domingo, 19 de novembro de 2017

BOMBA: INGLATERRA MUDOU REGRA DO PRÉ-SAL E TEMER CEDEU A LOBBY DA SHELL


 Uma notícia bombástica acaba de ser publicada pelo jornal The Guardian, o mais respeitado da Inglaterra. O governo inglês fez lobby, com sucesso, junto ao governo golpista do Brasil para mudar as regras de exploração do petróleo, em benefício de multinacionais como a Shell e a BP.
O encarregado do lobby foi o ministro do Comércio, Greg Hands, que veio ao Rio de Janeiro, onde se reuniu com Paulo Pedrosa, secretário do Ministério de Minas e Energia, de Michel Temer.
Com a vinda, a Inglaterra conseguiu que o governo brasileiro eliminasse exigências de compra de conteúdo local da indústria nacional, flexibilizasse exigências ambientais e isentasse grandes multinacionais de petróleo do pagamento de impostos num montante que supera R$ 1 trilhão.
Leia aqui a reportagem original e confira como o governo de Michel Temer – apelidado de Mishell Temer pelos petroleiros – trabalha contra os interesses nacionais, segundo denuncia a própria imprensa inglesa.
Leia, abaixo, a tradução:
A Grã-Bretanha pressionou com sucesso o Brasil em nome da BP e da Shell para responder às preocupações dos gigantes do petróleo em relação à tributação brasileira, regulação ambiental e regras sobre o uso de empresas locais, revelam documentos do governo.
O ministro do Comércio do Reino Unido viajou para o Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo em março para uma visita com um "foco pesado" em hidrocarbonetos, para ajudar as empresas britânicas de energia, mineração e água a ganhar negócios no Brasil.
Greg Hands se encontrou com Paulo Pedrosa, vice-ministro brasileiro de minas e energia, e "diretamente" levantou as preocupações das empresas petrolíferas Shell, BP e Premier Oil britânicas sobre "tributação e licenciamento ambiental".
Pedrosa disse que estava pressionando seus homólogos no governo brasileiro sobre as questões, de acordo com um telegrama diplomático britânico obtido pelo Greenpeace.
O Departamento de Comércio Internacional (DIT) lançou inicialmente uma versão não-editada do telegrama sob as regras de liberdade de informação para a unidade de investigação do Greenpeace, Desenterrada, com as passagens sensíveis destacadas. Pouco depois, o departamento emitiu uma segunda versão do documento, com as mesmas passagens redatadas.
A Greenpeace acusou o departamento de agir como um "braço de pressão da indústria de combustíveis fósseis".
O governo do Reino Unido negou que fosse lobby para enfraquecer o regime de licenciamento ambiental, embora a campanha de lobby mostrou ter dado frutos. Em agosto, o Brasil propôs um plano de alívio tributário de vários bilhões de dólares para perfuração offshore e, em outubro, a BP e a Shell ganharam a maior parte das licenças de perfuração de águas profundas em um leilão do governo.

Rebecca Newsom, assessora política seniores do Greenpeace, disse: "Este é um duplo embaraço para o governo do Reino Unido. O ministro do Comércio de Liam Fox tem pressionado o governo brasileiro em um enorme projeto de petróleo que prejudicaria os esforços climáticos feitos pela Grã-Bretanha na cúpula da ONU em Bonn.

"Se isso não fosse ruim o suficiente, o departamento da Fox tentou encobri-lo e ocultar suas ações do público, mas falhou comicamente".
O documento também revela que o Reino Unido pressionou o Brasil a relaxar seus requisitos para que os operadores de petróleo e gás usassem uma certa quantidade de empresas brasileiras e empresas da cadeia de suprimentos.
Diplomáticos britânicos descreveram o enfraquecimento dos chamados requisitos de conteúdo local como um "principal objetivo" porque a BP, a Shell e o Premier Oil seriam "beneficiários britânicos diretos" das mudanças.
A tentativa do Reino Unido de suavizar os requisitos continuou no dia seguinte à reunião entre Hands e Pedrosa, com um funcionário senior da DIT liderando um seminário sobre o assunto na sede do regulador de petróleo e gás do Brasil.
O governo do Reino Unido passou por incêndio no passado por fornecer centenas de milhões de libras de apoio para a Petrobras, empresa estatal de petróleo do Brasil, atingida pelo escândalo, através da agência de exportação de crédito do Reino Unido.
Os esforços contínuos de lobby do petróleo do Reino Unido no Brasil surgiram dias depois que os ministros britânicos estavam promovendo a liderança do Reino Unido no corte de emissões de carbono nas negociações climáticas internacionais em Bona.
Claire Perry, o ministro das mudanças climáticas, disse na cúpula: "estamos assumindo nossos compromissos sob o acordo de Paris muito a sério e estamos a agir".
Um porta-voz da DIT disse: "A DIT é responsável por incentivar as oportunidades de investimento internacional para as empresas do Reino Unido, respeitando os padrões ambientais locais e internacionais. A indústria britânica de petróleo e gás e cadeia de suprimentos suportam milhares de empregos e fornecem £ 19 bilhões em exportações de bens sozinhos.
"No entanto, não é verdade que nossos ministros fizeram lobby para afrouxar as restrições ambientais no Brasil - a reunião foi sobre melhorar o processo de licenciamento ambiental, garantindo condições equitativas para as empresas nacionais e estrangeiras e, em particular, ajudando a acelerar o licenciamento processar e torná-lo mais transparente, o que, por sua vez, protegerá os padrões ambientais ".(247).

Blog do BILL NOTICIAS

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 50 milhões

Entre os apostadores, 47 acertaram os cinco números 
da quina e levaram R$ 56.106,95 cada
Mega Sena


O concurso 1.989 da Mega-Sena, sorteado neste sábado (18), acumulou, pois ninguém acertou as seis dezenas. Para o próximo sorteio, o prêmio está estimado em R$ 50 milhões. Confira as dezenas sorteadas: 15-22-30-32-40-58.

Entre os apostadores, 47 acertaram os cinco números da quina e levaram R$ 56.106,95 cada. Já a Quadra, que se se refere a quatro acertos, teve 3.280 apostas ganhadoras, que receberão R$ 1.148,53 cada.

Os prêmios inferiores a R$ 1.332,78 (valor bruto de R$ 1.903,98) são pagos em qualquer lotérica ou agência da Caixa. Acima desse valor, apenas as agências bancárias fazem o pagamento, sendo que quantidades iguais ou superiores a R$ 10 mil são pagas após dois dias da solicitação.(Folhape).



Blog do BILL NOTICIAS

Ex-Prefeito Júlio Lóssio lança movimento “Pernambuco Pode Mais”





O ex prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio,   lançou neste sábado (18) o movimento “Pernambuco Pode Mais” com o objetivo de abrir uma ampla discussão no estado em relação  as dificuldades e aos  problemas enfrentados pelos cidadãos pernambucanos, diante da enorme crise política e econômica.
Para detalhar melhor o projeto, Júlio Lóssio gravou um vídeo de um minuto e vinte segundos onde convoca todos para se alinhar ao projeto que vai percorrer o estado inteiro com  visitas permanentes que ele mesmo fará as regiões e as cidades pernambucanas.
Animado com a possibilidade de abrir essa conversa com todo eleitorado  pernambucano, Julio Lóssio foi enfático: “Um movimento de todos nós, que tem como principal objetivo discutir e debater idéias sobre o cenário político atual do nosso estado. Venha participar conosco e fazer de Pernambuco um estado cada vez melhor”.
Com essa ação politica, Júlio pode estar  abrindo uma  expectativa bastante favorável a  uma futura candidatura às  eleições de 2018. Todas as possibilidades são possíveis. Uma candidatura a Deputado Estadual, Federal, Senador e a Governador ou Vice-Governador. Tudo é possível, vai depender da amplitude e do momento politico que Pernambuco viverá nesses próximos meses  até a chegada das convenções em julho de 2018.
Júlio Emílio Lóssio de Macedo  é um médico oftalmologista e político brasileiro, filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Foi prefeito de Petrolina – PE duas vezes,  de 2009 a 2012, sendo reeleito para o mandato 2013 a 2016.
Assista ao vídeo:
https://www.facebook.com/JulioLossioOficial/videos/1625175980874021/

Blog do BILL NOTICIAS










PATROCINADORAS SE CALAM SOBRE CORRUPÇÃO DA GLOBO

REUTERS | Reprodução | Divulgação

O envolvimento da Globo no pagamento de propina de R$ 50 milhões a dirigentes de futebol por direitos de transmissão de jogos como a Copa do Mundo, Libertadores e Sulamericana aparentemente não está incomodando os seus patrocinadores. 
Embora seus códigos de ética proíbam patrocínio financeiro a entidades envolvidas em corrupção, grandes empresas como Ambev, Itaú e Telefônica, patrocinadoras da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do futebol na Globo, decidiram se calar sobre o escândalo das propinas no futebol. 
As três empresas foram contatadas pela reportagem do 247 para se posicionar acerca do cumprimento de seus códigos de ética e da suspensão dos patrocínios. Por meio de suas assessorias de imprensa, a Ambev e a Telefônica - por meio da assessoria de imprensa da Vivo - disseram que não iriam se manifestar sobre o assunto. Já o Itaú não respondeu ao contato.
Para anunciar nas transmissões de futebol deste ano, Itaú, Vivo, Brahma e outras marcas pagaram cotas de R$ 283 milhões por publicidade em pelo menos 95 partidas que envolverão o Brasileirão, a Copa Brasil, a Taça Libertadores da América e da Copa Sul-Americana, os campeonatos estaduais, os amistosos da seleção brasileira e as eliminatórias da Copa do Mundo.
Como mostrou o 247 mais cedo, os pacotes comerciais lançados pela Globo para o futebol em 2018 podem lhe render receitas de R$ 2,460 bilhões. Para o próximo ano, a Globo lançou dois pacotes de publicidade. O pacote de Futebol 2018 – que engloba o Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Copa Libertadores da América, Campeonatos Estaduais, Copa-Sulamericana e Amistosos da Seleção Brasileira – contém seis cotas de patrocínio, com valor de tabela de R$ 230 milhões cada. Têm prioridade os atuais patrocinadores do futebol da Globo: Banco Itaú, Ambev (Brahma), Chevrolet, Johnson & Johnson, Ricardo Eletro e Vivo. Já para a Copa da Rússia, o plano comercial da Globo também contempla seis cotas de patrocínio, com valor de tabela de R$ 180 milhões cada. 
Delator entrega caminho da propina
Em depoimento à Justiça dos Estados Unidos, o delator argentino Alejandro Burzaco detalhou como foi o procedimento utilizando pela Globo para o pagamento de propina para garantir os direitos de transmissão das Copas de 2026 e 2030. 
A ata do depoimento de Burzaco em seu segundo dia de depoimento, ocorrido nesta quarta-feira 15, foi obtida pela reportagem do 247 e mostra com clareza como dinheiro saiu do caixa da Globo e parou nas contas de Grondona. "Os direitos foram transmitidos à Teleglobo no Brasil. 
Para isso, a T&T Netherlands recolheria da Teleglobo e usaria parte dos fundos da T&T Netherlands para pagar subornos", disse Burzaco. Ele afirma ainda que os direitos de transmissão foram negociados abaixo do valor real de mercado, justamente para que houvesse espaço para propinas.
Em seu depoimento, em que a Globo é citada 14 vezes, ele também detalha propinas pagas a José Maria Marin e Marco Polo del Nero, o ex e o atual presidente da Confederação Brasileira de Futebol. Só na Copa América de 2015, o equivalente a R$ 10 milhões teria sido pago à dupla e a Ricardo Teixeira, que os antecedeu no cargo. Marin é citado 32 vezes no documento desta quinta-feira 16 – Del Nero aparece em 41 citações.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

Indicação de deputado Lucas Ramos garante batalhão especializado para Petrolina



Em uma demonstração de compromisso com a segurança de Pernambuco, em especial dos petrolinenses e sertanejos do São Francisco, o governador Paulo Câmara assinou nesta sexta-feira (17), no Palácio do Campo das Princesas, o projeto de lei que cria o 2º Batalhão Integrado Especializado de Policiamento – BIEsp, que ficará sediado em Petrolina. A chegada do novo batalhão é resultado da Indicação Nº 8.046 de 20 de junho de 2017 e de autoria do deputado Lucas Ramos (PSB).
O BIEsp integra o Batalhão de Choque, Radio Patrulha, Moto Patrulhamento e Policiamento de Trânsito, desenvolvendo ações de prevenção à violência e combate ao crime organizado. “Teremos uma unidade em Petrolina que reforçará o policiamento nas nossas divisas com capacidade de dar uma pronta-resposta a ações criminosas como assalto a bancos e investidas a carros-fortes no Sertão. Os policiais militares do BIEsp também estarão presentes nas zonas rurais e rodovias estaduais, trazendo mais tranquilidade para o povo sertanejo”, comemorou Lucas Ramos. O primeiro batalhão especializado foi inaugurado pelo governador na última terça-feira (14), em Caruaru.
Paulo Câmara afirmou que a chegada do batalhão na região sertaneja terá, entre as suas prioridades, o combate ao tráfico de armas e drogas nas divisas do estado. “A situação das fronteiras é uma preocupação de todos os governadores, mas não podemos apenas esperar alguma medida tomada a partir do governo federal. Por isso, estamos ampliando nossa presença no interior do estado para combater toda modalidade de tráfico e o BIEsp de Petrolina estará pronto para receber nossos policiais militares especializados neste tipo de ação”, argumentou o governador, que ainda anunciou um incremento na PM. “Também estamos praticamente dobrando o efetivo policial que atende aos municípios de Afrânio e Dormentes, além do distrito petrolinense de Rajada”, afirmou.
O secretário de Planejamento e Gestão de Pernambuco e coordenador do Pacto Pela Vida, Márcio Stefanni, ressaltou que o estado já apresenta números que apontam uma tendência de queda nos índices de violência. “Caíram os assaltos a ônibus, as investidas a bancos diminuíram e vamos reduzir os homicídios. Já entregamos mais de mil viaturas, colocamos 1.500 novos policiais nas ruas, temos outros 1.300 na academia da PM além de mais 1.200 realizando o curso das polícias Civil e Científica”, enumerou.
O secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, reafirmou que o Estado trata das questões ligadas à segurança com responsabilidade. “Empreendemos um trabalho sério no combate à violência. Permaneceremos atentos e vigilantes aos problemas que enfrentamos com a criminalidade”, garantiu.
AMPLIAÇÃO – Além do 2º BIEsp em Petrolina, o governador Paulo Câmara anunciou a criação do 26º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Itapissuma para atender aos municípios de Igarassu, Itamaracá e Araçoiaba, no Litoral Norte. O governador assinou, ainda, o projeto de lei que cria a 11ª Companhia Independente da Polícia Militar, com sede em Lajedo, que irá permitir a ampliação das ações de combate à violência na microrregião de Garanhuns (municípios de Jupi, Jucati, Panelas, Jurema, Calçados, Ibirajuba e Canhotinho).
O prefeito de Paulista, Júnior Matuto (PSB), falou em nome dos gestores municipais e salientou o preparo do governador à frente do Poder Executivo Estadual. “Paulo mostra o compromisso com o povo de Pernambuco e age com responsabilidade, mantendo nosso estado preparado para que, quando Brasil sair da crise, sejamos os primeiros a voltar a crescer”, destacou. (Ascom)(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

"O GOLPE TEM TRÊS EIXOS: RETIRAR DIREITOS, ENTREGAR RIQUEZAS E PROTEGER CORRUPTOS"


Presidente do PT do Distrito Federal, a deputada Erika Kokay (PT-DF), concedeu entrevista à TV 247, e afirmou que a agenda fundamentalista do Congresso, que ela tem combatido de forma corajosa, é uma consequência lógica do golpe de 2016.
– O golpe tem um DNA fundamentalista. Esse processo tem três eixos: a retirada de direitos, a entrega de riquezas nacionais e a proteção aos políticos corruptos.
Na entrevista, Kokay detalha o episódio da PEC em que os parlamentares enxertaram um dispositivo que veda o aborto até em casos de estupro – o que foi um "estupro" parlamentar.
– O fundamentalismo fica na estreita, é obscuro, não é claro. O peso da democracia continha essas expressões mais fascistas. Quando há uma ruptura democrática, esse fascismo vem como o retorno do reprimido, como diria Freud. O fundamentalismo nega o outro, nega a alteridade.
Em outros trechos, ela, que vem da Caixa Econômica Federal, fala da importância dos bancos públicos e da necessidade de se proteger o patrimônio nacional, diante da agenda neoliberal que vem sendo coloca em marcha por Michel Temer – e que tem como próximo lance a venda da Eletrobrás.
– Vender as usinas do sistema Eletrobrás afronta totalmente a segurança nacional. E acabar com os bancos públicos retira qualquer perspectiva de retomada do desenvolvimento.
Na visão de Kokay, a expansão do crédito dos bancos públicos no governo da presidente Dilma Rousseff, tomando espaço do sistema financeiro privado, é uma das explicações do golpe de 2016.
– O estado nunca foi mínimo para a elite. Ele sempre foi mínimo para o povo – afirma. (247).

Blog do BILL NOTICIAS


LULA DIZ QUE MANUELA PODE SER O CAMINHO DO MEIO

Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que a pré-candidatura de Manuela D'Ávila à Presidência da República não resultará no afastamento do PT junto ao PCdoB. "Não pense que a pré-candidatura vai criar alguma rusga entre o PT e o PCdoB", disse Lula. "Se precisar, vamos juntos para a rua", completou. Além da união entre os partidos, mesmo que em palanques separados, Lula destacou que Manuela pode ser o "caminho do meio" em 2018, fazendo contraponto com a candidatura de Jair Bolsonaro.
"Mesmo que a gente faça uma campanha sem vencer, se a gente tiver uma campanha organizada e a militância for à rua motivada vale a pena tentar ser presidente da República. Da minha parte, a única coisa que vocês podem estranhar é daqui para frente eu começar a ir nos comícios da Manuela", destacou. "Tem gente que reclama e fala que sou de extrema esquerda, que o Bolsonaro é de extrema direita e diz que o Brasil precisa encontrar um meio-termo. Que a Manuela seja esse caminho do meio", emendou em seguida.
Lula, que neste domingo (19) participou de um congresso do PCdoB, também criticou o desmonte da legislação trabalhista pelo governo Michel Temer, a quem acusou de fazer "tudo o que o mercado quer".
"Éramos contra o impeachment, e ele aconteceu. Éramos contra a reforma trabalhista, e ela aconteceu. E agora a Previdência. Se não tomarmos cuidado, ela vai acontecer. Mas, quando esse governo é fraco e a fraqueza dele faz com que ele se submeta aos interesses do mercado e faz tudo que ele quer, o Congresso consegue aprovar numa rapidez que nunca vi. Eles sempre disseram que era preciso desmontar a CLT, sempre disseram. Vocês já sabem que a gente está voltando quase à escravidão. Estamos fragilizados na luta para evitar (isso). Os congressistas que estão votando para desmontar não têm compromisso conosco", afirmou.(247).

Blog do BILL NOTICIAS

Dia dos Pobres é celebrado neste domingo pelos católicos

Data instituída pelo papa Francisco é lembrada em Pernambuco
O abrigo presta assistência a idosos
O abrigo presta assistência a idososFoto: Divulgação

“Precisamos ver no pobre a figura de Jesus”, sugere o padre Josenildo Tavares, coordenador arquidiocesano de pastorais, enquanto explica o objetivo do 1° Dia Mundial dos Pobres, celebrado neste domingo (19) pelos católicos. A data foi instituída pelo papa Francisco e celebrada pela Arquidiocese de Olinda e Recife com visitas a instituições que atendem pessoas desfavorecidas.
O início das celebrações acontece com uma visita do arcebispo Dom Fernando Saburido ao Hospital Nossa Senhora de Lourdes, no bairro de Cavaleiro. Em seguida, o clérigo visita o abrigo de idosos Cristo Redentor, em Jaboatão dos Guararapes, onde almoça com os internos. “Não existe pobreza maior do que a ausência de saúde e, na velhice, não ter o amparo de uma família e de um lar. Por isso escolhemos simbolicamente esses dois lugares”, considerou o padre Josenildo Tavares. De acordo com o padre, não houve nenhuma ação assistencialista durante as programações. (Folhape).



Blog do BILL NOTICIAS

Mais de 1,5 milhão de pessoas estão fazendo o ´Encceja` neste domingo(19) em todo o país


Mais de 1,5 milhão de pessoas que ainda não concluíram os cursos do ensino fundamental e médio terão neste domingo mais uma oportunidade de atingir esse objetivo. O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017 será realizado em 564 municípios de todos os estados. De acordo com o Ministério da Educação, este ano serão 301.583 participantes do ensino fundamental e 1.272.279 do ensino médio.  O exame será aplicado em dois turnos. De manhã, os portões serão abertos às 8h e fechados às 8h45, os testes começam às 9h e terminam às 13h, no horário de Brasília.
Os candidatos do ensino fundamental farão provas de ciências naturais, história e geografia. Para o ensino médio, as provas serão de ciências da natureza e suas tecnologias,além de ciências humanas e suas tecnologias. No turno da tarde, os portões abrirão às 14h e fecharão às 15h15. O exame começa às 15h30 e vai até as 20h30. Os candidatos do ensino fundamental farão as provas de língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física, matemática e redação. Para o ensino médio, haverá os testes de linguagens e códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias.
De acordo com o MEC, as provas objetivas terão, cada uma, 30 questões de múltipla escolha. “Para obter o certificado ou a declaração de proficiência, o participante deve fazer, no mínimo, 100 dos 200 pontos possíveis em cada uma das áreas de conhecimento”. “No caso de língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes e educação física, para candidatos do ensino fundamental e de linguagens e códigos e suas tecnologias, para ensino médio, é preciso obter, também, a proficiência em redação. Para isso, é necessário alcançar nota igual ou superior a 5 pontos, em uma escala que varia de 0 a 10”.
Para obter o certificado ou a declaração de proficiência, o  candidato deve fazer, no mínimo, 100 dos 200 pontos possíveis em cada uma das áreas de conhecimento, diz o ministério. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais  (Inep) divulgou os locais de provas que podem ser acessados pelos candidados no site do instituto.(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

Lula volta a desafiar Moro a 'provar um real de sua vida que não seja legal'

Imagem relacionada
Foto Ilustração/internet


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou, neste domingo, 19, não possuir os R$ 24 milhões que a Procuradoria da República pretende bloquear. Em pedido encaminhado à Justiça Federal, no âmbito da Operação Zelotes, na última quinta-feira, 16, os procuradores pediram para confiscar R$ 21,4 milhões em bens do petista e mais R$ 2,5 milhões de seu filho, Luiz Cláudio. "Às vezes fico chateado com todas essas bobagens que falam a meu respeito, mas, como sou católico, acho que é uma provação. Já provei minha inocência, quero agora que eles provem. O cidadão deveria ter a decência de dizer onde tenho R$ 24 milhões", reclamou durante o 14º Congresso do PCdoB.

Em seu discurso, Lula voltou a desafiar os procuradores e o juiz federal Sergio Moro "a provar um real de sua vida que não seja legal". Para Lula, os investigadores inventaram mentiras sobre ele, e agora "não conseguem mais sair". "Se tem político com rabo preso por causa do que a Operação Lava Jato está fazendo, eu não tenho rabo para prender. Não estou acima da lei, só quero respeito", disse. "Quando a polícia entra na casa de alguém, adora mostrar dinheiro, joia, mas quando entra na minha e dos meus quatro filhos, revira tudo, levanta colchão, e não encontra nada, esses sacanas deveriam ter coragem de chamar a imprensa e dizer que na casa do Lula não tinha nada", afirmou.

Ele parabenizou a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), por apresentar uma representação criminal à Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a Rede Globo, após a emissora ser acusada de pagar propina para adquirir os direitos de transmissão de partidas de futebol. Em tom de brincadeira, o ex-presidente disse para o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) que "ele não sabia de nada" sobre o caso e provocou risadas entre os presentes. Silva foi ministro dos Esportes de 2006 a 2011, durante o governo Lula, mas pediu demissão após denúncias de irregularidades.

Lula está em Brasília para participar do 14º Congresso do PCdoB. Lula chegou por volta das 11 horas, em um avião privativo, e foi recebido por Gleisi Hoffmann.(DP).




Blog do BILL NOTICIAS

Depois de reabertura da agência do BB, prefeito de Afrânio vibra com anúncio de Companhia Independente da PM


O prefeito de Afrânio (PE), Rafael Cavalcanti (PMDB), encerrou a semana com duas boas notícias. A primeira foi a garantia dada pela Superintendência do Banco do Brasil (BB) no Nordeste de que a agência será reaberta no município. A outra foi anunciada ontem (17) pelo governador Paulo Câmara: a instalação de uma Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).
Rafael, que batalhou por essa demanda, esteve presente à solenidade no Palácio do Campo das Princesas, no Recife. “Além dessa importante conquista, hoje (ontem) foi encaminhado o Projeto de Lei criando o Batalhão Integrado de Polícia Especializada em Petrolina, que ajudará também na segurança de nossa cidade,” ressaltou o prefeito de Afrânio.(C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS

Clima de ódio corrói o país e faz vítimas


O clima de intolerância e ódio que se estabeleceu no Brasil, fomentado pela mídia e disseminado nas redes sociais, poderá ter consequências funestas na campanha eleitoral do próximo ano se nada for feito para conter, por exemplo, a fúria de insanos como o jornalista Mario Vitor Gonçalves, que pregou a morte de Lula. Antes dele foram registrados inúmeros gestos de hostilidade em aeroportos, restaurantes e até em hospitais, inclusive com agressões físicas, sem que alguma providência tivesse sido tomada para punir os agressores. Até hoje não se sabe o que aconteceu com o advogado que ameaçou de morte a então presidenta Dilma Roussef e nem sobre o policial federal que usava a fotografia dela para exercícios de tiro ao alvo. A ausência de providências, por parte das autoridades, para punir os responsáveis pelas manifestações de ódio e intolerância soa como uma aprovação tácita a semelhantes atitudes, talvez porque haja uma afinidade de pensamentos em relação aos alvos das agressões. E como a impunidade é o melhor estímulo a todos os tipos de crimes, não é difícil prever-se ações mais violentas durante o processo eleitoral.
Recentemente a filósofa norte-americana Judith Blutter, que veio ao Brasil proferir palestras, foi hostilizada no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, quando se preparava para embarcar de retorno ao seu país. O ex-ministro Guido Mantega não faz muito tempo foi hostilizado no hospital Sirio Libanês quando acompanhava a esposa, ali internada em tratamento contra um câncer que acabou levando-a à morte. Em Porto Alegre um grupo de pessoas, algumas de cabelos grisalhos – o que não significa maturidade nem discernimento – fez manifestações hostis na porta de um hospital onde a filha de Dilma deu à luz o seu segundo neto. É o caso de se perguntar: o que leva pessoas aparentemente equilibradas a esse tipo imbecil e primitivo de protesto? Só há uma explicação: ódio. Mas por que tanto ódio contra alguém que sequer conhecem, apenas porque não pensa como eles? Todos os que contribuem, direta ou indiretamente, para esse clima são responsáveis por suas consequências e sofrerão o aguilhão da consciência mesmo que não sejam punidos.
Há alguns anos um sujeito, imbecilizado pelo noticiário tendencioso, viajou centenas de quilômetros do seu Estado até Brasilia para agredir a bengaladas, nos corredores do Congresso Nacional, o deputado José Dirceu. Ele se deixou influenciar pela sistemática campanha da mídia movida contra petistas, em especial contra Lula e Dirceu, e numa crise de fúria atacou o parlamentar. Se, ao invés de uma bengala, empunhasse um revólver, teria cometido um crime de homicidio. Além dele, quem mais seria responsabilizado pelo crime? Dirceu, aliás, tem sido um dos alvos prediletos da perseguição midiática. Na última segunda-feira o Jornal Nacional, da Globo, dedicou boa parte do seu tempo para noticiar a festa de aniversário da mulher dele. Em toda a história do principal jornal da televisão dos Marinho não se tem conhecimento de que alguma vez tenha noticiado algum aniversário, nem mesmo do Presidente da República. Então, por que o da mulher do petista? Simples: para incitar o ódio contra Dirceu. Muita gente que perdeu a capacidade de raciocinar, colocando uma ervilha no lugar do cérebro, deve ter ficado indignada, como se festejar o aniversário da esposa fosse crime. Mas foi exatamente essa a intenção da Globo.
A intolerância e o ódio que tomaram conta do país todo dia demonstram a sua violência, fazendo vítimas. A mulher de Lula e o reitor Cancellier, da Universidade de Santa Catarina, foram duas de suas vítimas fatais conhecidas. Recentemente uma jovem levou um soco no olho, aplicado por um partidário de Jair Bolsonário, simplesmente porque declarou que votaria em Lula. Em outro tipo de intolerância o ator pornô Alexandre Frota, ao perder a ação que moveu contra a ex-ministra Eleonora Menicucci, ficou tão revoltado que acusou o juiz de ter julgado "com a bunda". Em sua página no Facebook, depois de afirmar que foi julgado "por um juiz ativista do movimento gay", disse que ele "não julgou com a cabeça, julgou com a bunda". Até agora não se tem conhecimento de nenhuma reação da magistratura ao insulto, muito menos das associações de juízes, como a Ajufe, sempre diligente quando se trata de política. Diante disso, seria possível supor que o silêncio do Judiciário, ante a acusação do ator pornô, seria decorrência do seu elevado número de admiradores na magistratura? Ou o reconhecimento de algum fundamento? Não deixa de ser estranho, porém, o comportamento omisso do Judiciário.
O principal alvo do ódio que envenenou o país, no entanto, é o ex-presidente Lula. Agora mesmo a Procuradoria da República do Distrito Federal pediu à 10ª. Vara de Brasilia o bloqueio de R$ 24 milhões em bens e valores do ex-presidente operário e do seu filho Luiz Claudio. O líder petista é acusado de ter prorrogado incentivos fiscais a montadoras de veículos, quando Presidente, e de ter influenciado o governo para a compra dos caças suecos Grippen. Lula informou que não tem esse montante de dinheiro e o pouco que tem já foi bloqueado pelo juiz Sergio Moro. Parece que não basta a perseguição movida pelo juiz Moro, na Lava-Jato, que já confiscou tudo do ex-presidente. Os seus perseguidores, que não conseguem esconder o inexplicável ódio contra ele e buscam qualquer coisa para incriminá-lo, devem se sentir frustrados por não poderem condená-lo à pena de morte, o que já teriam feito há muito tempo se tal pena estivesse prevista na legislação brasileira. Mas – pergunta-se – por que tanto ódio a um homem que só fez bem ao Brasil e ao seu povo? Só há uma explicação: esse ódio foi construído ao longo do tempo, através de uma sistemática campanha desenvolvida na mídia e nas redes sociais pela elite, que não consegue digerir um torneiro mecânico nordestino como Presidente da República. Terão, porém, de engoli-lo mais uma vez, porque o povo o quer de volta ao Palácio do Planalto em 2018.(247).

Blog do BILL NOTICIAS