sábado, 27 de janeiro de 2018

Em Pernambuco, Senador Armando Monteiro lidera nova pesquisa Múltipla


O Senador Armando Monteiro cresceu e lidera o novo levantamento do Instituto Múltipla para governador de Pernambuco. A pesquisa foi realizada com 600 questionários, em 65 dos 184 municípios pernambucanos, entre os dias 18 e 22 deste mês de janeiro e foi registrada no TRE sob o número PE 08043/2018.
Armando, que tinha 13,5% na pesquisa anterior, agora aparece com 20,5% das intenções de voto, seguido do governador Paulo Câmara, que tinha 18,7% e caiu para 16%, ainda que estável dentro da margem de erro. O blog teve acesso integral aos dados.
A vereadora Marília Arraes (PT) que em novembro tinha 9,6% também cresceu e aparece com 14,5%.  Há de se considerar que, com base na margem de erro da pesquisa, de 4,1% para mais ou para menos, Armando, Câmara e Marina estão no que pode-se chamar empate técnico. De toda forma,  impacta a mudança de ordem dos candidatos.
O Ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM),tem 10,5%, seguido do senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) está na quinta colocação com 5%. O deputado Bruno Araújo (PSDB) tem 2,5%. Brancos e nulos somam 23,5%, indecisos 4,5% e não souberam ou não quiseram responder a pesquisa, 3%.
A pesquisa realizada pelo Instituto Múltipla, além de aferir equilíbrio entre os principais candidatos com empate técnico entre três deles, também indicativos do desempenho nas regiões do Estado.
A pesquisa foi realizada com 600 questionários, em 65 dos 184 municípios pernambucanos, entre os dias 18 e 22 deste mês de janeiro e foi registrada no TRE sob o número PE 08043/2018.
A Mata Sul, por exemplo, é a região do Estado onde o governador Paulo Câmara tem o melhor desempenho. Ele tem 28,9%, contra 11,1% de Armando Monteiro e Marília Arraes, rigorosamente empatados. Fernando Bezerra Coelho, Mendonça Filho e Fernando Bezerra Coelho tem 4,4% cada um.
Na Mata Norte, Câmara também lidera com 25,6%, mas com pequena margem para Armando, que aparece com 23,3%. Marília tem 9,3%, mesmo percentual de Mendonça Filho.
A maior liderança de Armando e Marília Arraes em números percentuais se aferem no Agreste Meridional. Armando aparece com 30,3% das intenções de voto, seguido de Marília, com 27,3%. Câmara tem 9,1%.
Nós sertões do Araripe e Central, Armando lidera. Tem 29,4%, Marília Arraes 20,6% e Paulo Câmara 17,6%. A candidata petista lidera na capital, Recife. Tem 20,4%. Mendonça tem 14,8%, Armando, 13,9%, Paulo Câmara, 12% e Fernando Bezerra Coelho, 3,7%.
No Pajeú e Moxotó, equilíbrio entre Armando e Paulo. O petebista tem 31% contra 27,6% do governador. Marília aparece com 10,3%.
Como era de se esperar, Fernando Bezerra Coelho lidera nos Sertões do São Francisco e Itaparica, com 35,6%. Armando tem 20%, empatado com Marília Arraes. Paulo aparece apenas com 4,4%.
No Agreste Central, Armando Monteiro tem 20%. Marília Arraes e Mendonça Filho, 12,9%. Paulo Câmara, 10,6%. Mendonça Filho, aliás, tem como único reduto de liderança o Agreste Setentrional, com 24,2%, empatado com Armando. Câmara e Marília apareceram com 12,1% cada.
Na região Metropolitana, Armando Monteiro tem 20,7%, Paulo Câmara, 18,6%, Mendonça Filho, 10,3% e Marília Arraes, 9%.
Perfil da amostra: Masculino 47,3%, Feminino 52,7%; 16 a 24 anos 16,8%, 25 a 34 anos 22,2%, 35 a 44 anos 21,0%, 45 a 59 anos 23,3% e 60 anos ou mais 16,5%.
A amostra foi composta por 600 entrevistas aplicadas na população que tenha título de eleitor, more e vote no Estado de Pernambuco e distribuída da seguinte forma: Região Metropolitana 42,2%, Zona da Mata 14,6%, Agreste 25,2 e Sertão 18,0%.
O intervalo de confiança estimado é de 95% para uma margem de erro para mais ou para menos de 4,1% Sistema interno e controle de verificação: Para realização da pesquisa, utilizam-se uma equipe de entrevistadores e supervisores, contratados pelo Instituto. Todos devidamente treinados para execução do trabalho.
A área da pesquisa compreende o estado de Pernambuco, composta por 04 (quatro) mesorregiões: Região Metropolitana, Agreste, Sertão e Zona da Mata e os seguintes municípios: Floresta, Petrolândia, Cabrobó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista, Araripina, Bodocó, Exu, Ipubi, Ouricuri, Salgueiro, São José do Belmonte, Afogados da Ingazeira, São José do Egito, Serra Talhada, Arcoverde, Custódia, Sertânia, Águas Belas, Bom Conselho, Buique, Garanhuns, Lajedo, Belo Jardim, Bezerros, Bonito, Brejo da Madre Deus, Caruaru, Gravatá, Pesqueira, São Bento do Uma, São Caetano, Bom Jardim, João Alfredo, Limoeiro, Santa Cruz do Capibaribe, Surubim, Toritama, Abreu e Lima, Cabo, Camaragibe, Igarassu, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista, Recife, São Lourenço da Mata, Água Preta, Barreiros, Catende, Escada, Palmares, Ribeirão, Sirinhaém, Vitória de Santo Antão, Aliança, Carpina, Glória de Goitá, Goiana, Itambé, Nazaré da Mata, Paudalho, Timbaúba e Vicência(Via: Blog do Nill Júnior).

Blog do BILL NOTICIAS

Lula: ” Quanto mais me acusam e perseguem, mais eu cresço nas pesquisas”

REUTERS/Paulo Whitaker

TIJOLAÇO: MORO CORRE A LEVAR MAIS LENHA A BOLSONARO


A manchete de O Globo, hoje, anuncia o timing da direita.
Daqui a um mês, provavelmente com a ruína do Governo Michel Temer mais – perdoem – arruinada ainda, com a provável frustração da derrota da reforma previdenciária – o calendário do antilulismo tem mais duas datas "festivas': o esgotamento dos recursos ao TRF-4 e a onda de discussões sobre a prisão de Lula e a condenação do ex-presidente, de novo, por um apartamento que é dele, mas não é dele, e por um terreno que "ia ser", mas não foi, do Instituto Lula.
Lenha, portanto, para mais ódio, combustível da fornalha do inferno bolsonarista.
Ou acha que vão esvaziar o ex-capitão com história de apartamentos e casas que são dele e são dele, mesmo, ao contrário "dos de" Lula?
Acham que o povão das periferias vai se empolgar, na falta de Lula, com Alckmin, Meirelles ou Maia?
Sabem que não e, para terem alguma chance, vão ter que lançar mão de Luciano Huck – e colocar a Globo na disputa, beneficiada pela exclusão de Lula – ou de Sérgio Moro, o algoz que se habilita ao cargo que todos sabem seria de sua vítima.
Uma ou outra alternativa são tão ridículas quanto medonhas, destas de fazer o destino da Itália com Sílvio Berlusconi parecer um espetáculo de civilização.
Mas, diferente de lá, haverá um Lula, façam-lhe o que fizerem, a ser o contraponto disso e, "pior", compreensível até pelo mais humilde caboclo deste país.
A desgraça em que meteram o Brasil, que já nos apavorava com Temer, só mostrou as canelas, até agora.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

MARINA: PT, PMDB, PSDB E DEM DEVEM TIRAR 4 ANOS SABÁTICOS E FICAR FORA DAS ELEIÇÕES

ALEXANDRE GUZANSHE

A pré-candidata à Presidência da República, Marina Silva (Rede), defendeu que o PT, PMDB, PSDB e DEM tirem "quatro anos sabáticos" e não disputem as eleições deste ano. "PT, PSDB, PMDB, DEM, precisam de uns quatro anos sabáticos, se reencontrar com as bases e reler seus programas. Foram partidos que deram uma grande contribuição para a sociedade, mas eles se perderam. Se perderam no projeto de poder pelo poder, no projeto da eleição pela eleição. Deixaram de discutir os rumos da nação. E agora, a sociedade brasileira deve fazer um grande favor para eles: dar um sabático de quatro anos para que o país possa, em novas bases, dar um passo à frente", disse Marina em entrevista à Rádio Super Notícia FM, de Belo Horizonte.
Na entrevista, ela disse, ainda, que PT e PSDB "se uniram" para acabar com a Lava Jato. "PT e PSDB, que nunca estão unidos, se uniram nesse propósito. Tanto que juntos apresentaram a lei do abuso de autoridade, para tentar intimidar a Justiça, o Ministério Público e a Polícia Federal. Tentaram apresentar o projeto de lei para anistiar o caixa dois, e se mantêm firmes na defesa do foro privilegiado, o que é uma afronta ao povo brasileiro", afirmou Marina.
Sobre a condenação em segunda instância do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marina disse que o que está segurado a crie são as instituições. "É um momento delicado da história política do nosso país. É a primeira vez que um ex-presidente da República é condenado. Nós temos uma situação que exige das lideranças políticas e da sociedade uma atitude de respeito às instituições, compreendendo que seja assegurado o amplo direito de defesa. O que está sustentando essa situação de crise é que as instituições estão funcionando", afirmou. (247).

Blog do BILL NOTICIAS

Em Petrolina, Frente das Oposições destaca “governo equivocado” de Paulo Câmara e ressalta união para propor “nova agenda”


O ato político da Frente das Oposições ‘Pernambuco Quer Mudar’, encerrado no início da tarde deste sábado (27) em Petrolina, lotou o o Classic Hall em Petrolina e mostrou a força das oposições. A tônica do evento foram os inflamados discursos e as críticas a gestão do governador Paulo Câmara (PSB). Em alguns discursos bem mais contundentes, o socialista foi tachado de “fraco, frouxo e mentiroso”.
Realizado no espaço do Coliseu Hall, na Vila Eduardo, zona leste da cidade, o evento reuniu milhares de pessoas – muitas delas vindas em caravanas de outras cidades do Sertão. Vários prefeitos, ex-prefeitos, deputados e lideranças sertanejas e do Agreste também aguardavam os integrantes do bloco, que foram ovacionados pelo público na chegada ao Coliseu Hall, em meio ao calor insuportável do recinto.
Somado às críticas a Paulo, o tom das oposições foi sempre o do clamor pelas mudanças, diante do “governo equivocado e sem comando” do atual gestor. Um vídeo de poucos minutos, mostrando números negativos do governo estadual, a exemplo dos 5,4 mil homicídios (só em 2017) e da taxa de 18% de desemprego no Estado, foram exibidos ao público para reforçar a necessidade de uma “nova agenda”.
No entanto a união do grupo não deixou de ser colocada em nenhum instante, nem pelo anfitrião do evento, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), nem pelos demais cotados a receber a indicação das oposições para enfrentar Paulo nas eleições deste ano – o senador Armando Monteiro Neto (PTB), o deputado federal Bruno Araújo (PSDB), e os ministros Mendonça Filho (DEM) e Fernando Filho (sem partido). Até chegar a um consenso, a Frente ainda deverá realizar um ato público semelhante ao de Petrolina e Caruaru (Agreste), no próximo dia 3 de março, e provavelmente em outro município da Zona da Mata.(C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS


Juazeiro: Suspensas atividades econômicas da Orla II em função de ações do Parque Fluvial


Em decorrência do avanço das obras do Parque Fluvial, em Juazeiro (BA), a Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano (SEDUR) informou que todas as atividades econômicas que acontecem na parte superior da Orla Nova da cidade terão que ser suspensas. A medida é por precaução, uma vez que haverá o alargamento do calçadão para a implantação dos quiosques.
A Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb) realizou esta semana o levantamento de todas as atividades que acontecem por toda a orla. Todos foram informados e quanto à atividade realizada por 12 lavadores de carro, as mesmas serão suspensas, uma vez que os resíduos utilizados para lavar os veículos acabam por serem direcionados diretamente para o Rio São Francisco. Essa ação ocasiona crime ambiental como está descrito na Lei Federal 9605/1998 em seu Art 54.(C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS