o que fazer. A partir de agora, é a normalização no ponto de venda", disse.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

ÉPOCA: SURGEM OS PRIMEIROS PANELEIROS ARREPENDIDOS

Paulo Whitaker/Reuters

"Eles voltaram. No último domingo à noite, enquanto Michel Temer anunciava em rede nacional um conjunto de medidas para tentar encerrar o movimento dos caminhoneiros grevistas, o barulho das caçarolas tomou conta de diferentes cidades do Brasil" informa Juliana Dal Piva, em Época, na reportagem intitulada "Os arrependidos".
"Frequentes nos meses que antecederam o impeachment de Dilma Rousseff, os panelaços foram momentos ruidosos de união cívica entre cidadãos desejosos da deposição da presidente. Muita coisa mudou de lá para cá. O governo impopular da petista foi substituído por um governo ainda mais impopular, que atingiu os maiores índices de reprovação da história. Surgem agora em meios aos problemas de abastecimento provocados pela paralisação dos caminhoneiros os primeiros 'paneleiros' arrependidos de terem protestado pela queda de Dilma e colaborado para a ascensão de Temer".(247).


Blog do BILL NOTICIAS

Agência Nacional de Saúde Suplementar(ANS) suspende comercialização de 31 planos de saúde por reclamações

Plano de saúde

Doze operadoras de saúde suplementar serão proibidas de comercializar 31 planos de saúde a partir de sexta-feira (08). A decisão foi tomada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), com base em reclamações recebidas pelo Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento da agência reguladora, durante o primeiro trimestre deste ano.
Foram analisadas cerca de 14 mil reclamações no período, a maioria (39,53%) por causa de questões gerenciais, como autorização prévia, franquia, coparticipação etc. Também houve grande número de problemas relacionados ao rol de procedimentos e coberturas (15,85%) e prazos máximos para atendimento (15,04%).
Os planos atendem a 115,9 mil beneficiários, que não são afetados pela medida, uma vez que os planos são obrigados a manter a assistência aos clientes. A decisão da ANS proíbe apenas a venda para novos clientes.
A suspensão é temporária e pode ser revertida se as operadoras comprovarem melhoria no atendimento nesses planos. Trinta e três planos de 16 operadoras, que haviam sido suspensos anteriormente, por exemplo, serão reativados a partir de sexta-feira. (Agência Brasil)

Blog do BILL NOTICIAS

LATUFF: GOLPE NÃO BARRA FORÇA ELEITORAL DE LULA


O chargista Carlos Latuff retrata nesta segunda-feira, 4, a força eleitoral do ex-presidente Luia Inácio Lula da Silva, que é mantido como preso político na sede da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 4 de abril. 
Confira:

Blog do BILL NOTICIAS

MERCADANTE DENUNCIARÁ O GOLPE E PEDIRÁ LULA LIVRE NA ARGENTINA


O ex-ministro, Aloizio Mercadante, participa, nesta segunda-feira (4), de uma mesa de debates sobre a democracia na América Latina, na feira do livro de Rosário, na Argentina. Na ocasião, Mercadante fará, novamente, a denúncia do golpe contra a presidenta Dilma Rousseff e da perseguição política contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, além de mobilizar apoio internacional pelo movimento Lula Livre.
Mercadante também apresentará a versão em espanhol do seu livro "Governos do PT - Um legado para o futuro", que traz um retrato detalhado dos avanços sociais promovidos no Brasil pelos governos Lula e Dilma, entre 2003 e 2015. A obra aborda, ainda, o golpe jurídico, parlamentar e midiático de 2016 e avança sobre os desmontes e retrocessos promovidos pelo governo Michel Temer, que impõe ao Brasil uma ortodoxia fiscal que não existe em nenhum outro país do mundo e uma agenda neoliberal tardia, sem qualquer respaldo popular, levando o país ao colapso em um curto espaço de tempo"
Por fim, o livro, que também é assinado pelo sociólogo Marcelo Zero como organizador, traça cenários e tendências para as eleições presidenciais brasileiras de 2018, especialmente, a partir do que os autores classificam como sendo o golpe dentro do golpe, que é a tentativa de inviabilizar a candidatura de Lula. Segundo os organizadores, a estratégia de retirar Lula das eleições seria uma aposta na pós-política, uma vez que todos os candidatos identificados com o golpe de 2016 estão inviabilizados eleitoralmente, que geraria um aprofundamento da crise política e social da própria democracia, no país.
Para os organizadores, a solução para crise instituída no Brasil com o golpe de 2016 está na capacidade da política de recuperar sua "identidade" popular, para se antepor, numa disputa democrática real, ao establishment do capitalismo financeiro global e desregulamentado. Esse processo, no Brasil, passa, necessariamente, pelo resgate da soberania popular e pelo direito de Lula ser candidato.
Em abril, a versão em inglês do livro foi lançada pela presidenta Dilma, na Universidade da Califórnia, em Berkeley, nos Estados Unidos. Dilma também lançou a versão em espanhol do texto na Feira do Livro de Buenos Aires, na Argentina, durante os atos do dia do trabalhador, no 1º de maio.(247).
A versão em português está disponível para download gratuito (link: https://fpabramo.org.br/publicacoes/estante/governos-do-pt-um-legado-para-o-futuro/) no site da Fundação Perseu Abramo.
*Com informações da Assessoria de Imprensa

Blog do BILL NOTICIAS

EMPRESÁRIO CONTRADIZ TEMER E DIZ QUE CORONEL LIMA ARRECADAVA PARA ELE


O empresário e sócio do grupo Libra, Gonlaço Torrealba, contradisse a resposta dada por Michel Temer a investigadores da Polícia Federal de que o coronel João Batista Lima Filho jamais teria atuado como “arrecadador de recursos” de campanhas eleitorais do emedebista.
De acordo com o blog da jornalista Andréia Sadi, Torrrealba teria dito à Polícia Federal que teria recebido um pedido da parte do coronel Lima para que efetuasse doação para a campanha eleitoral de Temer à Câmara dos Deputados “há mais de dez anos”. Temer se candidatou à deputado federal em 20002 e 2010, antes de ser vice na chapa de Dilma Rousseff em 2010.
Em janeiro, ao ser indagado pela PF se Lima teria atuado como arrecadador de campanha, Temer afirmou, por escrito, que “ o Sr. João Batista me auxiliou em campanhas eleitorais, mas nunca atuou como arrecadador de recursos". Lima, assim como Temer, é investigado pela suspeita do recebimento de propina por meio do chamado decreto dos portos, que teria beneficiado empresas do setor portuário, dentre elas o grupo Libra. 
Torrrealba, porém, afirmou que os recursos não foram repassados porque o grupo e seus sócios faziam as doações para candidaturas majoritárias e para partidos políticos. Ainda segundo o empresário, os encontros com o coronel Lima teriam acontecido na sede do grupo Libra e que em 20015 teria recorrido a Lima para agendar um encontro na na Secretaria dos Portos “por considerar que tinha proximidade no governo, incluindo Temer”.
Em seu depoimento, Torrealba admitiu que o decreto dos portos beneficiou a sua empresa, mas negou o pagamento de propinas ou doações feitos por meio de caixa 2.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

145 concursos com inscrições abertas reúnem 17,5 mil vagas

prova

(G1 globo)
Pelo menos 145 concursos públicos no país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (4) e reúnem 17.474 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 26.125,17 no Tribunal de Justiça de Minas Gerais.
Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.
Confira aqui a relação completa.
Entre os principais concursos federais abertos estão:
  • Aeronáutica, que inscreve para 104 vagas;
  • Conselho Federal de Biologia, que oferece 100 vagas;
  • Exército, com 445 vagas;
  • Marinha, que reúne 338 vagas em três editais
Nesta segunda-feira, pelo menos 16 órgãos abrem o prazo de inscrições para quase 3 mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 16.396,06 no Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul. Só na Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná são 1.156 vagas de nível médio. Veja abaixo as informações de cada concurso:

Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia

  • Inscrições: até 08/06/2018
  • 8 vagas
  • Salários de até R$ 2.729,76
  • Cargos de nível superior
  • Veja o edital

Câmara Municipal de Jucurutu (RN)

  • Inscrições: até 01/07/2018
  • 4 vagas
  • Salários de até R$ 2.500,00
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp)

  • Inscrições: até 14/06/2018
  • 17 vagas
  • Salários de até R$ 4.048,66
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Vagas para Bauru, Botucatu, Itapetininga e Tupã
  • Veja o edital

Prefeitura de Curvelândia (MT)

  • Inscrições: até 11/06/2018
  • 21 vagas
  • Salários de até R$ 1.711,11
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Dumont (SP)

  • Inscrições: até 19/06/2018
  • 16 vagas
  • Salários de até R$ 1.858,50
  • Cargos de nível fundamental, médio e técnico
  • Veja o edital

Prefeitura de Itagimirim (BA)

  • Inscrições: até 24/06/2018
  • 79 vagas
  • Salários de até R$ 6.500,00
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes (PE)

  • Inscrições: até 25/06/2018
  • 1.014 vagas
  • Salários de até R$ 2.314,16
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Leopoldina (MG)

  • Inscrições: até 08/06/2018
  • 6 vagas
  • Salários de até R$ 1.035,00
  • Cargos de nível fundamental
  • Veja o edital

Prefeitura de Monte Azul (MG)

  • Inscrições: até 04/07/2018
  • 201 vagas
  • Salários de até R$ 1.871,63
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Monte Alegre de Minas (MG)

  • Inscrições: até 03/07/2018
  • 276 vagas
  • Salários de até R$ 2.340,17
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Passos (MG)

  • Inscrições: até 22/06/2018
  • 93 vagas
  • Salários de até R$ 7.235,31
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Vermelho Novo (MG)

  • Inscrições: até 03/07/2018
  • 56 vagas
  • Salários de até R$ 7.300,00
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Triunfo (RS)

  • Inscrições: até 06/06/2018
  • 8 vagas
  • Salários de até R$ 3.032,20
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Volta Redonda (RJ)

  • Inscrições: até 11/06/2018
  • 8 vagas
  • Salários de até R$ 9,79/hora
  • Cargos de nível fundamental e superior
  • Veja o edital

Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná

  • Inscrições: até 12/06/2018
  • 1.156 vagas
  • Salários de até R$ 3.024,16
  • Cargos de nível médio
  • Veja o edital

Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul

  • Inscrições: até 06/07/2018
  • 18 vagas
  • Salários de até R$ 16.396,06
  • Cargos de nível superior
  • Veja o edital




Blog do BILL NOTICIAS

GLEISI: O CANDIDATO É LULA; ACEITEM QUE DÓI MENOS

Ricardo Stuckert

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, negou nesta segunda-feira, 4, que haja articulação para que ela seja candidata a vice-presidente na chapa encabeçada pelo ex-presidente Lula. 
A informação foi veiculada pelo jornal O Estado de S. Paulo. "A grande mídia insiste em querer definir candidaturas para o PT e semear intrigas. Vi hj meu nome nesse imbróglio. Aviso reto: não sou candidata à presidente, vice ou pretendente a ser. O PT tem candidato! É LULA!!! Aceitem, dói menos", disse Gleisi pelo Twitter. 
“A decisão do STF de acabar com a prerrogativa de foro para congressistas ampliou as opções de “plano B” no PT caso o ex-presidente Lula seja impedido de disputar a eleição. Alvo da Lava Jato, a presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, entrou na lista de cotados. Ela tem sinalizado que irá disputar vaga de deputada federal, mas, sem a garantia de que manterá seus casos no Supremo, pode acabar assumindo a vaga de candidata ao Planalto", diz a nota de Andreza Matais. (247).
A grande mídia insiste em querer definir candidaturas para o PT e semear intrigas. Vi hj meu nome nesse imbróglio. Aviso reto: não sou candidata à presidente, vice ou pretendente a ser. O PT tem candidato! É LULA!!! Aceitem, dói menos
Em tempo: o Estadão não me procurou




Blog do BILL NOTICIAS 

“SAMBA É COISA DE BANDIDO”, DIZ SERTANEJO NA GLOBO


Felipe Martins, Revista Fórum - As redes sociais seguem reverberando a declaração do cantor Cesar Menotti, da dupla com Fabiano. Na madrugada deste domingo, no programa Altas Horas, ele relembrou uma apresentação da dupla em uma penitenciária. Segundo o sertanejo, os presos insistiam para que a dupla cantasse sambas. “E o Fabiano disse: E tem mais, na minha opinião samba é coisa de bandido”.
O apresentador Serginho Groissman e a plateia caíram na risada com o “causo” contado pelo cantor, mas nas redes sociais as reações foram diferentes. A cantora e compositora Leci Brandão, autora do belíssimo samba Zé do Caroço, respondeu com veemência à declaração de Menotti na Globo.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

DOCUMENTOS EM QUARTO DE BEBÊ REFORÇAM SUSPEITA DE PROPINA PAGA A TEMER


Documentos apreendidos pela Polícia Federal num quarto de bebê durante a Operação Skala, que apura um esquema de corrupção de empesas do setor portuário e que envolve diretamente Michel Temer, aponta para uma nova conexão com o coronel João Batista Lima Filho, dono da empresa Argeplan e suspeito de atuar como operador do presidente.
De acordo com o blog da jornalista Andréia Sadi, uma bolsa com vários documentos da empresa Rodrimar foi encontrada na casa de Carlos Alberto Costa, sócio de Lima. Também foram achados documentos referentes à Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) e ao grupo Libra. No quarto do bebê foi achado um arquivo morto com dados da Codesp e da Libra.
Ainda segundo a PF, foram apreendidas uma espingarda calibre 12 e três pistolas 9mm fabricadas nos Estados Unidos, República Tcheca e Alemanha. Um revólver calibre 32 também foi apreendido pelos agentes. Além disso, mais um revólver Taurus calibre 32 e munições. Carlos Alberto Costa foi preso em flagrante por posse ilegal de armas.
A operação Skala, deflagrada em março, resultou na prisão de Lima em decorrência das investigações do chamado inquérito dos portos, que apura se Temer teria beneficiado empresas do setor portuário – em especial a Rodrimar, que atua no Porto de Santos – por meio de um decreto assinado em 2017 mediante o pagamento de propina.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

GLEISI PODE SER VICE DE LULA

Ricardo Stuckert

A senadora e presidente do PT Gleisi Hoffmann entrou na lista dos cotados para compor a chapa presidencial com Lula. Embora, sinalize que vai disputar a vaga de deputada federal, Gleisi pode acabar assumindo a vaga de candidata ao Planalto, informa a jornalista Andreza Matais, do jornal O Estado de S. Paulo.
“A decisão do STF de acabar com a prerrogativa de foro para congressistas ampliou as opções de “plano B” no PT caso o ex-presidente Lula seja impedido de disputar a eleição. Alvo da Lava Jato, a presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, entrou na lista de cotados. Ela tem sinalizado que irá disputar vaga de deputada federal, mas, sem a garantia de que manterá seus casos no Supremo, pode acabar assumindo a vaga de candidata ao Planalto. Jaques Wagner, também investigado, planeja disputar o Senado e diz que não aceitará outra missão.
Gleisi e Wagner seriam os únicos que, na avaliação de Lula, teriam coragem de assinar o indulto para livrá-lo da prisão e de rever a lei da delação premiada. Fernando Haddad não cumpriria tarefas como essas. Jaques Wagner nega que tenha mudado seus planos por causa do fim do foro privilegiado. “Sou candidato ao Senado e já estou em campanha”, disse ela. Leia a coluna completa da jornalista aqui.
Pelo Twitter, a senadora Gleisi Hoffmann negou a informação. "A grande mídia insiste em querer definir candidaturas para o PT e semear intrigas. Vi hj meu nome nesse imbróglio. Aviso reto: não sou candidata à presidente, vice ou pretendente a ser. O PT tem candidato! É LULA!!! Aceitem, dói menos", disse Gleisi.(247).


Blog do BILL NOTICIAS

Pesquisa é vista como trunfo no PT para lançar candidatura própria

Defensores de candidatura própria apostam em resultado de amostra, do instituto Vox Populi, como argumento. Há expectativa de que a consulta seja entregue hoje para que seus números sejam realçados junto à Gleisi Hoffmann


Por: Ulysses Gadêlha, da Folha de Pernambuco
Vereadora Marília Arraes, do PT
Vereadora Marília Arraes, do PTFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

O presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro, aguarda a confirmação da presidente nacional da sigla, a senadora Gleisi Hoffmann, sobre reunião prevista para a terça-feira (5), em Brasília, cujo objetivo é discutir a estratégia eleitoral da legenda em Pernambuco. A pedido de Gleisi, uma comissão está sendo formada e será composta pelo próprio Bruno e mais dois representantes do diretório local - um favorável à candidatura própria e outro à aliança. Os nomes devem ser indicados nesta segunda-feira (4).
  
Defensores do projeto próprio apostam em pesquisa de intenção de voto - encomendada ao instituto Vox Populi - como argumento em prol da candidatura da vereadora Marília Arraes. Há expectativa de que a amostra seja entregue nesta segunda para que seus números sejam realçados junto à dirigente nacional. 

"Vamos levar informações a essa reunião. Devemos ter, no resultado da pesquisa da Vox Populi, referenciais pra tomar posição com tranquilidade", defende a deputada estadual Teresa Leitão (PT). Há um clima de torcida entre os defensores das duas teses que serão debatidas em votação prevista para o próximo domingo (10). 

Os aliancistas creem, no entanto, que podem ganhar a queda de braço antes que o evento aconteça. O vice-presidente estadual do PT, Oscar Barreto, argumenta que a decisão política de apoiar o PSB já está tomada "há muito tempo" e que não há possibilidade de existir candidatura própria.

O presidente Bruno Ribeiro, em tom amistoso, afirma que espera um entendimento prévio. “Queremos chegar ao encontro já com consensos feitos. Mas, se não for possível, a decisão será serena”, determina. Uma reunião acontece nesta segunda-feira, ao meio-dia, com integrantes da executiva estadual para definir regras do evento de domingo. 

Teresa Leitão elogiou a decisão de Gleisi em ter convocado essa comissão para a reunião em Brasília. “Está havendo muita versão, cada um interpreta de um jeito o que é dito pela nacional. Da minha parte, eu achei o encaminhamento muito correto”, avalia. “Domingo nós vamos apresentar duas teses, a menos que os defensores da aliança desistam. A tese da candidatura própria, certamente, vai ser apresentada”, demarcou a deputada.

Bruno Ribeiro explica que um eventual entendimento em torno de aliança entre PT e PSB envolve dez estados, entre eles Pernambuco, razão pela qual uma decisão demanda ainda mais diálogo. 

O governador Paulo Câmara, vice-presidente nacional do PSB, também terá uma reunião com a senadora Gleisi Hoffmann, na terça, momento em que pode se dar um gesto definitivo no sentido da aliança em Pernambuco. Antes, o governador desembarca, nesta segunda, em São Paulo, onde terá conversa com o governador Márcio França. O tema das alianças regionais entre PT e PSB deve ir à pauta. 

Teresa Leitão, todavia, observa que esses encontros com o governador fazem parte de uma interlocução nacional dos partidos de esquerda. “Essas reuniões estão acontecendo com representantes de outros partidos. Ocorre que Paulo Câmara está doido, como quem se agarra em jacaré de boca aberta, para retirar candidatura de Marília”, dispara a parlamentar. 

Oscar, contudo, desconsidera, com veemência, o peso da pesquisa na tomada de decisão. "Essa conversa de pesquisa é argumento de retórica. Ninguém toma decisão baseado em pesquisa. Humberto tinha 40% e perdeu eleição pra Geraldo Julio. Pesquisa é momento e campanha política é uma coisa mais séria", alega o vice-presidente.

Cogitou-se uma possibilidade de os delegados do PT serem modificados, numa manobra para aprovar a política de aliança, mas petistas, que defendem a candidatura própria, usam o estatuto para vetar esse caminho. 

"O estatuto do PT é muito claro ao dizer que o delegado titular só pode ser substituído se manifestar por escrito", afirma Múcio Magalhães. "Não vi nenhuma grande manifestação de quem defende aliança com Paulo Câmara. Eles nem dizem isso claramente. Se há alguém que enxerga maioria, deveria mostrar", adverte.



Blog do BILL NOTICIAS