quarta-feira, 19 de junho de 2013

PROTESTO EM FORTALEZA TEM CLIMA TENSO

Publicado em  por Rômulo Alcoforado



Fotos: Leonardo Heffer/ NE10
Amanda Miranda

NE10
Com informações de Leonardo Heffer
Os milhares de manifestantes da campanha "+ Pão - Circo" que fecham a Avenida Alberto Prazeres, principal acesso à Arena Castelão, em Fortaleza, em protesto já haviam recebido o recado da Polícia Militar, que "a força seria usada se necessário", quando os primeiros barulhos de tiros foram ouvidos no fim da manhã desta quarta-feira (19).


Há feridos no local. "Estamos em manifestação pacífica, mas têm vândalos infiltrados. Tentávamos impedir que eles chutassem a grade e a polícia faz isso", afirmou um dos manifestantes machucados.
Além dos tiros, bombas de gás lacrimogêneo são usadas no confronto entre policiais e manifestantes. Embora consigam dispersar o grupo por um tempo, ele volta a reunir-se minutos depois.
Gritando frases como "sem violência" desde os primeiros obstáculos encontrados pela mobilização, a aproximadamente dois quilômetros do estádio, os manifestantes continuam levantando cartazes contra a corrupção. Apesar dos bloqueios policiais, o grupo mantém a intenção de chegar à Arena Castelão em caminhada.


Mesmo com a confusão, há torcedores tentando passar pela mobilização para ir à Arena sem conseguir. A Avenida Alberto Craveiro é o principal acesso da zona hoteleira ao estádio, porém há também uma rota alternativa passando pela Avenida Paulino Rocha.
Ainda não há estimativas oficiais sobre o número de manifestantes reunidos no ato. No entanto, a expectativa da organização antes de o protesto começar era de concentrar 38 mil pessoas.

Blog do Bill Art´s

Nenhum comentário:

Postar um comentário