domingo, 12 de novembro de 2017

Juazeiro e Petrolina de luto: morre o poeta Manuca Almeida


A imagem pode conter: 1 pessoa, óculos de sol

Petrolina e Juazeiro estão de luto. Morreu nesse sábado(11) em São Paulo, o poeta Manuca Almeida. Ele estava na capital paulista há mais de seis meses, em tratamento, por conta de um câncer.
A doença foi mais forte e ele veio  a óbito. A noticia trouxe muita  tristeza para as duas cidades, que conheciam a extraordinária figura de Manuca Almeida. Poeta, cantor, interprete, compositor, ator,  fazia da profissão o seu  jeito determinado de ser. Manuca faria 54 anos no próximo dia 16 de dezembro, deixa esposa e três filhas.
Sergipano de Aracaju-SE, foi em Juazeiro-BA  que ele se tornou o extrovertido poeta, musico, compositor, ator, empresário artístico e admirado por todos os baianos e pernambucanos, pela sua irreverência capacidade  de produzir espetáculos e se envolver na cultura da região de maneira tão bela e competente.
Deixa sua marca e saudades ao povo de Juazeiro e Petrolina, por onde sempre andou livremente impondo o seu jeito poeta de ser.Casado com Lú Almeida, radialista  e parceira de todos os seus bons momentos e de todas as horas. Filho de Seu Armando(in memorian)  e Dona Eunice, donos do Mercadinho dos Tecidos,  tinha vários irmãos e centenas de milhares de amigos.
Com previsão de chegada às 13h desta segunda(13)  o  corpo do poeta Manuca Almeida será velado no Centro de Cultura João Gilberto em Juazeiro , norte da Bahia.O poeta estava em tratamento contra o câncer há 5 meses no Hospital de Barretos em São Paulo.
O horário do sepultamento ainda não foi informado pela família. Aguardem novas informações.(C.Geral).

Blog do BILL NOTICIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário