sábado, 2 de setembro de 2017

Xique-Xique: Plano de emergência é elaborado para recuperar Lagoa de Itaparica

(fotos/divulgação)
Um plano de ação emergencial para tentar reverter o dramático quadro de seca da Lagoa de Itaparica, uma das maiores da Bacia do São Francisco, foi elaborado após reunião realizada ontem (31/08), no município de Xique-Xique, norte da Bahia. Entre as dez ações previstas no plano “SOS Lagoa de Itaparica”, têm destaque a elaboração de um projeto de monitoramento das lagoas marginais da região, de um plano de fiscalização de ações impactantes na lagoa, mapeamento dos impactos causados à população do entorno e a criação de uma comissão permanente para acompanhar o andamento do plano emergencial.

(fotos/divulgação)
A reunião foi convocada pelo Ministério Público estadual, por meio do Núcleo de Defesa do Rio São Francisco (NUSF), coordenado pela promotora de Justiça Luciana Khoury, em conjunto com o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF). Ela contou a com participação dos prefeitos de Xique-Xique e Gentio do Ouro e representantes do Ibama, Inema, Adab, Codevasf e da comunidade local.
O mapeamento será da responsabilidade da Prefeitura de Xique-Xique, que também ficará a cargo do projeto de monitoramento junto com a Uneb, com o apoio da Comitê. O plano de fiscalização deverá ser executado pelo MP, Inema, Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), Ibama e pelos Municípios de Xique-Xique e Gentio do Ouro. Já a comissão de acompanhamento será composta por representantes da sociedade civil, do MP, dos dois municípios – entre outras instituições.
Mortandade de peixes
Devido à seca da lagoa, centenas de peixes morreram nesta semana. Situada às margens do “Velho Chico”, a Lagoa de Itaparica é a maior lagoa marginal da bacia do rio, com 24 quilômetros de extensão, abrangendo os municípios de Xique-Xique e Gentio do Ouro. Ela fica localizada dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) da Lagoa de Itaparica, sendo um dos principais reservatórios hídricos naturais e o principal berçário da ictiofauna do São Francisco. Em razão da produtividade pesqueira, a Lagoa de Itaparica era conhecida como “mãe da pobreza”. (C.Britto).

Blog do BILL NOTICIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário