quinta-feira, 7 de setembro de 2017

DESFILE 7 DE SETEMBRO EM PETROLINA ACABA COM BRIGA ENTRE MST, VEREADORA CRISTINA COSTA, CUT E GERENTE DA GUARDA MUNICIPAL



O desfile de Petrolina realizado agora pela manhã acabou em confusão e trocas de tapas. Integrantes da Guarda Municipal de Petrolina, a vereadora Cristina Costa (PT) e trabalhadores do Movimento Sem Terra e Central Única dos Trabalhadores entraram em conflito e foram dispensados com jatos de spray de pimenta e gás lacrimogêneo.
Através das redes sociais a vereadora Cristina diz que o Grito dos Excluídos é a data escolhida para a realização da manifestação popular que pedia democracia e que teve atividades em diversas localidades do Brasil. Segundo informações também participavam do Grito o deputado estadual Odacy Amorim e o ex-vereador do PT, Padre Antônio.
"Não há Independência em Petrolina. O grito dos Excluídos foi marcado neste 7 de Setembro por ditadura e ataques do governo municipal de Petrolina. Durante a manifestação, em frente à Prefeitura, o próprio secretário municipal de segurança atacou a Vereadora Cristina Costa com spray de pimenta", denunciou a assessoria da vereadora.
De acordo com informações a Guarda Municipal declarou ter agido em legitima defesa e  que o uso do spray foi usado para não haver violência usando a "força bruta".
A redação do blog enviou solicitação à assessoria da Prefeitura de Petrolina para esclarecer os fatos. (Via: Geraldo José). Redação blog. Foto: Ascom-Cristina Costa.


Blog do BILL NOTICIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário