quinta-feira, 27 de abril de 2017

LULA: “AGORA EU QUERO SER CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA"

Resultado de imagem para LULA: “AGORA EU QUERO SER CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA"
Em entrevista ao jornalista Kennedy Alencar, no SBT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou sua intenção de concorrer nas próximas eleições.
"Na situação que está agora, eu serei candidato. Eu agora quero ser candidato", disse o petista.
"Sem nenhuma falta de modéstia: as pessoas sabem que eu sei, as pessoas sabem o que eu fiz, e as pessoas sabem que eu tenho condições de consertar este país", afirmou.
"Para começar a consertar esse país, nós precisamos temos de fazer com que o povo vol volte a ter confiança nele próprio. E segundo, precisamos fazer com que o governo volte a ter credibilidade. E para ter credibilidade é preciso alguém ser eleito democraticamente pelo povo", completou.
Lula, cujo governo foi marcado pelo aumento de renda do brasileiro e pela criação de uma série de medidas de inclusão da população mais pobre, como o Bolsa Família e o Pro-Uni, ressaltou a necessidade de se olhar também para os menos favorecidos.
"Eu digo para todo mundo: para resolver os problemas, é preciso incluir o pobre. E não fazer o que estão fazendo, jogando a culpa para cima dos pobres”, disse Lula. 
Em outro momento da entrevista, Lula disse que não teme que uma eventual condenação o impeça de concorrer à Presidência. 
"Eu vou ter condições jurídicas para ser candidato. Não há razão nenhuma razão jurídica para evitar que eu seja candidato", completou Lula, dizendo ter convicção de sua inocência. (247). 

Blog do BILL NOTICIAS

Reforma trabalhista é aprovada na Câmara Federal

camara-dos-deputados-reforma-trabalhista

Reforma trabalhista acaba de ser aprovada na Câmara dos Deputados. Projeto do governo Temer representa o maior ataque aos direitos dos trabalhadores em todos os tempos. Apenas oito partidos orientaram voto contra. Veja como votou cada deputado

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite dessa quarta-feira (26), por 297 votos a 177, o texto principal do projeto enviado pelo governo Temer que flexibiliza a legislação trabalhista no Brasil (veja abaixo como votou cada deputado). O texto ainda pode ter mudanças, porque os parlamentares votarão 17 destaques.
Destaques são partes votadas separadamente, após a aprovação do texto principal. Os que forem aprovados, passam a fazer parte do projeto. Quando os destaques forem votados, o projeto de lei 6787/16, que muda os direitos dos trabalhadores, segue para o Senado.
Críticos da proposta veem nela o maior ataque aos direitos do trabalhador brasileiro na história.
Só oito partidos orientaram voto contra a reforma trabalhista: PT, PDT, Psol, PCdoB, Rede, PSB, SD e PMB. O PHS liberou a bancada. Os demais apoiaram a reforma.

Mudanças

Em nota conjunta, as principais associações de juízes e integrantes do Ministério Público do país disseram que a reforma trabalhista é um retrocesso vexatório.
“São criadas/ampliadas novas formas de contratos de trabalho precários, que diminuem, em muito, direitos e remuneração, permitindo, inclusive, pagamento abaixo do salário mínimo mensal, o que concorreria para o aumento dos já elevados níveis de desemprego e de rotatividade no mercado de trabalho”, diz trecho da nota, assinada pela Frente Associação da Magistratura e do Ministério Público (Frentas), que representa mais de 40 mil juízes, promotores e procuradores.
“Trata-se de um ataque que passa pela supressão de direitos materiais e processuais hoje constantes de lei (CLT) e até mesmo no que deixa de ser aplicado do Código Civil na análise da responsabilidade acidentária, optando-se pela tarifação do valor da vida humana, em vários pontos passando também pela evidente agressão à jurisprudência consolidada dos tribunais regionais e do Tribunal Superior do Trabalho”, afirmam as associações do judiciário. Via: (Vinicius).
Veja, abaixo, como votou cada deputado de Pernambuco:
Pernambuco (PE)
Adalberto CavalcantiPTBSim
André de PaulaPSDSim
Augusto CoutinhoSolidariedSim
Betinho GomesPSDBSim
Bruno AraújoPSDBSim
Carlos Eduardo CadocaPDTSim
Daniel CoelhoPSDBSim
Danilo CabralPSBNão
Eduardo da FontePPNão
Fernando Coelho FilhoPSBSim
Fernando MonteiroPPSim
Gonzaga PatriotaPSBNão
Jarbas VasconcelosPMDBSim
João Fernando CoutinhoPSBSim
Jorge Côrte RealPTBSim
Kaio ManiçobaPMDBSim
Luciana SantosPCdoBNão
Marinaldo RosendoPSBSim
Mendonça FilhoDEMSim
Pastor EuricoPHSNão
Ricardo TeobaldoPTNSim
Silvio CostaPTdoBNão
Tadeu AlencarPSBNão
Wolney QueirozPDTNão

Total Pernambuco: 24

Blog do BILL NOTICIAS

GOLPE ENTERRA A CLT

Resultado de imagem para GOLPE ENTERRA A CLT
O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira 26 a proposta da reforma trabalhista sugerida por Michel Temer. A aprovação foi pro 296 votos contra 177, e aconteceu depois de muito protesto e confusão na Casa.
Deputados da oposição levaram caixões e grandes cruzes numa manifestação que denunciava a morte da CLT. Os parlamentares também levaram diversos cartazes com a imagem da CLT rasgada. Do lado de fora, trabalhadores colocaram fogo em caixões, também num ato contra a reforma.
Michel Temer, que chegou ao poder por meio de um golpe parlamentar, agora conseguiu aprovar a reforma que tanto pediam os empresários, e que ele prometeu ao mercado. O líder do PT, deputado Caros Zarattini (PT-SP), chegou a fazer uma denúncia na tribuna, de que entidades patronais como CNI e CNT estiveram por trás de diversas emendas do projeto de lei, e que não tiveram uma vírgula alterada por deputados pró-governo.
Durante a discussão nesta noite, a base de Temer ainda tentou uma manobra para que a votação não fosse nominal, para que a população não pudesse saber quem apoiou o fim de direitos trabalhistas, mas a oposição conseguiu evitar.
Além dos partidos de oposição (PT, PDT, Psol, PCdoB e Rede), PSB, SD e PMB orientaram contra a aprovação do texto-base da proposta de reforma trabalhista, com exceção dos destaques apresentados. O PHS liberou a bancada. Depois de os deputados votarem os destaques, que visam pontos do texto do relator, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), o texto segue para o Senado.
O acordo e a convenção prevalecerão sobre a lei em 15 pontos diferentes do projeto, como jornada de trabalho, banco de horas anual, intervalo de alimentação mínimo de meia hora, teletrabalho, regime de sobreaviso e trabalho intermitente. Poderão ser negociados ainda o enquadramento do grau de insalubridade e a prorrogação de jornada em ambientes insalubres, sem licença prévia do Ministério do Trabalho. (247).

Blog do BILL NOTICIAS

APROVADO POR SÓ 4%, TEMER DIZ QUE FIM DA CLT ABRE CICLO DE PROSPERIDADE

REUTERS/Ueslei Marcelino

Referência mundial na questão dos direitos humanos, o advogado Geoffrey Robertson publicou um artigo em defesa do ex-presidente Lula na Foreign Affairs, principal publicação do mundo sobre Relações Internacionais.
No texto, Robertson afirma que, com o juiz Sergio Moro, Lula não terá um julgamento justo. O advogado destaca que, "até agora, os promotores não encontraram nenhuma evidência que o ligasse aos supostos crimes, mas usaram táticas agressivas, como vazamentos de gravações telefônicas que ele fez para sua família, a fim de constrangê-lo publicamente". O advogado foi contratado pela defesa de Lula para representar o ex-presidente com uma ação impetrada na Corte Interamericana de Direitos Humanos, ligada à OEA, contra os abusos da Lava Jato.
Para o especialista, "nesse e noutros aspectos, o caso Lula levantou questões cruciais sobre o sistema judicial brasileiro: especificamente, se ele pode dar a Lula um julgamento justo e proteger os direitos do devido processo daqueles que são acusados de corrupção".
Ele lembra ainda que o sistema judicial brasileiro "não prevê qualquer separação entre o papel do juiz de instrução, que supervisiona e aprova o trabalho da polícia e do Ministério Público, e o do juiz de primeira instância, que deve ouvir casos sem parcialidade. No Brasil, ambos os papéis são desempenhados pela mesma pessoa, mesmo quando, como no caso de Lula, a investigação incluiu conclusões prejudiciais contra Lula pelo juiz".
O advogado acrescenta que "no caso de Lula, essa pessoa é Sérgio Moro, um juiz federal de baixo nível de Curitiba. Moro não está apenas supervisionando a investigação, aprovando todas as buscas, apreensões e escutas telefônicas, mas também presidindo os múltiplos julgamentos de Lula. Isso apesar do fato de que decisões investigativas anteriores o envolveram especulando sobre a culpa de Lula".
"Se há provas de que Lula se beneficiou da corrupção, ele deve responder por isso – mas em um processo justo diante de um juiz imparcial. Moro e o preconceito provocado pela mídia brasileira tornaram isso impossível. O caso deve, portanto, ser retirado de Moro e entregue a uma comissão imparcial do tipo ICAC - não para proteger políticos corruptos ou ladrões de construtores, mas por causa do Estado de direito e dos direitos humanos e impedir que os processos se transformem em perseguições", finaliza. (247).


Blog do BILL NOTICIAS

REFORMA TRABALHISTA: A VITÓRIA QUE MOSTROU A FRAQUEZA DE TEMER


A força que o governo Temer demonstrou ontem ao aprovar a reforma trabalhista no plenário da Câmara foi a revelação de sua fraqueza: se estivesse em pauta a reforma previdenciária, que é uma PEC (proposta de emenda constitucional), o governo não teria tido os 308 votos necessários para aprová-la. Para a trabalhista, que é um projeto de lei, foram 296 votos favoráveis. Mais que a maioria absoluta de 257, mas 12 votos abaixo dos 3/5 que serão necessários para aprovar a PEC 287, a da Previdência. Diante da operação de guerra montada para a votação de ontem, o placar mostrou que Temer não tem votos garantidos para aprovar a reforma previdenciária. Se queria impressionar bem as tais forças do mercado com uma exibição de força, não funcionou.

E como daqui para a frente a reação popular às reformas deve aumentar, a começar pela greve geral de amanhã, será mais difícil tanger os votos da base. Deputados que só pensam na reeleição vão sentir-se ainda mais pressionados a votar contra. Ou pelo menos a mitigar ainda mais a proposta, tirando-lhe a relevância. Segundo pesquisa Vox Populi, 93% dos brasileiros rejeitam esta reforma que, para muitos, transforma a aposentadoria numa miragem.

Somando-se aos 296 votos obtidos pelo governo na votação de ontem aos 177 que votaram contra, temos 473 votos. Isso significa que, dos 513 deputados, 40 não votaram ontem. Neste universo, o governo, com todo seu arsenal de vantagens, poderá perfeitamente capturar os 12 votos que faltaram para o quórum qualificado de que precisará na reforma previdenciária. Mas se estes 40 preferiram não comparecer ontem, apesar de todos os apelos de Temer, é sinal de que estão evitando se comprometer.

Tudo isso, ainda vamos conferir. Ontem o governo ganhou, aprovando a reforma social mais regressiva de todos os tempos. Mas ainda há jogo político pela frente na batalha das reformas. Eduardo Cunha aprovou um projeto de terceirização que o Senado depois engavetou. Lá agora tem Renan Calheiros jogando contra as duas reformas. Com o resultado de ontem, e depois da greve de sexta-feira, o governo vai aumentar a pressão sobre a base aliada. Afinal, se não entregar estas reformas o que será de Temer, que tem como único trunfo a maioria parlamentar? (247).

Blog do BILL NOTICIAS

CAMINHÕES GIGANTES QUE FACILITAM A O DIA A DIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL


A construção civil pesada e a extração de minérios tem lá suas particularidades e detalhes realmente incríveis, como as ferramentas e técnicas utilizadas para tornar real ou mais rápida a construção de cidades, túneis e outras obras espetaculares. Uma curiosidade legal são as máquinas utilizadas para isso, neste caso caminhões gigantescos de empresas de extração de minério que além de enormes custam um fortuna, mais ou menos $1.500.000,00 e pesam mais de 300 toneladas! Monstros mecânicos que podem agilizar a construção de qualquer “puxadinho”.

TITAN

O maior caminhão do mundo com eixo duplo já construído é chamado Titan Terex, fabricado pela general Motors do Canadá em 1978 o Titan foi levado para trabalhar em minas na Califórnia.

Titan possui 6,9 metros de altura, largura de 7,6 metros e 20 metros de comprimento, pesa 350 toneladas suportando até 610 toneladas.Cada pneu dessa máquina pesa 4 toneladas.
O Terex Titan é alimentado por uma locomotiva, um motor de 16 cilindros que oferece 3.300 cavalos. Uma engenharia incrível teve que ser criada para fornecer energia para o seu funcionamento.
Foi criado um grande gerador para fornecer energia a 4 motores de tração, localizado sobre as rodas. O gerador é o único a ter energia suficiente para abastecer 250 casas com eletricidade.
O Titan não é mais utilizado devido à enorme despesas necessárias para mantê-lo em execução. Este caminhão é uma atração turística em Sparwood, British Columbia, Canadá.
Caterpillar 797B

A Caterpillar 797,  até 2001 era considerado o maior do mundo do seu tipo, uma dessas máquinas custa aproximadamente 3,4 milhões de dólares.Com capacidade de 360 toneladas e comprimento de 47,5 metros, utilizando motor turbo diesel de 24 cilindros, V24  com 3400 cavalos.

Esse super caminhão é usado em minas e consome combustível em grandes quantidades, uma média de 65 litros / hora , mesmo com tais custos envolvidos, o veículo normalmente funciona 24 horas por dia, 365 dias por ano, parando apenas para manutenção programada regularmente.



Liebherr T282
Liebherr T282

LOGAN LAKE 50

TI 274

TI 274

O enorme caminhão Liebherr T282 foi desenvolvido pela empresa alemã Liebherr Mining Equipment Company. Com 7,4 metros de altura é capaz de rebocar 400 toneladas com os seus 3500 cavalos, motor a diesel.Esse incrível caminhão é atualmente o maior do mundo em atividade.Fonte: (blogdocaminhoneiro).

Obs.
Para ver mais imagens desses gigantes, clique em AQUI!

Blog do BILL NOTICIAS

A nova ponte mais alta do mundo, inaugurada na China, no final de 2016 tem 565 metros, superando a Ponte Siduhe, também chinesa.


Ponte Siduhe (472 metros) ficou por 8 anos com o título de ponte mais alta do mundo, desde novembro de 2009 até dezembro de 2016, quando a ponte Duge foi inaugurada, com incríveis 565 metros de altura de sua plataforma até o leito do rio Beipan.
Para se ter uma noção, essa altura é equivalente a um prédio de 200 andares. 
Ponte mais alta do mundo


Localização da ponte mais alta do mundo



A ponte Duge faz parte do G56 Hangzhou-Ruili Expressway, localizada próximo à cidade de Liupanshui, no rio Beipan, na China, entre a cidade de Xuanwei na província de Yunnan e o condado de Shuicheng na província de Guizhou.

Ponte mais alta do mundo

Dimensões da ponte mais alta do mundo


Altura até o nível do rio:565 m
Extensão total: 1340 m
Vão livre estaiado: 720 m 
Altura da torre oriental: 269 m 

Ponte mais alta do mundo - Ponte Dunge - China

Construção da ponte mais alta do mundo


A ponte Duge custou o equivalente a (144 milhões de dólares, 148 milhões de euros), e levou 5 anos para ficar pronta. Mais de mil engenheiros e operários chineses participaram na construção. 


Ponte mais alta do mundo -  China

Ponte mais alta do mundo - Gigantes do Mundo

Dunge bridge - China - Ponte mais alta do mundo


Ela encurtou a viagem entre as duas cidades chinesas, de 4 horas para apenas 1 hora. 
A inauguração da estrutura foi divulgada pela TV estatal CCTV, confira o vídeo. 


Fonte: (gigantesdomundo).


Blog do BILL NOTICIAS

FOREIGN AFFAIRS: “LULA MERECE JULGAMENTO JUSTO, NÃO PERSEGUIÇÃO”


Referência mundial na questão dos direitos humanos, o advogado Geoffrey Robertson publicou um artigo em defesa do ex-presidente Lula na Foreign Affairs, principal publicação do mundo sobre Relações Internacionais.
No texto, Robertson afirma que, com o juiz Sergio Moro, Lula não terá um julgamento justo. O advogado destaca que, "até agora, os promotores não encontraram nenhuma evidência que o ligasse aos supostos crimes, mas usaram táticas agressivas, como vazamentos de gravações telefônicas que ele fez para sua família, a fim de constrangê-lo publicamente". O advogado foi contratado pela defesa de Lula para representar o ex-presidente com uma ação impetrada na Corte Interamericana de Direitos Humanos, ligada à OEA, contra os abusos da Lava Jato.
Para o especialista, "nesse e noutros aspectos, o caso Lula levantou questões cruciais sobre o sistema judicial brasileiro: especificamente, se ele pode dar a Lula um julgamento justo e proteger os direitos do devido processo daqueles que são acusados de corrupção".
Ele lembra ainda que o sistema judicial brasileiro "não prevê qualquer separação entre o papel do juiz de instrução, que supervisiona e aprova o trabalho da polícia e do Ministério Público, e o do juiz de primeira instância, que deve ouvir casos sem parcialidade. No Brasil, ambos os papéis são desempenhados pela mesma pessoa, mesmo quando, como no caso de Lula, a investigação incluiu conclusões prejudiciais contra Lula pelo juiz".
O advogado acrescenta que "no caso de Lula, essa pessoa é Sérgio Moro, um juiz federal de baixo nível de Curitiba. Moro não está apenas supervisionando a investigação, aprovando todas as buscas, apreensões e escutas telefônicas, mas também presidindo os múltiplos julgamentos de Lula. Isso apesar do fato de que decisões investigativas anteriores o envolveram especulando sobre a culpa de Lula".
"Se há provas de que Lula se beneficiou da corrupção, ele deve responder por isso – mas em um processo justo diante de um juiz imparcial. Moro e o preconceito provocado pela mídia brasileira tornaram isso impossível. O caso deve, portanto, ser retirado de Moro e entregue a uma comissão imparcial do tipo ICAC - não para proteger políticos corruptos ou ladrões de construtores, mas por causa do Estado de direito e dos direitos humanos e impedir que os processos se transformem em perseguições", finaliza. (247).

Blog do BILL NOTICIAS