segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Ocupação irregular de subestação por agricultores do Projeto Fulgêncio pode deixar 50 mil pessoas sem energia no Sertão, alerta Celpe


Como este Blog mostrou ontem (8), agricultores do Projeto Fulgêncio (antigo projeto Caraíbas), em Santa Maria da Boa Vista (PE), no Sertão do São Francisco, estão ocupando uma subestação da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) no Projeto Brígida, em Orocó. O movimento é contra o corte de energia elétrica do Fulgêncio devido a um débito da Companhia de Desenvolvimento dos Vale do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).
Em nota, a Celpe afirma que “aproximadamente 50 mil habitantes do Sertão pernambucano podem ficar sem fornecimento de energia, em decorrência da ocupação ilegal e manipulação de equipamentos da Subestação Brígida“.  A manifestação teve início na tarde do sábado (7), quando os agricultores teriam feito o religamento da energia.
Além de prejudicar o fornecimento, a ocupação coloca em risco a vida de pessoas, uma vez que se trata de área restrita e de acesso exclusivo por profissionais da Celpe“, alerta a Celpe.
A companhia também disse já ter registrado uma ocorrência na Delegacia Regional de Cabrobó, além de ter adotando as medidas cabíveis para que os produtores rurais desocupem a subestação. De acordo com a Celpe, o fornecimento de energia ao Projeto de Irrigação será imediatamente normalizado após a negociação do débito por parte da Codevasf, que ainda não se manifestou sobre o assunto.(C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário