quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Juazeiro: Moradores do Pedro Raimundo formam comissão para resolver problema da venda indevida da praça principal do bairro


imagemimagem1 

Em reunião realizada na última quarta-feira (14), entre os moradores do bairro Pedro Raimundo e o vereador Damião Medrado (PSD), foi formada uma comissão para tentar resolver o impasse sobre a venda indevida da área que corresponde a praça principal do bairro. Medrado escutou o depoimento de vários moradores, que continuam indignados com a venda do terreno. Desde o final do ano passado, a Construtora Rocha Eterna se instalou na praça e afirma que comprou o terreno à Diocese de Juazeiro.

imagem 
“Se fosse um posto de saúde ou uma creche, a gente apoiaria o uso do terreno, mas tirar nossa área de lazer para construir casas? Não vamos aceitar”, afirma Jonito Ferreira Silva, morador do Pedro Raimundo há 15 anos.
imagem 
Sabino Luís da Silva, que reside no bairro há 10 anos, tinha interesse em comprar mais um lote. Há cerca de dois anos, procurou os representantes da Diocese, e eles disseram que não havia terrenos disponíveis no Pedro Raimundo.
imagem 
“Em 1988 procurei a Diocese, porque tinha interesse neste terreno. Os representantes afirmaram que a área não estava à venda, pois era uma praça”, afirma Carlito Ferreira Silva, morador do bairro Dom José Rodrigues.

imagem1 

De acordo com Marcos Cariri da Silva, os moradores querem respostas: “Nossa indignação é porque fomos enganados por algum órgão e queremos respostas, seja da Prefeitura ou da Diocese”.
Desde junho, quando os representantes do bairro procuraram Medrado, o vereador vem tentando resolver o impasse. A primeira solução encontrada foi acompanhar o representante do bairro, José Lusmar Rodrigues de Sousa, ao Ministério Público. A promotora Lolita Macedo Lessa imediatamente entrou com uma ação para embargar a obra. Mas, o mandato judicial não foi obedecido, a obra ficou parada por alguns dias, depois retomaram.
“O terreno corresponde a uma área pública. O mapa do bairro não deixa dúvidas. O Poder Público Municipal precisa interditar essa obra. Caso a situação não se resolva, terei que solicitar a desapropriação da área e tornar o terreno de utilidade pública”, enfatiza Medrado.
A comissão formada pelos moradores, com o apoio de Medrado e da Promotoria Pública, irá tentar agendar reuniões com todas as partes envolvidas: a Secretaria de Meio Ambiente e Ordem Pública, os representantes da Diocese e a Construtora Rocha Eterna.
ASCOM – Vereador Damião Medrado (PSD)

Blog do Bill Art´s

Nenhum comentário:

Postar um comentário