sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Hospital Universitário Univasf bate recorde de cirurgias


O Hospital da Universidade do Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf) vem conseguindo importantes progressos no serviço cirúrgico. De janeiro a julho deste ano foram realizadas 2.578 cirurgias, número alcançado através de sucessivos recordes de atendimento mensal, reflexo do empenho da equipe HU. Além do número expressivo, o hospital passou a atender outros casos de alta complexidade cirúrgica que anteriormente precisavam ser transferidos para as capitais dos estados da Bahia ou Pernambuco.

O incremento no leque de serviços foi possibilitado graças à aquisição de equipamentos ocorrida nos últimos meses. O microscópio cirúrgico foi um deles e viabilizou o tratamento de dois casos de Malformação Arteriovenosa (MAV). Trata-se de uma patologia congênita caracterizada por uma alteração na formação dos vasos sanguíneos que pode se apresentar em diversas regiões do corpo. Na maioria das vezes, surge no desenvolvimento anormal do sistema vascular na vida embrionária, as causas dessas deformações ainda são desconhecidas.

Quando os investimentos ajudam a salvar vidas

Foi o que ocorreu com o pequeno Sammyr da Silva Santos (10) do município de Casa Nova (BA) que após passar mal com dores de cabeça, vômitos e desmaios foi internado no hospital. Ele foi atendido pela equipe do HU-Univasf, onde precisou ser intubado e ficou 15 dias na UTI. Após a realização de exames foi diagnosticada a existência da MAV que provocou uma hemorragia no cérebro. A criança então passou por um procedimento neurocirúrgico delicado, até então inédito no HU, para retirar a malformação, evitando, assim, novas hemorragias cerebrais no futuro. O procedimento foi bem-sucedido e, hoje, o Sammyr já se encontra em casa, totalmente curado e praticamente sem sequelas.

“O Sammyr ficou 34 dias internado, foi um período difícil, mas fomos muito bem tratados, ele pegou amizade com os médicos, as enfermeiras, com todo mundo. Eu não tenho como agradecer o que foi feito pelo meu filho no hospital, graças a Deus, todos se esforçaram para ajudá-lo a se recuperar. Agora ele está bem. ”, disse a mãe do paciente, Silvana Santos.

A possibilidade de realizar novas técnicas cirúrgicas de alta complexidade é importante não somente para os pacientes da região, mas também aos médicos residentes em neurocirurgia do HU-Univasf, é o que afirma o Chefe do Serviço de Neurocirurgia e Neurologia, Dr. Ricardo Brandão. “É uma grande oportunidade para os residentes que antes não podiam acompanhar este tipo de cirurgia aqui na região. Eles apenas tinham contato com esses equipamentos e técnicas quando iam a centro maiores. Isso é muito importante para a formação profissional deles. ”, comentou.

O HU-Univasf realizou 207 neurocirurgias nos primeiros 07 meses do ano. A expectativa é que este número aumente com a chegada de novos equipamentos cirúrgicos. “Estamos aguardando a compra de outros equipamentos e materiais que estão em processo de licitação. A equipe médica solicitou à administração, que sempre demonstra boa vontade em cumpri-las. ”, afirmou Ricardo Brandão. Ascom HU-Univasf Fontes: Vinicius de Santana.


Blog do BILL NOTICIAS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário