domingo, 10 de dezembro de 2017

LULA AINDA SERÁ ALVO DE SEIS GOLPES ATÉ 2019

Ricardo Stuckert

Por Gustavo Antônio Galvão dos Santos, doutor em economia
Já está mais do que evidente, para quem entende minimamente de comportamento eleitoral, que será impossível acharem algum candidato que possa vencer Lula em 2018.
Aliás, para poder impedir que Lula em 2019 vença no 1º turno, eles vão ter que colocar como candidatos todas as celebridades disponíveis: dois juízes pavões, um apresentador de TV, dois “gestores”, um santo, dois esquerdistas refinados, dois esquerdistas bravos, uma fada da floresta, um messias armamentista, um banqueiro ministro, um verde, um bando de pastores mui santos etc.
Será um zoológico de candidatos como nas eleições de 1989. Na prática, todos contra a vitória do Lula no primeiro 1º turno. Com muito esforço, muito dinheiro, muitos belos discursos e muitas mentiras, talvez consigam juntos impedir que Lula vença no primeiro turno. É o máximo que podem conseguir.
Eles sabem disso.
O golpe não foi dado para devolver o governo para o escolhido do povo e, assim, correr o risco de perder as “conquistas” que Temer ofereceu aos ‘donos do poder’. Por isso darão todos os golpes possíveis para impedir que Lula volte a ser presidente.
Haverá assim, pelo menos, mais 6 tentativas de golpe.
A primeira, todo mundo já sabe, será a condenação do Lula no TRF4, onde julga o compadre do Moro.
Enquanto isso, tentarão dar o segundo golpe, o do parlamentarismo ou “semipresidencialismo”.
O terceiro seria o que o genial Wilson Ferreira do blog Cinegnose chama de bomba semiótica. No caso, seria uma operação de sabotagem planejada teatralmente com a grande imprensa para ser divulgada de forma espetacular.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                         Algo que possa chocar a Nação tipo um assassinato ou uma queda de avião. Isso pode ser contra inimigos ou aliados em potencial de Lula. Se for contra um inimigo seria algo que pudesse depois ser atribuído a Lula ou a algum apoiador. Se for contra um aliado pode ser algo que elimine uma base de sustentação fundamental a Lula e derrube a confiança de seus apoiadores. Esse alvo espetacular pode estar no Congresso, no judiciário, nas Forças Armadas ou ser alguém que tenha importância eleitoral. Pré-candidatos, juízes ou militares tendem a ser os alvos mais óbvios.
A quarta tentativa de golpe será a fraude eleitoral. O sistema de voto eletrônico brasileiro já convive com fraudes há muito tempo e nada pode ser feito contra elas porque o sistema é inauditável. Na prática, é possível escolher quem será eleito, sem nenhum vestígio legalmente comprovável de fraude. Além disso, quem vai investigar e julgar os acusados de fraude é o mesmo órgão que define todas as regras, administra todas as urnas, seus algoritmos e toda logística da eleição, Ou seja, quem podem fazer a fraude é quem vai julgá-la. E não é preciso pesquisar muito para saber de que lado esse órgão está. A fraude eleitoral em Honduras foi só mais teste antes de ser usado no Brasil.
A quinta tentativa de golpe será militar. Um golpe militar está sendo preparado no Brasil pelo menos desde 2013. Para isso adestraram uma parte da população para apoiar entusiasticamente tanto um golpe militar quanto qualquer tipo de saída através da violência. O fanatismo em torno da candidatura de Bolsonaro, adulado como “O Mito” por seus seguidores, é só uma evidência mais óbvia.
A sexta tentativa ocorrerá depois da reeleição de Lula em 2018. Será uma reedição do ‘Grande Cerco contra Dilma’ após a eleição de 2014. ‘O Grande Cerco contra Dilma’ já é uma figura clássica de golpe, quando se utiliza todas as armas simultaneamente contra um chefe de governo.
A sexta tentativa de golpe é a combinação das cinco acima citadas. Elas serão redirecionadas, no caso de não serem bem sucedidas, para ao menos produzir um Congresso e uma mídia mais hostil, um judiciário e um ministério público mais persecutórios e um clima de ódio, divisionismo e conflito civil ainda maior.
A sexta tentativa de golpe é a união de todas as armas golpistas articuladas para tentar colher pequenos recuos cumulativos por parte do futuro Presidente Lula a partir de 2019. Uma vez reeleito, à medida que Lula for cedendo espaços e recursos de poder, perderá a credibilidade frente aos apoiadores e capacidade de reação. Ao mesmo tempo, os recuos farão os inimigos se recuperarem dos desgastes do governo Temer e das derrotas em múltiplas tentativas de golpe.
É a única forma de impedirem que Lula reorganize seu novo governo a tempo de obter resultados, consolidando novamente uma fortaleza inexpugnável de popularidade. Se os inimigos de Lula puderem colher recuos, vacilações e quebras de promessas como colheram de Dilma em 2015, poderão novamente acumular recursos de poder e credibilidade junto ao povo para um golpe definitivo.
Todas essas tentativas de golpe acontecerão. É tão inevitável quanto uma picada em quem confia em escorpião. Os inimigos da vontade popular estão obcecados e tem à disposição todos os recursos necessários para promover esses golpes com, aparentemente, um mínimo custo ou risco.
Mas acredito que todos esses golpes fracassarão. Lula até agora teve muita sorte. Algo nos diz que essa sorte não acabará enquanto ele estiver defendendo as causas básicas do povo.
Todavia, sem um dispositivo amplo de defesa, cada golpe poderá causar grandes feridas e sofrimento. E não convém só contar com a sorte.
O antídoto aos golpes, um dispositivo amplo de defesa e reação contra esses golpes vai muito além de campanhas eleitorais. É preciso fortalecer vínculos sólidos com um conjunto de aliados mais amplo. Aliados que possam reagir contra cada uma das tentativas de golpe citadas, mas que sejam realmente leais, mesmo após as eleições.
Uma lealdade real só pode ser conquistada com a comunhão de ideais, caminhos, projetos e utopias. Hoje o PT ainda está oferecendo muito pouco nesse sentido. Está se baseando quase que apenas na recuperação das conquistas de seus governos.
Isso é insuficiente para conquistar partes importantes dos empresários produtivos, da classe média, do funcionalismo público, das forças armadas, da intelectualidade, dos outros partidos e políticos de esquerda, dos sindicatos, movimentos sociais recalcitrantes e dos jovens.
Todos esses setores se sentem parcialmente descontentes, não contemplados ou pouco entusiasmados com o simples retorno ao que foi o governo Lula. Promessas específicas a cada um desses setores tendem a ter um impacto pequeno porque carecem de credibilidade. Além disso, podem gerar contradições e objeções mútuas entre esses grupos ou, ainda, com outros grupos de aliados fiéis ou potenciais de Lula.
O antídoto a todos esses golpes é conseguir um discurso unificado que garanta aliados fiéis em todos os grupos citados acima e que, não por acaso, são base de apoio fundamental em todos os tipos de golpe.
Esse discurso precisa se alimentar de um arcabouço e uma narrativa que sintetize e unifique o interesse de todos esses grupos e ao mesmo tempo seja já conhecida, compreensível e crível.
Essa narrativa existe e é compatível com as propostas e história do Lula. É o nacional-desenvolvimentismo de Vargas, de Juscelino, de Jango, de Brizola e de parte dos militares nacionalistas. O nacional-desenvolvimentismo propõe altas taxas de crescimento, investimento pesado em tecnologia e infraestrutura, além de Estado e Funcionalismo Fortes. Essas políticas favorecem os setores mais receosos em relação a Lula.
Se Lula abraçar com credibilidade esse discurso, terá em mãos o antídoto que eliminará boa parte do isolamento e da indiferença em relação a ele nos grupos que podem desmontar os golpes vindouros antes que causem grandes danos. Essa credibilidade precisa ser conquistada por meio da atração de aliados leais que sejam historicamente ligados ao discurso e aos interesses beneficiados pelo nacional-desenvolvimentismo. Caso contrário, será visto como um discurso meramente eleitoreiro.
Se nenhum desses golpes der certo – como os planos do Cebolinha para roubar o coelhinho da Mônica – Lula tomará posse em 2019 e fará seu melhor governo até 2022, quando o Brasil terá muito que comemorar no bicentenário de nossa independência! (247).

Blog do BILL NOTICIAS

Mãe de Beatriz faz revelação bombástica: “A polícia e o MPPE sabem de um funcionário da escola apagando imagens das câmeras”


Durante a manifestação da manhã de hoje (10) para lembrar os dois anos da morte de Beatriz Angélica Mota, a mãe da menina, Lúcia Mota, fez uma revelação bombástica. Segundo ela, a Polícia Civil e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) têm conhecimento de um funcionário do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, local onde Beatriz foi morta, apagando as imagens das câmeras de segurança da instituição.
A polícia e o Ministério Público têm a imagem do funcionário apagando as câmeras. No início, quando tudo aconteceu, foi dito que a escola não tinha câmeras. Mentira! Eles planejaram até isso. Mas a verdade sempre vem à tona, as imagens apareceram. Elas vão a nível nacional [no Fantástico, da TV Globo]”, disparou Lúcia, que já tinha feito essa denúncia outras vezes.
E eu tenho fé em Deus que alguém vai reconhecê-lo. Nós vamos chegar até ele, vamos chegar até todos: vamos chegar ao mandante, a quem colaborou, a quem atrapalhou. Tudo tem o seu tempo”, acredita a mãe de Beatriz. Vale lembrar que Lúcia também revelou a este Blog que terá acesso ao inquérito e que sua família vai continuar com a investigação paralela, para contribuir com o caso. Fica o espaço reservado ao colégio, caso queira se pronunciar. (C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS

Em Petrolina, noite sangrenta no bairro Jose e Maria com um assassinato e um baleado já fora de perigo


O Boletim informativo da Policia Militar de Pernambuco, sediada em Petrolina, informa que na noite desse sábado (09), foi registrado um homicídio na Rua do Cruzeiro do Sul, bairro José e Maria, Petrolina-PE. As unidades policiais foram chamadas e ao chegarem ao local confirmaram o fato. Dois indivíduos não identificados se aproximaram em uma motocicleta Strada de cor vermelha efetuaram disparos de arma de fogo atingindo o peito esquerdo da Josemar Davi da Silva, 37 anos, a qual veio a óbito no local e atingindo também uma segunda  vítima  Vagner Cavalcante Souza,  também no peito esquerdo, sendo que o mesmo foi socorrido pelo SAMU ao Hospital Universitário, o qual após procedimentos médicos, constatou que não corre risco de morte.
A Policia fez o isolamento do local do crime e com a chegada do IC o corpo foi removido para o IML .Algumas  viaturas continuam as diligencias no intuito de localizar e prender os autores do crime.(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

Inscrições de concurso para professores da Rede Estadual da Bahia terminam nesta terça


As inscrições do concurso público para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino da Bahia seguem até esta terça-feira (12). Estão sendo ofertadas 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. As inscrições, no valor de R$ 100 para ambos os cargos, estão sendo feitas exclusivamente, via internet, pelo site da Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela aplicação das provas. O concurso será para 40 horas semanais.
Uma das novidades deste concurso são as vagas para professores com licenciaturas interdisciplinares em Linguagens e Códigos e suas Tecnologias, Matemática ou licenciatura interdisciplinar em Matemática e Computação e suas Tecnologias. As vagas para professores também contemplam diversas áreas do conhecimento, como por exemplo, os com licenciaturas em Ciência Biológicas, Ciências Naturais, Ciências Humanas, Ciências da Sociedade, Filosofia, Artes, Educação Física, História, Artes e habilitação em Química oriundo de curso superior.
Para coordenador pedagógico, é preciso ter curso de Pedagogia. Tanto para professor quanto para coordenador pedagógico é exigido diploma registrado de conclusão de curso superior de graduação, conforme estabelecido no edital, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).
Remuneração
Para o cargo de professor padrão P, grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação de Estímulo às Atividades de Classe, no percentual de 31,18% incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 668,92, perfazendo um total de 2.814,28. Para o cargo de Coordenador Pedagógico, Padrão P, grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$2.145,36, acrescido de Gratificação por Condições Especiais de Trabalho, no percentual de 34,75%, incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 745,51, totalizando R$ 2.890,87.
Provas
O concurso terá três etapas. As provas objetivas (1ª etapa) e discursivas (2º etapa) serão aplicadas no dia 25/02/2018, para todos os cargos, no período da manhã, nas cidades de Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista. Somente será corrigida a prova discursiva dos candidatos habilitados e melhores classificados nas provas objetivas. A terceira etapa é a prova de títulos, para fins de pontuação dos candidatos habilitados na prova discursiva (C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS

LULA: A JARARACA ESTÁ VIVA E VAI DISPUTAR ELEIÇÕES

Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva encerrou na noite dessa sexta-feira, 8, sua caravana pelos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro reunindo uma multidão de pessoas na Concha Acústica da UERJ. Palco de resistência contra o golpe e contra os retrocessos impostos às universidades públicas, a Universidade Estadual do Rio de Janeiro sofre com a precarização do ensino superior. 
"Não é possível que esse país que tem uma elite tão poderosa precise de um presidente sem diploma para colocar mais alunos na universidade. Nossa elite só permitiu que o Brasil tivesse uma universidade 420 anos depois do descobrimento. Explica o atraso do nosso país", discursou Lula que teve na Educação o principal foco de seus discursos nesta terceira caravana. 
Para Lula, a saída para o aumento da criminalidade, que afeta especialmente o Rio de Janeiro, está no investimento em educação e na geração de empregos. "Quer melhorar rapidamente o problema da violência? Você precisa ter polícia bem preparada, bem armada, bem treinada e com salário em dia. Mas você diminui mesmo é dando salário, emprego e educação para os jovens". 
Entre as propostas para um eventual terceiro governo, Lula anunciou a federalização do ensino médio. "Não vou federalizar presídio, não quero federalizar bandido. Vou federalizar o ensino médio. Haddad já está fazendo um estudo", afirmou.
Lula voltou a se defender das acusações contra ele na Lava Jato. "Quero que achem meu dinheiro escondido, se acharem venho aqui dividir para pagar o salário atrasado de vocês. Caráter não compra em shopping, caráter a gente aprende no berço com a nossa mãe. Honra para mim não é palavra pequena é questão de vida", afirmou.
"Eu não tenho problema nenhum com investigação. Investiguem o que tiverem que investigar. Já acharam dinheiro na casa de todo mundo, mas mostrem o que acharam na minha, poxa! E depois que ficarem em tudo, peçam desculpas, reconheçam", acrescentou o ex-presidente. 
Lula pelo Brasil
O projeto Lula pelo Brasil, uma jornada para reencontrar o país e seu povo, encerra o ano de 2017 com três etapas concluídas. Nordeste, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Para o primeiro semestre de 2018, o ex-presidente Lula já planeja passagens pelo Sul e Norte do país. (247).

Blog do BILL NOTICIAS

DILMA: DIREITA ATACA LULA POR NÃO TER CANDIDATO

Foto: Ricardo Stuckert/ Insituto Lula

Da Agência Sputinik
A direita política brasileira não possui o seu próprio candidato e, por isso, segue perseguindo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), afirmou na última sexta-feira a ex-presidente petista Dilma Rousseff.
Em entrevista à Agência EFE, em Montevidéu, onde participou de uma conferência, Dilma disse que a "perseguição judicial" que se instalou no país contra Lula se deve aos que "não tem candidato" para as eleições presidenciais do próximo ano.
"Se tivessem um candidato não tentariam tanto destruir o Lula. Querem destrui-lo porque não têm um candidato. Usam a lei como arma de guerra política e de destruição civil, da cidadania de uma pessoa, acusando-a de corrupção, e não lhes interessa se depois a pessoa será absolvida, lhes interessa que a inabilitem ou a destituam", ponderou.
A petista fez um paralelo da perseguição a Lula com o impeachment que ela mesma sofreu, em 2016, que colocou o vice Michel Temer (PMDB) no comando do Brasil. Para Dilma, o que aconteceu foi um golpe e se deu por irregularidades fiscais não comprovadas.
"É como o meu golpe, eles consideraram durante um tempo que era justo e nós temos que desmontá-lo e mostrar que é uma perseguição política e uma injustiça", comentou ela.
Dilma afirmou também que é o momento da esquerda contra-atacar e voltar ao poder, por isso é preciso apoiar a candidatura de Lula às eleições de 2018 e incitar a população a apoiar a democracia, até como forma de resistência à agenda instalada pelo governo Temer.
"Para nós é fundamental conseguir reverter este projeto, e ele só poderá ser revertido agora em 2018, se não a luta de longo prazo é muito mais dura […]. Agora estamos em um momento em que vamos resistir, Lula será candidato a presidente do Brasil", completou.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

Três meses após apoiar intervenção militar, general do Exército é afastado

Em setembro, Mourão foi criticado ao declarar, em nome do Exército, que, 'diante da crise enfrentada pelo país, pode haver uma intervenção militar'
General do Exército Antonio Hamilton Mourão. Crédito: Correio Braziliense/Reprodução
General do Exército Antonio Hamilton Mourão. Crédito: Correio Braziliense/Reprodução0



O general Antonio Hamilton Mourão, defensor da intervenção militar no Brasil, foi afastado do cargo que ocupava no Exército Brasileiro (EB). Segundo documento obtido pelo Correio, o militar foi movimentado para a Secretaria-Geral do Exército neste sábado (9/12). O ofício, elaborado pela Força, incumbe o comandante do EB, general Eduardo Villas Bôas, a informar o ministro da Defesa e o presidente da República da decisão.

Em setembro, Mourão foi criticado ao declarar que, "diante da crise enfrentada pelo país, pode haver uma intervenção militar caso a situação não seja resolvida pelas próprias instituições". A afirmação foi feita em palestra realizada na Loja Maçônica Grande Oriente, em Brasília, após o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciar pela segunda vez o presidente Michel Temer, por participação em organização criminosa e obstrução de Justiça.

Embora tenha sido afastado de suas funções, o general vai continuar recebendo remuneração, por ser "oficial de carreira". A mudança, no entanto, é vista como uma punição da Força, mais especificamente de Villas Bôas, pelas declarações controversas de Mourão. Desde o caso ocorrido há três meses, uma equipe estuda alternativas discretas para fazer com que Hamilton Mourão perca visibilidade, mas ele só foi retirado do cargo após falar, na última quinta-feira (7/12), sobre a possibilidade de atuação das Forças Armadas caso haja uma situação de "caos" no país.

Ele comentou a situação a uma plateia no Clube do Exército, onde estava a convite do grupo Ternuma (Terrorismo Nunca Mais). Sua palestra, com o tema "Uma visão daquilo que me cerca", reuniu críticas aos governos Lula e Dilma Rousseff (ambos do PT) e também a Michel Temer (do PMDB).

Em outubro de 2015, Mourão já havia protagonizado outro episódio polêmico, ao criticar o governo e a então presidente Dilma Rousseff. Na ocasião, ele perdeu o Comando Militar do Sul e foi transferido para a Secretaria de Economia e Finanças, um cargo burocrático. Pelo Regulamento Disciplinar do Exército, Mourão poderia ser punido por dar declarações de cunho político, sem autorização de seu superior hierárquico.(DP).




Blog do BILL NOTICIAS

Este é o pior Congresso da História: nós e eles sabemos por quê


No dia em que uma pesquisa Datafolha apontou a reprovação sem precedentes da população ao atual Congresso (60%), e o patamar mais baixo de aprovação (5%), partiu de um estranho ao ninho parlamentar, que ao se eleger não foi levado a sério, o deputado e ex-palhaço Tiririca, uma pungente despedida do mandato, dizendo-se envergonhado da classe política que não quer mais integrar. Por isso não concorrerá em 2018. Ao longo do dia, entretanto, foram poucos os deputados e senadores que deram o braço a torcer. Como avestruzes, preferiram enfiar a cabeça na areia a comentar a desaprovação revelada pela pesquisa ou a chicotada até branda de Tiririca, que prometeu não contar tudo o que viu em sete anos. Mas nós e eles sabemos o que fez o atual Congresso nos últimos três anos. Por isso nas eleições de 2018 esperamos que o eleitorado traduza sua decepção em uma grande renovação quantitativa e qualitativa das duas Casas.
A rejeição não é ao todo, naturalmente. É à maioria da Câmara e do Senado que, ao longo dos últimos três anos, traiu os que representam e perpetrou seguidos crimes contra a democracia, contra a soberania nacional, contra os interesses populares. Daqui até à eleição, será preciso refrescar a memória do eleitorado lembrando tudo o que fizeram desde que tomaram posse em fevereiro de 2015. Lula, Manuela D´Ávila, Ciro Gomes e outros candidatos a presidente do campo democrático terão que lembrar muito o eleitorado do que fez a maioria do atual Congresso, em que se destacam os seguintes feitos vergonhosos:
A primeira decisão da maioria na Câmara, logo depois da posse, foi eleger Eduardo Cunha como presidente da Casa. Muitos, segundo o delator Lúcio Funaro, venderam seu voto a Cunha. Outros haviam tido suas campanhas financiadas por ele e pagaram a gentileza com o voto.
Logo depois, a maioria rejeitou todas as medidas propostas pela presidente reeleita Dilma Rousseff para reequilibrar as contas públicas, apostando no quanto pior, melhor. Melhor para os planos de Cunha e de todos que já conspiravam  para derrubar Dilma.
Ao mesmo tempo, a maioria rejeitada começou a aprovar “pautas bomba” que agravaram a situação fiscal do governo.
Em abril de 2016, a maioria, numa votação que envergonhou o Brasil, pela exposição de sua indigência mental e intelectual, autorizou a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma. Eles sabiam que não havia crime de responsabilidade a ser apurado, e o disseram claramente, dedicando seus votos aos filhos, aos cônjuges e aos animais de estimação.
Já Eduardo Cunha, apesar de todas as evidências de corrupção e de quebra do decoro, foi por longos meses protegido pela maioria, que evitou sua cassação o quanto pode, até que o próprio STF o afastou do mandato.
Em seguida a maioria do Senado aprovou a condenação de Dilma, consumando o golpe parlamentar, na ausência de crime de responsabilidade demonstrado.
A mesma maioria que deu o golpe passou a sustentar o governo de Michel Temer e a aprovar suas medidas regressivas. A primeira foi a mudança na forma de exploração do pré-sal, abrindo as portas para o capital estrangeiro. Depois,  a maioria do Congresso aprovou a PEC do teto de gastos, que congelou o gasto público por 20 anos.
A mesma maioria aprovou,  em seguida,   a reforma trabalhista, que cria os novos párias, os trabalhadores intermitentes, estimula a terceirização e liquida com direitos assegurados pela CLT.
Vendendo votos para Michel Temer,  a maioria rejeitou duas denúncias da PGR contra ele. Uma por corrupção passiva, outra por obstrução da Justiça.
A mesma maioria que retirou direitos dos trabalhadores aprovou a premiação de empresários com o Refis, e honrou promessa feita por Temer aos ruralistas, aprovando a MP que perdoa e parcela as  dívidas dos grandes proprietários  com o Funrural.
Agora, a maioria acaba de aprovar uma MP que concede isenção tributária aos exploradores da cadeira de petróleo e gás, num claro atendimento ao lobby da Shell e petroleiras estrangeiras. O Estado abrirá mão de quase um trilhão de reais em poucos anos. A indústria nacional, especialmente a naval, será sacrificada em favor dos estrangeiros.
A maioria da Câmara, neste momento, resiste a aprovar a reforma previdenciária proposta por Temer. Não quer mais brigas com o eleitorado. Mas agora é tarde. O encontro com os eleitores está marcado e eles, pelo visto, já  sabem como responder à maioria, por tudo que ela fez nestes três anos.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

Falta d’água vira politicagem em residenciais de Petrolina


Que a falta d’água em Petrolina tira a paciência da população na cidade inteira, sobretudo em comunidades mais afastadas, ninguém discute. Mas transformar o problema numa forma de arrecadar votos, é outra história.
Segundo uma fonte deste Blog, é isso o que vem ocorrendo nos Residenciais Vivendas e Monsenhor Bernardino, por meio aquisição de carros-pipas (e da propaganda de alguns que se dizem líderes comunitários). Coisas da política.(C.Britto).
Blog do BILL NOTICIAS

ANA define novas regras para operação de reservatórios do São Francisco

 (foto/arquivo divulgação)
A Agência Nacional de Águas (ANA) publicou no Diário Oficial da União a Resolução nº 2.081/2017, que define novas condições para operação do Sistema Hídrico do Rio São Francisco, que é formado pelos reservatórios de Três Marias; Sobradinho; Itaparica; Moxotó; Paulo Afonso I, II, III, IV; e Xingó. Tendo em vista a atual condição hidrometeorológica e de armazenamento do Sistema, a Agência precisará emitir comunicado para que a Resolução entre em vigor. Além disso, as recomendações da ANA previstas no documento serão realizadas por meio de comunicados.
As novas condições de operação propostas têm como objetivo atender à necessidade de adaptar o Sistema Hídrico a um novo referencial hidrometeorológico, reconhecendo a importância dos impactos das mudanças climáticas sobre os recursos hídricos. As novas regras também visam ao compartilhamento dos recursos hídricos inspirado nos princípios do aproveitamento múltiplo, racional, harmônico e integrado e a importância de se garantir a segurança hídrica da bacia do rio São Francisco em sua área de influência.
Dentre as condições de operação estabelecidas na Resolução nº 2.081 está a operação bem definida em período úmido (de dezembro a abril) e período seco (de maio a novembro). Com isso, o rio passa a ter vazões mais condizentes à sazonalidade natural das estações. Pelas novas regras, os reservatórios de Três Marias, Sobradinho e Xingó deverão respeitar respectivamente os valores de 100m³/s, 700m³/s e 700m³/s como suas vazões mínimas médias diárias. Para Três Marias e Sobradinho a Resolução da ANA estabelece três faixas de operação (normal, atenção e restrição), que serão baseadas nos volumes acumulados e deverão balizar a operação dos reservatórios.
Pulsos de vazão
O documento prevê a utilização de pulsos de vazão dos reservatórios de Três Marias (MG) e Xingó (AL/SE) para atendimento de lagoas marginais e ictiofauna (peixes). Esta medida deverá ser programada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) após recomendação da ANA e depois de ouvir o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).
O processo de formulação da proposta de resolução sobre as condições de operação do Sistema Hídrico foi colaborativo e envolveu especialistas da ANA, representantes de órgãos gestores de recursos hídricos dos estados da calha do rio São Francisco e dos setores de navegação, meio ambiente, agricultura e energia.
Crise hídrica
Desde 2012, a bacia do rio São Francisco vem enfrentando condições hidrometeorológicas adversas, com vazões e precipitações abaixo da média histórica. Este processo tem resultado na queda dos níveis de armazenamento dos reservatórios da região. A necessidade de preservar o estoque de água disponível nos reservatórios tem levado a ações de redução das vazões mínimas liberadas pelas barragens para atendimento aos usos múltiplos da água, especialmente o abastecimento público. Estas medidas foram autorizadas pela ANA, em articulação com o ONS, por intermédio de resoluções específicas. O IBAMA emitiu autorizações especiais para esta finalidade.
Atualmente está em vigor a Resolução ANA n° 1.943/2017, que autoriza, até 30 de abril de 2018 a redução da vazão mínima liberada dos reservatórios dos aproveitamentos hidrelétricos de Sobradinho (BA) e Xingó, no rio São Francisco, de 1.300 m³/s para média diária de 550 m³/s e instantânea de até 523 m³/s. Além deste documento, o IBAMA expediu à Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) a Autorização Especial nº 12/2017, de 7 de agosto, para executar testes de redução da vazão defluente na UHE Xingó até o limite de 550 m³/s.
Caso as medidas de diminuição das vazões mínimas não tivessem sido implementadas, Sobradinho teria esgotado seu volume útil em novembro de 2014. Como consequência, a operação do maior reservatório da bacia passaria a ser efetivada sob severa restrição de liberação de água, comprometendo o atendimento dos usos do recurso por parte dos usuários que captam no lago de Sobradinho e no trecho do reservatório até a foz do rio São Francisco.(C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS

Começa em Juazeiro o pagamento do beneficio do programa Garantia Safra 2016/2017 nesta segunda-feira (11)


Os agricultores familiares de Juazeiro, assistidos pelo Programa Garantia Safra 2016/2017, poderão ter acesso ao pagamento do benefício a partir da próxima segunda-feira (11). Os saques devem seguir o calendário, estipulado pela Caixa Econômica Federal, baseado na ordem da numeração do NIS dos cartões dos beneficiários. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária, Tiano Felix, no município serão beneficiadas 2.862 famílias e cada agricultor receberá cinco parcelas de R$ 170,00, totalizando R$ 850,00.
Nesta safra 2016/2017, o município participou com uma contrapartida no valor de R$ 72.981,00. O Garantia Safra é um benefício social vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário, que garante renda mínima para a sobrevivência de agricultores de localidades atingidas por estiagens ou excesso hídrico. Mais informações sobre o benefício podem ser obtidas na Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP) pelo telefone (74) 3614-0821.(C.Geral)
Confira a lista aqui.

Blog do BILL NOTICIAS

Morre a atriz Eva Todor, aos 98 anos

Eva Todor morreu no Rio de Janeiro neste domingo(10)


RIO — Morreu em casa por volta das 8h50m da manhã deste domingo a atriz Eva Todor, aos 98 anos. A informação foi confirmada por amigos da artista. A causa da sua morte foi pneumonia. Ainda não há informações sobre o velório.
— A Eva vinha sendo muito bem cuidada pelos enfermeiros e recebia visita de amigos com frequência. Ela esteve doente todo o ano e morreu de pneumonia. Eu estava aqui na hora com alguns enfermeiros e empregados. A Eva teve toda a assistência — disse Marcelo Del Cima, amigo da atriz, que havia sido internada em março deste ano.
Eva Todor sofria de Mal de Parkinson e estava longe da TV desde a novela “Salve Jorge”, exibida em 2012. A última aparição pública da atriz foi em novembro de 2014, quando recebeu uma homenagem feita por amigos artistas no Teatro Leblon.
A atriz somava mais de 80 anos de carreira. O início nos palcos foi por meio do balé, ainda na infância. Húngara de nascimento, Eva Todor (que tinha o sobrenome Fódor de batismo) chegou a dançar na Ópera Real de Budapeste. Filha de uma estilista e de um comerciante de tecidos, ela já mostrava talento para a vida artística, mas a realidade complicada do período entre guerras na Europa a fez fugir com a família para o Brasil, em 1929.

CONFIRA IMAGENS DA CARREIRA DA ATRIZ EVA TODOR

  • Eva em 13 de outubro de 1965. Antes de ingressar nas novelas, a atriz comandou um programa próprio na TV Tupi chamado “As aventuras de Eva”. Foto: Arquivo / Agência O Globo

  • Mas foi nas novelas e séries televisivas que ela se tornou um rosto conhecido dos brasileiros. Na foto, Eva aparece em cena da novela O Outro ao lado de Claudia Raia, Luma de Oliveira e Isis de Oliveira, em 1987. Foto: Carlos Ivan / Arquivo O Globo

  • Dali para frente, a televisão foi um de seus trabalhos prediletos. Foto: Arquivo

  • Mas também realizou trabalhos nos palcos, como a peça “Padre a Italiana”, em 1975, em que atuou ao lado de Marco NaniniFoto: José Vasco / Agência O Globo

  • Eva Todor, no papel de Miss Jane e Francisco Cuoco, interpretando Zé Higino, na novela “América”, em 2005. Foto: Márcio de Souza / Divulgação / TVGLOBO

  • Eva Todor (à esquerda) e Teresa Sodré na novela “Te contei” Foto: Arquivo O Globo

  • E seu trabalho rendeu várias homenagens ao longo da carreira, como o prêmio Shell de Teatro, em 2010.Foto: Monica Imbuzeiro / Agência O Globo

  • Ou uma exposição no Sesc de Copacabana, que ganhou em 2002.Foto: Simone Marinho / Agência O Globo

  • Eva também participou de filmes, como “Xuxa em Abracadabra”, de 2003. Na foto, aparece ao lado de Debby Lagranha.Foto: Zeca Guimarães / Divulgação

  • Eva Todor também atuou em “Meu nome não é Johnny”, de 2008, em que ela encarnou uma velhinha que vende drogas.Foto: Divulgação

Foi por meio do contato com um crítico de teatro que surgiu a oportunidade de fazer um teste para integrar o elenco de uma peça com Dulcina de Moraes. Mas não deu certo — o português de Eva ainda era incipiente, e ela foi reprovada. Pouco tempo depois, entretanto, ela conseguiu entrar na carreira por meio do teatro de revista. Aí deslanchou.
“Fiz um sucesso muito grande. Fiquei quatro ou cinco anos. E foi onde conheci meu primeiro marido, que era o diretor da companhia (Luis Iglesias). Eu me casei aos 14 anos. Depois, ele achou que aquilo não tinha futuro e montou uma companhia de comédia para mim. Todo mundo disse que ele era louco, porque eu era uma menina que não tinha experiência nenhuma e, além do mais, falava português pessimamente. Mas, deu certo. E a companhia ficou sendo Eva e seus Artistas, durante muitos anos. Só de Teatro Serrador, fiquei 23 anos”, relatou ela ao “Memória Globo”, lembrando que graças ao teatro resolveu “aportuguesar” seu sobrenome para Todor.
A naturalização como brasileira aconteceu com a forcinha de um personagem ilustre. Na década de 1940, quando fazia uma peça no Teatro Municipal, ganhou Getúlio Vargas como admirador, o que facilitou o processo para conseguir a identidade nacional.
Foi nas novelas e séries televisivas que ela se tornou um rosto conhecido dos brasileiros. Fez “Partido alto” (1984), “De corpo e alma” (1992), “O cravo e a rosa” (2000), entre várias outras. No cinema, Eva fez sua estreia ao lado de Oscarito, em 1960, com “Os dois ladrões”, de Carlos Manga. Foram cinco filmes no currículo, o último em 2008 (“Meu nome não é Johnny”).
Eva Todor era viúva e não deixa filhos.(O Globo)

Blog do BILL NOTICIAS

PF faz maior apreensão de cocaína dos últimos 10 anos no aeroporto do Recife

Foram apreendidos quase 20 kg da droga. Dois suspeitos foram presos em flagrante
Polícia Federal realiza a maior apreensão de cocaína dos últimos 10 anos no Aeroporto Internacional dos Guararapes/ Gilberto Freyre, no Recife

Polícia Federal realiza a maior apreensão de cocaína dos últimos 10 anos no Aeroporto Internacional dos Guararapes/ Gilberto Freyre, no RecifeFoto: Divulgação/ Polícia Federal


A Polícia Federal (PF) divulgou deste domingo (10) a apreensão de 19,4 quilos (kg) de cocaína no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, na madrugada da última sexta-feira (8), por volta de 0h10. Segundo informações da assessoria da PF, esta foi a maior apreensão de cocaína dos últimos dez anos.

Leia também:
Venezuelano é preso com 52 cápsulas de cocaína no estômago no Aeroporto
Homem é preso com 4,2 kg de cocaína no aeroporto do Recife
Dois suspeitos foram presos em flagrante: Theo Santarelo Lima, 18 anos, natural de Santo Antonio da Planaltina (PR) e residente de Vila Mariana (SP) e Isabella Neves, 19 anos, de Vitória (ES), residente de Vila Velha (ES). Nenhum dos dois possui antecedentes criminais. 

As prisões ocorreram durante uma fiscalização de rotina no aeroporto. Segundo a assessoria, os policiais perceberam, através da observação, que "dois passageiros bem jovens estavam demonstrando bastante inquietação, impaciência e nervosismo". Eles foram abordados e suas bagagens revistadas. Foram conduzidos à sala de imigração da PF, onde foram submetidos a uma entrevista - foi quando os policiais notaram contradições em seus depoimentos. 
Nas malas, que possuíam fundos falsos, foram apreendidos 19.4kg de cocaína, cartão de embarque, passaporte e três aparelhos celulares, além de € 2.600 Euros e R$ 600 reais. Em seguida, os suspeitos receberam voz de prisão. Por volta das 15h da última sexta-feira (8), tiveram a audiência de custódia e foram liberados pela Justiça Federal, devendo responder ao processo em liberdade. Caso sejam condenados, poderão pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão. (Folhape).




Blog do BILL NOTICIAS

Caso Beatriz completa dois anos sem desfecho e pais da menina comentam sobre investigação paralela e revelam que terão acesso ao inquérito


Debaixo de chuva, um grupo de amigos e familiares de Beatriz Angélica Mota realizou uma manifestação na manhã deste domingo (10), saindo de Juazeiro (BA) em direção a Petrolina (PE), para lembrar os dois anos da morte da menina. Beatriz Angélica, de sete anos, foi assassinada com 42 facadas dentro do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, centro de Petrolina, no dia 10 de dezembro de 2015. Até o momento ninguém foi preso e o caso é conduzido pela delegada Pollyanna Nery, que assumiu as investigações no final do último mês de novembro.
Em entrevista a este Blog, Lúcia Mota, mãe de Beatriz, explicou como se sente dois anos após o brutal crime que tirou a vida de sua filha. “O dia de hoje marca uma constante luta em busca de justiça. Almejamos que o dia da punição chegue. Esse movimento representa uma força de Deus, ele é legítimo, nós estamos lutando e exigindo das autoridades investimentos e elucidação do caso. Tudo que venha para acrescentar, a gente agarra com todo entusiasmo”, comentou, aos prantos.
O pai de Beatriz, Sandro Romilton Ferreira, disse que, além de clamar por justiça, a constante luta de sua família é um incentivo para outras pessoas que sofrem com problemas parecidos. “A gente tem que sair às ruas em busca de respostas. A data do dia 10 é sempre um momento doloroso. Dois anos, nada foi resolvido, a gente não pode ficar em casa. A gente tem que cobrar das autoridades, elas nos devem satisfação. As pessoas nos abraçando trazem carinho e nos fortalecem. Também estamos incentivando quem sofre com algo assim”, disse Sandro.
A gente se sente renovado. Ficamos impressionados com a doutora Pollyanna. Nas palavras dela, o Caso Beatriz representa o caso da vida dela. Pollyanna Nery tem uma equipe específica para o caso. Nossa esperança também se renova por conta do Ministério Público de Pernambuco, que agora tem uma nova força-tarefa, todos da área criminalística”, acrescentou o pai de Beatriz.
A este Blog, Sandro e Lúcia também comentaram sobre o trabalho de uma investigação paralela que vem sendo feito ao longo desse período. “É uma investigação particular, a gente também recebe orientação e temos reuniões sobre o que falar e quando falar”, resumiu o pai de Beatriz. “Estamos fazendo uma investigação paralela e vamos continuar. Nossa intensão é ajudar e colaborar na investigação. A doutora Pollyanna me assegurou que eu terei acesso ao inquérito. A gente tem muito a acrescentar na investigação”, completou Lúcia Mota.
Melhoramento de imagens
Sobre a reportagem que irá ao ar logo mais à noite do ‘Fantástico’, da TV Globo, Sandro e Lúcia se dizem ainda mais esperançosos, visto que a imagem do suspeito do crime – que foi melhorada pela Globo Filmes – será divulgada em rede nacional. A matéria deve ter um tempo de duração de seis minutos e o chefe da Polícia Civil de Pernambuco, o delegado Joselito Kherle do Amaral, teria feito novas revelações ao jornalista Francisco José. “A reportagem deve conter outras informações que não foram repassadas pra gente, mas que o chefe de polícia revelou. Muita coisa deve ser esclarecida ainda hoje. Muita coisa acontecerá hoje à noite”, acredita Sandro Romilton. “Eu espero que as pessoas consigam identificar com mais facilidade esse assassino. Essa repercussão nacional será de fundamental importância”, finaliza Lúcia Mota. (Via: C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS